Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

Este tópico está classificado nas salas: Património | Regiões

Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#169603 | aeiou2 | 08 Out 2007 11:57

Olá a todos,

Alguém tem estudada esta casa bem, como a quinta do Prado e seus proprietários?

Desde já agradeço alguma informação
Cumprimentos

Maria

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#169606 | luizsillos | 08 Out 2007 12:34 | Em resposta a: #169603

Cara Maria,

Tenho alguns dados sobre essa quinta e seus moradores, pois estes, se entrelaçam com os meus antepassados na Quinta de Surribas.

Há um trabalho publicado sobre essa família na revista Raízes e Memórias, de autoria do sr. Rodolfo de Castro Leão, contendo uma parte dos filhos de Lourenço Martins do Prado. Nos paroquiais de Britelo, que pesquisei, encontrei mais filhos para Lourenço.

Sobre a casa do Outeiro, parece-me que ela começa em Frutuoso de Carvalho e sua mulher Isabel Leitão, que tiveram uma filha casada com um filho do Lourenço.

Um abraço,

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#169607 | aeiou2 | 08 Out 2007 12:40 | Em resposta a: #169606

Caro Luiz,

Muito obrigada pelas informações.

Tem quantos irmãos de Bernardo da Silva Carvalho, b 14.2.1618 em Britelo e casados com quem e sua descendêcia?

Desculpe por ainda não ter enviado mais "gente" mas tenho andado sem paciência.


Um abraço
Maria

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#169611 | luizsillos | 08 Out 2007 12:54 | Em resposta a: #169607

Cara Maria,

Não se preocupe! Quando puder enviar-me aqueles dados, agradeço.

Na verdade, tenho dados de tios do Bernardo. Uma filha do Bernardo, casou-se com um membro da casa de Surribas. Mais tarde, passo os dados, pois não tenho eles em mãos, por estar em outro lugar.

Um abraço.
Luiz Gustavo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#169635 | castroleal | 08 Out 2007 17:20 | Em resposta a: #169603

Cara Participante Maria,

Sou neto do último Senhor da Casa do Prado. Meu Avô materno alienou este importante domínio territorial em 1918.

A casa do Outeiro também pertenceu a estes domínios. Possuo importante espólio documental relativo a estas terras.

A minha família detinha, entre outros, os Direitos Reais do Concelho, apesar do donatário ser outra estirpe ( Marques de Valença).

Anne de Sttop escreve como grande privilégio os "pombos no Prado", alusão ao conceito de correio medievo.

Para mais informações aconselho:

http://www.monumentos.pt/Monumentos/forms/002_B1.aspx

Quinta e Casa do Prado
Braga, Celorico de Basto, Britelo Nº IPA PT010305040012, onde se lê, por exemplo:


"1918, 18 Março - a Casa do Prado, constituída por todos os seus bens imóveis, é vendida pela família Pinto Dá Mesquita"


“a família Pinto Dá Mesquita é descendente dos Sousas ou Sousões, Senhores da Terra de Basto e de Sousa, fundadores do Mosteiro de Pombeiro (v. PT011303150001), Senhores da Honra de Freixieiro, em Britelo, titulares dos Direitos Reais do concelho, e Padroeiros da Igreja de Carvalho; o domínio territorial da Casa do Prado manteve-se na descendência do primeiro Senhor, initerruptamente, durante 700 anos.”

Melhores cumprimentos,

Rodolfo José Pinto Dá Mesquita de Castro Leal

(Britelo-celorico de Basto)

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#169639 | luizsillos | 08 Out 2007 17:54 | Em resposta a: #169635

Caro Sr. Rodolfo,

Aproveitando a iniciativa da amiga Maria, o confrade saberia me dizer qual os nomes dos avós de Ana da Silva, que seria da Quinta de Outeiro, filha de Frutuoso de Carvalho e Isabel Leitão? Parece-me que essa quinta de Outeiro, passou aos da quinta dos Prados, pelo casamento dela com João do Prado, filho de Lourenço Martins do Prado.

Como tenho casamento de membros da casa de Surribas com membros da casa do Prado, com dispensa de parentesco no quarto grau, estes dados estão faltando para que eu possa identificar o parentesco.

Melhores cumprimentos,
Luiz Gustavo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#169640 | aeiou2 | 08 Out 2007 18:04 | Em resposta a: #169635

Ex.mo Senhor

Dr. Rodolfo José Pinto Dá Mesquita de Castro Leal,

Muito obrigada pelas suas informações.

Estou procurando saber alguma coisa sobre:

José da Silva Carvalho e Castro, *1770? S.Pedro de Britelo,Freixieiero, Celorico de Basto.

Não sei de quem é filho, mas que era de uma família de Britelo.

Casou com D.Antónia Pereira da Silva, de S. Tiago de Almada, sendo esta filha de D.António da Silva, de Almada e de D.Maria Antónia Pereira, de São Martinho, termo de Alcobaça, hoje S.Martinho do Porto.

Talvez em famílias dessa zona e que tenham a sua genealogia bem organizada eu o consiga encontrar.

Senão, também não perco nada, mas gostaria muito de saber


Melhores cumprimentos

Maria Julia Oom Vale Henriques de Oliveira Martins

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#169644 | castroleal | 08 Out 2007 19:02 | Em resposta a: #169640

Cara Maria de Oliveira Martins,


Relativamente ao solicitado, de momento não possuo quaisquer elementos.

Se encontrar contactarei.

Melhores cumprimentos,

Rodolfo de Castro Leal

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#211596 | abento | 25 Out 2008 20:03 | Em resposta a: #169635

Caro Rodolfo José Pinto Dá Mesquita de Castro Leal,

Necessito da sua ajuda para confirmar a existência (ou não) de pelo menos outro filho de Miguel Pinto Dá Mesquita (11º Senhor da Casa do Prado ).

Descobri o seguinte registo de casamento da freguesia do Sacramento, Lisboa (Livro C-3 fls 132v). O registo está em mau estado pelo só consegui retirar a seguinte informação:

Miguel de Sousa (Coelho) c/ Joana Maria Micaela
Ano: ... 1724

Noivo: natural de São Pedro de Britelo Arcebispado de Braga
Pais do noivo: ... Pinto de Mesquita e sua mulher Teresa ...

Descobri tambem que tiveram pelo menos uma filha de nome Barbara Helena, baptisada a 13.12.1724 ( Lisboa, Sacramento livro B-4 fls 132v ).

Pelo que consegui apurar o Miguel de Sousa Coelho obteve carta de Mercê para poder usar da arte de Cirurgia em 1723 no Hospital Real de Todos os Santos em Lisboa (Chancelaria D. João V - próprios - livro 63 fls 203 e 203v). Segundo o registo, natural de Britelos e filho de Miguel Pinto.

Desde já agradeço qualquer informação.

Melhores cumprimentos

António Bento

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#213236 | s_machado | 14 Nov 2008 12:14 | Em resposta a: #211596

Caro Dr Rodolfo Castro Leal:
Agradecia a informação se tem qualquer dado,ou opinião sobre a Casa da Encadada, que estava directamente ligada ao Outeiro pela ascendência familiar.
Assim,O Dr.Gabriel da Silva Pinto,casado com Maria Josefa Pereira, ambos do Outeiro, eram pais de António Pinto da Silva Pereira, que foi casado com D. Francisca Maria da Paz,, ambos da Encadada. A casa da Encadada está neste momento em reconstrução, e há muito que não pertence à família, que uma parte rumou a Angola,outra ao Brasil e outro ramo que é ainda celoricense, ficou unida aos Rodrigues Salgado, e à família Sousa Machado

João de Sousa Machado

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#213313 | castroleal | 15 Nov 2008 14:38 | Em resposta a: #213236

Caro Parente Sousa Machado,


De momento não tenho na minha posse quaisquer elementos sobre a casa referida.

É natural que no meu arquivo (por tratar...) exista alguma referência, pois como sabe a freguesia de Britelo era Honra da minha (nossa, pelo costado Andrade de Gagos-Vale de Bouro) família materna.

Assim, praticamente todo o território desta freguesia ( e não só...) pertenceu aos Pinto Dá Mesquita da Casa do Prado-São Romão (implantada na Honra de Freixieiro, território original da Casa Condal de Sousa).

Contactá-lo-ei na melhor oportunidade.

Um abraço,

Rodolfo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#213644 | luizsillos | 20 Nov 2008 16:54 | Em resposta a: #213313

Caro Rodolfo Castro Leal,

Um irmão de minha ancestral, e que se chamava Manuel Cerqueira de Meireles Pereira, casou com Margarida de Magalhães de Mesquita, filha de António de Magalhães e de Paula de Mesquita.

A referida Paula de Mesquita era filha de Miguel de Mesquita Sobrinho, da Casa de S. Romão, e de Isabel Dias Martins.

Estou tendo muita dificuldade para descobrir os nomes dos pais de Isabel Dias Martins e gostaria de saber se o amigo dispõe de alguma informação sobre quem eles foram? Sei apenas que Isabel era do Paço do Carril.

Meu interesse por esse ramo, é que um filho de Manuel Cerqueira de Meireles, por nome António de Sousa Pereira de Magalhães foi casado em 1707 com Isabel Joana da Silva de Barbosa, havendo dispensa de quarto e terceiro grau de consanguinidade. Essa Isabel era da quinta do Prado e do Outeiro, e queria entender essa ligação.

Grato por toda ajuda,
Luiz Gustavo Sillos

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#213819 | castroleal | 23 Nov 2008 08:45 | Em resposta a: #213644

Caro luiz Sillos,

De momento só conheço os elementos que constam na Base de Dados, muitos dos quais retirados do Arquivo da Casa de São Romão-Prado, minha propriedade, e relacionados com os elementos dos arquivos públicos, bastante pobres para épocas tão recuadas.


http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=537900 (Isabel Joana da Silva Barbosa)

http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=220381 (António de Magalhães)

http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=224556 (Isabel Dias Martins)

http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=224555 (Miguel Dá Mesquita Sobrinho).



Cumprimentos,

Rodolfo de Castro Leal

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#213822 | luizsillos | 23 Nov 2008 11:47 | Em resposta a: #213819

Caro Rodolfo,

Grato por seus esclarecimentos! A ascendência de ambos me é conhecida até uma certa geração por mim, esbarrando justamente na Isabel Dias Martins, pois o Miguel Dá Mesquita Sobrinho casou-se em Vale de Bouro em 07.09.1613 com Isabel Borges, da quinta do Melhorado. Não encontrei esse casamento com a Isabel Dias.

O parentesco seguramente deve ser pelas quinta do Prado ou do Outeiro, em Britelo.

Cumprimentos,
Luiz

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#213824 | castroleal | 23 Nov 2008 12:18 | Em resposta a: #213822

Caro Luiz,


Segundo Gayo, o meu antepassado Miguel Dá Mesquita do seu casamento na Casa de Melhorado não teve geração.

Após a morte de sua mulher houve grande litígio judicial.

A sucesora foi sua filha Paula, minha antepassada, legitimada para suceder nos bens de seu Pai.

Cumprimentos,

Rodolfo de Castro Leal

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#213831 | luizsillos | 23 Nov 2008 14:15 | Em resposta a: #213824

Caro Rodolfo,

Mais uma vez, meus agradecimentos.

Tempos atrás, o amigo ajudou-me com informações de um antepassado, João Francisco da Silva Barbosa, nascido em 1613, 3.º senhor da Casa de Surribas, em Vale de Bouro, filho de Francisco Gonçalves (2.º senhor de Surribas, com ascendência conhecida) e de sua segunda mulher Catarina Martins, da Casa do ... (?), em Britelo.

Já fazem alguns anos que estou tentando ligar a Catarina Martins à Casa do Prado, sem sucesso, infelizmente. Sei apenas que a escritura de dote (caso exista) de seu casamento com Francisco Gonçalves deveria ter ocorrido no ano de 1610.

Todos os cinco filhos de Catarina Martins foram batisados por membros da Casa do Prado:
1-1 Maria, batizada em 04.07.1611. Padrinhos: Gaspar (de Britelo) irmão de Catarina Martins e Isabel, que viria a ser a mulher de Miguel Dá Mesquita;
1-2 João, batizado em 17.03.1613. Padrinhos: Gonçalo Martins do Prado e Maria da Costa;
1-3 Ângela, batizada em 12.11.1614. Padrinhos: Francisco Monteiro e Maria, filha de Lourenço Martins do Prado;
1-4 Isabel, batizada em 21.12.1616. Padrinhos: João, filho de Lourenço Martins do Prado e Isabel (esta de Vale de Bouro); e, por fim,
1-5 Lourenço, batizado em 11.02.1620. Padrinhos: Miguel Rodrigues (da Quinta do Crespo?) e Ana da Silva (mulher de João do Prado).

Lourenço Martins do Prado, além dos filhos citados em seu trabalho sobre a Casa do Prado, com base nos paroquiais de Britelo, teve mais outros dois filhos: Gaspar e Catarina, esta última, ainda aparece batizando uma criança em Britelo em 1608, depois desaparece dos paroquiais dessa freguesia. Acho que esta, é minha ancestral Catarina Martins, mas, por enquanto, fica só na hipótese.

Luiz Gustavo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#213832 | castroleal | 23 Nov 2008 14:30 | Em resposta a: #213831

Caro Luiz Gustavo,


Como sabe os "paroquiais" são uma fonte importante , na genealogia. Só que... são muito incompletos!

Por vezes os próprios párocos cometem erros completamente grosseiros...

Confundem tudo!! Nome dos pais, dos padrinhos, das testemunhas, dos lugares,.. Penso que o clero, na época, não primava pelo rigor.

Daí que o esclarecimento acerca da ascendência de determinada personagem, ou "personagem" , conforme o estatuto , na época, tenha que ser complementado com outras fontes: arquivo nacional, arquivos notariais, arquivos particulares, arquivos judiciais, arquivo de Mosteiros, arquivos municipais, etc.

Penso que os Mormons só microfilmaram os "paroquiais".

O Estado português tem feito um trabalho notável na divulgação "on-line" de fontes.

Ficam as dúvidas, importantes para os Homens da Ciência...

Cumprimentos,

Rodolfo de Castro Leal

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#221465 | nvieira | 17 Fev 2009 18:07 | Em resposta a: #213822

Boa tarde, caros Confrades.

Uma pergunta pertinente, que não consegui descobrir.

Se a dita quinta de melhorado pertencia a Ana Roiz Sobrinho da Mesquita

http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=193320

como veio para o ramo da familia Bourbon (Lindoso)


Com os melhores cumprimentos

Nuno Vieira

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#221471 | castroleal | 17 Fev 2009 18:32 | Em resposta a: #221465

Caro participante,


O que é referido em http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=193320 é que a Casa de São Romão, da qual sou comproprietário, por sucessão, pertenceu à "Quintã do Corgo", que incluia, entre numerosos bens a Casa de Melhorado.


Sobre o termo "quintã", "honra", "casal"... a extensa Obra de José Mattoso elucidá-lo-á.


A Casa de Melhorado, passou por diversas "estirpes", sendo que a originária foi "Mesquita" ou "da Mesquita", ou "Dá Mesquita", seguindo-se, por casamento/doações para a família dos Alcaides-mor de Lindoso, Condes, Viscondes e Marqueses de Lindoso e, actualmente, Peixoto de Bourbon, tudo isto por sucessão.

Pesquise nesta excelente BD, nestes títulos, e ficará elucidado.

O documento mais antigo que conheço, e possuo no meu Arquivo, refere claramente "Pedro da Mesqita Pimentel, "o do Corgo".

Tratando-se de Famílias que efectivamente prestaram serviço público à Pátria e ao Rei, as fontes de investigação são em número extraordinário!

Melhores cunprimentos,


Rodolfo de Castro Leal

(Celorico de Basto)

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#221472 | castroleal | 17 Fev 2009 18:36 | Em resposta a: #221471

Leia-se "cumprimentos" e "Mesquita"

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#221859 | HenriqueSousaAzevedo | 22 Fev 2009 20:59 | Em resposta a: #169603

Cara Senhora,


Não se estará a referir à Casa do Outeiro em Cete, Concelho de Paredes? Fiz uma pequena pesquisa e só encontrei referência a esta casa. Pertenceu a uns Coelho Ferraz e a uns Castro Morais, se não me engano.

Cumprimentos

Henrique Sousa Azevedo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#221860 | HenriqueSousaAzevedo | 22 Fev 2009 21:02 | Em resposta a: #221859

Adenda:

MAGALHÃES E MENEZES AZAMBUJA, da casa do Bárrio, em Ferreiros, Amares, da casa do Outeiro, em Moure, Póvoa de Lanhoso, da casa da Ribeira, em Figueiredo, Amares

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#221873 | JAVSO | 22 Fev 2009 22:38 | Em resposta a: #221471

Caro Rodolfo Castro Leal

Aproveito, embora abusivamente, este tópico para lhe referir e perguntar o seguinte:

um dos meus antepassados da Torre, em S. Clemente de Basto, casou, em 4-12-1732, com Maria Teresa de Magalhães, também conhecida por Maria Teresa de Magalhães Leite, bp. a 10-9-1710, em Refojos de Basto, nascida na casa da Torre, desta freguesia de Refojos, filha de Simão de Magalhães Rebelo e de sua mulher Maria Francisca;
neta paterna de Manuel Rebelo e de sua mulher Bernarda de Magalhães, , das Terças, freguesia da Faia;
descendo, desse casal - Bento Portilho de Magalhães e Maria Teresa de Magalhães Leite.

Será esta Maria Teresa irmã da sua antepassada Rosa Maria de Magalhães Leite, filha de Simão de Magalhães Rebelo e de sua mulher Maria Francisca Pereira?

Não o contactei por outra forma, pois que não consegui enviar-lhe mensagem electrónica.

Com os meus melhores e mais cordiais cumprimentos,

José Alfredo Soares de Oliveira

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#221896 | castroleal | 23 Fev 2009 08:40 | Em resposta a: #221873

Caro José Alfredo,


Penso que sim.

Vou procurar no meu Arquivo, pois tenho a escritura de dote de casamento dos meus antepassados, seus tios.

No meu estudo publicado em "Raizes € Memórias", n.º 6 (Outubro de 1990), trato desta ascendência.

Penso possuir documentos judiciais, do sec. XVIII, que tratam de uma polémica entre a Casa de São Romão e a Casa da Torre, por causa de umas propriedades comuns.

Vou procurar e ainda esta semana o contactarei. Aliás gostaria muito de o conhecer pesssoalmente.

Meu irmão Luis já lhe foi apresentado em tempos, em Felgueiras, pelo nosso Amigo e parente Simão Fernando Aguiã.

Um abraço,

Rodolfo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#221907 | JAVSO | 23 Fev 2009 12:01 | Em resposta a: #221896

Caro Rodolfo

Muito obrigado pela sua pronta resposta.

Só há poucas semanas, lendo um processo de inquirição de genere, descobri os nomes dos pais da Maria Teresa de Magalhães Leite e fiz a respectiva comunicação ao Genea. Há cerca de uma semana descobri a sua antepassada Rosa Maria de Magalhães Leite e os locais de nascimento e nome dos pais, verificando que nos meus dados a mãe tem o nome de Maria Francisca e a de osa Maria o de Maria Francisca Pereira.
Por contacto com o ADB soube os nomes dos avós.

Vou ver, ainda hoje, o n.º 6 de Raízes & Memórias.

Como não conheço documentos da Casa da Torre não sabia da existência de qualquer polémica.

Minha Mãe tem, na sua ascendência, muitos Magalhães e Rebelos, cuja origem e ligação é um mistério para mim.

Terei muito gosto em o conhecer pessoalmente. Pode ser que haja hipótese numa minha ida a Celorico.
Tem o meu endereço electrónico. Penso que com facilidade encontrarei o seu contacto telefónico.

Aguardo, com curiosidade e ansiedade as suas notícias.

Um abraço,

José Alfredo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#221971 | JAVSO | 23 Fev 2009 21:28 | Em resposta a: #221896

Caro Rodolfo

Pedindo desculpa por novamente o estar a incomodar, mas não resisti à tentação de lhe comunicar o seguinte:

excelente a sua informação e excelente o seu trabalho Fermil II (Carvalhos de Basto: Um Paradigma Fictício?);

da leitura deste, a que me lancei logo que acabei o meu dia de trabalho, pude concluir, com certeza, que Rosa Maria de Magalhães Leite e Maria Teresa de Magalhães Leite eram irmãs - Raízes & Memórias, n.º 6, p. 72, no que respeita a "6 (VI) - José António da Mesquita e Magalhães Carvalho".
Nessa ocasião ainda não houvera litígio, pois que Bento Portilho de Magalhães, meu antepassado, aparece, várias vezes, como testemunha - ver, também, p. 71.

Muito, muito obrigado.

Um abraço reconhecido,

José Alfredo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222014 | aeiou2 | 24 Fev 2009 09:12 | Em resposta a: #221859

Caro Henrique Sousa Azevedo,

Terá que ser uma casa em Britelos, mas tem sido um "problema" um pouco difícil de resolver, dado à variação de apelidos de cada filho e filha, mas muito obrigada pela informação.

Cumprimentos

Maria

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222015 | aeiou2 | 24 Fev 2009 09:12 | Em resposta a: #221859

Caro Henrique Sousa Azevedo,

Terá que ser uma casa em Britelos, mas tem sido um "problema" um pouco difícil de resolver, dado à variação de apelidos de cada filho e filha, mas muito obrigada pela informação.

Cumprimentos

Maria

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222129 | castroleal | 25 Fev 2009 19:02 | Em resposta a: #221907

Caro José Alfredo,


"Fermil II" foi um estudo muito difícil. Ia perdendo a paciência!!

Foi um trabalho muito árduo para um estudante, na época, da Faculdade de Engenharia do Porto. "Vasculhei" a Inquisição de Coimbra, Évora, Paroquiais, quase todo o Judicial de Braga e Porto, o meu Arquivo, etc

Felizmente terminei não só o "Ferrmil II", como também a minha Licenciatura...

A minha "revolta", "estampada" em algumas notas de roda pé foi, como referi, o abandono das fontes por parte dos co-autores de "Carvalhos de Basto".

Como referi encontrei uma série de incongruências no que se referia ao meu ramo do Corgo e do Prado (Pinto Dá Mesquita). Um ramo perfeitamente estabilizado nesta Terra de Basto.

Deitei mãos à "obra" e publiquei.

Fico contente por mais este parentesco. As polémicas judiciais têm a ver com partilhas. Mas estou em dúvida se, como lhe disse, estão relacionadas com a "Casa da Torre" ou com a "Casa de Surribas", ambas com casamentos nas Casas de São Romão, Prado, etc, que me estão próximas como sabe pois foram os Solares de nascimento de minha Mãe e Avô materno.

No fim de semana penso que já terei uma resposta.


Um abraço,


Rodolfo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222130 | castroleal | 25 Fev 2009 19:04 | Em resposta a: #221971

(por lapso enviei para a pesoa errada...)

Caro José Alfredo,


"Fermil II" foi um estudo muito difícil. Ia perdendo a paciência!!

Foi um trabalho muito árduo para um estudante, na época, da Faculdade de Engenharia do Porto. "Vasculhei" a Inquisição de Coimbra, Évora, Paroquiais, quase todo o Judicial de Braga e Porto, o meu Arquivo, etc

Felizmente terminei não só o "Ferrmil II", como também a minha Licenciatura...

A minha "revolta", "estampada" em algumas notas de roda pé foi, como referi, o abandono das fontes por parte dos co-autores de "Carvalhos de Basto".

Como referi encontrei uma série de incongruências no que se referia ao meu ramo do Corgo e do Prado (Pinto Dá Mesquita). Um ramo perfeitamente estabilizado nesta Terra de Basto.

Deitei mãos à "obra" e publiquei.

Fico contente por mais este parentesco. As polémicas judiciais têm a ver com partilhas. Mas estou em dúvida se, como lhe disse, estão relacionadas com a "Casa da Torre" ou com a "Casa de Surribas", ambas com casamentos nas Casas de São Romão, Prado, etc, que me estão próximas como sabe pois foram os Solares de nascimento de minha Mãe e Avô materno.

No fim de semana penso que já terei uma resposta.


Um abraço,


Rodolfo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222141 | JAVSO | 25 Fev 2009 19:52 | Em resposta a: #222129

Caro Rodolfo

O seu trabalho é de uma grande maturidade e, como lhe disse, está excelente.

Felizmente que o fez, pois que dá uma série de elementos e pistas.

Vira o seu trabalho no índice do n.º 6 de Raízes Memórias e tinha-o comprado para que, quando tivesse tempo, o viesse a ler.
Assim, uma vez que recebi a sua mensagem durante o dia, foi só chegar a casa e "devorar" o seu Fermil II, na ânsia de encontrar como irmãs Rosa Maria e Maria Teresa.

Estou com muita dificuldade a desbravar terreno, pois que conheço mal as Terras de Basto e quase nada sabia sobre a ascendência de minha Mãe.

Felizmente que vou encontrado várias pessoas que, com amabilidade e simpatia, me estão ajudando.

Um abraço, sempre agradecido,

José Alfredo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222142 | luizsillos | 25 Fev 2009 20:02 | Em resposta a: #222130

Caro Rodolfo,

Desculpe a intromissão, mas chamou-me à atenção, as questões referentes as polêmicas judiciais (no que se refere as partilhas) onde a Casa de Surribas poderia estar envolvida.

Caso possa compartilhar, também, essas informações comigo, ficarei muito feliz, pois descendo dessa Casa e como disse em e-mails anteriores, desde 1611 a Casa de Surribas tem ligação com a Casa do Prado, não tendo eu descoberto ainda, qual a referida ligação.

Posso afirmar que no óbito de Margarida Magalhães Mesquita, em Surribas, no dia 22 junho de 1719 ela deixou bens para o irmão, que vivia em Fermil.

Muitos cumprimentos,
Luiz Gustavo de Sillos

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222146 | castroleal | 25 Fev 2009 20:40 | Em resposta a: #222142

Caro Luiz Sillos

O Forum vive desta "intromissões". São sempre bem-vindos todos os que querem contribuir para o "bom nome" da Genealogia.

Não faço muitas intervenções! Só naquilo que me diz respeito.

Como vivo na Terra de Basto ( chamo-lhe assim... detesto o nome "Celorico" demasiado banalizado por alguns!!) e como estou ligado por laços familiares a quase todas as famílias daqui e conheço todas estas Casas e Solares que vão sendo referidas, cá apareço de quando em vez...

O meu antepassado António Dá Mesquita de Magalhães efectivamente foi o herdeiro da irmã Margarida, como refiro em Fermil II, pg 66, já em 1990!

Era um procedimento "normal"; tem a ver com o dote de casamento e a falta de geração, pelo que os bens revertiam para a Família originária.

Qualquer novidade saberá, através da minha resposta a José Alfredo Soares de Oliveira".


Cumprimentos,

Rodolfo de Castro Leal

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222148 | luizsillos | 25 Fev 2009 20:59 | Em resposta a: #222146

Caro Rodolfo,

Como sempre, grato por tão pronta resposta! No caso da Margarida, o filho acabou falecendo, pouco depois de ter casado com a cunhada de seu tio António Dá Mesquita de Magalhães, Isabel Joana da Silva Barbosa.

O confrade José Alfredo também descende da casa de Surribas, por meio de Catarina Gonçalves da Silva, filha do primeiro senhor de Surribas, João Gonçalves e sua primeira mulher Margarida Martins de Azevedo (que era da Casa da Balouta, cuja genealogia também é muito bagunçada, em termos de fontes primárias).

O que até agora, para mim, é um mistério, seria saber como a Isabel acima citada era parente de seu marido entre o terceiro e quarto grau de parentesco. Levantei as ascendências desses membros e não encontrei ancestrais em comum.

A dúvida, continua em Catarina Martins, mulher do segundo senhor de Surribas, que era nascida em Britelo, mas não sei em qual casa.

Aproveitando essa mensagem, saberia me dizer se existe algum cónego Lázaro da Silva Barbosa na casa de Fermil? E, ainda, se havia parentesco entre seu ancestral António e sua mulher Helena da Silva Barbosa?

Cumprimentos,
Luiz Gustavo de Sillos

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222151 | castroleal | 25 Fev 2009 21:31 | Em resposta a: #222148

Caro Luiz Gustavo,


Não sei qual o parentesco, e se existe. A existir penso que seja pelo "Paço do Carril" em S. Romão do Corgo.

Também não conheço a filiação de Catarina Martins.

O cónego Lázaro da Silva Barbosa é irmão de meu antepassado Bernardo da Silva de Carvalho (http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=220383), da Casa do Outeiro (Britelo), contígua à Casa-Torre do Prado. (É assim, e muito bem, referenciada pelos técnicos dos Monumentos Nacionais Portugueses, que procederam a alguns estudos no sentido da inventariação do Património Arquitectónico). Está disponível em www.monumentos.pt/.


Os elementos relativos ao Cónego constam na pg 63 de Fermil II (Raizes € Memórias, n.º 6 ) uma vez que em tempos, como referi a José Alfredo Soares de Oliveira, fiz um levantamento exaustivo nos Arquivos Públicos Nacionais, incluindo, para este caso, o Arquivi Distrital de Braga (ou AHUM-Arquivo Histórico da Universidade do Minho, em Braga).

Cumprimentos,

Rodolfo de Castro Leal

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222159 | luizsillos | 25 Fev 2009 22:34 | Em resposta a: #222151

Caro Rodolfo,

Pelo registo paroquial de casamento deles (tenho uma cópia), não há indicação de parentesco. Só mesmo no casamento de António de Sousa Pereira de Magalhães e Isabel Joana da Silva Barbosa.

Perguntei do cónego porque ele aparece constantemente como padrinho ou testemunha dos meus ancestrais de Sorribas, e colaterais, que foram para a quinta de Oleirinhos, em S. Veríssimo de Lagares, Felgueiras.

Permita-me fazer só mais duas perguntas: A primeira, em relação ao seu ancestral Pedro Falcão, de Fundevilla. Segundo o amigo, ele seria filho de Francisco Pires e Senhorinha Braz. Os nomes dos avós dele são conhecidos?

E, a última pergunta, é sobre a Casa do Outeiro, em Britelo, no que se refere a adoção do sobrenome "Silva Barbosa". Quando pesquisei os paroquiais dessa freguesia, encontrei:

1- Maria da Silva, solteira, falecida em 15.02.1617 na Quinta do Outeiro, sendo herdeiro, o cunhado Frutuoso de Carvalho.

2- Isabel Leitoa, casada com Frutuoso de Carvalho, falecida em 08.05.1629, no Outeiro.

3- Frutuoso de Carvalho, do Outeiro, falecido em 16.06.1642.

4- Catarina Barbosa, falecida, deixando João do Prado, como herdeiro.

O apelido "Silva Barbosa" também passou a ser utilizado aos moradores da casa de Surribas, aquando do casamento de Catarina Martins (em alguns registos Catarina Barbosa) com o 2.o senhor desta casa. Saberia me dizer se o "Barbosa" veio da casa do Outeiro ou pela do Prado? Se for pela do Outeiro, talvez a Catarina tivesse vindo desta quinta, e não pela do Prado, como eu achava.

Cumprimentos,
Luiz Gustavo de Sillos

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222379 | castroleal | 27 Fev 2009 19:07 | Em resposta a: #222129

Caro José Alfredo,

Afinal a polémica não é entre as nossa família directa, mas com a Casa de Barreiros, por causa de um dote, através de um cunhado do seu antepasssado Bento Portilho de Magalhães e dos meus de São Romão.

DOCUMENTO
Arquivo Particular da Casa de São Romão Prado - Documento n.º 72.
Data: 18 de Julho de 1774
Processo Judicial (Libelo móvel e de Raiz). 2 Volumes

Autor: Manuel Álvares de Araújo, (Casa de Barreiros, Ribas)
Réus: Lopo Dá Mesquita e irmãos da Casa de São Romão e Bento Portilho de Magalhães, irmãos e mulher da Casa da Torre (S. Clemente), mulher, e outros.

Contém várias procurações, com assinaturas autógrafas de nossos parentes.


Um abraço,


Rodolfo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222383 | castroleal | 27 Fev 2009 19:11 | Em resposta a: #222159

Caro Luiz Sillos,


Infelizmente não sei a proveniência do apelido "Barbosa".

De momento não possuo mais elementos acerca da Casa de Surribas.


Cumprimentos,

Rodolfo de Castro Leal

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222390 | luizsillos | 27 Fev 2009 19:40 | Em resposta a: #222383

Caro Rodolfo Castro Leal,

Grato por seus esclarecimentos. Na Casa de Surribas já não há mais o que pesquisar, de forma que meu interesse, agora, está concentrado na freguesia de Britelo, local de origem da desconhecida Catarina Martins.

Quanto a ascendência de seu ancestral Pedro Falcão, sogro de Bernardo da Silva de Carvalho, vou pesquisar os paroquiais de Santa Senhorinha, para ver se descubro algo, a fim de que eu possa esclarecer, finalmente, minha dúvida quanto ao parentesco consanguineo existente entre o casal António Sousa Pereira Magalhães e Isabel Joana da Silva Barbosa.

Prometo não incomodá-lo mais, meus muitos cumprimentos,
Luiz Gustavo de Sillos

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222392 | aeiou2 | 27 Fev 2009 20:03 | Em resposta a: #222390

Olá Luiz,

Estou interessada no Bernardo da Silva de Carvalho.

Eu continuo empancada no José da Silva Carvalho e Castro,n.1790? S.Pedro de Britelo, Freixieiro, Celorico de Basto, de quem, não sei, quem são os pais e em que freguesia casou com D.Antónia Pereira da Siva,n.21.4.1793,S.Martinho, Termo de Alcobaça, Leiria filha de D.António da Silva, n.S.Tiago de Almada, e de D.Maria Antónia Pereira,9.1.1760, S.Martinho ,Termo de Alcobaça, Leiria.

Também não tenho ultimamente procurado por ele.

Um abraço

Maria

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222399 | luizsillos | 27 Fev 2009 21:01 | Em resposta a: #222392

Olá Maria,

E nos batizados dos filhos de José da Silva Carvalho e Castro, não figuram os avós? O que posso adiantar é que o apelido "Silva Carvalho" de Bernardo vinha por parte de seus avós maternos. O avô era Frutuoso de Carvalho, e avó, Isabel Leitoa (da Silva).

Um abraço,
Luiz

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222441 | aeiou2 | 28 Fev 2009 02:22 | Em resposta a: #222399

Olá Luiz,

Só tenho o assento de baptismo do único filho , e que é neto do Ilustríssimo José da Silva Carvalho e Castro.

Complicado
Maria

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222444 | luizsillos | 28 Fev 2009 03:04 | Em resposta a: #222441

Cara Maria,

Realmente fica complicado assim... mas não podemos perder a esperança! Quem sabe ainda exista algum documento onde ele tenha (ou tenham) declarado sua filiação.

Luiz

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222758 | JAVSO | 03 Mar 2009 21:47 | Em resposta a: #222379

Caro Rodolfo

Por motivos que desconheço, só agora encontrei esta sua mensagem.

As minhas desculpas, mas foi de todo involuntária esta situação.

Fico francamente satisfeito por ver que Lopo Dá Mesquita e irmãos estiveram do mesmo lado da barricada em que estiveram os Portilho de Magalhães, meus antepassados.

Gostava de contactar directamente consigo, para trocar impressões sobre questões várias.

Ainda consegui descobrir um número de telefone, mas ninguém atendeu.

Um abraço, sempre reconhecido,

José Alfredo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222801 | castroleal | 04 Mar 2009 08:45 | Em resposta a: #222758

Caro José Alfredo


O erro foi meu pois não "pendurei" a resposta no sitio certo!!

O meu mail é pintodamesquita@gmail.com. Penso que já tive o seu, mas como entretanto alterei de endereço electrónico, o válido é este.

Um abraço,

Rodolfo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222802 | castroleal | 04 Mar 2009 08:46 | Em resposta a: #221873

Caro José Alfredo


O erro foi meu pois não "pendurei" a resposta no sitio certo!!

O meu mail é pintodamesquita@gmail.com. Penso que já tive o seu, mas como entretanto alterei de endereço electrónico, o válido é este.

Um abraço,

Rodolfo

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#222804 | rickon | 04 Mar 2009 09:23 | Em resposta a: #221859

Não se estará a referir à Casa do Outeiro, em Veade, Celorico de Basto. Estive lá recentemente e pertence hoje à familia Teixeira Coelho, suponho que por herança de Manuel António Teixeira de Carvalho Barros de Macedo http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=184777.

Suponho também que esta familia esteja relacionada com os "da Mesquita" pelo casamento de José Xavier de Barros Vaz Pereira Pinto Guedes * c. 1830
com Maria da Graça Teixeira Coelho de Melo Pinto de Mesquita * 05.08.1831
Avós da geração que actualmente é proprietária da mesma. Pesquise no google por Quinta da Raza ou Vinhos Dom Diogo e terá mais informação.


Melhores cumprimentos

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#225563 | luizsillos | 04 Abr 2009 23:49 | Em resposta a: #222801

Caro Rodolfo,

Boa noite. Consultando os livros paroquiais de Santa Senhorinha de Basto, fica claro que Pedro Falcão, marido de Antónia Teixeira, era fiho de Gonçalo Pires e sua mulher Catarina João (inclusive no registo de óbito de Gonçalo Pires, Antónia Teixeira figura como sua nora), e não de Francisco Pires e Senhorinha Brás, como consta. Saberia me dizer o porquê dessa divergência?

Muitos cumprimentos,
Luiz Gustavo de Sillos

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#225671 | castroleal | 06 Abr 2009 13:20 | Em resposta a: #225563

Caro Luiz Gustavo,


Penso que a filiação que indiquei em "Fermil II" (Raízes e Memórias, 1990, pg 62, nota n.º 17) foi extraída de documentos da Inquisição de Coimbra: ANTT, HSO, M22 d 641, Helena.


Não tenho a certeza. Quando encontrar o processo confirmo (possuo cópia no meu Arquivo).


Pode haver erro: ou do Pároco, ou das testemunhas que prestaram juramento...

Cumprimentos,

Rodolfo de Castro Leal

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#225674 | luizsillos | 06 Abr 2009 13:36 | Em resposta a: #225671

Caro Rodolfo,

Creio que deve ter ocorrido erro das testemunhas. Não existe em Santa Senhorinha de Basto um Francisco Pires e sua mulher Senhorinha Brás. Em seu trabalho "Fermil II" consta a data de casamento do Pedro Falcão com Antónia Teixeira. Para existir essa dúvida, concluo que os pais não devem ter sido citados.

Mas o assento de óbito de Gonçalo Pires (Falcão) é extenso, sendo citados, como disse, a nora Antónia Teixeira e o neto (visto que o filho era falecido).

O pai de Pedro Falcão era filho do sr. da Casa de Barrifalcão Bartolomeu Pires e Ana Gonçalves. Já a mãe, era nascida na Casa de Fundevilla, filha de João Afonso e Beatriz Pires.

Curiosamente, nas genealogias dessa casa de Barrifalcão, há erros grotescos. Quase todos os autores ao falar sobre ela, falam de um Gonçalo Gonçalves Falcão (ainda não sei qual a ligação de parentesco com o Bartolomeu Pires, visto que viviam na mesma casa) casado primeiro com Isabel Afonso e em segundo, com Ana de Magalhães.

Nos paroquiais está bem claro. Gonçalo Gonçalves casou apenas com Isabel Afonso. Seu filho, de mesmo nome, casa-se com Ana de Magalhães. Esse assento de casamento, por sua vez, foi lançado tanto no primeiro livro, quanto no segundo de Santa Senhorinha.

Lembrando que não descendo dessa quinta, tendo os estudado apenas por conta dos impedimentos consanguineos de membros da minha família com Barrifalcão e Prados.

Cumprimentos,
Luiz Gustavo de Sillos

Resposta

Link directo:

RE: Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#225707 | castroleal | 06 Abr 2009 18:24 | Em resposta a: #225674

Caro Luiz Gustavo,

Agradeço as informações.

Se encontrar outros dados complementares contactá-lo-ei.

Cumprimentos,


Rodolfo de Catro Leal

Resposta

Link directo:

Casa do Outeiro, em Britelo, Celorico de Basto

#415734 | calica44 | 21 Jun 2019 00:11 | Em resposta a: #213236

Gostaria de saber o endereço da antiga casa da Encadada. Sou Bisneto do último senhor da Encadada Pedro Justino, Pai de minha Avó Materna Margarida Pinto Bandeira da Fonseca Cardoso. Tendo vivido toda a minha Vida fora de Portugal e tendo agora regressado para Caminha, gostaria de poder visitar o lugar físico onde esteve a casa da Encadada. Por pesquisa sei que ainda existe um poço e umas paredes velhas

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 21 Jul 2019, 05:08

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen