Família Barreira, Chaves

Este tópico está classificado nas salas: Pessoas | Famílias | Regiões

Família Barreira, Chaves

#195776 | bramao | 08 Mai 2008 21:08

Numa tentativa de conseguir reunir alguma informação sobre a família do lado paterno procuro a vossa ajuda. Pouco ou nada sei : o meu bisavo chamava-se José Barreira, teve uma serie de filhos entre eles Sergio Barreira, João Barreira e Maria Ermelinda Barreira (minha avó). Penso que todos nasceram na região de Chaves.

Agradeço desde já qualquer informação,
C.Barreira

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#195777 | valboa | 08 Mai 2008 21:12 | Em resposta a: #195776

existe em Bragança uma familia Barreira.

Trata-se do eng Barreira, do Parque Pacional de Montesinho ou Turicorço.

cumprimentos

Jorge A. da Q.

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#195956 | bramao | 10 Mai 2008 09:59 | Em resposta a: #195777

Agradeço desde já a sua atenção. Neste processo todas as dicas tem a sua importância.

cumprimentos
C.Barreira

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#217068 | Arturo Francisco | 02 Jan 2009 13:45 | Em resposta a: #195776

Hola!
Tendria que tener más antecedentes para poder asegurar si hablamos de los mismos Barreira. Mi Abuelo es Sergio Barreira y su padre era Joao Barreira. Nacido en la región de Tras os Montes. Sabé su fecha de nacimiento, donde fallecio etc.
Arturo Barreira
arturo@barreira.se

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#217083 | abivar | 02 Jan 2009 15:04 | Em resposta a: #195956

Caro Confrade:

Veja estes ramos de Barreiras:

http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=179833 ;

pode ser que se liguem com o seus, embora o trajecto detectado seja de uma freguesia de Valpaços (Serapicos) para outra de Murça (Jou), tudo no distrito de Vila Real. A descendência cruzou-se também com famílias oriundas de Vila Pouca de Aguiar e de outras zonas de Trás-os Montes.

Com os melhores cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#217115 | João Mamed | 02 Jan 2009 19:56 | Em resposta a: #217083

Caro António Bivar

Não sei se já reparou mas existe outro Gaspar Barreira na base de dados deste site.
Casado com Maria Teixeira de Sampaio, esta com ascendencia bem conhecida, e são pais de Martinho Teixeira de Sampaio (também consta nesta base de dados mas a ligação com os pais não está ainda feita), todos de Carrazedo de Montenegro.

Estes Gaspares parecem ser contemporaneos e da mesma região: Valpaços.

Serão parentes, serão pai e filho, serão mesma pessoa?

Meus cumprimentos,

joão mamede

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#217133 | abivar | 02 Jan 2009 21:52 | Em resposta a: #217115

Caro Confrade:

De facto não tinha reparado; muito obrigado pelas informações. Nunca desenvolvi a investigação nos assentos paroquiais de Valpaços, os quais poderão trazer a eventual confirmação dessa ligação. É curiosa essa coincidência de nomes próprios (Gaspar, Martinho...); fica para futura consideração, na esperança de conseguir um dia realizar essa investigação, ou, quem sabe, para suscitar mais alguma contribuição aqui do fórum.

Com os melhores cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#217134 | abivar | 02 Jan 2009 21:56 | Em resposta a: #217115

Caro Confrade:

Olhando para o mapa do Concelho de Valpaços verifico que Serapicos e Carrazedo de Montenegro são confinantes...

Cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#219326 | bramao | 23 Jan 2009 14:37 | Em resposta a: #217068

Boa tarde,

Desde já peço desculpa pela demora da resposta. Estive a aguardar a chegada de uma certidão vinda de Chaves na qual foi possivel obter mais alguns dados: Maria Ermelinda Barreira nascida em 1910, filha de José Barreira natural da freguesia de Vilela do Tâmega (Redial), neta paterna de João Barreira e Ermelinda Rosa(...). Em termos de datas pouco ou nada posso acrescentar.
Desde já agradeço qualquer informação,

Carla Barreira

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#219415 | fcpbravo | 24 Jan 2009 13:24 | Em resposta a: #219326

Na aldeia vizinha de Vilela do Tâmega, em Bóbeda, há uma família Barreira.
Por volta de 1950 existiam dois irmãos: António e Manuel.
Seus descendentes vivem em Bóbeda, Vila Nova de Veiga e Chaves.

Resposta

Link directo:

Famílias Transmontanas

#232649 | gmg | 25 Jun 2009 14:24 | Em resposta a: #219415

Isto é tudo o que eu sei sobre os COELHO DE MELLO e TEIXEIRA, que se unem aos FONTOURA (perto de Chaves, de uma freguesia a cerca de 2km de Chaves - berço dos Fontoura em Portugal e que por inexistência de livros Paroquiais, não consegui estabelecer a ligação com os Fontoura estudados pelo Exmo Senhor Prof. Doutor Luiz Vaz de São Payo)


• A linha documental que possuo sobre os COELHO DE MELLO de Santo Estêvão de Faiões é:

I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:

II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".

III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697.

Deste Padre houve descendência.


• No Processo de Inquirição de Genere de Mateus Gonçalves (Laje), filho de Pedro Gonçalves Laje e de Maria Lopes [sobrinho de Maria Coelho de Mello e do Capitão Pedro Afonso Teixeira (este irmão de Maria Lopes)], feito em 1706, e que está no Arquivo Distrital de Braga, consta do mesmo que o Habilitando é parente do P.e João Carneiro da Fontoura, natural (este) de Santiago da Ribeira de Alheriz.

Quem seria este Padre João Carneiro da Fontoura? Alguém tem informações sobre a ascendência e entroncamento familiar com este Mateus Gonçalves (que por sua vez era sobrinho do Capitão de Ordenanças Pedro Afonso Teixeira e de Maria Coelho de Mello)?

Sabe-se que a Mãe do Capitão Pedro Afonso Teixeira, se chamava Maria Fernandes e era natural de Santiago da Ribeira de Alhariz.



• Relativamente à CAPELA DE SÃO BARTOLOMEU, (supõe-se perto de Alpande, Ervões, Valpaços) e a ligação ao Padre António Coelho de Mello (ou Pires de Mello)?

Este Padre deixou vinculadas 5 missas a ser rezadas na dita Capela, sendo que estas missas estavam associadas a uma propriedade que foi sempre transmitida entre os descendentes mais directos e sacerdotes da sua Família.

Começa com António Coelho de Mello, que faz testamento em 1667, passa para o seu sobrinho P.e Pedro Coelho, deste passa para o Padre Gregório Coelho de Mello e deste para o seu sobrinho o Padre Pedro Coelho Teixeira; deste passa para seu irmão o Padre Francisco Coelho Fontoura a propriedade que se chamava "Castanheiro", em 1724.

Agradeço a todos as informações e ajudas que me puderem dar.

Cordialmente,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

Famílias Transmontanas

#232650 | gmg | 25 Jun 2009 14:25 | Em resposta a: #219326

Isto é tudo o que eu sei sobre os COELHO DE MELLO e TEIXEIRA, que se unem aos FONTOURA (perto de Chaves, de uma freguesia a cerca de 2km de Chaves - berço dos Fontoura em Portugal e que por inexistência de livros Paroquiais, não consegui estabelecer a ligação com os Fontoura estudados pelo Exmo Senhor Prof. Doutor Luiz Vaz de São Payo)


• A linha documental que possuo sobre os COELHO DE MELLO de Santo Estêvão de Faiões é:

I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:

II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".

III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697.

Deste Padre houve descendência.


• No Processo de Inquirição de Genere de Mateus Gonçalves (Laje), filho de Pedro Gonçalves Laje e de Maria Lopes [sobrinho de Maria Coelho de Mello e do Capitão Pedro Afonso Teixeira (este irmão de Maria Lopes)], feito em 1706, e que está no Arquivo Distrital de Braga, consta do mesmo que o Habilitando é parente do P.e João Carneiro da Fontoura, natural (este) de Santiago da Ribeira de Alheriz.

Quem seria este Padre João Carneiro da Fontoura? Alguém tem informações sobre a ascendência e entroncamento familiar com este Mateus Gonçalves (que por sua vez era sobrinho do Capitão de Ordenanças Pedro Afonso Teixeira e de Maria Coelho de Mello)?

Sabe-se que a Mãe do Capitão Pedro Afonso Teixeira, se chamava Maria Fernandes e era natural de Santiago da Ribeira de Alhariz.



• Relativamente à CAPELA DE SÃO BARTOLOMEU, (supõe-se perto de Alpande, Ervões, Valpaços) e a ligação ao Padre António Coelho de Mello (ou Pires de Mello)?

Este Padre deixou vinculadas 5 missas a ser rezadas na dita Capela, sendo que estas missas estavam associadas a uma propriedade que foi sempre transmitida entre os descendentes mais directos e sacerdotes da sua Família.

Começa com António Coelho de Mello, que faz testamento em 1667, passa para o seu sobrinho P.e Pedro Coelho, deste passa para o Padre Gregório Coelho de Mello e deste para o seu sobrinho o Padre Pedro Coelho Teixeira; deste passa para seu irmão o Padre Francisco Coelho Fontoura a propriedade que se chamava "Castanheiro", em 1724.

Agradeço a todos as informações e ajudas que me puderem dar.

Cordialmente,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

Famílias Transmontanas

#232651 | gmg | 25 Jun 2009 14:25 | Em resposta a: #217134

Isto é tudo o que eu sei sobre os COELHO DE MELLO e TEIXEIRA, que se unem aos FONTOURA (perto de Chaves, de uma freguesia a cerca de 2km de Chaves - berço dos Fontoura em Portugal e que por inexistência de livros Paroquiais, não consegui estabelecer a ligação com os Fontoura estudados pelo Exmo Senhor Prof. Doutor Luiz Vaz de São Payo)


• A linha documental que possuo sobre os COELHO DE MELLO de Santo Estêvão de Faiões é:

I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:

II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".

III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697.

Deste Padre houve descendência.


• No Processo de Inquirição de Genere de Mateus Gonçalves (Laje), filho de Pedro Gonçalves Laje e de Maria Lopes [sobrinho de Maria Coelho de Mello e do Capitão Pedro Afonso Teixeira (este irmão de Maria Lopes)], feito em 1706, e que está no Arquivo Distrital de Braga, consta do mesmo que o Habilitando é parente do P.e João Carneiro da Fontoura, natural (este) de Santiago da Ribeira de Alheriz.

Quem seria este Padre João Carneiro da Fontoura? Alguém tem informações sobre a ascendência e entroncamento familiar com este Mateus Gonçalves (que por sua vez era sobrinho do Capitão de Ordenanças Pedro Afonso Teixeira e de Maria Coelho de Mello)?

Sabe-se que a Mãe do Capitão Pedro Afonso Teixeira, se chamava Maria Fernandes e era natural de Santiago da Ribeira de Alhariz.



• Relativamente à CAPELA DE SÃO BARTOLOMEU, (supõe-se perto de Alpande, Ervões, Valpaços) e a ligação ao Padre António Coelho de Mello (ou Pires de Mello)?

Este Padre deixou vinculadas 5 missas a ser rezadas na dita Capela, sendo que estas missas estavam associadas a uma propriedade que foi sempre transmitida entre os descendentes mais directos e sacerdotes da sua Família.

Começa com António Coelho de Mello, que faz testamento em 1667, passa para o seu sobrinho P.e Pedro Coelho, deste passa para o Padre Gregório Coelho de Mello e deste para o seu sobrinho o Padre Pedro Coelho Teixeira; deste passa para seu irmão o Padre Francisco Coelho Fontoura a propriedade que se chamava "Castanheiro", em 1724.

Agradeço a todos as informações e ajudas que me puderem dar.

Cordialmente,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

Famílias Transmontanas

#232652 | gmg | 25 Jun 2009 14:26 | Em resposta a: #217115

Isto é tudo o que eu sei sobre os COELHO DE MELLO e TEIXEIRA, que se unem aos FONTOURA (perto de Chaves, de uma freguesia a cerca de 2km de Chaves - berço dos Fontoura em Portugal e que por inexistência de livros Paroquiais, não consegui estabelecer a ligação com os Fontoura estudados pelo Exmo Senhor Prof. Doutor Luiz Vaz de São Payo)


• A linha documental que possuo sobre os COELHO DE MELLO de Santo Estêvão de Faiões é:

I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:

II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".

III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697.

Deste Padre houve descendência.


• No Processo de Inquirição de Genere de Mateus Gonçalves (Laje), filho de Pedro Gonçalves Laje e de Maria Lopes [sobrinho de Maria Coelho de Mello e do Capitão Pedro Afonso Teixeira (este irmão de Maria Lopes)], feito em 1706, e que está no Arquivo Distrital de Braga, consta do mesmo que o Habilitando é parente do P.e João Carneiro da Fontoura, natural (este) de Santiago da Ribeira de Alheriz.

Quem seria este Padre João Carneiro da Fontoura? Alguém tem informações sobre a ascendência e entroncamento familiar com este Mateus Gonçalves (que por sua vez era sobrinho do Capitão de Ordenanças Pedro Afonso Teixeira e de Maria Coelho de Mello)?

Sabe-se que a Mãe do Capitão Pedro Afonso Teixeira, se chamava Maria Fernandes e era natural de Santiago da Ribeira de Alhariz.



• Relativamente à CAPELA DE SÃO BARTOLOMEU, (supõe-se perto de Alpande, Ervões, Valpaços) e a ligação ao Padre António Coelho de Mello (ou Pires de Mello)?

Este Padre deixou vinculadas 5 missas a ser rezadas na dita Capela, sendo que estas missas estavam associadas a uma propriedade que foi sempre transmitida entre os descendentes mais directos e sacerdotes da sua Família.

Começa com António Coelho de Mello, que faz testamento em 1667, passa para o seu sobrinho P.e Pedro Coelho, deste passa para o Padre Gregório Coelho de Mello e deste para o seu sobrinho o Padre Pedro Coelho Teixeira; deste passa para seu irmão o Padre Francisco Coelho Fontoura a propriedade que se chamava "Castanheiro", em 1724.

Agradeço a todos as informações e ajudas que me puderem dar.

Cordialmente,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

Trás-os-Montes! Chaves... Valpaços...

#232657 | gmg | 25 Jun 2009 15:04 | Em resposta a: #195777

Isto é tudo o que eu sei sobre os COELHO DE MELLO e TEIXEIRA, que se unem aos FONTOURA (perto de Chaves, de uma freguesia a cerca de 2km de Chaves - berço dos Fontoura em Portugal e que por inexistência de livros Paroquiais, não consegui estabelecer a ligação com os Fontoura estudados pelo Exmo Senhor Prof. Doutor Luiz Vaz de São Payo)


• A linha documental que possuo sobre os COELHO DE MELLO de Santo Estêvão de Faiões é:

I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:

II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".

III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697.

Deste Padre houve descendência.


• No Processo de Inquirição de Genere de Mateus Gonçalves (Laje), filho de Pedro Gonçalves Laje e de Maria Lopes [sobrinho de Maria Coelho de Mello e do Capitão Pedro Afonso Teixeira (este irmão de Maria Lopes)], feito em 1706, e que está no Arquivo Distrital de Braga, consta do mesmo que o Habilitando é parente do P.e João Carneiro da Fontoura, natural (este) de Santiago da Ribeira de Alheriz.

Quem seria este Padre João Carneiro da Fontoura? Alguém tem informações sobre a ascendência e entroncamento familiar com este Mateus Gonçalves (que por sua vez era sobrinho do Capitão de Ordenanças Pedro Afonso Teixeira e de Maria Coelho de Mello)?

Sabe-se que a Mãe do Capitão Pedro Afonso Teixeira, se chamava Maria Fernandes e era natural de Santiago da Ribeira de Alhariz.



• Relativamente à CAPELA DE SÃO BARTOLOMEU, (supõe-se perto de Alpande, Ervões, Valpaços) e a ligação ao Padre António Coelho de Mello (ou Pires de Mello)?

Este Padre deixou vinculadas 5 missas a ser rezadas na dita Capela, sendo que estas missas estavam associadas a uma propriedade que foi sempre transmitida entre os descendentes mais directos e sacerdotes da sua Família.

Começa com António Coelho de Mello, que faz testamento em 1667, passa para o seu sobrinho P.e Pedro Coelho, deste passa para o Padre Gregório Coelho de Mello e deste para o seu sobrinho o Padre Pedro Coelho Teixeira; deste passa para seu irmão o Padre Francisco Coelho Fontoura a propriedade que se chamava "Castanheiro", em 1724.

Agradeço a todos as informações e ajudas que me puderem dar.

Cordialmente,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

Chaves e Valpaços...

#232688 | gmg | 25 Jun 2009 21:48 | Em resposta a: #195776

Isto é tudo o que eu sei sobre os COELHO DE MELLO e TEIXEIRA, que se unem aos FONTOURA (perto de Chaves, de uma freguesia a cerca de 2km de Chaves - berço dos Fontoura em Portugal e que por inexistência de livros Paroquiais, não consegui estabelecer a ligação com os Fontoura estudados pelo Exmo Senhor Prof. Doutor Luiz Vaz de São Payo)


• A linha documental que possuo sobre os COELHO DE MELLO de Santo Estêvão de Faiões é:

I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:

II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".

III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697.

Deste Padre houve descendência.


• No Processo de Inquirição de Genere de Mateus Gonçalves (Laje), filho de Pedro Gonçalves Laje e de Maria Lopes [sobrinho de Maria Coelho de Mello e do Capitão Pedro Afonso Teixeira (este irmão de Maria Lopes)], feito em 1706, e que está no Arquivo Distrital de Braga, consta do mesmo que o Habilitando é parente do P.e João Carneiro da Fontoura, natural (este) de Santiago da Ribeira de Alheriz.

Quem seria este Padre João Carneiro da Fontoura? Alguém tem informações sobre a ascendência e entroncamento familiar com este Mateus Gonçalves (que por sua vez era sobrinho do Capitão de Ordenanças Pedro Afonso Teixeira e de Maria Coelho de Mello)?

Sabe-se que a Mãe do Capitão Pedro Afonso Teixeira, se chamava Maria Fernandes e era natural de Santiago da Ribeira de Alhariz.



• Relativamente à CAPELA DE SÃO BARTOLOMEU, (supõe-se perto de Alpande, Ervões, Valpaços) e a ligação ao Padre António Coelho de Mello (ou Pires de Mello)?

Este Padre deixou vinculadas 5 missas a ser rezadas na dita Capela, sendo que estas missas estavam associadas a uma propriedade que foi sempre transmitida entre os descendentes mais directos e sacerdotes da sua Família.

Começa com António Coelho de Mello, que faz testamento em 1667, passa para o seu sobrinho P.e Pedro Coelho, deste passa para o Padre Gregório Coelho de Mello e deste para o seu sobrinho o Padre Pedro Coelho Teixeira; deste passa para seu irmão o Padre Francisco Coelho Fontoura a propriedade que se chamava "Castanheiro", em 1724.

Agradeço a todos as informações e ajudas que me puderem dar.

Cordialmente,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#232696 | cverde | 26 Jun 2009 00:52 | Em resposta a: #195776

Procuro a ascendência de MARIA DO CARMO BARREIRA (desconheço naturalidade; tenho indicação de S. Dinis, Vila Real mas não localizei o assento)

http://genealogia.netopia.pt/1212/pessoas.php?id=1020344

filha de Manuel Martins Barreira e Ana de Veiga

casou em 11.05.1828 em Vila Real (S. Dinis) com Francisco Alves Mourão

mãe de Maria do Carmo de Jesus Mourão (minha antepassada) cujo assento de baptismo não encontrei na Paróquia de S. Dinis. Encontrei apenas o de uma irmã Ludovina (* Vila Real, S. Dinis 22.05.1843) o que pela diferença em relação à data de casamento dos pais me leva a supor a existência de vários irmãos.

Desde já agradeço quaisquer dados e/ou pistas

Luis Figueira

Resposta

Link directo:

D. Maria do Carmo de Jesus Mourão

#232720 | gmg | 26 Jun 2009 16:51 | Em resposta a: #232696

Caro Luís Figueira,

O Apelido Mourão é relativamente vulgar na zona de Vila Real e arredores.

A sua antepassada pode ter sido baptizada noutra freguesia, como São Pedro. Ou então mesmo numa das freguesias rurais próximas da cidade de Vila Real (porque os Padrinhos eram de lá, ou porque os Pais teriam feito alguma promessa - coisa que raramente se omite nos assentos de Baptismo ou outros do género - e aí estar localizado o registo paroquial de Baptismo da sua antepassada D. Maria do Carmo de Jesus Mourão).

Outra coisa lhe digo: É muito raro aparecer o nome "Maria do Carmo de Jesus". O que normalmente acontece, como deve saber, é aparecer apenas o primeiro nome, ou seja: Maria. Em vida a sua antepassada usou depois Maria do Carmo de Jesus.

Pode também estar baptizada como "Carmo" e em vida fazer o mesmo que atrás lhe disse, compondo o nome.

Ou - e é mais difícil nestes casos, dependendo também das Paróquias - ver nos livros de Confirmados (Crisma), para ver se ela mudou de nome para Maria do Carmo.

Muitas vezes acontecem casos assim. Eu também tenho na minha Família nomes de antepassados directos meus, que não consegui encontrar o Baptismo, mas encontrei de Irmãos o que me fez avançar nas pesquisas. Muitas vezes não há livros para o período cronológico em que nasceria a pessoa em causa e aí sim, é tentar encontrar um Irmão ou Irmã "pedindo a todos os Santos", para que se consiga recuar na ascendência!

Boa sorte!

Cumprimentos,
Luís GMG

Resposta

Link directo:

D. Maria do Carmo de Jesus Mourão

#232721 | gmg | 26 Jun 2009 16:53 | Em resposta a: #232696

Onde se lê: coisa que raramente se omite, deve ler-se coisa que se omite.

Cumprimentos,
Luís GMG

Resposta

Link directo:

Chaves e Valpaços

#232723 | gmg | 26 Jun 2009 17:20 | Em resposta a: #232696

Isto é tudo o que eu sei sobre os COELHO DE MELLO e TEIXEIRA, que se unem aos FONTOURA (perto de Chaves, de uma freguesia a cerca de 2km de Chaves - berço dos Fontoura em Portugal e que por inexistência de livros Paroquiais, não consegui estabelecer a ligação com os Fontoura estudados pelo Exmo Senhor Prof. Doutor Luiz Vaz de São Payo)


• A linha documental que possuo sobre os COELHO DE MELLO de Santo Estêvão de Faiões é:

I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:

II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, consta que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".

III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697.

Deste Padre houve descendência.


• No Processo de Inquirição de Genere de Mateus Gonçalves (Laje), filho de Pedro Gonçalves Laje e de Maria Lopes [sobrinho de Maria Coelho de Mello e do Capitão Pedro Afonso Teixeira (este irmão de Maria Lopes)], feito em 1706, e que está no Arquivo Distrital de Braga, consta do mesmo que o Habilitando é parente do P.e João Carneiro da Fontoura, natural (este) de Santiago da Ribeira de Alheriz.

Quem seria este Padre João Carneiro da Fontoura? Alguém tem informações sobre a ascendência e entroncamento familiar com este Mateus Gonçalves (que por sua vez era sobrinho do Capitão de Ordenanças Pedro Afonso Teixeira e de Maria Coelho de Mello)?

Sabe-se que a Mãe do Capitão Pedro Afonso Teixeira, se chamava Maria Fernandes e era natural de Santiago da Ribeira de Alhariz.



• Relativamente à CAPELA DE SÃO BARTOLOMEU, (supõe-se perto de Alpande, Ervões, Valpaços) e a ligação ao Padre António Coelho de Mello (ou Pires de Mello)?

Este Padre deixou vinculadas 5 missas a ser rezadas na dita Capela, sendo que estas missas estavam associadas a uma propriedade que foi sempre transmitida entre os descendentes mais directos e sacerdotes da sua Família.

Começa com António Coelho de Mello, que faz testamento em 1667, passa para o seu sobrinho P.e Pedro Coelho, deste passa para o Padre Gregório Coelho de Mello e deste para o seu sobrinho o Padre Pedro Coelho Teixeira; deste passa para seu irmão o Padre Francisco Coelho Fontoura a propriedade que se chamava "Castanheiro", em 1724.

Agradeço a todos as informações e ajudas que me puderem dar.

Cordialmente,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

RE: D. Maria do Carmo de Jesus Mourão

#232801 | cverde | 27 Jun 2009 23:18 | Em resposta a: #232720

Caro Luís GMG

Muito obrigado pela sua resposta. Estou aguradando a disponibilização on-line dos restantes livros de registos paroquiais do ADVR nomeadamente de S. Pedro e S. Dinis para tentar obter mais alguma informação.

Por acaso até já reparei aqui na BD neste António Joaquim da Veiga Barreira http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=60836 de Vinhais. Poderá (ou não) ter alguma relação.

Mais uma vez obrigado

Cumprimentos

Luis Figueira

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#266282 | yanarca | 04 Dez 2010 15:07 | Em resposta a: #195956

Hola!
Seria interesante poder contactarnos. En mi familia Barreira existe Sergio que es el padre de papá, y su abuelo que es Joao. Además existe en la familia Barreira el nómbre Maria. Poder mirar sus fechas de nacimiento por ejemplo podria servir. Mi abuelo Sergio vienen de Moimenta, Braganza, Chaves o Braga. Nunca lo he tenido claro.
Esperando seguir esta conversación se despide
Arturo Barreira
arturo@barreira.se

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#267012 | MLBarreiraMartinez | 18 Dez 2010 01:34 | Em resposta a: #217115

Meu avo é de Carrazedo de Montenegro Antônio Julio Barreira. Tenho interesse em saber mais sobre isso

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#270211 | Joao Barreira | 08 Fev 2011 21:30 | Em resposta a: #195776

Chamo-me João Barreira, filho de João Barreira (1920/2008), neto de João Barreira (1866/1962) natural de Chaves, filho de João Baptista Barreira natural de Barreiros, Vale de Paços e de Ana Augusta Alves da Silva, neto paterno de João António Barreira. Sei que sou o sexto João Barreira em linha directa.
JB

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#289963 | LBFigueiredo | 26 Out 2011 22:13 | Em resposta a: #270211

Não tenho a certeza, mas parece-me que o meu avô materno, Augusto Abílio Barreira (1896/1965), natural de Barreiros, era primo direito do Dr. João Baptista Barreira. O meu bisavô, António Barreira, seria, assim, irmão do pai (ou mãe?) do Historiador. Será assim?
Obrigado.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias Transmontanas

#290609 | rosa filipe | 07 Nov 2011 12:44 | Em resposta a: #232652

ola boa tarde, tambem tenho familia nessa zona a minha avó materna chamava-se Aida conceição lopes e a sua mãe Carolina da mota, se alguem souber de algo , ela nasceu em cerva na aldeia de alvite.
agradeço ja a vossa disponibilidade

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#290628 | cardosodoamaral | 07 Nov 2011 18:12 | Em resposta a: #195776

Caro Confrade C. Barreira
Existe duas famílias com o apelido Barreira em Vila Real. São distintas, pelo menos no século passado não se entroncavam.
Se estiver interessado, posso perguntar a um amigo, que é Barreira de apelido e vive em Vila Real se lhe posso dar o contato a si. Quem sabe se não se descobre alguma coisa.
Saudações cordiais
Adelino Cardoso do Amaral

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#292387 | mad11942 | 06 Dez 2011 14:21 | Em resposta a: #270211

Muito boa tarde Sr. João Barreira,
Nos anos sessenta, conheci um João Barreira, natural dessa região Transmontana, que era funcionário de uma Intituição de Crédito e que casou com uma Senhora que era familiar dum funcionário da Casa de Trás-os-Montes em Lisboa.
Será que haverá alguma ligação com o que procura?
Melhores cumprimentos,
mad1

Resposta

Link directo:

RE: Família Barreira, Chaves

#292424 | arravalde | 07 Dez 2011 09:30 | Em resposta a: #289963

Nas minhas buscas que eu tenho efectuado para um cunhado meu , tenho encontrado bastantes nomes Barreiras nas freguesias de Vilela seca , Vilarelho da Raia, e Outeiro Seco Concelho de Chaves alias o meu cunhado também bem dessa descendencia

Resposta

Link directo:

Família Barreira, Chaves

#348877 | Southwind | 03 Ago 2014 19:59 | Em resposta a: #195776

Procuro familia de meu avô, José António Barreira. Natural de lugar perto de Chaves. I igrou para Angola no fim the 1800. Teve plantaçōes de borracha. Afamilia era de um lugar chamado Quinta dos Vermelhos. Parece que a familia tinha ramificações em Bragançae Valpassos. Faleceu em Angola. Ajudem me por favor. Devo a minha vida ao meu avô que me procurou e me protejeu. Morreu e deixou me com minha avó, Beatriz dos Anjos Rodrigues Barreira, nascida em Chaves, falecida em Angola.

Resposta

Link directo:

Família Barreira, Chaves

#348882 | MLBarreiraMartinez | 03 Ago 2014 21:43 | Em resposta a: #195776

Meu Caro
Tente o seguinte link que está muito bem organizado. Lá faça suas pesquisas e tenha muita boa sorte:

http://www.advrl.org.pt/index.html

Abraços

Manuel

Resposta

Link directo:

Família Barreira, Chaves

#348900 | Southwind | 04 Ago 2014 16:55 | Em resposta a: #195776

Para Manuel

Obrigada pelo link. Infelizmente não encontro nada. Talvez porque não saiba como navegar o site.
Diga, por favor, tem endereço a algum monastério na zona? Normalmente nos monastérios há pessoas que se dedicam a arquivos. Eu não me importaria de mandar uma doação para ele para me ajudar a fazer as pesquizas.
Lembrando-me de coisas que a minha avó me disse, o meu avô fugiu para Angola depois de um duelo com alguém. Era proibido pelo rei duelar no tempo. O meu avô era de uma familia de fidalgos ou nobres e a familia decidiu que seria melhor ele ir para as colónias. Regressou a Portugal para se casar com a minha avó, mas voltou para Africa aonde morreu.
Preciso de encontrar o passado pois tenho uma dívida de honra para com o meu avô. Um dos meus filhos escolheu o sobrenome Barreira para continuar o nome.
O meu avô deixou um filho que biológicamente não é filho dele, é registado como filho. Esse é o meu pai. Não tenho nenhum contacto com o meu pai, nem quero, não sei se vive ou não. Vivi sempre com a minha avó. Depois de deixar a minha mãe o meu pai viveu com alguém com quem teve 3 filhos. Esse ramo não me interessa. Interessa-me o meu avô que me procurou e me deu à minha avó com quem vivi até à sua morte.
Por favor ajude com alguma dica. Neste Forum eu escrevi nacionalidade Portuguesa, mas sou Americana e vivi na Europa depois da morte da minha avó. Sei aonde estão as campas deles em Angola mas não existem documentos pir ter sido tudo queimado durante a revoluçao de independencia das colonias.
Fiza escola primária em Chaves e formei me em Direito na Sorbonne.

Big hug,
Khendhrah

Resposta

Link directo:

Família Barreira, Chaves

#348904 | MLBarreiraMartinez | 04 Ago 2014 17:45 | Em resposta a: #195776

Meu caro
A história que você me conta é típica da "raça lusitana" e como os Barreiras fazem parte desta estirpe fica tudo dentro da mais perfeita coerência. De fato um mosteiro poderia ser útil. No entanto pela minha familiaridade com o tema teria que ser na região / aldeia em da origem da tua família. Agora se uma sugestão fica você pode entrar em contacto com o Sr. Paulo Mesquita Guimarães Diretor do Arquivo que te passei o link. Ele me foi extremamente solicito e como você se dispõe a fazer uma doação acho que podem chegar a um ponto comum. Se você tiver pelo menos a aldeia facilitaria alguma coisa pois aí poderia tentar localizar o cura. Os registros de nascimento na Península Ibérica são extremamente bem guardados em geral, pelo menos em Espanha.
Abraços
Manuel

Resposta

Link directo:

Família Barreira, Chaves

#422842 | pjcardoso | 01 Abr 2020 17:36 | Em resposta a: #217068

Caro Arturo Barreira,

Eu também descendo de um Ramo da Família Barreira, de Trás os Montes - Bragança.
Meu bisavô Francisco Barreira, nasceu no lugar de Barreiros - Valpaços, mas sua origem é de Vilar de Lomba - Vinhais.
Em Vilar de Lomba - Vinhais nasceu o seu Pai - Manuel António Barreira e seu avô (João António Barreira entre 1790-1793).
Meu Avô casou em Barreiros no ano de 1813, com Anna Joaquina de Medeiros.
Se houver ligação no Ramo de família comunique a esta mensagem.

Cumprimentos.
Paulo J. Barreira Cardoso

Resposta

Link directo:

Família Barreira, Chaves

#432924 | Bruno Barreira | 17 Abr 2021 23:40 | Em resposta a: #195776

Boa noite,

Apôs verificar todas as mensagens neste tópico, venho expor aquilo que sei da Familia Barreira.
Sou neto de António Barreira, nascido em Rendufe (Braga) (meados de 1910) e sou neto de Isilda Augusta Meireles, nascida em Mirandela (Bragança) (meados de 1917).
As suas filhas são Eulália Barreira, Maria Isabel Barreira, Maria Antónia Barreira, Ana Maria Barreira, Isaurinda da Conceição Barreira. Nascidas em Cobro, Mirandela.
Tendo todos migrado para Lisboa em 1968.
Nenhuma das filhas conhece a família da parte do pai (António Barreira)

Resposta

Link directo:

Família Barreira, Chaves

#432972 | pjcardoso | 19 Abr 2021 21:54 | Em resposta a: #432924

Caro Confrade
Bruno Barreira,

Boa noite.
Estive a pesquisar na Paróquia de Rendufe PRQ/PAMR18 / Paróquia de Rendufe 1639/1911 /
Registos de batismos001 Registos de batismos 1639/1911, mas não localizei nenhum registo que se relacione com seu avô António Barreira.
Será que podia confirmar nalgum documento que possua, o local exacto de nascimento, e ou registo, a data de nascimento seria óptimo, caso a sua mãe ou tias se recordassem do Aniversário dele.
Às vezes comemoram no dia (x) mas registaram-nos noutro dia, do mesmo mês, aconteceu isso com meus Avós Maternos.
Veja numa certidão de nascimento de uma das filhas, o que diz acerca dele, dos pais dele, avós de sua mãe.
Espero que obtenha bons resultados com a sua pesquisa pelos ascendentes de seu avô António Barreira.
Com os meus cumprimentos.
Paulo J. Barreira Vieira Cardoso

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 11 Mai 2021, 14:38

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen