Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

Este tópico está classificado nas salas: Famílias

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#312676 | MariaGestP | 28 Ago 2012 21:49

Boa Noite Pedro-Augusto!

O fundador da Capela da Senhora do Rozário do Monte - Guilhufe - Penafiel (estrada da Quinta de Aveleda) vai comemorar dia 9 de Setembro, pelas 4 h os 400 anos. Foi fundador Miguel de Lião Barbosa c. c. Catarina de Sousa (geneall Miguel Barbosa), filho de Marco Barbosa e de Inês de Leão Beça, senhora da Quinta do Beco em Rans. Após pesquisa do livro publicado pelo Dr.º Augusto e estudar o Esquema de Transmissão da Honra, p. 28, e em geneallnet.plus, verifiquei que do lado esquerdo quando aparece Fernão Pires de Barbosa em que o Dr.º pára para avançar com a D. Sancha Nunes de Barbosa. Continuando a pesquisa através do Fernão Pires Barbosa c. c. D. elvira Anes de Aborim sucede-lhe Pedro Fernando Barbosa c. c. a Chamoa Martim de Aborim ----até Gonçalo Anes Barbosa (avóde Miguel de Lião Barbosa. Ainda mais: Fernão Gonçalves Barbosa teve vários filhos e o João Fernandes Barbosa *c 1480 é bisavô do Miguel de Lião Barbosa e o seu irmão Jorge Barbosa através do seu filho Pedro Barbosa c. c. Maria Pereira vai "entrar" na Quinta de Aveleda. O mundo é mesmo pequeno... Trabalhei O livro "Maravilhas de Penafiel" e a Honra de Barbosa foi trabalhada por mim, representando Rans. Tive um debate nas Jornadas do Arquivo com o dr.º e vi o D. FranciscoMalafaia A capela está a ser restaurada e quando tiraram o soalho aparecram ossadas. A obra parou...O túmulo do fundador em pedra rasa, para si e seus descendentes encontra-se na capela. Foi este Miguel que vendeu a sua parte da Honra de barbosa ao D. João de Azevedo, bispo do Porto. Engano1 Vendeu sim a Quinta do Beco que herdou por parte da sua mãe. Esta família dos Barbosas é focada nos livros e em Geneallnet como senhores da Quinta Solar de Barbosa e também criaram a Quinta de Barbosa a nova, pois a velha serviui de dote de casamento de uma Barbosa. O que diz sobre tudo isto, uma vez que pertence à Honra? Seria interessante os descendentes de D. Afonso Henriques aparecerem à Festa. Eu não sou da comissão......Mas gostava de os apresentar, pois o Eng.º da Aveleda ao saber da pesquisa vai estar presente, assim como o Sr.º bispo do Porto e o Bispo Auxiliar de Lisboa Joaquim, que é de Paredes e conheço-o desde jovem.
Será me enganei na minha pesquisa? Pretendia que o Dr.º me respondesse.
Cumprimentos e espero encontrar-me mais vezes para falar da Honra de Barbosa.
Com os meus cumprimentos,
MariaGestP

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#312848 | casadalage | 30 Ago 2012 22:07 | Em resposta a: #312676

Cara MariaGestP

O Jorge Barbosa a que se refere é o mesmo que os "Carvalhos de Basto" dão como marido de Catarina de Sousa, da Casa da Calçada?

Melhores cumprimentos,
José Adolfo Azevedo

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#312852 | MariaGestP | 31 Ago 2012 00:41 | Em resposta a: #312848

Exm.º Sr.º Adolfo Azevedo:

Jorge Barbosa casou I vez com Catarina de Sousa e II vez com Isabel Pires Peixoto. Era filho de Fernão Gonçalves Barbosa e de Leonor Vaz Malheiro. Portanto, n é o mm.
Em Relação "Carvalho de Basto" desconheço, mas já agora tb queria saber a versão que conhece. Espero uma ajuda, para continuar a pesquisar. Gosto de trabalho de equipa...

Com os meus cumprimentos,
MariaGestP

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#312981 | casadalage | 02 Set 2012 16:18 | Em resposta a: #312852

Exma. Sr.ª D. Maria GestP,

A obra "Carvalhos de Basto", constituida por 10 volumes, desenvolve a descendência de duas filhas de Lopo Barbosa, netas de Jorge Barbosa e s.m. Catarina de Sousa que, segundo Felgueiras Gayo, viveram "nas suas casas do Adro da Igreja" da freguesia de S. Vicente do Pinheiro.
Jorge Barbosa devia pertencer ao ramo que construiu a Barbosa-a-Nova, enquanto Catarina de Sousa descendia dos Peixotos ditos da "Calçada".
Estas casas, que a obra "Carvalhos de Basto" identificam como a Casa do Eirô, pertenceram à família do meu sogro, cujo ascendente mais antigo a que consigo recuar é Adão de Sousa. No entanto, não consigo ligá-lo àquele casal Jorge Barbosa e Catarina de Sousa.
Foi essa a razão da minha intromissão no seu tópico.

Com os melhores cumprimentos,
José Adolfo Azevedo

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#313038 | MariaGestP | 03 Set 2012 17:08 | Em resposta a: #312981

Ex.m.º SR. Azevedo,

Fiquei contente quem as novidades que me mandou, ms estou há meses a trabalhar para editar um livro, que seria para os 400 anos de Miguel de Lião Barbosa (fundou a capela da Sr.ª do Rozário do Monte em Guilhufe) e a festa principal é Domingo.Às 9h começa a projeccão dum filme -encenação -"Nossa Senhora do Rozário do Monte Nasceu Aqui" ... Às 15 vêm convidados... e 17 h missa com 2 Bispos.n posso dizer mais nada aqui... Miguel de Lião Barbosa, filho de Marcos Barbosa e de Inês de leão de Beça, casou com a Catarina de Sousa que n deixarm descendentes e que depois de viúvo foi arcepispo de Vermoim na Sé de Braga. Vendeu a sua Quinta do Beco . herança de sua mãe ao Bispo do Porto, D. António de Azevedo. Vou pesquisar o que me enviou, mas esta semana n posso...estou com tempo esgotado e o Património tem de ser pesquuisado, n só observado e já está. Não ele é uma herança viva, sempre em movimento e temos de o preservar e acarinhar.
Até breve e obrigada por estes dados, como estamos perto gosto de pesquisar e saber +++ e por isso me dediquei, estudei para aprender + e +. Com os outros então aprende-se mt. Gostava de trabalhos em equipa e qd era sozinha nunca + me calava e a nota ... sou maluca por PATRIMONIO.

Grata
GP

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#316963 | MariaGestP | 10 Nov 2012 16:43 | Em resposta a: #313038

Exm.º Sr.º José Adolfo Azevedo
Há bastante tempo que andei na pesquisa relacionada com o sogro do Sr.º. Nada encontrei e é necessário muita pesquisa e tempo!!! para chegar até lá e se for possível. Gostava de ajudar o Sr.º, até porque a pesquisa está relacionada com o concelho de Penafiel e a seguir vou pesquisar a minha quinta situada em Marecos -séc. XVI que em 1599 estava habitada e já tenho tudo atá à actualidade...antes vou pesquisar a Quinta do Beco -Rans.
A obra de Gayo está disponível na Biblioteca em Gaia e qq dia vou até lá. E a de "Carvalho de Bastos" que n conheço onde posso consultá-la? Gostava imenso de pesquisá-la ou pelo menos ver o sumário...

Ando atarefada com a minha escrita - livro e por isso n posso agora pesquisar mais para o ajudar, mas mais tarde, qd este acabar vou tentar.
Desculpe a demora, mas são tantos papéis a rodear-me...

Grata e com os melhores cumprimentos


MariaGestP

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#338735 | Andre_86 | 27 Nov 2013 20:41 | Em resposta a: #312676

A única verdade que li acima é que Miguel de Leão Barbosa fui o fundador da dita capela. O resto são histórias... pois o Marcos Barbosa é avô dele, e não está documentado que Miguel casou com essa dita Catarina, que nem dos de Vila Caíz era, se algum dia ela existiu.

Cumprimentos

André_86

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#338738 | aníbal | 27 Nov 2013 22:20 | Em resposta a: #312676

Cara MariaGestP,

A Honra e Quinta de Barbosa é um assunto que me é bastante próximo, em consequência vinha perguntar-lhe qual a verdade documental, sobre a passagem da mesma para o Bispo D. João de Azevedo, por compra ?

Na actualidade, os proprietários são a família Ataíde Malafaya, também descendentes do dito Bispo.

Cumprimentos,
Aníbal Pacheco

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339357 | MariaGestP | 11 Dez 2013 18:26 | Em resposta a: #338738

Amigo Sr.º Aníbel,
Fiquei mt sipreendida por me dizer qie Miguyel n é fuilho de Marco Barbosa,m mas neto. No Nobiliárquico de Famílias de Portugal, Flgueiras Gayo, tomo v, p. 68, § 107, n.º 22, diz:
"N 22 MARCOS BARBOSA fº de Goncallo Annes Barbosa N 21 do § 11 foi escudeiro e Vassalo do Rey D. João 2.º com 4 livras em cada anno casou com Ignes de Leão de Beça Sr.ª da qt.ª e Morgado do Beco no concelho de Penafiel f.ª de Pedro ou Fernão de Leão e sua m.er Brites de Beça com quem casou em 1540 era filha de Brites de Beça de João affº de Beça Sr de Alter do Chão Vimieiro e Villa Formosa tt.º dos Beças § 1 N 2.
N 23 Miguel Barbosa q foi Sr da Torre e qt.a de Barbosa q esta na fregª de Bans junto a Ponte Nova na estrada de Penafiel q lhe ficou de seus Pais e como não teve filhos de Catharina de Sousa fª dos dos Sr.es de Villa Cahis com quem casou por trca deixou a qt.ª Chamada de Bomjardim aos frades Bentos de Alpendurada, e a q.ta de Barbosa a vendeo ao Bispo dop Porto D. João de Azevedo na qual sucedeu D. Fran.co de Azevedo e Ataíde. Instituiui a Capela ..."
Não é verdade que casou no ano de 1540, pois Abranches Soveral - Ensaios sobre a origem dos Correias, p. 8 de 18, mas casou em 1504.
Marcos Barbosa no reinado de D. João III era tabelião em Penafiel de Sousa, escrivão dos órfãos de Aguiar de Sousa (CJII; 47, 83v) - Soberal - p. 8. Tinha vários filhos: Aleixo, Gregório, Miguel, Iabel, Maria de Leão, Gonçalo Annes Barbosa.
- MARCOS BARBOSA, pai de Miguel de Leão Barbosa foi descendente da Honra de Barbosa. Assim, D. Nuno Sanches de Barbosa casado com D. Teresa de Soverosa tiveram D. Pedro Nunes de Barbosa e D. Sancha Nunes de Barbosa. D. Sancha que casou com D. Abril Peres de Lumiares levou a quinta solar de Barbosa “a velha” como dote. Então, seu irmão D. Pedro fundou a quinta Solar de Barbosa “a nova” situada em S. Vicente do Pinheiro -Penafiel . D. Pedro Nunes de Barbosa casou com Elvira Martins da Maia e tiveram Fernão Pires de Barbosa, o qual, tendo casado duas vezes, teve do II casamento dois filhos que não tiveram descendentes.
Dele fala-se , porém nas «Inquirições de 1307-1311», aonde se diz que já em 1288-90 se provara que ele tinha acrescentado indevidamente 15 casais à honra de Barbosa, e que aquele abuso continuara, tendo a sentença de Aparício Gonçalves sido a de deixar tudo como estava, « pela mercê del Rey» .
Fernão Pires de Barbosa foi, pois, senhor da honra de Barbosa, ou pelo menos, de parte da mesma. Os seus sobrinhos, filhos do seu irmão mais velho, Nuno Peres, em 1258 eram proprietários, por herança, da quinta de Barbosa.

- D. SANHA NUNES DE BARBOSA, casada com o bisneto de Egas Moniz - D. Abril, possui pelo menos parte da honra de Barbosa e eventualmente ter partilhado com o seu primo, já atrás focado.
A D. Sancha sucedeu a filha de D. Urraca Abril de “Lumiares” que deverá ter herdade todo o património de seus pais e assim seguiu a linha de transmissão dos Malafayas.

Durante cerca de um século não se voltou a encontrar documentação dos senhores de Barbosa. No entanto, João Fernandes Barbosa era Senhor da quinta solar de Barbosa “a nova” e avô de Marcos Barbosa que nasceu c. de 1468 e que é uma personagem importante desta pesquisa, pois é pai do fundador da capela. Mas, em 4 de Agosto de 1462, a honra surge num documento existente no Arquivo Histórico Municipal do Porto como senhorio Fernão Gonçalves de Miranda, casado com D. Branca de Sousa, senhor de Riba Tâmega e partidário de D. Afonso V na batalha de Alfarrobeira .

O processo de transmissão da honra poderia ter muitas hipóteses, como venda, doações, divisão da quinta Solar por mais que um herdeiro (por morte de um dos senhores ser repartida por vários). Por venda está provado, pois a mesma foi vendida pelos herdeiros de Fernão Gonçalves de Miranda a Fernão de Sousa.
De acordo com um pergaminho da Casa de Barbosa o Fernão de Sousa vendeu a honra – “a quintã de Barbosa sita no julgado de Penafiel de Sousa termo de Penafiel do Porto” – a Afonso Ferraz, cavaleiro de casa de D. Afonso V e à sua mulher, Isabel Fernandes ou Ferraz, residentes no Porto, em 15 de Setembro de 1486, por 300 cruzados de ouro e 90 dobras da banda e 2700 reais por 135 reais de prata dos novos .
Nesta época a Quinta solar de Barbosa “a nova” também pertencia a Marcos Barbosa pai de Miguel de Leão Barbosa. Por herança foi senhor da quinta solar de Barbosa e vendeu-a ao bispo do Porto, D. João de Azevedo. Mas esta afirmação é errada porque:
Ao pesquisar o Catálogo dos Bispos do Porto verifiquei que D. João de Azevedo já tinha falecido quando Miguel Leão Barbosa era criança… e assim dou razão a Gayo quando afirma na p.118 que D. Manuel de Azevedo Comendatário de S. João de Pendurada e de Bustelo, e m.tº rico comprou a Honra de Barbosa. Em GeneAll –Net também afirma que Miguel vendeu a quinta solar de Barbosa a D. Manuel de Azevedo e não ao bispo do Porto, seu pai.
Também herdou de sua mãe a quinta do Beco, em Rans – Penafiel e há autores que afirmam que foi dito erradamente quinta solar de Barbosa, pois o que vendeu foi a quinta do Beco situada perto da de Barbosa e também em Rans – (outra fonte)

A irmã de Miguel de Leão Barbosa, Isabel de Leão Barbosa deixou a seu filho, Cristóvão Barbosa a quinta da Aveleda e assim aparece um cruzamento de Património imóvel – a capela no lugar do Monte - Guilhufe mandada construir por Miguel de Leão Barbosa – a quinta da Aveleda herdada pelo seu sobrinho e a quinta Solar de Barbosa dos Pais do Miguel e como primogénito foi o sucessor da mesma.
Portanto, Quinta Solar de Barbosa – Capela da Sr.ª do Rosário do Monte – Quinta da Aveleda unidas pelos BARBOSAS. Além disso, Jorge Barbosa casou a 2.ª vez com Catarina de Sousa e seu filho Pedro Barbosa casou com Maria Pereira senhora da Aveleda e segue um rumo diferente, pois o seu irmão João Anes Barbosa casado com Maria ou Leonor Malheiro continua na sucessão da quinta Solar de Barbosa- várias fintes de pesquisa

Tenho anos de pesquisa e o livro de Augusto-Pedro está todo explorado! Gostei...
Tenho curiosidade em saber porque diz que Moguel n casou c Catarina, seu pai n é Marcos...Fontes?Preciso de ajuda. pois sou uma "areia" no meio de quem é familiar e sabe. Cada cabeça sua sentença e Gayo tem muitos erros e datas erradas e eu tenho passado horas a comparar datas com Soberal , GeneAll-net, e outros.
Se quiser contactar comigo - gestpatrimonium@hotmail.com

Grata pela atenção
Gestora Maria


ESQUEMA GENEALÓGICO III
Principais laços de parentesco entre os filhos ilegítimos de D. Afonso III - D. Urraca Afonso de Portugal, D. Afonso Dinis e a família do Solar de Barbosa


D. Afonso III D. Afonso III
Madragana (depois, Mor Afonso) Maria Peres de Enxara

D. Urraca Afonso de Portugal D. Afonso Dinis
∞ ∞
D. Pedro Anes Gago de Riba de Vizela D. Maria Pais Ribeira, 15.ª senhora da Casa de Sousa
(Honra de Barbosa) D. Rodrigo Afonso de Sousa, senhor de Arraiolos e Pavia
∞ ∞ D. Violante Ponço de Briteiros
D. João Mendes de Briteiros D. Constança Gil
D. Leonor Mendes D. Gonçalo Rodrigues de Sousa, senhor e alcaide de Monsaraz
∞ ∞ Mencia Portocarrero
D. Martim Anes de Briteiros (1364) Filho de N
D. Maria de Briteiros D. Jorge de Sousa Idanha
(Senhores da Honra e paços de Barbosa) ∞
Violante de Andrade
D. Isabel de Sousa

Martim Álvares Cid
D. Violante de Sousa

Gil Afonso de Magalhães
Rodrigo de Magalhães, alcaide-mor de Aveiro

Alda de Mesquita
Leonor de Genebra de Magalhães

João Fernandes Barbosa
Gonçalo Anes Barbosa (Senhor da quinta solar de Barbosa)

Maria ou Leonor Gonçalves
Marcos Barbosa (* c. 1468)
(Senhor da quinta solar de Barbosa)

Inês de Leão de Beça
Miguel de Leão Barbosa ∞Catarina de Sousa

(Fundador da capela de N.ª Sr.ª do Rozário do Monte)
Guilhufe - Penafiel

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339358 | MariaGestP | 11 Dez 2013 18:39 | Em resposta a: #338735

Amigo André,

Fiquei mt surpreendida por me dizer qie Miguel n é filho de Marco Barbosa,m mas neto. No Nobiliárquico de Famílias de Portugal, Flgueiras Gayo, tomo v, p. 68, § 107, n.º 22, diz:
"N 22 MARCOS BARBOSA fº de Goncallo Annes Barbosa N 21 do § 11 foi escudeiro e Vassalo do Rey D. João 2.º com 4 livras em cada anno casou com Ignes de Leão de Beça Sr.ª da qt.ª e Morgado do Beco no concelho de Penafiel f.ª de Pedro ou Fernão de Leão e sua m.er Brites de Beça com quem casou em 1540 era filha de Brites de Beça de João affº de Beça Sr de Alter do Chão Vimieiro e Villa Formosa tt.º dos Beças § 1 N 2.
N 23 Miguel Barbosa q foi Sr da Torre e qt.a de Barbosa q esta na fregª de Bans junto a Ponte Nova na estrada de Penafiel q lhe ficou de seus Pais e como não teve filhos de Catharina de Sousa fª dos dos Sr.es de Villa Cahis com quem casou por trca deixou a qt.ª Chamada de Bomjardim aos frades Bentos de Alpendurada, e a q.ta de Barbosa a vendeo ao Bispo dop Porto D. João de Azevedo na qual sucedeu D. Fran.co de Azevedo e Ataíde. Instituiui a Capela ..."
Não é verdade que casou no ano de 1540, pois Abranches Soveral - Ensaios sobre a origem dos Correias, p. 8 de 18, mas casou em 1504.
Marcos Barbosa no reinado de D. João III era tabelião em Penafiel de Sousa, escrivão dos órfãos de Aguiar de Sousa (CJII; 47, 83v) - Soberal - p. 8. Tinha vários filhos: Aleixo, Gregório, Miguel, Iabel, Maria de Leão, Gonçalo Annes Barbosa.
- MARCOS BARBOSA, pai de Miguel de Leão Barbosa foi descendente da Honra de Barbosa. Assim, D. Nuno Sanches de Barbosa casado com D. Teresa de Soverosa tiveram D. Pedro Nunes de Barbosa e D. Sancha Nunes de Barbosa. D. Sancha que casou com D. Abril Peres de Lumiares levou a quinta solar de Barbosa “a velha” como dote. Então, seu irmão D. Pedro fundou a quinta Solar de Barbosa “a nova” situada em S. Vicente do Pinheiro -Penafiel . D. Pedro Nunes de Barbosa casou com Elvira Martins da Maia e tiveram Fernão Pires de Barbosa, o qual, tendo casado duas vezes, teve do II casamento dois filhos que não tiveram descendentes.
Dele fala-se , porém nas «Inquirições de 1307-1311», aonde se diz que já em 1288-90 se provara que ele tinha acrescentado indevidamente 15 casais à honra de Barbosa, e que aquele abuso continuara, tendo a sentença de Aparício Gonçalves sido a de deixar tudo como estava, « pela mercê del Rey» .
Fernão Pires de Barbosa foi, pois, senhor da honra de Barbosa, ou pelo menos, de parte da mesma. Os seus sobrinhos, filhos do seu irmão mais velho, Nuno Peres, em 1258 eram proprietários, por herança, da quinta de Barbosa.

- D. SANHA NUNES DE BARBOSA, casada com o bisneto de Egas Moniz - D. Abril, possui pelo menos parte da honra de Barbosa e eventualmente ter partilhado com o seu primo, já atrás focado.
A D. Sancha sucedeu a filha de D. Urraca Abril de “Lumiares” que deverá ter herdade todo o património de seus pais e assim seguiu a linha de transmissão dos Malafayas.
Moro perto da freguesia e estou a trabalhar o Miguel como senhor de Barbosa e já explorei a mm no livro "MARAVILHAS DE PENAFIEL" . Entrei com o falecido Sr.ª ferreira marido da antiga empregada do D. Francisco que tenho a honra de conhecer.


Gostava d saber mais e o que souber gostaria de receber.
mail: gestpatrimonium@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339383 | aníbal | 12 Dez 2013 00:45 | Em resposta a: #339357

Cara MariaGestP

A resposta que eu pretendia obter, caso assim esteja bem informada via documental, é apenas, qual a origem sucessória e transmissão da Honra, para os atuais proprietários ?

Cumprimentos,
Aníbal Pacheco

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339418 | MariaGestP | 12 Dez 2013 19:00 | Em resposta a: #339383

Caro Sr.º Anibal,

Peço desculpa pelo que respondi, mas tive um pedido para o bispo do Porto. D. João, que afirmam que comprou a honra e pensei que estava a responder a esse mesmo pedido. foi uma confusão para o Sr.º e para mim...

Em relação à sucessão da honra e mais pormenores temos o livro de AUGUSTO - Pedro Lopes Cardoso - Honra de Barbosa, que por acaso tenho um oferecido pelo D. Francisco Malafaia. Com base nesse livro e noutros documentos trabalhei a Honra.

Não sei se consigo acabar o que pretende, mas vou começar:
Fundador da honra Dom Mem Moniz ( P. 18 Augusto - Pedro Lopes Cardoso, A Honra de Barbosa - Subsídios para a sua história institucional, pág. 18, Livraria Pesquisa).sucedeu-lhe sua filha dona Teresa Mendes c. c. D. Sancho Nunes de Celanova que adoptou o nome de Barbosa.
A esta sucedeu o filho Dom Nuno Sanches "de Barbosa" que casou com D. Teresa de Álvares de Saborosa.
Destes foram filhos , entre outros. Pero Nunes de Barbosa (que sigo no meu trabalho) e D. Sancha Nunes de Barbosa.
D. Sancha c. c. D. Abril Peres de Lumiares e sucedeu sua filha D. Urraca Abriil de Lumiares .(AUGUSTO-Pedro. 20).
A esta sucedeu D. Urraca Abril c. c. D. João Martins Chora. Seu filho D. Pedro Anes de Riba de Vizela c. c. D. Urraca Afonso sucede-lhe.
D. Urraca casa 2.ª vez com D. João Mendes e sucedeu-lhe D. Leonor Mendes c. c. D. Martim Anes de Briteiros.
Em 1357 D. Leonor Mendes faleceu e foi ela a última senhora da honra, com base em documentos.

Durante quase um século não aparece documentos relacionados com os senhores da Honra de Barbosa.
Finais do séc. XIV, pertenceu ao termo do Porto.
Séc. XV (1462) encontra-se documento com o nome do senhor de Barbosa (Fernão Gonçalves de Miranda – partidário de D. Afonso V na batalha de Alfarrobeira) -AUGUSTO-Pedro, p. 21. Nessa época a honra foi vendida pelos seus herdeiros a Fernão de Sousa, familiar.
Finais do séc. XV nova venda a Afonso Ferraz, se terá sempre transmitido dentro da mesma família ou entre senhores relacionados por estreitos laços de parentesco.

Nos primeiros anos do séc. XVI a honra nas mãos de D. Joana de Castro, filha de Fernão Miranda. Foi seu sucessor Dom Manuel de Azevedo (1486 - 1570) filho desta e de D. João de Azevedo, bispo do Porto.

- D. Francisco de Azevedo e Ataíde;
- Dom Manuel de azevedo e Ataíde;
- Dom Francisco de Azevedo e Ataíde;
- Dom Dom Manuel de azevedo de Ataíde e Brito:
- Dom António José de Az e Ataíde;
- Dom Manuel
- Dom Pedro;
- Dom Luís Ignácio;
- Dom Manuel;
- Dom António de Az;
- D. Ana Joaquina d Azevedo e Brito da Cunha Malafaya;
- Dom Miguel Vaz Guedes de Ataíde de Azevedo e brito Malafaya(1794 - 1998) último Snhor da honra de Barbosa. - AUGUSTO -Pedro, p. 26-27.

Será que era isto? Não tive tempo para descrinar nomes completos.
Em GeneAllnetNet precisamente a descruição dos nomes - nova fonte.

A família Azevedo de Ataíde Malafaia, virá a ser senhora da honra durante cerca de quatrocentos anos.

Com os meis cumprimentos
Maria

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339435 | aníbal | 12 Dez 2013 21:35 | Em resposta a: #339418

Cara MariaGestP

Muito obrigado pelo desenvolvimento que nos envia sobre a Honra de Barbosa.

Sou um dos muitos descendentes diretos, do 1º fundador da Honra, que transmite o apelido - de Barbosa.

Os elementos que apresenta, parecem-me bastante conclusivos.

Cumprimentos,
Aníbal Pacheco

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339546 | MariaGestP | 14 Dez 2013 19:19 | Em resposta a: #339435

Caro Sr.º Aníbal Pacheco

Estou mt feliz! hoje recebi cópia - 11 pp. de uma pessoa que n conheço, mas que me ofereceu o quue eu procurava - uma Brás Correia. E Marcos Barbosa á pai de Miguel que institui a "minha capela" - onde casei há 35 anos. Moro em Guilhufe a paixão pela capela é mt grd e fui eu que inventariei/ cataloguei os Bena móveia da capela no 5.º ano -estágio da lic em Gestão do Património. Afinal, mais um Barbosa que n ssistui aos 400 anos da findação da capela - Setembro de 2012. Apareceu um Barbosa de Rans, que vui na T.V. a filmagem da preparação da festa e passadoa dias veio de Lisboa a Guilhufe, pois pretendia entrar na capela que não conhecia. Tb fiquei feliz ai saber isso, mas o Sr.º foi prá Lisboa sem entrar, poi o pároco n estava cá e ele n conseguiu.

Conheço tb o Augusto -Pedro, pois ele veio às Jornadas do Arquivo falar da Honra e tive o prazer de falar sobr a mesma. Ele também é um Barbosa! É parente do Sr.º...

Se tiver algo sbre Barbosa mande -me por favor. Estou mt feliz... pareço a minha neta! Recebi o que procurava desde Setembro de 2012, tudo devido ao Sr.º!

Grata pela atenção
Manoela de Med

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339548 | aníbal | 14 Dez 2013 20:28 | Em resposta a: #339546

Cara Dª Manuela

Um dos meus ramos directos que descendem da Honra, é através de uma 5ª avó, Mécia Júlia de Vilas Boas e Sampaio de Barbosa http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=68130.

Sou cunhado do Sr.Francisco Malafaia Oliveira e Sá http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=494611, um dos actuais proprietários da Honra de Barbosa.

Curiosamente os meus dois sobrinhos, são igualmente descendentes dos Fundadores da Honra de Barbosa, tanto pelo Pai como pela Mãe (minha Irmã).

Através de um protocolo, a Honra de Barbosa será incluída no próximo ano, na Rota do Romãnico do Vale do Sousa, estando a sofrer obras de recuperação, para que assim, possa receber visitas guiadas.

A biblioteca da Honra (muito recheada), encontra-se também em fase de análise de estudo e triagem, para efeito histórico.

Cumprimentos,
Aníbal Pacheco

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339561 | PP | 15 Dez 2013 11:24 | Em resposta a: #312676

Cara confreira,

Gostaria de lhe perguntar se por acaso tem conhecimento de alguma ligação de parentesco entre Miguel Leão Barbosa e o abade Amaro Moreira.

Se interessar o dado, encontrei um assento de 1599 onde consta: «(....) tendo sido padrinhos de batismo: Miguel «Liam»[sic] (Leão), «m.or na belleda[sic]» (morador na Aveleda; muito provavelmente na Quinta ou no Lugar de Aveleda, freguesia de São Martinho, Arrifana de Sousa (Penafiel)), e Amaro Moreira, «abb. de Sam v.te darmello»[sic] (abade de São Vicente de Ermelo), freguesia de Ermelo, Mondim de Basto.»

Grato, PP.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339587 | MariaGestP | 15 Dez 2013 19:32 | Em resposta a: #338735

Amigo André_86

Miguel foi o fundador e lá está a sua sepultura no chão da capela mor. Moro em Guilhufe, perto da capela e como estou na pesquisa da mesma pretendia que me informasse O seguinte:

Marcos é o avô e n o pai de Miguel afirma. Esses dados são mt importantes, pois Gayo, Simão Rodrigues Ferreira (Penafidelense), Soveral afirmam que Marcos e inês eram seus pais. Qual a fonte para contrariar GaYo? Gayo tem muitos erros, mas n foi fácil escrever e esquisar ...

Grata pela atenção

MariaGestP

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339755 | PP | 19 Dez 2013 19:38 | Em resposta a: #339546

Cara confreira,

Gostaria de lhe perguntar se por acaso tem conhecimento de alguma ligação de parentesco entre Miguel Leão Barbosa e o abade Amaro Moreira.

Se interessar o dado, encontrei um assento de 1599 onde consta: «(....) tendo sido padrinhos de batismo: Miguel «Liam»[sic] (Leão), «m.or na belleda[sic]» (morador na Aveleda; muito provavelmente na Quinta ou no Lugar de Aveleda, freguesia de São Martinho, Arrifana de Sousa (Penafiel)), e Amaro Moreira, «abb. de Sam v.te darmello»[sic] (abade de São Vicente de Ermelo), freguesia de Ermelo, Mondim de Basto.»

Grato, PP.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339813 | MariaGestP | 21 Dez 2013 14:01 | Em resposta a: #339561

Amigo PP

Desculpe de só agora lhe responder, mas tenho a andado a investigar. O padre Amaro Moreira foi um impulsionador da Igeja da Misericórdia de Arrifana de Sousa -Penafoel e está sepultado na mesme. Pesquis feita há 1 semana. O avô do Migel era o dono da Quinta da Aveleda. O seu pai, portanto descendente da mesma. Interessa-me saber esse registo, opois em PATRIMONIO tudo é inportante e é preciso relacionar os dados.
Em relação ao padre Amaro andei a ver a sua descendencia e ainda n acabei e apenas recolhi o que já escrevi. Cheguei a um Gervázio... nas é tudo mt demorado e inda vou saber mais.

Obrigada pela informação

MariaGestPatrimonium

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339816 | PP | 21 Dez 2013 15:11 | Em resposta a: #339813

Cara confreira Maria,

Também estou a investigar a família Moreira, ou melhor, os descendentes de Gaspar Gonçalves Moreira e de Beatriz Duarte.

Há um trabalho publicado sobre o abade Amaro Moreira que deverá interessar-lhe: SOUSA, António Gomes de: «Amaro Moreira», separata de «O concelho de Paredes», Boletim Municipal n.º 5 - 6, Paredes: 1982-83.

Tenho muito interesse em recuar no tempo e saber o mais possível sobre os proprietários da Quinta da Aveleda. Se tiver informações nesse sentido que queira partilhar, agradeço.

Se necessitar de algo sobre a descendência do dito casal, disponha.

Atenção que o Gaio tem alguns erros sobre esta família...

Baseado em assentos paroquiais, a primeira prova que tenho sobre quem eram os proprietários da Quinta da Aveleda foram o casal Miguel Moreira da Silva FREIRE e Maria de Meireles. A Quinta da Aveleda deve ter sido herdada por Maria de Meireles do seu avô materno Gonçalo Barbosa, mas não tenho fontes primárias sobre o assunto.

Tem alguma fonte que ateste a minha hipótese?

Gaio indica que os proprietários seriam: Gonçalo Tomé, bisavó materno de Maria de Meireles, e seu pai, Miguel Tomé, trisavô materno de Maria de Meireles.

Já pude comprovar por assentos paroquiais que, de facto, Gonçalo Tomé e Catarina Coelha, residiam na Aveleda, porém, tal não quer dizer que fossem proprietários da conhecida quinta...

Se tiver dados pertinentes sobre o assunto, agradeço.

Cumprimentos, PP.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339868 | MariaGestP | 22 Dez 2013 16:22 | Em resposta a: #339816

Amigo PP
Em GeneAll.Net segue-se o que pretende.

Assim_ Tomé Barb Aranha tem 2 filhos - Miguel e Tomé ( Sr da Aveleda) pai de Tomé Afonso Barb. pai de Tome Afonso Barb c.c. Maria Rodrigues e que tiveram Baltazar c. c. Isabel Fernandes (s descencencia). Então seguimoS o MIGUEL TOME BAR FILHO DO ARANHA . MIGUEL N CAsou teve 1 filho Gonçalo Tome Bar c c Catarina Coelho. SEU DESCENDENTE GONÇALO BARB COELHI C.C ANA MOREIRA. TIVERAM 2 FILHOS: GONÇALO E A CATARINA DE MEIRELLES C. C. ANTONIO PAIS. CATARINA FOI HERDEIRA DE SEU IRMÃO GONÇALO. DESTE CASAL NASCEU MARIA MEIRELES C. C. MIGUEL DA SILVA FREIRE -SENHORA DO MORGADO DA AVELEDA. SEGUE -SE MARIANA C. C. MANUEL GUEDES DA FONSECA - INICIO DOS GUEDES.

JÁ TINHA PASSADo A RESPOSTA TODA E AO FAZER 1 COLAGEM N ENVIEI E LÁ FOI TUDO... TIVE DE FAZER ASSIM, POIS ESTAVA CANSADA.

JÁ AGORA GOSTAVA DE VER OS ASSENTOS Q RECOLHEU, POIS FORAM SENHORES DA QUINTA DA AVELEDA.

PORTANTO, GONÇALO TOMÉ É PAI DE GONÇALO BARB COELHO, AVO DE CATARIANA E GONÇALO E BISAVO DE MARIA DE MEIRELES. E TRISAVO DE MARIANA C.C GUEDES.

VERIFIQUE EM GENEA.LLNET, POIS FOI ASSIM Q FIZ.

ESTOU A TRABALHAR OS BARBOSAS, MAS OS MEUS FILHOS S MOREIRAS E SOUSA A MINHA NETA É BARBOSA. É SÓ PATRIMONIO....
GRATA PELA Atenção

gestpatrimonium

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339870 | DSS | 22 Dez 2013 16:27 | Em resposta a: #339868

Caros Senhores,

Sem querer fugir ao tema deste tópico, deixo aqui o link para um outro, também deste fórum:

http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=294246&fview=e

Com os melhores cumprimentos,
Daniel Sousa

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339874 | PP | 22 Dez 2013 16:58 | Em resposta a: #339868

Cara confreira,

Obrigado pela síntese.

Esses dados consta no Gaio, mas eu gostaria de ter algo mais concreto...

No que respeita a assentos paroquiais, apenas consegui documentar o Gonçalo Barbosa c.c. Ana Moreira, o Gonçalo Tomé c.c. Catarina Coelha, e já nem o Miguel Tomé consegui encontrar ainda nos paroquiais.

Quanto a eles serem proprietários da Aveleda, só tenho, de momento, as notas do Gaio. Gostaria de ter algo mais concreto...

Os assentos que refere ter interesse são aqueles onde é claro a propriedade da Quinta da Aveleda?

Grato, PP.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339936 | MariaGestP | 23 Dez 2013 22:03 | Em resposta a: #339874

AMIGO PP

CONSULTE NA NET -INVENTARIO DO ACERVO DOCUMENTAL DO MORGADO DA AVELEDA
ARQUIVO MUNICIPAL DE PENAFIEL 2011

JÁ VI O TEMA NAS JORNADAS DO ARQUIVO
PAROQUAIS NUNCA CINSULTEI...MAS GOSTAVA
EM LOUSADA APARECE MT PESSOAS CASADAS PARA ESTAS BANDAS... NUNCA VIU? ANA MOREIRA N ERA DE LÁ?

CUMPRIMENTOS

MARIAGESTP

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339943 | Limão | 24 Dez 2013 00:05 | Em resposta a: #339936

Cara Maria,

Sou descendente dos Senhores de Barbosa e de Aborim, e gostava de poder ajudar a fazer o seu inventário da família "Barbosa", ligada por laços familiares ás principais cabêças coroadas da Europa.
Assim com a intenção de poder ajudar, tenho:

I - Fernão Soares Pereira, nc. 1520, filho de Pedro Vaz Soares Bacelar, e de Dª Mécia Pereira. Casou com Dª Isabel Barbosa, nc. 1530, filha de Diogo Dias Rodrigues Malheiro, (O Vinagre), e de Dª Brites Barbosa Correia, filha de Àlvaro Fernandes Barbosa, Senhor da Casa de Aborim, e de Maria Gonçalves Maciel. Filhos:

1)- Francisco Pereira Barbosa.
2)- Brites Barbosa.
3)- Mécia Pereira.
4)- Pedro Vaz Pereira.
5)- Diogo Pereira Barbosa.
6)- Gaspar Barbosa.
7)- Inês Pereira Barbosa.
8)- Catarina.
9)- Ana.
10)- Maria Soares Pereira. na minha linha segue a 3ª filha; Dª Mécia Pereira:

II - Dª Mécia Pereira, nc. 1550, filha de Fernão Soares Pereira e de Dª Isabel Barbosa. Casou 1º com António Teixeira. casou 2º com Sr. Filipe de Melo de Sampaio, ( Senhores de Vila Flor e Chacim). da Torre de Moncorvo.
Filhos do 1º Casamento: 1)- Violante Teixeira.
Filhos do 2º casamento: 1)- D. João de Melo Pereira de Sampaio.

III - D. João de Melo Pereira de Sampaio, nc. 1575, no Paço dos Barôes de Mello, Santa Maria Maior de Pombeiro de Ribadevizela Felgueiras, faleceu a 05 de Maio de 1650, com 75 anos de idade. Filho de Filipe de Melo de Sampaio, e de Dª Mécia Pereira. Casou com Dª Antónia da Fonseca e Brito, filha do Padre João da Fonsêca e Brito, (Abade de S. Tiago de Rande Felgueiras), e de Dª Isabel de Sousa. Tiveram 4 filhos, e duas filhas Freiras, em Vale do Pereiro.
Depois na minha linha segue o 2º filho: Luís de Melo Pereira.

Na próxima mando mais dados, dos Senhores da Honra de Barbosa.
Com os melhores cumprimentos,e votos de
Boas Festas,

Agostinho de Melo Lopes da Costa.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339992 | MariaGestP | 25 Dez 2013 22:21 | Em resposta a: #339943

Amigo Limão

Gostei de saber q tenho por perto gente de Barbosa de Rans - Penafiel. Estou a tentar saber e pesquisar o + possivel sobre os Leões Barbosa e familiares.

Grata pela informação

Gestpatrimonium

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#339995 | jmnovais | 26 Dez 2013 00:12 | Em resposta a: #339992

a propósito de um outro ramo dos Leão Barbosa, que viriam a ser Ferreira de Leão, vale muito a pena ler o magnífico trabalho do confrade Carlos Leal Machado "Carneiro Leão". Cito apenas no que se refere ao supracitado ramo, de forma esquemática (da minha responsabilidade) e apenas a descendência que viria a fixar-se em Lousada. Segundo Carlos Leal Machado temos então, como descendência de Beatriz (ou "Brites")de Leão, filha de António Leão da Fonseca e Cecília Fernandes, e António Garcia, filho de João Garcia e Madalena Velho:

---i. Ana Antónia Leão nasceu antes 1590 em Real - Carvalhosa. Ana Antónia e Gonçalo Francisco casaram-se cerca (est) 1610. Ana Antónia faleceu no dia 10 de Março de 1644 (M1 228 - Sanfins de Ferreira) em Vila Cova - Sanfins de Ferreira. Ana Antónia e Gonçalo Francisco residem em Vila Cova - Sanfins de Ferreira.
---ii. Anastácia Antónia nasceu cerca (est) 1595 em Real - Carvalhosa. Anastácia faleceu no dia 23 de Junho de 1627 (M1 5 - Carvalhosa) em Carvalhosa.
---iii. António Garcia de Leão nasceu antes 1595 em Real - Carvalhosa. António Garcia de Leão faleceu depois 1651.
---iv. Domingas Antónia nasceu antes 1600 em Real - Carvalhosa. Domingas e Domingos Machado casaram-se no dia 10 de Setembro de 1620 (M1 22 - Carvalhosa) em Carvalhosa.
--- v. Maria de Leão nasceu cerca (est) 1605 em Real - Carvalhosa. Maria de Leão e Manuel Coelho casaram-se no dia 21 de Março de 1633 (M1 25 - Carvalhosa) em Carvalhosa.
--- vi. Isabel de Leão nasceu antes 1610 em Real - Carvalhosa. Isabel e Pantaleão Afonso casaram-se. Isabel faleceu no dia 6 de Julho de 1661 (M2 103 - Sanfins de Ferreira) em Sanfins de Ferreira.

Beatriz Barbosa de Leão faleceu no dia 2 de Dezembro de 1632 (M1 8v - Carvalhosa) em Real - Carvalhosa. Herdeiro seu filho António de Leão

---» Isabel de Leão (vi.), n circa 1610 Real - Carvalhosa. «Casa com Pantaleão Afonso (o filho de Manuel Afonso e de Maria Martins) casaram-se. Em 1621 já estava casada com Pantaleão Afonso (de Real) pois este aparece como padrinho de Ana em 8.9.1621 M1 36 - Carvalhosa»

Filhos de Isabel e Pantaleão :

---i. Maria foi baptizada no dia 18 de Dezembro de 1631 (M1 149 - Sanfins de Ferreira) em Igreja - Sanfins de Ferreira por Padrinhos: António Ferreira do Assento da Igreja e Maria de Leão filha de Beatriz de Leão de Real - Carvalhosa.
---ii. Pantaleão Afonso de Leão foi baptizado no dia 27 de Novembro de 1633 (M1 151 - Sanfins de Ferreira) em Sanfins de Ferreira por Padrinhos: Revº Padre Gonçalo Neto e Marta, moça solteira irmã do pai. Pantaleão Afonso de Leão e Maria Ferreira casaram-se no dia 22 de Setembro de 1658 (Mistos 2 70 - Sanfins) em Sanfins de Ferreira. Pantaleão Afonso de Leão faleceu no dia 22 de Junho de 1673 (M2 129 - Sanfins de Ferreira) em Longras - Sanfins de Ferreira.
--- iii. Maria de Leão foi baptizada no dia 7 de Setembro de 1635 (M1 152v - Sanfins de Ferreira) em Igreja - Sanfins de Ferreira por Padrinhos: Manuel Ferreira e ? Maria Antónia, do Jogo e Maria Nova, filha de Gonçalo Francisco, de Vila Cova. Maria de Leão e Simão Vaz casaram-se no dia 16 de Janeiro de 1661 (M2 72 - Sanfins de Ferreira ou M2 64v - Raimonda) em Sanfins de Ferreira. Maria de Leão faleceu no dia 19 de Outubro de 1710 (M2 47 - Raimonda) em Casais - Raimonda.

----» Descendência de Maria de Leão e Simão Vaz:

i. António Vaz de Leão, «baptizado no dia 22 de Abril de 1663 (M2 19v - Raimonda) em Casais - Raimonda por Padrinhos: Padre Pedro Afonso de Leão, de Sanfins de Ferreira e Ana, soltª de Aldosinde, Carvalhosa. António Vaz de Leão e Maria Antónia casaram-se no dia 11 de Setembro de 1696 (M3 57 - Sanfins de Ferreira) em Sanfins de Ferreira. António Vaz de Leão e Maria Antónia casaram-se no dia 2 de Novembro de 1698 (M2 78 - Raimonda) em Raimonda».

ii.Ana de Leão nasceu no dia 17 de Fevereiro de 1667 (M2 27 - Raimonda) em Casais - Raimonda. Ana de Leão foi baptizada no dia 20 de Fevereiro de 1667 em Raimonda por Padrinhos: José e Ana, solteiros, filhos de Pantaleão Afonso da fregª de Sanfins de Ferreira. Ana de Leão e Frutuoso Ferreira casaram-se no dia 1 de Janeiro de 1692 (M2 76 - Raimonda) em Raimonda.

iii. Manuel Afonso de Leão foi baptizado no dia 7 de Outubro de 1674 (M2 43v - Raimonda) em Casais - Raimonda por Padrinhos: Manuel Afonso de Leão, solt.ºo, filho de Pantaleão Afonso, da fregª de Sanfins de Ferreira e Madalena. solteira, filha de Frutuoso Vaz, desta freguesia. Manuel Afonso de Leão e Domingas Ferreira casaram-se no dia 17 de Fevereiro de 1710 (M4 123v - Figueiró) em Sanfins de Ferreira.

iv.Maria de Leão foi baptizada antes 1675 em Casais - Raimonda. Maria de Leão e António João casaram-se no dia 6 de Fevereiro de 1696 (M2 77 - Raimonda) em Raimonda.

----» Descendência de Ana de Leão (ii.) e Frutuoso Ferreira:

---i. Maria Ferreira de Leão foi baptizada no dia 1 de Março de 1693 (M3 12 - Lustosa) em Pedregal - Lustosa por Padrinhos: o Padre Pedro Afonso da freg.ª de Sanfins de Ferreira e Catarina filha de Simão Vaz da freg.ª de Raimonda. Maria Ferreira de Leão e Gaspar Luís casaram-se no dia 5 de Abril de 1715 (M4 267 - Lustosa) em Lustosa - Lousada.
---ii. Frutuoso foi baptizado no dia 18 de Abril de 1694 (M3 17 - Lustosa) em Pedregal - Lustosa.
---iii. Custódia Ferreira de Leão foi baptizada no dia 2 de Maio de 1697 (M3 28v/29 - Lustosa) em Pedregal - Lustosa por Padrinhos: Manuel Afonso filho de Simão Vaz do lugar de Casais da fregª de Raimonda e Maria, soltª, da freg.ª de Sanfins de Ferreira. Custódia Ferreira de Leão e Domingos Monteiro casaram-se no dia 30 de Novembro de 1715 (M4 267v/268 -Lustosa) em Lustosa - Lousada.
---iv. Serafina Ferreira de Leão foi baptizada no dia 2 de Maio de 1697 (M3 28v/29 - Lustosa) em Pedregal - Lustosa por Padrinhos: João Afonso da freg.ª de Sanfins de Ferreira e Serafina, solt.ª, filha de Domingos João do lugar de Bitarães desta freg.ª. Serafina e José Coelho casaram-se no dia 25 de Agosto de 1726 (M4 289v - Lustosa) em Lustosa - Lousada.

---v. António Ferreira de Leão foi baptizado no dia 6 de Março de 1700 (M3 39 - Lustosa) em Pedregal - Lustosa por Padrinhos: António, soltº, do lugar de Fornelo desta freg.ª e Maria Antónia mulher de António de Leão da freg.ª de Raimonda.. António Ferreira de Leão e Catarina Dias Marques casaram-se no dia 25 de Março de 1720 (M4 178v/179 - Eiriz) em Eiriz - Paços de Ferreira. António Ferreira de Leão e Luísa Ferreira de Moura casaram-se no dia 3 de Setembro de 1759 (M4 347/347v - Lustosa) em Lustosa - Lousada. Luísa Ferreira de Moura (n. 1715) é filha de António Ferreira de Moura (7 ago 1682, Lustosa) e Dionísia Ferreira (1 apr 1677, Lustosa)

---vi. Beatriz Ferreira de Leão foi baptizada no dia 28 de Janeiro de 1703 (M3 51v - Lustosa) em Pedregal - Lustosa por Padrinhos: António de Leão da freg.ª de Raimonda e Beatriz coelho da freg.ª de Gandra.. Beatriz Ferreira de Leão e José Ferreira casaram-se no dia 28 de Maio de 1725 (M4 286v/287 - Lustosa) em Lustosa - Lousada. Beatriz Ferreira de Leão faleceu antes 1754.
--- vii. Manuel Ferreira de Leão foi baptizado no dia 25 de Novembro de 1705 (M3 63v - Lustosa) em Pedregal - Lustosa por Padrinhos: João, soltº, fº de Gonçalo João do lugar das Lages e Josefa f.ª de António Gonçalves do lugar da Peça todos desta freg.ª. Manuel Ferreira Leão e Maria Ferreira Neto casaram-se no dia 12 de Maio de 1732 (M4 191 - Lustosa) em Eiriz - Paços de Ferreira.
--- viii. Ana nasceu no dia 14 de Outubro de 1708 (M3 87 - Lustosa) em Pedregal - Lustosa. Ana foi baptizada no dia 17 de Outubro de 1708 em Raimonda por Padrinhos: António Gonçalves do lugar de Peça e Maria, solt.ª, do lugar de Rio todos desta freg.ª.

---ix. Ana nasceu no dia 5 de Janeiro de 1711 (M4 17v/18 - Lustosa) em Pedregal - Lustosa. Ana foi baptizada no dia 8 de Janeiro de 1711 em Raimonda por Padrinhos: Frutuoso, soltº., filho de Gonçalo Pacheco do lugar de Vendosela de S. Estevão de ? e sua irmã Serafina, solt.ª..


Além da descendência de Isabel de Leão (6º filho de António Garcia e Beatriz de Leão) o mesmo autor identifica a dos seus irmãos, em particular de António Garcia de Leão que foi «padre em Cavez, Cabeceiras de Basto, próximo da freguesia de Rego em Celorico de Basto»

cumprimentos

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340058 | MariaGestP | 27 Dez 2013 19:46 | Em resposta a: #339995

Caro amigo lmnovais,

Vou comprar o livro "Carneiro Leão", pois é um livro valioso pelo que tenho lido. Muitos pormenores duma família que se situa perto do local do meu nascimento. Nasci em Paços de Ferreira (lugar da Boavista), junto a Carvalhosa (lugar da e vim para Penafiel com 5 anos. Estudo os os "Leões Barbosas" de Rans, Parada.. .e familiares dum local que recorda o meu passado - as 3 dimensões do PATRIMÒNIO: passado, presente e futuro.

Grata pelo que me enviou

Maria Gestora

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340060 | MariaGestP | 27 Dez 2013 19:57 | Em resposta a: #339995

Desculpe "jmnovais"

Maria gestora

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340069 | MariaGestP | 27 Dez 2013 21:54 | Em resposta a: #312981

Casadalage

Hoje vi Casa da lage e fui ver...

Catarina de Sousa casou com vários, mas n é a mesma Catarina, pois houve tantas ao longo deste período. Há uma q é filha dos sr.ºs de Vila Caiz e q casou com um familiar de Marco Barbosa, TABELEÃO EM PENAFIL NO REINADO DE D. JOÃO ll. Este casou com a Inês de Beça Leão, senhora da Quinta do Beco em Penafiel. É interessante andar pela Calçada -Penafiele talvez more perto de Guilhufe-Penafiel. Barbosa a Nova foi criada por um Barbosa??? estou a dizer mas não me lembro bem... de por a sua irmão levar em dote de casamente a Barbosa "a velha" -Rans. A Barbosa a nova ainda existe em S. Vicente do Pinheiro? Vou procurar uma Catarina e ver um Jorge Barbosa. Há um filho de fernão gonçalves barbosa c.c. Brites de Vaz Malheiro e teve o joão c. c. genebra de Magalhães e um Jorge BARBOSA C. C. CATARINA DE SOUSA E 2.ª VEZ com Isabel Pires peixoto e foi seu descendente o Pedro Barbosa filho da ISABEL e que casou com a Maria Pereira.

Será isto? Espero por Barbosa "a Nova"

Maria Gestora

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340071 | Limão | 27 Dez 2013 23:55 | Em resposta a: #340069

Cara Maria Gestora,

Por falar nisso, vou-lhe mandar o que tenho, começo no meu 14º Bisavô:

14º Bisavô: Gonçalo Fernandes Barbosa, Senhor da Honra de Aborim, (Barcelos). nc. 1410, Filho de Pedro Fernandes Barbosa, e de Dª Chamôa Martins de Aborim. Casou com Dª Brites Afonso Correia. Filhos:

1)- Fernão Gonçalves Barbosa, que segue a minha geração.
2)- Gonçalo Fernandes Barbosa, Comendador de Paço de Sousa.
3)- Nuno Gonçalves Barbosa, que viveu em Braga.
4)- Isabel Barbosa, que levou em dote a Quinta de Marrancos.
5)- Bárbara Barbosa, 2ª mulher de Gonçalo Gonçalves de Antas.
6)- Fernão Afonso Barbosa, Senhor do Bêco e Chelos.
7)- Catarina Fernandes Barbosa.

Nota: Senhores da Casa de Aborim, Concêlho de Barcelos, ( Uma Família Minhota), de Alberto Magalhães Queiróz, Braga, 1967, pagª 105.
-Gonçalo Fernandes Barbosa, Senhor da Quinta de Marrancos, filho de Pedro Fernandes Barbosa, Nº18. foi Senhor de Aborim, e da casa de seu pai. Sendo já velho, serviu o Rei D. João I, de Portugal, com parentes; Criados; e cavalos, á sua custa, na Batalha de Aljubarrota, e com 20 cavalos, rompeu pelo meio dos Castelhanos, e foi muito conhecido pelo seu valor, e o tinha mostrado na defesa do Castelo de Neiva, contra o poder de Pedro Rodrigues Sarmento, fidalgo Galego.
- Foi Senhor da Honra de Aborim e Couto de Brandar, como os seus passados. Foi este o que se diz que matou o Comendador do Carvoeiro, no que refere o parágrafo; 29, que foi a ruina da sua casa, em cuja morte todos falam, mas sendo 1º Comendador, D. Diogo Pinheiro, no tempo de D.João I, não havia Comendatários.
- Casou com Dª Brites Correia, filha de Fernão Afonso Correia, Senhor da Honra de Farelâes, (Barcelos), actual Fralães. Segue o meu 13º Bisavô:

13º Bisavô: Fernão Gonçalves Barbosa, nc. 1430, filho de Gonçalo Fernandes Barbosa, Senhor da Honra de Aborim, e de Dª Brites Afonso Correia, filha de Fernâo Afonso Barbosa, Senhor da Honra de Farelães.
Casou com Dª Leonor Vaz Malheiro, filha de Afonso Malheiro. Filhos:
1)- Gonçalo Fernandes Barbosa.
2)- Àlvaro Gonçalves Barbosa, Senhor da Casa de Aborim, que segue a minha geração.
3)- Diogo Barbosa.
4)- Fernão Barbosa.
5)- Isabel Barbosa.
6)- João Fernandes Barbosa, que levou o Solar.
7)- Jorge Barbosa.
8)- Genebra Barbosa, mulher de João do Rêgo.
9)- Maria Barbosa, mulher do primo; Pedro Barbosa Aranha.
10)- Gonçalo Vaz Barbosa.
11)- Brites Barbosa.
12)- Pedro Barbosa.

Nota: Foi Fernâo Gonçalves Barbosa, Senhor da Quinta da Avelêda e Chelo. Comenda junto a Arrifana de Sousa, (Penafiel).

Por hoje é tudo, segue depois: 12º Bisavô: Álvaro Fernandes Barbosa, Senhor da Casa de Aborim.
Cumprimentos,
Limão.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340073 | Limão | 28 Dez 2013 00:23 | Em resposta a: #339995

Caro J.Novais,

Por falar em Lousada, seria possível descortinar a família de: Lucinda da Assunção Ferreira, natural de Lousada, nascida em 1881, falecida em 1913, com 32 anos de idade. Casou com António Antunes Vieira de Castro, Chefe da Estação da CP, de Campanhâ Porto, nascido a 09 de Julho de 1871, natural de Fafe, faleceu a 11 de Agosto de 1933, na Casa da Cobiça Paços Fafe.
Como faleceu muito jovem,de Cancro da mama, não temos dados da família, sendo ela avó da minha esposa.portanto mãe do meu falecido sogro. e o 1ºde 4 filhos orfãos de maê.
Qualquer informaçâo sobre esta minha familiar, será sempre benvinda.
Com os meus melhores cumprimentos,

A. Melo Lopes Costa.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340077 | jmnovais | 28 Dez 2013 01:00 | Em resposta a: #340073

caro a. melo lopes costa,
tem a certeza quanto ao ano de nascimento?

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340078 | jmnovais | 28 Dez 2013 01:07 | Em resposta a: #340073

precisa de saber qual a freguesia de Lousada, são algumas.. pedindo o assento de casamento com António VdeC encontrará essa informação. Cumprimentos

Resposta

Link directo:

RE: António Garcia de Leão, padre, filho herdeiro de Beatriz ("Brites") de Leão

#340113 | jmnovais | 28 Dez 2013 22:29 | Em resposta a: #340078

em relação ao já referido descendente da casa de Leão, o padre António Garcia de Leão, aqui fica uma súmula dos dados coligidos pelo confrade Carlos Leal Machado, na sua obra em co-autoria «Família Carneiro Leão - Com origem em Carvalhosa, Paços de Ferreira» com Eduardo Barata e Carlos Lapa.

1. António Garcia de Leão

Como vimos, os pais de António Garcia de Leão são:

2. António Garcia nasceu antes 1565 em Real - Carvalhosa. António Garcia e Beatriz de Leão casaram-se no dia 24 de Agosto de 1587 (M1 103 - Parada de Todeia) em Parada de Todeia - Paredes. António Garcia faleceu no dia 15 de Fevereiro de 1616 (M1 1 - Carvalhosa) em Real - Carvalhosa.

3. Beatriz de Leão nasceu antes 1565 em Lágea - Parada de Todeia. Beatriz Barbosa de Leão e António Garcia casaram-se no dia 24 de Agosto de 1587 (M1 103 - Parada de Todeia) em Parada de Todeia - Paredes. Beatriz Barbosa de Leão faleceu no dia 2 de Dezembro de 1632 (M1 8v - Carvalhosa) em Real - Carvalhosa.

---» António Garcia de Leão nasceu antes 1595 em Real - Carvalhosa.

No falecimento da mãe aparece como herdeiro
Aparece como padrinho do seu sobrinho António em 16 Jun 1630, em Sanfins de Ferreira (M1 148v - Sanfins de Ferreira em que consta como António Garcia de Leão.
Foi vigário em Cavez - Cabeceiras de Basto onde no primeiro assento que faz (11 Jul 1632) aparece a assinar como António Garcia de Leão (M4 4 - Cavez) pouco depois nos seguintes só assina como António de Leão

Filhos de António Garcia de Leão e Maria Francisca :
i. Catarina Antónia nasceu antes 1620 em Carvalhosa. Catarina e Sebastião Machado casaram-se no dia 5 de Março de 1657 (M2 161v - Carvalhosa) em Carvalhosa. Catarina faleceu antes 1697.

António Garcia de Leão faleceu depois 1651. Data onde em Cavez - Cabeceiras de Basto aparece o último assento assinado (M4 125v - Cavez)

---»Descendência de António (Garcia) de Leão:
Catarina Antónia casa com Sebastião Machado (o filho de Sebastião Machado e de Margarida Gonçalves) no dia 5 de Março de 1657 (M2 161v - Carvalhosa) em Carvalhosa.

Filhos de Catarina e Sebastião :

4. i. António foi baptizado no dia 24 de Abril de 1664 (M1 26v - Lamoso) em Bairros - Lamoso.

5. ii. Manuel Machado foi baptizado no dia 17 de Abril de 1667 (M1 36 - Lamoso) em Bairros - Lamoso. Manuel e Ana Ferreira casaram-se no dia 1 de Janeiro de 1689 (M1 131v - Lamoso) em Lamoso - Paços de Ferreira.

6. iii. Catarina Machado foi baptizada no dia 23 de Maio de 1669 (M1 39 - Lamoso) em Bairros - Lamoso. Catarina e Diogo Ferreira casaram-se no dia 29 de Março de 1697 (M1 133v - Lamoso) em Lamoso - Paços de Ferreira.

7. iv. Ana foi baptizada no dia 18 de Outubro de 1671 (M1 43 - Lamoso) em Bairros - Lamoso.

8. v. Angela foi baptizada no dia 25 de Junho de 1674 (M1 45v - Lamoso) em Bairros - Lamoso.

9. vi. Baltasar foi baptizado no dia 24 de Janeiro de 1677 (M1 96 - Lamoso) em Bairros - Lamoso.

10. vii. Ana foi baptizada no dia 3 de Outubro de 1678 (M1 98v - Lamoso) em Bairros - Lamoso.

Catarina faleceu antes 1697.

Aparece em 6.6.1627 como madrinha de Catarina (M1 42v - Carvalhosa) filha de Pedro da Maia e Anastácia Antónia, onde indica ser filha de António Garcia

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340131 | MariaGestP | 29 Dez 2013 14:20 | Em resposta a: #340071

Caro Limão,

está de parabéns! tem uma família que eu trabalho há 2 anos... Beco, (Rans), Aveleda, Chelo são um ponto de interesse. Chelo fica perto do matadouro de Penafiel? Na estrada de Casal Garcia?
O jorge Barbosa parece .me que casou com Maria Pereira e segue um rumo diferente do irmão João.

Grata por tudo

Gestpatrimonium@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340137 | Limão | 29 Dez 2013 18:56 | Em resposta a: #340077

Caro JMNOVAIS,

Muito obrigado por responder. Só tenho esses dados, por ouvir a outros familiares, e do Confrade Rui Faria do Fórum, que me ajudou a construir a árvore do marido da falecida " Família Vieira de Castro", dos Vieiras de "Rui Vieira", Fidalgo da Casa Imperial, a quem eu estou eternamente agradecido.
Quanto á avó Lucinda da Assunção Ferreira, natural de Lousada, nada mais tenho, e muito gostaria de investigar os seus antepassados, que segundo me consta, parecem ser da "Ferreirinha" Porto. por parecenças com o nome de Dª Antónia A. Ferreira. mais nada, por me cheirar haver algum parentesco, nada mais.
Muito gostaria de ver desbobinado este imbróglio.
Com os meus melhores agradecimentos,

A. Melo Lopes Costa.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340138 | Limão | 29 Dez 2013 19:08 | Em resposta a: #340078

Caro JMNOVAIS,

Dado eu não possuir nenhum documento da falecida Senhora, e me encontrar distanciado do concelho de Lousada, apelo ao cuidado de algum linhagista ou historiador, que possa ter deparado com o nome, ou tenha investigado esta família, o favor, se me poder ajudar. Dado tratar-se de uma Família importante e aristocrata, ligada à "Casa Imperial", pelo fidalgo Rui Vieira.
Certo da merecida atenção, apresento, antecipadamente,
Os meus mais respeitosos cumprimentos,

A. Melo Lopes da Costa

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340139 | Limão | 29 Dez 2013 19:26 | Em resposta a: #340131

Cara Maria Gestora,

Muito obrigado,
Há muito que eu tinha guardado, o nome de Barbosa, por estar ligado a Rans, que ficou agora célebre pelo "Tino de Rans", desde Gonçalo Ouveques, e dos Freitas, de Urrô, Penafiel.
Aproveitei esta excelente oportunidade, para melhor investigar estes meus avós antepassados, uma vez que me interesso muito por história e genealogia.
Peço desculpa aos confrades, por utilizar este site, para procurar os familiares da avò paterna de minha esposa: Lucinda da Assunção Ferreira, também ela natural de Lousada, conforme o exposto, e que também pode estar ligada aos Barbosas.
Antecipadamente grato,

A. Melo Lopes da Costa.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340141 | jmnovais | 29 Dez 2013 20:32 | Em resposta a: #340138

verei nas duas freguesias freguesias de lousada que conheço melhor, mal possa. se encontrar alguma coisa, saberá de imediato
com votos de um bom ano

joao novais

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340148 | Limão | 30 Dez 2013 00:16 | Em resposta a: #340141

Muito obrigado, fico no aguardo.
Limão.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340152 | Limão | 30 Dez 2013 02:02 | Em resposta a: #340131

Cara Maria Gestora

Muito obrigado por tudo, mas esses que menciona, ainda não estudei, porque o que segue a minha linha é o Álvaro Fernandes Barbosa, como 12º Bisavô:

12ª Bisavô: Álvaro Fernandes Barbosa, nasceu cerca de 1490, filho de Fernão Gonçalves Barbosa, e de Dª Leonor Vaz Malheiro. Casou com Dª Maria Gonçalves Maciel, filha de Bartolomeu Gonçalves Maciel, e de Dª Simôa Pires de Faria. Tiveram os seguintes filhos:

1)- Diogo Barbosa.
2)- Mécia de Figueiredo.
3)- Fernão Afonso Barbosa.
4)- Maria Barbosa.
5)- Brites Barbosa Correia, (que segue a minha linha).
6)- Ana Correia.
7)- Catarina Barbosa.
8)- João Barbosa, Abade de Brandar.
9)- Inês Barbosa.
10)-António Barbosa, Senhor do Morgado de Aborim.
11)-Leonor Barbosa.
12)-Isabel Barbosa.
13)-Bartolomeu Barbosa.

11ª Bisavó: Dª Brites Barbosa Correia, n.c. 1526, fillha de ´Álvaro Fernandes Barbosa, Senhor da Casa de Aborim, Barcelos, e de Dª Maria Gonçalves Maciel. Casaou com Diogo Dias Rodrigues Malheiro, (O Vinagre), filho de Diogo da Ponte e de Constança Malheiro. Tiveram os seguintes filhos:
1)- Pedro Barbosa.
2)- Isabel Barbosa.Que segue a minha linha.
3)- Simão Barbosa.
4)- Gaspar Barbosa.
5)- Manuel Francisco.
6)- Inês Correia Barbosa.
7)- Gaspar Dias Barbosa.

10ª Bisavó: Isabel Barbosa, n.c. de 1530, filha de Diogo Dias Rodrigues Malheiro, (O Vinagre), e de Dª Brites Barbosa Correia. Casou com Fernão Soares Pereira, n.c. 1520, filho de Pedro Vaz Soares Bacelar, (O da Praça). viveu em Monçaõ, e foi chamado o da Praça, casou com Dª Mécia Pereira, filha de Fernão Pereira, Senhor da Casa de Bertiandos, e de Dª Mécia Vasques Malheiro, no TT, de Pereiras, & 50, N16, (NFP, 1941. Soares, & 4N7).
Filhos de Isabel Barbosa, 10ª Bisavó:
1)- Francisco Pereira Barbosa.
2)- Brites Barbosa.
3)- Mécia Pereira, que segue a minha linha.
4)- Pedro Vaz Pereira.
5)- Diogo Pereira Barbosa.
6)- Gaspar Barbosa.
7)- Inês Pereira Barbosa.
8)- Catarina.
9)- Ana.
10-Maria Soares Pereira.

9ª Bisavó: Dª Mécia Pereira, n.c. 1550, Filha de Fernão Soares Pereira, Senhor da Casa de Bertiandos, Ponte de Lima, e de Dª Isabel Barbosa. Casou 1º com António Teixeira. Casou 2º com Filipe de Melo Pereira de Sampaio, Senhor de Vila Flor e Chacim, da Torre de Moncorvo.
Filhos do 1º: Violante Teixeira.
Filhos do 2º: João de Melo Pereira de Sampaio, nasceu a 27 de Agosto de 1606, no Paço dos Barões de Melo, Santa Maria Maior de Pombeiro de Ribadevizela, Felgueiras, Porto. Casou com Dª Maria Ribeiro, nascida a 29 de Janeiro de 1623, falecida a 03 de Agosto de 1651, com 28 anos, natural do Casal do Ribeiro, Vila Fria Felgueiras, filha de João Ribeiro, e de Isabel Rodrigues.

Com os meus melhores cumprimentos, ao dispor,

A. Melo Lopes da Costa.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340159 | MariaGestP | 30 Dez 2013 14:50 | Em resposta a: #340152

Caro amigo

O Fernão Gonçalves Barbosa c. c. a Malheiro é o pai de Marcos Barbosa (tabelião em 1496 em Penafiel) casado com Inês de Leão de Beça, senhora de Quinta do Beco em Rans Penafiel. É esta a minha pesquisa. Portanto o Sr.º tb está ligado aos Barbosas de Rans. O àlvaro é mt falado no Manuel Abranches de Soveral e diz k o avô "ficou magro....ajudar el-rel". De cabeça n sei dizer mais, mas eu até um ponto. Ainda estudo a 11.ª bisavó e depois como sigo Marcos Barbosa continuo. A sua linha tb vem dos Barbosas da Honra de Barbosa -fundada por Mem Moniz...

hoje n posso mais ..

Cumpimentos

gestpatrimonium

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340174 | Limão | 30 Dez 2013 19:39 | Em resposta a: #340159

Cara Maria Gestora,

Muito obrigado por mais esta informação.
Mandei para o seu e-mail, a minha linha de Berenger II, Conde de Nantes, França, que também liga a Diogo Gonçalves de Urrô, Penafiel, por Dª Urraca Mendes de Bragança, c. (1120). Casou 2º, com D. Soeiro Pais, (O Mouro), filha deste último: Estevainha Soares, (1125-1171), casou com Fernão Ramires, do Castelo de Vila Nova de Gaia, ( Ilustre Casa de Ramires), em Resende, etc...
Com os meus melhores cumprimentos,

A. Melo Lopes da Costa.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340175 | Limão | 30 Dez 2013 19:51 | Em resposta a: #340131

Cara Maria Gestora,

Cumprimentos,

Casal Garcia, também pertence a esta família, de Felgueiras, a não ser que seja outro, depois posso-lhe comprovar, por Solar de Valmelhorado, Felgueiras.
Mil vezes obrigado,

A. Melo Lopes da Costa.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340176 | Limão | 30 Dez 2013 20:49 | Em resposta a: #340141

Caro JMNOVAIS,

Muito obrigado, informo que estes "Ferre iras" vem de Eiríz Penafiel. Os Castros, vem de Leão, França, e de Monforte de Lemos, em Lugo, Galiza.
Os Vieiras vem "Rui Vieira", Fidalgo da casa Imperial, de Quinta Seca, Vieira do Minho. São originários de Santiago de Compostela, na Galiza, a família a quem apareceu o Apostolo Santiago, coberto de Conchas ou Vieiras, daí a origem do nome Vieira. Acompanharam o Rei d. Afonso Henriques, no seu regresso a Portugal, onde fixaram residência.

Com os meus mais respeitosos cumprimentos,

A. Melo Lopes da Costa.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340201 | MariaGestP | 31 Dez 2013 15:39 | Em resposta a: #340139

Amigo A. Melo

Pode utilizar o fórum livremente. Se quiser explorar GeneAll.Net Plus consegue ver os parentescos todos - 35 euros ao ano, mas tem que se registar.
Feliz Ano Novo

Maraia Gestora

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340207 | Limão | 31 Dez 2013 18:13 | Em resposta a: #340201

Cara Maria Gestora

Muito obrigado, eu já assim faço. Informe se recebeu o meu e-mail, com a linha de Bragança, que liga a Diogo Gonçalves de Urrô, Penafiel.
Gostava de lhe poder enviar mais linhas, se for do seu agrado, para o seu e-mail, e também pode anotar o meu.
Retribuo os votos de Boas Festas, desejando um 2014, cheio das maiores felicidades, extensivo aos familiares e amigos.
Com os meus melhores cumprimentos.

A. Melo Lopes da Costa

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340211 | Limão | 31 Dez 2013 19:51 | Em resposta a: #340159

Cara Maria Gest.

Mem Moniz, é de Gandarei, no Douro, então foi por aí que cheguei aos Barbosas, depois envio-lhe também essa linha, se quizer.
Nas minhas linhas, tem " Os Senhores de Resende, da Honra de Gosende.
Os Senhores do Gafanhâo, Arouca.
Os Senhores de Unhão, Felgueiras, Condes de Unhão, das Honras de Cepães, Unhão e Meinedo.
Os Condes de Miranda do Cõrvo, Coimbra, Duques de Lafões.
Os Condes de Barcelos, Ponte de Lima.
Os Condes de Viana do Alentejo, e da Foz do Lima.
Os Pinheiros, Alcaides de V. N. de Cerveira, Barcelos, e lindôso.
Os Senhores do Alpalhâo Santarém, Torres Novas, etc
Os Priores do Crato, do Mosteiro da Flor da Rosa, Aviz.
Os Condes da Costa, de Santa Cruz do Tãmega, Amarante, Nª Srª da Costa. e muitas outras, que pesquizei no "Geni",
iniciados em Gonçalo da Costa, Madalena da Costa, casa com os Brito, e dá origem a S. João de Brito, Bispo de Lisboa, etc.
Depois mando-lhe essas linhas, e muitas mais.
Bom Ano,
Agostinho.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340285 | MariaGestP | 02 Jan 2014 17:12 | Em resposta a: #340211

Caro amigo Agostinho

Mem Moniz, irmão do aio, Egas Moniz fundou a Honra de Barbosa, aqui perto da cidade de Penafiel -Rans. O que tiver, pode-me enviar p.f., pois é essa a minha pesquisa para o meu trabalho.

Grata pela atenção
gestpatrimonium

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340288 | MariaGestP | 02 Jan 2014 17:40 | Em resposta a: #340211

Caro amigo

Mem Moniz, irmão do aio Egas Moniz, foi fundador da Honra de BARBOSA, e é essa a minha pesquisa do meu trabalho. Agradeço que me envie os Barbosas.

Grata pela atenção

gestpatrimonium

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340292 | MariaGestP | 02 Jan 2014 18:05 | Em resposta a: #340207

Caro amigo A. Melo LOPES DA COSTA

PODE-ME ENVIAR PARA O MEU E-MAIL, NÃO ME IMPORTO. N RECEBI O E -MAIL.

GRATA
GESTPATRIMONIUM

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340293 | MariaGestP | 02 Jan 2014 18:30 | Em resposta a: #340207

CARO A. MELO LOPES DA COSTA

INFORMO K AINDA N RECEBI O E-MAIL.

GRATA

GEST

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340297 | Limão | 02 Jan 2014 18:53 | Em resposta a: #340288

Cara Maria Gest.

Na minha linha, que liga ao Paço de Curutêlo, Ponte de Lima, por Nuno Nudis, Senhor do Paço de Curutêlo, freguesia de s. Julião do Freixo, Ponte de Lima, meu 16º Bisavô.
Tenho nessa linha:
Dª Leonor Pereira do Lago, (1430-1490).da Torre do Lago, Amares, filha de D. Paio Gomes do Lago, e de Dª Leonor de Berrêdo, ou Francisca Ribeiro. Casou 1º com Gonçalo Barbosa, casou 2º com Diogo Borges Pacheco. Tiveram: Dª Ana Borges Pacheco, que casou com D. Luís de Melo de Sampaio, Comendador de Pombeiro, Felgueiras, c. 1490.
Cumprimentos,
Agostinho.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340357 | MariaGestP | 03 Jan 2014 17:53 | Em resposta a: #340297

Boa tarde

Também temos a família Pereira do Lago em Penafiel e em Guilhufe (aqui possuem agora 3 quintas) e o Museu M. de Penafiel está instalado num belo edifício do PEREIRA DO LAGO.
Devem estar relacionadas...

Cumprimentos

Maria Cestora

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340360 | MariaGestP | 03 Jan 2014 18:17 | Em resposta a: #339995

Caro JMNovais

Já comprei o livro da "Família Carneiro Leão" de Carvalhosa Paços de Ferreira. Estou à espera que chegue. para folhear...

grata

Gestpatrimonium

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340362 | MariaGestP | 03 Jan 2014 19:00 | Em resposta a: #339943

Caro Agostinho de Melo Lopes da Costa

Álvaro Fernandes Barbosa, Senhor da Casa de Aborim - os seus ascendentes foram trabalhados por mim e pesquisados. Álvaro tinha mt irmãos e eu sigo o João pai de Goncalo Anes Barbosa. avô de Marcos Barbosa tabelião em Penafiel em 1496, bisavô de Gonçalo e trisavô do meu estimado Miguel que é o meu centro de interesse e que se encontra sepultado na minha freguesia -capela de Nossa Sr.ª do Monte.
Também sigo o outro irmão do Álvaro o Jorge que casa 2 vezes e do 2.º casa/ nasce o Pedro Barbosa que é outro centro de interesse - cada um segue um caminho diferente aqui perto de mim e a Quinta da Aveleda passa a ser outro centro de interesse.
Que dizer eu sigo a sua família até aos senhores da Casa de Aborim e do Couto de Brandar e depois fico "cansada e vou por outra estrada e em seguida por outra e finalmente ligo-as. É a vida de uma Gestora do Património que trabalha por gosto e interesse e c mt dificuldades devido à falta de 3 tendões que se rouperam e - rotura total do Supra espinhoso e coifa destruida - braço direito. Por vezes tenho de parar ou trabalhar lentamente c braço esquerdo. Vai ser assim até morrer... mas de vez enquando dou uma folga ao Património pq é necessário descansar o meu bracito k dói há 10 anos... Se demorar a responder já sabem k o meu braço me pregou uma partida... e há k esperar. Ok?

Espero que fique contente de eu trabalhar os seus ascendentes, pois eu fiquei, mas já estou há 2 anos procurando sempre mais e mais. Qd sai o livro? Será q sairá ou fica no PC para a eternidade. Acho k vou fazer 1 testamento da pesquisa, pois aqui em casa é só eng.ª... e n tenho quem dê continuidade ao meu trabalho. É pena... Lamento muito, muito.

Cumprimentos para os seus ascendendentes que me deram mt trabalho, mas estou satisfeita... estou brincando.

Até breve
Manoelagestpatrimonium

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340374 | aníbal | 03 Jan 2014 22:15 | Em resposta a: #340285

Cara Senhora

Quem terá sido o Fundador da Honra de Barbosa (Honra, Quinta, Solar de Barbosa, etc.) ?

Mem Moniz de Ribadouro http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=49144 ou Sancho Nunes de Barbosa http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=21386

Porquê a transmissão do nome/apelido, DE BARBOSA ?

Com os meus melhores cumprimentos,
Aníbal Pacheco

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340392 | Limão | 04 Jan 2014 01:39 | Em resposta a: #340357

Cara Maria Gestora,

Muito obrigado, pela informação, fiquei maravilhado, não sabia. Eles são descendentes dos Reis de França, Veja:

I - Agostinho Lopes da Costa, seu Pai:
II - João Lopes da costa, sua maê;
III - Maria Ferreira de Melo, seu Pai:
IV - Joaquim Ferreira de Melo, Sua Mae^;
V - Ana Joaquina de Melo, seu pai;
VI - João de Melo de Faria, seu pai;
VII - António de Melo de Faria, sua Mãe;
VIII - Faviana de Melo de Faria e Sousa, seu pai;
IX - Filipe de Melo de Pereira, seu pai;
X - Luís de Melo Pereira, seu pai:
XI - João de Melo Pereira de Sampaio, seu pai;
XII - Filipe de Melo de Sampaio, sua Maê;
XIII - Ana Borges Pacheco, sua Mâe;
XIV - Leonor Pereira do Lago- Amares. seu pai;
XV - Paio Gomes do Lago, seu pai;
XVI - João Gomes do Lago, sua maê;
XVII - Senhorinha Anes do Lago, seu Pai;
XVIII- João Rodrigues do Lago, seu pai;
XIX - Pedro Gomes do Lago, seu pai;
XX- - Gomes Gonçalves do Lago;, seu pai;
XXI - Gonçalo Gonçalves de Palmeira, seu pai;
XXII - Gonçalo Rodrigues de Palmeira, seu pai;
XXIII Rodrigo Froiáz de Trastâmara, Senhor de Trastâmara, sua Mãe;
XXIV - Grixevera Àlvares das Astúrias, seu pai;
XXV - D. Àlvaro das Astúrias, seu pai;
XXVI - Ordonho I, Rei das Asturias, seu pai;
XXVII- Ramiro I, Rei das Astúrias, seu pai;
XXVIII- Bermudo I Rei das Astúrias, seu Pai;
XXIX - Fruela, Duque da Cantábria, Seu pai;
XXX - Pedro I, Duque da Cantábria, Sua Mae;
XXXI - Liubigotona Baltes, seu Pai;
XXXII- Suíntila, Rei dos Visigodos, sua mãe;
XXXIII- Chiodosvinta da Austrásia, seu pai;
XXXIV - Siseberto, Rei da Austásia, seu Pai;
XXXV - Clotário I, Rei dos Francos, seu pai;
XXXVI- Clóvis I, (O Grande), Rei dos Francos, 37º Bisavô. Casou 2ª, com Santa Clotilde de Borgonha, c. 470, França.

Por aqui já pode ter uma ideia, segue depois muitos mais, até aos Reis da Judeia, pelos Imperadores Romanos.
Desculpe a maçada.
Tenha Santo dia de Reis,
Agostinho Lopes da Costa.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340420 | Limão | 04 Jan 2014 15:54 | Em resposta a: #340362

Cara Maria Gestora,

Parabéns pelo seu excelente trabalho, fico maravilhado com o que me conta, espero que consiga levar a bom Porto, o seu trabalho, que bem merece, ainda para mais com as dificuldades que tem tido, com os problemas de saúde, que não são fáceis de resolver, pelo que vejo.
Peço-lhe que não desista, porque mais tarde será recompensada, pelo seu esforço. A mim também já me aconteceu de ficar com o braço esquerdo paralisado, até pensei que as minhas santas alminhas, não gostassem do meu trabalho, mas depois tudo voltou ao normal, e agora continuo a explorá-las.
Porque a história do passado é muito importante: "Se não soubermos de onde vimos, também não saberemos para onde vamos, e ficamos á deriva, como um barco sem leme no Mar Alto".
Quando tiver o trabalho concluído, gostava muito de poder obter um exemplar, para deixar para as posteridade, espero que me diga como tenho que fazer.
Naquilo que estiver ao meu alcance pode contar com o meu apoio.
Desejo-lhe uma continuação de uns Bons Reis.

Agostinho de Melo Lopes da Costa.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340422 | MariaGestP | 04 Jan 2014 16:22 | Em resposta a: #340374

Caro Sr.o Anibal

A Fundação da Honra de Barbosa ao longo dos séculos
Foi o Dom Mem Moniz que fundou A Honra de Barboza na primeira metade do séc. XII na paróquia de São Pedro de Caifaz (que é actualmente uma parte da freguesia de Rans). Este era irmão de Egas Moniz, o aio de Dom Afonso Henriques, da estirpe medieval de Riba Douro, o qual foi o seu primeiro senhor.
Dom Mem Moniz era “tenente” da “terra” de Penafiel. A “Quinta de Barbosa” servia de mordomos do rei, os quais tinham por obrigação, entre outras coisas, guardar os presos e velar pelo castelo. Determinado dia deixaram fugir uns presos e tanto bastou para que Mem Moniz tomasse conta de tudo o que tinham (os vigias) e fez aquela quintã naquele lugar. A “Quinta tornando-a uma Honra” sua. ( À Descoberta Do Vale do Sousa, Rotas do PATRIMÓNIO EDIFICADO E CULTURAL…, Héstia Editores, pág.188, ISBN: 972 – 8741 – 02 – 2, Depósito Legal: 18888 828 / 02).

A Honra de Barbosa
“Senhora da Terra”
A honra de Barbosa pertenceu, de início, “à terra” medieval de Penafiel e depois ao julgado com o mesmo nome, Penafiel de Sousa.
Entre 1384, data em que o julgado de Penafiel de Sousa passou a fazer parte do termo do Porto, e 1770, data da concessão de termo à cidade de Penafiel, fez parte do termo daquela primeira cidade
A Honra de Barbosa foi uma circunscrição territorial de origem senhorial e autonomia municipal e extinta após 1834. Desde, pelos menos, finais do séc. XV que foi senhorio da família Malafaia, em cuja posse se manteve até à sua extinção. Tinha a sua sede na freguesia de Rãs (Rans), na torre senhoril que possui o mesmo nome, actualmente pertença daquela família, e compreendia também a freguesia de S. Tomé de Canas e partes das de Paredes, Galegos, Boavista, Cabeça Santa e Marecos. Nela os donatários exerciam para além do mais, as jurisdições civil e crime, com a apresentação das justiças.
O presente manuscrito, de acordo com uma indicação a lápis que dele consta, foi oferecida ao Arquivo pelo Dr. Abílio Miranda.
Esta honra foi uma das mais antigas e célebres honras existentes em Portugal. Tinha a sua sede na freguesia de S. Miguel de Rãs (ou Rans), no antigo julgado de Penafiel de Sousa e actual concelho de Penafiel, aonde se encontram ainda os seus símbolos como a torre medieval, o pelourinho e a casa da sua câmara .

O Regime de Transmissão da Honra
Sucedeu ao fundador a sua filha D. Teresa Mendesc. c. sancho Nunes de Celanova, que em virtude de ser senhor da honra pelo casamento, adoptou o nome de BARBOSA, assim dando origem à famíluia medieval dos BARBOSA.
A esta sucedeu o filho do casal, Dom Nuno Sanches "de Barbosa", que c. c, D, teresa de Sevorosa.
Destes foram filhos, entre outros, PeroNunesde Barbosa e D. Sancha Nunes de Barbosa.
Pero c. c. lvira Martins da Maia e teve dela Fernão Pires de Barbosa, o qual, tendo casado 2 vezes não deixou descendentes legítimos.(AUGUSTO -Pedro Lopes Cardoso -Honra de Barbosa- subsídios para a sua história institucional, 2005, p. 19)
Seus sobrinhos, filhos do irmão mais velho, Nuno Peres, em 1258 eram tb Proprietários da Honra DE BARBOSA.

A D. SANCHA NUNES DE BARBOSA, irmã do Perocasou com D.ABRIL DE LUMIARES, bisneto de Egas Moniz, e possui parte da honra de Barbosa, que terá sido partilhada com o primo direito, Fernão Pires de Barbosa.
Quando não houvesse descendentes legítimos, os sobrinhos passavam a proprietários, por herança, da Honra de Barbosa ou de parte.
A D. Sancha Nunes e marido sucedeu a filha de ambos D. Urraca Abril "de Lumiares".
“…no ano de 1258 era pertença de D. Urraca Abril de “Lumiares” que deverá ter herdado todo o Património de seus pais. Nesse tempo aparece referidas nas Inquirições como “Igreja de São Miguel de Barbosa”. Deverá ser ainda a velha Igreja de São Miguel de Lordosa, hoje São Miguel de Rans”.
A D. Urraca Abril sucedeu o filho D. PEDRO Anes de Riba Vizela c. c. D. Urraca Afonso (filha bastade do rei D, Afonso III) que depois de viúva c. c. D. joão Mendes e teve deste casamento D. Leonor Mendesc. c. D. Martim ou de Sousa Anes de Briteiros
Em 1357 D. Leonor Mendes faleceu e foi ela a última senhora da honra, com base em documentos.

Durante quase um século não aparece documentos relacionados com os senhores da Honra de Barbosa.
Finais do séc. XIV, pertenceu ao termo do Porto.
Séc. XV (1462) encontra-se documento com o nome do senhor de Barbosa (Fernão Gonçalves de Miranda – partidário de D. Afonso V na batalha de Alfarrobeira). Este era casado com D. Branca de Sousa, folha de Afonso Vasques de Sousa e de Leonor Lopes de Sousa. Nessa época a honra foi vendida pelos seus herdeiros a Fernão de Sousa, familiar.
Finais do séc. XV nova venda a Afonso Ferraz, se terá sempre transmitido dentro da mesma família ou entre senhores relacionados por estreitos laços de parentesco. (AUGUSTO -Pedro -ob. cit. p. 21)
“Em 1758 esta freguesia de Honra de Barbosa de quem he senhor donatário D. Manuel de Atayde Azevedo, e Brito Malafaya”.
Dom Miguel Vaz Guedes de Ataíde de Azevedo e Brito Malafaia foi o último senhor da honra de Barboza.
Sua irmã D. augusta Cândida Emilia c. c. seu primo Miguel de Queiroz Pereira Pinto de Serpe e Melo, de Favaios, e deles é o 4.º neto o Dr.º AUGUSTO - Pedro da Rocha Páris Lopes Cardoso (autor da Honra de Barbosa)
A família Azevedo de Ataíde Malafaia, virá a ser senhora da honra durante cerca de quatrocentos anos.

Há a fundação da quinta de Barbosa "a nova" que se situava em S, Miguel de Pinheiro, vizinha freguesiade Rans, por Pero (Pedro) Nunes Barbosa, e pelo motivo de sua irmã Sancha Nunes de Barbosa levar como dote de casamento a de Barbosa a velha.

É de notar que em GeneAllPlus diz que Sancho Nunes Barbosa fundou a quinta de Barbosa. Há tanta coisa errada m GeneAll- autores que escreveram e n pesquisaram, nem confrontaram datas...Aqui é que aparecem erros. pois há pais a nascerem em 1505 e filhos em 1468...GaYo o mesmo caso e por isso há que ver bem as datas e chegar a uma conclusão. E por isso que eu demoro mt,. pois quero verificar e perco -me.

Precisa mais da Honra? Está em recupeação e vai ser integrada na Rota do Românico

Cumprimentos

Gestpatrimonium

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340423 | MariaGestP | 04 Jan 2014 16:30 | Em resposta a: #340420

Caro Sr.º A. Lopes Costa

Agradeço as suas palavras.

ainda falta muito, pois tenho que organizar tudo mt bem e juntar uma encenação, fotos, inventário de Património móvel da capela. fui eu k a invntariei/cataloguei através da Diocese do Porto -Estágio do 5.º ano de Gestão do Património, feito na Diosece e trabalho de campo em Guilhufe-igreja -as esculturas e a capela tudo. Quero meter as Cartas internacionais, noção de Património ... tudo

cumprimentos

Bons Reis
Gest

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#340475 | aníbal | 05 Jan 2014 14:02 | Em resposta a: #340422

Estimada Senhora Gestpatrimonium

Muito e muito obrigado pelo esclarecimento tão específico, que fez o favor de nos enviar !

Com os meus melhores cumprimentos,
Aníbal Pacheco

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#342509 | Limão | 16 Fev 2014 00:06 | Em resposta a: #340423

Cara Maria Gest-Património,

Muitos cumprimentos,

Desculpe voltar a importuná-la, é que encontrei estes dados relacionados com a nossa família, que está a investigar. e queria saber se consta do seu inventário, (A Casa de Valmelhorado)..

I - Francisco Barbosa de Almeida, casou com Catarina da Silva Teles de Sousa Homem. Tiveram:

II - Dª Benta Maria de Sousa Teles de Meneses, nc. de 1720, Senhora da Casa de Valmelhorado, Pombeiro, (Santa Maria Maior) de Ribadevizela, Felgueiras, distrito do Porto. Cc. António Valério Vieira de Carvalho. filho de Mateus Cardoso Ribeiro, Senhor da Casa do Outeiro Maureles, Marco de Canaveses, e de sua mulher, Dona Maqria Antónia Carneiro da Silva.Tiveram:

III - António Vieira de Carvalho Camelo de Sousa Homem, nascido a 15-05-1754, na Casa de Valmelhorado, Pombeiro. Casou com: Dª Maria Angélica de Magalhães e Meneses, nascida na Casa da Torre, Vila Cova da Lixa, Felgueiras. Tiveram:

IV - António de Sousa de Magalhães e Meneses, Senhor da Casa de Valmelhorado, casou a 11-01-1816, com Dª Luísa Francisca de Alpoim Pereira de Castro Caldas Gomes de Abreu, Senhora da Casa de Vilar do Torno e Alentém, Lousada. Tiveram:

V - José Maria de Sousa Pereira Castro Caldas de Magalhães e Meneses, Senhor da Casa de Valmelhorado, e da de Montebelo, Lagares Felgueiras. Cc. Dª Rosa Emília Peixoto de Freitas Sampaio, Senhora da Casa do Souto do Cabo, Torrados, Felgueiras.Tiveram:

VI - Dª Maria da Conceição Pereira de Castro Caldas de Magalhães e Meneses, Senhora da Casa de Valmelhorado, Pombeiro. Cc.Dr. Luís Vaz Guedes Pinto Bacelar Pereira de Morais Pimentel Teles de Meneses e Mello, 2º Visconde de Vila Garcia, Amarante,e 5º Visconde de Montalegre. Tiveram:

VII - Dª Ana Maria Vaz Guedes de Sousa Bacelar Pereira de Castro Teles de Meneses, Senhora da Casa de Rio Falcão, Figueira, Lousada. Cc. Simão da Rocha e Brito de Aquiâ, Senhor da Casa da Torre de Aquiâ, Arcos de Valdevêz. Tiveram:

VIII - Dª Maria Teresa Bacelar da Rocha e Brito, nascida a 02-07-1936, Casou na Casa da Torre de Aquiâ, Capela de Santa Barbara, a 23-07-1936, falecida a 03-02-1992. Cc. Prof. Doutor José Vaz Guedes de Sousa Bacelar, nascido a 30-08-1905, Senhor da Casa de Valmelhorado, Pombeiro, Felgueiras, filho de Dr. Fernando Vaz Guedes de Sousa Homem Bacelar, Senhor da Casa de Vila Garcia, Amarante, e de Dª Ana da Conceição Pereira Pinto.

Agradecia que me informa-se, se souber, e se não for maçada, da ligação aos Costa Homem, por Melo, que entroncam na minha família, para possível ligação na minha árvore genealógica.

Antecipadamente Grato,

A. Lopes Costa.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#342642 | MariaGestP | 18 Fev 2014 18:18 | Em resposta a: #342509

Ex.mo Sr.º Lopes Costa

Não consegui ver a ligação de Melo aos Costa Homem. Não trabalho a Casa de Valmelhorado, pois a partir de Alvaro Barbosa neto de Gonçalo Fernandes Barbosa c. c. Beatriz Correia de Aborim e do couto de Brandara eu sigo a linha de Gonçalo Anes Barbosa pai de Marco Barbosa (tabeliao em Arrifana de Sousa e + cargos) que casa com Ines de Beça. Esta é SR.ª da Quinta do Beco em Rans -.Penafiel. Sigo as diferentes gerações em casas diferentes e os que foranm para o Brasil. A Quinta da Aveleda tb anda ligada, (moro perto da Quinta de Aveleda e em pequena corria atrás dos pavões). assim como outras - Quinta da lágea em Parada de Todeia - Paredesk tb é um centro de interesse - "Barbosas Leões" - "LEÔES BARBOSAS " UMA FAMÍLIA IMPORTANTE.

Cumprimentos

Ao dispor
GestPatrimonium

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#342663 | Limão | 18 Fev 2014 22:40 | Em resposta a: #342642

Cara Maria

Gestora Patrimónium.

Muito obrigado, pela pronta resposta, eu pensava que seria fácil ligar este Francisco Barbosa de Almeida, casado com Catarina da Silva Teles de Sousa Homem, que são os pais de Dª Benta, aos demais Barbosas, mas ainda não consegui fazer a ligação, c. 1700.
Mas penso que este Barbosa, deve ligar aos demais, falta só fazer a ligação, se entretanto descobrir agradecia que me informa-se, se fizer o favor. Os Teles da Silva, são de Unhão, Felgueiras, Honra de Unhão. Os Barbosas da Honra de Barbosa.

No brasão da Casa de Valmelhorado, da 2ª metade do Séc. XVII Leitura I - Ribeiro; II - Vieira; III - Homem; IV - Teles da Silva.

1 - Esquartelado o I e o IV, com 4 palas de (Aragão),
O II e o III, com tres faixas veiradas de (Vasconcelos).

2 - Seis Vieiras, postas, 2, 2,e 2.
3 - Seis Crescentes, postos, 2,2, e 2.
4 - Esquartelado o 1º e o 4º, liso (Meneses), o II e o III, com um Leão (Silva).


Quanto aos Costa Homem, são os sogros, de D. Luis de Melo, salvo erro..

De qualquer forma, muito obrigado por tudo.

Com os melhores cumprimentos,

A. Melo Lopes Costa.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#342692 | MariaGestP | 19 Fev 2014 15:39 | Em resposta a: #342663

Exm.º Dr.º
Melo Lopes Costa

Os descendentes do mosteiro de Pombeiro estão ligada a Penafiel. Agora n vou investigar, mas brevemente vou mandar notícias de Pombeiro e ligação.

Ontem qd estava a investigar apareceu Bacelar. Estes moram em s. Martinho de Resezinhos -Penfiel e são "azuis". estudei com uma Huet? Bacelar e conheci os pais da minha colega. Tb temos os Meneses da Casa de CAbanelas -SOLAR, em Bustelo-Penafiel. Felgueiras é mt rico, pois dei aulas em 1975 e 76 perto de Pombeiro e passava todos os dias a UNHÂO -zona rica em solares... Só mais tarde é k fiz Gestao do Património - não é via ensino. Concretizei o meu sonho!!!!

Cumprimentos
Manoela

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#342695 | MariaGestP | 19 Fev 2014 15:54 | Em resposta a: #340131

Exm.º sr.º

Dr.º A costa...

Vi agora o que o Sr.º me enviou em 27-12 e eu sigo tudo isto. Entro no João e depois no Jorge e continuo investigação dos Barbosas Leões.
Estou na família... Deculpe o nome, mas n queria pôr Limão...

Cumprimentos

GestPatrimonium

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#342699 | Limão | 19 Fev 2014 16:36 | Em resposta a: #342692

Cara Maria Gestora do Património,

Muito obrigado, e muitos parabéns por ir estudar o "Memorial de Pombeiro", Esmoler-Mõr do Reino. Monte Palombino, do Vale Palumbari. Local preferido pelas pombas, que sobre ele pairavam pelo Poder do Espirito Santo.Ámen.

Felgueiras, de felgerias, felgar, folgosa, etc.. Terra fidalga, e abastada, concelho agrícola de 1ª Classe. Tem ligações ás primeiras dinastias, e nelas existem ainda vestígios de várias cortes de reis, por exemplo; no Solar de Cabêça de Porca, em Sendim, na Casa de Sergude, berço dos Coelhos, na Casa de Simães, etc.. Parada Militar, nela acamparam as Legiões Romanas, do Imperador Augusto, (Marco António), Antonino Pio.. Via 4 de Antonino, etc.
Napoleão Bonaparte, quando das Invasões Francesas, estacionou naquelas paragens, tendo incendiado Pombeiro, na retirada. Suas pedras ficaram calcinadas, e toda a sua riqueza, saqueada. Com o fim das Ordens Religiosas, o Mosteiro caíu em decadência, sendo a seguir nacionalizado, e depois vendido pelo Estado a particulares, "Família da Roda", que o maltrataram, fazendo dele vacarias.
Outrora muito influente, nele estão sepultados; Os primeiros Duques de Bragança, (Panteão dos Braganças) dinastia de Bragança;
D. João Afonso Telo de Meneses, Condes de Barcelos, etc.

Os meus Bisavós, "Mellos", foram Comendadores de Pombeiro, do Paço dos Barões de Mello, das Casas Solares de Valmelhorado, do Bustêlo; da Bouça; da Caravela, de Além, do Sobrado, foram para Sul e fundaram Melo e Gouveia, na Serra da Estrela. Pombeiro, ainda hoje frequentada pelos actuais Duques de Bragança, sua Alteza-Real, D. Duarte de Bragança e esposa Dona Isabel de Herédia, e os Principes, nos períodos de férias, "Casa do Sobrado". Que pertenceu também aos meus avós, assim como a Casa das Cortes, (Torre Cortez) em São Martinho de Armil Fafe. Embora os meus avós maternos, sejam da Casa da Carvalhêda, Armil Fafe, Fidalgos Escudeiros. "Soares de Albergaria",Governadores de Montelongo, actual Fafe.

Tenho mais alguns pormenores da história de Pombeiro, sei que foi construida sobre as ruinas de uma cidade romana, no tempo que ainda pertencia aos Reis de Navarra, (Fernando Magno). se necessitar de mais algum pormenor, posso-lhe enviar mais detalhado. Estão ligados á Casa de Sousa, Penafiel, Paço de Sousa. (Teatro Histórico).

Com os meus melhores cumprimentos.

Agostinho de Melo Lopes da Costa.

Resposta

Link directo:

RE: Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#343119 | MariaGestP | 02 Mar 2014 12:28 | Em resposta a: #339587

Amigo Amdré_86

Tem toda a razão - Marcos é avô do dito cujo. Comprei o livro "Família Carneiro Leão" e estou mt satisfeita. Gostei de aprender mais... e um co-autor tem sido um excelente amigo. Tem -me ajudado imenso.

Agora, sá precisava de saber mais coisas do Miguel de Leão Barbosa. Viveu na quinta do Bonjarim e em 1612 ainda lá vivia
com a esposa- Filhos n sei nomes. Pode dar -me 1 ajuda?

gestpatrimoniumarrobahotmailpontocom

Grata pela atenção

Gestpatrimonium

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#351671 | Diamantino Cunha | 29 Out 2014 00:08 | Em resposta a: #312676

Na Quinta do Eiró, Pinheiro, próxima da Igreja, conheci nos anos 50 o Dr. Adelino, médico, não me recordando se a quinta era da sua família ou da sua esposa. Passados tantos anos, tenho uma ideia de terem tido um casal de filho; Que tinha cálculos renais que lhe causavam dores insuportáveis. O tempo voa...

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#351697 | Limão | 30 Out 2014 00:01 | Em resposta a: #342692

Cara Maria

Cumprimentos
Por favor trate-me só por Agostinho Costa, como tem passado?, desculpe só hoje reparei que voltou ao Forum da nossa família.
Calculo que já tenha concluído o Livro sobre a Honra dos Barbosa, eu ainda estou á espera e continuo interessado na referida obra.
Quanto aos Bacelares, eu correspondo-me com o Sr. José Huet, residente no Porto, ele é membro do meu site: (Lopes Costa Web Site), são descendentes de uma irmâ da Rainha Dona Teresa de Leão, mãe de D.Afonso Henriques, 1ºRei de Portugal, salvo erro, chamada de Dona Beatriz de Leão, filha do Rei D. Afonso VI de Castela e Leão. O Paço de Lara em Monção Portugal, foi residência dessa família, do ramo que passou a Portugal, dos Condes de Lara.
Então ja começou a estudar os de Pombeiro de Ribadevizela, Felgueiras, distrito do Porto?. depois diga-me mais alguma coisa, porque os Melos de Sampaio, são da minha família.
Sobre a Capela da Senhora do Rosário, em Guilhufe, já terminaram as obras?
Desejo-lhe os melhores votos de Boa saúde.
Agostinho da Costa.
na

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#351698 | Limão | 30 Out 2014 00:57 | Em resposta a: #312676

Cara Maria Gestª. Património,
Não sei se sou oportuno agora, mas gostava de poder contribuir de de qualquer modo, na ascendência dos "Melo".

O símbolo deles é uma Águia, e uma Cruz de Ouro.

I - D. Soeiro Raimundo de RibadeVizela, o 1º Melo. Chefe de Linhagem dos de RibadeVizela, e por esta via dos Ramires; dos da Maia; dos de Sousa, Paço de Pombeiro Felgueiras.
Foram para Sul e fundaram a Vila de Melo, sendo Senhores dela e de Gouveia.
Casou com Dona Urraca Viegas, filha de D. Egas Gomes de Barroso, e de sua mulher Dona Urraca Vasques de Âmbia, têve descendência em que fixou o apelido de Melo, tirado Terra Santa.
Armas
Derivam das de Ribadevizela, e são:
De Vermelho, uma cruz dupla, ou dobre cruz de ouro, acompanhada de seis besantes de prata, bordadura de ouro.
Timbre: Uma águia estendida de negro, besantada de prata.

Títulos de nobreza:

1 - Alcaides de Barcelos e de Castelo de Vide, Elvas, Èvora e Lamego.
2 - Barões da Retorta.
3 - Condes de Vila Real, Cartaxo, e Vale da Rica.
4 - Duques do Cadaval.
5 - Marqueses da Graciosa.
6 - Marqueses de Ferreira.
7 - Barões de Alquerubim.
8 - Barões de Castro da Silveira.
9 - Barões de Condeixa.
10-Barões de Lazarim.
11-Barões de Nª Srª das Mercês.
12-Barões de Pombeiro de Riba de Vizela.
13-Barões de Recardães.
14-Barões da Recosta.
15-Barões de Santo Amaro.
16-Barões de São Marcos.
17-Barões do Cercal.
18-Barões de Vale da Rica.
19-Condes da Gaciosa.
20-Condes da Ponte.
21-Condes da Redinha.
22-Condes da Silvâ.
23-Condes das Galveias.
24- Condes de Águeda.
25-Condes de Arganil.
26-Condes de Arnôso.
27- Condes de Assumar.
28-Condes da Atalaia.
29-Condes de Castro Marim.
30-Condes de Ficalho.
31-Condes de Mafra.
32-Condes de Melo.
33-Condes de Monte Real.
34-Condes de Murça.
35-Condes de Òbidos. etc...
Cumprimentos,
Agostinho da Costa.

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#359053 | girafa | 01 Jul 2015 23:53 | Em resposta a: #343119

Cara Maria Gest
Venho solicitar a sua colaboração/ajuda na descoberta do casamento Diogo Barbosa e Antónia de Leão.


Sei que Escolástica Brandão nasceu em 25-07-1623 e casou com Vicente Álvares a 10-02 -1643 na freguesia da Fonte de Arcada.
Seus pais são Diogo Barbosa e Antónia de Leão (vem no documento de casamento de Escolástica e Vicente).
Pretendia saber se sabe e nesse caso fornecer o casamento (ou local de nascimento) de Diogo Barbosa e Antónia de Leão.


Atenciosamente

M. Carvalho

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370353 | MariaGestP | 04 Jun 2016 23:57 | Em resposta a: #312676

Boa Noite,
"O fundador da Capela da Senhora do Rozário do Monte - Guilhufe - Penafiel (estrada da Quinta de Aveleda) vai comemorar dia 9 de Setembro, pelas 4 h os 400 anos. Foi fundador Miguel de Lião Barbosa c. c. Catarina de Sousa (geneall Miguel Barbosa), filho de Marco Barbosa e de Inês de Leão Beça, senhora da Quinta do Beco em Rans".

Fiquei muito surpreendida por encontrar no sit da minha freg.ª muitas afirmações escritas por mim e que após estes anos de pesquisa muito aprendi. Não é verdade o que está em cima e que está no referido sit. Tinha começado, mas já se passaram 4 anos e encontrei a verdadeira realidade.

MIGUEL DE LEÃO BARBOSA não c. c. Catarina. Marcos Barbosa e Inês de Leão de Beça eram avós de Miguel. Tenho várias fontes a comprovar, assim como a sua àrvore genealógica. Ele foi um nobre que viveu na Rua das Flores, em frente à Est. de S. Bento e dedicou-se ao tráfego de escravos. No final da sua vida vendeu a sua casa e foi com sua mulher para a sua quinta de Bonjardim - .Alpendorada. Não encontrei qq informação sobre filhos, por isso não teve geração. Foi senhor da quinta de Aveleda em m enores dimensões, pois seu avó e seu pai também foram proprietários da mesma qt.ª..
Tanta asneira escrita por mim!!! Estava a investigar e ainda continuo, mas agora já sei toda a verdade de cabeça. Passos meus dias a organizar centenas de ficheiros e queria ver se conseguia organizar, pois não é fácil para quem não tem 3 tendóes no braço direito estar no PC. e proibida pelo operador. A paixão é maior que as palav para confrontar datas e não 4screver dados errados como GAYO.ras do médico e as dores por vezes provocam muitas trocas e falta de letras...Vida dura,, e chorar faz parte da vida - muitas dores. Li O diálogo entre mim e outras pessoas do firum e não gostei...Porquê? Ninguém precisa de saber da minha vida no sit de Guilhufe!!!!
As nossas conversas estão no forum. Porque colocaram MIGUEL DE LEÃO BARBOSA em destaque sem ter terminado a totalidade da pesquisa com: Soveral, Gayo, Alão, Mattoso; Nobiliários, Família Carneiro Leão, Familia Cunha Leão,com descendenres do Brasil, Ferrão; Costa Lima, Ventura, PIZARRO com as linhagens medievais....e tantos outros autores vivos? Muito aprendi e tenho que
aprender até morrer...

Que vergonha ver tanta asneira... no sit -GUILHUFE

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370354 | MariaGestP | 05 Jun 2016 00:02 | Em resposta a: #312676

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans ...
geneall.net/pt/forum/.../miguel-de-liao-barbosa-descendente-da-honra-de-barbosa-ran...
28/08/2012 - Índice · Brasões · Casas ... O fundador da Capela da Senhora do Rozário do Monte -
Guilhufe ..... A Honra de Barbosa - Subsídios para a sua história institucional, pág. ... de Barbosa http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=68130. ..... Peço desculpa aos confrades, por utilizar este site, para procurar os ...

Pedem desculpa aos confrades por utilizar este site!

Maria, Gestora de Património

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370380 | Andre_86 | 05 Jun 2016 21:45 | Em resposta a: #370354

Dona Maria

Com o devido respeito, lembro-me há anos que a avisei de erros escritos. Mas continua a errar no que respeita a Miguel Leão Barbosa.

Se vão fazer algo este ano sobre os 400 anos da capela é bem que não errem. Miguel Leão não vendia escravos, não casou com Catarina de Sousa, e era proprietário de 1 terço da Grandiosa quinta de Aveleda, que conhecemos nos dias de hoje. A família Guedes só adquiriu Aveleda, a quinta maior, em relação à dos mesmos Guedes, foreira a outro mosteiro, em meados do sec. XVIII. Sou descendente desta família, e a base do meu estudo e do parente Ricardo Teixeira, também descendente desta família é em fontes primárias da época.

Com os melhores cumprimentos
André Carvalho

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370389 | aníbal | 06 Jun 2016 07:38 | Em resposta a: #370354

Bom dia

http://geneall.net/pt/nome/68130/mecia-julia-de-vilas-boas-e-sampaio-de-barbosa/

Mécia Júlia de Vilas Boas e Sampaio de Barbosa é minha 5ª Avó. Descende efectivamente da Honra de Barbosa. Por favor disponha caso eu possa ajudar.

Cumprimentos,
Aníbal Cyrne Pacheco

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370397 | PP | 06 Jun 2016 13:09 | Em resposta a: #370380

Caro confrade André Carvalho,

Gostaria de lhe pedir um breve esclarecimento: Miguel de Leão Barbosa tem algum grau de parentesco com Gonçalo Barbosa, casado com Ana Moreira? Ou com Gonçalo Tomé, que casou com Catarina Coelho?

De momento, na minha investigação, apenas tenho documentação até ao casal Gonçalo Tomé e Catarina Coelho.

Como estão aqui alguns dados/textos contraditórios, podia, por gentileza, aclarar sobre os descendentes e ascendentes de Miguel de Leão Barbosa? Pode ser que assim os consiga ligar à minha investigação...

Grato e cordiais cumprimentos, PP.

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370406 | Andre_86 | 06 Jun 2016 15:37 | Em resposta a: #370397

Caro Aníbal Pacheco

Não ponho em causa que sua avó descenda da Honra de Barbosa. Apenas me refiro a Miguel Leão.

Cumprimentos
André Carvalho

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370407 | Andre_86 | 06 Jun 2016 15:42 | Em resposta a: #370397

Caro PP

Miguel Leão não tem ligação conhecida com as pessoas que indica. Se existe alguma ligação é medieval.

Quanto aos ascendentes e descendentes da família de Miguel Leão serão objeto de publicação ainda por definir.

Cumprimentos
André Carvalho

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370412 | aníbal | 06 Jun 2016 16:53 | Em resposta a: #370406

Caro André Carvalho

Cumprimentos e obrigado
Aníbal C.Pacheco

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370417 | PP | 06 Jun 2016 17:28 | Em resposta a: #370407

Caro André Carvalho,

Grato pela atenção.

Compreendo o facto de não querer partilhar aqui alguns dados, mas apenas pretendia enquadrar e entender a ligação à dita quinta da Aveleda. E pretendia perceber em que altura é que o dito foi senhor da quinta da Aveleda. Presumo que se referem à quinta da Aveleda, da freguesia e concelho de Penafiel.

Cordiais cumprimentos, PP.

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370423 | PP | 06 Jun 2016 18:21 | Em resposta a: #339813

Cara confreira Maria,

Relativamente a esta sua afirmação: «Em relação ao padre Amaro andei a ver a sua descendência e ainda não acabei e apenas recolhi o que já escrevi. Cheguei a um Gervásio... (...)", suponho que se refere ao abade Amaro Moreira, correto?

Por acaso encontrou descendentes do abade Amaro Moreira, fundador da Igreja da Santa Casa da Misericórdia de Penafiel?

Cordiais cumprimentos, PP.

Resposta

Link directo:

Ascendência de Gonçalo Tomé [Barbosa] (fontes).

#370424 | PP | 06 Jun 2016 18:31 | Em resposta a: #312676

Caros confrades,

Por acaso alguém tem fontes que possam partilhar e que atestem que Gonçalo Tomé [Barbosa], casado com Catarina Coelho, é filho de Miguel Tomé [Barbosa], neto paterno de Tomé Barbosa Aranha?

Por acaso alguém tem algum assento onde conste o nome Gonçalo Tomé Barbosa ou simplesmente Gonçalo Barbosa?

Grato, PP.

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370425 | MariaGestP | 06 Jun 2016 18:41 | Em resposta a: #370380

Ex.mo
Dr.º André

Informo V.ª Ex.ª que Miguel de Leão Barbosa, fundador da Capela da Sr.ª do Monte em Guilhufe -Penafiel, era filho de Gonçalo de Leão e de Maria Brás. Seu avô era Marco Barbosa c. c. Inês de Leão de Beça da Qt.ª de Beco -Rans -Penafiel. Miguel c.c. uma prima em 3.º grau Maria Correia Nogueira (AFONSO ,José Ferrão -A Rua das Flores no Séc. XVI - Elementos para a História Urbana do Porto Quinhentista, FAUP, 1.ª edição 1998, 2.ª edição 2000, pp. 290 -292). Comprei o livro e tenho tudo sublinhado(sempre fui asssim ...gosto de ter em destasque o que preciso). Na pp. 291-292 - FERRÃO escreve: 1584, Abril 2 - Os cidaddãos Miguel de Leão e Gaspar Cardoso e ainda Gaspar Colaço, morador na Rua das Flores "...estavam acordados e tinhão asentado de fazere. uma armação de companhia e soiciedade entre todos ostres por igoall....(p 291 FERRÃO) depois de vendidos hos escravos que da dita fazenda fezer e carregar e forem vivos ao Brasyl...p. 292 FERRÃO.
A Arqueóloga do Museu de Penafiel Helena Bernardo na Festa dos 400 anos da capela, em 2012 escreveu também o mesmo no desdobrável para entregarem a todas as pessoas. Na sepultura de Miguel diz: ...um fidalgo cavaleiro D'rey. É verdade que Miguel Barbosa, tio de Miguel de Leão Barbosa c. c. Catarina de Sousa. GAYO, SOVERAL...confundiram o tio com o sobrinho. Qd comecei muitas arneiras escrevi relacionadas com a pesquisa de Gayo, Alão ...Soveral tb se enganou e confundiu o tio com o sobrinho. Moro perto da qt.ª de Aveleda, encontro-me com o Eng.º e à cerca de 2 anos tb esteve lá o Sr.º da Honra de Barbosa - Francisco e esposa. Comprei mais um livro interessante. Tenho o livro "Família Carneiro Leão - com origem em Carvalhosa Paços de Ferreira "" . a Francisco da Cunha Leão descendente do P.e Osório do Mosr.º de paço de Sousa enviou-me o que escreveu relacionada com a sua família. è muito interessante e fala do 1.º LEÃO n ca de 1410 e dos seus descendentes. Tenho a descendência de Carlos Barata - Brasil, que tb é co-autor do livro "Família Carneiro Leão". Os Morenos de rans que foram para o Brasil e fizeram grande fortuna com os engenhos de açucar.

Os Guedes da qt.ª de Gradiz c.c. uma Barbosa, sr.ª de Aveleda e começa a geração dos Guedes.

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370426 | PP | 06 Jun 2016 19:01 | Em resposta a: #370425

Caro confreira Maria,

Relativamente a esta sua afirmação: «Os Guedes da qt.ª de Gradiz c.c. uma Barbosa, sr.ª de Aveleda e começa a geração dos Guedes».

Poderia especificar que Barbosa foi Senhora da Quinta da Aveleda?

Na minha investigação, os Guedes aparecem com Manuel Guedes da Fonseca e Carvalho, que casou com Mariana de Meireles Freire, neta paterna de Maria Barbosa e de Gaspar Moreira Freire.

Cordiais cumprimentos, PP.

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370439 | Andre_86 | 07 Jun 2016 02:11 | Em resposta a: #312676

Estimada Dona Maria

Inês Leão mulher de Marcos Barbosa, não é Beça, mas sim seu cunhado, João de Beça.

Quando afirma "É verdade que Miguel Barbosa, tio de Miguel de Leão Barbosa c. c. Catarina de Sousa. GAYO," é uma afirmação falsa. Possuo o rol de todos os filhos de Gonçalo Leão e de Maria Brás Correia, porque esta no seu testamento indica todos os filhos. Também tenho os filhos de Marcos Barbosa e não consta nenhum Miguel.
O facto de vender uns escravos de uma fazenda não pode afirmar que um negócio ocasional possa ter em conta como profissão.

O próprio Doutor Ferrão transcreve erradamente alguns nomes.
Quanto ao livro do Barata conheço-o muito bem. Tem informações verdadeiras e outras menos verdadeiras.

Todos os documentos que citou possuo cópias dos originais, e de muitos mais, tais como matrículas de Braga, chancelarias, prazos monásticos, notariais, etc.

O que pretendo dizer com tudo isto é que seguir genealogias manuscritas dos séc. XVII e XVIII pode ser perigoso.

Quando o livro desta família estiver pronto verá (se assim o entender) que seguir Gaio é errado, mas não na sua totalidade, evidentemente.

Todos nós erramos... errar é humano.
Com os melhores cumprimentos
André Carvalho

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370440 | Andre_86 | 07 Jun 2016 02:29 | Em resposta a: #370439

Caro PP

A quinta que refere é a quinta de Aveleda foreira ao Mosteiro de Cete. Era uma quinta muito mais pequena do que a outra quinta de Aveleda, pertencente a outro Mosteiro.

A que refere pertencia a Manuel de Meireles Guedes de Carvalho.
Para fazer esse estudo pode fazê-lo através da documentação disponível no site do Arquivo Municipal de Penafiel, e certamente chegará longe.

A maioria das pessoas desconhecem que existiram duas Quintas de Aveleda, as quais só foram unificadas por compra em meados do séc. XVIII.

Cumprimentos
André Carvalho

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370463 | MariaGestP | 07 Jun 2016 19:39 | Em resposta a: #370439

Boa tarde

Ontem foi enviada uma mensagem sem terminar , pois o meu neto com 4 anos fez esse favor. Peço desculpa a todos do forum.

Tem toda a razão no que escreveu. Os autores enganam-se...como todos. Há divergências entre Mattoso e Pizarro em determinados temas. Concordo.. Já vi no livro do doutor Ferrão Afonso "Isabel em vez de Inês", portanto nomes próprios.

Soveral - origem dos Correias diz: Pedro de Leão casou com uma Beça, talvez de nome Inês. Deste casamento teve João de Beça e Inês de Leão de Beça (penso que são 2).

A verdadeira realidade está nos domentos escritos. Se o Dr.º os tem isso é uma maravilha. AFONSO FERRAO, baseia-se em documentos. Não percebo... Eng.º Carlos Machado e o Dr.º Franscisco Leão familiares desta longa nobreza que começa com os Ribadouros (baseio-me no esquema da Hontra de Barbosa de AUgusto Cardoso,em que Sancha ao casar com o conde ABRIL DE LUMIARES segue os Malafayas e o seu irmão segue a minha pesquisa) pesquisaram em Arquivos, estiveram em Rans, Guilhufe ...e o Dro Francisco andou por cá . Como é possível não existir um Miguel como filho de Marcos? Tantos a investigar e eu uma "mosca" já dei conta de tantas divergências. O Miguel era um Fidalgo, vivia na Rua da Nobreza -Rua das Flores. No entanto com os 2 amigos formaram uma companhia. É claro que era um senhor cavaleiro d'el rei.
Hoje estou mt atrasada e os braços sofrem,,,gestpatrimoniumarrobahotmailpontocom.
É familiar do Eng.º da Qt.ª de Aveleda, por o que me contou. O acervo documental esteve exposto há anos e tive o prazer de ver tudo .Fui lá mais que uma vez. Gosto..,"adoro" Património.
Envio um apabnhado.

Cumprimento
Manoela

INÊS DE LEÃO DE BEÇA, filha de Pedro de Leão e da s. 1.ª m. a provável Beça que talvez se chama-se Inêz (segundo Soberal) e não da 2.ª m. Beatriz da Fonseca Coutinho, senhora da Casa da Lágea em Parada de Todeia. Inês era a sr.ª da Qt.ª do Beco na freg.ª de Rans – Penafiel, e c. c. MARCOS BARBOSA, senhor da Qt.ª da Aveleda, em Penafiel e da Quinta da Pesqueira, em Entre-os-Rios.
Foi escudeiro da casa de D. João II (BARATA, Carlos Eduardo; LAPA, Carlos; MACHADO, Carlos Leal – ob. cit., p.22), tabelião em Penafiel, foi em 1496 tabelião do cível e crime no julgado da Lousada e tabelião e escrivão dos órfãos do julgado de Aguiar.

Tiveram os filhos:
1 - GONÇALO DE LEÃO c.c. MARIA BRÁS CORREIA, filha do bacharel António Barbosa, morador na Rua Chã, procurador da Cidade do Porto.
Foram pais de MIGUEL DE LEÃO BARBOSA c. c. MARIA CORREIA NOGUEIRA.
Miguel é a personagem principal, pois foi o fundador da capela e segue para desenvolvimento da minha pesquisa.

2 - MARCOS, tomou ordens menores em Braga, em 15.3.1522;




Matrícula de Marcos em Braga

3- FILIPE, tomou ordens menores em Braga;
4 - ALEIXO DE BARBOSA DE BEÇA - tabelião em Penafiel, activo ca. 1591, escudeiro e depois cavaleiro da C.R. senhor da Qt.ª da Pesqueira, em Entre-os-Rios;

Felgueiras Gayo apresenta ainda como filhos do casal:
5 – MIGUEL BARBOSA casou com CATARINA DE SOUSA, filha dos senhores de Vila Caiz – Amarante, de quem não teve geração.
6 – MARIA DE LEÃO, c. c. FRANCISCO DA SILVEIRA, senhor de Vila Caiz – Amarante, c.g.
7- ISABEL DE LEÃO, BARBOSA c.c. ANDRÉ DIAS DE VASCONCELOS, morador na Quinta de Cimo de Vila, em Castelões – Penafiel.

GONÇALO DE LEÃO BARBOSA - pai de MIGUEL DE LEÃO BARBOSA

GONÇALO foi inquisidor no Porto (1518), procurador da Cidade do Porto, senhor da Qt.ª da Aveleda e da Fonte. Casou com MARIA BRÁS CORREIA, filha do bacharel António Barbosa, morador na Rua Chã.
O sogro de Gonçalo, António Barbosa foi procurador da cidade do Porto. “O procurador da cidade tinha como função requerer relativamente a todos os assuntos que afectassem as liberdades e privilégios da cidade e o bem-estar geral. Deveria igualmente solicitar a execução de obras públicas e verificar se os bens do concelho não estavam a ser lesados”.
A última sessão camarária em que está presente o bacharel António Barbosa realiza-se a 11 de Outubro de 1533.


GONÇALO DE LEÃO e s. m. MARIA BRÁS CORREIA tiveram os filhos:

Catarina de Leão casada com André Dias da Rocha, senhor da Quinta de Cimo de Vila, na freg.ª de Castelões. Tiveram os filhos:
1 - Estêvão de Leão, c. c. Margarida de Castro. Quando os seus pais faleceram foi seu tutor Gonçalo de Leão, seu avô “….tutor e curador da pesoa bens…” (FERRÃO, Afonso José –ob. cit., p. 291).
2- Lic.º Cristóvão de Leão, Arcediago de Vermoim, em Braga e juiz apostólico (Diligência de habilitação de Cristóvão de Leão - Âmbito e conteúdo-Arcediago de Vermoim na Sé de Braga, natural do Porto, filho de André Dias da Rocha, natural de Vila Meã, e de Catarina de Leão, natural do Porto; neto materno de Gonçalo Leão e de Maria Correia, naturais do Porto.

Segundo Gayo N.º 5 - D. MARGARIDA DE CASTRO f. de Margarida Lousada N 4. Casou com Cristóvão de Leão Barbosa Sr. da quinta de Cima de Vila freguesia de Salvador de Castelões conc.º de S. Cruz, f. de André Dias de Vasconcelos Sr. da dita qt.ª Escrivão do Público do conc.º de S. Cruz e s. m. D. Isabel de Leão Srª. da qt.ª de Aveleda f. de Marcos Barbosa Fid. da Casa Real de junto a Penafiel, e s. m. D. Inês de Leão (GAYO, ttº. de Barbosas § 156 N.º 24).
MIGUEL DE LEÃO BARBOSA que pretendia em 1584 casar com Maria Correia Nogueira, filha de Gaspar Correia e de Isabel Nogueira sua prima em 3.º Grau, pelo que teve de pedir autorização papal. No ano de 1598 ainda morava na sua casa na rua das Flores, no Porto e que herdar de seus pais. A mesma foi vendida em 1604 e em 1611, Miguel de Leão Barbosa e sua mulher moravam na sua Qt.ª de Bonjardim, que se situava no Couto de Alpendorada, actualmente no município o Marco de Canaveses.
Eram proprietários da quebrada da Raposeira, formada por uma casa colmada e leira do Aido, devesas e lameiros situados na encosta voltada para o rio Sousa, a norte da rua de S. Roque, a nascente da Qt.ª da Aveleda (BERNADO, Helena – Museu Municipal de Penafiel, desdobrável da festa dos 400 da Capela de Nossa Senhora do Rozario do Monte, Setembro de 2012).
Simão Rodrigues, penafidelense, refere que Miguel não teve geração e deixou a sua Qt.ª ao Convento de S. João de Alpendurada. Foi sepultado na capela que mandou construir no “logar do Monte”, em Guilhufe – Penafiel.

1584, Abril 2 – Miguel, mais 2 amigos acordaram entre si…”depois de vendidos os escravos fezer e carreguare foram vivos ao Brasyll…” Metade será para o Gaspar Collaso e a outra metade para o Miguel e Guarpar (AFONSO, José Ferrão – “A Rua das Flores no séc. XVI” – Elementos para a História Urbana do Porto Quinhentista, p. 291). Miguel praticava a vende de escravos (BERNARDO, Helena – desdobrável da Festa dos 4000 anos da Capela da Sr.ª do Rosário do Monte em 2012 - arqueólogo do Museu Municipal de Penafiel).

ESQUEMA de CARLOS BARATA- BRASIL (co autor de “A Família Carneiro Leão” – com origem em Carvalhosa- Paços de Ferreira)

1-MARCOS BARBOSA - Tabelião em Penafiel, Senhor de Aveleda e da Pesqueira, em Entre Rios, c. c. INÊS DE LEÃO fal. ca. 1496

2- GONÇALO DE LEÃO b: cerca de 1498 - inquisidor no Porto em 1518, Senhor da quinta da Aveleda e da Fonte.
+ MARIA BRAZ CORREIA bap.ca. de 1501

3 - Maria-de Leão b: cerca de 1546 d: 1600
+Gonçalo Fernandes d: 1602 in (cerca de) Casa do Morenos, Rans-Penafiel
4 - Isabel-de Leão b: 1572 e fal. em 1635.
+ Gonçalo Alvares fal. em 1634.

5 - Manuel de Leão bap: 1606 fal. 1694 - Chefe da Casa do Morenos (MACHADO,Carlos –“Família Carneiro Leão – com origem em Carvalhosa – Paços de Ferreira, p. 24)
+ Maria de Souza, fal. 1670 m: 1631 in (cerca de) aqui se deu a união dos dois sobrenomes - SOUSA LEÃO

3 MIGUEL DE LEÃO BARBOSA – fundador da Capela de N. S. do Rosário do Monte, Guilhufe d: in viveu na quinta da AVELEDA, junto à qual fez uma ermida em 1612
.............. 3 Maria Barbosa d: in que morreu sem geração
.............. 3 Ana-de Leão
.................... +Sebastião Teixeira d: in Vendeu este a terça parte da Qt.ª DE AVELEDA, que lhe viera por sua mulher, a Manuel da Rocha Leão
.............. 3 [953] Gonçalo Fernandes d: 1602 in (cerca de) Casa do Morenos, Rans
.................... +[954] Maria-de Leão b: 1546 in (cerca de) d: 1600
..................... 4 [955] Isabel-de Leão b: 1572 in (cerca de) d: 1635
............................ +[956] Gonçalo Alvares d: 1634
............ 5 [957] Manuel-de Leão b: 1606 d: 1694 in Chefe da Casa do Morenos


OS GUEDES – Qt.ª de Aveleda

Ana Moreira, que casou a 12.8.1612, com Gonçalo Barbosa, senhor da quinta da Aveleda, em Penafiel.
Destes foram filhos, entre outros:

- Padre Dr. Marcos de Meirelles Freire, nascido na dita quinta da Aveleda, que instituiu em morgadio, sendo abade de S. Mamede de Guisande (Feira) e comissário do Stº Ofº (29.5.1674),
- D. Maria de Meirelles Freire, que sucedeu no morgadio da quinta da Aveleda e casou com Miguel Moreira, natural de Parada de Todeia.
Destes foi filha D. Mariana de Meirelles Freire, sucessora no morgadio da quinta da Aveleda, que casou com Manuel Guedes, natural de Gradiz, que jaz na Misericórdia de Penafiel com o seguinte letreiro: «Aqui jaz Manuel Guedes, genro de Miguel Moreira, o qual Miguel Moreira era parente do fundador da mesma Misericórdia do Ab.e de Ermello Amaro Moreira que tinha duas sepulturas na dita Igreja».
De D. Mariana de Meirelles Freire e seu marido Manuel Guedes foi filho Gonçalo de Meirelles Guedes, morgado da quinta da Aveleda, onde nasceu, cavaleiro fidalgo da Casa Real e familiar do Stº Ofº (19.11.1739).

Início da geração dos GUEDES - com D. Mariana de Meirelles Freire, sucessora no morgadio da Qt.a da Aveleda, que casou com Manuel Guedes, natural de Gradiz.

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370468 | MariaGestP | 07 Jun 2016 22:53 | Em resposta a: #370423

Caro amigo PP

Há cerca de 1 ano tirei vários apontamentos do padre Amaro Moreira -de Ermelo. Tenho uma vaga ideia que ele nasceu em Mouriz-Paredes e que está ligado à qta de Aveleda. Gervásio também encontrei...Lousada talvez estava relacionado com familiares. Se conseguir encontrar o que pesquisei envio-lhe.

Cumprimentos
GestManoela

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370470 | PP | 07 Jun 2016 23:54 | Em resposta a: #370468

Cara confreira Manuela,

O abade Amaro Moreira deve ter nascido no Lugar de Moreira, freguesia de Gandra, Paredes.

O Gervásio que citou deve ser o irmão do dito abade - Gervásio Gaspar Moreira.

Fico-lhe grato, caso tenha informações sobre o dito abade que possa partilhar.

Cordiais cumprimentos, PP.

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370520 | MariaGestP | 08 Jun 2016 23:54 | Em resposta a: #370423

Boa noite,

Já encontrei alguma coisa. Espero que possa aproveitar.

Site do Arquivo
Quarta-feira, 10 de Setembro de 2014
Sabia que... (Abade Amaro Moreira)

O Abade Amaro Moreira
Amaro Moreira era filho de Gaspar Moreira Gonçalves e de D. Brites Duarte, da Casa de Sousa, na freg. de Gandra, actual conc.º de Paredes. Presume-se que tenha n. antes de Novembro de 1570. Seu pai faleceu e...m 2 de fevereiro de 1588 e sua mãe a 2 de outubro de 1590.
Este homem formou-se em cânones pela Universidade de Coimbra, segundo António Sousa, antes de 1591, serviu no desembargo do Paço. Foi ouvidor em Cantanhede, tutor de D. Pedro de Meneses, filho de D. António Menezes. Ordenou-se e foi apresentado na Igreja de Mondim. Vagando depois a igreja de S. Vicente de Ermêlo, no Marão, nela foi apresentado pelo Conde de Cantanhede, seu tutelado e, aí, esteve como pároco, durante vinte e sete anos.
António de Sousa refere que o abade Amaro Moreira foi provedor da Santa Casa da Misericórdia de Penafiel em 1627, citando uma acta de eleição do mesmo, de 2 de julho de 1627, “Livro das eleições e outras coisas”, fl. 24 e 24v.”
……………….
O Abade Amaro Moreira Amaro Moreira era... - Amigos do Arquivo de ...
https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=661442650605734&id...

https://www.facebook.com/363657013717634/photos/pcb.661442650605734/661442267272439/?type=3
45 Notificações


20 de Junho de 2014 •

O Abade Amaro Moreira

Amaro Moreira era filho de Gaspar Moreira Gonçalves e de D. Brites Duarte, da Casa de Sousa, na freguesia de Gandra, atual concelho de Paredes. Presume-se que tenha nascido antes de Novembro de 1570. Seu pai faleceu em 2 de fevereiro de 1588 e sua mãe a 2 de outubro de 1590.
Este homem formou-se em cânones pela Universidade de Coimbra, segundo António Sousa, antes de 1591, serviu no desembargo do Paço. Foi ouvidor em Cantanhede, tutor de D. Pedro de Meneses, filho de D. António Menezes. Ordenou-se e foi apresentado na Igreja de Mondim. Vagando depois a igreja de S. Vicente de Ermêlo, no Marão, nela foi apresentado pelo Conde de Cantanhede, seu tutelado e, aí, esteve como pároco, durante vinte e sete anos.
António de Sousa refere que o abade Amaro Moreira foi provedor da Santa Casa da Misericórdia de Penafiel em 1627, citando uma ata de eleição do mesmo, de 2 de julho de 1627, “Livro das eleições e outras coisas”, fl. 24 e 24v.”

Convém referir, que não conhecemos atas nem livros de eleições para este período. No ano de 1999, quando o Arquivo da Santa Casa foi transferido para o Arquivo Municipal, estes documentos já não existiam na Santa Casa e, portanto, não foram incorporados. Estranhamente em 16 anos, perderam-se muitos documentos, partindo do facto de António Sousa ter consultado estes documentos em 1982, data da publicação do seu artigo e 1999 data da incorporação do fundo no Arquivo Municipal de Penafiel.
Antes do abade Amaro Moreira ter sido provedor da Misericórdia de Penafiel, em 1 de outubro de 1619, estabeleceu com o provedor e irmãos da mesma um contrato de doação e obrigação. Nesse contrato, a Santa Casa dava a capela do hospital ao abade e este comprometia-se a reconstrui-la, para depois servir de seu panteão, bem como de seus familiares, donos da Quinta de Louredo, concelho de Aguiar de Sousa. Nesta capela seria rezada de uma missa quotidiana, com execução das sextas-feiras, cuja missa seria em “nome de Jesus e as dos sabbados de nossa Senhora”, deixando Amaro Moreira, para o efeito, 20 mil reis de renda anuais.
Este contrato não foi, contudo, cumprido. Um segundo contrato, tal como o já referido, trasladado no 1º. Tomo do Tombo da Misericórdia da Vila de Arrifana de Sousa, de 30 de agosto de 1750, refere-nos a construção da igreja nas Chãs, em 1625, já estando nessa altura a capela-mor construída nesse local.
Não sendo possível determinar ao certo o que se passou entre 1619 e 1625, torna-se, contudo, exato que Amaro Moreira não chegou a iniciar a reconstrução da igreja do hospital, tendo optado pela construção de uma igreja nova no Largo das Chãs. A igreja do hospital foi, mais tarde dotada por António Vaz Ferreira e sua mulher Ana de Meireles.
Infelizmente, os originais destes documentos não chegaram até nós, só existindo os traslados dos mesmos nos referidos tombos.
Segundo o dito contrato de 1625, após ter feito a capela-mor da nova igreja da Misericórdia, o abade Amaro Moreira vê-se na obrigação de continuar com a construção do corpo da mesma. Tal investimento no corpo da igreja deveu-se, ao facto, da Santa Casa não ter capacidade económica para uma construção de tal envergadura. Este benemérito vai assumir a seu cargo a construção total da igreja, frontispício e retábulo nos altares.

Amaro Moreira viria a falecer em 1642. Este homem foi sepultado na igreja que ergueu tal como previu e ordenou em seu testamento na sepultura que mandou executar na capela-mor.
Este abade teve um papel crucial na vida desta irmandade na 1ª. metade do século XVII e mesmo após a sua morte, pelo menos até meados do século XIX. Os legados para dotar órfãs e vestir pobres, quer em Ermelo, quer em Gandra, quer em Arrifana, ajudaram várias gerações até à centúria de oitocentos fazendo perdurar a memória deste homem. O legado deixado a duas viúvas virtuosas para que rezassem perpetuamente por sua alma, também perdurou até finais do século XIX.

Bibliografia:
Cf. Árvore genealógica dos Moreiras, já disponível on-line em http://geadopac.cm-penafiel.pt/#/SearchAdv (utilizar Microsoft Internet Explore); SOUSA, António Gomes de “Amaro Moreira”, In separata de – O Concelho de Paredes, Boletim Municipal, nº. 5-6. Paredes, 1982-83; FERNANDES, Paula Sofia – Fundação e consolidação da Misericórdia. In, FERNANDES, Paula Sofia; GARCIA, Isabel Margarida Teixeira Dias Bessa; RODRIGUES, José Carlos; TEDIM, José Manuel – Misericórdia de Penafiel: 500 anos. Um baluarte histórico-cultural. Penafiel: Santa Casa da Misericórdia, 2009. p. 15-62.

Convém referir, que não conhecemos atas nem livros de eleições para este período. No ano de 1999, quando o Arquivo da Santa Casa foi transferido para o Arquivo Municipal, estes documentos já não existiam na Santa Casa e, portanto, não foram incorporados. Estranhamente em 16 anos, perderam-se muitos documentos, partindo do facto de António Sousa ter consultado estes documentos em 1982, data da publicação do seu artigo e 1999 data da incorporação do fundo no Arquivo Municipal de Penafiel.
Antes do abade Amaro Moreira ter sido provedor da Misericórdia de Penafiel, em 1 de outubro de 1619, estabeleceu com o provedor e irmãos da mesma um contrato de doação e obrigação. Nesse contrato, a Santa Casa dava a capela do hospital ao abade e este comprometia-se a reconstrui-la, para depois servir de seu panteão, bem como de seus familiares, donos da Quinta de Louredo, concelho de Aguiar de Sousa. Nesta capela seria rezada de uma missa quotidiana, com execução das sextas-feiras, cuja missa seria em “nome de Jesus e as dos sabbados de nossa Senhora”, deixando Amaro Moreira, para o efeito, 20 mil reis de renda anuais.

Igreja da Misericórdia de Penafiel "vista lateral"
Este contrato não foi, contudo, cumprido. Um segundo contrato, tal como o já referido, trasladado no 1º. Tomo do Tombo da Misericórdia da Vila de Arrifana de Sousa, de 30 de agosto de 1750, refere-nos a construção da igreja nas Chãs, em 1625, já estando nessa altura a capela-mor construída nesse local.
Não sendo possível determinar ao certo o que se passou entre 1619 e 1625, torna-se, contudo, exato que Amaro Moreira não chegou a iniciar a reconstrução da igreja do hospital, tendo optado pela construção de uma igreja nova no Largo das Chãs. A igreja do hospital foi, mais tarde dotada por António Vaz Ferreira e sua mulher Ana de Meireles.
Igreja da Misericórdia de Penafiel "foto antiga"
Infelizmente, os originais destes documentos não chegaram até nós, só existindo os traslados dos mesmos nos referidos tombos.
Segundo o dito contrato de 1625, após ter feito a capela-mor da nova igreja da Misericórdia, o abade Amaro Moreira vê-se na obrigação de continuar com a construção do corpo da mesma. Tal investimento no corpo da igreja deveu-se, ao facto, da Santa Casa não ter capacidade económica para uma construção de tal envergadura. Este benemérito vai assumir a seu cargo a construção total da igreja, frontispício e retábulo nos altares.
Amaro Moreira viria a falecer em 1642. Este homem foi sepultado na igreja que ergueu tal como previu e ordenou em seu testamento na sepultura que mandou executar na capela-mor.

Igreja da Misericórdia de Penafiel
Imagem da "FotoAntony"
Este abade teve um papel crucial na vida desta irmandade na 1ª. metade do século XVII e mesmo após a sua morte, pelo menos até meados do século XIX. Os legados para dotar órfãs e vestir pobres, quer em Ermelo, quer em Gandra, quer em Arrifana, ajudaram várias gerações até à centúria de oitocentos fazendo perdurar a memória deste homem. O legado deixado a duas viúvas virtuosas para que rezassem perpetuamente por sua alma, também perdurou até finais do século XIX.

Bibliografia:
Cf. Árvore genealógica dos Moreiras, já disponível on-line em http://geadopac.cm-penafiel.pt/#/SearchAdv (utilizar Microsoft Internet Explore); SOUSA, António Gomes de “Amaro Moreira”, In separata de – O Concelho de Paredes, Boletim Municipal, nº. 5-6. Paredes, 1982-83; FERNANDES, Paula Sofia – Fundação e consolidação da Misericórdia. In, FERNANDES, Paula Sofia; GARCIA, Isabel Margarida Teixeira Dias Bessa; RODRIGUES, José Carlos; TEDIM, José Manuel – Misericórdia de Penafiel: 500 anos. Um baluarte histórico-cultural. Penafiel: Santa Casa da Misericórdia, 2009. p. 15-62.

Publicada por Amigos do Arquivo de Penafiel à(s) 15:14
Etiquetas: Abade Amaro Moreira, arquivos de família, artigo, associação amigos do arquivo de penafiel, confrarias e irmandades, Morgado da Aveleda, penafiel, sabia que, Santa Casa da Misericórdia de Penafiel
Cumprimentos
GestManoela

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370523 | MariaGestP | 09 Jun 2016 00:33 | Em resposta a: #370426

Exm.º Dr.º

Aveleda está na sua família há muito tempo...
A Aveleda tem uma história enorme, com mais de 1.000 anos na família.

"1671 é a data gravada na capela como o casamento de um Guedes com uma senhora Barbosa". Foi a primeira vindima com registros de produção para consumo próprio.
No século XIX, Manoel Pedro Guedes, meu tataravô, apesar de muito conservador, implementou muitas idéias novas. Replantou as vinhas, e como prefeito fez com que a estrada do comboio passasse pelo centro da vinícola, conseguindo transporte gratuito para o vinho seguir para o Porto.
Meu bisavô Fernando teve sete filhos. Um deles, meu avô Roberto... Uma entrevista que recordou o que eu tinha lido - "uma Barbosa que casou com um Guedes". Afirmação do familiar que foi entrevistado.

Quando o 1.º Guedes, Sr.º de Gradiz, casa com uma senhora da Aveleda nunca mais desapareceu "Guedes". Portanto, houve um Barbosa - Pedro Barbosa (familiar de Marcos) que casou com Maria Pereira. Casamentos da família Aranha...anteriores ao casamento do Fid.de GRAGIZ.
A GERAÇÃO dos GUEDES contiuará na história da quinta para sempre...
Que Barbosa será? Casou na capela que è uma beleza? Não sei, mas talvez.

Cumprimentos

GestManoela

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370548 | MariaGestP | 09 Jun 2016 17:36 | Em resposta a: #370470

Amigo PP

O padre Amaro nasceu aqui perto - Gandra Paredes, mas tem ascendentes e descendentes espalhados , como todos...

O Gervásio era irmão. Envio -lhe o que tinha arquivado, pois gosto muito desta história da Igreja .Quando era estudante em Penafiel visitava-a muitas vezes e interrogava porquê tanta casa....

Mais documentação do abade AMARO MOREIRA

Manuel Moreira de Meireles sites e antepassados

https://capitaodomingos.files.wordpress.com/.../manuel-moreira-de-meireles-sites-e-an...

Manoel Moreira de Meirelles, de quem teve os filhos abaixo. Residiu em Santo ... Padre João Lopes. Domingos Lopes .... Miguel Moreira. Padre Amaro Moreira.

1
Manuel Moreira de Meireles
http://origem.biz/ver_cadastro1.asp?id=5535
Peroselo hoje é:Freguesia de Perozelo –Concelho de Penafiel –Distrito do Porto
http://www.cm
-penafiel.pt/VSD/Penafiel/vPT/Publica/JuntasFreguesia/peroselo/conhecaperoselo/
http://tombo.pt/f/pnf25
http://pesquisa.adporto.pt/viewer?id=751484
PRQ/PPNF25
Paróquia de Perozelo1590-02-10/1911-12-31o001
Registos de baptismos1590-02-10/1911-12-31o002
Registos de casamentos1590-07-30/1911-12-31o003
Registos de óbitos1594-09-15/1911-12-31o004
Rol de crismados1599-05-23/1700-10-23o007

Reconhecimentos e legitimações
1860/1863o009
Inventário de peças e ornamentos1618-09-12/1618-09-12013

Registos1767-10-31/1826-01-02
Paróquia de Perozelo
Nível de descrição
Fundo
Código de referência
PT/ADPRT/PRQ/PPNF25
Tipo de título
Formal
Datas de produção1590-02-10 a 1911-12-31
Dimensão e suporte
1,34 ml ;
papel
Extensões
96 Livros
1,34 Metros lineares

História administrativa/biográfica/familiar
2
A freguesia de Nossa Senhora da Visitação de Perozelo era vigararia da apresentação dos
Brandões da Casa de Coreixas, no antigo concelho de Penafiel
de Sousa; mais tarde passou a
reitoria. Pertenceu ao extinto bispado de Penafiel. Arcediagado de Penafiel (século XII).
Comarca eclesiástica de Penafiel -3º distrito (1856; 1907). Segunda vigararia de Penafiel (1916; 1970). LocalidadePerozelo -Penafiel
Estatuto legal
A comunicabilidade dos documentos, está sujeita à legislação que rege o regime geral dos arquivos e do património arquivístico (Decreto
-Lei nº 16/93, de 23 de Janeiro) e a legislação mais específica de acordo com os casos História custodial e arquivística

Incorporações efectuadas pelo Arquivo de São Vicente e pela Conservatória do Registo Civil de Penafiel, em 15 de Julho de 1940, 29 de Abril de 1951, 22 de Dezembro de 1958, 29 de Outubro de 2001 e 24 de Maio de 2012.
Em 1993 foi publicado pelo Arquivo Distrital do Porto, o Guia do Arquivo que esteve em uso até 2005, cumulativamente com a descrição disponível através da aplicação de descrição arquivística Arqbase. Em 1994 foi publicado o Inventário Colectivo dos Registos Paroquiais, noâmbito do nventário do Património Cultural Móvel.
Fonte imediata de aquisição ou transferênciaIncorporação.

Âmbito e conteúdo
2
A freguesia de Nossa Senhora da Visitação de Perozelo era vigararia da apresentação dos
Brandões da Casa de Coreixas, no antigo concelho de Penafiel de Sousa; mais tarde passou a
reitoria. Pertenceu ao extinto bispado de Penafiel. Arcediagado de Penafiel (século XII).
Comarca eclesiástica de Penafiel - 3º distrito (1856; 1907). Segunda vigararia de Penafiel
(1916; 1970).

Localidade Perozelo - Penafiel
Estatuto legal
A comunicabilidade dos documentos, está sujeita à legislação que rege o regime geral dos arquivos e do património arquivístico (Decreto-Lei nº 16/93, de 23 de Janeiro) e a legislação mais específica de acordo com os casos História custodial e arquivística Incorporações efectuadas pelo Arquivo de São Vicente e pela Conservatória do Registo Civil de Penafiel, em 15 de Julho de 1940, 29 de Abril de 1951, 22 de Dezembro de 1958, 29 de Outubro de 2001 e 24 de Maio de 2012.
Em 1993 foi publicado pelo Arquivo Distrital do Porto, o Guia do Arquivo que esteve em uso até 2005, cumulativamente com a descrição disponível através da aplicação de descrição arquivística Arqbase. Em 1994 foi publicado o Inventário Colectivo dos Registos Paroquiais, noâmbito do Inventário do Património Cultural Móvel.
Fonte imediata de aquisição ou transferênciaIncorporação.

Âmbito e conteúdo
Documentação relativa a baptismos, casamentos, óbitos, rol de crismados, reconhecimentos e legitimações, inventário de peças e ornamentos e registos. Ingressos adicionais
Incorporações periódicas (art. 38 do Código do Registo Civil) Sistema de organização
Ordenação cronológica
Condições de acesso
Unidades arquivísticas de acesso condicionado, devido ao estado de conservação Condições de reprodução

3
Reprodução sujeita a restrições atendendo, ao número, tipo de documentos, estado de
conservação e o fim a que se destina Idioma e escrita por (português)
Características físicas e requisitos técnicos
Documentação em estado regular.
Instrumentos de pesquisa
DigitArq: base de dados de descrição arquivística
Existência e localização de cópias
Documentação parcialmente microfilmada.
http://
pesquisa.adporto.pt/viewer?id=751484




Documentação relativa a baptismos, casamentos, óbitos, rol de crismados, reconhecimentos e legitimações, inventário de peças e ornamentos e registos. Ingressos adicionaisIncorporações periódicas (art. 38 do Código do Registo Civil)
Sistema de organização
Ordenação cronológica
Condições de acesso
Unidades arquivísticas de acesso condicionado, devido ao estado de conservação
Condições de reprodução


3
Reprodução sujeita a restrições atendendo, ao número, tipo de documentos, estado de
conservação e o fim a que se destina
Idioma e escrita por (português)
Características físicas e requisitos técnicos
Documentação em estado regular.
Instrumentos de pesquisa
DigitArq: base de dados de descrição arquivística
Existência e localização de cópias

Documentação parcialmente microfilmada.
http://
pesquisa.adporto.pt/viewer?id=751484

Nome: Anna Moreira d'Assumpção

Data Nascimento: séc. XVIII
Sexo: Feminino
Informações:
Casada, em 1750, com Domingos da Cunha Vaz. Moraram nas Brejaúbas, freguesia de Itaverava (hoje pertencente ao município de Senhora dos Remédios, MG). Em 1778 já era viúva.
Filiação:
Pai:
Manoel Moreira de Meirelles


Mãe:
Josepha Rodrigues d'Assumpção


Filhos:
Filhos:
Nao há filhos cadastrados.
Avós:
Avós Paternos:
Antonio Lopes
Anna Moreira
Avós Maternos:
Manoel Rodrigues
Joanna de Souza

4



4
Nome: Manoel Moreira de Meirelles
Data Nascimento: séc. XVIII
Sexo: Masculino
Informações:
Natural da freguesia de Santa Maria de Peroselo, concelho de Penafiel, bispado do Porto (Portugal). Teve, em 1722, com Francisca da Conceição, sua escrava, a filha Thereza. Em 11 de novembro de 1726, na Capela de Nossa Senhora da Conceição da Boa Vista e Santa Rita, na freguesia de Nossa Senhora do Pilar de Vila Rica (atualOuro Preto, MG), casou-se com Josefa Rodrigues d'Assumpção, de quem teve os demais filhos. O casal residiu em Santo Antonio de Itatiaia (atual Itatiaia, MG). Em 1732, ele aparece como vereador em Vila Rica (atual Ouro Preto, MG). Faleceu na
fazenda Cachoeira de Santana, fregusia de Santo Antônio de Itaverava (atual Itaverava, MG). (cf. Alves, Os Alves Ferreira em
Franca; Milagres, Os Pereira Brandão, in Ribeiro, Caminhos do Cerrado, p. 417; Villela, Laços de família, p. 6)

Filiação:
Pai:Antonio Lopes
Mãe:Anna Moreira
Filhos:
Filhos:
Thereza
Catharina (Moreira d'Assumpção)
Antonio (Moreira de Meirelles)
Violante
Moreira d'Assumpção
Anna Moreira d'Assumpção
Josepha Maria d'Assumpção
Manoel Moreira de Meirelles
Ignacia Moreira d'Assumpção
Avós:
Avós Paternos:
Antonio Lopes
Francisca Dias
Avós Maternos:
Domingos do Couto
Helena Moreira


5
Nome: Violante Moreira d' Assumpção
Data Nascimento: séc. XVIII
Sexo: Feminino
Informações:
Casada, antes de 1749, com o Furriel Manoel Gomes Ferreira, de quem teve nove filhos, dentre os quais a abaixo. Lavrou seu
testamento em 1788. (cf. Arquivo Histórico de São João del Rei)
Filiação:
Pai:Manoel Moreira de Meirelles
Mãe:Josepha Rodrigues d' Assumpção

Filhos:
Filhos:
Josepha Gomes Moreira
Angelica (Gomes Moreira)

Avós:
Avós Paternos:Antonio Lopes Anna Moreira
Avós Maternos: Manoel Rodrigues Joanna de Sousa


6
Nome: Josepha Rodrigues d'Assumpção
Data Nascimento: séc. XVIII
Sexo: Feminino
Informações:
Natural do Rio de Janeiro (RJ)é Ilha de Paquetá, de Majé, ou São Gonçalo. Casada, na Capela de Nossa Senhora da Conceição da Boa Vista e Santa Rita, filial da freguesia de Nossa Senhora do Pilar de
Vila Rica (atual Ouro Preto, MG), em 11 de novembro de 1726, com Manoel Moreira de Meirelles, de quem teve os filhos abaixo. Residiu em Santo Antonio de Itatiaia (atual Itatiaia, MG) e na fazenda Cachoeira de Santana, freguesia de Itaverava (MG).
Filiação:
Pai:Manoel Rodrigues
Mãe:Joanna de Souza

Filhos:
Filhos:
Catharina (Moreira d'Assumpção)
Antonio (Moreira de Meirelles)
Violante Moreira d'Assumpção
Anna Moreira d'Assumpção
Josepha Maria d'Assumpção
Manoel Moreira de Meirelles
Ignacia Moreira d'Assumpção

Avós:
Avós Paternos:
Avós Paternos não cadastrados
Avós Maternos:
Avós maternos não cadastrados

7
Nome: Antonio Lopes
Data Nascimento: séc. XVII
Sexo: Masculino
Informações:
Natural da freguesia de Peroselo, concelho de Penafiel, comarca do Porto (Portugal), nasceu e foi criado na Casa de Pegas. Casado, na moradia da Quinta do Couto, em 17 de agosto de 1676, com Anna Moreira, de quem teve os filhos abaixo; foram padrinhos de casamento João Lopes, irmão do noivo, e Manoel Moreira,irmão da noiva, ambos ainda estudantes no Porto. Casado com Anna Moreira, de quem teve os filhos abaixo. (cf. informações de Ilka de Castro Moreira Villela; Rocha, Luz de candeia velha)

Filiação:
Pai:Antonio Lopes
Mãe:Francisca Dias

Filhos:
Filhos:
Manoel Moreira de Meirelles
Maria Moreira de Meirelles

Avós:
Avós Paternos:Domingos Lopes Natalia Fernandes
Avós Maternos:

8
RGM Registo Geral de Mercês 1639/1949o
D Registo Geral de Mercês do reinado de D. José I

0014 Livro 14

7511
0 Manuel Moreira de Meireles 1760-03-05/1760-03-05
Manuel Moreira de Meireles
Nível de descrição
Documento simples
Código de referência
PT/TT/RGM/D/0014/75110
Tipo de título
Formal
Datas de produão
1760-03-05 a 1760-03-05
Âmbito e conteúdo
Carta de Confirmação. Terras nas Minas.
Cota atual
Registo Geral de Mercês de D. José I, liv. 14, f. 365
Informação não tratada arquivisticamente.
Adicionar à minha lista

9
Nome: Antonio Lopes, Senhor da Casa de Pegas
Data Nascimento: séc. XVII
Sexo: Masculino
Informações:
Natural da freguesia de Santa Maria de Peroselo, concelho de Penafiel , comarca do Porto (Portugal). Senhor da Casa de Pegas.
Casado, em 21 de novembro de 1644, com Francisca Dias, de quem teve os filhos abaixo. (cf. Rocha, Luz de candeia velha)

Filiação:
Pai:Domingos Lopes
Mãe:Natalia Fernandes
Filhos:
Filhos:
Antonio Lopes
Padre João Lopes
Domingos Lopes
Isabel Francisca
Francisca Dias Lopes

Avós:
Avós Paternos:
Avós Maternos:
Sebastião Fernandes
Francisca Rodrigues

10

Nome: Domingos Lopes, Senhor da Casa de Pegas
Data Nascimento: séc. XVI
-
XVII
Sexo: Masculino
Informações:
Natural da freguesia de Santa Maria de Peroselo, concelho de Penafiel, comarca do Porto (Portugal). Casado, em 8 de dezembro de 1624, com Natalia Fernandes, de quem teve o filho abaixo. O casal residiu em Outrela. (cf. Rocha, Luz de candeia velha)

Filiação:
Pai:
Mãe:
Filhos:

Filhos:
Antonio Lopes

Avós:
Avós Paternos:
Avós Paternos não cadastrados
Avós Maternos:
Avós maternos não cadast

11
Nome: Natalia Fernandes, Senhora da Casa de Pegas
Data Nascimento: séc. XVII
Sexo: Feminino
Informações:
Natural da freguesia de São Romão de Vila Cova de Vez de Aviz. Casada, em 18 de dezembro de 1624, com Domingos Lopes, de quem teve o filho abaixo. O casal residiu em Outrela. (cf. Rocha, Luz de candeia velha)

Filiação:
Pai:
Sebastião Fernandes
Mãe:
Francisca Rodrigues

Filhos:
Filhos:
Antonio Lopes

Avós:
Avós Paternos:
Avós Paternos não cadastrados
--------------------------------
12
Nome: Francisca Dias, Senhora da Casa de Pegas
Data Nascimento: séc. XVII
Sexo: Feminino
Informações:
Natural da freguesia de Peroselo, concelho de Penafiel, comarca do Porto (Portugal). Casada, em 21 de novembro de 1644, com Antonio Lopes, de quem teve os filhos abaixo. (cf. Rocha, Luz de candeia velha)

Filiação:
Pai:
Mãe:
Filhos:

Filhos:
Antonio Lopes
Padre João Lopes
Domingos Lopes
Isabel Francisca
Francisca Dias Lopes

Avós:
Avós Paternos:
Avós Paternos não cadastrados
Avós Maternos:
Avós maternos não cadastrados
---------------------
13
Nome: Anna Moreira
Data Nascimento: 1646
Sexo: Feminino
Informações:
Natural da freguesia de Peroselo, concelho de Penafiel, comarca do Porto (Portugal). Casada, na moradia da Quinta do Couto, em Peroselo, em 17 de agosto de 1676, tendo como padrinhos seu irmão Manuel Moreira e o irmão de seu noivo João Lopes, com Antonio Lopes, de quem teve os filhos abaixo. (informações de Ilka de
Castro Moreira Villela; GeneAll.net.pt; Rocha, Luz de candeia velha)

Filiação:
Pai:Domingos do Couto
Mãe:Helena Moreira

Filhos:
Filhos:
Manoel Moreira de Meirelles
Maria Moreira de Meirelles

Avós:
Avós Paternos:
Avós Maternos:
Gonçalo Fernandes
Maria Moreira


------------------
14
Nome: Domingos do Couto, Senhor da Casa da Igreja
Data Nascimento: séc. XVII
Sexo: Masculino
Informações:
Natural da freguesia de Rio Tinto (Portugal). Casado com Helena Moreira, da Casa da Igreja, freguesia de Peroselo, concelho de
Penafiel(Portugal), de quem teve os filhos abaixo. (cf. Rocha, Luz de candeia velha) Filiação:
Pai:
Mãe:

Filhos:
Filhos:
Anna Moreira
Cônego Manoel Moreira

Avós:
Avós Paternos:
Avós Paternos não cadastrados
Avós Maternos:
Avós maternos não cadastrados
----------------------------

15
Nome: Helena Moreira, Senhora da Casa da Igreja
Data
Nascimento: 20/10/1616
Sexo: Feminino
Informações:
Natural da freguesia de Peroselo, concelho de Penafiel, comarca do Porto (Portugal), nascida na Casa da Igreja. Casada, na igreja de
Peroselo, em 9 de fevereiro de 1643, com Domingos do Couto, de quem teve os filhos abaixo. (cf. Rocha, Luz de candeia velha;
GeneAll.net)

Filiação:
Pai: Gonçalo Fernandes
Mãe: Maria Moreira

Filhos:
Filhos: Anna Moreira
Cônego Manoel Moreira

Avós:
Avós Paternos:
Avós Paternos não cadastrados
Avós Maternos: Gonçalo Rodrigues Maria Gaspar Moreira

……………………….
16
Nome: Maria Moreira, Senhora da Casa da Igreja
Data Nascimento: séc. XVI
Sexo:
Feminino
Informações:
Natural da freguesia de Lagares, concelho de Penafiel (Portugal).
Casada, em 6 de maio de 1607, na igreja de Lagares, com Gonçalo
Fernandes. O casal residiu na Casa da Igreja, na freguesia de
Peroselo, concelho de Penafiel. (cf. Roch
a, Luz de candeia velha)
Filiação:
Pai:Gonçalo Rodrigues
Mãe:Maria Gaspar Moreira´

Filhos:
Filhos:
Helena Moreira

Avós:
Avós Paternos:
Avós Maternos:
Gaspar Gonçalves Moreira
Brites Duarte


~~~~~~~~~~~~~~~~
17
Nome: Gonçalo Rodrigues, Senhor da Casa de Lagares
Data Nascimento: séc. XVI
Sexo: Masculino
Informações: Residiu na Casa de Lagares, na freguesia do mesmo nome, concelho de Penafiel(Portugal). Casado com Maria Gaspar Moreira, de quem teve a filha abaixo. (Rocha, Luz de candeia velha)

Filiação:
Pai:
Mãe:

Filhos:
Filhos:
Maria Moreira

Avós:
Avós Paternos:
Avós Paternos não cadastrados
Avós Maternos:
Avós maternos não cadastrados


18
Nome: Maria Gaspar Moreira, Senhora da Casa de Lagares
Data Nascimento: séc. XVI
Sexo: Feminino
Informações:
Casada com Gonçalo Rodrigues, de quem teve a filha abaixo.
Residiu na Casa de Lagares, na freguesia do mesmo nome, concelho
de Penafiel (Portugal). (Rocha, Luz de candeia velha)

Filiação:
Pai:Gaspar Gonçalves Moreira
Mãe:Brites Duarte

Filhos:
Filhos:
Maria Moreira

Avós:
Avós Paternos:
Affonso Furtado
Maria Gonçalves Moreira
Avós Maternos:
João Vaz
--------------------------------
19
Nome: Gaspar Gonçalves Moreira, Senhor da Casa de Lousã
Data Nascimento: séc. XVI
Sexo: Masculino

Informações:
Residiu na Casa da Lousã, no lugar de Moreira, freguesia de São Miguel de Gândara, concelho de Paredes (Portugal). Casado com
Brites Duarte, de quem teve os filhos abaixo. (Rocha, Luz de candeia velha; GeneAll.net.pt; Gayo, Nobiliário das famílias de Portugal, que tem dúvidas quanto à filiação de Gaspar Gonçalves Moreira, supondo que seus pais sejam os que se indicam abaixo, o
que parece correto -cf. informações de Anamaria Nunes Vieira)

Filiação:
Pai:
Affonso Furtado
Mãe:
Maria Gonçalves Moreira

Filhos:
Filhos:
Domingos Gaspar Moreira
Gaspar Moreira
Miguel Moreira
Padre Amaro Moreira ************************************************************
Maria Gaspar Moreira
Anna Moreira
Gervasio ***************************************
Gaspar Moreira

Avós:
Avós Paternos:
Avós Paternos não cadastrados
Avós Maternos:
Avós maternos não cadastrados

20
ººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº

Nome: Brites Duarte, Senhora da Casa de Lousã
Data Nascimento: séc. XVI
Sexo: Feminino
Informações:
Residiu na Casa da Lousã, no lugar de Moreira, freguesia de São Miguel de Gândara, concelho de Paredes (Portugal). Casada com
Gaspar Gonçalves Moreira, de quem teve os filhos abaixo. Faleceu em Gândara, em 16 de outubro de 1590. (Rocha, Luz de candeia
velha; GeneAll.net.pt; Gayo, Nobiliário das famílias de Portugal, lhe dá como pais João Vasques da Granja e Guiomar Roiz, o que é
contestado por Manuel Abranches de Soveral, com razão, pois João Vasques da Granja viveu no século XIV; o mesmo Soveral afirma
ter encontrado, como pai de Brites Duarte, João Vaz, versão que adotamos, cf. a colaboração de Anamaria Nunes Vieira)

Filiação:
Pai:João Vaz
Mãe:

Filhos:
Filhos:
Gervasio Gaspar Moreira
Maria Gaspar Moreira
Domingos Gaspar Moreira
Gaspar Moreira
Miguel Moreira
Padre Amaro Moreira
Anna Moreira

Avós:
Avós
Paternos:
Avós Maternos:
Avós maternos não cadastrados

21
Nome: Josepha Gomes Moreira
Data Nascimento:séc. XVIII

Sexo:Feminino
Informações:Provavelmente natural de Itaverava (MG), em cuja Matriz de Santo Antônio se casou com Antonio Alves Guimarães, de quem teve os filhos abaixo. A família transferiu-se, no final do século, para o arraial de Nossa Senhora do Livramento do Piumhy (atual Piumhi, MG), onde viveu alguns anos, mudando-se em seguida, já no início do século XIX, para o sertão do Rio Pardo, onde Antonio Alves Guimarães recebeu uma sesmaria de três léguas na paragem de Macaúbas, pertencente à posteriormente denominada freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Franca (atual Franca, SP), onde, em 1805, nasceu o último filho do casal. (cf. Alves, Os Alves erreira em Franca)

Filiação:
Pai:Furriel Manoel Gomes Ferreira
Mãe:Violante Moreira d'Assumpção

Filhos:
Filhos:

Anna Gomes d'Assumpção
MariaGomes d'Assumpção
Antonia Gomes d'Assumpção
Francisca Gomes d'Assumpção
Josepha Gomes d'Assumpção
Joanna Gomes d'Assumpção

22
Antonio Alves Ferreira
Manoel Alves Ferreira
Domingos Alves Ferreira
Joaquim Alves Ferreira

Avós:
Avós Paternos:
Feliciano Ferreira
Benta Gomes
Avós Maternos:
Manoel Moreira de Meirelles
Josepha Rodrigues d' Assumpção

23
Nome: Antonio Alves Ferreira
Data Nascimento:séc. XVIII
Sexo:Masculino
Informações:Casado, na freguesia do Bom Jesus da Cana Verde, com Joaquina Custodia da Conceição. (cf. Alves, Os Alves Ferreira em Franca)

Filiação:
Pai: Antonio Alves Guimarães
Mãe:Josepha Gomes Moreira

Filhos:
Filhos:
Nao há filhos cadastrados.

Avós:
Avós Paternos:
? Alves Guimarães
Avós Maternos:
Furriel Manoel Gomes Ferreira
Violante Moreira d'Assumpção

24
Nome: Antonio Alves Guimarães
Data Nascimento:séc. XVIII
Sexo:Masculino
Informações: Natural de São Martinho de Candoso, termo de Guimarães (Portugal).
Transferiu-se para o Brasil, na companhia de seu irmão Domingos Alves Guimarães, na segunda metade do século XVIII, tendo se casado, em Itaverava (MG), com Josepha Gomes Moreira, de quem teve os filhos abaixo. A família transferiu-se, no final do século, para o arraial de Nossa Senhora do Livramento do Piumhy (atual Piumhi, MG), onde viveu alguns anos, mudandose, já no início do século XIX, para o sertão do Rio Pardo, onde Antonio Alves Guimarães recebeu uma sesmaria de três léguas na paragem de Macaúbas, pertencente à posteriormente denominada freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Franca (atual Franca, SP),
onde, em 1805, nasceu o último filho do casal. (cf. Alves, Os Alves Ferreira em Franca)

Filiação:
Pai:? Alves Guimarães
Mãe:

Filhos:
Filhos:
Anna Gomes d'Assumpção
Maria
Gomes d'Assumpção
Antonia Gomes d'Assumpção
Francisca Gomes d'Assumpção
Josepha Gomes d'Assumpção

25
Joanna Gomes d'Assumpção
Antonio Alves Ferreira
Manoel Alves Ferreira
Domingos Alves Ferreira
Joaquim Alves Ferreira

Avós:
Avós Paternos:
Avós Maternos:
Avós maternos não cadastrados

26
Nome: Joanna Gomes d'Assumpção
Data Nascimento:séc. XVIII
Sexo:Feminino
Informações:Casada, em Franca (SP), com José Justino Faleiros. (cf. Alves, Os Alves
Ferreira em Franca)
Filiação:
Pai:Antonio Alves Guimarães
Mãe:Josepha Gomes Moreira

Filhos:
Filhos:
Nao há filhos cadastrados.

Avós:
Avós Paternos:
? Alves Guimarães
Avós Maternos:
Furriel Manoel Gomes Ferreira
Violante Moreira d'Assumpção

27
Data Nascimento:séc. XVIII
Sexo:Masculino
Informações:Natural da freguesia de São Pedro de Alvite (Portugal). Transferindo-se para o Brasil, casou-se, provavelmente em Itaverava (MG), com Violante Moreira d'Assumpção, de quem teve nove filhos, dentre os quais a abaixo. O casal era proprietário de uma fazenda com casa assobradada, escravos, animais de carga e ouro, inclusive uma imagem de Nossa Senhora da Conceição em ouro, com brincos de azeviche. (cf. Alves, Os Alves Ferreira em Franca) Filiação:
Pai:
Feliciano Ferreira
Mãe:
Benta Gomes

Filhos:
Filhos:
Josepha Gomes Moreira
Angelica (Gomes Moreira)
Avós:
Avós Paternos:
Avós Paternos não cadastrados
Avós Maternos:
Avós
maternos não cadastrados


Manuel Moreira de Meireles sites e antepassados
https://capitaodomingos.files.wordpress.com/.../manuel-moreira-de-meireles-sites-e-an...
Manoel Moreira de Meirelles, de quem teve os filhos abaixo. Residiu em Santo ... Padre João Lopes. Domingos Lopes .... Miguel Moreira. Padre Amaro Moreira.


As pp têm de ser verificadas (ver nº) e o Pe. AMARO - p 20.
Através do site verifique por favor, pois estou com dores no braço...12 anos se passaram. Vida diferente e n posso fazer o que quero (perdi 3 tendóes) e faço mt coisa proibida - trabalhar no PC.

Cumprimentos
Ao dispor
M Manoela C. M. (por nascimento)
.

Resposta

Link directo:

Abade Amaro Moreira

#370550 | PP | 09 Jun 2016 17:51 | Em resposta a: #370520

Cara confreira Manuela,

Muito obrigado pela sua gentileza de partilhar informação sobre o dito abade, dado que me forneceu alguns dados que não dispunha.

Se me permite, colaborarei para que os seus apontamentos fiquem correctos, a saber:

A mãe de Amaro Moreira é, pelos assentos paroquiais que encontrei, Beatriz Duarte; apenas Gayo a trata por «Brites» Duarte.

Quanto à casa, o nome é Casa da Lousa/Lousã.

Beatriz Duarte faleceu em 26 de Outubro e não a 20; um erro sistematicamente repetido por alguns autores, mas no assento está grafado por extenso.

Grato e cordiais cumprimentos, PP.

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#370551 | PP | 09 Jun 2016 18:29 | Em resposta a: #370523

Cara confreira Manuela,

Muito interessantes as informações que aqui prestou.

Se percebi correctamente, a senhora é neta de Roberto Van Zeller Guedes, certo?

A informação que tenho é que Manuel Guedes da Fonseca e Carvalho casou com Mariana de Meireles Freire. Nunca encontrei, nos assentos paroquiais, o apelido Barbosa na dita senhora, o que não quer dizer que não o seja.

Quanto a este dado, desconhecia-o completamente: "1671 é a data gravada na capela como o casamento de um Guedes com uma senhora Barbosa".

Porém, não sei se ajudará, mas curiosamente os anteditos casaram na capela da quinta da Aveleda, em 06.10.1697.

Não será esta data?!

Grato e cordiais cumprimentos, PP.

PS: Permita-me perguntar-lhe se a senhora descende do casal Domingos Duarte Gaspar e de Águeda de Meireles Freire.

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#371224 | MariaGestP | 28 Jun 2016 18:20 | Em resposta a: #370439

Caro amigo:

Agradeço os conselhos que me tem dado. Gayo engana-se muito...e não só. Soveral também tem erros, como na "Origem dos Correias". Parece-me que aumenta Beça à Inês. Mas muitos também acrescentam. Tenho aprendido muito e sou mt miudinha. Gosto de confrontar autores devido ter errado tanto -falta de experiência.
Pretendia comprar o livro que vai lançar. Já há um da Qt.ª de Aveleda e que usamos para o livro "Maravilhas de Penafiel" em que a quinta foi a Maravilha escolhida para o 1.º lugar. Sou uma das autores e andei na qta na pesquisa com a Dr.a Rita que escreveu a Qt.ª de Aveleda. Pelo que vejo a genealogia vai estar muito presente no livro que vai lançar e estou feliz.Desde criança, qd corria atrás dos pavões que perguntava o que era aquilo. Nunca tinha visto assim uma qt,a pois meus pais são Tirsenses e eu vim para Penafiel com quase 6 anos. Os muros altos as casinhas, todo o património me metia confusão, pois não tive quem me explicasse. As outras crianças tb n sabiam e diziam "os fidalgos da Aveleda".
Também sou Carvalho, mas por parte do meu avó materno - Gonçalo Bento de Carvalho que é tIrsense. A a minha avó era Gonçalves da família do Cardeal Manuel Gonçalves Cerejeira. Pertenço a uma árvore que embora goste dela, tem um problema - não gosto muito de árvores de folha caduca mas tenho tb muitas. Gosto de oliveiras, sobreiros...enfim adoro a natureza, as pedras - o PATRIMONIO RURAL.
Desculpe estar a contar histórias...mas quis recordar o passado.

Cumprimentos
Manoela (por nascimento)

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#378131 | vieroff | 27 Fev 2017 16:30 | Em resposta a: #312676

Vivo na freguesia de termas de sao vicente , em Penafiel e comprei alguns terrenos a um senhor barbosa que era detentor de grande parte dos terrenos do lugar da portela, um patrimonio imenso. Este senhor quase de certeza era herdeiro da honra de barbosa a nova. por uma lado gostaria de saber mais sobre este assunto e por outro disponibilizo-me para partilhar o que sei sobre o assunto. obrigado.

Resposta

Link directo:

Miguel de Lião Barbosa descendente da Honra de Barbosa-Rans

#378160 | tiagofpalves | 28 Fev 2017 12:10 | Em resposta a: #378131

Muito bom dia,

Será que me sabe informar sobre uma possivel ´´Quinta de Rans´´, ´´Quinta das Rans´´, ou outra designação que desconheço.
Pelo que consegui apurar creio que a quinta é detentora de uma grande capela oitocentista na qual tem talhado do seu altar o brasão dos - I partido 1- Queiroz (mal representado) 2. Pinto; II Ataíde.
Pelo que se pensa que pela junção de apelidos que me parecem estar representados será a família dos antigos Senhores da Honra de Rans, Penafiel - os Queiroz Pinto de Ataíde Malafaia.

Desde já agradeço toda a ajuda.

Resposta

Link directo:

Sugestões e correcções.

#428141 | PP | 20 Out 2020 20:03 | Em resposta a: #370548

Cara confreira Manuela,

Permita-me algumas achegas sobre alguns dados incorretos apresentados por algumas das fontes citadas, a saber:

António Lopes e Ana Moreira casaram na Igreja de Santa Marta, Peroselo, Penafiel; e ainda tiveram o filho Marcos Lopes Moreira, pároco;

António Fernandes Lopes e Francisca Dias ainda tiveram os filhos Manuel e Maria;

O casal Domingos Lopes e Natália Fernandes viveram no Lugar de Outorela, e não Outrela; casaram no dia 8 e não em 18;

Domingos do Couto teve ainda a filha Maria, n. em 1643;

A mãe de Helena Moreira é Ana Moreira e não Maria Moreira;

A avó materna de Helena Moreira é mais conhecida por Maria Duarte Gaspar e não Maria Gaspar Moreira;

Gonçalo Rodrigues e Maria Duarte Gaspar tiveram a filha Ana Rodrigues Moreira e não Maria Moreira;

A casa da Lousa era na freguesia de Gandra (e não Gândara), Paredes;

Nos filhos de Gaspar Moreira Gonçalves e de Beatriz Duarte falta a filha Antónia Moreira;

Beatriz Duarte faleceu no dia 26 e não em 16.

Cordiais cumprimentos, PP.

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 04 Fev 2023, 21:57

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen