Manso Lima - Ed. Casa da Prova vs Dislivro

Este tópico está classificado nas salas: Bibliografia

Manso Lima - Ed. Casa da Prova vs Dislivro

#196521 | AQF | 15 Mai 2008 16:26

Caros Confrades,

Muitos de nós lamentávamos não haver uma edição das Famílias de Portugal, de Jacinto Leitão Manso de Lima, tendo de recorrer à BN ou outra alternativa para consultar esta excelente obra.

Essa falha, provavelmente, devia-se ao trabalho gigantesco que uma edição destas necessitaria, mas agora, à falta de uma, acabo de ter notícia do lançamento de duas edições distintas do referido nobiliário, uma das Edições Casa da Prova e outra da Dislivro.

Perante tanta fartura e estranhando que num mercado com a nossa dimensão não se conjuguem esforços por forma a haver uma edição maior mas mais barata, pedia aos caros confrades que estejam dentro do assunto, alguma informação adicional que possa ajudar na selecção das obras.

Com os melhores cumprimentos,

Ângelo da Fonseca

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima - Ed. Casa da Prova vs Dislivro

#196540 | LSV | 15 Mai 2008 20:00 | Em resposta a: #196521

Caro Ângelo Fonseca

Tive também essa informação, de que outra editora estaria a preparar a edição do nobiliário de Manso de Lima.
Não deixei, como o Ângelo de achar estranho, particularmente por essa informação surgir uma semana depois de ter sido anunciada a publicação da mesma obra pela editora Casa da Prova.
Mas respondendo-lhe directamente à sua questão, conheço apenas a que a Casa da Prova está a editar, obra essa lida e transcrita pelo Nuno Borrego a partir dos originais que se encontram na secção de reservados da BN. Fizeram parte aliás da equipa de leitura, de entre outros, eu próprio, o José Khron, o José Cumbre e o Luís Amaral aqui do Genea.
Sobre o trabalho da outra editora nada sei mas este, da autoria do Nuno Borrego, conheço bem e posso garantir-lhe a melhor qualidade, que fica desde logo atestada pelo prefácio de Augusto Ferreira do Amaral.
Um abraço
Luís Soveral Varella

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima - Ed. Casa da Prova vs Dislivro

#196570 | AQF | 16 Mai 2008 00:59 | Em resposta a: #196540

Caro Luís Varella,

Agradeço a informação, nomeadamente sobre a equipa de leitura.

Sobre a editora Casa da Prova sabe alguma coisa ? Eu não a conhecia e ao indagar pela Net pouco ou nada recolhi.

Um abraço,

Ângelo da Fonseca

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima - Ed. Casa da Prova vs Dislivro

#196574 | LSV | 16 Mai 2008 02:17 | Em resposta a: #196570

A questão não está na editora mas na qualidade do trabalho editado.
Eu também não conhecia por exemplo a Dislivro até essa editora me ter sido apresentada precisamente pela mão do Nuno Borrego para editar o meu livro «O Sangue Português de Teresa Heinz Kerry». Edição essa que está sem dúvida merecedora do maior elogio no que respeita à qualidade da edição, e como tal, elogio para a editora, mas sem dúvida também pelo conteúdo do trabalho editado. Quero dizer com isto que no final o que nos interessa a nós que o consumimos é sem dúvida o material objecto e alvo de estudo a que se propõe e a sua qualidade intrínseca. E no caso presente, como já tive a oportunidade de referir mais de uma vez, o trabalho do Nuno Borrego está simplesmente excelente.
Uma editora, qualquer que seja e independentemente do nome que tenha na praça, é a meu ver, a promotora da divulgação de um ou qualquer trabalho e pecará sem dúvida se não tiver um corpo editorial ao nível do trabalho que se propões editar. No caso do meu livro referido,o corpo editorial era ou passava exactamente pelo Nuno Borrego e foi mesmo por isso que aceitei publica-lo nessa editora.
Quanto à editora que se propõe publicar paralelamente a mesma obra, o nobiliário de Manso de Lima, confesso que não conheço o seu corpo editorial e nem sei como nem foi feito nem quem fez o trabalho de leitura dos originais da obra de Manso de Lima. Posso dizer-lhe no entanto que das vezes que estive nos reservados da BN a ler os originais dessa obra, colaborando com o Nuno Borrego, nunca presenciei ninguém a fazer a sua leitura que não fizesse parte do seu grupo. Mas confesso que também não estive nem estou lá todos os dias e a toda a hora, pelo que... até pode ser que tenha acontecido ou aconteça.
Assim, quanto a essa suposta publicação paralela a esta da Casa da Prova, como também já referi, nada posso atestar. Apenas posso atestar a qualidade desta outra da Casa da Prova e da responsabilidade do Nuno Borrego.
Resumindo, há, a meu ver, que distinguir o essencial do acessório, e o essencial neste caso é a qualidade do trabalho que está a ser publicado pela Casa da Prova independentemente do Ângelo ou qualquer outra pessoa poder ou não encontrar referências a esta editora na net.
Por fim, se este trabalho, independentemente da editora, não fosse um trabalho sério e de confiança, nem o Nuno Borrego, nem o Zé Khron, nem o Zé Cumbre, nem o Luís Amaral, de entre outros, e por fim nem o Augusto Ferreira do Amaral poriam o seu nome nisso. E eu, por mim, garanto-lhe que não de certeza.
Um abraço
Luís Soveral Varella

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima - Ed. Casa da Prova vs Dislivro

#196611 | JCC | 16 Mai 2008 11:27 | Em resposta a: #196570

Caro Angelo da Fonseca

Aconteceu-me o mesmo, creio que se tratará de uma edição do autor.

Cumprimentos

João Cordovil Cardoso

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima - Ed. Casa da Prova vs Dislivro

#196640 | AQF | 16 Mai 2008 16:06 | Em resposta a: #196574

Caro Luís Varela,

Agradeço mais uma vez as suas informações e concordo em absoluto que é de importância fundamental o conhecimento dos genealogistas, paleógrafos, etc. da equipa de leitura e do corpo editorial da editora, que neste caso não nos deixam qualquer dúvida sobre a respectiva valia.

Estando, portanto, genericamente de acordo com o seu post, penso contudo que, para além desta informação, também tem interesse conhecer-se a editora (referências, capacidade financeira, localização, etc.), nomeadamente em obras desta envergadura.

Efectivamente, é muito importante o comprometimento e capacidade da editora, em levar em tempo útil a obra até ao fim, independentemente do sucesso comercial do 1º ou 2º volume.

A título de exemplo, sem que eu saiba qual a editora, é conhecido o caso de uma interessante obra com as Habilitações do Santo Ofício, que começou pelo último volume e que depois nunca mais teve seguimento provavelmente por insucesso comercial desse volume.

Pessoalmente, quando comprei a obra Albuquerques da Beira, passado algum tempo descobri páginas com impressão defeituosa, não tendo a Férin conseguido substituí-la porque a Editora Livro Aberto tinha entretanto desaparecido.

Por oposição, quando adquiri a obra Raízes da Beira, de que fui um dos primeiros a levantá-la na Dislivro, verifiquei que muitas das gravuras estavam colocadas incorrectamente. A Editora não teve qualquer problema em recolher todos os exemplares e substituí-los por novos.

Não pretendendo alimentar qualquer polémica, aqui deixo os parabéns e votos de sucesso a quem se abalança a trabalhos desta natureza e a bem da concorrência espero que algum confrade também nos elucide sobre a outra alternativa.

Com os melhores cumprimentos,

Ângelo da Fonseca

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima - Ed. Casa da Prova vs Dislivro

#196663 | alentejo | 16 Mai 2008 18:13 | Em resposta a: #196640

Caro Angelo Fonseca,


Estou a escrever num teclado desconfigurado, pelo que peço desculpa pelas gralhas.
As Ediçoes Casa da Prova pertencem a Aires de Sampaio e Mello do Amaral, proprietário da Casa Grande, na Prova, concelho de Meda, meu amigo pessoal, que apostou financeiramente neste projecto.

Sobre as capacidades financeiras mesmo seria de mau tom, da minha parte, emitir quaisquer considerandos.

Se quisesse que fosse uma ediçao de autor, como aventa o Joao Cordovil Cardoso, nao teria qualquer problema em faze-la.

Os Melhores cumprimentos,

NB

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima - Ed. Casa da Prova vs Dislivro

#196679 | LSV | 16 Mai 2008 19:52 | Em resposta a: #196640

Por acaso pelo conteúdo da mensagem parece-me que sim, que até poderá estar a querer alimentar alguma polémica, porém, eu não a alimentarei.
E digo isso porque se desvia do essencial da questão que é a qualidade do trabalho. O exemplo que escolheu de "Habilitaçãoes do Santo Ofício" foi uma escolha feliz e acertada como exemplo, porque sendo eu um dos co-autores desse trabalho melhor do que ninguém, tal como o António Assis e a Graça de Araújo Rocha, estamos em situação de lhe elucidar sobre o assunto. E o que há a dizer é que não se trata de um projecto abandonado mas sim de um projecto adiado como tenho referido a todos que me têm interpelado sobre o assunto. Agora, é fundamental que fique registado que não há qualquer espécie de responsabilidade da editora nisso mas trata-se única e exclusivamente de questões pessoais a que a editora é alheia.
Voltemos então ao essencial, visto o próprio Nuno Borrego o ter já elucdado sobre a editora.
O trabalho a ser publicado pela Casa da Prova é um trabalho em que o Nuno Borrego se envolveu há 4 anos atrás, estando já entre os mais interessados nestes assuntos mais do que divulgado. Trata-se da leitura dos originais existentes na secção de reservados da BN feita por um dos genealogistas da praça mais considerados e que anda nestas andanças há 20 anos, e não na re-edição dos tomos stencilografados que conhecemos, os quais estão cheios de gralhas e de omissões. É assim uma obra fundamental feita com muito profissionalismo e com a qualidade que o autor já nos habituou.
Cumprimentos
Luís Soveral Varella

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima - Ed. Casa da Prova vs Dislivro

#196726 | AQF | 16 Mai 2008 23:35 | Em resposta a: #196663

Caro Nuno Borrego,

Os meus agradecimentos pelo seu esclarecimento.

Parabéns e boa sorte para o seu novo empreendimento.

Com os melhores cumprimentos,

Ângelo da Fonseca

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima - Ed. Casa da Prova vs Dislivro

#196745 | JCC | 17 Mai 2008 00:42 | Em resposta a: #196663

Caro Nuno

A informação que passei, passei-a como me a haviam passado. Como imaginas não tenho nada contra as edições de autor, aliás bastante frequentes nesta nossa área.

Abraço

João

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima - lançamento

#199181 | LProjecto | 04 Jun 2008 11:51 | Em resposta a: #196679

Caro Luís Soveral Varella,

Partindo do pressuposto de que o lançamento de "Famílias de Portugal" estaria, tal como anunciado na livraria "Guarda-Mor", previsto para a primeira semana de Junho, a qual já decorre, saberá informar-nos se já existe data certa para esse efeito?

Cumprimentos,
Luís Projecto Calhau

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima - lançamento

#199253 | LSV | 04 Jun 2008 21:40 | Em resposta a: #199181

Não, efectivamente não sei, mas melhor será dirigir-se directamente ao Nuno Borrego, por resposta neste tópico a "alentejo".
Cumprimentos
Luís Soveral Varella

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima - lançamento

#199259 | alentejo | 04 Jun 2008 22:46 | Em resposta a: #199181

Caro Luís Projecto Calhau,

A apresentação é no dia 19.06 na York House, às 18.30. O que irá ser divulgado pelo Guarda-Mor oportunamente. Poderia ser feita durante a próxima semana, mas temos 2 feriados (10 e 13), embora os livros comecem a ser entregues, para fora de Lisboa, a partir do dia 16.


Com os melhores cumprimentos,

NB

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima - lançamento

#199365 | LProjecto | 05 Jun 2008 16:34 | Em resposta a: #199259

Caro Nuno Borrego,

Fico-lhe grato pela forma pronta e elucidativa como respondeu. Ficaremos, então, a aguardar a hora de poder aceder, sem restrições de carácter administrativo, a tão interessante produto genealógico.
Aproveito ainda para lhe transmitir o meu sincero reconhecimento pelo modo como se empenhou em mais essa empreitada.

Cumprimentos,
Luís Projecto Calhau

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima, C. da Prova/Dislivro, 1 ano depois

#228658 | AQF | 07 Mai 2009 15:08 | Em resposta a: #196679

Caro Luís Soveral Varella,

Passou quase um ano sobre esta sua resposta, a que não dei seguimento para não alimentar polémicas.

Entretanto, qual é o ponto da situação ?

A Dislivro vendo que não havia mercado para duas edições distintas do Manso Lima desistiu da publicação da obra embora tenha devolvido o dinheiro das inscrições.

A Casa da Prova fez sair o primeiro volume e depois calou-se, sendo várias as reclamações neste Fórum sobre como a situação evoluiu.

Penso pois que o tempo deu-me razão, e que, a par da avaliação dos autores de qualquer obra, deve-se igualmente avaliar quem a vai publicar, nomeadamente em obras desta envergadura.

Fica-me apenas a dúvida em saber se a Dislivro tivesse sido a primeira a publicar se as coisas teriam corrido melhor.

Com os melhores cumprimentos,

Ângelo da Fonseca

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima, C. da Prova/Dislivro, 1 ano depois

#232332 | JMCM | 20 Jun 2009 19:09 | Em resposta a: #228658

...

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima, C. da Prova/Dislivro, 1 ano depois

#233885 | PauloBraga | 10 Jul 2009 23:33 | Em resposta a: #228658

Caro confrade,

vai ter a mesma resposta que eu tive (...) da Casa da Prova, ou seja, nada, apenas o silêncio como convêm nestas altura.

Com os melhores cumprimentos,

Paulo Braga

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima, C. da Prova/Dislivro, 1 ano depois

#244587 | JMCM | 20 Nov 2009 08:56 | Em resposta a: #233885

....

Resposta

Link directo:

RE: Manso Lima, C. da Prova/Dislivro, 1 ano depois

#253001 | raibet | 11 Abr 2010 23:04 | Em resposta a: #244587

É realmente uma vergonha...

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 25 Fev 2021, 22:20

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen