Um exposto que afinal terá mãe conhecida

Este tópico está classificado nas salas: Pessoas | Famílias | Regiões | Formação

Um exposto que afinal terá mãe conhecida

#224410 | Carlos59 | 20 Mar 2009 19:04

Caros participantes no Forum,
Venho pedir o vosso apoio, que antecipadamente agradeço, para uma situação com que me deparei pela primeira vez, ao fim de alguns meses de trabalho na minha árvore de costados:
O meu 5º avô Jacinto Ferreira apareceu-me inicialmente como "exposto" (donde, sem menção dos pais) no assento de baptismo da filha Rosa Ferreira, em 1868, na freguesia de Lomar, Braga. Todavia, novas investigações permitiram-me chegar ao assento do casamento do dito Jacinto Ferreira com Catarina Maria Ferreira, em 1859, também na referida freguesia de Lomar, Braga, onde consta que ele era filho natural de Maria Rosa, da freguesia de Fradelos, Braga. Pormenor adicional: a nubente era natural de Lomar e baptizará a filha nesta mesma freguesia, o que pode significar que Jacinto se fixou na freguesia da esposa.
Resumindo o caso que me intriga, Jacinto anuncia(?) a identidade da mãe, quando se casa, em 1859; mas nove anos mais tarde, em 1868, no nascimento da filha, terá indicado que era "exposto" (digo terá indicado porque não surge como falecido) e sem qualquer menção ao nome da mãe.
Para os participantes mais experientes esta poderá ser uma situação comum e facilmente explicável. Para mim, como principiante, é enigmática. O mesmo padre participa nos dois actos (casamento de Jacinto e baptizado da filha), o que parece afastar a hipótese de ter redigido o assento de baptismo de Rosa Ferreira "de cor", por eventualmente constar que o pai dela, Jacinto, era "exposto"? Será que, anteriormente, no casamento, Jacinto indicou como mãe alguém que o criou depois de ter sido "exposto"? Ou foi o padre que resolveu considerar Maria Rosa como mãe, por qualquer razão, na altura do casamento mas já não no baptismo? E que razão poderia ser essa? Pode ter alguma importância o facto de surgirem como testemunhas do casamento de Jacinto (“filho natural”de Maria Rosa, primeiro; e depois “exposto”) um familiar desse padre e um outro padre?
Para mim, "exposto" significa que Jacinto foi colocado na Roda dos Expostos. Já agora, alguém me pode dar uma sugestão sobre novas pesquisas relativas a Jacinto? É que ainda não investiguei qualquer "exposto" e algumas pistas seriam de grande utilidade. Admito colocar a questão ao Arquivo Distrital de Braga, mas indicações prévias sobre o que pedir ou como solicitar seria de grande utilidade. Por exemplo, certamente que Jacinto terá sido baptizado, até porque casou na Igreja em 1859, mas como procurar baptizados de expostos? Valerá aqui a regra de calcular um intervalo médio de 25 anos entre gerações e pesquisar (onde?) um "exposto" que terá nascido circa 1835, mas que afinal teria uma mãe de Fradelos e que se fixou em Lomar, onde casou e baptizou uma filha, tudo no concelho de Braga ?
Agradeço penhoradamente qualquer ajuda!
Carlos Santos

Resposta

Link directo:

RE: Um exposto que afinal terá mãe conhecida

#224414 | Jandrade | 20 Mar 2009 19:41 | Em resposta a: #224410

Caro Carlos Santos,

É perfeitamente normal haver divergências nas informações dos vários assentos relativamente a um mesmo indivíduo. Acontecer-lhe-ão mais situações dessa natureza no futuro.

Também eu tenho um antepassado que, no assento de baptismo dos netos, aparecia como filho de pais incógnitos. Com a continuação da investigação, verifiquei que no seu assento de casamento ele era dado como filho natural de uma determinada senhora. Depois, foi só questão de encontrar o assento de baptismo dele para confirmar a informação dada pelo assento de casamento.

Penso que, no seu caso, resta-lhe procurar o assento de baptismo do Jacinto, filho de Maria Rosa, solteira, e de pai incógnito. Sabendo que esta reside em Fradelos - Braga, deve ser nessa freguesia que deve procurar o assento, cuja data deve anteceder a do casamento em algumas dezenas de anos. Com a informação dos avós maternos do Jacinto, pode continuar a investigação.

Na hipótese menos provável de o Jacinto ter sido exposto, o assento de baptismo existe no mesmo livro paroquial mas não identifica nem pai nem mãe. Aí, não será possível descobrir mais antepassados.

Os melhores cumprimentos,

João Andrade

Resposta

Link directo:

RE: Um exposto que afinal terá mãe conhecida

#224420 | Carlos59 | 20 Mar 2009 20:09 | Em resposta a: #224414

Caro João Andrade,
Muito obrigado pela sugestão.
Vou seguir o caminho que sugere.
Não sendo matéria deste tópico, aproveito para lhe dizer que também sou Andrade pelo ramo materno e que, aliás, utilizo o apelido de minha mãe como parte do meu nome profissional. No meu caso, parei temporariamente no trisavô Francisco de Andrade, mas vou retomar a pesquisa em breve. Todos os Andrade que já localizei para a minha árvore são de Trancoso, Guarda, ou descendem de naturais do concelho. Se eventualmente lhe interessarem, tenho todo o gosto em partilhar as informações de que disponho.
Com os meus cumprimentos e a gratidão de
Carlos Santos

Resposta

Link directo:

RE: Um exposto que afinal terá mãe conhecida

#224423 | LFGONCALVES72 | 20 Mar 2009 21:05 | Em resposta a: #224420

Caro Carlos,

Eu tambem tenho um caso bastante semelhante. Tenho uma Bisavo que aparece como exposta no seu assento de casamento. (Jacinta Da Conceição Dos Santos, nascida em Penamacor, distrito de Castelo Branco e casada em Quadrazais, Sabugal). E portanto no assento de baptismo da filha (minha avo materna) aparecem os nomes dos pais desta Jacinta Dos Santos !? Pesquisei 30 anos de baptismos de Penamacor no AD de Castelo Branco e não encontrei nada !!! Anotei simplesmente uma coisa. Praticamente todos os expostos do sexo feminino tinham como apelido "Jacinta".


Cumprimentos,

Luis Filipe Gonçalves, França

Resposta

Link directo:

RE: Um exposto que afinal terá mãe conhecida

#224430 | Carlos59 | 20 Mar 2009 21:23 | Em resposta a: #224423

Caro Luis Filipe,
No meu caso creio que há uma especialidade: quando casa, Jacinto é filho natural de Rosa Maria; nove anos depois, no baptizado da filha, passa a exposto.
Se fosse ao contrário, a divergência seria talvez explicável pela possibilidade de desvendar, ao fim de nove anos, o que antes se ocultava Assim, intriga-me e muito! Mais ainda porque foi o mesmo padre a redigir os assentos...
Cumprimentos,
Carlos Santos

Resposta

Link directo:

Um exposto que afinal terá mãe conhecida

#224464 | Lourval | 21 Mar 2009 02:08 | Em resposta a: #224430

Caro Carlos Santos,

Acho que Jacinto é exposto mas ficou sabendo depois quem era a mãe dele. Eu não acho difícil que isto tenha acontecido. Nasceu exposto, fica sabendo quem é a mãe, alguém lhe disse (sempre tem alguém que sabe) ou a própria mãe se apresentou. Mas oficialmente exposto. Então ora ele se apresenta como exposto, pois é o oficial. Ora se apresenta como filho natural, pois é o que ele soube de alguém, talvez da própria mãe. Isto acontece hoje em dia, só que ao invés de expostos, eles são os adotados.

Abraços
Lourval

Resposta

Link directo:

RE: Um exposto que afinal terá mãe conhecida

#224485 | Carlos59 | 21 Mar 2009 11:02 | Em resposta a: #224464

Caro Lourval,
Muito lhe agradeço a hipótese explicativa que formulou. Se não for verdadeira, tem certamente grande plausibilidade.
Cumprimentos,
Carlos Santos

Resposta

Link directo:

RE: Um exposto que afinal terá mãe conhecida

#224557 | cmiguelps | 21 Mar 2009 22:54 | Em resposta a: #224485

Caro Carlos,

Por curiosidade, eu também tenho um caso parecido, e tal como o Sr. Luis Gonçalves diz, parece haver um ponto comum nos expostos (o nome Jacinto).
O meu visavô chamava-se André Jacinto, e foi exposto em Chavão, Barcelos. Nos registos de Baptismo, Casamento e Óbito, é referido como exposto filho de pais incógnitos. Contudo, no registo de um filho de André Jacinto (o registo de baptismo do meu avô), é feita referência à avó paterna, não dizendo de onde é natural ou residente, pelo que não me será fácil investigá-la.
Cumprimentos,
Miguel Santos

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 23 Nov 2014, 04:35

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen