Sites de famílias da Andaluzia

Este tópico está classificado nas salas: Informática | Hispânia

Sites de famílias da Andaluzia

#11941 | rafael mião | 27 Out 2001 18:01

Ex.MOS Senhores
O pedido de informação pedido no tópico -"site de Genealogia da Galiza"sobre famílias andaluzas ,ficará melhor(peço desculpa pelo lapso cometido),independente como tópico novo e aqui as respectivas informações.
Com os melhores cumprimentos
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#11947 | MCN | 27 Out 2001 19:37 | Em resposta a: #11941

Caro Rafael Carvalho,

Experimente os seguintes sites:

http://www.andalucia.cc/habis/ - Habis Andalucia GeneWeb - É um site generalista mas tem alguns links com interesse.

http://www.andalucia.cc/adn/index.htm - Andalucia Documentos y
Narraciones - Como o nome indica, documentação histórica sobre a Andaluzia.

http://mendoza.alcarria.com/index.htm - Los poderosos Mendoza - Sobre a família Mendoza

http://antonioalfaro.tripod.com/El Apellido Alfaro - Contém varias informações sobre este apelido; alguns dos seus membros foram "veintecuatros" de Sevilha.

Há ainda o congénere espanhol do GP, El Anillo de Genealogia Hispana, em http://www.elanillo.com

Cumprimentos,
Miguel Centeno Neves

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#11948 | MCN | 27 Out 2001 19:43 | Em resposta a: #11947

Na mensagem anterior ficou errado o link para a página sobre o Apelido Alfaro que é:

http://antonioalfaro.tripod.com/


MCN

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#11953 | rafael mião | 27 Out 2001 21:23 | Em resposta a: #11947

Caro Miguel Centeno Neves
Agradeço-lhe muito a sua valiosa ajuda.
Fico ao dispor no que souber.
Cumprimentos amigos
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#11962 | MCN | 28 Out 2001 00:44 | Em resposta a: #11953

Caro Rafael Carvalho,

Gostaria ainda de lhe recomendar ainda o site

http://www.linajes.com/

onde encontrará uma vasta genealogia com vários membros das famílias que procura e links para uma editora com alguns títulos sobre a nobreza andaluza:

- "Casa de Aguayo y líneas que se derivan de ella desde que se conquistó Andalucía por el Santo Rey Fernando III hasta el presente"

- "Los Caballeros Veinticuatro de la Ilustre Archicofradía del Santísimo Sacramento de la Muy Noble Ciudad y Gran Puerto de Santa María"

- "La Nobleza Sevillana a través del Privilegio de Oratorios"

- "Padrón de Nobles e Hijosdalgos de la Ciudad de Sevilla en el siglo XVIII"


Tenho feito investigação genealógica na Andaluzia, em particular em Villanueva de los Castillejos, província de Huelva. Desta povoação e de outras vizinhas (El Almendro, Alonsno, etc.) passaram a Portugal várias famílias no início do séc. XIX (Barba, Barbosa, Barroso, Cano, Carrasco, Centeno, Delgado, Féria, Formosinho, Hidalgo, Macias, Orta, Rojo, etc.).

Cumprimentos,
Miguel Centeno Neves

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#11988 | rafael mião | 28 Out 2001 15:55 | Em resposta a: #11962

Caro Miguel Centeno Neves
Não há dúvida que é entendido também sobre famílias espanholas ,assim venho outra vez pedir-lhe mais informações:se tem conhecimento de-Guerreros ,da casa de Alcaraz e os de Almendralejo (ao que parece estes tinham a chefia dos Guerreros ,da referida Casa))e onde fica -Torre de Alba-Ruiz.Os de Portugal,provenientes da referida Casa de Alcaraz ,ao certo não se sabe(supõe-se)quem detém a chefia da família-Guerreiro de Gusmão.Pode até ser um ramo ignorado ou,presentemente, completamente decaído.
Cumprimentos amigos
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#12000 | MCN | 28 Out 2001 20:41 | Em resposta a: #11988

Caro Rafael Carvalho,

Sobre os Guerrero creio que quem lhe poderá dar mais informações é Luís Soveral Varella, que tem estudada a descendência de Alvaro Guerrero, rico-homem de Afonso VII de Leão. Há um tópico sobre o assunto aqui no GP.
A descendência de Alvaro Guerrero está na base de dados "Roglo", de Daniel de Rauglaudre, em:

http://geneweb.inria.fr/roglo?lang=pt;i=30904

Há um forum proprio sobre a família, em:

http://genforum.genealogy.com/guerrero/

Não sei onde fica Torre de Alba-Ruiz.

Cumprimentos,
Miguel Centeno Neves

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#12014 | rafael mião | 29 Out 2001 00:28 | Em resposta a: #12000

Caro Miguel Centeno Neves
Renovo os meus agradecimentos,pelas valiosas informações enviadas.Como diz para eu entrar em contacto com o Luís Soveral Varella não é necessário,porque além de meu parente e conhecido pessoalmente é meu amigo e por falar no -Roglo-o qual eu não consultava há muitos meses vejo que o meu nome,melhor: o meu pseudónimo que uso há anos em trabalhos meus ainda lá figura,pois o Luís Varella teve a amabilidade de incluir-me,porque lhe dei algumas informações sobre os-Guerreiro de Gusmão-e o -Bernardo de Gusmão-que lá aparece sou eu,mas como continua ainda entre parênteses achei que devia fazer-lhe esta advertência uma vez que conhece a mencionada página do site respectivo.
Com os melhores cumprimentos
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#12039 | artur41 | 29 Out 2001 13:39 | Em resposta a: #12014

Caro Rafael Carvalho


É de louvar a iniciativa. No caso dos Camisão, sei que António Martinz
Camizão(o filho de de Cristóvão Gomes Camizão) era das "primeiras pessoas de Alfaiates". Sua filha Maria Martinz Camizona casou com Roque Landeiro Pereira, e foram viver para Sam Martinho de Salrreo, do Bispado de Coimbra.



Cumprimentos

Artur Camisão Soares

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#12111 | marsousa | 30 Out 2001 20:45 | Em resposta a: #11962

Caro Miguel Centeno Neves

Peço desculpa pela intromissão.

Tenho estado atenta a este tópico sobre sites de famílias da Andaluzia pois tenho antepassados de várias famílias originárias dessa região que passaram ao Alentejo e Algarve.

Chamou-me especialmente a atenção a referência a Villanueva de los Castillejos.

Acontece que dois irmãos de minha trisavó, D. Maria Francisca Travassos de Arnedo, de Tavira, casaram com descendentes da Família Féria de Mendonça:

D. Maria da Encarnação Travassos de Arnedo casou em 1845 com António Féria de Mendonça, cujos avós paternos e maternos eram de Villanueva de los Castillejos.

António Alexandre Travassos de Arnedo casou em 1847 com D. Olímpia Adélia Marques Neves cujos avós maternos eram também da Família Féria de Mendonça, aliás eram os avós paternos do António Féria de Mendonça que casou com a referida D. Maria da Encarnação, irmã dele.

Estas ligações à Andaluzia não são de estranhar, já que a referida minha trisavó e seus irmãos têm ascendência andaluza por parte do pai, Luís José de Arnedo, descendente das famílias Arnedo, Navarro, Nuñez, de la Peña e Velasco.

Pedia-lhe o favor de que, caso tenha encontrado alguns destes apelidos nas suas pesquisas, me dissesse alguma coisa.

Cumprimentos

Maria Manuela Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#12313 | MCN | 03 Nov 2001 03:19 | Em resposta a: #12111

Cara Maria Manuela Pereira,

Os nomes que refere são-me familiares: António Féria de Mendonça Sénior (casado com D. Joana Féria de Mendonça) e seu filho António Féria de Mendonça Júnior (casado com Maria da Encarnação Travassos d'Arnedo) venderam em 1851 uma propriedade em Tavira (Quinta da Cara de Pau) a meu 5º avô, Juan Rodríguez Gómez Centeno.

Estes Féria de Mendonça são efectivamente oriundos de Villanueva de los Castillejos, embora não tenha o desenvolvimento da sua ascendência, por prioridades de investigação. Creio no entanto que o apelido composto data de meados do séc. XVIII.

Domingo Féria de Mendoza foi da governança daquela povoação, pelo menos em 1810, data em que os franceses entraram na vila e provocaram as maiores destruições. Foi nessa altura que várias famílias se refugiaram em Portugal. Como escreveu o Padre Emilio Rodríguez, da povoação vizinha de El Almendro, «entonces fué, quando se desmenbró esta población, emigrando casi todo su vecindario á otros pueblos donde no se dejaba sentir el azote de la guerra y muy especialmente al vecino Reyno de Portugal, en donde los más acaudalados, abandonando para siempre sus moradas, se establecieron y fijaron definitivamente su residencia» e acrecenta que os que fugiram «constituian la parte de la población más rica, quedando esta Villa despoblada y en la mayor ruina».

Os Féria Mendoza entrelaçam-se com diversas famílias de que descendo. Seguem-se os apontamentos que deles tenho:

- Isabel Santiago Rodríguez Fermosiño (aportuguesado para Formosinho), nasc. em V.N.C. a 24/7/1794, fª de Sebastián Rodríguez Fermosiño Rubio e María Josefa de Orta y Gazápo (meus 7.os avós) casou em Santa Catarina da Fonte do Bispo, Tavira, a 27/11/1816, com Diego Féria de Mendoza, fº de Domingo Féria de Mendoza e de Maria Antonia Domínguez Zamorano, neto pat. de outro Domingo Féria de Mendoza e de María Domínguez Romera, e neto mat. de Diego Domínguez Zamorano e Margarita Domínguez Pega.

- Antónia Joana Guerreiro Vieira, nasc. em Lepe, Huelva, fª de Luis António Guerreiro Vieira e de Catalina Aurora Cano (meus 6.os avós), casou a 30/10/1841, em Tavira, com Diego Féria de Mendoza, viúvo da anterior Isabel Santiago Rodríguez Fermosiño.

- Bartolomé Alvarez Barbosa, nasc. em V.N.C. a 24/8/1794, fº de Rafael Alvarez Barbosa Féria e de Josefa Gómez Fermosiño (meus 7.os avós, os quais eram primos em 4º grau), casou c. 1815 com Rafaela Barbara Féria de Mendoza, filha de Domingo Féria de Mendoza e de Maria Antonia Domínguez Zamorano, atrás mencionados.

- João Martins da Graça Maldonado, notário em V. R. St. António, fº de José Fernandes e de Nicolaça Maria, neto mat. de João Martins da Graça Maldonado e Antonia Moniz (meus 8.os avós) casou 2.a vez a 18/9/1841 em Tavira, com Maria da Conceição Antónia Alvarez Barbosa, fª dos anteriores Bartolomé Alvarez Barbosa e Rafaela Bárbara Féria de Mendoza.

Estas famílias têm comportamentos muito curiosos quando entram no nosso país: durante as primeiras gerações apenas casam umas com as outras, ou dentro da mesma família: não é estranho assistirmos a tios casarem com sobrinhas ou primos-direitos entre si...

Neste momento não lhe posso avançar mais elementos sobre Férias de Mendoza. Tenho no entanto muita documentação ainda por analizar, nomeadamente os índices paroquiais de V. N. Castillejos.

Cumprimentos,
Miguel Centeno Neves

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#12359 | marsousa | 03 Nov 2001 22:52 | Em resposta a: #12313

Caro Miguel Centeno Neves

Muito agradeço as informações que me forneceu.

Como lhe disse os Féria de Mendonça ligaram-se à minha família pelo casamento dos meus referidos tios mas não são meus antepassados.

António Féria de Mendonça casou a 7-6-1845 em S. Maria, Tavira, com D. Maria da Encarnação Travassos de Arnedo ( filha do Ten. Luís José de Arnedo e de sua 2ªmulher -ele casou três vezes- D. Maria Francisca Travassos, n. p. de Cláudio Francisco de Arnedo Velasco e de Maria do Carmo de Torres e n.m. do Ten.-cor.Jacinto Alexandre Travassos e de D, Maria Teresa de Sousa de Abreu), era filho de outro António Féria de Mendonça e de Joana Féria de Mendonça, n. p. de Domingos Féria de Mendonça e de Maria Antónia Domingues, n. m. de Francisco Féria de Mendonça e de Maria Jerónima

António Alexandre Travassos de Arnedo casou a 25-7-1848 em S. Maria, Tavira com D. Olímpia Adélia Marques Neves, f. de Joaquim António Neves, n. de Valongo e de Maria D.... Féria de Mendonça, n.p. de João António Neves e de Maria Marques e n. m. de Domingos Féria de Mendonça e de Maria Antónia Domingues

Creio que este casal, Domingos Féria de Mendonça e Maria Antónia Domingues será o mesmo que referiu como Domingo Féria de Mendoza e de Maria Antonia Domínguez Zamorano. (Eu tenho os nomes à portuguesa como vêm nos registos de casamento dos netos).

A minha avó D. Maria Francisca Travassos de Arnedo que casou a 16-6-1853 (um dos padrinhos é ... António Féria de Mendonça) não seguiu o exemplo dos irmãos pois na ascendência (que tenho muito estudada) do marido, natural de Portimão, apenas até agora descobri um antepassado espanhol, mas é da região de Valência. Outros terão também vindo de Espanha, como sugerem os apelidos Camacho e Aragão, mas em épocas muito remotas.

Quanto às famílias que referi, Arnedo, Velasco, etc., tal como os Féria de Mendonça, ligam-se muitas vezes a outras famílias espanholas durante gerações e até há vários casamentos entre elementos da mesmas família. Estas famílias são de regiões perto da fronteira, Ayamonte e Lepe, por exemplo, e vêm para Alcoutim, Mértola, Castro Marim e só posteriormente para Tavira.

Reparei que na sua página sobre os Centenos faz referência ao Genealogista Ernesto Ferreira Jordão.

Há algum tempo li um trabalho feito por ele sobre um meu antepassado de Tavira, Pedro de Sousa de Abreu e Siqueira (ou Pedro de Sousa de Sequeira, como vem na HGCRP). Aí pude encontrar muitos nomes de antepassados e outros familiares.

Curiosamente a minha avó D. Maria Francisca era neta de D. Maria Teresa de Sousa de Abreu a qual era trineta de Pedro de Sousa de Abreu e Siqueira.

Dado o evidente grande conhecimento de Ernesto Ferreira Jordão sobre famílias algarvias, tenho tentado encontrar outros trabalhos do mesmo Genealogista sobre esse assunto, mas nada consegui.

Já agora, se conhecer algum não deixe de me informar, por favor.

Cumprimentos

Maria Manuela Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#22741 | RCRCA | 11 Jun 2002 10:55 | Em resposta a: #11962

Exmo Senhor

Venho pedir-lhe a sua ajuda para pesquisas na Andaluzia e, em particular, na província de Huelva. Um dos meus costados ( 3os. avós) é natural de Minas de RioTinto, Huelva. Terão nascido entre 1830 e 1840 (calculo eu) dado que a minha bisavó nasceu em 1867.
Sei que Minas de RioTinto sofreu uma série de vicissitudes em termos de autonomia administrativa e não sei onde estarão os seus arquivos da época que me interessa (anteriores a 1840), se em Nerva, se em Zalamea la Real, se em Huelva. Gostaria de pedir a sua ajuda nesse sentido, caso o possa fazer.
Aproveito também para lhe perguntar se, nas suas pesquisas, encontrou algum registo dos apelidos Cabeza de Vaca Uberte e Velez Gil.
Agradeço desde já qualquer "pista" que me possa ajudar e apresento os meus melhores cumprimentos,
Rita Cabeça Ramos

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#23128 | MCN | 19 Jun 2002 10:17 | Em resposta a: #22741

Cara Rita Cabeça Ramos,

A investigação genealógica na Andaluzia não é fácil: os registos paroquiais matêm-se à guarda dos párocos locais, que muitas vezes não permitem a sua consulta (Emílio Ceto, um genealogista espanhol anda há anos a tentar consultar os registos de Puebla de Guzmán, sabe que há livros desde o séc. XVII, mas o pároco desmente-o...); muitos dos notariais estão "desaparecidos" (ou omissos nos inventários existentes o que é o mesmo).

Quanto às Minas de Rio Tinto pouco sei. Recomendo-lhe que adira ao fórum Huelva-Gen criado recentemente e onde encontra vários investigadores interessados na região de Huelva

http://es.groups.yahoo.com/group/Huelvagen/

Cumprimentos,

Miguel Centeno Neves
Lisboa

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#23130 | RCRCA | 19 Jun 2002 10:32 | Em resposta a: #23128

Caro Miguel Centeno Neves

Muito obrigada pela sua resposta. Agradeço a sua sugestão, que seguirei.
Atrevo-me ainda a maçá-lo com mais uma questão:
Recebi ontem o assento de baptismo da minha bisavó (que nasceu em Portugal, mas descende de andaluzes). Esta minha bisavó tem, como apelido materno Velez. No entanto, no assento referido, o apelido dos seus avós maternos figura como Velle. A minha dúvida é se Velez é uma derivação "moderna" de Velle (o que não me parece) ou se terá havido uma alteração certamente intencional, de alteração do apelido?
Agradeço a sua opinião.
Cumprimentos
Rita
(Lisboa)

Resposta

Link directo:

RE: Sites de famílias da Andaluzia

#23132 | MCN | 19 Jun 2002 10:50 | Em resposta a: #23130

Não sei se é o caso, mas por vezes os párocos portugueses parece que tinham dificuldade em escrever os nomes ou apelidos espanhóis. Tenho o caso do apelido Cano, que surge em registos paroquiais portugueses como Docano ou Ocano...
ou uma senhora cujo nome próprio era María de la Bella e que surge num registo como Maria Velha... Depois há o "aportuguesamento" puro e simples dos apelidos, como é o caso de Formosinho para o espanhol Fermosiño, ou Janes para o espanhol Yañez.

Em relação aos seus Velez e Velle procure encontrar mais elementos documentais que lhe permitam concluir o que se passou.

Cumprimentos,
Miguel Centeno Neves

Resposta

Link directo:

Sites de famílias da Andaluzia

#434616 | Cmgaa | 22 Jun 2021 00:00 | Em resposta a: #11941

Boa noite,

Fiquei a saber que a minha trisavó pode ter fugido de El Almendro, o apelido é Corpas? E também tem Ávila, alguém consegue ajudar?

Obrigada

Resposta

Link directo:

Sites de famílias da Andaluzia

#436263 | SamJones | 14 Set 2021 16:22 | Em resposta a: #434616

loooooooool [url=https://geneall.net/pt/forum/11941/sites-de-familias-da-andaluzia/#a434616]loooool[/url]

Resposta

Link directo:

Sites de famílias da Andaluzia

#436264 | SamJones | 14 Set 2021 16:23 | Em resposta a: #11941

looooooooooooool ...

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 08 Dez 2021, 01:08

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen