Familias de Chaves

Este tópico está classificado nas salas: Bibliografia | Famílias | Regiões | Pessoas | Património

Familias de Chaves

#111502 | fertelde | 07 Fev 2006 17:09

estou buscando informaçao sobre o seguinte: Tive acesso a uma informaçao incompleta sobre um ramo familiar meu que vem descrito em: FAMILIAS DE CHAVES III, por Luis de Mello Vaz de Sao Payo, que saio numa revista de genealogia...
Alí estou buscando a pagina que me falta: Leite Velho XI.1. descendentes de Gregorio de Castro Leite b. 11-IX-1650, senhor dos oitavos de Ladário, que casou a 15-IV-1669 com Isabel de Moraes, filha legitima de Manuel Mendes de Moraes e de Leonor Alvares, de quem teve.........,
Alguém me pode ajudar??
Grato desde já,
Fernando de Telde

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#111761 | manelsp | 10 Fev 2006 15:04 | Em resposta a: #111502

Caro Fernando de Telde

infelizmente nao tenho aqui comigo as revistas "Raízes e Memórias" onde lhe poderia dar a resposta imediata, mas suponho que alguns confrades como o Filipe Pinheiro de Campos lhe poderão dar uma resposta. Tente um contacto pessoal. Quanto a mais familias de chaves, tenho alguns dados, pelo que, no que puder ajudar, conte comigo.
Com os melhores cumprimentos
Manuel Sarmento Pizarro

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#111774 | fertelde | 10 Fev 2006 19:03 | Em resposta a: #111761

Estimado Manuel S. Pizarro: Agradeço a dica.
Estou em contacto com o FPC.-
Cumprimentos,
Fernando de Telde

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#111811 | FMOB | 11 Fev 2006 10:16 | Em resposta a: #111774

Caros Senhores
Ao ler as vossas mensagens, vejo que algo me poderia interessar.
Sei que varios ramos da minha familia são da região de Chaves.Se o meu pai e o meu avô, nasceram em Chaves, na realidade, os ascendentes mais recuados, são da região de Lavre (familia Correia Branco ).Por contra, os Queiroga e os Fortuna, assim como os Silva Pereira, parecem ser da região de Chaves.
Como poderia encontrar revistas ou livros, tratando das familias desta região ?
Muito grato pele vossa ajuda.
Melhores cumprimentos

Fernando Branco

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#111819 | manelsp | 11 Fev 2006 13:12 | Em resposta a: #111811

Caro Fernando

De facto poderá encontrar informação sobre os Queiroga em diversas fontes, desde a mais básica - Felgueiras Gayo - até dispersos em quase todas as obras que tratem de genealogias da região. Quando quiser ver Queirogas veja tudo o que disser respeito a Carneiros e Fontouras de Chaves, pois são a família com quem suponho se cruzam mais. Aconselho vivamente a fazer pesquisas na revista "Raízes e Memórias", nos Artigos do Professor Luis Vaz de Sampaio espalhados em diversos números com o título "Famílias de Chaves". Os Silva Pereira também vão aparecendo. Quanto aos Fortuna confesso a minha ignorÂncia, a não ser num caso relativamente recente de um senhor que foi casado com uma Fortuna que não era de Chaves mas lá viveram. Comento-lhe também que a família Branco é outra que na Região de Chaves foi assumindo alguma preponderância nos últimos dois séculos, pelo que também os pode encontrar em obras dispersas.
Aqui lhe ponho o que tenho nas minhas origens que se liga aos Queirogas

D. Rosa Ermelinda Cardoso de Andrade, nascida a 14 de Março de 1791 em Santo Estêvão, onde foi baptizada a 17, sendo padrinhos Manuel Caetano de Sousa Carneiro e s.m. D. Rosa Maria de São Payo. Faleceu em Santo Estêvão a 3 de Janeiro de 1850. Casou a 20 de Outubro de 1814 em Santo Estêvão com António José de Queiroga, falecido a 16 de Junho de 1821 na mesma povoação, filho de Francisco José de Queiroga e s.m. D. Leonor Maria, de Celeirós, freguesia de Friões, termo de Valpaços. Tiveram duas filhas, entre as quais a Herdeira Universal D. Francisca Ermelinda de Queiroga Cardoso de Andrade, nascida a 6 de Fevereiro de 1816 em Santo Estêvão, baptizada a 11, sendo padrinho José Carlos de Andrade e Meneses, da vila de Chaves, e faleceu na mesma povoação a 4 de Março de 1869.

Se fôr precisando de mais dados e eu puder ser útil disponha.
Com os melhores cumprimentos
Manuel Sarmento Pizarro

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#111837 | FMOB | 11 Fev 2006 16:22 | Em resposta a: #111819

Caro Manuel

Mais uma vez lhe agradeço pelas informações enviadas.Ja tive a oportunidade de trocar um mail consigo, a respeito da familia Branco. Entretanto, fui continuando as buscas e descobri que a partir do meu bisavô paterno, os Branco eram oriundos de Lavre.
Mas a minha bisavo paterna, Maria dos Anjos Queiroga (*1862), seria de Chaves. Filha de Francisco Antonio Queiroga e de Maria das Dores Fortuna, ambos de Chaves. Naturalmente, estes dados deverão ser confirmados. O Francisco Antonio Queiroga era filho de Antonio José de Queiroga e de Rosa Delfina (?), que seriam provavelmente os mesmos citados pelo senhor.Neste caso, D. Francisca Ermelinda seria irmã de Francisco Antonio Queiroga (meu trisavô).
Enviei um mail para a associação de genealogia, pois estou realmente interessado em receber os quatro fasciculos da revista "Raizes e Memorias", que tratam das familias de Chaves.
Mais uma vez, caro Manuel, lhe fico muito grato pela sua ajuda,e desde que tenha mais informações, é com muito prazer que as ponho à sua disposição.
Com os meus melhores cumprimentos

Fernando Branco

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#111850 | manelsp | 11 Fev 2006 20:47 | Em resposta a: #111837

Caro Fernando
Pois parece-me provável a corruptela de Rosa Ermelinda passar a Delfina, e além disso a sua bisavó poderia muito bem ser neta dele (40 anos os separam). Só não entendo uma coisa, que vejo nos meus apontamentos tirados da obra "Famílias Transmontanas" de Francisco Xavier Quadros de Moraes Sarmento: segundo a sua investigação, só tiveram duas filhas, Francisca Ermelinda e Rita, e só consta no testamento do Pai, datado de 1821, a filha Francisca como herdeira universal. De Rita mais nada se sabe, supõe-se que terá morrido antes do pai. Não constam mais informações, mas creio que deverá procurar saber se o seu trisavô consta no Registo paroquial de Santo Estevao de Chaves, que se encontram no Arquivo de Vila Real, e o livro onde deve constar é o que tem como datas limite 1816-1844. Desejo-lhe sorte nas suas pesquisas. Agradeço-lhe que me comunique alguma resposta que tenha, já que assim ainda teria o gosto de o saber meu parente próximo: Francisca Ermelinda é minha trisavó.
Com os melhores cumprimentos
Manuel Sarmento Pizarro
p.s. - sobre estes Queirogas nada encontrei nas fontes que lhe citei no outro e-mail... Vamos lá ver se tem mais sorte...

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#111892 | Tiago José | 12 Fev 2006 17:32 | Em resposta a: #111850

Caro Manoel Sarmento Pizzaro,

Eu estou fazendo minha árvore genealógica e consegui chegar até os bisavós da minha trisavó. Eles se chamavam Francisco José Maria da Ponte e Inocência Rodrigues da Fontoura vieram de Portugal antes de 1836 para a cidade de Vitória da Conquista, estado da Bahia, Brasil. Consegui essas informações num livro que conta a história da minha cidade em um testamento de Mariano José da Ponte (*1836 Vitória da Conquista - Bahia - Brasil +1893 Porto - Portugal), ditado a Francisco de Melo em 1892, no qual ele diz o nome dos pais (casal mencionado acima) e que eles são portuguêses. Entretanto no mesmo livro há uma numa biografia de uma senhora (Ana Maria Teixeira), um depoimento oral no qual ela diz que era descendente de uma índia chamada Inocência que foi casada com um português contenporâneo de João Golçalves da Costa (fundador da minha cidade vindo de Chaves com 16 anos em 1736) chamado Francisco Fontoura da Ponte. Como só há uma família Ponte na minha cidade e as datas coincidem acredito que ela fala do mesmo casal citado acima só que ela confundiu o nome, porque deve ter tido conhecimento disso através de sua mãe, ou seja uma fonte oral, passível de errros. Já o testamento de Mariano é mais confiável.
Gostaria de saber se vc sabe algo sobre a família Rodrigues da Fontoura de Chaves.
Desde já obrigado!

Tiago José Soares Silva.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#111921 | manelsp | 12 Fev 2006 23:20 | Em resposta a: #111892

Caro Tiago
de facto, não conheço os nomes em questão. Se tentar confirmar as datas através de algum registo será melhor. normalmente, para épocas recuadas como o século XVII, os arquivos mais fiáveis - assim como os mais frequentes - são os assentos paroquiais de Baptismo, casamento e óbito. Desejo-lhe sorte, e quando tiver mais dados e se quiser pode comunicar-me. Daqui de Portugal verei o que posso fazer, que por enquanto não é muito.
Com os melhores cumprimentos
Manuel S. P.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#111945 | Tiago José | 13 Fev 2006 15:31 | Em resposta a: #111921

Caro Manoel Sarmento Pizarro

O que consegui em minhas pesquisas genealógicas foi encontrar três nomes de portuguêses, dentre os quais o casal Francisco José Maria da Ponte e Inocência Rodrigues da Fontoura. É certo que um dos filhos desde casal nasceu aqui em Vitória da Conquista no ano de 1836, mas obeservando-se o documento que garantio a inedependência da minha cidade, vê-se a assintura de Francisco José Moreira Pontes, analisando a data (09.11.1840) este só poderia ser irmão de Venancio Moreira Pontes que era filho de Francisco de Paula Moreira e Victória Maria da Ponte, filha de Francisco José Maria da Ponte e Inocência Rodrigues da Fontoura, casal de portuguêses acima mencionado. Portanto se Francisco José Moreira Pontes assinou num documento tão importante como uma declaração de Independência, ele devia ter na época no mínimo 20 anos, então nasceu provavelmente em 1820, e sua mãe deve ter nascido em 1800, logo Francisco José Maria da Ponte e Inocência Rodrgues da Fontoura vieram de Portugal já casados antes um pouco antes de 1800, tendo se casado em Portugal no final do século XVIII. Entretanto não sei onde em Portugal, talvez em Chaves por causa daquele depoimento oral que mencionei no último tópico que eu escrevi, ou talves no Porto, pois Mariano da Ponte foi para lá depois de se tratar no Hospital Português em Salvador-BA indo para o Porto talvez para ver pela última vez seus parentes, isto em 1893, ano em que morreu e foi embalsamado em Portugal e colocado num caixão de bronze e veio de navio para Nazaré-BA e depois para minha cidade carregado no lombo de burros em 1893.
Consultando o livro Dicionário das Famílias Brasileiras eu descobri o nome do Mestre de Campo Manoel Rodrigues da Fontoura, descendente do astúriano João da Fontoura. Como as datas são próximas acredito que pode ser parente de Inocência Rodrgues da Fontoura, entretanto isso contraria o fato de ela ter vindo de Portugal antes um pouco de 1800. Mas se ela não era parente deste com certeza ela é descendete dos Fontoura de Chaves, primeiros família sobrenome.
Sei também que há algumas famílias Fontouras de Chaevs que se estabeleceram no Porto, podendo ser estes os ascendentes de Inocência Rodrigues da Fontoura.
Eu postei um recado no tópico "Fontouras de Chaves" mas ninguém me respondeu ainda. Desde já Obrigado.

Com meus melhores comprimetos,

Tiago José Soares Silva.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#111947 | FMOB | 13 Fev 2006 15:46 | Em resposta a: #111850

Caro Manuel

Continuando a averiguar dados sobre os Correia Branco, queria perguntar ao senhor se se lembra de ter ouvido falar em Pedro Gregorio Correia Branco (*1838 em Lavre)? Segundo os dizeres do meu pai, este seu avô, que vivia em Chaves, tinha alguns cargos de maior ou menor notoriedade, mas não sei em que dominio. Talvez se possa encontrar algo realmente em "Raizes e Memorias", mas ainda não as tenho.
Se por acaso, o senhor tem alguma ideia, é evidentemente a bem vinda.
Muito agradecido e com um abraço

Fernando Branco

P.S. -Voltando ao Francisco Antonio Queiroga, detalhe importante: No assento de baptismo da sua filha, consta que ele também fora baptizado na freguesia de Santa Maria Maior ( e não Santo Estevão).

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#111948 | Tiago José | 13 Fev 2006 15:47 | Em resposta a: #111945

"primeira família com este sobrenome." correção do erro na linha 21.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#112034 | manelsp | 14 Fev 2006 18:08 | Em resposta a: #111947

Caro Fernando

Confesso que não me soa familiar o nome de Pedro Gregório Correia Branco, mas vou dar uma volta aos documentos antigos. Entre outros talvez apareça algo nas incursões autárquicas publicadas`há poucos anos em Chaves. Quanto ao Franciso António Queiroga ser de Santa Maria Maior então pode ser um indicativo de que se trate de outro homónimo, ja que consta um homónimo em Santo Estevão.
Continuaremos a deslindar este imbroglio.
Com um abraço
Manel

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#112035 | manelsp | 14 Fev 2006 18:09 | Em resposta a: #111948

caro Tiago

infelizmente não sei como o ajudar, mas vou dar uma volta pelos meus apontamentos. Continuaremos a procurar.
Com os melhores cumprimentos
Manuel Sarmento Pizarro

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#112666 | Tiago José | 22 Fev 2006 16:26 | Em resposta a: #111947

Caro Manoel,
Gostaria de saber algumas coisas do sr.
O fundador da minha cidade (Vitória da Conquista, estado da Bahia, Brazil) era de Chaves, chamava-se João Gonçalves da Costa e segundo um relato de Maximiliano Wied-Newied de 1817, veio com 16 anos para o Brasil. Provavelmente ele nasceu entre 1719 e 1721 em Chaves, morreu em 1820 em Vitória da Conquista e segundo um documento de inscrição dele no Terço dos Henriquinhos(exército) de 1744 ele era "preto forro". Segundo um livro que li (A conquista do sertão da ressaca - Povoamento e posse da terra no interior da Bahia) a autora diz que houve um incêndio no cartório de Chaves o que impedio que se encontrasse sua certidão de nascimento. Tabém não foi possível encontrar registros de Mathias João da Costa e Clara Gonçalevs da Costa, pais de Josefa Gonçales da Costa, casada com João Gonçalves da Costa. Este casal veio para a região da Chapada Diamantina aproximadamente em 1740 de Montalegre.
Goastaria de saber se o sr. confirma que o cartório de Chaves houve um incêndio.
Não é certo mas talvez eu esteja enganado e o incêndio foi nos registros da igreja.
Gostaria de saber que registros posso procurar para receber esse tipo de informação. E com respeito ao penúltimo tópico que enviei gostaria de saber se o sr. sabe como poderia encontrar a certidão de casamento de Francisco José Maria da Ponte e Inocência Rodrigues da Fontoura no Porto.
O sr. sabe algo sobre alguma família Rodrigues da Fontoura?
Desculpe fazer a mesma pergunta mas é só para ter certeza.
como descubro algo sobre a família "Ponte" de portugual, já olhei em famílias aqui no Genea, fala o nome do fundador, Gonçalo Çonçalves Ponte mas este não se encontra no banco de dados do site, há relatos sobre filhos dele no Brasil, mas gostaria de ter um relato completode descendência dele, acho que é querer demais, mas...pelo menos um imcompleto.
Há um italiano também Giovanni Domenico Ponti que se estabeleceu em Portugal em princípios do século XVIII. Como quem eu estou procurando veio de Portugal no final do séc. XVIII, talvez tenha parentesco com ele.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#112667 | Tiago José | 22 Fev 2006 16:30 | Em resposta a: #112035

Caro Manoel

mandei a mensagem acima, mas como resposta a mensagem de FMOB sem querer por isso estou mandando essa pra que possa chegar em seu e-mail caso tenha escolhido que quer ser notificado quando responderem a esta mensagem.
Meu e-mail é tiagojosesoares@hotmail, qualquer notícia mande me um e-mail.

Com meus melhores comprimentos,

Tiago José

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#112668 | Tiago José | 22 Fev 2006 16:32 | Em resposta a: #112035

Caro Manoel
errei ao informar meu e-mail, o correto é tiagojosesoaressilva@hotmail.com.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#112685 | manelsp | 22 Fev 2006 21:18 | Em resposta a: #111947

Caro Fernando
Vi esse detalhe do Francisco António Queiroga na árvore do filho de Pinto da Costa na obra do Embaixador Moya ribera recentemente publicada. Não tenho mesmo mais dados, mas sinceramente parece-me que ali pode ter havido uma confusão. Se a sua fonte é a que refiro, entao pode ser que se trate mesmo da mesma pessoa e o registo seja mesmo de S. Estevao. Se nao, dou a mão à palmatória, mas acho estranho um casamento de homónimos com quase homónimas num território tão pequeno e na mesma época.
Com um abraço
Manel

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#112761 | FMOB | 23 Fev 2006 15:44 | Em resposta a: #112685

Caro Manuel
Recebi hoje, dos arquivos de Vila Real, os assentos de nascimento e casamento do Francisco Antonio Queiroga.Assim, e contrariamente ao inscrito no assento de sua filha (Maria das Dores), ele era filho de Antonio José de Queiroga et de Rosa EMILIA (de CHaves, sem detalhe da Freguesia).No assento do seu casamento, reaparece Rosa Delfina como sua mãe. Teria Nascido em 7 de Janeiro de 1838 (baptizado a 13 do mesmo).Neto paterno de Bento Manoel e de Izabel Maria.Foi casado com Maria das Dores Fortuna, filha de José Joaquim Correira (ou coureiva ? - ilegivel) e de Liberata Joaquina das Dores.Casados em Chaves (Sta.Maria Maior) a 26 de Julho de 1857.
O nome do avô do Francisco não corresponde ao que eu tinha (Antonio José de Queiroga).
Como pode ver, caro Manuel, de um assento para outro ha pequenas alterações, que podem ter grandes consequências.
Recebi o primeiro dos quatro "Raizes e Memorias", que tratam das familias de Chaves. Realmente,é um trabalho fantastico. Por enquanto, ainda não me foi de grande ajuda (séculos 15 a 17, ainda não cheguei la), mas com os seguintes... espero! Seria incrivel que se viesse a saber,que o Padre Manuel de QUEIROGA Correia Carneiro de Fontoura ( citado na obra ), tinha a mesma linhagem que o Francisco!
Não quero abusar mais da sua boa vontade, mas realmente esta pesquisa torna-se cada vez mais interessante.Se me permite, vou continuando a manter o Manuel ao corrente, deste assunto.
Com os meus melhores cumprimentos
Um grande abraço
Fernando

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#112764 | FSA | 23 Fev 2006 16:23 | Em resposta a: #112761

Caros Senhores,

Minha Tetra-Avó, Antónia Meira nasceu em Chaves cerca de 1790. Casou cerca de 1815, com Francisco Luís de Oliveira, natural de Galvão, Braga.
Têm alguma notícia de algum Meira de Chaves, que me ajude recuar? Não é referida a freguesia de Chaves no assento de baptismo do filho Luís Francisco de Oliveira, meu Trisavô.

Com os meus cumprimentos,
Fernando Serrão Andrade

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#112779 | Tiago José | 23 Fev 2006 21:43 | Em resposta a: #111502

Caro Manuel

Gostaria de receber uma resposta da minha mensagem,
se nao souber nada a respeito do que falei, mande uma menagem após aminha
só dizendo que não sabe.

Desde já obrigado,

Com meus melhores comprimentos,

Tiago José

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#112892 | manelsp | 25 Fev 2006 15:57 | Em resposta a: #112779

Caro Tiago José

infelizmente nao tive oportunidade de lhe responder atempadamente e também não o fiz para ver se encontrava alguma coisa sobre os seus ascendentes, mas de facto nada possuo. Quanto ao incêndio do cartório de Chaves desconhecia-o, e confesso nada saber em relação ao que me diz acerca dos fundadores de sua cidade. Peço desculpas por não poder ajudar, mas ficarei atento ao que vou encontrando porque nunca se sabe.
Com os melhores cumprimentos
Manuel S.P.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#112893 | manelsp | 25 Fev 2006 16:00 | Em resposta a: #112761

Caro Fernando
sem dúvida um embroglio curioso. Agradeço muito a sua generosidade em ir-me informando do que descobe. Confesso que é um ramo que me interessa, muito constado mas com poucas informações. Vamos lá ver se ainda conseguimos encontrar um remoto parentesco.
até breve
com um abraço
Manel

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#113129 | Tiago José | 01 Mar 2006 02:39 | Em resposta a: #112892

Caro Manoel Sarmento Pizzaro

Eu descobri mais uma coisa sobre meu ascendente Fracisco José Maria da Ponte casado com Inocência Rodrigues da Fontoura que havia um escravo que tinha o mesmo nome dele e que provavelmente era escravo de João Gonçalves da Costa provavelmente que ajudou na construção da Igreja de N. S. da Vitória, primeira Igreja Católica de Vitória da Conquista, cuja construção foi inciada em 1803 e nas telhas há escrito 1806, terminada em 1848 com pintura do Italiano Jõao Pirazzoli, esta foi demolida em 1932 e em lugar foi contruida uma nova que é possivel ver nesse site, sendo assim com certeza Francisco José Maria da Ponte concerteza veio de Portugal antes de 1803, provavelmente entre 1780 e 1802. Sendo que eu não sei a cidade que pode ser Porto ou Chaves, pois os fundadores de Vitória da Conquista provém do Conselho de Chaves e de Montalegre. Sendo estes João Gonçalves da Costa, preto forro nascido em chaves entre 1719 e 1720 e morto em Vitória da Conquista em 1820, com 100 anos e sua esposa Dona Josefa(Josepha) Gonçalves da Costa filha de Mathias João da Costa e Clara Gonçalves da Costa, naturais de Montalegre, cujos inventários estão na cidade de Caetité, no estado brasileiro da Bahia. Segundo a doação dos terrenos de Vitória da Conquista para N. S. das Vitórias costa que Clara Gonçalves habitava o lugar que fica uma légua de V. da Conquista chamado Choça.
Há também segundo o divionário das famílias brasileiras, de Barata o nome de um Mestre de Campo chamado Manoel Rodrigues da Fontoura possivelmente no estado de Minas Gerais. E no tópico Fontouras de Chaves de fórum há uma descrição dos primeiros Fontouras na qual há alguns ramos que tem o sobrenome Rodrigues da Fontoura.
Eu também possuo um tetravô que veio de Portugal apróximadamente em 1840,
chamado José Cupertino Milton Pinheiro, mas não souberam me dizer de onde a minha tia avó, D. Leonor Pereira Silva, filha de Aurina Milton Pereira, filha de Agnelo Durval Milton Pinheiro, filho único, que nasceu na minha cidade em cerca de 1860, filha de Edhuvirges Andrade segundo minha tia fala, sendo esta filha do Padre José Joaquim de Andrade com uma amásia, Joana de Lima. Gostaria de saber se o sr. conhece alguma família Milton ou Pinheiro ou uma família com so dois nomes juntos, Milton Pinheiro.




Com meus melhores comprimentos,
Estou esperando resposta.

Tiago José

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#113192 | manelsp | 01 Mar 2006 21:51 | Em resposta a: #113129

Caro Tiago José
Lamento mais uma vez ter sérias dificuldades em ajudá-lo. Rodrigues da Fontoura só conheço os do mesmo tópico que referiu, e Pinheiro é um sobrenome muito comum, e juntamente com Milton não conheço. Peço que me desculpe por nao saber ajudar mais nem melhor.
Com os melhores cumprimentos, ao seu dispor no que souber
Manuel Sarmento Pizarro

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#113197 | Tiago José | 01 Mar 2006 22:12 | Em resposta a: #111502

Muito obrigado por sua mensagem e pela sua atenção e por responder minhas mensagens, fique com Deus, que Ele te abençõe. Assim que descobrir mais coisas te mando uma mensagem aqui no fórum pra lhe perguntar.

Eu só descobri mais uma família que eu faço parte atráves de uma especulação, pois a minha pentavó se chamava Maria Flor de Jesus e nessa época só havia cerca de 4.000 habitantes na minha cidade (1830, por aí) e no principal livro sobre a história da minha cidade (Revista Histórica de Conquista-Aníbal Lopes Viana) há a descendencia do primeiro sr. com o nome que veio habitar conquista numa cidade que já é emancipada chamada Tremedal (na época tinha o nome Tremedal dos Ferraz) ele se chamava Joaquim Ferraz de Araújo e era casado com Joaquina Ferreira Michaella, segundo o livro eles são italianos. O seu filho João Ferraz de Araújo casado com Jesuína eram os pais de uma mulher chamada Maria Flor e como eles tinha o costume de colocar o sobrenome nas mulheres Rosa de Jesus e Maria de Jesus e a cidade tinha poucos habitantes e Tremedal é junto com Anagé que foi onde nasceu o neto dela atraves da certidão do qual descobri seu nome no cartório de pessoas naturais da minha cidade pode ser que não sejam homonimas, o que o sr. acha? tem fundamento?
Gostaria de saber algo sobre a família Ferraz de Araújo ou ambos separados se o sr. souber e da famílian Ferreira. Onde posso encontrar um site parecido com esse da Itália?
O sr. disse que os Rodrigues da Fontoura que conhece só são os do tópico, como consigo saber mais? ou é dificil o ascesso a esse tipo de registro?
O sr. mora em Chaves?
Muito Obrigado,
Estou esperando resposta e me desculpe por tantas prguntas de uma só vez.

Com meus melhores comprimentos,

Tiago José

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#113731 | FMOB | 10 Mar 2006 14:26 | Em resposta a: #112893

Caro Manuel
Desculpe de mais uma vez pedir a sua ajuda, mas tenho alguma dificuldade em contactar o grupo que edita a revista "Aquae Flaviae".
Um artigo que apareceu no n° 20 (Dezembro de 1998), é de muito interesse para mim, pois trata de um escritor (entre outros), Augusto da Silva Pereira (alcunha ESSEPE), que era meu bisavô materno.
Enviei um mail para a ADRAT, mas sem sucesso.
Se o Manuel, conhece um outro meio de os contactar, muito lhe agradeço.
Um grande abraço

Fernando Branco

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#113736 | manelsp | 10 Mar 2006 16:04 | Em resposta a: #113731

conheço sim. Por favor, peça o meu contacto ao Genea, e por e-mail envio-lhe a informação.
Com um abraço
Manuel S.P.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#114014 | fertelde | 13 Mar 2006 18:16 | Em resposta a: #111761

Estimado Manuel Sarmento Pizarro:
A ver se me consegue o pedido que aqui tinha feito.
Agradecido de antemao, com os melhores cumprimentos,
Fernando de Telde

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#114048 | fcpbravo | 13 Mar 2006 23:34 | Em resposta a: #111502

Caro Fernando
Por acaso estou de passagem, unicamente por dois dias, em casa dos meus pais e vi a sua mensagem e cá lhe transmito o que falta . Segue tal e qual, sem as notas de rodapé.

XII.1 D. Maria Leite, Freira em Bragança
XII.2 Francisco Leite Velho de Morais, que segue:
e possivelmente
XII.3 Salvador Leite, que sendo alferes de infantaria teve de uma Luzia, solteira
XIII Ana, b. 12-IX-1704.

tendo enviuvado de Isabel de Morais, Gregório de Castro voltou a casar com Ana Carneiro de Morais, filha de Martim Carneiro de Morais e de sua mulher Filipa Mendes, a qual morreu a 21-III-1697, pelo que ele contraiu terceiras núpcias a 24-II-1706 com sua prima em terceiro grau D. Mariana de Ávila Teixeira, também viúva do capitão Gonçalo de Morais Castro. Ainda Era vivo a 9-XI-1707 em que foi padrinho, não deixou sucessão destas duas senhoras. Mas, segundo Felgueiras Gayo, Gregório de Castro Leite, terá tido ilegítimo:
XII.4 Miguel de Morais, com geração, que pode ser confusão com o homónimo XIII.3

XII - Francisco Leite Velho de Morais (n.c. 1675), senhor dos oitavos do Ladário, Cavaleiro de Cristo, era governador do Forte da Madalena em Chaves, quando Manso de Lima compôs "Famílias de Portugal". Sendo moço solteiro teve longa ligação com uma Antónia Pires, também solteira, moradora na Rua da Cadeia, mas natural da freguesia de Beça que lhe deu:
XIII.1 Maria, b. 27-VI-1696.
XIII.2 Francisco, b. 28-IV-1698.
XIII.3 Miguel de Morais Leite, b. 26-XII-1705 (b. 1-I-1706), que foi comissário das Mostras, e casado com Francisca Álvares da Costa, filha de Melchior Pires Alves.

Posteriormente a 12-X-1711 Francisco Leite Velho de Morais casou com D. Catarina Tereza Teixeira Pessoa, n. a 30-IX-1666 (b.7-X), filha do Mestre de Campo Simão da Costa Pessoa, Governador de Chaves, e de sua mulher D. Brites Teixeira (já falecidos em 1711), a quem nos referimos no título Vaz Teixeira (§21,IX,1); D. Catarina já era viúva de Roque Teixeira de Vargas, com quem casara a 1-I-1703, e que morrera a 15-IV-1710; Francisco Leite Velho passou a segundas núpcias a 18-VIII-1734 com D. Francisca Pereira de Miranda e Castro, filha legítima de Gaspar Teixeira de São Payo e de D. Ana Maria de Campilho, de que falámos no Título Teixeira de São Payo (§18,XI.1), e de nenhuma teve geração.

Caro Fernando, aqui acaba o capítulo de Leites Velhos de Chaves. Suponho que só era isto que lhe faltava. Espero que esteja completo. amanhã de manhã já não estarei por cá pelo que não terei acesso aos livros até à Páscoa, pelo que lhe digo que se quiser mais coisas me diga próximo dessas datas.
Com os melhores cumprimentos
Manuel Sarmento Pizarro

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#114095 | manelsp | 14 Mar 2006 16:09 | Em resposta a: #114014

Caro Fernando
respondi-lhe ontem por engano com o nome usado pelo meu pai, pelo que peço que mais alguma coisa que precise responda para esta mensagem ou outra cujo autor seja "manelsp". Desde já agradeço.
Com os melhores cumprimentos
Manel sarmento Pizarro

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#114097 | fertelde | 14 Mar 2006 16:16 | Em resposta a: #114095

Estimado Manuel Sarmento Pizarro:
Agradeço a sua disponibilidade e a resposta ao meu pedido.
Aqui fica gravado a documentaçao que me enviou.
Com agradecimento,
Fernando de Telde

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#120255 | mcchaves | 07 Jun 2006 01:42 | Em resposta a: #111502

Estou buscando informações sobre antepassados de minha familia de origem portuguesa - Freguesia de Nogueira da Montanha e de Modim de Bastos, caso alguem queira ou possa me ajudar, aguardo contato. O sobrenome em questão é Martins Chaves, por vezes Martins Lopes Chaves.

Agradeço a atençao dispensada,

Cecilia Chaves

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#123837 | fertelde | 29 Jul 2006 13:21 | Em resposta a: #111761

Estimado Manuel Sarmento Pizarro:
Volto novamente a solicitar a sua ajuda para encontrar a:
Obra a consultar: Raizes e Memórias, Familias de Chaves III...
LEITE VELHO
100- VIII- Maria Leite, filha ( possivelmente) de Amaro Alvares Leite & 99, VII...
Podemos conhecer a ascendencia deste Amaro Alvares Leite?

Grato pela atençâo,
Cumprimentos,
Fernando L.V.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#123852 | 1938 | 29 Jul 2006 17:54 | Em resposta a: #123837

Sobre os Fontoura de Chaves, talvez seja uma pista.
Temos um antepassado de Calvão, Chaves :
Gonsallo da Fontoura Xaves, casou em 1753 com Catherina Maria da Conceição, de Vila Nova da Baronia, Alvito.
Ele era filho de ?Pedro?Francisco? da Fontoura e de Domingos Pires, ambos de Calvão.
Infelizmente parece não haver assentos paroquiais de Calvão respeitantes a estas datas. Muito agradeço se também vos for possível ajudar a obter outros elementos. Os meus cumprimentos.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#165445 | tiago_8 | 21 Ago 2007 01:35 | Em resposta a: #112892

Olá Manuel Sarmento Pizzaro,
Eu descobri mais algumas coisas sobre meus parentes, o marido de Dona Inocencia Rodrigues da Fontoura, Francisco José Maria da Ponte, era filho de Manoel da Ponte e Maria da Ponte e nasceu em Braga e por conseguinte sua mulher provavelmente deve ter nascido em Braga ou cidade próxima.]

obrigado, aguardo resposta.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#168544 | tiago_8 | 25 Set 2007 23:42 | Em resposta a: #113192

Caro Manuel,

Eu gostaria de dizer que achei o testamento de Francisco José Maria da Ponte, de 1843, ano em que provavelmente ele morreu. Ele nasceu em Lisboa, não em Braga e era filho de Manuel da Ponte e Maria Roza. Foi casado em primeira núpcias com Simiana Maria, com a qual não teve filhos, depois se casou com Inocência Rodrigues Frontoura.

Obrigado, espero uma resposta.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#169963 | acmspcp | 13 Out 2007 13:22 | Em resposta a: #111761

Ola Manuel,

meu nome e Cristina Costa Pinto (por casamento), nasci no Porto mas vivo no Rio de Janeiro. Desde algum tempo que me venho a interessar por genealogia e
gostaria muito de saber algo mais sobre a minha familia materna que e de Chaves.
Minha mae (Maria Luisa Seiros Madureira e Castro * Chaves, casa da Santa Cabeca, 14.6.1935) era filha de Luis Sousa Morais Madureira e Castro que esta relacionado com a Casa de Eiriz e Vla Pouca de Aguiar), esse lado da familia paterna de minha esta bastante bem documentado, porem sei muito pouco do lado de minha avo materna: Adelaide da Conceicao de Sa Seiros Madureira e Castro, * Chaves, Casas dos Montes, 1909 e ainda viva no Porto. Estou planeando ir a Portugal no inicio de Novembro e inclusivamente a Chaves. Gostaria se possivel, que me indicasse algumas "pistas", bibliografia, que instituicoes contactar para saber mais detalhes dese ramo da familia ( cartorios? igrejas?)...
Se entretanto por acaso souber algo sobre a minha familia uma vez que parece bastante por dentro das historias das familias de Chaves, agradeco muito sua colaboracao.

Atentamente,

Ana Cristina Madureira e Castro da Silva Pereira Costa Pinto

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#169986 | manelsp | 13 Out 2007 21:25 | Em resposta a: #169963

Caríssima Ana Cristina
Tenho todo o gosto em poder ajudar, apesar de, no momento actual, a ajuda não poder ser muita. Mas cá vão umas dicas.
Espero que conheça Chaves. A casa da Capela da Santa Cabeça está muito alterada, mas mantém bem conservada, e neste momento se não me engano é pública, a capela que é visitável e uma jóia do barroco da região.
Quanto a casas na zona de Chaves há sempre a informaçao que vem do "Tombo heráldico do noroeste transmontano" do Brigadeiro Calvão Borges. Os Morais Madureira estão estudados numa série de obras entre as quais destaco "Familias transmontanas- descendencia do Palmeirim de Inglaterra" de Francisco Xavier Quadros de Moraes Sarmento, ed. Carvalhos de Basto de 2001. A Sua avó Adelaide, que suponho seja Sá Seiros, é mais complicado, sem Dúvida. Mas alguns Sá há que podem talvez ser encontrados. Procure nos artigos da revista "Raizes e Memórias da autoria do já citado Brigadeiro Calvão Borges e já agora nos do prof. Luis Melo Vaz de Sampaio "Famílias de Chaves" nos numeros, e desculpe se me engano já que cito de memória, 10 a 15. Em principio a biblioteca Nacional em Lisboa ou a Pública no Porto devem ter estas obras. Também aconselho, sempre, a consulta das "Memórias" do Abade de Baçal, obra extensa e com alguns erros, mas que, sobretudo nos tomos V e VI pode ter informaçoes pertinentes.
Todas estas obras também as pode comprar nalgumas livrarias, entre as quais permita-se-me fazer publicidade À Ferin, em Lisboa, na Rua Nova do Almada - no Chiado - e no Porto a livraria Esquina, no Foco.
Um caminho certo e com documentos é a pesquisa nos assentos de Baptismo. Para isso terá que saber a data de nascimento da sua avó e a freguesia, e depois ir à paroquia procurar o documento. Há a obrigatoriedade dos registos de baptismo com mais de cem anos passarem aos arquivos distritais - neste caso, para informações anteriores a 1907 deve deslocar-se ao Arquivo Distrital de Vila Real, para o qual pode efectuar pedidos online - basta procurar a página web em qualquer buscador. As informaçoes são dadas mas têm que ser pagas.
Espero de alguma maneira ajudar
ao seu dispor
Manuel

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#170036 | acmspcp | 14 Out 2007 21:58 | Em resposta a: #169986

Estimado Manuel,

muito obrigada pela sua rapida resposta e por todas as dicas.
Eu conheco Chaves sim, passei a minha infancia em Montalegre em casa de meus avos paternos e ia sempre no Verao para Chaves passar uma temporada em casa da minha avo materna ( Adelaide de Sa Seiros , ainda viva no Porto com 98 anos e extremamente lucida).
A minha avo vivia na "casa azul" bem no largo das Freiras, bem por cima do Bar Aurora onde se comiam os mais deliciosos pasteis de Chaves.
Tambem ia muita a quinta da familia da minha avo que fica na Casas-dos-Montes, uma casa antiga que tinha um chafariz em granito e uma fonte talhada em pedra com uma imagem de Santo Antonio, uma delicia de infancia admito agora, tomavamos banho no tanque, comiamos fruta das arvores!
Infelizmente fiquei muito decepcionada das ultimas vezes que fui a Chaves. Embora o Centro Historico estivesse bem conservado, inundam construcoes modernas mal enquadradas com as casas mais antigas de traca tradicional. O castelo foi literalmente "abafado" pela dimensao do Hotel moderno que contruiram bem ao lado.
Conheco a Casa da Capela da Santa Cabeca onde nasceu a minha mae, mas so por fora. Que interessante que me diz que se trata de uma joia do barroco. Tem minha avo uma imagem talhada em madeira de uma Nossa Senhora da Conceicao que me parece indo-europeia que se nao me engano veio dessa casa ou ate dessa capela, assim como um quadro que se contava la em casa tinha sido do telhado da capela que era todo forrado a telas. Gostaria muito de saber mais sobre essa casa e sobre as minhas raizes transmontanas , como tal vou procurar a bibliografia que me indica, ainda bem que esta disponivel no Porto onde estarei por uma semana no inicio de Novembro.

Desde ja agradeco toda a gentileza da atencao dispensada comigo e todas as pistas fornecidas, ja vou ter muito com que me entreter e agora maos a obra e toca a fazer o trabalho de casa.

Manuel, se por acaso alguma vez necessitar de algo do Rio de Janeiro ou Brasil, saiba que estarei com muito gosto disponivel para o tentar ajudar no que me for possivel.

cordialmente

Cristina

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#170052 | manelsp | 15 Out 2007 08:59 | Em resposta a: #170036

Cara Cristina
Não tem nada que agradecer, e eu só espero poder ajudar. Qualquer dúvida não hesite em perguntar. Já agora, gostava que depois comunicasse os resultados da pesquisa. Interessa-me imenso genealogia. De resto, tenho quase todas as minhas origens na Zona, entre elas Moraes Madureira, Moraes Castro e outras pelas quais suponho sermos parentes, e também alguns Sá (Sá Vilares, como poderá ver existentes na Base de Dados do Genea). Quanto ao Rio, também tenho origens por aí, mas já conhecidas. No entanto se necessitar de algo já lhe direi.
Até breve
Manel

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#170085 | mpinto | 15 Out 2007 15:12 | Em resposta a: #111761

Caro Manuel Sarmento Pizarro,

Alguma informação sobre uma família Faria, de Chaves no Sec. XIX? António Bernardes de Faria?

Agradeço desde já.

Cumprimentos,

Maurício Pereira Pinto

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181541 | João Mamed | 22 Jan 2008 21:50 | Em resposta a: #123837

Caro Fernando de Telde,

Gostaria de saber se encontrou a ascendencia de Amaro Alvares Leite.
Eu tenho um antepassado, natural de Chaves chamado Domingos Alvares Leite, nascido por volta de 1700, filho de Amaro Alvares Leite e de sua mulher Maria Velosa, casado com Joana de Morais Pizarro.
Será o mesmo Amaro?

Obrigado pela sua atenção,
Com os meus cumprimentos,
joão mamede

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181570 | manelsp | 23 Jan 2008 00:58 | Em resposta a: #181541

Caro João Mamede
ja consultou o livro "pizarros de espanha, portugal e brasil" de Jose timoteo montalvao machado? decerto ve´m lá e bem documentado, creio eu
sem mais, ao seu dispor
Manuel Sarmento Pizarro

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181580 | João Mamed | 23 Jan 2008 10:41 | Em resposta a: #181570

Caro Manuel Sarmento Pizarro,

Agradeço a sua dica.
Sabe onde posso adquirir a obra mencionada?

Meus cumprimentos,

joão mamede

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181591 | manelsp | 23 Jan 2008 12:27 | Em resposta a: #181580

Caro João Mamede
Não é assim muito facil de adquirir, mas pode sempre tentar em alfarrabistas. Foi uma edição única, do autor, em 1970. De momento não tenho nenhum exemplar comigo, mas aqui no Genea pode contactar entre outros com fcpbravo que tem em casa os exemplares. Diga que vai da minha parte: é o meu pai e pode decerto ajudá-lo!
Felgueiras Gayo, no IX volume da sua obra, p. 582, §81 N22 diz
D. Joanna de Moraes f.ª de D. An.ta de Vargas casou com D.os Alz Leite f.º de Amaro Alz. Leite e sua m.er Cat.ª de Vargas.

São estes os pais do "seu" Amaro Teixeira de Vargas de quem Felgueiras Gayo diz ter tido muita geração. Para o mais que remete Felgueiras Gayo nao chega a um acordo (quer em Pintos §182 quer no costado 7 verso do II volume quer no 86 vº do III).
No título de "Leites" do mesmo autor não encontro nada que possa encaiar aqui. Assim, remeto esperanças para o Livro de Montalvão Machado. Além desse, nao sei se o "fidalgos e morgados de Vila Real e do seu termo" de Júlio Teixeira terá algo, e pode pesquisá-lo em qualquer biblioteca.
Ao seu dispor
Manel SP

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181598 | gmg | 23 Jan 2008 13:53 | Em resposta a: #111502

Possui alguma informação Genealógica sobre estes indivíduos, nomeadamente o Fontoura, Coelho de Mello e Teixeira, aqui nomeados? Desde já agradeço.



I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:


II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".


III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697. Deste Padre houve descendência.

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181599 | gmg | 23 Jan 2008 13:53 | Em resposta a: #111761

Possui alguma informação Genealógica sobre estes indivíduos, nomeadamente o Fontoura, Coelho de Mello e Teixeira, aqui nomeados? Desde já agradeço.



I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:


II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".


III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697. Deste Padre houve descendência.

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181600 | gmg | 23 Jan 2008 13:53 | Em resposta a: #111811

Possui alguma informação Genealógica sobre estes indivíduos, nomeadamente o Fontoura, Coelho de Mello e Teixeira, aqui nomeados? Desde já agradeço.



I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:


II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".


III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697. Deste Padre houve descendência.

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181601 | gmg | 23 Jan 2008 13:54 | Em resposta a: #111892

Possui alguma informação Genealógica sobre estes indivíduos, nomeadamente o Fontoura, Coelho de Mello e Teixeira, aqui nomeados? Desde já agradeço.



I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:


II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".


III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697. Deste Padre houve descendência.

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181602 | gmg | 23 Jan 2008 13:54 | Em resposta a: #112764

Possui alguma informação Genealógica sobre estes indivíduos, nomeadamente o Fontoura, Coelho de Mello e Teixeira, aqui nomeados? Desde já agradeço.



I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:


II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".


III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697. Deste Padre houve descendência.

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181603 | gmg | 23 Jan 2008 13:54 | Em resposta a: #123852

Possui alguma informação Genealógica sobre estes indivíduos, nomeadamente o Fontoura, Coelho de Mello e Teixeira, aqui nomeados? Desde já agradeço.



I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:


II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".


III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697. Deste Padre houve descendência.

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181604 | gmg | 23 Jan 2008 13:54 | Em resposta a: #181580

Possui alguma informação Genealógica sobre estes indivíduos, nomeadamente o Fontoura, Coelho de Mello e Teixeira, aqui nomeados? Desde já agradeço.



I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:


II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".


III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697. Deste Padre houve descendência.

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181605 | gmg | 23 Jan 2008 13:55 | Em resposta a: #169963

Possui alguma informação Genealógica sobre estes indivíduos, nomeadamente o Fontoura, Coelho de Mello e Teixeira, aqui nomeados? Desde já agradeço.



I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:


II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".


III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697. Deste Padre houve descendência.

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181606 | gmg | 23 Jan 2008 13:55 | Em resposta a: #170085

Possui alguma informação Genealógica sobre estes indivíduos, nomeadamente o Fontoura, Coelho de Mello e Teixeira, aqui nomeados? Desde já agradeço.



I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:


II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".


III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697. Deste Padre houve descendência.

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181607 | gmg | 23 Jan 2008 13:55 | Em resposta a: #168544

Possui alguma informação Genealógica sobre estes indivíduos, nomeadamente o Fontoura, Coelho de Mello e Teixeira, aqui nomeados? Desde já agradeço.



I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:


II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".


III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697. Deste Padre houve descendência.

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181608 | gmg | 23 Jan 2008 13:55 | Em resposta a: #114048

Possui alguma informação Genealógica sobre estes indivíduos, nomeadamente o Fontoura, Coelho de Mello e Teixeira, aqui nomeados? Desde já agradeço.



I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:


II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".


III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697. Deste Padre houve descendência.

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181609 | gmg | 23 Jan 2008 13:56 | Em resposta a: #120255

Possui alguma informação Genealógica sobre estes indivíduos, nomeadamente o Fontoura, Coelho de Mello e Teixeira, aqui nomeados? Desde já agradeço.



I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:


II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".


III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697. Deste Padre houve descendência.

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181617 | mpinto | 23 Jan 2008 15:20 | Em resposta a: #181606

Caro Luís GMG,

Infelizmente, nunca estudei ninguém de Chaves. Apenas tive curiosidade sobre um colateral que era de lá: António Bernardes de Faria que casou com Joaquina Júlia Augusta de Vasconcelos Valente de Andrade Ferreira Pinto, minha tia bisavó. Se o caro Luís puder ajudar, agradeço.

Melhores cumprimentos,

Maurício Pereira Pinto

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181642 | gmg | 23 Jan 2008 16:49 | Em resposta a: #181617

Caro Maurício Pereira Pinto,

Agradeço a amabilidade da sua resposta. Contudo, infelizmente, também não o posso ajudar pois não disponho de elementos sobre as pessoas que indica.

Já agora, está de alguma maneira relacionado com os MEDEIROS, de Valpaços e arredores?

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181657 | João Mamed | 23 Jan 2008 18:05 | Em resposta a: #181591

Caro Manuel Sarmento Pizarro,

Obrigado pela sua ajuda.
Joana de Morais Pizarro é filha de Antónia Teixeira de Vargas (e de João Cardoso Pizarro). Casou com Domingos Álvares Leite, filho de Amaro Álvares Leite e de sua mulher Maria Velosa (e não Catarina de Vargas, pelo menos é o que consta do assento de casamento do neto José Teixeira de Vargas Leite com Isabel Mónica de Lima).
Como é que posso contactar o seu pai? Será que o vou incomodar?

Meus cumprimentos,

jm

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181705 | mpinto | 23 Jan 2008 22:39 | Em resposta a: #181642

Caro Luís GMG,

Não tenho a certeza se pergunta se eu sou relacionado com os Medeiros, de Valpaços e arredores, ou se António Bernardes de Faria. Este não sei (alias, apenas sei que casou com uma tia bisavó e era de Chaves). Eu, que saiba não sou. Por curiosidade, porque pergunta?

Cumprimentos,

Maurício Pereira Pinto

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181714 | manelsp | 23 Jan 2008 23:53 | Em resposta a: #181657

caro joao
aqui pelo forum, peça o contacto dele ao moderador dando o username que lhe indiquei. Não é transtorno nenhum.
Cumprimentos
MSP

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#181755 | gmg | 24 Jan 2008 11:25 | Em resposta a: #181705

Caro Maurício Pereira Pinto,

Pergunto, pois eu estou relacionado com os MEDEIROS e há um investigador, o Sr. António de Assis, que está a desenvolver um trabalho sobre os MEDEIROS de Valpaços e arredores, que irá ser publicado.

Conheci em tempos o Genealogista em questão, mas não tenho tido notícias dele.

Cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#182962 | fertelde | 31 Jan 2008 18:06 | Em resposta a: #181598

Caro Luis GMG:
Lamento mas nâo tenho qualquer informaçâo sobre os nomes assinalados.
Cpts
Fernando de Telde

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#182963 | fertelde | 31 Jan 2008 18:11 | Em resposta a: #181541

Caro J. Mamede:
Nâo o creio, pois o Amaro Alvares Leite que eu buscava, era para épocas anteriores, volta de 1560... Mas nâo dixa de ser curioso a coincidencia de nomes e apelido...
Quando tenha informaçâo mais completa sobre estas pessoas que indica, agradeço que me avise.. Pode haver algumas coincidencias na Joana de Morais Pizarro...
Cpts,
Fernando de Telde

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#207429 | Kodiak | 05 Set 2008 22:53 | Em resposta a: #182963

Caro confrade confrade Fernando de Telde,

Vim a saber há dias que o local de nascimentos da bisavó materna de minha mulher era:
- D. MARIA DA CONCEIÇÃO TEIXEIRA, natural da freguesia de Stª Leocádea do concelho de Chaves, baptizada por volta de 1873-77. proprietária e
casada com:
- SEVERINO DIAS, de profissão escriturário;
era filha de:
- MANOEL TEIXEIRA E
- MARIA DE JESUS TEIXEIRA

Terá, o confrade, a amabilidade de verificar nos seus dados algo que possa juntar aos meus dados familiares que são apenas estes.

A finalidade é apenas a de poder dar à minha mulher o conhecimento sobre os seus ascendentes transmontanos.
Fico-lhe muito grato ou mesmo a quem me pudesse ajudar.

Cumprimenta
António Coelho

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#207594 | fertelde | 07 Set 2008 17:13 | Em resposta a: #207429

Caro António Coelho:

Infelizmente nâo o posso ajudar. Nada tenho nos meus apontamentos referentes a ditas pessoas.
Cumprimentos,
Fernando de Telde

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#207643 | Kodiak | 07 Set 2008 22:23 | Em resposta a: #207594

Caro Fernando,
Agradeço-lhe a amabilidade da sua pronta resposta.
Paciência, um dia terei sorte.
Cumprimentos
António Coelho

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#224895 | Conde | 25 Mar 2009 19:30 | Em resposta a: #111502

Procuro um João de Quiroga casado em Cimo de Vila, Chaves com Teresa de Morais. Alguém conhece? Andam pelo final do século XVIII.
Agradeço muito.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#224931 | fertelde | 26 Mar 2009 11:38 | Em resposta a: #224895

Caro Conde:

Há um Joâo Quiroga Teixeira, mas nâo tenho agora aqui os datos.
Verei se é este que procura.

Cumprimentos,

Fertelde

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#224934 | Conde | 26 Mar 2009 12:09 | Em resposta a: #224931

Já sei mais: O João de Quiroga casou a 22.5.1771 em Cimo de Vila, Chaves, com Teresa de Morais, filha de Sebastião de Morais, de Dadim e de s.m. Maria Fernandes e ele era , por sua vez, filho de Matias de Quiroga e de sua mulher Maria Madalena Gonçalves (ou Rodrigues) Varela.
Muito agradeço a sua ajuda.
Cumprimentos.

Resposta

Link directo:

Família Marra

#224944 | Lourval | 26 Mar 2009 15:37 | Em resposta a: #111502

Caros colegas,

Alguém conhece uma família Marra em Chaves, cerca de 1700?

Abraços
Lourval

Resposta

Link directo:

Dinis, de Seara Velha.

#224950 | tfp | 26 Mar 2009 16:39 | Em resposta a: #111761

Caros confrades,

Procuro interessados em trocar informações sobre os Dinis de Seara Velha:

Francisco Dinis cc Andresa Gonçalves em 1699 (Seara Velha)

Agradeço antecipadamente

Com os melhores cumprimentos

Tiago Faro Pedroso

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#224966 | magno | 26 Mar 2009 21:55 | Em resposta a: #111502

Alguém conhece os Aguieiras de Argemil, Travancas, Chaves ?

E das Assureiras de baixo, alguém tem parentes?

Alguém tem conhecimento de algumas minas perto de Roriz, e de algum acidente que terá vitimado mineiros por volta de 1914 ?

Qualquer relação com estas terras será sempre óptimo trocar impressões.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#285010 | magno | 18 Ago 2011 18:16 | Em resposta a: #224966

Renovo pedido.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#285188 | gigimw | 20 Ago 2011 18:27 | Em resposta a: #111892

Falando em familia Fontoura, minha trisavo era Leopoldina Fontoura, casada com Joaquim Pereira da Rocha Paranhos. Ele deve ter nascido no Rio, mas o registro dela foi encontrado em Santa Catarina. Quem quiser trocar informacoes, procure-me.

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#323336 | mad11942 | 17 Fev 2013 15:38 | Em resposta a: #170052

Caro Senhor,
Tem por acaso alguns elementos sobre a familia Moraes Madureira, sem ser aqueles que constam no livro Familias Transmontanas de Francisco M. Sarmento?
Em caso afirmativo muito grato ficarei se fizer o favor de mos facultar.
Melhores cumprimentos,
Manuel Madureira

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Chaves

#324671 | manelsp | 04 Mar 2013 19:59 | Em resposta a: #323336

Caro Manuel

Desculpe, mas não! já viu o Abade de Baçal? cumprimentos

Resposta

Link directo:

Familias de Chaves

#363801 | joso.o | 26 Nov 2015 11:35 | Em resposta a: #111502

Bom dia!

Algum dos confrades aqui têm alguma informação sobre FELIZBERTO DA SILVA, nascido entre 1780 e 1800 e b. na freguesia de Santa Maria Maior, Chaves, c.c JULIANA DE SOUSA a 10.05.1818, em Bragado, V.P.A. e filho de JOSÉ DA SILVA e ANNA ESCOLÁSTICA, supostamente da mesma freguesia.

Resposta

Link directo:

Familias de Chaves

#363803 | mad11942 | 26 Nov 2015 13:00 | Em resposta a: #324671

Caro Senhor,
Como só agora vi a informação de que tem as suas raízes na família Moraes Madureira, gostaria de saber se haverá alguma ligação com os Moraes Madureira Osório.
Cumprimentos
Mad1

Resposta

Link directo:

Familias de Chaves

#371534 | mad11942 | 05 Jul 2016 19:34 | Em resposta a: #170052

Caro Confrade,
Será que a seu ramo dos Morais Madureira tem a ver com a ascendência dos Morais Madureira Osório?
Procuro genealogia deste ramo, sobre Francisco (Magalhães) Morais Madureira (Osório).
Mad1

Resposta

Link directo:

Familias de Chaves

#439450 | Dani Dias | 18 Fev 2022 18:03 | Em resposta a: #182963

Caro Fernando de Telde e J. Mamede

Também procuro informações sobre Amaro Alvares Leite de Chaves que é pai de Mécia Alvares Leite que casou com Gonçalo Couraça.
Agradeço toda ajuda com informações

Cumprimentos,

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 02 Fev 2023, 14:54

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen