Pedido a investigadores de Lagoa

Este tópico está classificado nas salas: Pessoas | Arquivos | Regiões

Pedido a investigadores de Lagoa

#153184 | nunoinacio | 21 Abr 2007 00:09

Boa noite!

Procuro o casamento de Pedro André com Isabel Maria, que terá ocorrido antes de 1810 (ano do nascimento do seu filho Henrique Pereira).

Pedro André é espanhol, originário de Salamanca e necessito do nome dos seus avós para iniciar buscas na Catedral de Salamanca.

O problema é que desconheço o local do casamento, uma vez que Pedro André e os progenitores são Espanhois. Isabel Maria é natural de Lagoa, filha do Alferes Daniel Henriques, natural de Lisboa e de Francisca da Conceição de Pêra.

Os filhos de Pedro André e Isabel Maria são naturais do Algoz (o mais velho) e de Alcantarilha (os mais novos)

Temos assim que o casamento poderia ter ocorrido em Salamanca (terra do noivo), Lagoa (terra da noiva), Algoz (terra do 1º filho), Alcantarilha (terra dos restantes filhos).
Em Salamanca, não foi encontrado o assento de casamento, pelo que acho mais provável que tenham casado em Lagoa.

Agradeço qualquer informação

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#153352 | nunoinacio | 22 Abr 2007 20:37 | Em resposta a: #153184

Caros confrades

Apesar de ser entendivel, gostaria de salientar que a localidade de Lagoa a que me refiro é a cidade de Lagoa, no Algarve.

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187146 | judiaria | 06 Mar 2008 15:43 | Em resposta a: #153184

Caro Nuno

Em Lagoa não se encontrou nada. O mais provável é o Algoz,cujos livros se encontram quase todos no AD faro.


Cumprimentos

Joaquim Reis

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187179 | melisa | 06 Mar 2008 18:34 | Em resposta a: #153184

Caro Nuno

Então como está?

Como sabe, não fiz qualquer estudo nos paroquiais de Lagoa pelo que não tenho quaisquer elementos.

No entanto e dado a origem espanhola de Pedro André quem sabe se no seu casamento não foi utilizado outro nome.

Não sei se já reparou que o nosso confrade Oscar Barroso colocou na Net os registos de casamento de Lagoa que poderão ser consultados em :

http://www.rebordelo.net/genealogia/

Como até sabe o nome dos pais dos nubentes porque não tenta o Nuno encontrar?
Ás vezes o próprio encontra referências que aos outros escapa...

Beijinhos à Graça e à Vitória

Um abraço da
M.Elisa

PS : Quando é que aparecem?

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187215 | nunoinacio | 06 Mar 2008 21:19 | Em resposta a: #187179

Boa noite, caros Melisa e Judiaria

Antes de mais, quero agradecer a atenção de ambos, mas esta mensagem está ultrapassada.
O Pedro André casou em Alcantarilha e é o Espanhol que me levou a Salamanca e cuja ascendencia já enviei ao caro confrade Judiaria por ser seu ascendente colaterar.

Cara Maria Elisa

Felizmente consegui fazer todas as cadeiras por frequencia (só me falta receber uma, mas acho que está feita, pois estou com média de 14 de avaliação contínua), pelo que estarei de férias (nocturnas) até dia 24 de Março.
Estava a pensar em lhe ligar no Sábado à tarde para tomarmos um café.
Acabei a digitalização da freguesia de Porches, pelo que lhe posso emprestar os microfilmes. Há muitas relações com Alcantarilha e com Lagoa nesta freguesia e, imagine, encontrei um casamento de ascendentes meus de Porches que, em fim de linha, vão dar ao Alferce, numa geração ainda mais antiga do que aquelas que já tinha dessa freguesia. Também encontrei um casamento em Porches que vai ligar aos Martelos do Alferce/Monchique.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187221 | zmcm | 06 Mar 2008 22:05 | Em resposta a: #187215

Caro Nuno Inácio e Maria Elisa:
Estou em falta convosco relativamente á troca das digitalização de SBM, até á data não me foi possível ir ao Algarve mas conto ir até final do mês de Março.
Nuno: tenho muito interesse em Lagoa, pode arranjar-me esses ficheiros?

obrigado e cumprimentos,
Miguel Cabrita Matias

PS - Nuno pode transmitir esta minha mensagem á Maria Elisa? agradeço-lhe e diga-lhe que não estou esquecido mas tem sido impossível para mim.

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187223 | melisa | 06 Mar 2008 22:24 | Em resposta a: #187215

Caro Nuno

Os meus parabéns pelo sucesso escolar.

Claro que sei quem foi Pedro André, não me recordava é que já tinha encontrado o seu casamento.

Em relação a sábado à tarde não será possível, pois o meu tio faz nesse dia 90 saudáveis anos e temos combinado um almoço de família que certamente se irá prolongar.

Se tiver hipótese podemo-nos encontrar à noite.

Relativamente aos Martelo/Metelo gostaria de ter os dados.

Agradeço a disponibilização dos microfilmes, mas não será para já que irei "vê-los" pois continuo de volta de Alte.

Cumprimentos

M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187229 | melisa | 06 Mar 2008 22:35 | Em resposta a: #187221

Caro Miguel Cabrita Matias

Em relação às digitalizações não se preocupe. Quando vierem serão bem vindas! Mas como disse anteriormente ao Nuno ainda continuo de volta de Alte.

Logo que esteja mais avançada espero colocar no respectivo tópico algumas conclusões que tirei.

Tendo lançado todos os casamentos e baptizados (destes os possíveis) mais antigos,

Comecei agora a lançar sistematicamente os que começam em 1694, e a tentar relacionar esta geração com os mais antigos, o que muitas vezes não é possível por faltarem cerca de 40 anos de casamentos.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187230 | nunoinacio | 06 Mar 2008 22:42 | Em resposta a: #187221

Caro Miguel Matias

Agradeço a atenção.
Arranjo-lhe os CD's com as digitalizações de Porches.
Agradeço que me avise com antecedência, para fazer as cópias.
Caso não seja possível que nos encontremos pessoalmente, por diferenças de horário, entrego-os à Maria Elisa, que certamente não se importará de lhos entregar.
Se tiver alguma questão em particular, posso ver se já tenho algo na minha base de dados.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187233 | ligiap | 06 Mar 2008 23:02 | Em resposta a: #187215

Caro Nuno Inácio,

Seria possível saber a que microfilmes se refere?
Conhece algum modo de requisitar e digitalizar para mais fácil consulta?
Agradecia imenso qualquer esclarecimento que pudesse dar.

Cumprimentos,

Lígia Portovedo

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187235 | zmcm | 06 Mar 2008 23:14 | Em resposta a: #187229

Cara Maria Elisa:
Obrigado pela mensagem....estou em falta consigo e o Nuno mas a minha vida profissional além de andar muito complicada não se proporcionou para já a ída ao Algarve que tinha prevista.
conto ir ainda este mês e caso não se verifique enviar-lhe-ei um CD por correio.

cumprimentos,
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187236 | zmcm | 06 Mar 2008 23:33 | Em resposta a: #187230

Caro Nuno:
Tenho algumas questões mas a principal é a ascendência de uma Francisca Cabrita que casa em Porches a 20-8-1621 com o Cap. André Martins(testemunhas do casamento Miguel Raposo Mexia e Francisco Álvares). Creio ter visto o registo de casamento e não mencionar os pais, além desta dificuldade tenho ainda por informação prestada por terceiro como filho deste casal o Cap. Manuel Martins Cabrita que foi casado com Inês de Oliveira ( c. 1682) natural de Albufeira e filha de Francisco Gonçalves de Oliveira e de Margarida Coelho.
Acontece que apanhei no ADF há algum tempo o testamento do Cap Manuel Martins Cabrita e que menciona que a dita Francisca Cabrita e seu marido André Martins são seus avós ( e não pais como informação dada), e como nada menciona relativamente aos pais falta-me uma geração no meio: quem eram os pais do dito cap. manuel Martins Cabrita e qual dos pais era filho de Francisca Cabrita e André martins...

Nunca encontrei o casamento de Manuel Martins Cabrita com Inês de Oliveira provavelmente porque a noiva era de Albufeira e terão casado lá, mas confesso que a busca não foi exaustiva....

Se por acaso tropeçar nestes casais e conseguir alguma informação fico-lhe grato.


A questão da ascendência desta Francisca Cabrita também me intriga: ela terá nascido por volta de 1600 e além dela não vejo mais Cabritas em Lagoa nesta altura ao que deduzo que terá nascido noutro lado.
Como tenho em estudo há já alguns anos um trabalho sobre Cabritas do Algarve, esta é uma das peças importantes que me levarão a outras questões que tenho por resolver...

esta Francisca Cabrita aparece como testemunha num processo de HSO (já com cerca de 80 anos) de um Negreiros/Negrão de Albufeira (não tenho á mão o apontamento) mas também aqui não identifiquei qualquer ligação....

obrigado e cumprimentos,
Miguel Cabrita matias

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187237 | nunoinacio | 06 Mar 2008 23:34 | Em resposta a: #187233

Boa noite, cara Lígia

Refiro-me aos microfilmes que se encontram na Torre do Tombo, onde podem ser adquiridos.

Para digitalizá-los, basta adquirir um scaner que tenha a função de digitalização de negativos fotográficos e fazer a digitalização da imagem. Depois é só ampliar.

Quanto ao método de digitalização é o que preferir, se tiver muito tempo disponivel e paciência digitaliza assento a assento, como em qualquer documento, se não, pode digitalizar até 12 imagens de cada vez, porque ao ampliar não perde muita qualidade.
O scaner pode ser adquirido por c. de 100 Euros e os microfilmes custam c. de 20 Euros.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187344 | nunoinacio | 07 Mar 2008 21:35 | Em resposta a: #187236

Boa noite, caro Miguel Matias

Também eu descendo do casal André Martins/Francisca Cabrita, pelo menos por dois ramos.

O André Martins foi crismado em 1622, sendo seu padrinho de crisma Miguel Raposo.

Confirmo a data do casamento e a ausência do nome dos pais no mesmo.

Estive a visualizar os óbitos de Porches e apenas encontrei um Martins a falecer poucos anos antes do casamento do André Martins. Acredito que possa ser o ascendente deste, mas ainda não perdi tempo a analisar esses dados concretos. Logo que tenha mais alguma informação digo-lhe.

Quanto ao Manuel Martins Cabrita/Inês de Oliveira, nada tenho relativamente aos mesmos. Como filhos do André Martins, tenho:

Alferes André Martins Cabrita (meu ascendente) /1 - Maria da Conceição / 2 - Maria da Silva Cabrita (esta, filha de Miguel da Silva e Catarina dos Santos)

João Martins / Catarina Adães (filha de Afonso Gonçalves e Margarida Adães)

Domingas Cabrita / Domingos Martins (filho de Domingos de Matos e Constança Nunes)

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187360 | zmcm | 07 Mar 2008 22:59 | Em resposta a: #187344

Caro Nuno:
Miguel da Silva casado com Catarina dos Santos mencionado na sua mensagem é Miguel da Silva Mexia natural de Lagoa e filho de Gaspar Raposo Mexia e de Isabel Botto moradores em Lagoa, foi casado em 1ªs nupcias com Isabel Bentes de Lagoa e casou em 2ªs núpcias com Catarina dos Santos em SBM em 31-7-1684. Esta Catarina dos Santos era filha de Pascoal Dias e de Ana Gomes.
Do segundo casamento de Miguel da Silva Mexia teve pelo menos a sua Maria da Silva Cabrita e José da Silva Cabrita.

Tem a certeza que o seu Alferes André Martins Cabrita era filho de André Martins e de Francisca Cabrita? se assim é deve ter casado tarde pois os supostos pais casaram em 1621 e ele terá casado com a dita Maria da Conceição por volta de 1670 (50 anos depois??) e com Maria da Silva Cabrita em 29-3-1705 ( teria cerca de pelo menos 70 anos).

desconhecia a existência deste Alferes André Martins Cabrita e tenho como filhos do casal André/Francisca:
Manuel Martins Cabrita, born Abt. 1655 in Lagoa.
Domingas Cabrita.
João Martins Cabrita. casou c/ Catarina Adains 6 Agosto 1649 in Porches.
Notas de João Martins Cabrita:
ALFERES DA COMPANHIA DE AUXILIARES

Maria Cabrita.
Mariana Cabrita.
Bartolomeu Martins Cabrita. casou c/ Ana Netto (viúva) 16 Fevereiro 1653/54 in Silves, Testemunhas do casamento Francisco Dias, Gaspar Affonso Barriga e o Cap. Domingos Martins

Creio que a pessoa que tomou o meu Cap Manuel Martins Cabrita como filho de André/Francisca terá confundido com o Manuel Martins Cabrita que foi de facto filho deste casal e portanto tio do meu ou;
o seu Alferes André M Cabrita é de facto filho de André/Francisca e o meu Cap.Manuel M Cabrita é filho do seu André e neto de André martins /Francisca Cabrita podendo ter dado a confusão o nome André (trocando o avô com o pai...)

cumprimentos,
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187362 | ligiap | 07 Mar 2008 23:23 | Em resposta a: #187237

Caro Nuno Inácio,
Muito obrigada pelas suas explicações.
Tenho um scanner em casa e vou verificar se digitaliza microfilmes, tal como disse.
Espero que sim :)
Cumprimentos,
Lígia Portovedo

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187364 | nunoinacio | 07 Mar 2008 23:46 | Em resposta a: #187360

Caro Miguel Matias

6. António Álvares Raposo b. Lagoa 05.10.1661 cc (Porches 22.12.1701) Maria Cabrita da Conceição, f.ª do Alferes André Martins Cabrita e de Maria da Conceição, neta paterna do Alferes André Martins, pessoa nobre e principal cc (Porches 20.08.1621) D. Francisca Cabrita, moradores em Porches. Tiveram:
7. Alferes Manuel Martins Cabrita, que segue

Foi desta mensagem aqui do fórum que retirei a informação de que o Alferes André Martins Cabrita é filho do André Martins e Francisca Cabrita.
Não encontrei o primeiro casamento deste em Porches.

No entanto, não estranho que este Alferes André Martins Cabrita seja, de facto, filho do André Martins/Francisca Cabrita, pela seguinte ordem de razões:

1 - André Martins/Francisca Cabrita casaram em 02.08.1621.

2 - Tiveram vários filhos, pelo que não será de estranhar que tenham procriado até c. 1640 (se tivessem casado com c. de 20 anos, neste ano teriam 40 anos de idade)

3 - Do primeiro casamento do Alferes André Martins Cabrita/Maria da Conceição, nasceu uma filha, Maria Cabrita da Conceição, que casou em 22.12.1701, com António Álvares Raposo.

4 - Este casamento da filha, ocorreu 4 anos antes do segundo casamento do próprio.

5 - Se em 1701, o Alferes já tinha filhos a casar, naturalmente que, em 29.03.1705, quando volta a casar, não seria uma pessoa nova. Se tivesse nascido na decada de 40, teria c. de 60 anos de idade.

6 - Encontrei outros casais, nesta mesma freguesia, a casar depois dos 50 anos, ainda solteiros.

Também descendo do casal Miguel da Silva/Isabel Bentes.
Tem a confirmação de que o Miguel da Silva é filho do Gaspar Raposo Mexia?
Tinha-o com essa ascendencia, também por informação aqui do fórum, mas após conversa com o Roberto optei por esperar por uma confirmação mais firme.

O casal Miguel da Silva/Isabel Bentes foi pai de, pelo menos:
Domingos da Silva Bentes (meu ascendente), casado em 10.08.1694 com Domingas Bota, filha de Vicente Boto e Francisca Dias, de Silves.

Estes, por sua vez, foram pais de:
Maria Bota, casada com o Alferes Manuel Martins Cabrita, em 25.02.1718, filho de António Álvares Raposo e Maria Cabrita da Conceição

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187369 | zmcm | 08 Mar 2008 02:04 | Em resposta a: #187364

Caro Nuno Inácio:
Tenho a certeza que Miguel da Silva Mexia nascido em Lagoa em 1645 era filho de Gaspar Raposo Mexia e de Isabel Botto (casados em Lagoa em 21-1-1636),neto paterno de Miguel Raposo Mexia e de Francisca das Neves e materno de António Dias Negrão e Leonor Lopes.

cump.
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187381 | nunoinacio | 08 Mar 2008 10:25 | Em resposta a: #187369

Caro Miguel Matias

Obrigado pela informação.

Descendo 3 vezes do casal Miguel Raposo Mexia/Francisca das Neves.
Tenho mais referências desta gente em Porches, que não sei se são do seu conhecimento:

O Gaspar Raposo Mexia foi crismado em 1622, em Porches, tendo por padrinho António Gonçalves

A Isabel Boto (ou Bota) foi crismada em 1622, em Porches, tendo por madrinha Catarina Figueira

O Gaspar Raposo Mexia, após a morte da primeira mulher, casou em 08.08.1639, com Bárbara Correia, filha de Luís Afonso Neves e Catarina Vicente.

Ainda só tenho registados os casamentos, pelo que é possível que tenham tido mais filhos, no entanto, a casar em Porches, encontrei deste segundo casamento, a Catarina Vicente, casada em 24.08.1654, com Pedro Gonçalves da Rocha, filho de Pedro Gonçalves e Maria da Rocha.
Do primeiro casamento, não encontrei nenhum filho, pelo que o Miguel da Silva Mexia terá sido o único filho desse casal, até porque o casamento durou pouco tempo.

O Gaspar Raposo Mexia, tem por irmãos:

Pedro da Silva, casado com Brites Cabrita de Sousa, em 24.11.1639 (meus ascendentes)

Branca das Neves, casada com Francisco de Touro Bentes, em 20.11.1623 (meus ascendentes)

Gaspar Raposo Mexia, casado com Isabel Bota (ou Botto), em 21.01.1636 (meus ascendentes)

Isabel Raposa, casada I, com Vicente Álvares, a 23.05.1633 e II, com Tomé da Sardinha?, a 24.11.1642.

Relativamente à Isabel Bota tenho-a por filha de António Dias e Leonor Lopes e desconhia qualquer ligação aos Negrão.
Neste momento tenho 5 António Dias Negrão diferentes.
Por acaso sabe algo mais sobre este casal específico?

É que já descendo de dois António Dias Negrão diferentes e este poderá ser o segundo casamento do mais velho, ou outro diferente.

O António Dias Negrão/Leonor Lopes, são pais de Francisco Lopes, casado em 25.08.1636, com Leonor Bentes, de Alcantarilha, filha de Domingos Gonçalves e Isabel Luís

A Leonor Lopes, faleceu em Porches em 16.02.1637, tendo sido seu testamenteiro o genro Gaspar Raposo.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187407 | zmcm | 08 Mar 2008 14:44 | Em resposta a: #187381

Caro Nuno:
Agradeço todas as informações que por sinal já são do meu conhecimento há alguns anos atrás quando andei a investigar estes meus ramos de Porches/Lagos.
De António Dias Negrão/Leonor Lopes nada mais sei senão:
pais de:
Isabel Bentes, f. antes de 1684.
Isabel Botto, n.c.. 1615; f. antes de 1662.
Não tinha o Francisco Lopes que menciona.

Isabel Bentes casou c/ Miguel da Silva Mexia (seu sobrinho), filho de Gaspar Raposo Mexia e Isabel Botto.

notas sobre Miguel da Silva Mexia:
Moradores em Silves em 1964.
parente em 2º e 3º grau de consaguinidade de sua primeira mulher Isabel Bentes
foram padrinhos do casamento com Catarina dos Santos Manuel Caldeira Lucano e o capitão João Bentes Raposo ambos moradores em Porches

filhos de Isabel Bentes e Miguel da Silva Mexia:
Domingos da Silva Bentes.
Miguel, n. 1669.

Isabel Botto n.c. 1615, e morreu antes de 1662. casou com Gaspar Raposo Mexia 21 Janeiro 1636 em Lagoa, filho de Miguel Raposo Mexia e Francisca Neves.

Relativamente a Tomé Sardinha que mencionou casou em 2ªs núpcias(em 6-11-1645) com Brites Cabrita de Sousa viúva de Pedro da Silva. Eram parentes no 3º e 4º grau de consanguinidade.

Quanto á família Dias Negrão, é um pouco complexa e não a tenho bem estudada, se tem 5 António Diafoi casado com s Negrão vai á minha frente pois só tenho 3. De qualquer forma este António Dias Negrão casou duas vezes sendo Leonor Lopes a sua 2ª mulher ( não sei quem foi a 1ª)

Francisca Cabrita nossa antepassada e casada com André Martins, foi testemunha num processo de HSO de Baltazar Roiz Negreiros (Baltazar nº 130 maço 8, 1673). tinha 80 anos de idade quando testemunhou (nascida portanto em 1593). Este Baltazar era morador em Porches, freire do hábito de S.Bento e filho do Capitão Bartolomeu Dias Negrão e de Apolónia Luis, neto paterno de António Dias Negrão e de Catarina Alves e materno de João Vaz e Catarina Pires.
O Cap. Bartolomeu Dias Negrão acima mencionado teve pelo menos 1 irmão:
Cap. Gaspar Roiz Negrão que foicasado com Francisca de Lima (n. Albufeira) e foram pais do Cap. Roiz de Negreiros também FSO ( João, nº 657, maço 27, 26-2-1693) natural de Porches mas morador em Albufeira.

cump.
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187408 | zmcm | 08 Mar 2008 14:47 | Em resposta a: #187407

creio que a mensagem anterior seguiu com um problema:
"...se tem 5 António Diafoi casado com s Negrão vai á minha frente pois só tenho 3..." queria dizer:
Se tem 5 António Dias Negrão vai á minha frente pois só tenho 3.

obg
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187416 | nunoinacio | 08 Mar 2008 15:45 | Em resposta a: #187407

Boa tarde, caro Miguel Matias

Os António Dias Negrão que tenho são:

António Dias Negrão/Catarina Álvares, casados antes de 1570 (desconheço a ascendencia) pais do Capitão Bartolomeu Dias Negrão

António Dias Negrão/Leonor Lopes, casados antes de 1610 (desconheço a ascendencia)

António Dias Negrão/Beatriz Afilhada, casados a 19.06.1639, ele filho de Luís Afonso Neves e Catarina Vicente, ela filha de Francisco Botelho e Margarida Neta, foram pais de

António Dias Negrão (22.12.1659)/Maria da Silva, casados em 27.03.1689, sendo ela filha de Pedro da Silva Mexia e Isabel de Arez Serrão, foram pais de

António Dias Negrão/Inês Maria, casados em 05.11.1719, sendo ela filha de Baltazar da Silva e Brites Adães

-----------------------------------------------------------------------------------------

O Bartolomeu Dias Negrão casou Apolónia Luís e tiveram os seguintes filhos:
António, crismado em 1622
Tomé, crismado em 1622
Bartolomeu, crismado em 1622
Gaspar Rodrigues, casado em 08.01.1952 com Maria da Conceição, filha de Bartolomeu Afonso Luís e Maria Álvares
Gonçalo Martins Negrão, casado com Inês Adães, pais de Domingos Martins Negrão.

------------------------------------------------------------------------------------------

Uma vez que sabe que a Isabel Bentes é tia do Miguel da Silva Mexia, não sabe por que ramo se dá esse parentesco?

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187433 | rafael | 08 Mar 2008 18:03 | Em resposta a: #187416

Caro Nuno Inácio

Desconhecia os nomes dos irmãos dos meus avós Gonçalo Martins Negrão e Inês Adains. Ainda bem que as informações são colocadas, aqui, no Fórum; contribuindo assim tb. para a identificação de muitos parentes ignorados, não só dos mais antigos, mas os das gerações mais próximas e igualmente os que são nossos contemporâneos que desconhecíamos como tal.

http://www.geneall.net/P/per_tree.php?id=108107

Cumprimentos

Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187441 | nunoinacio | 08 Mar 2008 18:50 | Em resposta a: #187433

Boa tarde, caro Rafael

Também o caro amigo tem dado um forte contributo para a construção deste puzzle gigantesco que é a genealogia

Um abraço

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187486 | rafael | 08 Mar 2008 23:09 | Em resposta a: #187433

Caro Nuno Inácio

O Lic.º Frei professo da Ordem de Aviz - BALTAZAR ROIZ DE NEGREIROS.Formado em Teologia e que foi prior em Paderne e em Galveias ,nat. de Porches e morador em Albufeira (foi senhor de vínculos ),filho o cap.ão Bart. Dias Negrão,de Porches e de Apolónia Luís,do Benaciate,freg. de São Bart. de Messines er neto mat.no de JOÃO VAZ PINCHO,homem nobre e muito rico da freg. de São Bartolomeu de Messines e de s.mr.CATARINA PITES,de Albufeira .No proc. p/F.S.O do referido acima -BALTAZAR,aparecem como test.as:( ano de 1676 )

Francisca Cabrita, viúva do alf.André Martins,moradora e nat. de Porches, de 80 anos + ou -
Cap.ão João Alvares Neto, de Porches -57 anos + ou -
Bart. da Costa Focinhos (?)-lavrador tb. de Porches,71 anos (mais ou menos e não irei repetir)
Leonor Queimada ,prima em 4.º grau do habiitanto e viúva de MIGUEL fERNANDES, TB. DE pORCHES,65 anos.
Ines das Neves, tb. de Porches ,de 60 anos e viúva de Pedro Canelas
João Rodrigues Alvaleide,morador em Albufeira e homem nobre,de 79 anos
Vicente Roiz de Sousa foi F.S.O. ,de 74 anos,homem nobre e muito rico ,nat. e mord. em Albufeira.Este da sua mulher Doingas Neta teve uma fiha chamada-Francisca Caetana Cortesão.
João da Veiga Viveiros, de Albufeira, com 18 anos
Frei Ant.º de Viveiros, da Ordem de Aviz ,de 38 anos,tb. de Albufeira e aí mord.
Diogo de Sousa,Escrivão dos Órfãos em Albufeira,de 37 anos
Frei Vicente Fernandes Neto,de 50 anos.

O DR. bALTAZAR rODRIGUES DE nEGREIROS,aqui já mencionado era irmão de Gonçalo Martins Negrão e tio do vEREADOR DE albufeira TEOTÓNIO ROI DE NEGREIROS,,homem nobre e filhodo Cap.ão GASPAR RODRIGUES DE NEGREIROS que tb.foi o pai do Padre FELIPE ROIZ DE NEGREIROS ,que deixou um grande morgado.
In TT- F.S.O -Baltazar-M-8-Doc. 30; Teotonio-M-2 Doc. 21;Vicente-M-1-Doc.11.

O F.S.O. o padre DOMINGOS VAZ PINCHO, homem nobre ,do hábito de São Pedro,nat. da freg. de São Bart. de Messines era filho de Sebastião Vaz Pincho e de INES FERNANDES,da m. freg. Domingos Vaz Pincho era neto pat. do "Farinha Azul"JOÃO VA PINCHO e de CATARINA PIRES e neto mat.º de DOMINGOS FERNANDES e de BARBARA GREGÓRIA ,nat. dos Gregórios,freg. de SãoBartolomeu de Messines,"de familias principais do termo de Silves"

Desculpem os apontamentos irem pouco ordenados, mas se forem perceptíveis e úteis é o meu desejo sincero.

Um abraço
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187490 | rafael | 08 Mar 2008 23:12 | Em resposta a: #187486

Reparo em algumas falhas ortográficas,por ex: PITES em vez de PIRES, etc.As minhas desculpas.
Bom fi de semana.
Rafael

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187541 | zmcm | 09 Mar 2008 14:09 | Em resposta a: #187416

Caro Nuno:
Nesse caso temos então António Dias Negrão casado com Beatriz Afilhado irmão de Bárbara Correia segunda mulher de Gaspar Raposo Mexia.
Desconhecia os pais deste António Dias Negrão.

Se por acaso encontrar o casamento de Manuel Martins Cabrita e de Inês de Oliveira agradeço que me informe para ver se resolvo esta questão da filiação.

cump.
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187543 | zmcm | 09 Mar 2008 14:15 | Em resposta a: #187416

O Parentesco entre Isabel Bentes e Miguel da Silva Mexia é que Isabel Bentes era irmã da mãe de Miguel da Silva Mexia ( Isabel Botta).

cump.
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187552 | nunoinacio | 09 Mar 2008 15:53 | Em resposta a: #187543

Caro Miguel Cabrita,

Obrigado pela informação. Nunca me passaria pela cabeça a possibilidade de das Isabel serem irmãs, pois raramente os casais davam o mesmo nome próprio a duas filhas sobrevivas.

Quanto ao casamento que me pede, já encontrei os casamentos dos filhos, mas não desse casal. Possivelmente terão casado noutra freguesia.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187557 | zmcm | 09 Mar 2008 17:29 | Em resposta a: #187552

Caro Nuno Inácio:
Pode nesse caso passar-me os casamentos de todos os filhos que encontrou do casal Francisca Cabrita/André Martins?
Se quiser envie-me para o meu mail pessoa: jmccmarrobaoniduopontopt

cump.
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#187999 | roberto lopes | 12 Mar 2008 17:04 | Em resposta a: #187543

Caro Miguel Cabrita:

Desculpe esta minha intromissao, em que se fundamenta para concluir que o Miguel da Silva Mexia cc com a sua tia materna ISABEL BENTES, já que a "suposta" irma desta se chamava ISABEL BOTTA.

Nunca vi tal coisa em anos que levo de investigaçao genealógica, sei que eventualmente ocorreram alguns casamentos neste tipo de consanguinidade que seria em 1.o e 2.o grau e nao em 2.o e 3.o grau. Em 1.o e 2.o grau os pais de um nubente sao avos do outro, em 2.o e 3.o grau, os avós de um nubente sao bisavos do outro, em 3.o e 4.o grau os bisavos de um nubente sao trisavos do outro, em 4. grau os nubente tem um casal de trisavos em comum.

Eu estou convencido, que ha erro do padre, ou entao havera homonimos pelo meio, se realmente encontrou o assento deste sobrinho com a sua tia, devera mencionar a dispensa, pois se parentes em 3.o e 4.o grau aguardavam dispensa para casar...

Nao quero com isto dizer que duvido da sua investigaçao, mas ha qualquer coisa aqui que nao encaixa bem.

Pois repare, o Migel a dada altura conclui:

"De António Dias Negrão/Leonor Lopes nada mais sei senão:
pais de:
Isabel Bentes, f. antes de 1684.
Isabel Botto, n.c.. 1615; f. antes de 1662.
Não tinha o Francisco Lopes que menciona.

Isabel Bentes casou c/ Miguel da Silva Mexia (seu sobrinho), filho de Gaspar Raposo Mexia e Isabel Botto.

notas sobre Miguel da Silva Mexia:
Moradores em Silves em 1964.
parente em 2º e 3º grau de consaguinidade de sua primeira mulher Isabel Bentes
foram padrinhos do casamento com Catarina dos Santos Manuel Caldeira Lucano e o capitão João Bentes Raposo ambos moradores em Porches

filhos de Isabel Bentes e Miguel da Silva Mexia:
Domingos da Silva Bentes.
Miguel, n. 1669.

Isabel Botto n.c. 1615, e morreu antes de 1662. casou com Gaspar Raposo Mexia 21 Janeiro 1636 em Lagoa, filho de Miguel Raposo Mexia e Francisca Neves."

A mim da-me a sensaçao que ISABEL BENTES e BOTTA sao a mesma pesoa, temos a Isabel Bentes cc Miguel da Silva que é independente. Isto leva-me a concluir que a Isabel Bentes mais moderna é sobrinha neta da Isabel Bota, o Antonio Dias Negrao cc Leonor Lopes sao homónimos do casal mais antigo do mesmo nome. Assim se justifica melhor o parentesco em 2.o e 3.o grau de que fala .

Espero que me possa esclarecer melhor sobre este assunto, já que tambem sou descendente destas familias por varios ramos.

Com os melhores cumprimentos,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#188003 | roberto lopes | 12 Mar 2008 17:28 | Em resposta a: #187557

Caro Miguel Cabrita:

Outra achega sobre a Isabel Bota/ Bentes

Já reparou que o casl ANTONIO DIAS NEGRAO cc LEONOR LOPES foram pais para alem da Isabel Bota cc Gaspar Raposo, de: FRANCISCO LOPES cc LEONOR BENTES, f.a de Domingos Gonçalves e de Isabel Luís; A Leonor Lopes, faleceu em Porches em 16.02.1637, tendo sido seu testamenteiro o genro GASPAR RAPOSO, evidentemente este Gaspar Raposo é um Homonimo do casado com a Isabel Bota.

Conclusao: o Francisco Lopes cc Leonor Bentes foram pais de uma N...BENTES cc GASPAR RAPOSO (já que este é mencionado como genro da Leonor Lopes no seu óbito) e muito provavelmente avós maternos da ISABEL BENTES cc Miguel da Silva, f.o de Gaspar Raposo e Isabel Bota, se montamos a arvore genealogica coloca os nubentes como primos em 2.o e 3.o grau. O Miguel da Silva como é sabido é neto materno de Antonio Dias Negrao e de Leonor Lopes e a Isabel Bentes ficaria como bisneta materna doi mesmo casal, e quase de certeza absoluta serao parentes ainda proximos pelo lado dos Raposos.
Que lhe parece est minha proposta?

Cumprimentos,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#188007 | roberto lopes | 12 Mar 2008 17:49 | Em resposta a: #187557

Caro Miguel Cabrita:

Veja esta minha mensagem :" Caro Nuno Inácio:

Só uma achega sobre o nosso Miguel da Silva:

Tu verificas que "Gaspar Raposo, crismado no mesmo dia dos anteriores, tendo por padrinho António Gonçalves, casou duas vezes:
1ª com Isabel Bota, em 21.01.1636, filha de António Dias e Leonor Lopes
2º com Bárbara Correia, em 08.08.1639, filha de Luís Afonso e Catarina Vicente. Esta Bárbara Correia era irmã de um Gaspar Luís, com quem vivia quando foi crismada (talvez por morte dos pais)"

A data de baptismo do Miguel da Silva é a seguinte:

"Há um Miguel da Silva bat. em Porches a 19.10.1645 , filho de Gaspar Raposo Mexia. Este deve ter nascido em Porches pois casou ai em 1636 ( Jan.º?),
Cc Isabel Bentes e pais de:"

Conclusao:

Se o Gaspar Raposo cc I 21.01.1636 cc II 08.08.1639 significa que a 1.a m.er faleceu antes da data do seu 2.o casamento, e o Miguel da Silva é b. 19.10.1645, logo nao podera ser filho da 1.a m.er mas sim da 2.a

Se isto se confirmar a "nossa" linha vem de Gaspar Raposo cc II Bárbara Correia, em 08.08.1639, filha de Luís Afonso e Catarina Vicente. "

Que lhe parece esta cronologia?

O Miguel b. 1645 so pode ser filho da 2.a m.er do Gaspar Raposo, logo o nosso Miguel teve de nascer antes de 1639, ou seja anterior ao falecimento da sua mae.

Cump.

Roberto

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#188039 | zmcm | 12 Mar 2008 22:35 | Em resposta a: #187999

Caro Roberto Lopes:
As suas dúvidas são as minhas: A informação destes meus ramos foi-me dada por terceiros há já alguns anos atrás e confesso que nunca tive tempo de os investigar a sério.
Por outras pesquisas ás quais estou actualmente dedicado, voltei a tropeçar nestes meus ramos e daí a razão destas questões levantadas aqui.
Também penso que existem erros nestas informações e alguma confusão, mas não acho assim tão estranho o casamento de uma tia com um sobrinho pois já encontrei vários casos destes, tal como também já encontrei o mesmo casal ter filhos com o mesmo nome próprio mas apelidos diferentes.
Quantoa serem a mesma pessoa não creio, senão vejamos:
Isabel Botto casada com Gaspar Raposo Mexia terá nascido cerca de 1615 e teve ( que me tenham dito) 6 filhos, tendo o 1º nascido em 1637 e o último em 1652.
Isabel Bentes terá tido um filho a nascer em 1669 (Miguel), pelo que se fossem a mesma pessoa em 1669 ela teria 54 anos o que me parece improvavel mesmo nesta epoca tal coisa.
O que acho mais provável é de facto haver casais homónimos e que isso tenha resultado em confusão.


cump.
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#188042 | zmcm | 12 Mar 2008 22:41 | Em resposta a: #188007

Caro Roberto Lopes:
Tem toda a razão i.é os filhos de Gaspar Raposo Mexia nascidos depois de 1639 são filhos da 2ª mulher e não da 1ª. Só tive conhecimento deste 2º casamento há 2 ou 3 dias atrás aqui no forum.

cump,
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#188044 | zmcm | 12 Mar 2008 22:47 | Em resposta a: #188003

Caro Roberto:
Faz sentido a sua proposta, mas para mim com estes ramos e a confusão das informações que me passaram só mesmo verificando tudo muito bem coisa que infelizmente não posso pois é-me impossível ir á TT nos próximos tempos.
Se conseguir montar o puzzle avise que eu fico-lhe agradecido.
cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#188784 | roberto lopes | 18 Mar 2008 12:47 | Em resposta a: #188042

Caro Miguel Cabrita:

Muito obrigado por acompanhar este meu raciocinio, agora resta-nos esperar pelas pesquisas do nosso confrade Nuno Inacio, pois como sabe esta passando a pente fino os paroquiais de Porches.

Em relaçao aos "nossos" Cabrita da qual eu descendo por varios ramos, tambem tenho duvidas na filiaçao do Alferes Andre Martins Cabrita em Andre Martins e Francisca Cabrita, mas se nao é filho deste casal sera concerteza neto paterno ou materno mas nao sei por qual dos filhos, mas tambem podera ser um filho tardio, como refere o Nuno Inacio.

Com os melhores cumprimentos,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#188835 | zmcm | 18 Mar 2008 21:39 | Em resposta a: #188784

Caro Roberto Lopes:
A filiação de Manuel Martins Cabrita como filho de André Martins e Francisca Cabrita está errada de certeza, porquanto tenho o seu testamento onde menciona a sua avó Francisca Cabrita (sic...). Resta saber de qual dos filhos de Francisca Cabrita era será filho.
Eu tenho como filhos ( também informação passada e não verificada) deste casal:
1.Domingas Cabrita, ). c.c.Domingos Martins de Matos 1654 em Porches, filho de Domingos de Mattos e Catarina Anes.
2. Alferes João Martins Cabrita. casou c/ Catarina Adains 6 Agosto 1649 Porches.
3. Maria Cabrita.
4.Mariana Cabrita.
5.Bartolomeu Martins Cabrita. casou c/ Ana Netto (viúva) 16 Fevereiro 1653/54 em Silves testemunhas Francisco Dias, Gaspar Affonso Barriga e o Cap. Domingos Martins
6. André Martins Cabrita

aponto mais para ser filho deste ultimo pois indica a confusão com o André avô, no entanto deste não possuo qualquer informação.

cump,
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#188838 | zmcm | 18 Mar 2008 22:03 | Em resposta a: #188835

Peço desculpa, mas creio ter sido aqui no forum ter sido mencionado que o acima André Martins casou (1) c/ Maria da Conceição cc.. 1670. casou (2) c/ Maria da Silva Cabrita 29 Março 1705 em Lagoa, filha de Miguel da Silva e Catarina Santos.
O Nosso Manuel a ser filho deste seria do 1º casamento. Alguém sabe a filiação desta Maria da Conceição??

obg

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#188891 | roberto lopes | 19 Mar 2008 13:14 | Em resposta a: #188835

Caro Miguel Cabrita:

Uma vez mais muitissimo obrigado pelo esclarecimento, pelo que me conta o "meu" Alferes Andre Martins Cabrita sera o filho mais novo do André Martins e Francisca Cabrita e o "nosso" Manuel Martins Cabrita filho deste Alferes Andre Martins Cabrita, sendo portanto neto paterno do casal que deu origem à estirpe Martins Cabrita.

O testamento é relevante, pois esclarece em que linha de descendencia esta o Manuel Martins Cabrita, parece estar quase esclarecida esta história, pena que nao a possamos provar.

Desejo-lhe uma Santa Páscoa

Cump.

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#188892 | roberto lopes | 19 Mar 2008 13:16 | Em resposta a: #187229

Cara Melisa:

Como tenho de trabalhar este sabado nao poderei ir ao Algarve mais uma vez...:(

Tera de ficar para Junho, mes em que terei 21 dias de ferias

Desejo-lhe uma Santa Páscoa e à sua familia.

Cump.

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#188893 | roberto lopes | 19 Mar 2008 13:17 | Em resposta a: #187381

Cara Nuno Inácio:

Como tenho de trabalhar este sabado nao poderei ir ao Algarve mais uma vez...:(

Tera de ficar para Junho, mes em que terei 21 dias de ferias

Desejo-te uma Santa Páscoa e à tua familia.

Cump.

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#188966 | zmcm | 19 Mar 2008 23:30 | Em resposta a: #188891

Caro Roberto Lopes:
Penso que não me fiz entender:
- sei que o Manuel Martins Cabrita é neto de Francisca Cabrita ( mencionado no testamento dele),
- Não sei se o nosso Manuel Martins Cabrita é filho do André Martins Cabrita, parece-me é que o nome André pode ter gerado confusão entre o casado com Francisca Cabrita e o André filho do casal atrás mencionado e daí ter sido indicado que o casal André/Francisca eram pais deste Manuel. Este raciocínio leva-me a pensar que provavelmente o Cap. Manuel Martins Cabrita será filho do dito Alferes André Martins Cabrita, mas como digo é apenas suposição minha.
- Como já acima referi, não há dúvida que o Manuel Martins Cabrita é neto e não filho do casal que deu origem á estire Martins Cabrita de Lagoa/Porches/Alcantarilha.
cump,
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#190367 | melisa | 30 Mar 2008 23:52 | Em resposta a: #188892

Caro Roberto

Com bastante atraso por ter estado ausente algum tempo, venho agradecer os seus votos de boa Páscoa.

Espero que também para si o tivesse sido.

Quanto a nós aproveitamos para descançar numas pequenas férias.

De volta, já vi que tenho algumas mensagens para responder mas hoje estou um bocado cansada pelo que só amanhã as irei ler melhor.

Um grande abraço
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#190380 | roberto lopes | 31 Mar 2008 01:14 | Em resposta a: #190367

Cara Melisa:

Agradeço os votos, pena que eu tenha tido o sábado pelo meio e nao pude viajar na Páscoa ate aí para por a conversa em dia:)

Há uma pessoa que a quer contactar por via e-mail, que será concerteza do seu agrado...

Veja o e-mail que eu lhe enviei!!!

Em relação a Lagos despertei uma dúvida que gostaria que me confirmasse, é sobre a Leonor Roloa cc Diogo Gil, eu tinha-a apontada como Elvira Roloa assim feliz ou infelizmente enviei esta informação para a base de dados do Genea e se esta mal evidentemente a mandarei corrigir.

http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=560140

Tenha uma boa noite

Roberto

"O irmão de Gaspar de Vilalobos nubente em 1596, de seu nome Estevão de Vilalobos casou em 12/1/1594 também em Santa Maria - Lagos com Elvira Dias, natural de Lagos, filha de Diogo Gil e s/ m.er Leonor Roloa.

Elvira Dias era irmã de Maria Ruiva que ainda solteira em 11/2/1601
foi madrinha de Inês fª de Elvira Dias e Estvão de Vilalobos.

Maria Ruiva casou em Santa Maria -Lagos em 20/11/1601 com Luís de Sousa filho de Rui Caldeira Castelo Branco."

Resposta

Link directo:

RE: Pedido no ADFaro - S. Braz de Alportel

#190391 | IsabelFont | 31 Mar 2008 02:44 | Em resposta a: #187223

Boa noite,
Cara confrade M. Elisa,

Vejo que tem ajudado muita gente em pesquisas pelos Algarves. Sou uma das pessoas que aqui no litoral Oeste interior, tenho dificuldade em me deslocar ao A. D. Faro, pelo que venho solicitar se não for muito incómodo, o seguinte:

No ano de 1885, ou 1886, Freguesia de S. Braz de Alportel, os assentos de baptismo de;
- José de Mendonça Gasiba, filho de Manuel de Mendonça Gasiba e de Antónia Maria Martins Gallego e
- Maria da Conceição Pires, filha de João Afonso Pires e de Maria Pires.

Não sei se acertarei, mas enontrei uns nºs pequeninos no assento de casamento da filha ( Maria da Conceição Pires de Mendonça Gasiba), que me parecem ser os nºs dos assentos de baptismo que estou a solicitar. Caso sejam, seriam o nº 12 e nº 285, do ano de 1885, em S. Bras de Alportel.

Ainda se não for muito abuso, e tiver tempo e paciência, será que poderia ver se encontra os 2 casamentos acima mencionados, de:
Manuel de Mendonça Gasiba com Antónia Maria Martins Gallego, bem como o de
João Afonso Pires com Maria Pires,
todos em S. Bras de Alportel cerca do ano de 1884 ?


Grata desde já pela atenção dispensada.
Cumprimentos
Maria Isabel

Desde já grata pela atenção.
Maria Isabel

Resposta

Link directo:

RE: Pedido no ADFaro - S. Braz de Alportel

#190431 | melisa | 31 Mar 2008 14:49 | Em resposta a: #190391

Cara Maria Isabel

De bom grado a ajudaria se fosse frequentemente ao AD de Faro.
Acontece que morando em Alvor não me desloco a Faro com a frequência que gostaria.
Também S.Bras de Alportel é uma freguesia que nunca pesquisei, pelo que não tenho nada na minha BD.

Talvez pedindo ajuda a um dos confrades que moram no Sotavento lhe possam dar uma ajuda na procura dos antepassados que refere.

Boa sorte.

Os meus cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Pedido no ADFaro - S. Braz de Alportel

#190436 | IsabelFont | 31 Mar 2008 15:45 | Em resposta a: #190431

Boa tarde,

Obrigada mesmo assim e pela atenção da sua resposta.
Já agora, sabe quais são os investigadores que moram para sotavento?

Cumprimentos
Maria Isabel

Resposta

Link directo:

RE: Pedido no ADFaro - S. Braz de Alportel

#190546 | melisa | 01 Abr 2008 01:21 | Em resposta a: #190436

Cara Maria Isabel

Assim para já lembro-me do nosso confrade José Cabecinha.
Há ainda outros que pelas intervenções irão também ao AD de Faro mas que não sei a certeza.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#190561 | melisa | 01 Abr 2008 03:18 | Em resposta a: #190380

Caro Roberto

Relativamente à mãe de Elvira Dias eu também a tinha apontado como Elvira Roloa, mas depois de me terem aparecido dúvidas fui confirmar e nessa segunda leitura verifiquei ser efectivamente LEONOR ROLOA o nome da mãe que aparece no registo do casamento de Elvira Dias: " fª de diogo gil e d elianor roloa" sendo o e do de quase pegado ao l de Leonor.
No casamento de Maria Ruiva não aparece o nome da mãe sendo apenas o pai Diogo Gil.

Cumprimentos
M.Elisa

Em tempo : voltei agora a ver os registos e confirmei os dados acima.

Resposta

Link directo:

RE: Pedido a investigadores de Lagoa

#190562 | melisa | 01 Abr 2008 03:20 | Em resposta a: #190561

Caro Roberto

Faltou acrescentar que em 11/2/1601 Maria Ruiva fª de Diogo gil foi madrinha de Inês filha de Estevão de Vilalobos e Elvira Dias.

Um abraço
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Ainda a propósito de Leonor Roloa

#190698 | melisa | 02 Abr 2008 13:34 | Em resposta a: #190562

Caro Roberto

Aqui vai mais um dado que reforça o nome da mãe de Elvira Dias como sendo Leonor Roloa.

Elvira Dias e Estevão de Vilalobos baptizaram sua filha LEONOR em Santa Maria Lagos aos 17/2/1595.

Sabendo que se tinham casado em 12/1/1594 , esta foi a sua primeira filha que como era frequente na altura recebeu o nome de uma avó, neste caso da avó materna.

Já agora refira-se que foram padrinhos Cristóvão de Sousa e Maria de Brissos.

Este Cristóvão de Sousa era certamente o casado com Brites de Vilalobos, era juíz de fora em Lagos e foi cavaleiro fidalgo por carta de 26/10/1588.

Quanto a Maria de Brissos seria a que casou em 19/9/1596 com Gaspar de Vilalobos tio paterno da neófita.


Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

Leonor Roloa

#219244 | roberto lopes | 22 Jan 2009 20:32 | Em resposta a: #190561

Cara Melisa:

Parece que trago novidades para a ascendencia da LEONOR ROLOA

Pois repare nos avós deste António de Cintra, de Lagos

http://ttonline.iantt.pt/PDF/ID/1/450/PT-TT-ID-1-450_123v_c0263.pdf

Logo nao deixa de ser crioso a descendencia Ruivo/Ruiva, numa das filhas da Leonor Roloa.

Cump.

Roberto

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 03 Fev 2023, 15:51

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen