Ramos familiares(mesmo tronco).

Este tópico está classificado nas salas: Famílias | Regiões

Ramos familiares(mesmo tronco).

#8375 | rafael mião | 29 Ago 2001 12:01

Caros Amigos e Ex.mos Senhores.
Ao ler há pouco o tópico -família Barata -de Cau Barata,achei deveras interessante a ideia que teve,aqui no Forum,apresentar os diversos ramos de tão ilustre Família.Não pertenço a esta Família,mas suponho será de grande alcance prático para a pesquisa ou conhecimento genealógico em geral se muitos de nós, tanto quanto possível , introduzissem no Forum os ramos familiares que conhecem de outras famílias com tronco comum.
Muitos dos meus Amigos,primos(as) e Confrades sabem que já o fiz para a família Guerreiro de Gusmão,pois lhes enviei apontamentos,ou de viva voz.
E ,assim,com a devida vénia a Cau Barata irei introduzir neste tópico os diversos e diferentes ramos da família que acabo de mencionar e mais:as armas que usaram,quer assumidas,ex-libris heráldicos,em peças de loiça, ou as de carta de brasão,nos seus diversos tipos e também mencionarei uma ou outra individualidade ilustre que pertençam a tal estirpe.

Com os meus melhores cumprimentos ,até breve.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#8394 | rafael mião | 29 Ago 2001 20:31 | Em resposta a: #8375

cont.ção

Em relação ao tópico proposto aqui estou de novo,com a intenção de poder ser útil,satisfazer a simplles curiosidade genealógica de utentes do Forum alheios à família referida e também ,é a verdade contribuir para a divulgação de famílias alentejanas que agora vão sendo melhor investigadas.

FAMÍLIA- GUERREIRO DE GUSMÃO

Obs:esta família foi tratada com desenvolvimento nos primeiros tempos do Forum .


(R A M O S F A M I L I A R E S)

ABOIM GUERREIRO-sobretudo em Almodôvar,Ourique,Aljustrel,Mértola,Loulé e respectivas freguesias.
ABOIM GUERREIRO LEITÃO DE AGUIAR-Lisboa e Almodôvar.
ALCÂNTARA GUERREIRO-Mourão.
AMARO GUERREIRO ou GUERREIRO DE GOES-Santana da Serra e Messejana,São Martinho das AmoreiraSOdemira,Lisboa e Setúba.
CRUZ GUERREIRO-dos Visc. de Vale da Gama.
GUERREIRO BARRADAS-de Grândola.
GUERREIRO DE CARVALHO-dos Visc. de Chanceleiros e os de Santana da Serra.
GUERREIRO CAMACHO-Almodôvar,Aljustrel e Ourique.
GUERREIRO CAMACHO DE TORRES-Castro -Vesde,Alcochete e Lisboa.
GUERREIRO COLAÇO-em Castro-Verde.
GUERREIRO CAMACHO DE FOIOS E ABOIM. - na freg. de São Barnabé, Alcochete,Coruche e Lisboa.
AMARO FIGUEIRA-em Odemira.
GUERREIRO FOIOS DE ABOIM COELHO-de Castro-Verde.
GUERREIRO AIRES-nas freg. de São Barnabé,de Santana da Serra,São Sebastião de Gomes Aires,de Santa Clara-a-Nova,que são dos concelhos de Almodôvar e Ourique.
GUERREIRO JÚDICE DA SILVA-em Lagoa.
GUERREIRO DE MELO-em Ourique e Albufeira.
JUDICE GUERREIRO-no Algarve.
LAMPREIA GUERREIRO-de Mértola e Santa Bárbara de Padrões.
MACHADO GUERREIRO-~em Silves,Alte e São Bartolomeu de Messines.
MARTINS GUERREIRO-em Santana da Serra , Lisboa,Almodôvar e Lisboa.
MESTRE GUERREIRO-em Almodôvar,Beja e Ourique.
MONIZ PEREIRA PATO GUERREIRO-em Lisboa.
PEREIRA GUERREIRO-em Santiago do Cacém e Beja.
PITA GUERREIRO-em Caminha.
.....GUERREIRO-em Lanhelas.
VAZ GUERREIRO-na freg. de Santana da Serra,de São Barnabé,Almodôvar e Ourique.
VARELA COELHO GUERREIRO DE ANDRADE-de Castro-Verde e Aljustrel.
ABOIM INGLES-em Aljustrel.
GUERREIRO DA FRANCA-de Alte e Loulé.
ROIZ GUERREIRO-de Alte,Benafim e Colos(?).
GUERREIRO ELÓI-em Paderne,Ribeira de Alte e Lisboa.
GUERREIRO DE BRITO-freg. de São Sebastião deGomes Aires,Mértla e Loulé.
QUINTANILHA E MENDONÇA DIAS-em Lisboa.
GUERREIRO BIVAR WEINHOLTZ-deFaro.
BRITO LIMPO GUERREIRO-da Casa de Torre de Moldes-Barcelos.
GUERREIRO AFILHADO-freg. de São
Barnabé,Santana da Serra,Santa Susana,Guia e Albufeira.
VILHENA FREIRE DE ANDRADE-de Almodôvar e Beja.
MALDONADO PESSANHA-Ourique e os de Ferreira do Alentejo(?).
OS DESC. DO 6.º Conde do Sobral(?).
COSTA MIRA BRITO PAIS-de Cercal do Alentejo e Vila Nova de Milfontes.
OS REP. DO BARÃO DE HAWORTH de Sacavém (?).
BRITO E ABREU-em Lisboa.
BORJA DE MENESES-do Portel .
RAFAEL CARVALHO-no Faralhão-Setúbal e em Setúbal.
CAMACHO DE ARAGÃO-de Ourique.
GUERREIRO MARTELO-das freg. de Santana da Serra,São Barnabé e São Sebastião de Gomes Aires.
LOBO DE ABOIM-em Loulé.
SOUSA CARVALHO(meu irmão inteiro)-em Aljustrel.
CAVACO SILVA-de Boliqueime,Alte e Benafim.
MONIZ CORTE-REAL-Alte e Lisboa.
SACADURA CABRAL-em Lisboa.
GUERREIRO COSTA-em Setúbal.
CABRITA MATIAS-Lisboa e freg. de São Bartolomeu de Messines.
RODRIGUES VARELA-de Lagoa.
GUERREIRO ÁGUAS-do Cercal e Monchique.
COTRIM MENDES-em Lisboa.
DUARTE GUERRERO-de Santana da Serra,Lisboa e Odemira.
GUERREIRO GASCON-em Monchique.
GUERREIRO BARRADAS CHAMPALLIMAUD-de Grândola.
GUERREIRO FORJAZ DE LACERDA CAEIRO E pINTO-em Tavira.

E outros ramos que conheço,mas como fazem parte de trabalhos que não são meus e me foram oferecidos não os posso divulgar sem autorização dos seus autores.

Há dois ramos mencionados que tomariam o apelido -GUERREIRO-de forma que desconheço,mas todos os outros são parentes e descendentes de Don Bartolome Guerrero y Ruiz de Cordoba e de sua mulher Dona Catarina Perez de Guzman(El-Bueno),de ilustres fam´lias fidalgas andaluzas e de grande relevo histórico.

Aqui fica este apontamento e será uma satisfação muito grande se vier a ser útil,porque tenho,por norma,facultar dados familiares ou outros que tenho;uma vez que não penso publicar nada servirão aos interessados que consultam o Forum.
Com os meus cumprimentos
Rafael Carvalho
Agradeço correcções e outras contribuições para desenvolver-se o tópico. R. C.
Continua.

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#8646 | rafael mião | 04 Set 2001 23:08 | Em resposta a: #8394

(Continuação)

INDIVIDUALIDADES DA fAMÍLIA-
gUERREIRO DE gUSMÃO(embora alguns não usem estes apelidos alguns dos seus antepassados o usaram,obviamente).Tento seguir ordem alfabética,para não ferir susceptibilidades,fugindo a esta norma para pessoas que posteriormente soube pertencerem também à família ou pelo menos alguns familiares mais antigos usaram tal apelido ou conhecimento de direito e de facto.

ADELINO MANUEL LOPES AMARO DA COSTA-Eng.ºCivil pelo Inst.º Superior Técnico.Nasceu em Algés aos 14-4-1943.Morreu no desastre(atentado ?!...)de Camarate;infelizmente uma tragédia bem (?...)conhecida.Era filho do ilustre Eng.Manuel Rafael Amaro da Costa(será evidenciado no lugar próprio) e de D. Joaquina da Conceição Duarte Lopes e neto materno de Adelino Rafael da Costa e de D.Lucinda Guerreiro de Goes(minha tia-avó,de Santana da Serra-dos Amaros )e moradores em São Martinho das Amoreiras,proprietários rurais e comerciantes de grosso trato.
Adelino Amaro da Costa foi também Assistente do Inst.º Superior Técnico e Presidente da Juventude Escolar Católica.Trabalhou longamente no Planeamento do Ensino Superior.Foi Director do Gabinete de Planeamento de Acção Educativa .Muitas das suas obras divulgadas pela O.C.D.E.Foi um dos fundadores do C.D.S.e um dos seus principais impulsionadores e realizador.Também exerceu o jornalismo.Foi deputado e um dos grandes oradores parlamentares do seu tempo.Membro da O.D.Quando morreu com sua mulher D.Maria Manuel Simões Vaz da Silva Pires,Prof.ª Universitária,exercia o alto cargo de Ministro da Defesa Nacional.(primo em 3.º grau do autor deste trabalho).Calhou a iniciar a longa galeria das figuras ilustres que se seguirão e pelo seu carácter e alto valor intelectual honrou bem a Família a que pertence.

AFONSO ALVARES GUERREIRO-de Almodôvar.Doutor em Direito Civil e Canónico. Morreu em 1557.Em Itália exerceu o cargo de Presidente da Chancelaria de Nápoles e do bispado de Monopoli.Deixou muitas obras em latim.

AFONSO ANNES GUERREIRO-armado cavaleiro por D.Rodrigo de Lencastre.Distinguiu-se na conquista de Assafim.

AFONSO ANNES DE GUSMÃO-lavrador e homem nobre de Almodôvar.Filho de Afonso de Medeyros F.C.C.R.

AFONSO ELÓI GUERREIRO de ABOIM-F.C.R.(1757)Mestre de Campo do Terço Auxiliar do Campo de Ourique.Morgado de Aljustrel.Foi comandante da Praça de Serpa.Pessoa de relevo na Comarca de Ourique que ao tempo era quase todo o B.xo Alentejo.Há muita descendência ilustre dele ,mas não me compete dizer mais,porque a investigação é de um primo meu.

AFONSO GUERREIRO-Padre SJ-Nasceu em Almodôvar.Teólogo da Universidade de Coimbra.Deixou uma crónica sobre D.Sebastião e da Ordem da Trindade(?).Era da família dos padres SJ fERNÃO e bARTOLOMEU GUERREIRO.Morreu assassinado quando se dirigia para a sua quinta dos arredores de Lisboa .Jaz sepultado no cruzeiro da igreja de Santa Clara ,em Lisboa.

AFONSO GUERREIRO de ABOIM-(séc.XVII)-homem nobre.Filho de Estêvão Vaz de Aboim e de Leonor Guerreiro.
(continua).Indicarei quando terminar fontes doc. e bib.
Cumprimentos
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#8687 | rafael mião | 05 Set 2001 16:09 | Em resposta a: #8646

Cont.
AFONSO GUERREIRO DE ABOIM-(sec.XVIII)-capitão e morgado de Aljezur.

AFONSO GUERREIRO DE ABOIM-nat. de Almodõvar e morador em Aljustrel.Filho de Estêvão Vaz de Aboim e de Barbara Mestre.Neto paterno de Afonso GUerreiro Aboim e de Violante Fernandes e neto materno de Afonso Miz Sueyro e de Catarina Mestre(sec.XVII)-Cap.-Mor das Ordenanças de Ourique.

AFONSO GUERREIRO DE aBOIM- Cavaleiro da Ordem de Cristo.Foi porcionista do Convento da Madre de Deus,em Lisboa e em Evora estudante da Universidade.Filho de João Leitão de Aguiar GUerreiro.Foi capitão de Cavalos de Sua Majestade .

FRANCISCO GUERREIRO LEITÃO DE AGUIAR GUERREIRO -Desembargador que com sua mulher Josefa Maria de Brito se encontram sepultados numa campa bem lavrada com os brasões (mais pequeno de Leitão) e o maior de Guerreiro e Aboim,com a particularidade notável,única conhecida em Portugal de as armas de GUERREIRO serem falantes.(sec.XVIII).

AFONSO GUERREIRO DE BRITO ou Frei AFONSO DA mADRE DE dEUS gUERREIRO-Nasceu em Évora,em 1576.Assentou praça como soldado e foi para a India a 26-3-11598,com o posto de alferes de infantaria a bordo da nau São Pedro Gonçalves e também capitão da nau de socorro que pediu o general de Timor e Solor ANTÓNIO COELHO GUERREIRO..Recebeu o hábito da Ordem de Cristo.Foi à Pérsia e de regresso a Goa foi promovido a capitão da fortaleza de Baçaim.Entrou depois na vida religiosa de São Francisco.Em recompensa dos preciosos manuscritos e documentos que investigou a Academia Real de História elegeu-o seu sócio supra-numerário .Era filho do Dr. Bartolomeu Gomes de Brito e de Escolástica de Sousa ROlão.

AFONSO GUERREIRO CAMACHO-nat. de Almodôvar.Lavrador e Res-´Público desta vila e capitão de Ordenanças das freg. de Nossa Senhora do Rosário e de Santa-CLAra-a -Nova,termo de Almodôvar.(sec.XVIII).

AFONSO GUERREIRO DRAGO-Homem nobre,res-público e e sargento-mor de Castro-Marim.(1672).

AFONSO GUERREIRO DE GUSMÃO-esc-fid. e cav-fid.-17-3-1670.Natural de Almodôvar.Filho de Luis GUerreiro de Gusmão e de Domingas Rodrigues,ele dos foros de cav-fid.com 1000 réis de tença de moradia e um alqueire de cevada por dia com a condição de ir à India onde será armado Cavaleiro.

AFONSO MARTINS GUERREIRO-(SEC.XVIII)-da nobreza de Almodôvar.

ALBERTO ANTÓNIO DE BRITO GUERREIRO DE ABOIM- F.S.O.Estudante da Univ. de Coimbra.Nat.de Tavira.Possuindo um morgado de mais de 12.000 cruzados.Filho de António Medeiros de Brito e Aboim e de Barbara Mendonça Pessanha .Neto de Rodrigo de Medeiros de Brito e de Barbara de Brito e neto paterno de Domingos Rodrigues Correia e de Catarina Pereira de Mendonça.Foi Juiz em Tavira e Provedor da Misericórdia local.(sec.XVIII).
(continua e aceito de boa vontade correcções e acrescentamentos ou inf. mais desenvolvida e citando a fonte ou colaborador(a).

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#8704 | Cau Barata | 05 Set 2001 21:49 | Em resposta a: #8375

CARLOS EDUARDO DE ALMEIDA BARATA

Rio de Janeiro, 05.09.2001

Caro Rafael Mião (Carvalho),

Somente, hoje, tomei conhecimento deste novo tópico - Ramos Familiares - que iniciaste, no qual fiquei muito honrado quando vi sua referência ao meu nome.

Há um texto interessante, publicado em um dos Boletins do Colégio Brasileiro de Genealogia, que funciona no Rio de Janeiro, sobre Ramos de Famílias, que, em breve, já que ainda tem que ser redigitado, penso em habilitar neste tópico.

Dando continuidade a este interessante tópico, trago nova contribuição para o tema Ramos Familiares. Não cabe aqui repetir, por ora, o que já foi enviado quanto a Família Barata.

Assim, já que começaste com a família Guerreiro, pensei em dar continuidade a esta mesma Família, e mais, penso que seria interessante, para enriquecer ainda mais este novo Tópico, sempre que surgisse uma contribuição dos Ramos Familiares, de Portugal, acrescentar, para o mesmo apelido, os Ramos Familiares, do Brasil - isto quando me for possível.

Vamos aos Guerreiros:

GUERREIRO - Do Rio de Janeiro: entre as mais antigas famílias com este sobrenome, na cidade do Rio de Janeiro, registra-se a de Bartolomeu Guerreiro, nasc. por volta de 1593. Deixou descendência do seu casamento, por volta de 1614, com Felipa de Andrade, nasc. por volta de 1596.

GUERREIRO - De Santa Catarina: família de origem portuguesa estabelecida no Santa CatarinaK, para onde passou Antônio Guerreiro, natural de Portugal, que deixou geração do seu cas., por volta de 1763, com Rita Leonarda, natural de Portugal.

GUERREIRO DE CASTRO - Da Bahia: sobrenome de uma família estabelecida no Estado da Bahia, à qual pertence o Dr. Catão Guerreiro de Castro, nasc. porvolta de 1842, BA. Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito do Recife, PernambucoK [1863]. Juiz Municipal da Comarca de Carinhanha, Bahia, em 1881. Foi pai de Thomaz Guerreiro de Castro, nascido por volta de 1869. Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito do Recife, Pernambuco [1890]. Distinto advogado baiano, que produziu excelentes trabalhos forenses.

DIAS GUERREIRO - Do Pará: família estabelecida no Pará, à qual pertence Manuel Dias Guerreiro, que deixou geração de seu cas., por volta de 1790, com Maria da Conceição da Cunha Lêdo, natural do Pará, filha de Antônio Gonçalves Lêdo, patriarca desta família Gonçalves Lêdo (v.s.), do Pará . Foram pais de Bartolomeu Dias Guerreiro [c.1792 - a.1841], que deixou geração do seu casamento, por volta de 1814, com Maria Damaceno. Estes foram pais de outro Manuel Dias Guerreiro [c.1816, PA -], que foi casado, a 20.07.1841, em Belém [PA], com Maria Francisca da Silva e Cunha, filha de Matias José da Silva e Cunha (Carlos Barata, Famílias do Pará, vol. I, 288).

TAVARES GUERREIRO - Do Rio Grande do Sul: antiga família estabelecida no Rio Grande do Norte, a qual pertence Joaquim Tavares Guerreiro, que deixou geração do seu cas., por volta de 1836, com Ana Maria da Conceição. Seus descendentes aparentaram-se com a família Rapôso da Câmara (v.s.), do Rio Grande do Norte.

Ilustre genealogista Rafael Mião, grato pela iniciativa. Vamos em frente.

Cau Barata

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#8705 | rafael mião | 05 Set 2001 22:05 | Em resposta a: #8687

ALBINO PERRY DE LINDE GUERREIRO DE AMORIM PEIXOTO DA CUNHA E silva.sec.XIX.

ALEYXO GUERREIRO-Capitão que acompanhou o duque de Bragança ,D.jaime,na onquist de Azamor e foi o primeiro a entrar nela,por cuja razão lhe deu El-REI D.Manuel I um brasão com as seguintes armas:o castelo da mesma cidade em campo azul.Sec. XVI.

ANÍBAL ANTÓNIO CAVACO SILVA-nasceu em Boliqueime a 15-7-1938-Profesor Universitário de relevo.Foi um dos irigentes mais notáveis do P.S.D..fOi Primeiro Ministro e durante o seu exercício o nosso Pais atingiu um desenvolvimento asinalável.Personalidade destacada da vida nacional cuja biografia é ou pode ser bem conhecida através da imprensa da época.Descendente dos -Roiz Guerreiro e Martins Cavaco-de Benafime Alte-Loulé.

AMARO DUARTE GUERREIRO-natural de Santana da Serra .Nasceu a 20-5-1912 e faleceu a 2-11-1994.Meu primo em 2.ºgrau e muito meu amigo.Como apontamento familiar recordo que poucos dias antes de morrer tinha ido com minha mulher a Santana da Serra(onde nasci) e ao visitar o meu primo António Carvalho Guerreiro da Palma,este já falecido também,disse-me :esteve aqui,em casa,há pouco o primo Amaro que há muito tempo não conversa contigo e esperou,esperou ...,porque amanhã vai para Lisboa .Então fui vê-lo numa casa de campo que tinha próximo da referida aldeia.À despedida sensibilizou-me o que me disse com um forte abraço"até sempre",mas muito longe de pensar que seria a última vez que o via,pois morreu passados poucos dias.Acho que a Genealogia deve ser viva,dar-lhe calor humano e não apenas um repositório de nomes e pouco mais...naturalmente que certos acontecimentos demasiado íntimos não venham à praça pública,devemos respeitar muita coisa que se sabe,mas que não nos cabe devassar.
Era filho de José Amaro Guerreiro e de D.Teresa Da Ressurreição Duarte ,grandes proprietários rurais.Amaro Duarte Guerreiro ,doutor em Economia e Finanças,mais tarde foi para a Universidade de Oxford,piblicista de grande categoria na sua área de especialização.Teve cargos importantes desempenhou missões fora do Pais e foi também Director do Instituto Nacional de Estatística.

AMARO GUERREIRO-(desculpem alongar-me demasiado,mas este meu bisavô merece a homenagem que lhe presto).Foi um Self made man.Nasceu no Monte do CAstelo da herdade de seu pai,na freg. de Santana da Serra-Ourique a 21-1-1829.Descendente de grandes lavradores e das principais famílias da região.Com uma aptidão inata para o negócio,mercê da sua inteligência e dinamismo conseguiu arranjar uma casa de bons rendimentos ,porque as propriedades da família foram confiscadas por serem"legitimistas " ficando apenas com a herdade do Castelo e pouco mais e como tinha muitos irmãos teve de fazer pela vida.E sem respeito humano vem a casar com a viúva,ainda jovem ,de um antigo criado da casa de seus pais que devido a circunstâncias um pouco misteriosas arranjou grande fortuna.Tratou o melhor possíveo os enteados e não ficou com coisa nenhuma deles,porque os filhos que teve desta mulher morreram crianças.Arranjou fortuna com o rendimento e soube aplicá-lo comprando a herdade de Santa Maria ,dos descendentes do visconde da Barca e outras como a herdade das Mancebancas(onde tenho parte,coisa pouca)que comprou em licitação a outrem,mas que já pertencera em tempos recuados `a nossa família.Enviuvou e casou,então,com sua prima -irmâ,muito mais nova,que veio a ser a minha bisavó paterna,D.Mariana Guerreiro de Goes ,da herd.da Soalheira-Santana da Serra,originando uma descendência iluste:os Amaros Guerreiro-de Santana da Serra,os Amaros Figueira-de Odemira,os Amaros da Costa,de São MARTtinho das Amoreiras e outros.
Amaro Guerreiro foi também grande comerciante e apicultor.

AMARO GUERREIRO DE GUSMÃO-homem nobre e lavrador,de Almodôvar.

AMARO GUERREIRO MARTELLO(aparece,às vezes a grafia Metello,neste ramo, o que é erro,sem desprimor para este apelido que também o tenho em certos familiares)).Foi grande lavrador e morador na freg. de São Sebastião de Gomes Aires.Pessoa nobre.

A.MACHADO GUERREIRO-autor do Vocabulário Português de Línguas Africanas.Sec.XX.

Como já disse,para algumas individualidades não tenho dados suficientes para confirmar se são dos-Guerreiro-históricos,isto é que além do apelido são descendentes dos fundadores da família Guerreiro de Gusmão alentejana e de raizes andaluzas.

AMÉRICO GUERREIRO DE SOUSA-Professor e romancista.Sec.XX.

ANDRÉ FEIO GUERREIRO-natural de Palmela.F.S.O.Homem nobre e principal.Filho de António Feio Guerreiro,de Santarém e de Joana Leonor de Barbuda Maldonado.Neto pat. de Afonso da Silva Feio,de Santiago de Cacém e de Catarina Freire,da Colegã e neto mat.º de Pedro Barbuda Maldonado,de Torres Vedras e de Maria Josefa,de Lisboa.

André Guerreiro Camacho-de Almodôvar e da herdade do Pego(morgadio)da freg. de Santana da Serra.Filho de Diogo Guerreiro Camacho e de Mónica Guerreiro e neto pat. de Manuel Guerreiro de Aboim e de Maria Guerreiro e neto mat. de André Guerreiro Camacho e de Maria Filipa..Foi estudante da Universidade de EVOra.Capitão-Mor de Ourique,Juiz dos Orfãos,Dos Verdes e Montados da Comarca de Ourique.Procurador às Cortes.Casado com Maria Afonso Faleiro,filha de Luis Afonso Tacanho(da herdade e morgado do Tacanho-Santana da Serra)e de Isabel Dias Faleira e bisneta doo Capitão Afonso Lourenço que pertencia ele e sua mulher cujo nome é desconhecido da maior nobreza do termo de Silves e nat.da freg. de São Bartolomeu de Messines,e meus antepassados .Maria Afonso Faleiro já tinha sido casada em primeiras núpcias com o meu tio 9.ºavô Gaspar Guerreiro Martello.
André Guerreiro Camacho era irmão de D. Manuel Guerreiro Camacho-Inquisidor-Mor de Évora,de Barbara Guerreira casada com o cap-mor de Santa Barbara De Padrões, Felipe Roiz Camacho ,do Dr.Diogo Guerreiro Camacho,de Ourique e dele é descendente Sua Alteza Real a Senhora Duquesa de Bragança(lá chegaremos),e foi também irmão de Paulo Guerreiro,Da Quinta dos Guerreiros,actualmente da freg,.de São Sebastião de Gomes Aires Aires e que ,embora,hoje seja uma boa propriedade e um bom Monte alentejano não encontro lá nada de relevante do antigo solar da família-Guerreiro-séc.XV.
André Guerreiro Camacho foi padrinho d batismo de seu parente e meu 6.º avô o alferes Bartolomeu Miz Coelho,que foi O Vereador mais Velho da Comarca de Ourique,o maior e mais importante lavrador da sua freguesia com uma fortuna avaliada em mais de (trinta mil)30.000 cruzados.

ANTONIO DE BRITO MEDEIROS E ABOIM-da Revelada-freg.de Vaqueiros-Alcoutim.Filho de Rodrigo Medeiros de Brito e deBarbara de Brito Guerreiro,neto pat. de Rodrigo Medeiros Mestre e de Constança de Brito e neto mat. de Manuel Guerreiro de Aboim e de Barbara de Brito Aboim.

ANTONIO CAMACHO DE BRITO-filho de José Camacho e de Verónica HJustina Collaço e neto pat. de Antonio de Brito Camacho e de Luisa Tereza Pombeiro e neto mat. do cap.ão Jose Guerreiro Faleiro e de Catarina Clara de Gusmão e bisneto do cap.ão Manuel GUERREIRO fALEIRO e de Verónica Maria Raposo e do cap.ão Manuel Mateus Guerreiro de Gusmão e de Ana Mestre Botelho.Sec.XVIII.A minha mulher é descendente dos Collaços e Botelhos.

ANTÓNIO AMARO gUERREIRO COSTA.nat. de Santana da Serra,Advogado.Foi INSpector de Saúde Pública e act.Funcionário Superior da Santa Casa Da Misericórdia de Lisboa.(meu primo-irmão.

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#8707 | rafael mião | 05 Set 2001 22:47 | Em resposta a: #8704

Caro Cau Barata
Fiquei deveras surpreso,porque não esperava uma recepção tão entusiástica e ainda bem.
Aceitar-se-á toda a colaboração,evidentemente ,relacionada com este tópico.Assim,terá um desenvolvimento apreciável com outros confrades e colaboradores do Forum que queiram introduzir aqui o que sabem sobre-Guerreiro -Gusmão -e o que se relaciona com tais famílias ou pessoas a elas pertencentes ,até por afinidade e de referir também o aspecto heráldico,etc.Conheço boas fotografias que deveriam ser inseridas,mas suponho não ser realizável no Tópico.
Grato pelo incentivo e continui a enviar informação e captar mais.
Os meus melhores cumprimentos.Até breve.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#8712 | Cau Barata | 05 Set 2001 23:19 | Em resposta a: #8707

CARLOS EDUARDO DE ALMEIDA BARATA

Rio de Janeiro, 05.09.2001

Caro Rafael Mião,

Em se tratando de pesquisa genealógica, e da grande idéia de lançar o tópico Ramos Familiares que, desde já, estou estendendo para Ramos Familiares, na relação Brasil-Portugal, não me restava outra emoção, que não fosse o entusiasmo de podermos elaborar esta grande página da história das famílias luso-brasileiras.

Assim, incrementando um pouco mais este tópico, segue os ramos que encontrei, por ora, da Família Gusmão, que espero ser útil para as suas pesquisas.

AGUIAR DE GUSMÃO - De Alagoas: Família estabelecida em Alagoas. A união dos dois sobrenomes teve princípio em Thomaz Coelho de Gusmão [c.1848, AL -], bacharel em Direito pela Faculdade de Recife (1873). Deixou geração do seu casamento, no Recife, com Joaquina Angélica Ribeiro de Aguiar [1851, Recife, PE - Recife, PE], irmã de Izabel Maria Ribeiro de Aguiar, de quem descendem os Aguiar Campello, de Pernambuco.

BUARQUE DE GUSMÃO - De Alagoas: ramo da família Buarque, de Alagoas. Importante família de abastados proprietários de engenhos de açúcar, estabelecida em Alagoas. A união dos dois sobrenomes teve princípio no sarg.-Mor Francisco David de Gusmão [c.1740- ?], filho de José Inácio de Lima e de Luzia Francisca Ribeiro de Gusmão, e por via desta, neto de Domingos Felipe de Gusmão, patriarca da família Gusmão Lira. Deixou numerosa descendência de seu casamento com Maria Benedita Buarque, filha do coronel Manuel Buarque de Jesus, patriarca desta família Buarque (v.s.), de Alagoas. A família Buarque de Gusmão, já teve, no século XIX, o seu genealogista, cujos estudos, inéditos, me foram fornecidos pelo Dr. Cid Buarque de Gusmão, um estudioso do seu ramo. Houve outro ramo desta família, com este sobrenome, procedente de Manuel Coelho de Gusmão [c.1780-], que foi segundo marido de Ana Joaquina Buarque, matriarca da família Buarque de Lima (v.s.), por seu primeiro, e filha do Coronel Manuel Buarque de Jesus, patriarca desta família Buarque (v.s.), de Alagoas. Deste último casal, foi filho, Antônio Buarque de Gusmão [1808, AL -], bacharel em Direito pela Academia de Olinda [PE-1839], Senhor do Engenho Santa Rita, em Maceió [1859].

GUSMÃO - Do Rio de Janeiro I: entre as mais antigas na cidade do Rio de Janeiro, registramos a família de Félix de Gusmão, nasc. por volta de 1591, e fal. antes de 1662. Deixou descendência de seu cas., c.1617, com Inez Ribeiro, nasc. c.1593, e fal. a 03.03.1662, no Rio de Janeiro, RJ. Deste casal descendem os Madeira de Gusmão.

GUSMÃO - Do Rio de Janeiro II: ainda, no Rio de Janeiro, registra-se a família de Alexandre de Gusmão, nasc. por volta de 1665, que deixou um filho natural, com Felipa, parda forra.

GUSMÃO - Do Rio de Janeiro III: ainda, no Rio de Janeiro, registra-se a família de Garcia Gusmão Muniz, fal. a 23.12.1657, na cidade do Rio de Janeiro. Casado com maria Tinoco, fal. a 27.07.1662, na Cidade do Rio de Janeiro.

GUSMÃO - Do Rio de Janeiro IV: anda no Rio de Janeiro, na região norte-fluminense, de origem portuguesa, registra-se a importante família do desembargador Manuel Carlos da Silva Gusmão, nasc. por volta de 1756, na Vila de Oeiras, Portugal, e fal. em 1807, na cidade do Rio de Janeiro, RJ. Procurador da Coroa, no Rio de Janeiro. Deixou numerosa e ilustre descendência, na região de Campos dos Goitacazes (RJ), do seu cas., c.1781, com Ana Rosa de Aguiar Cardoso. Entre os descendentes do casal, registram-se:
I - a filha, Maria Isabel de Aguiar Cardoso Gusmão [1796, Campos, RJ - 22.01.1870, Campos, RJ], que, por casamento, em 1814, na importante família Miranda, da região norte-fluminense, tornou-se, em 1847, baronesa de Abadia. DOCUMENTO [Óbito do baronesa de Abadia] - «Aos vinte e dois de Janeiro de mil oito centos e setenta, faleceu com o Sacramento da Extrema Unção e testamento a Baronesa da Abadia, branca, com a edade de 69 anos, mais ou menos, natural de Campos, fazendeira, proprietária e viúva do Barão da Abadia. Deixou seis filhos: Ana, Rita, Antônia, Mariana, Brasileira e Maria. Deixou netos, filhos do seu finado filho João. Foi amortalhada com hábito Carmelitano: encomendada solenemente e sepultada no Cemitério da Ordem Terceira de N. S. do Carmo.».
II - o filho, General José Manuel Carlos de Gusmão [25.03.1795 - 08.01.1858], Praça [14.09.1807]. Alferes [17.12.1815]. Tenente [06.02.1818]. Capitão [24.11.1820]. Major [28.05.1827]. Tenente-Coronel [18.10.1829]. Coronel [02.12.1839] e Brigadeiro [15.11.1846]. Comandante da Guarda Imperial, casado na família Verna (v.s.), do Rio de Janeiro; e
III - o neto, João Manuel de Souza, barão de Vila Flor, conforme vai descrito no título da família Souza, de Campos, região norte-fluminense do Estado do Rio de Janeiro.


GUSMÃO - Da Bahia: entre as mais antigas, registra-se a de Miguel Rodrigues de Gusmão [c.1638-?], Cavaleiro da Ordem de Cristo, que deixou geração dos seus dois casamentos: 1.º, com Maria da Silveira; e 2.º, com a viúva Maria de Souza [1644, BA0?], filha de Belchior de Teves Barreto, patriarca desta família Teves Barreto, da Bahia (Jaboatão, 570).

GUSMÃO - De São Paulo: distingue-se a importante família procedente do licenciado cirurgião do presídio de Santos, Francisco Lourenço, natural da Freguesia de São Pedro de Queimadela, termo de Guimarães, Portugal, filho de Pedro Lourenço e de Domingas Gonçalves, naturais de Portugal. Passou a São Paulo, estabelecendo-se em Santos, onde deixou geração do seu cas. com Maria Alves [ou Alvares], natural de Santos, filha de Antônio Alves, natural de Portugal de Maria Gomes. Neta materna de João Gomes Villas-Bôas e de Maria Joana. Entre os descendentes do casal, registram-se:
I - o filho, o famoso aviador Bartolomeu Lourenço de Gusmão [Santos, SP - 18.11.1724, Toledo, Espanha], denominado Voador, por ter sido o inventor de uma máquina aérea com que se fez experiência em Lisboa a 05.08.1709, na presença do Rei e da Corte. Membro da Academia de História, criada por D. João V, cônego, lente de prima e matemáticas na Universidade de Coimbra (Azevedo Marques, Apontamentos, I, 57);
II - o filho, Padre Simão Alves, jesuíta;
III - o filho, padre Inácio Rodrigues, jesuíta;
IV - o filho, fr. Patrício de Santa Maria, franciscano;
V - o filho, padre João Alves de Santa Maria, carmelita;
VI - a filha, Joana Gomes de Gusmão, natural de Santos, que se distinguiu por atos de piedade e devoção. Transferiu sua residência para a então Vila do desterro, Santa Catarina, onde fundou, no começo do século XVIII, a capela do Menino Deus, um dos importantes templos daquela povoação. Ficou vulgarmente conhecida pelo nome de - Irmã Joana (Azevedo Marques, Apontamentos, II, 19);
VII - a filha, Maria Gomes, natural de Santos, de quem descendem alguns Silva Gusmão, de Santos, por seu cas. com Geraldo da Silva, natural de Vilar de Frades, freguesia de Madalena, comarca de Barcelos, filho de outro Geraldo da Silva e de Maria da Rocha; bisneto de João da Silva e de Ana Viegas, que era filha natural do Padre João Viegas, que foi abade da freguesia de Sequiade, termo de Barcelos;
VIII - o filho, Alexandre de Gusmão [Santos - 31.10.1753, Lisboa], formado em Direito na Universidade de Coimbra. Secretário da Embaixada portuguesa na corte de Luiz XVI. Rejeitou a dignidade de príncipe romano, oferecida pelo papa Benedito XIII. Foi homem de Estado na corte de D. João V e muito considerado pela sua ilustração e talento. À sua habilidade diplomática deve-se o tratado de 13.01.1750, celebrado entre Portugal e Espanha, pelos quais se fixaram os pontos capitais da linha divisória entre as pocessões dos dois países na América Meridional. Quando embaixador de Portugal junto à Santa Sé, obteve para D. João V o título de Fidelíssimo e a criação do patriarcado para o arcebispado de Lisboa (Azevedo Marques, Apontamentos, I, 7); e
IX - o neto, Teotônio da Silva Gusmão [Santos, SP -], bacharel em Direito, pela Universidade de Coimbra, com leitura de bacharéis [1740]. Intendente da Fazenda, no distrito dos Tocantins, então Goiás [1732-1739].

GUSMÃO - DA Paraíba - ramo dito Cristãos Novos: registra-se, Felicitas (Uchôa) de Gusmão, parte de cristã-nova e moradora na cidade de Paraíba (João Pessoa). Saiu no auto-de-fé de 1732 (Wolff, Dic., I, 87).

GUSMÃO LIRA - Antiga e importante família de origem portuguesa, de abastados proprietários de engenhos, estabelecida em Alagoas e Pernambuco. Teve princípio no Dr. Domingos Fellipe de Gusmão, nat. de Tavira, Portugal, filho de Teresa de Jesus de Gusmão, neto mat. de Ana Rosa de Gusmão, e bisneto materno de Gertrudes Rosa de Gusmão. Médico pela Universidade de Coimbra. Passou a Pernambuco, onde deixou numerosa descendência (dezoito filhos) do seu cas., em 1696, no Recife (PE), com Maria Tavares de Lyra, bisneta de Balthazar Afonso de Lyra, patriarca desta família Tavares de Lira, de Pernambuco. Foram quarto avós de Manuel Messias de Gusmão, nat. de Alagoas, bacharel em Direito [PE-1869]. Senhor do Engenho Castanha Grande [1877], e senador na República [1892].

Linha natural dos Gusmão Lira: Felipa Joaquina de Gusmão [c.1740- ?], neta do patriarca de Domingos Felipe de Gusmão (acima citado), faleceu solteira, deixando um filho natural, havido com o Dr. Alberto de Almeida do Amaral, Cavaleiro Professo na Ordem de Cristo.
O capitão-mor Francisco Manuel da Silva Gusmão, bisneto de Domingos Felipe de Gusmão (acima citado), foi casado, c.1780, com sua prima, Maria Inácia Tavares de Lyra, descendente de Baltazar Afonso de Lyra, patriarca da família Tavares de Lira, de Alagoas e Pernambuco. Esta matriarca, não tendo filhos deste casamento, adotou e criou um filho natural de seu marido, o capitão-mor Francisco Manuel, havido com «Chica Sertaneja». Este filho, de nome Joaquim da Silva Gusmão, tornou-se herdeiro de toda a fortuna de seu pai e de sua madrasta, para poder se casar com uma parente sua e sobrinha de sua madrasta: Maria Inácia Lyra de Gusmão, que se casou contra sua vontade.

Nobreza Titular: Maria Cluadina de Gusmão Lira [-12.08.1903], por seu cas. com um membro da família Holanda Cavalcanti, de Pernambuco, tornou-se a baronesa de Gindaí. Filha de Francisco Gusmão Lira e de Maria Claudina Lira. Deixou doze filhos.

MADEIRA DE GUSMÃO - Sobrenome de uma antiga família do Rio de Janeiro, procedente do Capitão Félix Madeira de Gusmão, fal. no Rio, de bexigas, em sua fazenda, em 1666. Filho de Félix de Gusmão. Deixou descendência, a partir de 1652, com Ana ... (Rheingantz, II, 501).

Um forte abraço,

Cau Barata

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#8917 | rafael mião | 09 Set 2001 21:15 | Em resposta a: #8705

(Cont.ção)

ANTÓNIO COELHO GUERREIRO-Foi general.F.C.R. Senhor de muitos vínculos.Morreu no Redondo-Alentejo.,onde jaz.Ocupou cargos importanyes no Brasil e na India.Foi Cap.-Mor de Timor e em 1701 tomou disposições (as primeiras )tendentes a regularizar relações de hierarquia entre os chefes indígenas e a autoridade superior portuguesa.Era filho de Pedro de Beja Guerreiro,de Almodôvar e de Maria Salgado Coelho e neto paterno de Diogo de Beja Guerreiro,de Almodôvar e de Catarina Afonso e neto materno de António Roiz Coelho e de Margarida Salgado.

ANTÓNIO FRANCISCO DE BRITO GUERREIRO DE ABOIM-tenente de cavalaria e C.O.C.

D.ANTONIO FRANCISCO JOSÉ GUERREIRO DE ABOIM.Séc.XVII,ligado à Misericórdia de Aljustrel(ou será de Almodôvar?).

ANTÓNIO GUERREIRO -actual jornalista e cr´tico literário.

ANTONIO GUERREIRO AYRES-lavrador do Monte da Antoa-Almodôvar e da governança da mesma.Séc.XVII.

ANTÓNIO GUERREIRO COLLAÇO-alferes em 15-9-1805.Capitão de Cavalaria.Fez a Guerra Peninsular.Assentou praça em 1771.OPerdeu a sua casa e bens em Olivença.Teve grandes louvores.Pediu o cargo do comando da Praça de Estremoz ou então Comandante dos Veteranos de Elvas.Entrou ao serviço militar aos 16 anos e serviu durante 42 anos.Em reconhecimentos dos seus serviços pediu o ligar vago de governador de Sesimbra.

ANTÓNIO GUERREIRO FALEIRO-Dr. formado em Cânones.Nat. de Castro Verde(1793).

ANTONIO GUERREIRO DE GUSMÃO-escrivão público e de notas ,de Almodôvar.Sec. XVI.

ANTONIO GUERREIRO MESTRE-Cap.ão de Ordenanças.Nat. de São Barnabé-Almodôvar.Filho de Antonio Guerreiro ,daí e de Margarida Mestre ,de Santa Clara-a-Nova-Almodôvar.Foi pai do 1.º visconde de Belver. e este cunhado do visconde de Bousões.

ANTONIO GUERREIRO DA PONTE- nat.da freg. de Querença.Filho de Francisco Guerreiro da Ponte e de Maria da Ponte da mesma freguesia.Neto paterno de João Guerreiro e de Margarida Afonso,da vila de Loulé e neto materno de Manuel da Ponte e de Domingas Miz,moradores na aldeia do Ator,da mesma freg.ª.SEC.XVIII.

ANTONIO JOAQUIM DE LANCASTRE VILLALOBOS DE ABOIM GUERREIRO-herdeiro da Casa e senhor da Quinta de Santa Ana de Marvila.Sec.XIX.

ANTÓNIO JOSE TEIXEIRA COLAÇO RAFAEL CARVALHO-Nasceu em Faro aos 30-8-1962.Filho de Octávio Rafael Guerreiro Carvalho(o autor deste trabalho e tópico)e da Senhora Prof.ª.D.Maria da Soledade Teixeira Colaço Rafael de Carvalho.Arqueólogo com muitos trabalhos publicados de colaboração e com muito trabalho de exploração no campo e investigação nesta área de estudos. Prepara o Mestrado sobre Civilização Muçulmana . Técnico Superior da Câmara Municipal de Palmela .

ANTÓNIO LEITÃO DE AGUIAR GUERREIRO- Dr.-Achou-se na entrega de Tânger aos ingleses,que deu a Rainha D.Leonor de Gusmão,a sua filha d.Catarina,quando casou com CarlosII.

ANTONIO JOSE ANTUNES GUERREIRO-(...A 1888),proprietário rural,político progressista e par do Reino.

Comandante.....PESSOA GUERREIRO-Oficial da Armada Portuguesa.

Padre Dr.ANTÓNIO JÚLIO DE FARIA LIMPO TRIGUEIROS SJ-da Casa da Torre de Moldes-Barcelo( e dos Guerreiros de Aboim -da antiga comarca de Ourique).Erudito genealogista ,historiador e investigador.Nasceu a 21-10-1966,na freg. de Santa Maria Maior-Barcelos.Com trabalhos valiosos nesta área.Refiro o excelente trabalho sobre Barcelos Histórico ,Artístico e Monumental com colaboração de Eugénio Andrea da Cunha e Freitas e de Maria da Conceição Cardoso Pereira de Lacerda e também so bre o Pres.da Rep.ª Dr. Sidónio Pais(que tambem é da família Guerreiro)Etc..
Depois dos estudos de Direito ,Filosofia e Humanidades em várias universidades frequenta actualmente a Pontificia Universidade Gregoriana,em Roma,no Curso Seperior de Teologia.

ANTÓNIO LUÍS DE ARÊDE SOVERAL RODRIGUES VARELLA-nasceu a 2-10-1961 em Luanda.Eng. e Arq.ºF.C.A.,alvará do Conselho de Nobreza.É também um valioso genealogista e um bom técnico na sua área de trabalhos.Exerceu o ensino.Artista plástico e agora também realizador e actor de cinema.

ANTÓNIO JOSÉ ÁGUAS RODRIGUES VARELLA-(pai do anterior)-n.a 4-1-1934,em Lisboa.Coronel do Exército na Reserva e Eng.º Civil(pela E/E e IST.).Comendador das Ordens de Avis,Medalha da Cruz de Guerra e Serviços Distintos com Palma e de Comportamento Exemplar.Ex.2.º Comandante da Esc. Prát.ª de Eng.ªe Membro do Conselho Superior de Obras Públicas,etc.Era casado com a Senhora Dr.ªD. Maria de Fátima Lopes de Arêde Soveral Chefe e Representante da Família Soveral,de Oliveira do Conde e dos SEnhores do morgadio da Mourisca,na Aguieira.
Ele ,com antepassados da família Guerreiro,da herdade da Soalheira,freg.ª de Santana da Serra-Ourique.

ANTONIO VAZ SILVEIROS-F.C.R.-13-3-1674.Filho de Pedro Fernandes Guerreiro Esc-Fid.º.

ARMANDO FREIRE CABRAL DE SACADURA FALCÃO-Tenente-Coronel Piloto Aviador.Comendador da Ordem de Avis e medalha de Prata de Comportamento exemplar,etc.Comendador de Graça com Placa de S-M.Ordem Constantiana de São Jorge.F.C.A.por alvará do Conselho dea Nobreza .Foi Presidente da Comissão de Genealogia do Conselho da Nobreza.Distinto genealogista com muitas obras publicadas.Tinha antepassados da família -Guerreiro-da região de Garvão-Ourique e de Mértola,etc.

BARNABÉ GUERREIRO AFILHADO-filho do Cap.ão Francisco Guerreiro Afilhado Camacho,da Casa do Vale de Loulé e Santa Susana-freg. de São Barnabé-Almodôvar(que veio a pertencer a meu bisav^materno António Rafael,por casamento )e de D. Bárbara Guerreiro de Gusmão,da freg.ºa de Santana da Serra -Ourique(meu primo e tio-trisavô por afinidade).Neto materno de Manuel Guerreiro Camacho de Aboim e de Bárbara Guerreiro de Gusmão,ele da ref.ª freg.ª de São Barnabé e ela de Almodôvar.De grande riqueza ,homem da governança e da nobreza.Dele era também a herdade da Foz do Carvalho,onde possuo ainda a q uarta parte e tenho um sabre que era dele e um crucifixo de madeira.Jazia sepultado à entrada da igreja de São Barnabé e o sino grande tem o seu nome.Também vem a propósito e já alertei os serviços responsáveis pelo Património Art. e Religioso do Baixo Alentejo da descoberta que fiz(isto é decifrei parte do que está inscrito numa enorme pedra(composição química e textura que desconheço) ,hoje na ermida de Santa Susana)que se refere à família Guerreiro Afilhado,prov. seus patronos e que servia de" ppadieira" da antiga Casa dos Padres(Ordem de Santiago )hoje em ruinas e a poucos metros da igreja mencionada.Nos principios do séc.XVI Santa Susana já era s sede de freguesia e ainda há registos que a ela se referem.Agora é um simples lugar com duas ou três residências da família.
(cont.).

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#8993 | rafael mião | 11 Set 2001 00:01 | Em resposta a: #8917

BRUNO GOMES DE BRITO GUERREIRO E ABOIM-cap.ão do Regimento de Olivença e morgado da Ravelada,do de São Bartolomeu de Via Gloria,em Alcoutim,do de Martinlongo.F.C.R.Filho de Rodrigo de Medeiros de Brito e de Bárbara de Brito Guerreiro e Aboim-,que também foram pais de José Guerreiro de Brito e Aboim,da freg. de Vaqueiros,senhor dos ditos morgados e alferes do Regimento de Olivença.(SÉC.XVIII),

BARTOLOMEU GUERREIRO-SJ.-nat. de Almodôvar.Nasceu em 1564 e morreu na Casa de São Roque,em Lisboa em 1642.Deixou vasta bibliografia em obras raras e de História.Era irmão de Fernão Guerreiro SJ..Foi Prefeito da Universidade de Évora.Foi muito estimado por D.Teodósio,duque de Bragança e por D.João IV.

BARTOLOMEU GUERREIRO DE ABOIM-que teria falecido por volta de 1805.Foi lavrador,pessoa nobre e Juiz dos Verdes e Montados do Campo de Ourique e seu Monteiro-Mor.

BARTOLOMEU GUERREIRO DE ABOIM-lavrador e F.S.O. -Homem muito rico. De Benafim-AlteAliàs,esta minha família de Benafim e Alte-sejam Roiz Guerreiro,Guerreiro Aboim,Martins Cavaco,Guerreiro da Franca,Pires Cortesão,Neto Calado,Nunes,Silva,Sousa,etc.,ligados por consanguinidade ou por afinidade ,casavam quase todos na mesma família,eram primos em vários graus e até um tio-avô meu casou com uma sua tia direita,irmã da mãe dele e se tivessem tido filhos seria ao mesmo tempo pai e tio dos filhos,filho e cunhado dos pais e sobrinho da mulher.Havia muitos casamentos deste tipo e com estas confusões que nos causam,muitos embaraços na investigação genealógica.É de tradição que a Casa dos meus bisavós maternos ,por via de seus antepassados fora uma das mais ricas da comarca de Loulé..
Mas voltando a Bartolomeu Guerreiro de Aboim era filho de Gaspar Pires e de Margarida da Conceição,ele de Benafim e ela de Paderne.Neto paterno de Estácio Lourenço,de Benafim e de Maria Lourenço,de Messines e neto materno de Bartlomeu Vaz e de Margarida da Conceição e bisneto paterno de Gaspar Pires e de Maria Guerreiro e de Baltazar Afonso e de Beatriz Lourenço..A mulher do biografado D.Maria Pinheiro Cavaco,sua prima em 3.ºgrau de consanguinidade.

BARTOLOMEU GUERREIRO DE BRITO-(SEC.XVII)-Juiz dos Verdes e Montados da Comarca de Ourique.

BARTOLOMEU GUERREIRO PALMA-Notário e F.S.O.Padre do hábito de São Pedro.Natural da herd. de Vale de Poldres-freg. de Santana da Serra-Ourique.Morador no Paço da Inquisição de Lisboa.Foi capelão particular do Cardeal Cunha.Era filho de Manuel Guerreiro Revez,de Santa Clara-a-Nova-Almodôvar e de Margarida da Palma,de Almodôvar.Neto paterno de Manuel Revez e de Catarina Guerreiro e neto materno de António Dias(meu avô)da freg. de São Barnabé-Almodôvar e de Maria Rodrigues,da freg. de Santana da Serrra-Ourique.

BENTO GUERREIRO LAMPREIA--F.S.O.-Doutor.Nat. de Alcaria Ruiva-Mértola,onde foi prior dos frades da Ordem de Santiago da Espada a que pertencia.Jaz sepultado na igreja matriz.Foi Comissário do Santo Ofício.Autor de várias obras em prosa e em verso.Era filho de Gregório Barriga e de Ana Guerreiro e neto paterno de Afonso Luis e de Maria Luis e neto materno de Bartolomeu Fernandes Lampreia e de Isabel Guerreiro-Séc.XVIII.
cont.ª

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9273 | rafael mião | 17 Set 2001 16:33 | Em resposta a: #8993

(Continuação)

CÉSAR AUGUSTO GUERREIRO BARRADAS-General de Divisão.Nasceu em 1835e morreu em Monforte em 1899.Foi aluno do Colégio Militar.Foi notável corógrafo e serviu muitos anos em Comissão Geodésica onde deixou trabalhos de valor.Foi Grande Oficial da Ordem de Avis,cavaleiro e comendador da mesma Ordem.

DIOGO GUERREIRO DE ABOIM-Ouvidor Geral de Moçambique,séc.XVIII.Fez parte do Governo Provisório da colónia referida de 4-6-1799 a 20-9-1779,juntamente com o Administrador da Prelazia,João Nogueira da Cruz e o capitão Pedro da Costa Soares.

DIOGO GUERREIRO CAMACHO DE ABOIM-Desembargador da CASA DA sUplicação.Nat. da Quinta dos Guerreiros-Sâo Sebastião de Gomes Aires-termo de Almodôvar e da comarca de Ourique..Nasceu em 1663.Formou-se em Direito Civil e escreveu várias obras da sua especialidade em Latim.Filho de Diogo Guerreiro Camacho e de Mónica Guerreiro.Neto paterno de Manuel Guerreiro de Aboim e de Maria Guerreiro e neto materno de de André Guerreiro Camacho de Aboim e de Maria Felipa da Silva.Irmão do Inquisidor D. Manuel Guerreiro Camacho e do capitão André Guerreiro Camacho.Foi também Juiz de Fora,em Montemor-o-Velho e Desembargador da Relação do Porto.Fidaldo de Cota de Armas em 1696.E m Ourique há um largo com o seu nome.Foi casado com Maria de Foyos de quem teve Manuel Guerreiro Camacho de Foyios que foi também Desembargador da Casa da Suplicação e faleceu a 15-8-1709.

DIOGO GUERREIRO CAMACHO DE ABOIM-Desembargador do Porto.Filho de Manuel Guerreiro Camacho de Aboim e de Barbara Josefa Faleiro de Brito,este capitão-mor de Padrões,Casével e Entradas.Neto pat.º do cap.-mor Felipe Roiz Camacho e de Barbara Guerreiro Camacho e neto mat.º de Luis Afonso Faleiro e de Romana dos Santos Nunes Figueira .Bisneto paterno de Antonio Roiz Vizeu e de Barbara Camacho e de Diogo Guerreiro Camacho e de Monica Guerreiro e neto materno de Maria Mestre Sueyro e de Brás Nunes e Maria Figueira.Frequentou a Universidade e foi Juiz de Fora em Vila Franca e Tavira.Séc.XVII.

DIOGO GUERREIRO CAMACHO E ABOIM-Nasceu a 18-1-1705.Cap-mor da vila de Padrões.Filho de Manuel Guerreiro Camacho de Aboim e de Barbara Lampreia.Neto paterno de Felipe Roiz cap-mor de Padrões e seu morgado e de Barbara Guerreiro Camacho e neto materno de Luis Afonso Faleiro,da Espargoza-Mertola.

DOMINGOS GUERREIRO-filho de Luis Mateus,dos foros de esc-fid. e de cav-fid.,com 900 réis de moradia por mês e um alqueire de cevada por dia pelos serviços que seu pai prestou em Tânger -8-7-1662.

DOMINGOS GUERREIRO DE GUSMÃO-capitão e homem nobre de Almodôvar.Sua avó era prima-irmã de Bartolomeu Gomes de Aboim..Teria morrido por volta de 1613.Primo-irmão de minha 10.ª avó Catarina Dias,da Corte Zorrinho,freg. de Almodôvar e mulher do meu avô Francisco Annes(Guerreiro de Guzman),da herdade do Pêgo-freg. de Santana da Serra.

DIOGO MESTRE SERRÃO-irmão do capitão Manuel Guerreiro,herói de Ceilão,de Almodôvar.Foi valoroso Capitão do Terço de Infantaria do Algarve.

DOMINGOS ROIZ GUERREIRO-(meu 8.º avô)-das principais famílias da com. de Loulé.Lavrador muito rico,de Benafim-Alte.Filho de Domingos Roiz(Rodrigues) e de Catarina dos Santos e neto paterno de Leonardo Roiz Pincho e de Leonor Pincho(certamente primos).Aquela Catarina dos Santos suponho que seja Catarina Guerreiro casad a antes ou depois de viúva com Baltazar Tavares de Gândia(antepassados dos morgados de Alte).Leonardo Roiz Pincho deve ser irmão do opulento lavrador e benemérito local e homem nobre-Thomé Roiz Pincho,do Algoz,onde morreu em 1713 e que criou um Monte da Piedade para benefício exclusivo dos pobres seus contemporâneos,com bens por si doados.Domingos Roiz Guerreiro era neto de Gaspar Guerreiro e de Maria dos sANTOS.sEC.XVII e XVIII.

DUARTE BARRADAS GUERREIRO-era licenciado e freire professo da Ordem de Santiago.Sec.XVIII.Prior da igreja matriz de Castro Verde.

EMÍDIO GUERREIRO- professor universitário .Grande político e um dos fundadores do P.S.D.Filantropo.Viveu em Paris e nasceu em Guimarães.Morreu em 199.

ESTAÇO ANNES GUERREIRO-de Almodôvar.Cavaleiro-Fidalgo da Casa Real e filho do Fid-Cav. Afonso de Medeyros e de Catarina Guerreiro(meus 13.º avós).

ESTÊVÃO VAZ DE ABOIM- lavrador e homem nobre.Foi Juiz,Almotacé, e Vereador de Almodôvar.Filho de Afonso Guerreiro Boim(deve ser Aboim)e de Violante Frs e neto paterno de Estevão Vaz Boi e de Leonor Guerreiro e neto mat.º de Baltazar Vaz Barregão e de Mécia Alvares Guerreiro.Casou três vezes,a 2.º vez com Maria Guerreiro e a 3.ª vez comBarbara Mestre,filha de Afonso Miz Sueyro e de Catarina Mestre,todos nobres,do Bringelinho-Santa Barbara de Padrões .Sec.XVII.

ESTÊVÃO VAZ BOIM-capitão de cavalos.Oficial de valor que morreu nas Linhas de Elvas.Sec.XVII.

FELICIANO GUERREIRO GUISADO-advogado,de Ourique.SEC.XVIII.

FERNANDO GUERREIRO-que com sua irmã fundou o Convento de São Francisco,em Almodôvar.Tendo deixado para isso muitas herdades,móveis e dinheiro.Séc.XVI.

FERNANDO GUERREIRO-jornalista.Sec.XX.

FERNANDO QUINTANILHA E MENDONÇA DIAS-Almirante da Armada Portuguesa .Oficial de relevo,tendo desempenhado cargos importantes.Foi Ministro da Marinha.Sec.XX.

FERNÃO GUERREIRO-Séc.XVI.Cavaleiro da Ordem de Santiago e que figurava no cap.º da cidade de Lisboa convocado por D.Sebastião,a 14-11-1564.

FERNÃO GUERREIRO-S J-de Almodôvar,onde nasceu em 1550.Exerceu diversos cargos missionários em Portugal e Ilhas Adjacentes.Grande historiador e escritor de obras religiosas.Filho de Antonio Fernandes Correia e de Maria Guerreiro de Gusmão.Morreu na Casa de São Roque,em Lisboa a 21-9-1617.

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9313 | rafael mião | 17 Set 2001 21:56 | Em resposta a: #9273

FRANCISCO ANNES-lavrador e homem nobre dos da governança de Ourique e Almodôvar e pelos seus pais e antepassados da melhor nobreza do Campo de Ourique.Viveu na herdade do Pego-freg. de Santana da Serra, que veio a ser morgadio e grande latifúndio que há rel. poucos anos era dos herdeiros do Dr.Augusto Guerreiro de Melo,de Ourique e cuja pedra de armas existente figuravam as armas de -Guerreiro-levaram para Lisboa,talvez durante o período conturbado que o Alentejo passou há anos.
Francisco Annes(meu 10.º avô)era filho de Afonso Annes de Guzman e de Maria Roiz e foi batizado aos 16-5-1592,em Almodôvar,sendo padrinho seu tio Estaço Annes Guerreiro Cav-Fid.da Casa Real e filhos de Afonso(ou Diogo)Guerreiro e este filho de Afonso de Medeyros Fid-Cav. e de Catarina Guerreiro.Francisco Annes foi casado com Catarina Dias(minha 10.ª avó),da Corte Zorrinho freg. ao tempo,de Almodôvar e da comarca de Ourique e da família Guerreiro Ayres,prima de Diogo Vaz Aboim e irmã de João Ayres Guerreiro,grandes lavradores e nobres.

FRANCISCO AUGUSTO GUERREIRO DE MACEDO DE BIANCHI VILLAR-não consegui dados familiares.

Francisco de Brito Camacho-capitão de Ordenanças da 5.ª Companhia de Beja,chamada de São João de Dentro,pela reforma de José Batista Freire.Sec.XVIII..

FRANCISCO GUERREIRO-nat. de Beja,depois foi com seus pais para Zafra-Espanha.Grande músico e aluno de seu irmão Pedro Guerreiro.Aquele foi mestre da catedral de Jaen,Sevilha e MÁlaga,mas o cabido de Sevilha não o dispensou pelo seu valor artístico e musical.

FRANCISCO DE BRITO VALADARES-nasceu em Évora em 1767,formado em matemática por Coimbra.Moço -Fidalgo e F.S.O.Vereador de Évora.Escrivão da Mesa Grande da Alfândega de Lisboa e Provedor do Real Aqueduto da Água de Prata ,de Evora.Escritor.Bisneto de D.Felícia Moreira de Castanheda,irmã inteira de Francisco Guerreiro Leitão.

HUMBERTO DE ATAÍDE RAMOS E OLIVEIRA- Major a título póstumo.Ilustre oficial do Exército Português.Heróico militar nas antigas colónias portuguesas.Era cadete da antiga Escola do Exército,quando fez parte dos revoltosos da Rotunda,ao lado de Machado dos Santos,em 1910.Era por via do n/c avô Caetano ,de Benafim -Alte da Família Guerreiro Silva.

HUMBERTO MANUEL MAIA GUERREIRO-engenheiro.Filho do Eng. Humberto Guerreiro,casado com D. Maria Ponces de Albuquerque Freire Corte-Real de Sacadura,filha do Ten-Cor. Sacadura Falcão com antepassados da família-Guerreiro -na antiga comarca de Ourique..

OBSERVAÇÃO:para simplificar omito o apelido Gusmão,pouco usado na família-Guerreiro-mas não esquecer que de facto e de direito a família -GUERREIRO-portuguesa E histórica,com raizes andaluzas e autóctene da antiga comarca de Ourique,deve ser chamada -GUERREIRO DE GUSMÃO.
Também torno a lembrar que as pessoas biografadas,embora não usem o apelido-Guerreiro tiveram antepassados com este apelido,o que quer dizer:algumas das personagens referidas neste trabalho embora usem ou usassem tal apelido podem tê-lo tomado de padrinhos,livre arbítrio e até por serem criados ou escravos de senhores desta família e com o decorrer das gerações evoluiram socialmente perdendo essa identificação,mas será raríssimo nos biografados,digo isto como ressalva de alguma imprecisão ou dúvida.

FRANCISCO DE BRITO LOBO gUERREIRO DE aBOIM-foi administrador do concelho de Aljustrel.Séc.XIX.

FRANCISCO GUERREIRO-frade da Ordem de São Francisco da Província do Algarve e morador no convento de Enxobregas de Lisboa.Filho de Estêvao Raposo,de Ourique e de Bárbara Guerreiro,de Almodôvar de onde são nat. os avós maternos..Neto paterno de Antonio Raposo e de Ana Beatriz neto materno de Afonso Annes Guerreiro e de Maria Andreza.Sec.XVII.

FRANCISCO GUERREIRO DE ABOIM- desembargador da Casa da Suplicação e senor e morgado de um dos maiores vínculos de Almodôvar,por sua morte herdou o morgadio o seu irmão Jose Leitão Guerreiro de Aguiar-capitão-mor de Almodôvar e depois seu sobrinho Francisco Leitão Guerreiro de Aguiar.Sec.XVII.

FRANCISCO GUERREIRO CAMACHO DE ABOIM.Dr. Juiz de Fora,em Aljustrel(1736) e irmão do Dr. Diogo Guerreiro Camacho.Filhos de Manuel Guerreiro Camacho,capitão-mor de Padrões,Entradas e Casével.

FRANCISCO GUERREIRO LEITÃO DE AGUIAR E ABOIM-F.S.O.-Mestre de Campo dos Auxiliares do Campo de Ourique.Morgado,em Almodôvar.

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9345 | jguerreiro | 18 Set 2001 15:03 | Em resposta a: #8375

caro amigo,
é com imenso prazer que acompanho as suas intrevenções neste forum.

estou interessado em construir a arvore geno. da minha familia GUERREIRO ou GUERREIRO MEALHA, cujo as origem mais recentes são da Freguesia de Querença e Salir, concelho de Loulé.

será que são do mesmo tronco da familia GUERREIRO GUSMÃO?


Ilustre figuras da freguesia de Querença, Loulé:

O Prof. Doutor MANUEL GOMES GUERREIRO, Nasceu a 20-1-1919, freguesia de Querença, concelho de Loulé dali se apartando dois anos depois em direcção a Faro, onde fez a instrução primária e se distinguiu no velho Liceu João de Deus. Em 1939 fez o exame de admissão ao Instituto Superior de Agronomia, onde concluiria, em 1943, o curso de engenheiro silvicultor. ...Foi Secretário de Estado do Ambiente, no I Governo Constitucional, entre 1976 e 1977. Foi o 1º Reitor da Universidade do Algarve. Faleceu no ano 2000.

O Prof. Doutor MANUEL VIEGAS GUERREIRO nasceu em Querença, concelho de Loulé, em 1 de Novembro de 1912. Aprovado no Curso Geral dos Liceus, com dezasseis valores, e no Curso Complementar, com dezassete, veio a licenciar-se, em 1936, em Filologia Clássica, na Faculdade de Letras de Lisboa, com dezasseis valores. ...
Na área principal da sua formação, a Etnografia e a Antropologia. Faleceu no final dos anos 90.


obrigado, pela atenção.

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9357 | rafael mião | 18 Set 2001 20:00 | Em resposta a: #9345

Fez bem em introduzir estes dados que figurarão aqui da sua autoria.Seja bem-vindo a esta grande Família que estava quase no esquecimento e até muitos que pertencem a ela a ignoravam por desconhecimento das suas raizes.Tem dado e continua a dar varões ilustres e Senhoras também,até em Genealogia,Heráldica,política,nas artes,nas ciências,nas letras,vida religiosa,militar e filantropia(e como tudo navida,infelizmente há um ou outro cujos actos menos dignos são notários,mas ficam com quem os pratica).Vá colaborando no que souber e introduza esses dados aqui se estiverem relacionados com o tópico e este apelo é para os demais que queiram colaborar,podem depois imprimir um fascículo de uma obra que é de todos os parentes desta família usem ou não este apelido.As pessoas de que fala pelo menos nos verbetes que tenho sobre eles os considero também dos-GUERREIRO DE GUSMÃO.
Cumprimentos
Rafael Carvalho
mail bdodegusmao@mail.telepac.pt
Como vim há pouco da Torre do Tombo não sei ainda se esta noite continuarei o tópico,mas é provável,graças a Deus,venho com muito boa satisfação para isso.
Cumprimentos
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9361 | rafael mião | 18 Set 2001 21:15 | Em resposta a: #9345

Caro J.Guerreiro
Esqueci-me de lhe dizer que tenho antepassados algarvios,de Albufeira e de Porches,de apelido-Mealha ou Mialha e tópicos onde se trata deste assunto ,mas pouco sei.
Na parte superior(no cabeçalho)onde diz-Pesquisar por tópico -escreva-Mealha- que talvez encontre alguma coisa,não me recordo bem o nome do ref.tópico .
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9369 | rafael mião | 18 Set 2001 23:12 | Em resposta a: #9361

Continuação.

NOTA IMPORTANTE:como sabeis muitos-Guerreiros-dos mais antigos e de certa importância não os nomeio,porque basta consultar,na Torre do Tombo-Moradias da Casa Real-Indices do Santo Ofício-Registo de Mercês-Desembargo do Paço-Cartório da Nobreza-Genealogias Manuscritas da Real Mesa Censória-Mordomia da Casa Real-Processos deJustificação de Nobreza e mais, onde se pode fazer boa colheita de pessoas desta Estirpe.E se alguém consultar as Fontes atrás mencionadas e tirar algum apontamento relacionado agradecemos que o inclua neste tópico.

ANTÓNIO AUGUSTO LEITE RIBEIRO GUERREIRO - tenente-coronel ,cavaleiro da Ordem de Avis,etc.Exerceu várias comissões em África e no Ministério da Guerra .Era neto paterno de José Antunes,digo Antonio José Antunes Guerreiro,deputado da Nação,general de cavalaria e um dos "bravos" do Mindelo..

FRANCISCO XAVIER CÂNDIDO GUERREIRO -natural de Alte-Loulé.Formado em Direito pela Universidade de Coimbra.Advogou em Loulé,onde foi notário e presidente da Câmara .Foi um grande poeta e traduzido em várias línguas.Grande sonetista.Teve uma grande paixão pelo seu Algarve e por temas Bíblicos.Era afilhado de pia de minha bisavó Mariana Quitéria da Conceição de Oliveira-nat. do Esteval dos Mouros-Alte.

GASPAR GUERREIRO-(ou GASPAR GUERREIRO CAVALEIRO)--nat. de Almodôvar e freire da Ordem de Santiago.Filho de Gaspar Guerreiro Cavaleiro e de Maria Madeira.Neto paterno de Manuel Guerreiro e4 de Maria Cavaleiro e neto materno de MartimAnnes(homem muito nobre)e de Maria Mestre.Prior de Panóias.Séc.XVIII.

GASPAR GUERREIRO MARTELLO-filho de Francisco Annes,homem nobre e grande lavrador,da herdade dos Muezelos-freg. de Santana da Serra e de Catarina Dias ,da Corte Zorrinho-Almodõvar,pessoas nobres e da governança de Ourique e de Almodõvar.Gaspar Guerreiro Martello,meu tio 9.º avõ,foi casado em 1.ªs núpcias com D.Maria Afonso Faleiro que veio depois a casar com o primo de ambos e capitão-mor de Ourique André Guerreiro Camacho de Aboim.

GREGÓRIO JOSÉ NUNES DUARTE MACHADO GUERREIRO-Sargento-Mor,de Silves.Cavaleiro da Ordemde Santiago.Fidalgo der cota de aramas aos 8-2-1804.Filho do alferes Aleyxo Duarte Machado e de D.Catarina Guerreiro,da freg. de São Bartolomeu de Messines e neto paterno de André Machado Guerreiro e de D. Maria Águas e neto materno João(ou Domingos) Rodrigues Guerreiro e de D.Catarina Guerreiro(ou Catarina dos Santos,aparecendo com estes dois nomes?).Foi sogro do Cap.ão Gregório de Figueiredo Mascarenhas da Franca.

GREGÓRIO REBELLO GUERREIRO CAMACHO-militar ilustre.Nasceu em Lisboa aos 25-1-1713 e morreu depois do ano de 1794.Os pais eram fidalgos s,m.n.Foi C.O.C..Perdeu todos os seus haveres e documentos dos serviços prestados,na América,pelo terramoto de 1755.Foi também engenheiro militar e exerceu também muitos cargos militares de importância e teve vários postos da hierarquia militar:as funções de de Tesoureiro e de Porteiro do Conselho da Guerra que acumulou e não resisto a contar uma história verídica-certo senhor encomendara a sua árvore genealógica a determinado genealogista profissional de reconhecido mérito e quando este referiu o cargo de Porteiro da Casa Real e ia enumerar as resp.as funções de relevo,o dito cliente da genealogia ,saltou e barafustou dizendo:o senhor(ao genealogista)julga que o meu avô tinha uma profissão tão reles?!...pobre ignorância..
Mas voltando atrás Gregório R.G.Camacho foi também Sargento-Mor e reformou-se em Tenente-Coronel por Decreto,em termos muito honrosos.Avós paternos-Marcos Afonso Guerreiro e Bárbara Guerreiro,de Almodõvar e avós maternos -José de Brito Rebello e Joana Pimenta,de Lisboa.

HERCULANO MANUEL SOUSA CARVALHO-embora usando apelidos ddiferentes do autor deste t rabalho-Octávio Rafael Guerreiro Carvalho é filho do mesmo pai e mãe respectivamente -Manuel Amaro Guerreiro de Carvalho e D. Maria da Conceição Sousa Rafael.
Foi prfessor do Ensino Primário Oficial.Delegado Escolar em Aljustrel e Sub-Director do Distrito Escolar de Beja.Nasceu em Santana da Serra-freg. do concelho de Ourique.

HENRIQUE JOSÉ CAMACHO GUERREIRO DE BRITO -Fid.da Casa Real(1771).

INÁCIO DA CRUZ GUERREIRO-VISCONDE DO Vale da Gama.Nasceu em Londres em 1812 e morreu em Sintra em 1877.Era filho do ilustre diplomata RAFAEL DA CRUZ GUERREIRO do Conselho de Sua Majestade e Ministro Plenipotenciário na Corte de São Petersburgo,F.C.ETc.

JOÃO TAVARES DE VELEZ GUERREIRO-Capitão de Mar e Guerra.na India Oriental.

JOÃO ALEXANDRE GUERREIRO BARRADAS SANDE-Administrador do vínculo dos Barradas,em Grândola e F.C.R.(Sec.XIX.)

SUA ALTEZA SENHORA DONA ISABEL DE HERÉDIA-actual DUQUESA DE BRAGANÇA-é descendente do DR.DIOGO GUERREIRO CAMACHO DE ABOIM,já referido atrás e irmão de D.Barbara Guerreiro Camacho,todos da melhor nobreza do Campo de Ourique e por ser assunto que não posso aqui desenvolver remeto-os para o estudo sobre aASCENDÊNCIA E DESCENDÊNCIA DE D.JOANA GIL DE BORJA DE MACEDO E MENESES E DE SEU IRMÃO D.JOSÉ GIL DE BORJA DE MACEDO E MENESES por Marcelo Olavo Corrêa de Azevedo -inserto num número de 2Armas & Troféus" do Instituto Português de Heráldica,onde vem a ascendência-GUERREIRO-da actual Senhora DUQUESA DE BRAGANÇA,aliàs a família Guerreiro tem sangue Também da ilustre família-GUZMAN(Gusmão)espanhola das mais importantes e notáveis da nobreza europeia,cuja Casa é hoje-Medina Sidónia.
Por isso nunca me canso de chamar a atenção que não vulgarizem mais o apelido -Guerreiro-digam sim com mais propriedade-Família -Guerreiro de Gusmão,assim é que está correcto.

Obs:vem a propósito referir sobre os trabalhos inéditos sobre a família-Guerreiro de Gusmão-certos ramos-sua ascendência e descendência até nossos dias,do meu conhecimento e na minha mão que não posso divulgar evidentemente e nem usar tal informação obviamente.Se todos os da família que se dedicam a estes estudos colaborassem,não direi que a obra fosse tão extensa como-Carvalhos de Basto,em publicação,mas muitas surpresas traria e grande contributo para o realce nda nossa Família,aqui tratada.

JOSÉ JOAQUIM DE SANDE SALEMA GUERREIRO BARRADAS CHAMPALLIMAUD-último admnistrador do vínculo dos Guerreiros Barradas,de Grândola.Sec.XX.

JORGE ALBERTO GUERREIRO VICENTE-Coronel em serviço(1986),na Direcção do Arquivo Histórico e Militar.

INÁCIO GUERREIRO-professor universitário.Investigador e cientista.Sec.XX.

INÁCIO GUERREIRO MESTRE-Major reformado de Artilharia.Faleceu a 27-9-1880.Filho de António Mesttre,do concelho de Albufeira.Assentou praça aos 18 anos.

INÁCIO JOSÉ DA LANÇA-F.S.O.,de Castro Verde.Filho de José da Lança Peixoto e de Joana Guerreiro Camacho.SEC.XVIII.

JACINTO GUERREIRO DE GUSMÃO-F.C.R. deAlmodôvar.

Continua.O que aqui biografo é apenas notas esparsas,que eu fui colhendo ao longo do caminho,porque há aqui personalidades que só a ascendência e descendência de um deles comportará se vier a ser publicado para mais de 300 pág.para fazerem uma ideia do que há inédito.
Por hoje é tudo.Boa noite a todos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9483 | rafael mião | 21 Set 2001 00:55 | Em resposta a: #9369

FRANCISCO GUERREIRO MARTELLO-freire professo da Ordem de Santiago e prior de Nossa Senhora do Roxo-Alvalade.Sec.XVIII.
Irmão de Gaspar Guerreiro Martello.

FRANCISCO GUERREIRO ROMA -F.S.O. -natural de Marvão.Sec.XVIII.

FRANCISCO NUNES GUERREIRO-nat. de Messejana.Formado em História.Foi também Assistente universitário.Escreveu muitos poemas inéditos.Escritor e tradutor.Sec.XX.

FRANCISCO PEDRO LIMPO DE ABOIM GUERREIRO LEITÃO DE AGUIAR- Fid.C.R.Sargento-mor de Ordenanças de Almodôvar.Senhor de vários vínculos.sec.XVIII.

FRANCISCO XAVIER ATAÍDE DE OLIVEIRA-Dr. em Direito e Teologia por Coimbra.Foi Capelão da referida Universidade.Conservador do Registo Predial de Loulé.Fundou o jornal"O Algarvio"que foi um bom periódico regionalista.Escreveu e publicou muitas obras de mérito ,sobretudo Monografias algarvias.O Algarve deve-lhe muito no campo cultural.Sec.XIX.Meu primo em 3.ºgrau.

JACINTO GUERREIRO DE GUSMÃO-F.C.R. aos 23-3-1670.Filho de Belchior Lourenço de Gusmão cav-fid.C.R.

JOÃO DE AOIM GUERREIRO-filho do Mestrte de Campo Afonso Guerreiro de Aboim e de Margarida Pereira.Sec.XVII.

JOÃO DE ABOIM PEREIRA GUERREIRO-.Bacharel.Provedor da cidade de Beja.Deputado às Cortes Constituintes com o Abade Correia da Serra ,por Serpa.sec.XVIII.

Õutro do mesmo nome e do mesmo séc.,de Santiago de Cacém e senhor de vários vínculos.

JOÃO ANTÓNIO GUERREIRO DE ABOIM LEITÃO DE AGUIAR E CORDES- Coronel do Regimento de Milícias de Beja.Senhor de muitos vínculos.Era filho do Cap.-Mor de Almodôvar,C.O.C. e fidalgo de cota de armas JOÃO LEITÃO DE AGUIAR GUERREIRO E CORDES,F.S.O. e de Vicência de Lacerda e Mello.

JOÃO ANTÓNIO VARELLA COELHO GUERREIRO DE ANDRADE- MORADOE EM cASTRO vERDE,que se achou na posse e administração de um vínculo de Capela instituido pelo Padre Luís Mestre Coelho,de Almodôvar.O vínculo era constituido por vários bens e cinco moradas de casas,com a obrigação de 100 missas e o privilégio de morar nas casas o beneficiado mais velho ou o Rev.º prior da matriz de Almodôvar.Sec. XVIII.Foi capitão-mor de Castro Verde..

JOÃO AYRES DE ABOIM- Séc.XVI..Homem nobre e da governança de Beja.Filho de Bartolomeu Annes Boim e de Violante Guerreiro Mestre.

JOÃO CAMACHO DE BRITO-nat. de Aljustrel.Filho de Bartolomeu Gomes de Brito,alferes do Regimento de Serpa e de Ângela Gonçalves Montesa ,neto paterno do cap.ão Estêvão Guisado Raposo e de Maria Gonçalves Janeyra e neto materno de Domingos Coelho de Brito e de Joana Louçã.Bisneto paterno de JOSÉ CAMACHO GUERREIRO,sargento-mor de Almodôvar e de Isabel Guerreiro de Brito.Fidalgo de Cota de Armas em 1780.

JOÃO COSME DOS SANTOS GUERREIRO-prof.-univ.º.Formado em Matemática.Foi Assistente do Instituto Su+erior de Agronomia.Pertenceu ao Centro de Estudos Matemáticos de Lisboa e ao Instituto de Alta Cultura.Séc.XX.

JOÃO DIOGO CAMACHO-prior da matriz de Castro Marim.Natural de Santa Barbara de Padrões.Comissário do Santo Ofício.Irmão do Dr.DIOGO GUERREIRO CAMACHO.Filhos de Manuel Guerreiro Camacho de Aboim e de Barbara Josefa Faleiro,ou Barbara Mestre Faleiro.Sec.XVII.
Padre,cavaleiro da Ordem de Santiago.Natural de Santa Barbara de Padrões.Bacharel em Direito.Neto pat.º de Felipe Roiz Camacho capitão-mor e de Barbara Guerreiro Camacho e neto materno do capitão Luís Afonso Tacanho e de Romana dos Santos Figueira.

JOÃO DIOGO GUERREIRO CAMACHO DE ABOIM-Comissário do Santo Oficio e prior da vila deLoulé.Sec.XVIII.

JOÃO GUERREIRO AYRES-capitão de Ordenanças .Lavrador .Homem nobre.Da corte Zorrinho-Almodôvar.Sec.XVII.Meu tio 10.º avô.

JOÃO GUERREIRO DE GUSMÃO-Dr. e irmão de MARIA GUERREIRO DE GUSMÃO.Neto pat.º de Manuel Estevens e de Catarina do Monte e neto mat.º de André Guerreiro de Gusmão e de Rufina Guerreiro de Gusmão,esta por via do seu pai é neta de João Mestre e de Catarina Guerreiro e bisneta respectivamente de Francisco Mendes Gordo e de Isabel Viegas e do Cap.ão Domingos Guerreiro de Gusmão e de Domingas Ramos.SEc.XVII.

JOÃO DE GUSMÃO-padre ,nat. de Almodôvar.Filho de Francisco Guerreiro e de Barbara da Silva.Jesuita de Évora.Publicou algumas obras.Sec.XVII.

JOÃO GUERREIRO MESTRE-nat.de Castro Verde.Ilustre veterinário e publicista.Sec.XX.

JOÃO GUERREIRO FALEIRO-casado com Catarina Guerreiro de Gusmão,filha do cap.ão Mateus Guerreiro de Gusmão,de Almodôvar e de Ana Mestre Botelho.Sec.XVIII.

JOÃO LAMPREIA GUERREIRO- nat. de Mertola e seu cap.ão-Mor.Filho de Luís Alvares da Costa -Cav.-Fid. -.Sec.XVII.

JOÃO LEITÃO DE AGUIAR GUERREIRO-de Almodôvar.Filho de Francisco Guerreiro Leitão de Aguiar cap- mor daí e de Angela Francisca de Cordes.Neto pat.º de JOÃO LEITÃO DE AGUIAR e de Josefa Maria de Brito e neto mat.º de Antonio Luis de Cordes e de Joana Maria.Sec.XVIII..

JOSÉ A. GUERREIRO DOS SANTOS-Em 1989 era Director-Geral do Planeamento da Agricultura.

JOSÉ GREGORIO DE FIGUEIREDO MASCARENHAS-nasceu em Silves aos 7-5-1843.General da Arma de Artilharia.Deputado e Par do Reino em 1901.Era neto de Jose Gregorio Figueiredo Mascarenhas -Sarg.º-Mor de São Bartolomeu de Messines e de D. Catarina Duarte Machado e filha de Jose Nunes Duarte Machado GUERREIRO,Sarg.º-Mor de Silves,Cav.º da Ordem de Santiago da Espada e Fid.º de Cota de Armas aos 8-2-1804 e de sua mulher D.Catarina Guerreiro Nunes,ambos da freg. de São Bartolomeu de Messines(ambos meus primos).

JOÃO LEITÃO DE AGUIAR GUERREIRO- cAP.ÃO-Mor.Filho de Afonso Guerreiro de Aboim e de Francisca de Aguiar.Neto pat.º de de Bartolomeu Gomes de Aboim e de Beatriz Fernandes(irmã de Manuel Vaz Barregão) e neto mat.º de João Leitão de Aguiar e de Maria da Palma.Sec.XVII.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9507 | rafael mião | 21 Set 2001 15:33 | Em resposta a: #9483

JOÃO MADEIRA GUERREIRO-Licenciado.nat. de Almodôvar.Sec.XVIII.

JOÃO MANUEL VILLAVERDE COTRIM MENDES-Juiz de Direito e Desembargador.Filho de Américo Cotrim Cândido Mendes e de D.Ester Maria Villaverde e Silva.É 4.o neto do capitão Joaquim Manuel De Carvalho Pereira Pato MOniz de Vasconcellos e de D. Maria José do Carmo de Quintanilha e Mendonça Pato Moniz e é 9.º neto do Desembargador Dr.Diogo Guerreiro Camacho.(meu primo).Séc.xx.

JOÃO MARIA DA CRUZ GUERREIRO DE ABOIM VILLALOBOS-Capitão de Milícias.Faleceu em Madrid.Séc. XIX.

JOÃO ROIZ GUERREIRO -F.S.O..Padre do hábito de São Pedro ,formado em Filosofia Maior ,notário e comissário dop Santo Ofício .Nat.de Colos.Filho de João Roiz Guerreiro,pessoa principal de Colos e de Maria Álvares.Séc.XVIII.Possuia mais de 500.000 réis de renda,pessoa muito rica:herdades,moradas de casas e bens móveis .

JOÃO TAVARES VELEZ GUERREIRO -nat.de Portalegre .Sec.XVIII.Serviu na India como capitão de uma nau e nesta qualidade acompanhou a Macau o governador desta colónia:António de Albuquerque Coelho.Escreveu uma obra relacionada com a jornada daquele governador.

JOSÉ DE BRITO GUERREIRO E ABOIM-nat. da freg. de Vaqueiros-Mértola.Senhor dos morgados da Revelada e São Bartolomeu de Via Glória.Alferes do Regimento de Olivença.Sec.XVIII.

JOSÉ DE BRITO GUERREIRO MASCARENHAS DE ABOIM-Fid. da Corte de D.João VI.Capitão da Companhia de Cavalaria de Ordenanças de Lagos.Fidalgo de cota de armas..Senhor de vários vínculos no Algarve.

JOSÉ MIGUEL C. CABRITA MATIAS-lICenciado em Eng.ª Civil pela Universidade de Coimbra.Trabalhou em Empresas ligadas `a construção civil.Com Curso de Pós Graduação no I.S.T. em Recuperação e Reabilitação de edifícios antigos em cuja área é especialista.Ligado`a Banca e à análise de projectos imobiliários,etc.Sócio da APAE e da Association Chartered Surveyors,que reune no Reino Unido os engenheiros de maior prestígio e está também ligado à Tegova,etc. É sobrinho do Embaixador Dr.António Cabrita Matias ,que exerceu o cargo em vários +aises do mundo e também foi Secretário Geral do Ministério dos Negócios Estranjeiros.(meu primo).

JOSÉ FELICIANO DE BRITO GUERREIRO LAMPREIA.padre.Nat. de Santa Barbara de Padrões-Castro Verde.

D.JOSÉ GIL DE BORJA E MENESES. Visconde de Barcelinhos.

SUA ALTEZA REAL A SENHORA DINA ISABEL DE HERÉDIA,DUQUESA DE BRAGANÇA-da família Guerreiro de Gusmão ,da Comarca de Ourique.E também prima do marido,Sua Alteza Real Dom Duarte PIO ,O SENHOR DUQUE DE BRAGANÇA,pela família-Gusmão-da Casa dos Condes de Niebla ,depois Medina-Sidónia.

JOSÉ GUERREIRO MURTA-de Loulé.Prof.Univ.º

JOSÉ HUMBERTO DOS SANTOS GUERREIRO-de Portalegre.Fixou-se na Madeira.Filho do coronel-médico Domingos José dos Santos Guerreiro e de D.Ermelinda da Silva Guerreiro,ele de Lanhelas e ela de Caminha.

JOSÉ INÁCIO DA LANÇA-F.S.O. -de Castro Verde.Filho de José da Lança Peixoto e de Joana Guerreiro.Sec.XVIII.

JOSÉ JOAQUIM PINTO DA SILVA DE ABOIM E GUERREIRO.-Diplomata.Formado em Sociologia e Ciências Humanas ,especializado em Economia.Diplomado com os Cursos de Política Social e Administração de Empresas.Técnico Superior do Ministério dos Negócios Estranjeiros.Grande estudioso da família -Guerreiro de Gusmão-e a ele devo muita informação e documentação valiosas.Secretário e Conselheiro da nossa Embaixada,em Paris.(meu parente).

JOSÉ JOAQUIM SALEMA DE ANDRADE GUERREIRO DE ABOIM-F.C.R.nat. de Santiago de Cacém e seu capitão-mor.Tem um monumento funerário ,no cemitério do castelo com o seu brasão.

OBS.Obviamente que todos ,exceptuando um ou outro que eu não posso precisar são todos parentes uns dos outros:próximos,afastados ou remotos.Quando sei o grau de parentesco em relação a mim,ponho parente ou primo,conforme o tratamento usado ,embora me tivesse esquecido de um ou outro,foi distracção minha e não falta de consideração,porque são individualidades de certo relevo como por exemplo o Dr.Padre António Júlio F.Limpo TRigueiros. SJ.

NOTA:agradeço muito a colaboração de todos que tenham informações adequadas a este tópico,pois figurarão como colaboradores de um trabalho que será de todos desta Família.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9539 | cmaldo | 21 Set 2001 23:34 | Em resposta a: #8375

Caro senhor Rafael Carvalho
O meu nome é Carlos Maldonado, e em primeiro lugar quero pedir desculpa pela minha intromissão neste tópico, mas ao ler alguns apelidos que me são familiares (Feio Guerreiro e Maldonado) não resisti e decidi pedir ajuda.
Comecei a fazer a minha árvore genealógica em Março deste ano e tenho vindo a avançar nas minhas pesquisas, tendo já carregadas cerca de 185 pessoas na minha base de dados. Infelizmente acho que encalhei no ramo dos “Maldonado” pois as certidões que referem o meu tetravô indicam como local do seu nascimento apenas a cidade de Lisboa, sem a respectiva freguesia.

Até agora encontrei quatro “Feio Guerreiro Maldonado”:
· O meu bisavô Emídio Alexandre de Sampaio Feio Guerreiro Maldonado, nascido em Lisboa na freguesia de São Julião, em 2/12/1880, casado com Maria Cristina de Brito Pinto de Almeida;
· O meu trisavô António Augusto Feio Guerreiro Maldonado, nascido em Almada na freguesia de São Tiago de Almada, em 13/7/1842, casado com Adelaide Ramos de Sampaio;
· O meu tetravô Bernardo Feio Guerreiro Maldonado, nascido na cidade de Lisboa, entre 1795 e 1815 (estimativa minha), casado com Maria Hermenegilda Monteiro;
· O meu pentavô António Feio Guerreiro Maldonado, casado com Rita Rosa do Sacramento;

Será que os “Feio Guerreiro” e os “Maldonado” que cita neste tópico terão alguma coisa a ver com os meus “Feio Guerreiro Maldonado”? Se a resposta for sim, tem alguma ideia de quando e como eles se ligaram?
Agradeço desde já qualquer informação ou pista que me ajude a retomar as minhas pesquisas.

Cumprimentos
Carlos Maldonado

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9548 | rafael mião | 22 Set 2001 10:15 | Em resposta a: #9539

Meu caro Carlos Maldonado
Acedi agora ao Forum e ,para já,agradeço-lhe o seu interesse e bem vindo junto da Família.
Tenho um apontamento sobre -Maldonado-ligado aos Guereiros Leitões^de Aguiar -de Almodôvar e o brasâo,pelo menos há cerca de um mês ainda lá estava sobre o portão e naturalmente como tenho observado não tenha dúvidas que pertence à Estirpe que deu vida ao Tópico.
Assim vou encontrar o referido apontamento e enviar-lho o mais breve possível.
Cumprimentos amigos
O.Rafael G. Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9561 | cmaldo | 22 Set 2001 19:22 | Em resposta a: #9548

Caro Rafael Carvalho
Agradeço a sua pronta resposta e a atenção que está a dispensar ao meu pedido.
Cumprimentos
Carlos Maldonado

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9588 | rafael mião | 23 Set 2001 13:06 | Em resposta a: #9507

JOSÉ MANUEL GUERREIRO-Dr.e Padre.-Natural do Monte da Soalheira-freg. de Santana da Serra,Formado em Filosofia pela Universidade de Salamanca.Foi Capelão da 4.ª Região Militar-Évora.Nos seus tempos de estudante passava algum tempo em nossa casa e era afilhado do meu tio paterno José Amaro Guerreiro de Carvalho.Era nosso primo pelo morgado das Taipas-cujo monte ,hoje,quase em ruinas e onde vou às vezes,porque o meu pai tinha aí propriedade,hoje de meu irmão,fica próximo de Santana da Serra.

JOSÉ MANUEL VIEGAS GUERREIRO-Prof. univ.º ,investigador e publicista.Sec.XX.

JOSÉ DE MONTES COELHO- cApitão de Ordenanças,da Azilheira-freg. de São Marcos da Serra-Silves,mas próximo de Santana da Serra .
E como fica de caminho de uma herdade(parte) que tenho na freg de São Barnabé ,onde ia quando era novo de cavalaria (e que saudades tenho quando numa égua que tínhamos me deslocava a mandado de meu pai por causa de alguma renda e levava atrás um ou dois cães comigo e as correrias que se faziam),hoje vou de automóvel ,mas não tem o sabor e romantismo de outros tempos;são muitas lembranças que tenho desta região,onde em criança e já homem passava temporadas,no verão, embora as comodidades deixassem muito a desejar.Mas havia por exemplo muita caça e boa fruta.
O meu pai também aqui próximo tinha uma courela , na Corte Amarelo,e outra integrada na herdade de Santa Maria,que foi dos descendentes do visconde da Barca e que meu bisavô Amaro Guerreiro comprou e infelizmente já vendidas e os montes em ruinas.Não eram parcelas grandes como alguns da família têm,nesse aspecto me considero pobre,mas algum rendimento davam,agora nada...
José de Montes Coelho foi administrador(o último) das CApelas de seus tios e meus -O alferes Brás Miz Coelho e Maria Guerreiro,da freg. de Santana da Serra.

IMP.-Não quero ser pretencioso com estes apontamentos particulares,mas não vejo mal nenhum porque é verdade e a Genealogia quer que se lhe dê vida ; é assim que eu a entendo ,sem respeitos humanos absurdos, estas particularidades satisfazem a curiosidade,e são informações que não se devem olvidar,sobretudo por aqueles que lhes dizem mais directamente.

JOSÉ VAZ GUERREIRO DE ABOIM-Escrivão da Santa Casa das Misericórdia de Tavira.Séc.XIX.

JOSÉ VERÍSSIMO MENDES GUERREIRO-nat. de Caminha.Engenheiro.Tirou o Curso em Paris.Desempenhou vários cargos no Ministério das Obras Públicas.Foi também publicista e arqueólogo.

LANÇAROTE GUERREIRO-cAPItão.Nat. de Almodôvar...."que nas Indias Orientais (arquipélago da Indonésia ?),ilustrou as armas Portuguesas.Séc. XVI.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9591 | rafael mião | 23 Set 2001 13:41 | Em resposta a: #9588

Ás vezes escapam erros gráficos-deve ler-se -pretensioso -e não- pretenCioso- como escervi.
R.C.

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9671 | rafael mião | 24 Set 2001 22:01 | Em resposta a: #9561

Caro Carlos Maldonado

Envio um pequeno apontamento referido a -Maldonados-contudo será melhor consultar o resp.º Proc.º do S.Ofício e as Genealogias Manuscritas,na Bib. nac.(reservados).

D. AFONSO TOMAZ MALDONADO E AZEVEDO- Maço-1 Dil.-30

Muito rico .Frequentava o 5.º ano de Leis na Universidade de Coimbra,quando do Proc. para F.S.O.Tinha cerca de 23 anos em 1688Era muito rico e nat. e mor. em Évora,filho de D.João Maldonado e Azevedo,nat. de Vila Viçosa e Juiz do Fisco da Inquisição e de sua mulher D.Brites da Gama Lobo,de Olivença..Era sua noiva-D.Violante Micaela Leitão de Aboim nat. e morad. em Almodôvar,filha de Luís Leitão de Aguiar -F.S.O.(mais outro proc.º para consultar ,na Torre do Tombo) e de sua mulher D.MARIANA GUERREIRO DE ABOIM.

Outro:D.José(ou Pedro?,é gen.ª man.ªe está pouco legível)Superintendente das Coudelarias de Évora e casado com D.Josefa Mendonça Pessanha.D.José era filho de D.João Pedro Maldonado da Gama Lobo,de évora e de D. Violante de Aboim e esta filha de Luis Leitão de Aguiar e de Mariana de Aboim e neta paterna de Alvaro de Aguiar Leitão e de Serafina de Brito Fortes e neta materna de DIOGO VAZ DE ABOIM GUERREIRO E DE VIOLANTE GUERREIRO DE ABOIM.

Tenho a fotocópia integral que posso enviar-lhe cópia se souber a sua morada.Pode enviar por mail.
bdodegusmao@mail.telepac.pt

Espero que estes apontamentos lhe sirvam para iniciar a investigação.
é de -Maldonado-(armas plenas),que se encontram em Almodôvar ondee ele casou com uma Senhora da fa mília-Guerreiro.
Cumprimentos
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9673 | rafael mião | 24 Set 2001 22:58 | Em resposta a: #9588

LINO DE CORDES DE MASCARENHAS DE AZEVEDO-natural de Almodôvar Herdeiro da casa de seus pais e o último morgado desta grande casa.O solar antigo,arredores de Almodôvar,hoje em ruinas ,tenho -me referido a ele,neste tópico e a casa de Almodôvar vai ser restaurada ou já estará restaurada o que me pareceu ter visto há cerca de dois meses que porlá passei.A pedra de armas é que foi retirada,não me recordo se era de Mascarenhas, se era de Guerreiro ou o conjunto delas,porque a informação dada era omissa na heráldica.

LUÍS AFONSO GUERREIRO-Juiz e vereador de Padrões-Castro Verde.Sec.XVII.

LUÍS DE ARÊDE SOVERAL RODRIGUES VARELLA-Arquitecto.Filho do Coronel-Eng.º Antonio José águas Rodrigues Varella (descendente dos-Guerreiros de goes-c/origem na Soalheira-freg.ª de Santana da Serra)Comendador da Ordem de Avis,Cruz de Guerra,Medalha de Serviços Distintos com palma sua mulher D.Maria de Fátima Lopesde Arêde Soveral,lic. em Ciências Fís-Quim.ª era chefe e representante da família Soveral,de Oliveira do Conde e dos Arêde-Soveral,morgados da Mourisca.Luis Soveral Varella é Fidalgo de cota de armas por alvará do Cons. de Nobreza.Tem uma actividade multi-facetada não só na área da arquitectura como nas artes plásticas e do cinema.Este meu primo é também um estudioso da família -Guerreiro de Gusmão.

LUIS FERNANDO DE BRITO GUERREIRO DE SOUSA-Eng.º Civil.Do Conselho Superior de Obras Públicas.Filho do Conselheiro Fernando de Sousa e de D. Berta Isilda de BRITO GUERREIRO..Está ligado pela esposa aos condes de Azambuja.

Dr.ªD. L. GUERREIRO NUNES SALVADOR TRIBOLET. s.m.n.

LUIS MATEUS- Filho de DOMINGOS GUERREIRO Cav-Fid.º,pelos serviços de seu pai ,em Tânger.Séc.XVII.

LUIS RAMALHOSA GUERREIRO -Dr.,publicista,historiador.Prof.Univ.º

MANUEL ANTONIO MARROCOS-Padre,Tercenário da Sé de Braga.Nat, de Lanhelas.F.S.O.

MANUEL GUERREIRO DE BRITO-C´nego da Sé de évora e em1730 superitendente da obra da capela-mor da ref.ª Sé.

JOAQUIM MANUEL GUERREIRO DE VILHENA-de Aljustrel.Tenente da Guarda Nacional.Aparece o seu juramento à Monarquia Portuguesa .Sec.XIX.

JOSÉ ALCÂNTARA GUERREIRO-dR. e Chantre da Sé de Évora.Nat. de Mourão.Escritor e publicista.Sec.XX.

JOSÉ ANTÓNIO GUERREIRO-bacharel formado em cânones.Deputado e Ministro de Estado.Nasceu em São Martinho de Lanhelas -Coimbra.Foi Juiz de Fora,em Mértola.Tomou parte na Revolução de 1820 e fez parte do Conselho de Regência da Ilha Terceira.Foi Conselheiro de Estado e publicista.Político notável .Sec. XIX.

JOSÉ AUGUSTO GUERREIRO DE ABOIM.Em 1864 figura como Juiz substituto,por Beja.

JOSÉ AMARO GUERREIRO-meu tio-avô.Nat. de Santana da Serra.Grande proprietário rural( o maior da sua terra natal) e industrial.Político.Consultor jurídico.Filho dos meus bisavós Amaro de Goes,do Castelo e de D. MARIANA GUERREIRO DE GOES(sua prima -irmã) e grandes lavradores,dos GUERREIRO DE GOES-conhecidos pelos-Amaros de Santana.Era trineto do Capitão Manuel Miz Coelho,-F.S.O. e da governança de Ourique,"pessoa grave e de respeito por aquelas bandas" e oitavo neto de Francisco Annes(de Guzman)e de Catarina Dias(Guerreiro Ayres)ele da herdade do Pego-Santana da Serra e ela da Corte Zorrinho-Almodôvar.

LOURENÇO ANNES GUERREIRO-cónego da Sé de Faro.,em 1664.

DOMINGOS GONÇALVES GUERREIRO-reitor da freg. da Sé,Faro,em 1659.

JOSÉ ANTÓNIO DE BRITO GUERREIRO JÚDICE DE MASCARENHAS-Administrador de vínculos em Alcoutim,Faro e Estômbar.Sec. XVIII.

JOSE AUGUSTO GUERREIRO DE BRITO-Almirante .Ilustre Oficial da Armada.BNat. deSilves.Desempenhou os mais altos cargos da hierarquia da Armada.
Foi-me apresentado(nunca me esquecerei) ocasionalmente, pela minha professora de Físico-Químicas,em Faro.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9727 | rafael mião | 25 Set 2001 17:55 | Em resposta a: #9673

JOÃO JOSÉ CORDOVIL FERNANDES CARDOSO-nasceu em Lisboa (1955).Licenciou-se em 1980 no Instituto Superior Técnico ,em Engª Electrotécnica.É casado com a Senhora Dr.ªD.Maria Filomena de Montenegro Palma Coelho.Filho de José Manuel Fernandes Cardoso,de Évora e de D.Maria do Céu Cary Saturnino Cordovil.
Eleito vogal do Colégio Regional dos Eng. Elect.da Região Sul da Ordem dos Engenheiros ,em 1999 e reeleito em 2001,em Lisboa.É Membro Agregado do Instituto Português de Heráldica
(A sua pág.na da Internet está bem documentada sobre a sua ascendência dos ramos mais imp.da família Guerreiro de Gusmão).

MANUEL AMARO GUERREIRO- meu tio-avô e padrinho de batismo.Nat. de Santana da Serra.Opulento proprietário rural egrande comerciante.Foi político.Filho dos meus bisavós Amaro Guerreiro e D. Mariana Guerreiro de Goes(sua prima direita).

MANUEL DE BRITO BIVAR GOMES DA COSTA WEINHOLTZ-Eng. Geog..Filho do Dr. Justino de Bivar e de D.LAURA JÚDICE GUERREIRO DE BRITO.. Formou-se em Matemática e exerceu serviços na Dir.-Geral dos Serviços Hidráulicos.Autor de trabalhos da sua especialidade.

MANUEL DE BRITO CAMACHO-Coronel e médico.Escritor e grande político.Foi Ministro.Natural de Aljustrel.

MANUEL CAMACHO DE BRITO-Desembargador da Casa da Suplicação.Séc.XVIII.

MANUEL GOMES GUERREIRO-Prof.Univ.,de Querença-Loulé.Investigador e publicista.

D.MANUEL GUERREIRO-Deão da Sé de Faro.Inquisidor de Évora.Deputado do Conselho Geral do Santo Ofício.Foi também confessor de El-Rei D.Afonso VI,quando este foi para o exílio na Ilha Terceira.Filho de DIOGO GUERREIRO CAMACHO e de Mónica GUERREIRO e neto pat.º de Manuel Guerreiro de Aboim e de Maria Guerreiro e neto materno de André Guerreiro Camacho e de Maria Felipa da Silva.Séc.XVII.Nasceu na Quinta dos Guerreiros,actualmente na freg. de São Sebastião de Gomes Aires-Almodôvar e da última vez que lá estive há meses nada encontrei de relevante do antigo solar ccasa-mãe desta estirpe,embora sega ainda um grande Monte e uma boa herdade,mas é de de muitos e a nova auto-estrada passa lá muito perto que talvez prejudique.A paisagem que se desfruta do Monte actual e habitado é muito linda,com uma posição estratégica,como conviria à Família.

MANUEL GUERREIRO-cap.ão "da Aclamação de D.JOão IV.O conde de Ericeira refere-se a ele no seu Portugal Restaurado.Foi herói em Ceilão.Nat. de Almodôvar.

MANUEL GUERREIRO DE ABOIM-lavrador do Monte da Pedra.Nat. de São Barnabé-Almodôvar.Sec. XVII.

mANUEL GUERREIRO AYRES-meu tio 10.º avô.Cap.ão de Ordenanças,homem nobre e lavarador ,da Corte Zorrinho,freg. de Almodôvar e da Governança desta.Séc.XVII.

Cap- Manuel Guerreiro Ayres de Contreiras-morador na herdade dos Gusmóes,freg. de São Sebastião de Gomes Aires-Almodôvar.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9745 | rafael mião | 25 Set 2001 23:22 | Em resposta a: #9727

Desculpem" as gralhas",mas o pensamento andava por outros lados.
R. C.

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9788 | rafael mião | 26 Set 2001 16:40 | Em resposta a: #9745

MANUEL GUERREIRO AYRES- Freire e cavaleiro professo da Ordem de Santiago da Espada.Notário do Santo Ofício.Prior da matriz de Grândola.Descendente da "conhecida e mais ilustre nobreza do Campo de Ourique"Filho de António GUERREIRO Ayres,do monte da Antoa-Almodôvar e de Maria GUERREIRO Collaço e neto paterno de Domingos GUerreiro e de Maria de Contreiras e neto materno de António GUErreiro de Gusmão e de Esperança Collaço.Domingos Guerreiro era filho de João Ayres meu tio-avô (aparece também com o nome de João Guerreiro ou João Revez Guerreiro) e de Guiomar Fernandes.Maria de Contreyras era filha de Manuel Vaz e de Agda GUERreiro.Antonio Guerreiro de Gusmão é filho de Amaro Guerreiro de Gusmão e de Maria GUErreiro.Esperança Collaço era filha de Manuel Rodrigues Collaço e de Catarina Fernandes.A minha 10.ª avó Catarina Dias,da Corte Zorrinho-Almodôvar é tia-bisavó dO referido Manuel Guerreiro Ayres.

MANUEL GUERREIRO LONGO- abastado proprietário de Albufeira,casou com D.Maria da Conceição Oliva e deles foi filho ELOY GUERREIRO que casou com D.Vitoria Josefa ,pais de SILVESTRE GUERREIRO Oliva,Joaquim Eloy e D.Maria Vitoria Oliva.Joaquim Eloy tomou por apelido o nome próprio do pai e assim nasceram duas famílias distintas ,sendo da mesma família.(Guerreiros de sousa Eloy-da Ribeira de Alte e Paderne.

JOÃO AYRES DE GUSMÃO- casado aos 8-2-1720 com Sebastiana Guerreiro,em Almodôvar.Ele filho de Manuel GUERreiro de Gusmão e de Bárbara GuerREIRO.

MANUEL GUERREIRO BEATRIZ-nat. da freg. da Conceição-Faro.Grande cientista.Também cultivou as letras em prosa e em verso.Pertenceu a várias associações e sociedades de carácter científico.Deixou trabalhos científicos de valor.

MANUEL GUERREIRO DE BRITO- nasceu na Quinta dos Guerreiros,já ref.ª atrás,Senhor da mencionada quinta e Cap.ão das Ordenanças de Ourique.Sua avó Maria GUERReiro era irmã de Mónica GUErreiro e de o Inquisidor de Évora,D. Manuel GUERREiro.
Era filho de Bartolomeu GUerreiro de Brito,senhor da Quinta dos Guerreiros e de Ana Botelho,da herdade do Tacanho-freg. de Santana da Serra e neto paterno de Afonso GUERreiro de Brito e de Maria GueRreiro Camacho,da ref.ª quinta e neto materno de Manuel Afonso Tacanho e de Maria Mestre Lampreia,da aldeia da Esperança-Castro Verde.Maria Guerreiro Camacho era filha de Martinho Guerreiro,tio do Inquisidor D.Manuel Guerreiro e todos eles da maior nobreza do Campo de Ourique,que nesse tempo abrangia a maior parte do B.xo Alentejo.

MANUEL GUERREIRO CAMACHO DE ABOIM-F.S.O- F.S.O.- Nat. da herdade do Pêgo-Santana da Serra .Da melhor nobreza da Comarca de Ourique.Filho do cap.ão André GUERReiro Camacho(já ref.º),da mesma herdade e de Maria Afonso Faleiro,que já fora casada em primeiras núpcias com o meu tio 9.º avô Gaspar GuerEIRO Martello.
Era neto materno do cap.ão do cap.ão Luis Afonso Tacanho,morgado do grande vínculo do Tacanho(ainda hoje é um latifúndio),da freg. de Santana da Serra e F.C.R. e de Isabel Dias Faleiro e neto paterno de Diogo GUERreiro Camacho e de Mónica GuerreiRO.Bisneto paterno resp. de Manuel Guerreiro Aboim e de Maria Guerreiro e de Andre Guerreiro Camacho e de Maria Felipa da Silva e bisneto materno resp. de Belchior Roiz Tacanho e de Vicência Gregoria de Ascenção (aparece também a forma Abertão),filha do cap.ão Afonso Lourenço,da freg. de São Bartolomeu de Messines-Silves e de N.....,mas ambos das famílias principais e melhor nobreza da região(meus 10.º avós por outros ramos) e de Mendo Afonso e Maria Fernandes Faleiro.SÉC.XVII.

MANUEL GUERREIRO CAMACHO-da Ordem de Santiago e prior da igreja de Santana da Serra,em1737.

MANUEL GUERREIRO CAMACHO-morador em Castro Verde.Filho de Manuel Luis Tavares,de São Miguel do Pinheiro e de Barbara de Brito,de Almodôvar.Neto paterno do cap.ão Manuel Luis Redondo e de Maria Lourenço e neto materno de Afonso Gomes de Brito e de Joana GUErreiro de Brito.Sec.XVIII.

MANUEL GUERREIRO CAMACHO DE FOYOS E ABOIM-C.O.C. e lic.º pela Univ.de Coimbra.Desembargador e Juiz do Fisco da Inquisição de Évora e Coimbra,Dr. Diogo Guerreiro Camacho e deMaria Luisa de Foyos Coutinho.Era sobrinho do Inquisidor de Évora,D.Manuel Guerreiro e do Cap.ão Andre Guerreiro Camacho.Sec.XVIII.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9863 | rafael mião | 27 Set 2001 16:47 | Em resposta a: #9788

MANUEL GUERREIRO CAMACHO DE ABOIM- F.S.O.- Cap.ão-Mor,de Santa Bárbara de Padrões (e daqui natural),Entradas e Casével.Filho do cap.ão-mor Filipe Roiz Camacho-F.S.O.- e de Barbara Guerreiro Camacho.Neto pat.º de Antonio Roiz Vizeu e de Barbara Camacho e neto materno de Diogo Guerreiro Camacho e de Monica Guerreiro Camacho.Antonio Roiz Vizeu era filho de Domingos Vizeu e de Isabel Roiz e Barbara Camacho filha de Salvador Luis e de Margarida Camacho.Séc.XVIII.

MANUEL GUERREIRO FALEIRO-nat. de Entradas e Cap.ão de Ord.Sec.XVIII.

MANUEL GUERREIRO DA MOTA-F.S.O. -nat. de Évora.

MANUEL GUERREIRO DE SOUSA-nat. da cidade do Pará-Brasil.Filho de Bartolomeu Guerreiro da Luz,de Almodôvar e de Caetana de Sousa de Medeiros.Neto pat.º de Antonio Guerreiro e de Maria da Luz,de Almodôvar e neto mat.º de José de Sousa Delgado e de Maria Henriques de Medeiros.António Guerreiro era filho de Silvestre Nunes e de Barbara Guerreiro e Maria da Luz filha de Francisco Fernandes e de Catarina Janeyro.Foi F.S.O.-Sec.XVIII.

D. MANUEL DE MEDEIROS GUERREIRO-Bispo resignatário de Nampula.Nasceu na vila de Lagoa-Ilha de São Miguel.Formado em Teologia e Filosofia pela Universidade Gregoriana.Foi Prior e Reitor do Seminário de Angra do Heroismo.Foi Bispo de Meliapor-Timor.Sec.XIX.

MANUEL MIZ COELHO-meu 5.º avô-Alferes e depois Cap.ão de Ordenanças e da Governança de Ourique.F.S.O.- era filho do alferes Bras Martins Coelho,Vereador Mais Velho de Ourique/ou Juiz pela Ordenação.Foi o primeiro lavrador da sua freguesia e o mais rico de bens ´,de uma fortuna de mais de 30.000 cruzados ,em 1749.Casado com minha 5.ªa avó Maria Coelho de Aragão,da herd. das Taipas-Santana da Serra,e dos Principais.Neto paterno de Sebastião Martins,do Monte Ruivo-São Bartolomeu de Messines e de Maria Roiz,esta das Famílias Principais da região,mas ele não,embora lavrador fora almocreve e grande negociante de vinhos e cereais,por conta própria.É claro,que no proc.ºde F.S.O.do seu neto observa-se que tendo angariado grande fortuna conseguiu casar com Senhora de outro escalão social mais elevado.
o Cap. Manuel Martins Coelho era neto materno do alferes Balthazar Dias, da Governança de Almodôvar e grande lavrador,da freg. de São Barnabé e de Barbara Frs(Fernandes)e esta da família -Guerreiro de Gusmão,da herdade do Pêgo-Santana da Serra e do ramo Guerreiro Ayres,de Almodôvar.

MANUEL RAFAEL AMARO DA COSTA- meu primo em segundo grau e pai do malogrado Adelino Amaro da Costa.Nasceu em São Martinho das Amoreiras-Odemira.Notável Engenheiro.Foi Presidente do Conselho Superior de Obras Públicas.Subsecretário de Estado do Fomento Ultramarino e das Obras Públicas.Secretário de Estado da Indústria.Inspector Geral das Obras Públicas.Condecorado com a medalha naval comemorativa da morte do Infante D.Henrique,medalha de ouro do mérito das Obras Públicas,Grande Oficial da Ordem de Africa,e de Espanha,Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República Italiana, e da mesma da República Federal da Alemanha,Comendador e Grande Oficial da Ordem de Cristo,etc.
Era filho da minha tia-avò D.Lucinda Guerreiro de Goes,da freg. de Santana da Serra e de Adelino Rafael da Costa.

MANUEL SOARES VELHO- F.S.O.- nat. de Ourique-F.C.R.-foi sargento-mor e capitão-mor de Ourique e Alcaide-Mor de Baçaim-India.Era filho de Gaspar Raposo Guerreiro,escrivão e proprietário do ofício dos Verdes e Montados ,do Campo de Ourique e de sua mulher Violante Martello..Neto pat~º de Francisco VAZ GUErreiro e de Vicência Rapozo,de Almodôvar e neto mat.º de Lázaro Soares Velho e de Antónia Coelho Ferreira(ou Giraldes?),de Ourique-Séc.XVII.

MARCOS GUERREIRO DE GUSMÃO-nat. de Almodôvar.Instituidor de vários vínculos e homem nobre.

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#9962 | rafael mião | 28 Set 2001 23:18 | Em resposta a: #9863

MARÇAL HENRIQUE DE AZEVEDO E SILVA LOBO DE ABOIM-nat. de Loulé.Filho do coronel Simão de Azevedo e Silva Lobo,último cap-mor de Loulé e de Serafina Isabel Francisca de Brito Guerreiro ,de São Miguel do Pinheiro.Foi capitão de Milícias e Legitimista activo.Desempenhou muitos cargos importantes no Algarve e chegou a coronel.Foi poeta.

MARCOS GUERREIRO DE GUSMÃO-Nat. de Martinlongo.Lavrador.Casado com Josefa Maria Lampreia,de Santa Bárbara de Padrões e neta pat.ª de Antonio Estevens e de Bárbara Guerreiro.

MARIA BÁRBARA GUERREIRO DE GUSMÃO-Morgada do Pêgo-Santana da Serra .Senhora de vários vínculos.Filha de Marcos Guerreiro de Gusmão e de Catarina Domingos Ramos.Neta paterna de Luis Guerreiro de Gusmão e de Domingas Rodrigues e neta materna de Paulo Ramos e de Mécia Roiz.Prima em 4.ºgrau do Cap.ão- Mor .de Padrões-Filipe Roiz Camacho. Luís Guerrreiro de Gusmão e Domingas Rodrigues foram pais do C.F.C.- Afonso Guerreiro de Gusmão.Séc.XVII.

MARIA DA CONCEIÇÃO DE SOUSA GUERREIRO ELÓI--prima-irmã de minha Mãe.Ilustre poetisa,natural de Paderne.Colaborou em vários jornais e revistas .Era Religiosa ,mas desconheço a Congregação.Deixou muitos inéditos.Adoptou o pseudónimo de Madressilva.Foi directora e fundadora do jornal algarvio"Avezinha".Escreveu centenas de trabalhos em proza e em verso :sonetos,e outras formas de poesia, contos,novelas,crónicas jornalísticas,etc.Em Paderne há uma rua com o seu nome e foram descerradas lápides alusivas na casa onde nasceu.

MARIA GUERREIRO GOES FIGUEIRA-prima-irmã de meu pai.Nasceu a 23-10-1916,em São Martinho das Amoreiras,concelho de Odemira.Professora do Ensino Secundário,tendo exercido o Ensino Particular.Licenciada em Ciências Biológicas.Seguiu a carreira religiosa com o nome de Madre Beatriz,da Ordem das Doroteias,em Março de 1968.Esteve em missão ,em Moçambique e m São João de Negrilhos-Aljustrel,etc. e Madre Superiora,da Ordem das Doroteias ,no Convento do Linhó-Sintra.

MARIA DO ROSÁRIO LOPES AMARO DA COSTA-minha prima em 3.ºgrau.-Prof.Universitária.Deputada,etc.Casada com o Eng.º Roberto da Luz Carneiro,personalidade de destaque na vida Nacional e que exerce actualmente cargos de importância internacional e que foi também Secretário de Estado e Ministro da Educação Nacional.

MARIA DAS DORES GUERREIRO-Lic.ª em Sociologia,pelo Inst. de Ciências do Trabalho e Empresas onde leccionou.Investigadora e publicista.

MARIA ISABEL CABRAL LIMPO DE BRITO GUERREIRO DE ABOIM-filha de Afonso Eloy Guerreiro de Aboim.Casou com o Dr.João Nepomuceno Pereira da Fonseca e Silva,da Casa de Torre de Moldes-Barcelos.Deles é descendente o Cor. Francisco António de Brito Limpo,notável no campo Geodésico,inventor e publicista,que foi senhor da Torre de Moldes,de Morais do Outeiro,etc.Daqueles é também desc. o Padre Dr. António Júlio Faria de Limpo Trigueiros SJ e que tem colaborado no Forum do Genea.

MARIA JOÃO DE SOMMER RIBEIRO GUERREIRO NUNO DE ABREU PEIXOTO-faltam-me os dados biográficos.

MARIA LUIZA GUERREIRO DE ABOIM-senhora de muitos vínculos e morgada no B.xo Alentejo.

FRANCISCO LOPES PEREIRA GUERREIRO-nat. de Beja.Lic.º em História,mas tendo prim. exercido o Ensino Primário Oficial.Coleccionador de armas antigas.Pertence a várias associações de carácter cultural.Foi professor do Ensino Secundário.Tem publicado artigos da sua especialidade.

..........GUERREIRO-Subsecretário de Estado do Comércio Externo,em 1965.

MARTIM ANNES CABRITA-F.S.O-Cap.ão de Auxiliares ,da freg. de loulé.Filho de André Domingos Cabrita e de Domingas Guerreiro.Neto paterno de João Martins Cabrita e de Catarina Fernandes e neto materno de Martim Annnes e de Apolónia Vicente,da freg. do Maxial-Loulé.Séc.XVIII.

MIGUEL DO COUTO GUERREIRO -nat. de Grândola.Médico pela Univ. de Coimbra.Foi grande escritor e poeta.Séc.XVII.

MIGUEL GUERREIRO CAMACHO-Padre.Filho de Miguel Guerreiro Camacho e de Maria Guerreiro de Gusmão.Neto pat.º de Francisco Gomes de Aboim e de Maria Mestre e neto mat.º de Afonso Gomes de Gusmão e de Maria Revez.Séc.XVII.

PEDRO CORREIA DE BARROS-Capitão de Mar-e-Guerra.Nat. de Loulé.Filhop de Manuel Guerreiro de Barros e de Joaquina Correia Dourado.Foi Governador Ultramarino,governador de Macau e Governador-Geral de Moçambique.

RODRIGO MARTINS GUERREIRO BOTO-Nat. de Portimão.Doutorou-se em Ciências Geológicas.Destacou-se no Ensino.Foi professor da Faculdade de Ciências e da Academia Militar.Publicista.

D. SEBASTIÃO GIL DE BORJA DE MACEDO E MENESES-grande proprietário rural.Filho de D.José Tojo de Borja e Meneses e de JOANA ISABEL DE MACEDO GUERREIRO DE SEQUEIRA REYMÃO,filha de João de Macedo Sequeyra de Sousa Reymão e de BÁRBARA JOSEFA(ou Isabel)GUERREIRO CAMACHO DE ABOIM DA SILVEIRA ,neta materna de Diogo Guerreiro Camacho de Aboim-F.S.O.- Capitão-Mor da vila de Padrões-comarca de Ourique. e este sobrinho-neto do Desembargador Diogo Guerreiro Camacho de Aboim-nat. de Ourique -F.S.O. e F.c.r.(brasão em 1696)e de Ignês Francisca da Silveira.

SIDÓNIO BERNARDINO CARDOSO DA SILVA PAES-Matemático,militar e estadista.Quinto neto de ISABEL PÁSCOA GUERREIRO.
Foi Presidente da República Portuguesa.

THOMÉ VAZ GUERREIRO-lavrador,nat.da freg. de São Barnabé-Almodôvar.Capitão dos Auxiliares de várias freguesias do concelho de Almodôvar.

VICENTE DE BRITO GUERREIRO SAMBLANO-Capitão de Infantaria-de Almodôvar.Há um lugar do concelho de Almodôvar com este nome.

VICENTE DA GAMA CORDOVIL DE BRITO GUERREIRO- Morgado e vereador em Évora.Neto materno do DR.Diogo Guerreiro Camacho de Aboim e deIgnês Teresa da Silveira.

VÍCTOR MANUEL DE MONTALCINI DE ABOIM GUERREIRO-Engenheiro e arquitecto.Senhor da Quinta de Santana,em Marvila.

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#10000 | rafael mião | 29 Set 2001 19:34 | Em resposta a: #9962

MANUEL AMARO GUERREIRO DE CARVALHO-meu pai.Nasceu em Santana da Serra aos 10-2-1905.Filho de Manuel Carvalho ,do Vermelho-freguesia de São Domingos da Castanheira-Pedrógão Grande(hoje,Castanheira de Pera) e de D. Maria Guerreiro de Goes,que nasceu na herdade das Mancebancas-Santana da Serra.
Manuel Amaro Guerreiro de Carvalho foi proprietário rural , lavrador e negociante.Desempenhou também as funções de Procurador da casa de seu tio materno -José Amaro Guerreiro.Casado com D.Maria da Conceição Sousa Rafael(minha mãe),descendente de famílias algarvias bem conhecidas.

MANUEL AMARO TEIXEIRA COLAÇO RAFAEL CARVALHO-meu filho.Nasceu em Faro a 6 de Agosto de 1961(por feliz coincidência dia de São Domingos de Gusmão).Licenciado em História e exercendo a docência no Ensino Secundário Oficial.Casado com D.Carlota Beatriz Veríssimo ,lic.ª em Antropologia e exercendo também a docência.
Têm um filho: FRANCISCO AMARO VERÍSSIMO RAFAEL CARVALHO(meu neto)ainda bebé.E que ,penso,dará continuidade à Família -Rafael Carvalho.

OCTÁVIO RAFAEL GUERREIRO CARVALHO-(o autor deste trabalho).
Peço desculpa por alongar um pouco os meus dados pessoais,mas como nunca tive falsa modéstia e nem a veleidade de me considerar importante,aqui deixo estes dados biográficos.

Nasceu em Santana da Serra,concelho de Ourique,distrito de Beja,a 20 de Agosto de 1934.Pequeno proprietário rural e Professor aposentado do Ensino Primário Oficial,agora denominado Ensino Básico.Foi muitos anos Director do Núcleo Escolar do Faralhão-Setúbal.Filho de Manuel Amaro Guerreiro de Carvalho,lavrador e proprietário rural e de sua mulher D.Maria da Conceição Sousa Rafael Carvalho,prop.ª rural,nat.da freg. de São Barnabé-Almodôvar,tendo nascido na herd. da Foz do Carvalho.
Exerceu também no Ciclo Preparatório e no ensino particular.Com frequência em várias áreas da sua profissão.
Viúvo de D.MARIA DA SOLEDADE TEIXEIRA COLAÇO,pequena proprietária rural que também foi Professora da mesma área do marido e com a mesma actividade profissional.Filha de António Bernardino Collaço,nat. de Almodôvar ,proprietário rural e desc. de famílias principais da sua região e do concelho de Mértola e de sua mulher D.Maria do Rosário Teixeira.
Com dois filhos:Manuel Amaro Teixeira Colaço Rafael Carvalho -Lic.º em História com descendência:Francisco Amaro Veríssimo Rafael Carvalho,que nasceu em Setúbal a 6 de Julho de 1998 e António José Teixeira Colaço Rafael Carvalho-Lic.ºem História ,a fazer o Mestrado e Arqueólogo.
Octávio Rafael Guerreiro Carvalho pertenceu a muitos organismos de carácter Genealógico e Heráldico e outros.Foi também membro de duas Ordens Portuguesas e numa delas no grau de Cavaleiro.
Fez parte do Conselho Directivo da Causa Monárquica tendo recebido a sua medalha de Mérito.
Foi sócio do Instituto Português de Heráldica,da Sociedade Histórica da Independência Nacional,da Associação de Casas Antigas, da Academia Portuguesa de Ex-Libris,da Associação Portuguesa de Genealogia,etc.
Dedica-se a estudos de Genealogia e Heráldica,particularmente da família e usa nos seus trabalhos de heráldica e outros o pseudónimo de -Bernardo de Gusmão-o nome de Bernardo por ter nascido no dia de São Bernardo ,o célebre Abade de Claraval e dos Senhores de Fontaines e Gusmão,em homenagem ao fundador da Ordem dos Frades Pregadores(Dominicanos),por descender dos fundadores da família-GUERREIRO de GUSMÃO, por D.Catarina de Guzman da família de São Domingos de Gusmão.

PAULO GUERREIRO CAMACHO- homem nobre e lavrador,da Quinta dos Guerreiros,freg.ª de São Sebastião de Gomes Aires-Almodôvar.Era irmão do Inquisidor D. Manuel Guerreiro.

RAYMUNDO JOSÉ DE QUINTANILHA E MENDONÇA SOARES E CUNHA PEREIRA PATO MONIZ GUERREIRO CAMACHO ABOIM BOTADO FOYOS-General do Corpo do Estado Maior e Grã Cruz da Ordem de Avis,etc.

RAYMUNDO WADDINGTON DE QUINTANILHA E MENDONÇA-médico.Séc.XX.(desc. do Desembargador Diogo Guerreiro Camacho e Aboim).

OBS:muitos mais são do meu conhecimento e sem desprimor para eles,não os menciono,são personalidades actuais de vários quadrantes políticos e ideológicos;das mais diversas profissões e actividades.De diferente nível económico e sobretudo cultural,de diferentes e distintos estratos sociais .
Faralhão,29-9-2001
Rafael Carvalho

Continua(com complemento das personalidades que usaram ou usam brasão ,mesmo assumido ,fontes de consulta,bibliografia,etc.
Por vezes surgem as "gralhas" e falhas de pontuação ,de ortografia,etc.;felizmente,não por ignorância,mas por distracção.As minhas desculpas.

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#10302 | rafael mião | 05 Out 2001 15:34 | Em resposta a: #10000

TITULARES (ref. à família -Guerreiro de Gusmão).

Viscondes de Avilez e do Reguengo;viscondes e condes de Chanceleiros;viscondes de Belverviscondes de Baecelinhos;viscondes de Vale da Gama;alguns ramos dos viscondes de Messines;alguns ramos dos viscondes de Benalcanfor e do I.º visconde de Almarjão:condes de Azambuja;condes do Casal-Ribeiro;viscondes de Bianchi-Vilar; morgados do Pêgo,das Taipas,ambos da freg. de Santana da Serra;muitos morgados do concelho de Ourique,Almodôvar,Mértola,Aljustrel,Castro-Verde,Santa Bárbara de Padrões,Martinlongo,,São Miguel do Pinheiro,,Santiago do Cacem,outros no Algarve,etc.
E obviamente os antepassados dos -Guerreiro de Gusmão-em Espanha e por toda a Comunidade Ibérica e muitos deles com títulos.

N O B R E Z A
Em Espanha a família-Guerrero-provou a sua nobreza em várias chancelarias:na Ordem de Santiago;na Ordem de Calatrava;na Ordem de Alcântara;na de Carlos III;na de São João de Jerusalem,etc..
São desta família: os condes de Buenavista;o marquês de Cela;o Conde de Guerrero e outros.
E devo referir algumas personalidades:Don Pedro Guerrero,bispo de Granada e muito amigo de São João de Brito;Francisco Guerrero,de Sevilha,grande compositor de música sacra;Dr. Manuel Amador Guerrero ,primeiro Presidente da República do Panamá;General Vicente Guerrero,Presidente da República do México e o seu nome foi dado a um dos estados deste país;D.Maria Guerrero,de Sevilha,célebre artista que mandou construir o teatro Cervantes,de Buenos Aires,Fernando Guerrero de Luna governador e capitão-general das Honduras;Vicencio Guerrero Y Bembrata,conde de Montebelo;Don Gabriel Guerrero de Luna Y Sandoval,marquês de Valde guerrero ,governador de Cusco e Potosi,no Perú e do Conselho de Sua Magestade;Don Urbano de Ahumada Y Guerrero,marquês de Montalto,etc.,etc.

Tornaria a lista muito extensa os fidalgos espanhóis e da América Latina,da família- Guerrero e da família -Guzman e suas ramificações que se notabilizaram por toda a Comunidade Ibero-Americana;não só pela linhagem e prosápia,mas sobretudo pelos cargos relevantes que exerceram na Corte,na governação,no domínio local e colonial;ou na vida militar e religiosa.

G U Z M A N
Falou-se na estirpe-GUERRERO- mas não esquecer a estirpe-G U Z M A N (Gusmão)a que se uniram e é delas que se origina o ramo português cujo tronco foi Don BARTOLOME GUERRERO Y RUIZ DE CORDOBA ,fidalgo andaluz muito ilustre ,um dos governadores de Sevilha(Vinteyquatro)e senhor da Casa de Alcaraz e de sua mulher Dona Catarina Perez de Guzman(ELBueno)dos Condes de Niebla,mais tarde duques de Medina-Sidónia,família das mais ilustres de Espanha e da Europa.
Assim a Família-Guerreiro de Gusmão bem alentejana e algarvia tem sangue de -Guzman-cujo membro,dos mais ilustres e notáveis foi São Domingos de Gusmão,fundador da Ordem dos Pregadores(Dominicanos),outro ilustre membro,embora não grato aos portugueses foi o Conde-Duque de Olivares..
Não esquecer a célebre Duquesa de Bragança,mais tarde Rainha de Portugal-D.Luisa de Gusmão e a Rainha D. Brites (ou Beatriz) segunda mulher de El-Rei D.Afonso iii,de Portugal.
E recordemos também ,a Rainha de Inglaterra D.Catarina de Bragança e a a actual Duquesa de Bragança.
Lembremos igualmente Dom Afonso Perez de Guzman(El-Bueno)célebre guerreiro e cujo descendente Juan Alonso de Guzman deu origem à Csa dos duques de Medina-Sidónia.

OBS:-a maioria das pessoas que referi ao longo deste estudo ,sobretudo as mais antigas,além de serem de conhecida nobreza,muitos deles tinham também o estamento de fidalgos,embora alguns o não fossem de direito eram-no de facto,devido à sua importância social,riqueza,cultura e cargos desempenhados.

Em Portugal da família -Guerreiro de Gusmão-houve em 1458 um cavaleiro da Casa do Infante,Afonso Guerreiro de Gusmão,que residiu na comarca de Ourique,melhor:na freguesia de São Sebastião de Gomes Aires,hoje do concelho de Almodôvar e o primitivo solar da Família,outros morgados em 1473;cavaleiros-fidalgos em em 1520;fidalgos de cota de armas em em 1665;fidalgos-cavaleiros em em 1678;alcaides-mores de Almodôvar em 1640;capitães-mores de Almodôvar em 1558 e de Ourique em 1631,etc,etc.

Curiosidade:Na lista telefónica de 1984(quando do início deste trabalho)contei na zona Norte incluindo o Porto 75 pessoas do apelido-Guerreiro;na zona centro 38 ;em Lisboa e arredores perto de 1200;no sul 691.

E vão aparecendo muitas pessoa s deste apelido,quase todas alentejanas:desde humildes camponeses a gestores;escritores,poetas,artistas;desde o mais simples funcionário público ao Ministro;desde o analfabeto ao professor;do mais rústico lavrador ao latifundiário culto e viajado.Valores perenes de carácter e heroismo,mas também outros vegetando num anonimato sem prestígio ou ainda pior.

Que me desculpem todos aqueles que pertencem a esta estirpe e os não referi,quer individualmente quer como ramo familiar,não é por desconsideração mas tão somente por desconhecimento.
Por isso contribuam com o que sabem para enriquecimento deste tópico que é para todos os interessados.
O meu pro pósito foi não deixar no olvido uma família pouco estudada mas muito vulgarizada.

PERSONALIDADES REFERIDAS NESTA COLECTÂNEA QUE USARAM,USARIAM OU AINDA USAM -B R A S Ã O-mesmo até assumidos ou como ex-libris,etc.

Não irão por ordem alfabética,o que não quer dizer maior ou menor consideração,calhou assim por minha comodidade.

Desembargador DIOGO GUERREIRO CAMACHO de ABOIM-aos 9-5-1696.Escudo esquartelado 1.º e 4.º Aboim -2.ºGuerreiro e 3.º Camacho.
Rafael Carvalho
continua

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#10644 | rafael mião | 10 Out 2001 16:47 | Em resposta a: #10302

Obs: do título em epígrafe,parto do pressuposto da nobreza daqueles aqui referidos,que desconheço se usaram ou não brasão ou outro símbolo heráldico;é apenas conjectura,excluindo ,obviamente,todos os outros cujas armas vão descritas .

ESTAÇO ANNES GUERREIRO-Fid.º-Cav.º da Casa Real.

Cap.ão BRUNO GOMES DE BRITO GUERREIRO E ABOIM .

JOSÉ CAMACHO GUERREIRO.

JOÃO CAMACHO DE BRITO-escudo esquartelado:Brito,Camacho,Guerreiro e Raposo.

JOÃO LEITÃO DE AGUIAR GUERREIRO:COTA DE ARMAS EM 1759:Guerreiro,Leitão,Aguiar e Cordes.

JOSÉ JOAQUIM SALEMA GUERREIRO DE ABOIM.

JOAQUIM FRANCISCO SALEMA GUERREIRO DE ABOIM.

DIOGO FERNANDES DE ABOIM:Fidalgo de cota de armas em 1555.

DR.FRANCISCO JOSÉ CORDOVIL DE BRITO VALADARES.

Desembargador FRANCISCO GUERREIRO LEITÃO DE AGUIAR:escudo partido-Guerreiro(falante) e Aboim,na campa do convento de São Francisco,de Almodôvar.

HENRIQUE JOSÉ CAMACHO GUERREIRO DE BRITO -escudo esquartelado,em 1771-Camacho,Guerreiro,Brito e Nobre.

JOÃO ANTÓNIO GUERREIRO DE ABOIM-cota de armas a 9-9-1750.

Cap.ão JOÃO LEITÃO DE AGUIAR GUERREIRO-cota de armas em 1678-Guerreiro (falante) e Leitão.

FRANCISCO SALEMA GUERREIRO DE ABOIM:Salema,Camacho,Guerreiro e Aboim.

JOSÉ JOAQUIM SALEMA DE ANDRADE GUERREIRRO-sALEMA ,cAMACHO,gUERREIRO E aBOIM(1824,no cemitério do castelo de Santiago de Cacém).

AFONSO ELÓI GUERREIRO DE ABOIM-cota de armas a 30-7-1665.Escudo partido-Guerreiro e Aboim e como diferença um cardo florido de prata.

OCTÁVIO RAFAEL GUERREIRO CARVALHO(Prof.)-gUERREIRO,usando como diferença uma brica carregada com as armas de -Carvalho.
Bordadura com a saudação- AVE MARIA GRATIA PLENA.(aRMAS Assumidas).

Dr. JOSÉ JOAQUIM DA SILVA PINTO DE ABOIM E GUERREIRO-Guerreiro,Aboim,,Aguiar e Leitão.

Cor.ARMANDO DE SACADURA FALCÃO-cota de armas em 1983.

DIOGO FERNANDES GUERREIRO (ou aBOIM)-cota de armas em 1565(?)

ANTÓNIO DE MEDEIROS DE BRITO E ABOIM-ARMAS EM 1710.

JOSÉ LADISLAU BENEVENUTO GUERREIRO DE ABOIM-Fidalgo da Casa Real em 1768.

Dr.FRANCISCO XAVIER CÂNDIDO GUERREIRO(Poeta)-Cabreira,Corte-Real,Franca e Guerreiro(assumidas).

Sargento-Mor de Silves GREGÓRIO JOSÉ NUNES DUARTE MACHADO GUERREIRO-aos 8-2-1804-Machado e Guerreiro.

AFONSO GUERREIRO DE GUSMÃO-Fidalgo a 17-3-1670.

AFONSO DE MEDEIROS-Fid.º-Cav.º da Casa Real.

AFONSO GUERRERO DE GUZMAN-Cavaleiro da Casa do Infante D.hENRIQUE,nome aportuguesado para Afonso Guerreiro de Gusmão.

Dr. RAIMUNDO W. QUINTANILHA E MENDONÇA.

D.MANUEL GUERREIRO CAMACHO-iNQUISIDOR DE éVORA-usou as armas de -GUERRERO,da Casa de Alcaraz,dos seus antepassados.

ANTÓNIO COELHO GUERREIRO-Fidalgo da Casa Real.

ANTÓNIO FRANCISCO JOSÉ GUERREIRO DE ABOIM-F.C.R.

ANTÓNIO VAZ SILVEIROS-C.C.R. em 13-3-1674.

DOMINGOS GUERREIRO-C.F.C.R. a 8-7-1762.

MANUEL SOARES VELHO-F.C.C.R.

GREGÓRIO REBELO GUERREIRO CAMACHO-Fid.º-Cav.º.

JACINTO GUERREIRO DE GUSMÃO-Fid.-Cav. a 20-3-1670.

JOÃO ANTÓNIO GUERREIRO DE ABOIM LEITÃO DE AGUIAR E CORDES.

JOÃO LEITÃO DE AGUIAR GUERREIRO E CORDES.

JOSÉ DE BRITO GUERREIRO MASCARENHAS DE ABOIM-armas em 1801-Brito,Correia,Mascarenhas e Aboim.

Desembargador JOÃO MANUEL DE VILLAVERDE COTRIM MENDES-alvará do Conselho de Nobreza,mas não tenho bem presente quais as famílias do resp.º brasão.

D.JOSÉ GIL BORJA DE MENESES.

Arq.º ANTÓNIO LUÍS DE ARÊDE SOVERAL RODRIGUES VARELLA-armas 1992,alvará do Conselho de Nobreza.

ANTÓNIO JOAQUIM DE LANCASTRE VILALOBOS DE ABOIM GUERREIRO.

ÁLVARO GUERREIRO CAMACHO- Fidalgo da Csa de EL-Rei D.sEBASTIÃO.

ANTÓNIO GUERREIRO-Fidalgo que foi testamenteiro da Rainha D.Joana(mãe de D.Sebastião) e seu Criado.

FRANCISCO AUGUSTO GUERREIRO DE MACEDO DE BIANCHI-VILLAR.

VICTOR MANUEL DE MONTALCINI DE ABOIM GUERREIRO.

Padre Dr.ANTÓNIO JÚLIO DE FARIA LIMPO TRIGUEIROS SJ

Dr.FRANCISCO PEREIRA GUERREIRO.

Dr.FRANCISCO JOSÉ CORDOVIL DE BRITO VALADARES.

ENG. JOÃO CORDOVIL CARDOSO.

ENG.MIGUEL C.CABRITA MATIAS.

Embaixador INÁCIO DA CRUZ GUERREIRO.

JOSÉ ANTÓNIO GUERREIRO-F.C.R.

D.SEBASTIÃO GIL DE MACEDO DE BORJA E MENESES.

Embaixador RAFAEL DACRUZ GUERREIRO.F.C.R.

Cap.ão ALEYXO GUERREIRO-brasão:castelo da cidade de Azamor em campo azul.

DR.AUGUSTO GUERREIRO DE MELO.

JOÃO ALEXANDRE GUERREIRO BARRADAS DE SANDE -F.C.C.R.

LINO CORDES DE MASCARENHAS DE AZEVEDO.

Certamente muito mais,que desconheço.Refiro-me a Portugal e não a Espanha e América Latina.

Antes de entrar na bibliografia,etc.que consultei,torno a insistir,deculpem ser repetitivo:corrijam o que deve ser corrigido,desenvolvam o que pode ser ampliado e actualizado,desde já os meus agradecimentos.Fiz o que posso e fui capaz.Tem lacunas e falhas que eu reconheço,mas o óptimo é inimigo do bom e assim vai com as qualidades e defeitos que lhe são inerentes.
Cont.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#10652 | zmcm | 10 Out 2001 17:52 | Em resposta a: #10644

Meu caro primo :

Um grande trabalho sem dúvida que contribuirá bastante para o conhecimento desta família.

Um grande abraço
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#10690 | rafael mião | 10 Out 2001 22:19 | Em resposta a: #10652

E VOU TERMINAR com a inclusão de alguma Bibliografia,Fontes documentais e outra.

Pesquisa feita nos Arquivos distritais de Beja,Faro e Leiria.

Na Torre do Tombo os Processos do Santo ofício de André Guerreiro Camacho,Manuel Miz(Martins)Coelho,Bartolomeu Guerreiro Palma,Bartolomeu Martins Coelho,Manuel Guerreiro Aires,Teotónio Rodrigues de Negreiros Cavaco,Vicente Roiz de Sousa,Antão Barbosa da Costa,Bartolomeu Guerreiro de Aboim,Manuel Guerreiro Camacho,Antão Vaz Cavaco(os três proc.os),Domingos Roiz Guerreiro,Manuel Guerreiro Ayres,João Fernandes da Veiga,Hierónimo Guerreiro Ayres,e outros facilmente identificados nas outras personalidades referidas.

DESEMBARGO DO pAÇO:extinção de morgados e capelas-Alentejo e Algarve.
Real Mesa Censória-Genealogias manuscritas.
Leitura de Bacharéis.
Cartório da Nobreza.
Moradores da Casa Real.
Registo de Mercês.

MONOGRAFIAS de:São Bartolomeu de Messines,de Loulé,Algoz,Paderne,Vila Real de Santo António,de Porches,de Francisco Xavier Ataíde de Oliveira.

MONOGRAFIA DE CASTANHEIRA DE PÊRA ,de Kalidás Barreto.

ALTE,na roda do tempo de Isabel Raposo.

MONOGRAFIA DE ALJUSTREL do Pad. João Lobato.

ARMORIAL LUSITANO -NOBREZA DE PORTUGAL

-Boletis da ACADEMIA PORTUGUESA
DE EX-LIBRIS.

Revistas ARMAS & TROFÉUS do I.P.H.

Reservados e genealogias manuscritas da Biblioteca da Ajuda e outra na Biblioteca Nacional.

Nobiliário de Felgueiras Gayo.

Colecção Pombalina o cód.431 e outros.

Genealogias de Rangel de macedo e as de Manso de Lima.

ARQ.º HER.º E GEN.º DE Sanches de Baena e FAMÍLIAS NOBRES DO ALGARVE ,do mesmo autor.

SUBSÍDIOS PARA A HERÁLDICA TUMULAR MODERNA OLISIPONENSE de RUy Dique Travassos Valdez.

DICIONÁRIO NOBILIARQUICO ESPANHOL de Júlio Atienza.

DICIONARIO HER. E NOB.º DE LOS REINOS DE ESPAÑA de Gonzalez-Doria.

ENCIC. HER.ª E GEN.ª de Alberto e Arturo Carraffa.

O LIVRO DO MÉRITO DA CAUSA MONÁRQUICA.

GUEDES PIMENTA-de António de Sousa Lara.

ALGARVIANA-de Mário Lyster Franco.

GENEALOGIA DEL NUEVO REYNO DE GRANADA ,por Juan Flores de Oscariz.

LA NOBLEZA DE LEON,em LA ORDEM DE CARLOS III.

ANUÁRIOS DA NOBREZA DE PORTUGAL.

VÁRIAS ENCICLOPÉDIAS.

BIBLIOTECA LUSITANA -de Barbosa Machado.

REPORTORIO DE BLASONES DE LA COMUNIDAD IBÉRICA -vários autores.

E A T E R M I N A R - os meus agradecimentos aos meus amigos,parentes e primos(a ordem dos nomes é aleatória)cujos apontamentos,doc. e inf. de viva voz contribuiram em grande parte para a feitura deste trabalho que é também deles:

AUGUSTO DUARTE GUERREIRO,DR.JOSÉ DE ABOIM GUERREIRO,Desembargador DR.JOÃO MANUEL COTRIM MENDES,DR.FRANCISCO PEREIRA GUERREIRO,ARQ. LUIS SOVERAL VARELLA,DR.QUINTANILHA E MENDONÇA DIAS,PRF.Dr.SOUSA LARA,Pad.Dr.ANTÓNIO JÚLIO TRIGUEIROS SJ,COR.el SACADURA FALCÃO,ANTÓNIO CARVALHO GUERREIRO DA PALMA,ENG.MIGUEL CABRITA MATIAS e também a outros primos que me expressaram o seu desejo de não serem nomeados e a algumas pessoas cujo nome me não recordo mas contribuiram com notícias avulsas,a minha gratidão.

Octávio Rafael Guerreiro Carvalho -
Aos 10-X-2001 -Faralhão-SETÚBAL.
FINIS - L A U S D E O

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#13572 | rafael mião | 29 Nov 2001 18:49 | Em resposta a: #10000

Julguei ter acabado as informações para incluir neste Tópico;todavia,apareceram informações valiosas e também aditamentos que devo incluir.

Esqueci-me de referir que MARIA DA SOLEDADE TEIXEIRA COLAÇO(RAFAEL DE CARVALHO)nome de casada e usando Rafael de Carvalho,conforme seu desejo e devidamente reg.º no resp.º Proc.º de Casamento,embora eu não use -de)é desc. por via de seu pai António Bernardino Collaço,das famílias -Mestre Coelho;Mestre Caetano;Martins Xaveiro;Roiz Collasso;Mestre Lamprea e Vaz Botelho,das regiões de Santa Bárbara de Padrões,Castro Verde,Almodôvar,São Miguel do Pinheiro e da região de Mértola e de Martins Serrano,da freg.ª de Santa Marinha-Barcelos.
Frequentou o Colégio de Nossa Senhora de Fátima,em Abrantes(da Ordem das Dorotéias),residindo nessa altura na Quinta do Rossio ao Sul do Tejo, de seu tio João Teixeira Mendes que foi funcionário superior da Vacuum e sócio-gerente e dos fundadores da grande Empresa de Papel-A Renova-em Torres Novas,etc. e benemérito.(na devida altura não escrevi estes dados,por circunstâncias que não vêm ao caso).

Também me esqueci de referir o ramo-GUERREIRO NUNO-dos Barões de Albufeira.
-----------------------------------------
A D I T A M E N T O

Na referência a muitos Ramos Familiares da Família-GUERREIRO DE GUSMÃO-não referi outros bastante ilustres do meu conhecimento,por não ter pedido autorização ao seu autor-o meu Ilusre Primo Padre Dr.José Júlio Faria Limpo de Trigueiros SJ,Senhor da Casa de Torre de Moldes-Barcelos,investigador genealógico bastante conhecido,Com colaboração neste Forum e em cuja obra,deveras importante para o estudo desta Família-"OS GUERREIRO DE ABOIM-Morgados de Aljustrel-DESCENDÊNCIA DE Afonso Guerreiro de Aboim-Mestre de Campo do Terço de Auxiliares da comarca de Campo de Ourique e Capitão Mor de Aljustrel,de onde respiguei alguns ramos e individualidades que vou mencionar,o nome e alguns dados biográficos e entre parêntesis o respectivo ramo familiar.

Aqui deixo o meu testemunho de agradecimento e reconhecimento pelo valor do seu trabalho e pela dádiva desinteressada a todos nós com informação tão valiosa.Bem haja.

(Evidentemente,que isto é apenas um pequeno apontamento,em relação ao trabalho exaustivo da respectiva obra-datada de Setembro de 2000.

A ordem dos nomes e respectivos ramos é aleatória,sem desconsideração de espécie alguma,por quem quer que seja ou ramo(s)a que pertence(em).

D.BEATRIZ FERNANDA GUEDES PADINHA DE ABOIM CONTREIRAS,nascida em Lisboa a 12-4-1925 e filha do DR.JOSÉ DE ABOIM DE ASCENSÃO CONTREIRAS-nascido em Santiago,Tavira e fal.º emLisboa a 8-4-1975 e de D.BEATRIZ GUEDES PADINHA,neta pat. de José António Trindade Contreiras,de Tavira e de D.Sebastiana de Jesus Aboim Ascensão,filha de Manuel Joaquim Ascensão e de D.Maria da Piedade Mascarenhas de Aboim;neta mat. de de António d'Ascensão e de D.Maria da Natividade Guerreiro e materna de D.Rodrigo de Sá Aboim e de D.Maria Rosa de Mascarenhas.(esta inf. v/p mail).(ABOIM ASCENSÃO).

AFONSO GUERREIRO DE ABOIM-Capitão-Mor.Natural de Almodôvar.Filho de Estêvão Vaz de Aboim,nat.de Almodôvar,nobre e lavrador"desempenhou cargos nobres"e de sua mulher D.Bárbara Mestre,nat. de Santa Bárbara,da vila de Padrões.Era neto pat.o de

(CONT.ª) R. C.

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#13573 | rafael mião | 29 Nov 2001 19:00 | Em resposta a: #13572

Esqueci-me de dizer que o meu mail é o antigo
bdodegusmao@mail.telepac.pt
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#13634 | rafael mião | 02 Dez 2001 19:48 | Em resposta a: #13572

(Cont.)....... Era neto paterno de de Afonso Guerreiro de Aboim ,nobre e da governança e de sua mulher D.Violante Fernandes,da vila de Almodôvar e neto materno de Afonso Martins Sueyro e de sua mulher D. Catarina Mestre,da vila de Padrões.Foi Mestre de Campo e Capitão-Mor da Comarca do Campo de Ourique e assistiu na vila de Aljustrel.Foi F.C.A.,por carta de brasão de Julho de 1665 de ABOIM e GUERREIRO,com diferença de um cardo florido de prata(Liv.º 2,fls 378 vº).Foi F.S.O.(Inq. de Évora).Foi irmão da Santa Casa da Misericórdia de Aljustrel,e nesta vila faleceu a 21/12/1696 e "foi enterrado na matriz amortalhado em habito de São Francisco,levado na tumba da Misericórdia,acompanhado de todas as Confrarias,teve no enterro nove responsos e ao presente hu officio solenne ofertado com hu saco de trigo e hu almude de vinho a todas as missas dos que se acharão presentes,teve no 3.º dia outro officio comum sem offerta ofertados a dois arrobas de trigo e duas canadas de vinho cada hu,teve mais officio dos nove dias e tres mais que se fizerão sucessivamente e de oferta de todos seis arrobas de trigo e hu almude de vinho."

Casou em 1.ªnúpcias com D.Maria Tomé e em 2.ª núpcias com D.Margarida Pereira Sarra,nat. de S.João do Marcos,termo de Mértola e filha do capitão Domingos Luís e de sua mulher D.Maria Pereira e neta pat. de João Luís e de sua mulher Isabel Luís ,de S.João do Marcos e neta mat. de Bartolomeu Fernandes Gil e de sua mulher Constança Pires,nat. da Vila de Castro Marim.

Afonso Guerreiro de Aboim,teve uma filha natural,Margarida,havida em Catarina Brandão,mulher de raça mulata.


JOÃO ABOIM PEREIRA GUERREIRO-Capitão.Bat. a 29/5/1667,Aljustrel,pelo Rev. Prior de Panoias,Mestre João Correia de Brito,tendo como padrinho João Velho da Costa,de Messejana.Foi Mestre de Campo do Terço de Auxiliares da Comarca do Campo de Ourique e F.S.O. e Cavaleiro professo da Ordem de Cristo.Faleceu a 29/9/1745,Casou em Mértola com D.Maria da Palma

AFONSO ELOY GUERREIRO DE ABOIM-Bat. a 18/12/1691,em Aljustrel.Foi Mestre de Campo do Terço de Auxiliares do Camopo de Ourique e F.C.C.R. casou,na ermida de Santo Antonio,em Aljustrel,celebrante o Rev. Padre António Guerreiro de Aboim,com D.ANA TIBÉRIA CABRAL LIMPO DE ALMEIDA E BRITO,nat. de Moura e filha de Francisco de Brito Lobo,de Beja ,F.C.R. E Capitão-Mor de Moura e F.S.O. E DE d.Isabel FraGoso de Almeida Cabral,de Moura e neta pat. de Manuel de Pino Limpo,de Moura e Moço Fidalgo da Casa Real,CAv.Prof.º da Ordem de Cristo e de D.Leonor Serrão de Brito Lobo,de Beja e net. mat. de Gonçalo Fragoso de Almeida Cabral,de Moura e de D.Luisa Antónia de Paiva Esquível,de Mourão.

D.FRANCISCA MARIA ISABEL CABRAL LIMPO DE BRITO GUERREIRO DE ABOIM-Bat.a 9-2-1756,em Aljustrel,por seu tio patereno o Rev.António Guerreiro de Aboim,Prior da Igreja do Salvador,de Beja.
Conheceu JOÃO NEPOMUCENO quando este era Juíz de Fora na vizinha vila de Messejana,sendo D. Francisca orfã de pai,vivendo ao cuidado de sua mãe e de seus tios:João de Aboim Pereira Guerreiro,José Victorino Guerreiro de Aboim,D.Perpétua Anastácia Guerreiro de Aboim,irmãos de seu pai,na Casa do Arco,em Aljustrel.Contrariando os tios este casamento,obteve JOÃO NEPOMUCENO emancipação régia e raptou-a levando-a para sua Quinta da Torre de Moldes,onde viveram e onde cveio a falecer a 11/3/1850,na sua Casa de Torre de Moldes,com 94 anos de idade e"foi sepultada dentro da Igreja na sua sepultura da Caza no meio da Igreja,aos doze dias do mesmo mes".
Casou a 3/7/1785,"por amores",na Insigne Colegiada da vila de Barcelos,"com dispensa das proclamaçoins e com licença expressa de Sua Alteza Real para o fazerem por procuradores",com o DR.JOÃO NEPOMUCENO PEREIRA DA FONSECA DA SILVA VELOSO nasc. a 21/7/1750,na Casa de Torre de Moldes,Santa Maria de Remelhe,Barcelos.Era filho do CAP.José Pereira da Fonseca,senhor da Casa do Outeiro,em Adães,Sargento-Mor da Comarca de Barcelos,Capitão de Auxiliares,Vereador,Cav. na Ordem de Cristo e Comissário das TRês Ordens Militares e de sua mulher e prima D.JOSEFA MARIA DO SACRAMENTO E SILVA OLIVEIRA,Senhora da Casa de Torre de Moldes.
A cASA de Torre de Moldes é um edifício solarengo de grande nobreza e feitura,edificado em 1727,junto à antiga casa edificada em 1687,por Bernardo da Silva Fonseca,senhor da ref.ª Quinta e da Casa da Lapela,em Fonte Boa(estas notas são tiradas do texto e não textuais ,o que ao trancrever na totalidade levaria muito tempo e é fora do âmbito do Tópico e se inseri estas notas,porque se justificam para melhor comprensão do ramo-GUERREIRO DE GUSMÃO-da Casa e Quinta da Torre de Moldes do Rev.ºPadre e Dr.António Júlio Faria Limpo de Trigueiros SJ,que é o autor do trabalho já mencionado e de onde vou respigando toda esta informação valiosíssima para o enriquecimento e também dignificando este Tópico.

São dezenas de personalidades documentadas,por isso,limitar-me-ei a uma ou outra pessoa que julgo mais representativa.E reconheço,mesmo sem juizos de valor,que é muito subjectivo e disso me penitencio,desculpando-me a quem de direito.

Também lamento muito não citar outras individualidades que figuram como padrinhos,de grande nobreza e fidalguia, e muitas informações preciosas para os genealogistas e interessados,mas esse direito pertence ao Autor quando publicar o seu Trabalho,aqui tão somente algumas referências biográficas e respectivos ramos familiares respectivos,embora me autorizasse a desenvolver o tema,não seria justo nem correcto da minha parte abusar da estima e consideração e de uma investigação notável que não é fruto do meu trabalho.

O que é da minha autoria e dos colaboradores já foi e será sempre devidamente identificado.

(Cont.ª )

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#13809 | rafael mião | 06 Dez 2001 01:17 | Em resposta a: #13634

Obs:os nomes,por vezes,não respeitam a grafia actual,contudo não invalidam uma leitura correcta.


JOÃO ANTÓNIO DE BRITO LOBO GUERREIRO DE ABOIM.-Sucedeu na casa de seu pai,sendo Morgado de Aljustrel.Casou a 12/10/1810,em Messejana.Foi procurador da noiva,Baltazar Moreira de Brito Velho da Costa,Morgado de Messejana,com D.FRANCISCA MÁXIMA DE ALMEIDA CORTE REAL,da cidade de Lagos,filha de Afonso José de Almeida Corte Real,natural da vila de Ourique e de D.Maria Joaquina Agueda da Mota,da cidade de Lagos;neta paterna do Sargento-Mor Lázaro Soares Velho,natural de Ourique e de D.Joana Maurícia de Almeida,nat.de Lagos.

D.JOANA FRANCISCA MÁXIMA LOBO GUERREIRO DE ABOIM casou a 19/1/1838,em Aljustrel,com JOSÉ THOMAZ DE AQUINO INGLEZ.

FRANCISCO ANTÓNIO GUERREIRO DE ABOIM FRANCO.Foi sucessor do morgadio de Aljustrel e aqui casou com D.MARIA JACINTA PAES DE MATOS FALCÃO PINÇÃO,FILHA DE João Paes de Matos Falcão, e de D.Bárbara Rita de Sousa e Brito Pinção,neta paterna de Jacinto Paes de Matos Moreira,F.C.C.R. e de D.Maria da Natividade Murzelo Falcão.

D.ELISAETH ANTOINETTE MERCKX DE ABOIM BARAHONA,nat.de Aljustrel,onde casou aos 26-3-1938 com o DR.BALTASAR MOREIRA DE BRITO DE BIVAR VELHO DA COSTA BRANCO.

ANTÓNIO JOAQUIM DE ABOIM BARAHONA casou a 16/5/1904,em Grândola,com D.MARIA JOSÉ GONÇALVES CHAMPALIMAUD,filha nat.reconhecida de José Joaquim de Sande Salema Guerreiro Barradas Champalimaud,último administrador do vínculo dos Guerreiros Barradas,de Grândola.

Seguem nomes de alguns Ramos Familiares tratados na obra,já referida-OS GUERREIRO DE ABOIM,mORGADOS DE aLJUSTREL,de António Júlio Limpo Trigueiros,SJ

GUERREIROS DE ABOIM,aBOIM BARAHONA,ABOIM PINÇÃO,LOBO ABOIM INGLEZ,RAPOSO GUERREIRO DE ABOIM,PARREIRA CABRAL INFANTE DELA CERDA,MENDONÇA CABRAL PARREIRA DO AMARAL,BRITO LIMPO SERRA,SARMENTO ESTEVES LIMPO TRIGUEIROS,MACHADO LIMPO TRIGUEIROS,TRIGUEIROS FREIRE DE CARVALHO,TRIGUEIROS DE LEMOS ROCHA,BRITO LIMPO SERRA LOBARINHAS,PARREIRA CABRAL FALCÃO BEJA DA COSTA INFANTE DE LA CERDA,CASA CORDOVIL,AVILEZ NUNES DA SILVA ARAÚJO,BRITO LIMPO DE FARIA e tantos outros Ramos Ilustres,com personalidades notáveis cujas biografias é impossível descrevê-las,pela sua extensão e por estarem inéditas.

A finalizar,dados biográficos do autor do Livro mencionado,a quem devemos estas preciosas informações.O nosso reconhecimento por nos honrar com esta colaboração.

ANTÓNIO JÚLIO DE FARIA LIMPO TRIGUEIROS,SJ.Nasceu a 21/10/1966,na freg. de Santa Maria Maior,Barcelos e foi bat.º na Igreja Paroquial de Remelhe,tendo por padrinhos,seu primo direito,Francisco Manuel Limpo de Faria Queiroz e sua irmã,Ana Maria de Faria Limpo Trigueiros..
Dedica-se desde muito novo a estudos e investigações de genealogia e história.Publicou alguns trabalhos nessa especialidade,em co-autoria:A HERÁLDICA E A GENEALOGIA,NO CONCELHO DE BARCELOS;OS PAES DE BARCELOS-Subsídios genealógicos para a Biografia do presidente da república,Sidónio Paes;BARCELOS HISTÓRICO MONUMENTAL E ARTÍSTICO,EDIÇÕES APPACDM,BRAGA,1998.
É Sócio do Instituto Português de Heráldica.Frequentou a Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra(1985/88),abandonando o Curso por ter decidido seguir a vida religiosa.Ingressou na COMPANHIA DE JESUS,no Noviciado de Coimbra,em i989 e fez votos de biénio,em 1991,na Sé Velha,de Coimbra.Licenciou-se em Filosofia e Humanidades,na Faculdade de Filosofia de Braga da Universidade Católica Portuguesa,em i996.Fez o seu magistério no Colégio de São João de Brito,em Lisboa,a leccionar,de 1996 a 1998.Encontra-se actualmente a completar a sua formação teológica de preparação para a ordenação sacerdotal,na Pontifícia Universidade Gregoriana,em Roma,frequentando(ano 2000)o 3.ºano do Curso Superior de Teologia.É autor do presente estudo.


A todos que consultem este Tópico,e em especial a António Júlio, Um Santo Natal extensivo às respectivas Famílias.
Tentei com a as ajudas relevantes que,ia recolhendo,dar uma panorâmica da Família GUERREIRO de GUSMÃO através de muitas personalidades desta Estirpe,que me desculpem omissões,erros,imprecisões e outras faltas,particularmente o meu entusiasmo e,por vezes,uma certa dose de espontaneidade que pode ser mal interpretada,porque "quem mal não usa,mal não cuida" e as interpretações que se fazem e juizos de valor a nosso respeito dependem do carácter e formação de cada um.Fica,porém,a boa vontade que pus neste Tópico para enriquecimento da Genealogia,Ciência que nos é tão querida.

Faralhão(Setúbal),6 de Dezembro de 2001

Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#13829 | fsomr | 06 Dez 2001 13:31 | Em resposta a: #9671

Caro Rafael,
Se me der a sua morada hoje mesmo envio um estudo que tenho sobre Loução Fortes de Ourique.
Cumprimentos,
fmr

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#13831 | rafael mião | 06 Dez 2001 14:01 | Em resposta a: #13829

Caro fmr
Desculpe-me tratá-lo por estas iniciais,parece-me que é o Dr.Francisco Montanha Rebello e,para mim,motivo de grande satisfação,porque está bem dentro deste assunto.
A minha direcção
O.Rafael G.Carvalho
Rua:Padre Anmérico Faria,106
2910-146 Faralhão Setúbal
tel:265 793 705

mail : bdodegusmao@mail.telepac.pt

Espero,ansiosamente,as suas notícias e disponha do que souber.
Um abraço
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#13904 | rafael mião | 07 Dez 2001 22:33 | Em resposta a: #8375

Caro Francisco Montanha Rebelo
Achei que devia contactá-lo,através do Forum,para testemunhar o apreço que me mereceu (e ainda não tive oportunidade de apreciar convenientemente o seu bom trabalho sobre os-Loução Fortes)e agradecer-lhe,penhoradamente a amizade e consideração que deu provas.Apraz-me registar que é deveras interessante saber que o seu seu antepassado "Joham Esteeuens Louçaão",era possuidor de herdades,em Castro Verde,confinantes com uma das Herdades do Rei,sendo "Homem do REI"(1375-1376).Se me permitir teria muito gosto em respigar algumas notícias dos seus antepassados-Guerreiro de Gusmão-e afins,para inclui-los neste tópico e,naturalmente,farei referência ao autor.
Pelo que vi,de relance,há muitos seus familiares da minha freguesia e prov.ligados a antepassados meus,pelo menos,os-Guerreiro Aires-da freg. de Santa Clara-a-Nova e os da Corte Zorrinho,termo de Almodôvar.
Brevemente enviar-lhe-ei um mail mais desenvolvido.
Um abraço
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#14052 | rafael mião | 10 Dez 2001 21:01 | Em resposta a: #13904

Houve distracção da minha parte,que corrijo,em não ter referido,também-António Assis-na elaboração do trabalho-Loução Fortes,da comarca de Ourique.
Um obrigado ao Francisco Montanha Rebelo e ao António Assis.
E Bom Natal para vós e famílias.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#15499 | rafael mião | 08 Jan 2002 15:18 | Em resposta a: #14052

EX.mos Senhores.Caros amigos.Confrades.

Quando iniciei este Tópico:Ramos familiares(mesmo tronco)foi para tornar conhecida uma Família Alentejana,que me parecia um pouco desconhecida e,sem presunção,na minha opinião justicável o seu conhecimento,através do Forum,alargando a todos os consulentes e fornecendo a todos,sem excepção,quase toda a informação(presentemente tenho mais)que fui recolhendo por trabalho próprio e com a ajuda e colaboração amiga de parentes,alguns de parentesco muito remoto mas conhecido,e isto é das grandes virtudes da-Genealogia-que nos une muitas vezes mais pelo conhecimento das nossas raizes do que pelo parentesco muito próximo e conhecido.

Com esta mensagem,quero chamar a atenção de algo que não tenha explicado bem;mas que estará explícito e implícito em tantas observações feitas.

O trabalho é público,está ao alcance de qualquer um.Podem imprimi-lo e usá-lo,MAS para uso estritamente pessoal,PORQUE sem nossa autorização e dos colaboradores referidos ou que venham a colaborar,nenhuma entidade particular ou pública deve fazer USO da informação deste Tópico,introduzida no Genea,através do Forum,sem nosso conhecimento e expressa autorização nossa ouvidos todos os colaboradores,tenham colaborado muito ou pouco.
Cabe-nos esse direito por ter sido o organizador e criador deste Tópico,respeitando o Genea que aceitou a sua colocação,podendo nós, se o entendermos,disponibilizar as informações que introduzimos como acharmos conveniente aqui ou noutro lugar.

Um BOM ANO com boas pesquisas para todos.

Com os meus melhores cumprimentos.

Octávio Rafael Guerreiro Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#17334 | Genea Portugal | 17 Fev 2002 19:23 | Em resposta a: #9539

Carlos Maldonado,

Inconformados com o facto de ter "encalhado" nas suas pesquisas, fomos à procura de mais nomes Feio Guerreiro Maldonado na época em que elas param, e encontrámos:

-Provavelmente o seu tetravô Bernardo Feio Guerreiro Maldonado a casar com D. Gilberta da Costa Matoso em Lisboa, São Tiago, Lisboa, a 23 de Maio de 1813, Livro 4-C, fls. 110 v. .(Neste registo, em que a noiva não é a que refere como sua trisavó, se fôr um primeiro casamento anterior, irá provavelmente saber onde ele nasceu e onde casaram os pais dele, António Feio Guerreiro Maldonado e Rita Rosa do Sacramento);

-Luis Feio Guerreiro Maldonado casou com Maria da Piedade em Lisboa, em São Cristovão, Lisboa, a 3 de Novembro de 1831, como atesta o livro 3-C, fls. 282 v. .

-Joana Feio Guerreiro Maldonado casou com Luis Joaquim Gonçalves da Silva, em Lisboa, Santa Engrácia, a 25 de Fevereiro de 1805, Livro 10-C, fs. 256 v. .

Consultando estes registos esperamos que vá para mar alto nas suas investigações, e navegue sem mais problemas.

Cumprimentos,
Genea Portugal

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#17368 | cmaldo | 18 Fev 2002 22:24 | Em resposta a: #17334

Quero agradecer ao Genea Portugal as dicas que me deixou, pois vão ser uma boa ajuda para completar os dados que entretanto consegui recolher.
Aproveito também para agradecer ao Sr. Rafael Carvalho e ao Sr. José Aboim Guerreiro as pistas que me deram (processo de habilitação para FSO de André Feio Guerreiro Maldonado e processo político no Desembargo do Paço de Bernardo Feio Guerreiro Maldonado).
Graças a todos voltei a ”navegar” e já consegui recuar mais cinco gerações.
Neste momento aguardo algumas fotocópias de assentos de baptismo e casamento da Torre do Tombo e do Arquivo Distrital de Setúbal. Logo que as receber estarei em condições de fazer um novo envio para a base de dados do Genea.
Cumprimentos
Carlos Maldonado

Resposta

Link directo:

Prof. Emídio Guerreiro

#33580 | jliberato | 17 Jan 2003 13:12 | Em resposta a: #9273

Meu caro,
O prof. Emídio Guerreiro ainda é vivo.
Um abraço
JLiberato

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#33582 | jliberato | 17 Jan 2003 13:19 | Em resposta a: #9313

Meu caro,
Por acaso sabe em que época viveu o Francisaco Guerreiro, que foi para Zafra?
Acontece que me interesso muito por Zafra, pois tenho um ramo interessante que vem de Zafra. Trata-se dos antepassados de uma Isabel Jacinta Mayoral que nasceu em Zafra nos primeiros anos do século XVIII e casou em Lisboa em 1734.
Um abraço
JLiberato

Resposta

Link directo:

Guerreiros de Salir

#33585 | jliberato | 17 Jan 2003 13:39 | Em resposta a: #9345

Meu caro
Tenho um ramo Guerreiro de Salir. Trata-se do ramo materno de Ana Gonçalves nascida em Sernadinha, Salir em 29-08-1723. A mãe chamava-se Francisca Guerreira e era filha de Lourenço Vaz e Bárbara Guerreira. Não disponho dop baptismo de Francisca nem do casamento dos pais.
Cumprimentos
JLiberato

Resposta

Link directo:

RE: Guerreiros de Salir

#33592 | rgc | 17 Jan 2003 14:47 | Em resposta a: #33585

Caro JlIBERATO

Tenho algum coisa de Salir e da resp.ªfreg.ªpor alguns avós:Nunes Coelho;Cortesão,etc.e,também,ligações por cons. e afin.aos-Teixeiras Nunes.

Sobre os outros itens-,que refere sobre-Guerreiros-,com mais tempo,se descobrir alguma coisa,dir-lhe-ei.
Mas,por e-mail,em virtude de ser longa a informação.O GENEAA pode indicar-lhe o meu end.ºelect.º.SE ACHAR BEM,pode enviar-me o seu p/265793705.

Agradeço-lhe e fiquei sensibilizado por ter apreciado este meu tópico-onde usava-rafael mião e,passe o reclamo,pode consultar outros,onde apareço,como-bernardo 2ooo,há dois anos,com notícias atinentes ao tema.
Um abraço
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#33969 | rgc | 22 Jan 2003 21:03 | Em resposta a: #15499

Ex.mos Senhores

Acerca deste "meu tópico"e para os interessados neste assunto, agradeço que tomem conhecimento da explicação que vou dar acerca do pedido que fiz ao GENEA para a sua eliminação, no tópico:
Para o GENEA-eliminar tópico
Os meus melhores cumprimentos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#34065 | joaquimreis | 24 Jan 2003 17:21 | Em resposta a: #13904

parece que tambem por este lado existe alguma afinidade. Por acaso sabe se os Guerreiro de São Marcos da Serra (Agua Velhinha) tambem estão ligados a vós?
Cumprimentos
J Reis

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#34076 | rgc | 24 Jan 2003 18:48 | Em resposta a: #34065

A mensagem não sei a quem vem dirigida, mas como é num tópico que quase todo foi preenchido com informação minha, gostaria de responder-lhe; todavia, como sabe: (está escrito em mensagem anterior) - pedi a elimação deste tópico. Logo é como se já não existisse para mim; a não ser(enquanto não for eliminado) -, que o vá lendo como sucedeu agora, para tomar conhecimento de alguma intervenção, mas como simples observador interessado, como sou, por quase todos os tópicos e respectivas mensagens.E só isso.

Será a ÚLTIMA VEZ que volto a este tópico.

Mas há outros onde lhe poderei enviar uma pequena informação, como simples curiosidade.

Cumprimentos
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#60175 | josemariaferreira | 11 Mar 2004 12:19 | Em resposta a: #9369

Caro Rafael Carvalho

Gaspar Guerreiro Cavaleiro, foi um brilhante eclesiástico, além de Prior foi também Comissário do Santo Oficio.
Os pais de Gaspar Guerreiro Cavaleiro vieram ainda em novos morar para a Vila de Panoyas, onde viveram e morreram, ficando sepultados em duas campas ao lado um do outro junto das grades na Igreja Matriz de S.Pedro, da qual seu filho era Prior.
Este casal deixou vários filhos na Vila dando início a um ramo da ilustre familia apelidada de " Guerreiro Cavaleiro" tendo membros desta família se notabilizado como militares e eclesiásticos, dos quais destaco:

1. MARCOS GUERREIRO CAVALEIRO,que casou com Domingas Mestre.

2. ESTACIO GUERREIRO CAVALEIRO, casou com Maria Ramos.

3. FREI FRANCISCO DE S.ROMÃO, do convento de S. Francisco em Silves.

4. MANUEL GUERREIRO CAVALEIRO, casado com Joana Mestre.

E assim vai engrandecendo a família Guerreiro!

Cumprimentos,
Zé Maria

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#60183 | rgc | 11 Mar 2004 13:17 | Em resposta a: #60175

Caro José Maria
Estou impossibilitado de aceder ao computador por muito tempo. Apenas o faço, de vez em quando e depois descansar os olhos. Tive um segundo acidente num dos meus olhos e agora não há oculos que consigam permitir-me estar muito tempo a escrever e a ler.Mas tenho também a culpa por ter abusado do computador.
Mas não pude deixar de vir aqui agradecer-lhe a sua mensagem e informação deveras valiosa. Embora já tivesse dito que não voltaria a este tópico, ele é como um "filho meu" com as suas qualidades e defeitos que não posso enjeitar e assim, de futuro, voltarei a ele com o mesmo entusiasmo e alegria que o coloquei, desde que haja alguma coisa para comunicar e que julgue útil e necessário, podendo ser ser encarado de forma diferente por quem aceder a este tópico,mas fá-lo-ei sempre que pense ser oportuno.
Estou a escrever sem olhar para o computador,e descansando aos poucos os olhos, pois o teclado vejo-o bem e felizmente o teste resultou.
Receba um abraço de amizade e obrigado pela colaboração.Bem haja.Tenho tb alguns Afilhados e Agostos em sobrenomes de antepassados, vamos lá ver quando os poderei comunicar,mas penso que certamente já estarão noutros tópicos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE:Importante.

#60188 | rgc | 11 Mar 2004 14:16 | Em resposta a: #60183

Chamo a atenção para a minha mensagem de:
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=59760lista#
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE:Importante.

#60189 | rgc | 11 Mar 2004 14:20 | Em resposta a: #60188

Emendo para:
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=59760#lista
RC

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#60388 | jflfl | 13 Mar 2004 22:36 | Em resposta a: #8394

Meu caro amigo
Só hoje vi o seu esplêndido tópico. Tenho andado um pouco arredado destas coisas e só fugazmente consigo aqui vir.
E desta vez trago um pedido: pode dizer-me algo mais sobre a familia "COSTA MIRA BRITO PAIS-de Cercal do Alentejo e Vila Nova de Milfontes". Muito me interessa saber mais sobre esta gente. Um abraço do
Joaquim Falcão de Lima

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#60391 | jflfl | 13 Mar 2004 22:40 | Em resposta a: #9369

Meu caro Rafael
Cá estou de novo. Agora a questão é sobre este:

"INÁCIO JOSÉ DA LANÇA-F.S.O.,de Castro Verde.Filho de José da Lança Peixoto e de Joana Guerreiro Camacho.SEC.XVIII"

Pode dar-me mais informações sobre ele?
Obrigado
Joaquim
se preferir aqui recordo o email jfalcaolima arroba mail ponto telepac ponto pt

Resposta

Link directo:

LINKS a colocar aqui neste Tópico

#60425 | rgc | 14 Mar 2004 16:58 | Em resposta a: #60391

Caros Joaquim e Zé Maria e demais confrades.

É a terceira tentativa, pois os meus olhos impossibilitam acesso ao ecrã, só por breves instantes e carreguei na teclas indevidas e lá se foi tudo. Escrevo novamente sem olhar para o computador e apenas para o teclado,o que me impossibilita trabalhar com o computador.
Agradeço muito ao Zé Maria e ao Joaquim Falcão terem reiniciado este tópico.
Tenho observado, pois pouco posso ler,que t~em aparecido muitas mensagens em diversos tópicos que directa ou indirectamente se relacionam com famílias ou pessoas de apelido-GUERREIRO-parentes ou não, mas que são de ramos familiares deste apelido, quer o usem actualmente ou o tenham usado seus antepassados e até, mesmo o não tendo usado a estas famílias pertencem.
O título que dei a este tópico e já lá vão quase três anos extravasou, porque o seu conteudo em muito ultrapassa "(mesmo tronco)"uma vez que haverá, certamente, alguns que não serão parentes por consanguinidade, apenas têm o apelido comum. Mas o que interesse muito aqui é o estudo e informação de todos os-GUERREIROS Portugueses-e de tudo o que com eles se relacina, desde os tempos mais recuados aos nossos dias.
Fiz o que pude,sabia e tinha como certo.Agora agradeço que corrijam, ampliem,desenvolvam e actualizem.É o que espero em atenção ao meu trabalho, divulgação e apreço por família do B.xo Alentejo e Algarve, quase desconhecida, mas que merece atenção, sobretudo por valores que foi deixando através de gerações.

Ha muita informação dispersa por vários tópicos do Forum em muitíssimas mensagens, todas importantes, embora algumas de grande relevo e imprescindíveis. Mesmo aquelas em aparece apenas um nome de uma simples pessoa do apelido ou que seja pertencente a família que lhe diz respeito.
Pensei em fazer um rastreio-índice, pelo Fórum, de todos os LINKS das mensagens que referem muito ou pouco sobre esta temática, mas seria invadir o trabalho de muitos confrades .sem sua autorização, ou concordância. Assim, peço a todos os interessados e a todos, sem excepção que foram autores de mensagens em vários tópicos do Fórum que vão colocando aqui neste tópico os links das respectivas mensagens da sua autoria e claro, se refiram a tal família ,pessoas, assunto, bibliografia, cartas-de-armas, capelase morgadios, cargos,herdades, etc; enfim, tudo o que diz respeito e se relaciona com tais pessoas ou famílias-GUERREIRO-sejam simplesmente deste apelido ou que tenham outra identidade mais precisa como linha ou ramo familiar:Aboins Guerreiro-Guerreiros de Gusmão-Guerreiros Afilhado-Amaros da Costa-Machados Guerreiro-Anes de Gusmão-etc. etc.porque em muitas linhas e ramos não aparece o apelido Guerreiro, em muitos Mestre-Coelho-Fernandes- Lampreias,Revez-Carvalhos,etc. etc.Isto vai de forma aleatória, evidentemente.

Assim peço que vão colocando os links das vossas mensagens dispersas por vários tópicos.
Vou dar o exemplo com o início de links de mensagens minhas já antigas e que continuarei, se puder, até às mais recentes.

TÓPICO: Guerreiro de Gusmão- autor -bernardo 2000 - datas: respectivamente-05.10.2000-06.10.2000-12.01.2001-12.01.2001
LINKS respectivos:
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=388#lista
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=421#lista
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=1664#lista
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=1665#lista

Continuarei assim que estiver em condições de aguentar junto do computador.
Peço ao Joaquim Falcão e ao Zé Maria, porque foram eles que "acordaram" este tópico que iniciem com os links das mensagens que têm colocado atinentes a este assunto.
Abraços a todos e obrigado se tiverem boa vontade para tal e disponibilidade.E se concordarem evidentemente. Evitaria perda de tempo na procura do que se relaciona com todos, mas todos os que são ou estão ligados a famílias-Guerreiro- e nesta "pasta" estaria tudo relacionado com este tópico e era só vir aqui consultar os links que se encontram dispersos e sem unidade, como páginas de um grande livro que é de nós todos.
Não espero que seja acolhida esta sugestão por todos, mas que interessa aos estudiosos e interessados, sobretudo dos ramos alentejanos e algarvios,creio que sim.Mas desejo saber tb a vossa opinião, em particular de quem aqui tem colaborado.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

Gusmão da Bahia

#60490 | doria_gen | 15 Mar 2004 13:15 | Em resposta a: #8712

Carlos Eduardo,

GUSMÃO - Da Bahia: entre as mais antigas, registra-se a de Miguel Rodrigues de Gusmão [c.1638-?], Cavaleiro da Ordem de Cristo, que deixou geração dos seus dois casamentos: 1.º, com Maria da Silveira; e 2.º, com a viúva Maria de Souza [1644, BA0?], filha de Belchior de Teves Barreto, patriarca desta família Teves Barreto, da Bahia (Jaboatão, 570).

Descendo do primeiro casamento, através de Alberto da Silveira de Gusmão, sogro de meu 6o. avô direto, Gonçalo Barbosa de Mendonça, casado com D. Antonia de Aragão Pereira.

Se não me engano, o pai de Miguel Rodrigues de Gusmão era Gregório Rodrigues Varella. Não sei de onde vem o Gusmão.

Do Belchior de Teyve Barreto descendem os Teyves e Argollos.

Gdes abcs cá de Petrópolis, fa

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#60499 | doria_gen | 15 Mar 2004 14:57 | Em resposta a: #8712

Pais de Miguel Rodrigues de Gusmão:

Guilherme Rodrigues Varella e Maria Bernardes.

Fonte: registros da Santa Casa, Salvador (BA).

fa

Resposta

Link directo:

RE: 13 de Maio de 2004

#64974 | rgc | 14 Mai 2004 03:07 | Em resposta a: #8375

A todos/as colegas e participantes deste Fórum.

Vai fazer três anos que eu abri este tópico usando-rafael mião. Foi com entusiasmo que o fiz, com algumas falhas que vão explicadas em algumas mensagens; mas, felizmente, apreciado por bastantes participantes, que não levaram isso em linha de conta.
Porém,coloquei no tópico - Palma Vilão, da freg. de Giões (Alcoutim) - alguma informação relacionada com assuntos e matéria tratada aqui neste tópico, por isso faço essa chamada de atenção como preveni, para evitar repetir aqui o mesmo assunto, que devia aqui estar.
Pensei escrever isto há umas horas atràs- dia de Nossa Senhora de Fátima, neste tópico carregado de muito que respeito e me orgulho, no aspecto -genealógico e heráldico; porque ontem foi um dia especial para mim.Por tal motivo,quero aqui também, neste tópico que criei,de alto significado familiar para mim, assinalar uma feliz coincidência.

Com toda a consideração.
Octávio Rafael Guerreiro Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: 13 de Maio de 2004

#64976 | S.João de Rei | 14 Mai 2004 08:36 | Em resposta a: #64974

Meu Caro Octávio Rafael Guerreiro Carvalho

Toda a sua força ou pelo menos grande parte dela, vem-lhe da sua espiritualidade.
É um grande exemplo para todos.
A sociedade Cristã deve-se questionar e encontrar um novo caminho que devolva a Espiritualidade a todos nós, o mundo Cristão.
Coragem.
Do seu,

José de Azevedo Coutinho

Resposta

Link directo:

RE: 13 de Maio de 2004

#65006 | rgc | 14 Mai 2004 15:30 | Em resposta a: #64976

Caro José de Azevedo Coutinho

Tenho grande consideração por si; e, bem assim , a maioria dos participantes do Fórum ,como tenho verificado ; mais uma razão para ter em apreço as suas palavras de amigo.

Um abraço
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: LINKS a colocar aqui neste Tópico

#65977 | josemariaferreira | 26 Mai 2004 17:30 | Em resposta a: #60425

Caro Rafael Carvalho

Deparei com um assento de casamento de 28 de Setembro de 1841, talvez tenha interesse, porque está relacionado com a família Guerreiro de Gusmão, aí vai!

MANUEL DIAS SIQUEIRA- Filho de Manuel Dias Siqueira e de D. Mariana Josefa de Gusmão de S. Miguel do Pinheiro. Neto paterno de Diogo Guerreiro e D. Josefa de Gusmão. Neto materno de Luís Guerreiro e D. Francisca de Gusmão da Alcaria Longa ( Termo de Beja).
Casou c/ TERESA DA CONCEIÇÃO- Filha de Domingos Coelho e Francisca Maria do Sítio do Tavilhão, freguesia do Ameixial. Neta paterna de José Coelho e Marcela dos Santos ele natural dos Muimentos(?) freguesia de S. Barnabé e ela desta mesma freguesia. Neta materna de Manuel Vaz e Joana Martins do Val D´Estaços, freguesia de Almodôvar.
TESTEMUNHAS: José Joaquim Siqueira, Josefa Francisca do Monte da Alcaria Longa (S. Miguel do Pinheiro), Álvaro Gomes de S. Paio e D. Ana Margarida de Gusmão da freguesia da Alcaria Ruiva do Termo de Mértola.
O PÁROCO: Joaquim da Costa Mealha

... e ainda outro de 2 de Setembro de 1847

MANUEL GUERREIRO CAMACHO de S. Miguel do Pinheiro- Filho de Manuel Guerreiro e Maria Antónia Camacho, naturais da mesma freguesia. Neto paterno de Manuel Dias Revéz Sequeira, natural da mesma freguesia e de D. Francisca de Gusmão, natural da freguesia de N. Senhora do Rosário, concelho de Almodovâr e neto paterno de Diogo Guerreiro Camacho, natural de S. Miguel do Pinheiro e Anna Mestra, natural de Alcaria Nova(?) freguesia do Espírito Santo do Pereiro, concelho de Alcoutim.
Casou com SEBASTIANA MARIA. viúva de Francisco da Costa.
O PRIOR José Fernandes Lopes Esperança.

Um abraço
Zé Maria

Resposta

Link directo:

RE: LINKS a colocar aqui neste Tópico

#65984 | rgc | 26 Mai 2004 19:21 | Em resposta a: #65977

Caro Zé Maria

Espero que tenha feito boa viagem e boa colheita.
Agradeço-lhe muito ter colocado aqui tais informações da temática do tópico, não só enriquecendo-o como também honrando-me com a sua amizade e atenção. São muito úteis tais informações e igualmente para quem aceder ao tópico. E como fiz não há muito tempo uma boa recolha de São Barnabé, no Arq. Dist. de Beja pode ser que haja alguém relacionado com os aqui mencionados, porque do cap.ão Manuel Dias Revez de Sequeira é prov. que ainda acrescente mais um peq.º apont.º
Nunca as mãos lhe doam, como o meu pai qDt costumava dizer, quando alguém fazia uma boa acção.
Um abraço amigo.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE:Ramos familiares(mesmo tronco).

#66083 | rgc | 27 Mai 2004 23:27 | Em resposta a: #8375

Caros confrades

Antes de tudo, aproveito em enviar as minhas felicitações pelo bom desempenho do F.C.do Porto, que honra o desporto Nacional, part. o n/futebol.

Aqui vai o pedido:

Preciso de saber o que consta do assento de casamento de ANTÓNIO COSTA con ISABEL ROIZ ( tenho-os como meus avós) deviam ter casado entre 1640/1670 -freg.ª de Santa Maria da Nogueira-bispado do Porto e tb. de outros meus avós (estes confirmados) de Vilar do Pinheiro, termo do Porto- JORGE FRZ cc M.ª ANTONIA c. de 1625/1635 + ou -. Todos eles vieram para o Algarve onde deixaram desc.ªa os 1.ºs na freg. ª de Alte e os 2.ºs da de Boliqueime.

Desde já os meus agradecimentos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#66330 | josemariaferreira | 01 Jun 2004 09:52 | Em resposta a: #9727

Caro Rafael Carvalho

D. MANUEL GUERREIRO CAMACHO DE ABOIM- Foi nomeado Inquisidor de Évora a 20 de Maio de 1695, tomou posse a 4 de Junho de 1695 e exerceu o cargo até 4 de Agosto de 1698. Foi também Conselheiro Deputado do Santo Ofício tendo sido nomeado a 30 de Abril de 1716 e tomado posse a 15 de Maio de 1716.
ESTEVÃO DE BRITO FOYOS- Foi nomeado Conselheiro Deputado do Santo Ofício a 7 de Abril de 1688 e tomou posse a 30 de Abril de 1688.
Certamente já terá estas datas, mas por as achar interessantes para este tópico , tomei a liberdade de as enviar.
Um abraço do,
Zé Maria

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#66334 | rgc | 01 Jun 2004 10:36 | Em resposta a: #66330

Caro Zé Maria

Fez muito bem. Os meus agradecimentos. Aliàs, o tópico foi criado com a finalidade de tornar conhecidas algumas linhas de -GUERREIROS- e de muitas pessoas que usaram este apeliodo, ou não o tendo usado algum antepassado o usou; embora, não sejam pertencentes aos -Guerreiros alentejanos e algarvios, que privilegio. E o meu amigo pertencerá também aos- Guerreiros alentejanos. Este tópico é sobretudo de todos os alentejanos e algarvios que tenham na família tal apelido, entroncados ou não.
Normalmente, uma vez que o apelido está demasiado vulgarizado, sabendo que me podem considerar"pretensioso"( leia-se peneirento) gosto de me referir aos do Alentejo e aos do Algarve que daqui migraram . E chamá-los-GUERREIROS de GUSMÃO, muito embora sejam geralmente, em genealogia -Guerreiros de Aboim-,porque são também-Aboim. Mas como dou fé a Manso de Lima e a outros genealogistas, mas sobretudo aos reg.ºs paroquiais e outros onde além do apelido Guerreiro, ou não aparecendo este apelido está ligado e pertence às mesmas famílias aqui referidas. E o que está documentado não é imaginação de ninguém,são factos e contra factos..a não ser que os documentos estejam todos falseados .
Um abraço amigo, do
Rafael

Post scp. vá sempre carreando para aqui o que souber relacionado com o tópico, O MESMO peço a todos/as confrades e parentes mesmo que lhes pareça repetição ou supérfluo, há sempre um ou outro pormenor que é sempre indispensável.
Vou até fazer um apanhado de todos os LINKS do Fórum, mesmo os de algumas mensagens que só indiquem apenas e só uma pessoa do apelido Guerreiro, que colocarei aqui neste tópico e pode tb. ajudar-me nisso se tiver disposição e vagar para isso. Iremos eu e quem queira colaborar arrumando tudo aqui evitando perda de tempo e chatices na busca pelos diferentes tópicos e inúmeras mensagens e referências. Levará tempo.
RC

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#66335 | rgc | 01 Jun 2004 10:44 | Em resposta a: #66334

Estou à pressa para sair.Talvez o discurso vá um pouco "enrolado" , mas compreensível. Não tive paciência de esperar para a tarde e escrevi logo esta mensagem, para evitar esquecer-me do essencial a comunicar.
R C

Resposta

Link directo:

RE: UM APELO aos INTERESSADOS.

#66391 | rgc | 01 Jun 2004 21:12 | Em resposta a: #66334

Caro Zé Maria

Conforme disse esta manhã voltei a este tópico para começar a dar seguimento ao que me propus. Mas será impraticável ser exaustivo, porque os autores de muitas mensagens que não são meus parentes e nem do meu conhecimento pessoal e mesmo que o sejam não tenho intimidade e grau de confiança para tal, que me permitisse fazê-lo, poderiam não gostar ou considerar abuso de confiança. Assim, limitar-me-ei a tópicos por mim abertos sobre este tema e links de mensagens minhas em outros tópicos que mencionem alguém do apelido/s referido/ Guerreiros e seus compostos e cuja informação é da minha inteira responsabilidade ou links de mensagens que me foram dirigidas focando alguma coisa relacionada.
Aliàs, mesmo que todos os autores me permitissem colocar aqui links da respectiva autoria s/este assunto, pesquisar mais de 7000 tópicos com milhares de mensagens que teria de consultar seria tarefa demasiada para mim ,pelo tempo que não posso disponibilizar.

Como o tempo passa! Recordo o tópico -Guerreiro de Gusmão-com a minha 1.ª mensagem no Fórum sobre ete assunto , já tão longínqua AD, de 28.09.2000 .21.43.
Tanto que já passei até agora, e passados quase quatro anos aqui me vou mantendo. claro que mais velho, mas sempre com a mesma disposição de espírito e estima por estes assuntos. E, claro, com os meus defeitos e distracções :-) ...!!!
Por isso apelo a si e a outros/as confrades ( parentes, amigos, conhecidos ), caso o entendam útil ,colocarem aqui os seus (deles)links onde mencionem alguma coisa sobre- Guerreiros e assuntos afins. Peço-lhe se não achar inconveniente que vá colocando os links de mensagens suas em tópicos tão variados e onde muitas mensagens tb. me são dirigidas, sobre isto . Lembro tantos confrades que me têm honrado com estima e consideração e cujas informações dispersas noutros tópicos aqui formariam um tombo genealógico sobre a família ou de alpelidos GUERREIRO ou não o usando, deveras importante para consulta , não vou citar nenhum a fim de evitar algum esquecimento e pareça ingrato a quem quer que seja.Obviamente, que não espero muito acerca deste pedido, não por má vontade dos autores, mas porque o vagar é pouco para tal, ou sobretudo por não acharem utilidade de perderem o seu tempo com a minha ideia. Compreendo , aceito e não posso levar a mal. E nem ficarei ressabiado ( com a devida vénia pelo uso deste termo, usado por alguém, e que agora acho empregue com muito espírito).
Apenas lamentarei, ter sido ideia minha pouco ou nada consensual, mas a vida continua.
A seguir irei iniciar com um/s link/s resp.ºs.

Um abraço amigo para si e igualmente para todos/as confrades amigos, do
Rafael

Resposta

Link directo:

LINKS p/Tombo Gen.º s/GUERREIROS.

#66394 | rgc | 01 Jun 2004 21:36 | Em resposta a: #66391

l http://genealogia.sapo.pt/forum/msg/.php?id=300#lista

Do tópico- Guerreiro de Gusmão colocado pelo Senhor Arq.º Luís Soveral Varella com início a 15.09.2000

Continua

Uma boa noite.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: LINKS a colocar aqui neste Tópico

#66443 | josemariaferreira | 02 Jun 2004 12:58 | Em resposta a: #65984

http://genealogia.sapo.pt/forum/index.php?search=Guerreiro&tema=0&pesq_por=message

Resposta

Link directo:

RE: LINKS a colocar aqui neste Tópico

#66445 | josemariaferreira | 02 Jun 2004 13:20 | Em resposta a: #66443

http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=62158#lista

Resposta

Link directo:

RE: LINKS a colocar aqui neste Tópico

#66447 | josemariaferreira | 02 Jun 2004 13:26 | Em resposta a: #66445

http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=8850#lista

Resposta

Link directo:

RE: LINKS a colocar aqui neste Tópico

#66450 | josemariaferreira | 02 Jun 2004 13:36 | Em resposta a: #66447

http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=61837#lista

Resposta

Link directo:

DE PESSOAS E FAMÍLIAS DE APELIDO GUERREIRO

#67990 | rgc | 21 Jun 2004 01:52 | Em resposta a: #66447

A continuação de uma boa noite.

Como escrevi no tópico - S.Tomás de Aquino e São Domingos de Gusmão - este tópico ,onde escrevo agora -Ramos Familiares (mesmo tronco ) sempre teve o título desajustado e assim deve ser considerado como um :

DOSSIÊ DE PESSOAS E FAMÍLIAS DE APELIDO GUERREIRO

Cont.ção da colocação de nomes de TÓPICOS e LINKS relacionados com o assunto do título atrás enunciado.

http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=67875#lista

http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=67353#lista

Os melhores cumprimentos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: DE PESSOAS E FAMÍLIAS DE APELIDO GUERREIRO

#67991 | rgc | 21 Jun 2004 02:49 | Em resposta a: #67990

cont.ção

O tópico-Guerreiro de Gusmão ( todo ).

O tópico -capitão Belchior Afonso Guerreiro ( todo )

O tópico -gregorios,Abertão,Guerreiros, Martello,Tacanhos,Faleiros (todo)

O tópico -Famílias algarvias (âmbito muito alargado) tem muitas mensagens relacionadas ).

O tópico - Família Fernandes-Algarve séc.XVI/XVII :
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=15170#lista
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=14818#lista
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=15366#lista

Tópico- Família Cabrita :
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=14521#lista

O tópico- Profissões (javrador seareiro jornaleiro - as msg. de José Maria Ferreira e do Rafael Carvalho

O tópico- Guerreiros de Salir .

O tópico -Figueiredo Mascarenhas - onde há muitas mensagens relacionadas com o assunto.

E muitas msg. dispersas por tópicos que me é difícil agora identificar e cujos colaboradores sabem os links respectivos para aqui o colocarem se acharem bem.
Basta que seja apenas uma pessoa de apelido-Guerreiro-referida em qualquer msg. para poder aqui ser colocado o respectivo LINK.

Os meus agradecimentos.

Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#71969 | rafael | 30 Ago 2004 17:52 | Em resposta a: #8375

Caro Zé Maria

Como desconheço o seu end.ço de email e gosto que os meus amigos e confrades saibam que ainda vou dando sinal de mim, aqui estou a dar-lhe um abraço.

E neste tópico, claro está, porque com o incêndio que devastou mais de metade da freg. de São Barnabé , o que pertencera à casa (chamada ) do Vale de Loulé, aqui referida neste tópico, ficou reduzida a cinzas e algumas me calharam, infelizmente, também.

O meu "vício" das viagens ( evasão ) reacendeu-se e não tenho parado em casa. E nem sei, ainda bem, quando sosssegarei, para ser mais assíduo no Fórum e colocar muitas perguntas a que desejo resposta.

Lembranças do Rafael

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#71976 | melisa | 30 Ago 2004 20:10 | Em resposta a: #71969

Caro Rafael

Lembrei de si, a propósito dos incêndios no Algarve, nomeadamente na freguesia de S.Barnabé. Espero que os seus prejuízos tivessem sido mínimos.
Cumprimentos.
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#71980 | rafael | 30 Ago 2004 21:29 | Em resposta a: #71976

Cara Elisa

É sempre muito reconfortante recebermos uma prova de estima e compreeensão. Perdi tudo, mas haja saúde e vontade de viver.
Agradeço-lhe muito a sua atenção, e merece ainda mais a minha gratidão, quando existe alguém que eu julgava me tinha amizade e nem uma simples palavra de solidariedade, me enviou e que eu fui esperando...., esperando....., mas em vão.
"Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades ...." mas a vida continua, felizmente.
Creia-me na minha grande consideração e estima.
E como é que vão as suas pesquisas genealógicas ? Diga alguma coisa. Combinado ?
Rafael

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#71983 | melisa | 30 Ago 2004 21:54 | Em resposta a: #71980

Caro Rafael
Lamento o sucedido, mas como diz, é preciso seguir em frente.
Quanto às minhas pesquisas, continuam. E enquanto me é impossível ir à T.T. , para saber mais das minhas próprias origens, encetei uma tarefa que para mim é algo ciclópica que é estabelecer as ligações familiares das gentes de Alvor do século XIX (recorrendo ao Arq. Dist. de Faro).

Satisfeita por ter notícias suas
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#71987 | josemariaferreira | 30 Ago 2004 22:14 | Em resposta a: #71969

Caro Rafael

Seja bem aparecido! Mas que grande evasão, espero que se tenha divertido bastante. É bom tê-lo de volta ao Forum. Bom filho à casa torna.
Com a sua vinda nota-se logo que as gentes do Sul "mexem", sem menosprezo pelas do norte que tomaram a primazia neste Forum, durante a sua ausência.
Nota-se o seu grande desejo de viajar através do Mundo, também eu gosto de viajar, este ano fiquei-me pelo nosso Portugal. Escolhi o Algarve mais propriamente Tavira, terra de meus avoengos, e ainda tive oportunidade de contemplar aquelas paisagens da serra algarvia antes dos incêndios que devastaram grande parte dela. No meu regresso já não tive coragem para enfrentar aquele cenário de devastação e regressei por outro itinerário.
Toda aquela floresta ardida, vai ser necessário vários anos para se recompôr, deixando ainda mais pobres aquelas terras e gentes.
Gentes que sempre ali viveram desde a fundação da nacionalidade e de quem, nós damos volta á nossa imaginação para os entroncar-nos aqui ou ali, afim de melhor conhecermos os nossos antepassados.
Esse conhecimento, só é possível se lutarmos contra o fogo que tudo quer reduzir a cinzas. Não sossegaremos, perguntando, pesquisando e respondendo.
Conte comigo, dentro das minhas modestas faculdades.
Um abraço amigo, do

Zé Maria

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#71989 | rafael | 30 Ago 2004 22:57 | Em resposta a: #71987

Caro amigo

O que escrevi há bocado não lhe era dirigido, claro.
Mas, realmente, tenho andado por fora do País e por dentro. E o Algarve nestes últimos fins de semana, teve muito movimento na zona balnear e como sempre tive o gosto de viver e já não sou rapaz nenhum.
Mas o que se leva desta vida é o bem que se faz, o bom nome que se deixa e o que se goza dentro de parâmetros respeitáveis, obviamente.
O Algarve foi sempre aberto a outras raças, e civilizações : mouros ,árabes, judeus, espanhóis , italianos e mais, que se fundiram com os autóctenes constituindo uma região, de características muito especiais - o Reino dos Algarves - e o cruzamento dessas gentes através de gerações,imprimiram nos algarvios uma boa têmpera de resistência às adversidades, e também alegria , loquacidade e vivacidade.
O corridinho e o baile-mandado são exemplos de tal vivacidade e alegria aliadas e alguma maldade, no bom sentido de brincadeira e observação popular.

Um grande abraço amigo, do
Rafael

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#72000 | Jpteixeira | 31 Ago 2004 02:19 | Em resposta a: #71989

Caro Rafael Carvalho:

Após um curto período de férias em Lisboa, com a minha família, ( fiz o percurso inverso da grande maioria dos Lisboetas, ou seja, saí do Algarve, em pleno Agosto com o rumo de Lisboa), tive oportunidade de visitar locais que há muito tempo já não ia, bem como outros que ainda não tinha visitado.
Neste meu regresso ao Fórum, quero começar por falar nessa grande tragédia que foi o incêndio da Serra do Caldeirão, que tão bem conheço e por lhe dizer que fui um, entre muitos que fizeram algumas directas para socorrer pessoas, evacuar populações, etc.
Na realidade, a Freguesia de Salir foi a grande sacrificada desta calamidade. Cerca de 70% da freguesia foi consumida pelas chamas. Estamos a falar em cerca de 140 Km2, ou seja, 14 000 hectares que ficaram reduzidos a cinzas.
Como sou Presidente duma Instituição de Solidariedade Social, o Grupo de Amigos de Salir, que tem um Centro Comunitário em funcionamento, este foi posto ao serviço da protecção civil, para a evacuação de pessoas. Assim, na Terça-Feira, dia 27 de Julho, a população do Malhão foi evacuada pelo que estive no Centro até às 4 da madraguda e no dia seguinte foi evacuada a população do sítio do Vale Maria Dias, no outro extremo da Freguesia. Nesse noite ( de Quarta-Feira para Quinta-Feira), estive em permanente circulação por todos os sítios ameaçados pelas chamas, só indo para a cama às 7 horas da manhã de Quinta-Feira.
Foi uma tragédia cujas consequências ainda estão longe de serem conhecidas, uma vez que só passado algum tempo é que será possível apurar os danos em toda a sua extensão: danos materiais, económicos, psicológicos, sociais, etc.
Fiquei em estado de choque durante aqueles dias!
Ainda não compreendi porque motivo os Bombeiros não atacaram o incêndio quando este se iniciou. Ainda não compreendi porque motivo não apareceu nenhum bombeiro, nem ninguém da Protecção Civil, a ajudar a fazer a evacuação da população do Malhão. Ainda não percebi porque motivo não foi lançada uma única gota de água ao incêndio, quando tal era possível.
O espectáculo que nos foi mostrado na televisão sobre a concentração de viaturas de Bombeiros no Barranco do Velho foi mau de mais para ser verdade. Nenhuma daquelas viaturas tinha ordem para atacar as chamas! Foi apenas um espectáculo televisivo como tantos outros que já assistimos. A área ardida da freguesia de Salir ( 14000 ha) corresponde a cerca de 65% da área total ardida ( cerca de 22 000 ha). Inúmeras pessoas que tinham meios económicos suficientes para lhes permitirem ter um "médio" nível de vida, viram, de repente a sua vida "andar para trás". Vários jovens universitários têm a sua vida estudantil ameaçada. Milhares e milhares de sobreiros foram literalmente consumidos pelas chamas. Milhares de arrobas de cortiça ( cada arroba custa cerca de 75 euros) foram queimadas, quer nas árvores quer ainda em pilhas. Milhares de colmeias foram mortas, centenas de cabeças de gado morreram, milhares de medronheiros foram igualmente consumidos pelas chamas. As pastagens para o gado, pura e simplesmente deixaram de existir. Onde antes era verde, passou a cinza. Como sou Professor da Escola cujos alunos são provenientes das freguesias de Alte, Benafim, Ameixial e Salir, exactamente as afectadas pelo incêndio, dentro do Concelho de Loulé, é de crer que possam existir reflexos desta situação em termos de abandono escolar.
Uma coisa é certa: o País ainda não se apercebeu da gravidade da situação. Aqueles que apenas conhecem a autoestrada para o Algarve e que confundem a vegetação circundante com a realidade florestal do interior Algarvio, têm uma perspectiva completamente errada da dimensão florestal do Algarve, designadamente do interior e, em particular, da Serra do Caldeirão.
Infelizmente são muitos e foi também por isso que este incêndio atingiu estas proporções gigantescas, considerando esta zona de baixo risco, em termos de incêndios.
A melhor cortiça do mundo, a que existia no eixo S. Barnabé/ Barranco do Velho, já não existe, com consequências negativas, também, para a economia do País. Tenho vários familiares que foram afectados por este incêndio, o qual diga-se, só não chegou ao Guadiana porque o vento deixou de soprar, tal foi a ineficácia dos meios que estavam no terreno ( pelo menos, a partir de Quinta-Feira, dia 29 de Julho).
Por duas vezes, na Terça-Feira de manhã e na Quarta-Feira de manhã, o incêndio poderia ter sido extinto. Pergunta-se: porque não o foi? A falta de organização e de comando foi gritante. Merecia constar ni livro dos "recordes" como o de maior falta de organização do mundo. Como é óbvio, estando, no terreno, presenciei coisas que outras pessoas não tiveram conhecimento. Coisas que revoltam até o mais conformado dos mortais.
Enfim, é com manifesta tristeza que aqui estou no Fórum a falar deste assunto, mas fi-lo apenas porque o meu caro amigo puxou do tema, sendo que também foi um dos lesados por tal tragédia.
Mas fez-me bem deixar o Algarve por uns tempos. Espero que este regresso seja também o da esperança para um conjunto significativo de pessoas ( foram identificadas quase 4 000 propritários com terrenos devastados pelo incêndio, o que corresponde a cerca de 10 000 pessoas lesadas) e que perderam, em poucos dias, todo um património que os seus ascendentes demoraram séculos a construir. Recorde-se que um sobreiro demora entre 30 a 35 anos a dar a primeira cortiça, que não tem qualquer valor comercial, mas que tem que ser tirada da árvore ( atenção que o tirador de cortiça é a profissão mais bem paga de Portugal - cerca de 25 contos diários, qualquer coisa como 125 euros por dia), sendo então necessário esperar mais 10 anos ( já vamos em 45 anos) para então a árvore começar a produzir. Foi este património florestal que desapareceu praticamente da Serra do Caldeirão e que representa, a par com o que já acima disse, o sustento de cerca de 10 000 pessoas.
Esta é a realidade que os Portugueses não conhecem!

Caro amigo, Rafael: sei que este relato que lhe fiz é de alguém que viu e que sofreu e que o faz com emoção. Mas ao abordar este assunto não há duas maneiras de o fazer. Ou se diz as coisas como elas foram, sem medo ou receio de o dizer, ou então não vale pena falar dele. Por isso contive-me durante este tempo todo e ainda bem, pois se o fizesse mais cedo, decerto que não seriam estas as palavras que utilizaria para exprimir toda a minha indignação com o sucedido.

Bem, adiante.
Adquiri no princípiodo mês de Julho, à Torre do Tombo, 3 CD's relativos aos Baptismos de Salir, entre os anos 1802 a 1837. Estamos a falar em cerca de 2500 registos e o meu trabalho tem sido esta pesquisa de informação, a par das Ordenanças da freguesia de Salir e ainda dos artigos de História local/ Genealogia que escrevo mensalmente para a Gazeta de Salir.
Vou-lhe enviar para o seu e-mail o artigo refrente ao mês de Agosto e aquele que irá sair na próxima semana e mês de Setembro.

Queira desculpar este texto, que é muito exaustivo, mas volto a dizer: não há duas maneiras!

Cumprimentos do amigo

Júlio Sousa.

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#72039 | rafael | 31 Ago 2004 18:04 | Em resposta a: #72000

Caro parente Júlio de Sousa

Trato-o por parente, porque suponho que é assim.Mas corrija-me se eu tiver interpretado mal os dados que me enviou há tempo.

A mensagm que me enviou sobre a calamidade que se abateu sobre a região dos nossos antepassados, freg. de Salir,Ameixial e São Barnabé, infelizmente, para quem quem não vive nestes lugares, ou está desenraizado da terra dos pais e avós, é incompreendida, não têm a verdadeira noção da catástrofe. Das necessidades do dia-a-dia, para as famílias que de um momento para o outro deixaram de ter os seus rendimentos, e alguns com dívidas. Toda uma vida organizada desapareceu. Sobretudo para quem é mais idoso e pobre e não pode já refazer o que perdeu. Só sente quem vive tais situações e o amor que tem ao que lhe deixaram os seus antepassados, muitas vezes sacrificando tudo a fim de criarem alguma coisa para os filhos e netos.
Quem viu na televisão, quase como um espectáculo, pode lamentar e muitos apercebem-se da realidade, mas depois tudo passa, porque não lhes dói, e lhe diz directamente respeito. E quem está nos gabinetes e tem responsabilidades, muitas vezes não terá a sensibilidade e preparação profissional e técnica à altura destes desastres, nem sequer um conjunto de assessores e técnicos competentes para a resolução destes desastres. Palavras bonitas e "de bom tom" aparecem, promessas são fáceis de fazer,o tempo faz esquecer muita coisa, mas a resolução dos problemas vão-se adiando. O ano passado ardeu-me o que tinha na freg. de Santana da Serra, agpra em São Barnabé. Fiquei com quase tudo o que tinha ardido. Mas eu tenho a minha reforma e quem não a tem ? estenderá, até quando ? a mão à caridade das entidades oficiais competentes. A maioria dos pequenos lavradores o que é que podem fazer, sem ajuda do governo ? se o pouco que tinham tudo desapareceu e não possuem outras fontes de receita. Investir numa plantação de sobreiros, ou outra,sem ser a fundo perdido e com o dinheiro na mão para pagamento da respectiva facturação, a tempo e horas,quem o poderá fazer ? tanto mais que o sobreiro é espécie arbórea que leva muitíssimos anos a dar algum produto, partindo do princípio que não se perdem ou ardem novamente. E até lá ? Eu tenho uma plantação de sobreiros e pinheiros, que só os meus netos verão algum produto e para fazê-la tive de entrar com dinheiro meu, o que agora se torna impossível pelos número de hectares que me arderam. Assim eu e muitos mais vamos esperando, esperando, até que o mato cresça novamente e a primavera vá florir de novo as montanhas, os cerros e os vales da nossa tristeza e desolação. Porque as lágrimas não regam o chão e não temos varas de condão que substituam a realidade: investimento a fundo perdido ( não é dinheiro que se pede, mas reflorestamento adequado sem despesas e encargos para o proprietário, o mais rápido possível ) e ajuda urgente a quem ficou na miséria, ou mais debilitado economicamente. Estou esperançado que tal irá suceder. Quando ? Será mais uma ilusão minha ?!
Isto são assuntos que devem ser expostos a quem de direito e com conhecimento público alargado, mas se teço aqui, num Fórum de Genealogia,estas considerações amarguradas, foi porque abordou o assunto de uma maneira realista e sentida, solidarizando-se comigo e com todos os demais feridos nos seus haveres e rendimento. Porém, este assunto não está deslocado aqui, porque pode haver quem aceda ao Fórum e que tenha influência para chamar a atenção da resolução de um problema que atinge todos nós, porque a floresta tem de ser reconstituida, senão é cada vez maior a desertificação, a fuga do campo, o desequilibrio ambiental e pobreza de um País essencialmente rural, que, sem a floresta e agricultura, em pleno rendimento e adequada aos tempos presentes, se irá definhando.
Um abraço.
Rafael

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#72042 | artur41 | 31 Ago 2004 18:28 | Em resposta a: #72039

Caro Rafael,


Lamento profundamente as suas perdas!

Infelizmente o "nosso" (desculpe a minha pretensão) Algarve ardeu. Não vou acrescentar nada, de substancial, às suas palavras. Gostaria apenas de fazer um apelo: GOVERNANTES DE PORTUGAL ACORDEM...!!!


Um abraço

Artur

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#72043 | PCC | 31 Ago 2004 18:49 | Em resposta a: #72039

Caros Rafael e Júlio,

Junto-me a vós neste pranto que é o estado de desolação em que ficou a Serra do Caldeirão.
Também o meu sogro perdeu quase tudo o que lhe chegou dos seus ascendentes. Uma riqueza construída em tantos séculos vaporizada em horas, minutos, aos olhos incrédulos dos seus donos. O passeio de Almodôvar a Salir que outrora era dos mais belos de Portugal, hoje é impróprio para cardíacos. O Rafael, que é da zona conhecerá melhor - o Monte Novo (em Felizes) e o Monte da Ribeira arderam na totalidade ficando um manto negro em toda a sua extensão. Até as pedras parece que se quebraram em cinzas. Apenas se salvou o Monte do Barranco, obra apenas da Divina Providência. Aliás, dependemos apenas dela já que Protecção Civil e Serviço Nacional de Bombeiros, por razões que me abstenho de partilhar, são entidades em tudo mais abstractas que aquela...

Caro Júlio, admiro e agradeço a sua voluntariedade em ajudar tantos dos desgraçados de um dia para o outro passaram de pobres a miseráveis. Gente serrenha que aprendi a admirar por nunca pedirem nada para si e por sempre se sujeitarem aos desígnios do Altíssimo. Nestas últimas semanas, olhar para estas gentes nos olhos e entender um pouco o seu fado (incluíndo as "ajudas" vergonhosas que estão a ser propostas pelo Estado) foi para mim uma lição de vida. Não sendo serrenho, fiquei orgulhoso por saber que nos meus filhos corre um pouco desse sangue.

Caro Rafael, a si apenas lhe digo que a minha esperança para aquela região é muito diminuta. A melhor cortiça do mundo está à mercê de qualquer louco que amanhã queira atear um fogo. Sabendo que somos um País prolífero em incautos e na institucional desorganização, pense bem antes de plantar alguma coisa. Os milhares de sobreiros que o meu sogro plantou à dois anos são hoje cinza.

Dediquemo-nos à genealogia! Quem sabe se nela encontraremos respostas a estas nossas inquietações.

Abraço,

Pedro

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#72044 | rafael | 31 Ago 2004 19:01 | Em resposta a: #72042

Caro Artur

Muito agradecido pela sua atenção, porque dirigida a mim, seu amigo e confrade, engloba tb.todos os demais prejudicados.
Também, há pouco, uma pessoa que muito estimo e gosto me enviou um mail, sobre tal acontecimento, que me deu uma grande satisfação.
O nosso Algarve, diz bem, não é apenas: mar, sol, boas praias e diversão. É também uma província onde se respira uma certa volúpia que nos desperta os sentidos e nos embriaga. Talvez esta expressão seja devida a um pouco de sensibilidade poética, que só sei manifestar pela escrita; aliàs, tenho na m/família algarvia, poetas: Cândido Guerreiro, Maria Elói ( Madressilva ),João de Deus, que tratava o meu avô materno por primo (!), e um tio materno.
Eu gosto muito do Algarve ( até parece de uma redacção dos meus antigos alunos ).
Além do turismo esta província tem potencialidades agrícolas, sobretudo na vinha e pomar, porque os amendoais têm sofrido grande golpe, mas há ainda a alfarroba ( e há lavradores que têm, ultimamente, sido roubados ) e o bom figo algarvio, que foi em tempos recuados uma boa moeda de troca comercial, como sabe.

Um abraço.
Rafael

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#72045 | Jpteixeira | 31 Ago 2004 19:09 | Em resposta a: #72039

Caro parente Rafael Carvalho:

O seu tratamento está correcto; o meu é que não estava. Aproveito agora para rectificar.

Sobre o assunto exposto por si exposto, concordo inteiramente. Vamos ver se até ao final deste ano está pronto o projecto global de intervenção que o Governo prometeu elaborar, apesar, desde logo, de marginalizar as Juntas de Freguesia que são as entidades mais mobilizadoras do interior.
Sobre as medidas já aprovadas as mesmas são claramente insuficientes, ficando muito aquém do que seria normal prever. Julgo que, nem mesmo o Governo tem a percepção da realidade, ao não declarar o estado de calamidade pública, o qual é reclamado por todas as autarquias afectadas.
Bem, não me quero alongar muito sobre este tema, aqui, no Fórum, até porque há outros lugares mais apropriados para o fazermos e também porque poderei utilizar palavras mais fortes para exprimir toda a minha revolta, indignação e sentimento que me vai na alma, o que também não será o mais adequado.

Sobre as "nossas" pesquisas, claro que elas continuam a ser feitas. Da minha parte, tenho trabalhado fundamentalmente em casa, a "arrumar" os dados que fui obtendo ao longo do ano e a proceder à leitura dos termos de baptismos.
Há um apelido em Salir ( Palma) que julgo ter algumas raízes em S. Barnabé. Melhor dizendo, os Palmas de Salir devem ser provenientes de S. Barnabé ou mesmo de S. B. de Messines. Ainda não tive oportunidade de aprofundar estas hitóteses, até porque ainda não concluí as pesquisas sobre Salir, na parte respeitante aos registos paroquiais, que estou a consultar um a um, aproveitando, também, para anotar as profissões existentes nos mais diversos sítios.
Sobre os registos de baptismos ( que tenho em CD) que ontem lhe falei, vou no ano de 1826 e ainda tenho de percorrer um longo caminho até ao ano de 1837.
Mas já recolhi muita informação que tem sido de grande utilidade para os meus artigos mensais, pelo que estou motivado para continuar.
Ora, várias linhas da família Faísca de Salir, ligaram-se aos Palmas da Moita Redonda ( de S. Barnabé).
Um aparte para referir que a Moita Redonda (de Salir) praticamente desapareceu devido ao trágico incêndio da Serra do Caldeirão. E este sítio era muito importante em termos do estudo do nosso património, porque era o único sítio do Algarve com cabanas/casas (circulares) de colmo. Foi também um dos primeiros do interior do Algarve a ter energia eléctrica gerada através de painéis fotovoltaicos, a qual dava para as necessidades diárias da população, num projecto a que estive ligado desde a sua concepção e até à sua finalização. Também lá está cravado, em marco de pedra, os limites do termo de Loulé.

Mas, como ia referindo, vários elementos da família Faísca lde Salir ligaram-se aos Palmas por casamento, tendo alguns fixado residência em Salir e outros em S. Barnabé.
Será, portanto, um bom tema para aprofundarmos.

Vou agora mesmo consultar a lista dos Professores colocados, pois a minha missão profissional nos próximos dias vai ser fazer os horários dos Professores e das turmas da minha Escola, pelo que será necessário acolher as pessoas e saber as suas necessidades ( designadamente para quem está deslocado), no sentido de as podermos articular com os interesses da escola e nos termos do que está superiormente consagrado para a elaboração de horários.
Para já é tudo. A partir de agora é minha intenção ser mais assíduo no Fórum. Vou ver se consigo.

Um abraço, do parente

Júlio Sousa

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#72051 | rafael | 31 Ago 2004 19:55 | Em resposta a: #72043

Caro Pedro

Compreeendo o seu desgosto, porque tb. o é de sua Esposa e se manifestará mais tarde nos seus filhos, cuja ancestralidade tem raízes por todas as freguesias que englobam não só a Serra do Caldeirão, mas o Mú, a serra Morena, o Pereiro Alto, e o Malhão; o Malhão !!!, é verdade,que sempre me fascinou e agora ( ? ) nestes entardeceres da proximidade do Outono, faziam-me desejar ser pintor, compositor, poeta para poder pintar a paisagem, criar os sons e exprimir a beleza do que via. A rocha da Pena, em noites lindas de Agosto, cálidas e luarentas, descortina-se bem, embora por vezes a névoa envolvente a esconda um pouco.
Paisagem maravilhosa e das mais belas que conheço, que o Pedro faz justiça de gostar e apreciar também muito, isso nota-se pela maneira de se manifestar. Gosta muito da região de sua Esposa, portanto dos seus filhos. Lamento também muito terem sido tão prejudicados ,porque os bisavós maternos de seus filhos que eu conheci muito bem e me estimavam, possuiam uma das maiores casas da freguesia, de bens rurais. Foi assim uma perda enorme, para não falar no desgosto e amor que têm às herdades que os antepassados vos deixaram.
Mas, vou descer cá abaixo......, já andava em paragens etéreas...
Estive há pouco tempo em São Barnabé e neste último Domingo de madrugada era para passar por aí, vindo de Albufeira, mas vim por outro lado, porque não fui dormir ao monte e acordar os caseiros com a algazarra dos cães.
De dia ainda não tive coragem de passar, por lá, que é o meu caminho habitual para o Algarve e um prazer visual.
Também não tenho ilusões, sobre a ajuda governamental,mas quero enganar-me ainda mais um pouco, como já vou fazendo, para outros assuntos, e não ficar mais triste e sentir-me ludibriado, e isto é que é o pior.

Apresento os meus respeitosos cumprimentos à Senhora, sua mulher. Beijinhos para a bébé .
Um abraço, do
Rafael

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#72054 | rafael | 31 Ago 2004 20:14 | Em resposta a: #72045

Caro Júlio

Agora não dá para desenvolver o assunto. Mas tenho antepassados da Moita Redonda, que era uma boa herdade e rica casa rural, porque tinha tb.outras herdades a ela pertencentes.

Um abraço, do parente
Rafael

Resposta

Link directo:

RE: Lápide de família ( ? )

#72739 | rafael | 09 Set 2004 14:30 | Em resposta a: #72051

Pedido de tradução

Um parente meu enviou-me há algum tempo fotocópia de uma lápide com inscrições latinas dos salmos 36, v. 25 e 36, v. 39 que continua com a transcrição que aqui vos deixo.
Agradeço em meu nome pessoal e de parentes a respectiva tradução e o siggnificado do - B

A lápide estava na posse de um descendente da família -Guerreiro - e encontada ( ? )numa herdade desta família, situada na freg. de Santana da Serra, concelho e comarca de Ourique.

..............NULLUS NALLAVE EX INFECTIS ET PEDESTRIS FAMILIIS IN HAC DOMO INGREDIANT B SEMPER VOCENTUR GERREIROS B EX INSTIT MAIORAT

Agradeço muito que me fosse traduzida a presente inscrição, porque é do meu interesse pessoal e familiar, contribuindo também para informação de parentes que se dedicam ao estudo desta família.

Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Lápide de família ( ? )

#84686 | montargil | 19 Fev 2005 00:24 | Em resposta a: #72739

Caros confrades,
venho aqui agradecer, ao Senhor José Maria Ferreira, mais conhecido por Zé Maria, permita-me que o trate assim, e que acaba de prestar-me um Favor Imenso, graças aos seus conhecimentos sobre a família GUERREIRO, acaba de me oferecer numa bandeja......os elos "manquants" dos Davids GUERREIROS e outros dos quais eu descendo. Também queria referir que nos próximos dias farei uma actualisação ao meu tópico Família Ferreira, dos Santos, de Évora e Alentejo...(na altura nem sabia da existencia do nome Guerreiro na família).... e convido todos os interessados a visitar este tópico
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=74531

Um grande Obrigado Zé Maria, desde Viana do Castelo.
Atentamente
Luís Filipe Vieira Santos

Resposta

Link directo:

RE: Lápide de família ( ? )

#86402 | rafael | 17 Mar 2005 16:09 | Em resposta a: #84686

V/Tópico -Montez ,Montes.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#124182 | Lemauz | 03 Ago 2006 15:26 | Em resposta a: #8707

Caros confrades,

Segundo apontamentos sobre a família Quintela Emauz:
o meu quinto avô Inácio Pedro de Quintela Emauz casou em 16.11.1834 com D. Maria Isabel Teresa Amália Nunes Leal de Gusmão, filha de José Mariana Leal da Câmara Rangel de Gusmão (*31.3.1767, Rio de Janeiro;+07.1835, Lisboa ) e de D. Joana Rosa Castelo Branco.
Têm conhecimento deste ramo? Será o mesmo?

Cumprimentos,
Luís quintela Emauz

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#125159 | facs | 17 Ago 2006 21:35 | Em resposta a: #8375

desse meu antepassado para traz na sei nada

se me poder facilitar algo agradeço
frasnciscoantonio_9@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#242405 | jomimota | 21 Out 2009 08:51 | Em resposta a: #9539

Caro Confrade,

Ao fazer uma pesquisa na Internet pelos apelidos "Feio Guerreiro Maldonado", apareceu-me esta mensagem do Forum do qual também faço parte.
Acontece que também me aparece um Tetravô materno com o nome "António Augusto Feio Guerreiro Maldonado", do qual tenho a seguinte informação:

N1 António Augusto Feio Guerreiro Maldonado cc Gertrudes de Jesus Pereira
N2 Bonina Augusta Maldonado (* Freg. Encarnação, Lisboa)
N3 Adelaide Augusta Maldonado (* Freg S. Cristovão, Lisboa, 20-10-1890; + Torres Vedras, 24-02-1982)

Contudo apesar da total correspondência entre nomes, no que diz respeito ao "António Augusto", o que é bastante estranho, dado que viveram na mesma altura, e o apelido não ser assim tão comum, parece-me difícil serem a mesma pessoa, dado que as suas esposas não possuem o mesmo nome, o que acha?

Cumprimentos,

Jorge Mota

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#244641 | ACB | 20 Nov 2009 22:58 | Em resposta a: #9548

Meu Caro Rafael Carvalho,

Na sequência de um trabalho publicado em Armas e Troféus sobre a Família Guião que, em determinada altura entronca com com os GUERREIRO MALDONADO, através de Joana Perpétua Feio Sanches de Gusmão (n. Anunciada 28/2/1780, f. Sacramento 25/4/1852), filha de Luís Feio Guerreiro Maldonado (n. ?, f. Anunciada 28/2/1785) e de Teresa Joana Perpétua Sanches de Gusmão (n. Anjos ?, f. S. Mamede 22/10/1826), tentei obter mais elementos.

Ao recorrer ao GENEA encontrei
http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=180739
o referido Luís Feio como sendo filho de André Feyo Guerreiro Maldonado e de Genoveva Rita Lobato. Contudo no assento de baptismo de Joana, acima refrida (Anunciada 3/4/1780), refere como avós paternos António Feio Guerreiro e Joana Leonor de Barbuda Maldonado.

Encontro, por outro lado um André Feio Guerreiro Maldonado falecido a 20/11/1779, Anunciada, cujos dados não coincidem com os do GENEA.

Gostaria de saber se dispõe de elementos que possam ajudar-me a esclarecer quanto ao grau de parentesco entre o André Feio Guerreiro Maldonado e o Luís Feio Guerreiro Maldonado.

Cumprimentos
António Cunha Bento

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#244704 | rafael | 21 Nov 2009 23:18 | Em resposta a: #244641

Caro António Cunha Bento

Encontro-me nas termas de São Pedro do Sul, como tem sido habitual há anos, por esta época. Quando for para casa fim deste mês consultarei os meus apontamentos sobre o assunto.
Estou sem o correio gmail que possuia, e não consigo lá entrar e prov. irei perder o que lá tinha que não acautelei.

Envio-lhe esse endereço que abri ontem neste computador, se me quiser contactar por este meio.

bernardogusmao1@hotmail.com

Com os meus cumprimentos.

Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#258949 | lucymurta | 19 Jul 2010 23:15 | Em resposta a: #8375

Boa noite:)

Comecei a fazer a minha árvore geneológica e apercebi-me que nºao sei onde andam os meus familiares.

Estou interessada em saber por onde anda a família Guerreiro Murta de Loulé.

O nome do meu avó paterno é António Francisco Guerreiro Murta filho de António Guerreiro Murta,casado com Maria das Dores Murta. Como o meu avó paterno já partiu há anos,1990, fiquei sem dados para reencontrar familiares meus.

O único dado que sei é que o meu bisavó, António Guerreiro Murta foi GNR em Loulé.

Alguém sabe como me ajudar?

Cumprimentos

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#270749 | Manitu | 16 Fev 2011 04:21 | Em resposta a: #13809

Meu Caro Confrade
Rafael Carvalho

Espero que ainda ande por estes sítios do Fórum, pois qualquer informação mais concreta sobre o João António Guerreiro d'Aboim Leitão d'Aguiar e Cordes, vem com muito agrado.
Passo contudo a inteirá-lo:

Este Senhor é meu 4º.Avô, que foi casado com Dona Maria Benedicta Mascarenhas de Athaíde Figueiredo e Cordes, sei que deste casamento nasceu uma filha de nome Eugénia Benedicta Mascarenhas Cordes de Avellar (minha trisavó), que se casou a 03.02.1842 na Freguesia de São Mamede em Lisboa, com Joaquim António Ernesto de Avellar (nascido a 06.08.1820 na Freg. de São Paulo em Lisboa), tendo a Senhora falecido na Freg.de Santiago em Tavira a 02.01.1871.
Sei também que minha 4ª. Avó teve como pais Manuel Figueiredo Mascarenhas e Dona Maria Bárbara da Silva da Gama e Athaíde.

Tudo o que não está expresso neste pequeno trecho, desconheço em absoluto, isto é, datas e locais de nascimento, casamento e óbitos, bem como filiação do meu 4º. Avô.

Se ainda por aqui anda, e tiver a bondade e a fineza de me fornecer estes dados, ficarei imensamente grato.

Com os meus respeitos.

Adolfo Conceição

Resposta

Link directo:

Família Guerreiro de Aboim, de Almodovar

#270755 | ajtrigueir | 16 Fev 2011 14:50 | Em resposta a: #270749

Prezado Adolfo Conceição:

Sou igualmente descendente da família Guerreiro de Aboim, de Almodôvar, pelo ramo dos Morgados de Aljustrel e tenho toda a ascendência de João António Guerreiro de Aboim Leitão d'Aguiar e Cordes, bastante bem estudada, bem como parte da sua descendência. Estou aparentada com este seu 4º avô por três linhas (Guerreiro de Aboim, Brito de Castanheda e Limpo).
Tenho muito gosto em lhe fazer chegar o que tenho já reunido. Como são trabalhos extensos que não dá para colocar aqui no Forum, peço-lhe que me envie um email para o endereço trigueiros@gmail.com, para eu lhe fazer chegar este trabalho.
Gostaria também de lhe pedir, dentro das suas possibilidades informações sobre a descendência de sua trisavó, D. Eugénia Benedicta Mascarenhas Cordes de Avelar, de que tenho escassas informações.
Aguardo pois o seu contacto.
Com os melhores cumprimentos
António Júlio Limpo Trigueiros

trigueiros@gmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#270757 | rafael | 16 Fev 2011 15:49 | Em resposta a: #270749

Meu caro Adolfo Conceição

Grato por se lembrar da minha pessoa.Graças a Deus ainda por aqui ando, embora sem a assiduidade de outros tempos.Como me encontro a convalescer de uma operação, os trabalhos genealógicos voltaram a estar na ordem do dia.

Ainda bem que o nosso estimado confrade e parente António Júlio Trigueiros,a quem envio um grande abraço, lhe respondeu;porque, sem dúvida, pelos seus conhecimentos e idoneidade e espírito de ajuda ,providencialmente vem em nosso auxílio.

Irei seguindo com atenção todas as msgs aqui colocadas. A família -Guerreiro de Gusmão-como eu gosto mais de referir é merecedora de toda a consideração dos genealogistas, particularmente quem estuda as famílias da antiga comarca de Ourique e também dos concelhos de Almodôvar, Loulé, Silves, Albufeira, Mértola,etc.

Não posso deixar de referir também o nosso confrade e parente Luís Soveral Varella, a quem também envio um abraço, que a esta família pertence, igualmente com trabalho valioso sobre ela.

Cumprimentos amigos do Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#270786 | Manitu | 17 Fev 2011 03:03 | Em resposta a: #270757

Meu Caro Rafel Carvalho

Antes de tudo, cumpre o dever de lhe desejar rápidas e profícuas melhoras.
Agradeço as suas palavras e irei de imediato enviar um Email para o António Júlio Trigueiros, que fez a gentileza de me responder ao meu apelo.
Creio que ficará inteirado através deste fórum, dos avanços que poderemos dar a este tema.

Um grande abraço, e francas melhoras.

Adolfo Conceição

Resposta

Link directo:

RE: Família Guerreiro de Aboim, de Almodovar

#270787 | Manitu | 17 Fev 2011 03:11 | Em resposta a: #270755

Meu Caro Amigo
António Júlio Trigueiros

Conforme teve a bondade de me indicar o seu Email, irei de imediato, enviar-lhe o que tenho, por essa via.

Agradeço-lhe muito não só a prontidão da resposta a disponibilidade de ajuda.

Os meus cumprimentos

Adolfo Conceição

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#281133 | rafael | 09 Jul 2011 17:49 | Em resposta a: #13572

Boa tarde!

Ao voltar aqui,hoje,reparei que ao referir Maria da Soledade Teixeira Colaço ( que oficializou depois de casada para Maria da Soledade Teixeira Colaço Rafael de Carvalho,eu não uso no meu nome-de-que ela fez gosto em usar,mas gostei muito que o usasse,tendo ficado devidamente averbado no resp.º reg.º de casº).esqueci-me de mencionar que minha mulher qDt,também é da família -GUERREIRO-porque tem antepassados-Camacho Guerreiro,de Almodôvar,localidade onde ela nasceu.

Aproveito também dizer,sem prejuizo de pedir para ser corrigido no Genea retirarem a ref.ª-"proprietário rural"-que deixei de ser.

Bom fim de semana.Cumprimentos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#284707 | correa | 15 Ago 2011 09:06 | Em resposta a: #281133

Caro Rafael Carvalho

Procuro conhecer a a paternidade de Joaquim António GUERREIRO, que terá nascido cerca de 1900, era capitão de ???, casou com uma senhora da Fuzeta, Margarida do Passo Pessoa.
Consta dos seus arquivos?
Meus cumprimentos
A.Correa

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#284761 | rafael | 15 Ago 2011 23:12 | Em resposta a: #284707

Caro A.Correa

Não posso ajudá-lo,o que lamento muito,porque nada tenho sobre a pessoa que refere.Aliàs,da época mencionada só tenho de minha família.

Cumprimentos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#287506 | pcoliveira | 18 Set 2011 00:27 | Em resposta a: #284761

Caro Rafael Carvalho

Peço desculpa aos demais, por esta mensagem fora do tópico, para tentar entrar em contacto consigo, mas talvez me possa ajudar, pois julgo termos antepassados comuns.

No já ido ano de 1992, comprei a Monografia de São Bartolomeu de Messines e na altura, ao lê-la à minha avó, esta identificou a Emília de Jesus referida na pagina 212 como sendo sua mãe.
Na altura transcrevi toda a informação que a minha avó retinha de memória, com o intuito de mais tarde reconstituir a genealogia da família, tarefa que tenho vindo a realizar embora com grandes interregnos.

Entretanto, consegui encontrar os registos de nascimento e casamento da minha bisavó Emília e que parecem confirmar o que disse a minha avó.

Assim:
Emília de Jesus nascida em São Bartolomeu de Messines a 15 de Maio de 1884, Filha de Manuel Martins de Oliveira e de Maria da Luz Tavares Grade, neta Paterna de Francisco Martins de Oliveira e Mariana Quitéria do Carmo e materna de José Nunes Palma e de Maria da Luz.
Casou com Manuel Vieira a 12 de Maio de 1892, este também natural de São Bartolomeu de Messines que provavelmente terá nascido por volta de 1892.

Os dados recolhidos parecem estar de acordo com a referida monografia. No entanto, aqui no site geneall, D. Mariana Quitéria aparece com o sobrenome de Cabrita e não o de Carmo como consta dos registos encontrados.

Este contacto, advêm de que, ao procurar informação no fórum sobre a família, percebi que Mariana Quitéria também é sua familiar, pois menciona-o numa mensagem de 11-05-2004, que julgo ser de sua autoria (embora à altura o utilizador seja outro). Também nessa mensagem faz referência a esta diferença de sobrenome.

Desde já agradeço qualquer informação adicional que me possa facultar.

Cumprimentos,

Pedro Oliveira

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#287512 | rafael | 18 Set 2011 02:54 | Em resposta a: #287506

Caro Pedro Oliveira

De facto Ataíde de Oliveira nosso primo na sua Monografia de São Bartolomeu de Messines no Cap.º XXI traça uma Árvore de Geração da família a que pertence.No exemplar que possuo tenho anotado e complementado alguma coisa que ele não escreveu, porque nesse tempo não havia as facilidades de pesquisa e investigação a que,hoje,felizmente temos acesso.

Mas voltando ao assunto que refere a minha Mãe chama-se Maria da Conceição Sousa Rafael (nome de solteira).Para melhor ser elucidado pode aceder a - Octávio Rafael Guerreiro Carvalho e a www.geneall.net/P/per_page.php?id=21830 para aceder à minha Árvore de Costados e assim recolher os dados que lhe interessa.
Nas minhas notas biográficas pedi já há anos para retirarem tudo, deixando apenas a minha profissão, figurando lá ainda-proprietário rural- que presentemente já não se justifica.

Assim, penso que será mais prático para si, consultar a pág. atrás referida, ficando à sua disposição,no que souber,para lhe enviar mais informação.

Segue um dos meus ends.

rafaelgcarvalhoarrobagmail.com

Cumprimentos
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#311733 | golfinha | 11 Ago 2012 18:35 | Em resposta a: #9273

Caro Senhor,
Embora já tenham passado 11 anos tenho esperança que de vez em quando ainda vá ao forum e possa responder-me.
Na minha ascendência tenho um João Cavalo filho de Inês Guerreiro (Aboim) e Baltazar Cavalo Mestre, neto materno de Vicente Fernandes de Aboim e Brites Anes,bisneto de Afonso Guerreiro de Aboim e Violante Fernandes Correia de Almodovar.
O que eu preciso de saber é com quem casou este João Cavalo e os filhos que teve.
Fico-lhe muito agradecida se puder ajudar-me. Com os meus melhores cumprimentos,
Arminda

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#311734 | golfinha | 11 Ago 2012 18:38 | Em resposta a: #9273

Caro Senhor,
Embora já tenham passado 11 anos tenho esperança que de vez em quando ainda vá ao forum e possa responder-me.
Na minha ascendência tenho um João Cavalo filho de Inês Guerreiro (Aboim) e Baltazar Cavalo Mestre, neto materno de Vicente Fernandes de Aboim e Brites Anes,bisneto de Afonso Guerreiro de Aboim e Violante Fernandes Correia de Almodovar.
O que eu preciso de saber é com quem casou este João Cavalo e os filhos que teve.
Fico-lhe muito agradecida se puder ajudar-me. Com os meus melhores cumprimentos,
Arminda

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#311777 | rafael | 12 Ago 2012 19:42 | Em resposta a: #311734

Boa tarde, cara Senhora

Embora não interfira como fazia,é raro o dia que não consulte o Fórum ,a não ser quando fico fora de casa,e por vezes já quase de madrugada é quando leio as msgs do Fórum e tb. gosto de partilhar o que sei.
Ainda bem que o nosso confrade Júlio Teixeira lhe deu a informação pretendida.Contudo,ficarei ao seu dispor no que lhe possa ser útil .
A continuação de bom domingo.Os meus melhores cumprimentos.

Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#311863 | golfinha | 14 Ago 2012 00:36 | Em resposta a: #311777

Caro Senhor,
Muito boa noite e muito obrigada pela sua resposta.
Também comungo do mesmo espírito de partilha, porque a todos enriquece.
Esperava que a resposta me indicasse os pais do João Cavalo,mas como é um segundo casamento não os refere. Por acaso saberá quem são os seus pais?
Com os meus melhores cumprimentos,
Arminda

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#311871 | rafael | 14 Ago 2012 03:18 | Em resposta a: #311863

Cara Arminda

Só agora vim ao Fórum.Como já é já noite adiantada, amanhã dir-lhe-ei qualquer coisa.

Cumprimentos amigos,do
Rafael

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#311914 | rafael | 14 Ago 2012 21:06 | Em resposta a: #311871

Boa noite!

Se consultar o livro-Os GUERREIRO da Comarca de OURIQUE, de Luís Soveral Varella, Ed. Património & História, 2011, refere alguns dos seus antepassados. Possuo a referida obra que de momento tem um dos meus filhos.Entretanto,como tenho alguns apontamentos que terei de consultar ,com tempo,pode ser que encontre alguns dados que lhe sejam úteis.

Com os melhores cumprimentos
Rafael

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#311954 | golfinha | 15 Ago 2012 19:05 | Em resposta a: #311914

Caro Senhor,
Muito boa tarde.
Muito obrigada pela sua pronta resposta.
Também tenho esse livro e há nele duas referências a um João Cavalo (sempre o mesmo) irmão de Antónia Mestra e neto de Baltazar Cavalo, mas como não menciona nenhum casamento fico sem saber se é aquele que me interessa.
Nos meus apontamentos tenho pelo menos três João Cavalo e não consigo saber se é sempre o mesmo e teve 4 casamentos, ou se são vários.
1 - João Cavalo cas.c. Brites Lopes
2 - Joao Cavalo cas.c. Domingas Dias
3 - João Cavalo cas.c. Genebra Fernandes sendo já viúvo de Maria Reveza
De nenhum deles tenho os pais, avós ou irmãos que me permitam identificá-los. Estou interessada sobretudo no João Cavalo cas. c. Genebra Fernandes que são meus ascendentes.
Agradeço a sua disponibilidade.
Com os meus melhores cumprimentos,
Arminda

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#332661 | tguerreiro | 19 Jul 2013 02:40 | Em resposta a: #287512

Antes de mais, gostaria de deixar os meus cumprimentos a todos.
Trata-se da minha primeira participação no fórum, e não tenho qualquer experiência nesta arte, tão complexa, da genealogia.
Vou nutrindo desde há muito um fortíssimo desejo de expandir o conhecimento sobre a minha família, quer a ascendência paterna quer a materna, sobre as quais não tenho grande informação. Após inúmeros momentos marcados pela hesitação que o desconhecido muitas vezes nos impõe, remetendo-nos para uma postura inoperante e atávica, é pois chegado o momento de trilhar este longo e emocionante caminho, de retorno aquelas que serão as minhas origens. Estou certo de que não será uma tarefa fácil, muito menos para alguém com um perfil tão inexperiente nestes meandros, mas estou determinado e preparado para enfrentar os obstáculos que naturalmente surgirão.
Comecei por pesquisar alguns dos meus avós da linha Guerreiro no geneall e familysearch, mas infelizmente não encontrei qualquer referência.
Segundo informações que recolhi de familiares, os meu avós (a partir do tetravô) terão vivido entre Albernôa, onde teriam uma estalagem, e o Monte dos Magros, onde essencialmente se dedicavam a actividades agrícolas.
Curiosamente, não são originários de Albernôa, como sempre julguei. De acordo com o que me foi dito, até ao meu bisavô, teriam nascido em Ermidas-Gare, e só o meu avô e pai serão efectivamente de Albernôa.
Algum dos colegas de fórum terá familiares Guerreiro com origem em Ermidas-Gare?

Bisavô: Silvestre Manuel Guerreiro (nascido expectavelmente em torno de 1900)
trisavô: Bonifácio Guerreiro (terá nascido segundo a mesma lógica por volta de 1880)
tetravô: Manuel Bonifácio Guerreiro (nascido por volta de 1860)

Agradeço alguma luz, esclarecimento ou correcção sobre o assunto em questão. Continuarei a auscultar familiares e posteriormente, assim seja possível, tentarei objectivar essas informações com os devidos registos.

Cordiais saudações,

T.Guerreiro

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#336104 | Vieiraposo | 01 Out 2013 15:15 | Em resposta a: #311914

Caro Primo,

espero que tenha passado bem desde o último contacto por e-mail.

Aproveito este tópico para saber se há alguma informação de:

Manuel Cavaco, natural de Salir, filho de Francisco Cavaco e de Maria Guerreiro, ambos de Salir. Casou com Guilhermina Maria da Palma, natural de Santa Cruz, Almodôvar. e filha de Manuel da Costa e de Mria da Palma (que segue).

Um abraço,
Vieira-Raposo

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#337114 | rafael | 22 Out 2013 18:27 | Em resposta a: #336104

Caro Primo Vieira-Raposo

Tenho de pedir que me desculpe de não ter já respondido,mas circunstâncias várias tal não permitiram.Vou tentar,antes de ir para as termas, dizer-lhe alguma coisa,mas o primo Júlio Teixeira, de Salir é a pessoa mais bem informada que conheço sobre famílias de Salir e suas ligações.É capaz de nos ajudar.

Um abraço ,do
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Ramos familiares(mesmo tronco).

#337949 | Roserlândio | 11 Nov 2013 03:45 | Em resposta a: #8712

Bom dia..
Ingressei há pouco no fórum, principalmente devido ao interesse sobre a família GUSMÃO. Interessa-me saber se há pesquisas feitas sobre o ramo na região da Serra da Baixa Verde - PB, e sua ligação com a família FONTES.

Grato e parabéns pelo trabalho de pesquisa até o momento desenviolvido.
Pe. Roserlândio

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 29 Dez 2014, 02:27

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen