Borjas, de Lisboa, São Miguel de Alfama, Rua de Castelo Picão

Este tópico está classificado nas salas: Cargos | Famílias | Pessoas

Borjas, de Lisboa, São Miguel de Alfama, Rua de Castelo Picão

#334380 | V.Q.F. | 25 Ago 2013 23:56

Boa noite,

Agradeço qualquer informação sobre a seguinte família (ramos, cargos, etc):

Borjas, de São Miguel de Alfama, Rua de Castelo Picão:

Arquivo Distrital de Lisboa

São Miguel de Alfama, casamentos C8, imagem 130
Aos 13.8.1829 nesta paroquial Igreja de São Miguel de Alfama, de manhã (…) se receberam (…) João António dos Reis, de idade de trinta anos filho legítimo de Domingos Francisco Gomes já defunto e de Ana Gomes, natural e baptizado na freguesia de Santa Maria de Nine Arcebispado de Braga (…) com Dona Teresa Rita Clemência de Borja filha de José Francisco de Borja já defunto e de Dona Ana Clemência de Borja baptizada e moradora nesta freguesia de São Miguel de Alfama desta cidade na Rua de Castelo Picão (…)

Idem, baptismos B14, imagem 623
Aos 14.4.1823, (…) no Oratório da residência de seus pais? cito a Castelo Picão limites desta mesma freguesia (…) a José que nasceu a 13.3.1823, filho legítimo de João José Francisco de Borja, natural e baptizado na freguesia do Salvador desta cidade e de sua mulher Dona Maria Gertrudes, natural e baptizada na freguesia da Madalena desta dita cidade e recebido na Ermida de Nossa Senhora do Monte, freguesia dos Anjos e moradores nesta de São Miguel a Castelo Picão, foi padrinho o Excelentíssimo Conselheiro de Estado João da Cunha? Souto Maior e madrinha Nossa Senhora tocou com a prenda da mesma Senhora o Excelentíssimo Senhor Marquês de (?) morador no Colégio dos Nobres freguesia de São Mamede (…)

Idem, baptismos B14
Aos 13.7.1820 (…) baptizei (…) a Maria que nasceu em 31.06.1820 filha de Pascoal José de Moura (…) e de sua mulher Dona Ana Inácia Genoveva de Borja (…) moradores nesta a Castelo Picão foi padrinho José Maria Monteiro (…) e madrinha Dona Ana Clemência de Borja moradora a Castelo Picão (…)
Aqui em:
http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=112042

Socorro, casamentos C16
No dia 14.9.1819 nesta Paroquial Igreja de Nossa Senhora do Socorro (…) se casaram (…)Pascoal José de Moura filho de José Nunes de Moura e de Maria Corado (…) com Ana Inácia Genoveva Borges filha de José Francisco Borges e de Ana Clemência Borges (…)

São Miguel de Alfama, casamentos C3
Aos 15.10.1785 de manhã no Hospício e Ermida de São Rafael freguesia de São João da Praça (…) se receberam (…) José Francisco de Borja e Ana Clemência ele viúvo de Ana Rita que enviuvou nesta freguesia (…) filho de António Lopes de Almeida e de Tomázia Joaquina (…) e ela solteira filha de João Pedro da Silva Botelho já defunto e de Genoveva Maurícia (…) foram testemunhas Manuel de Queirós Mascarenhas (…) e José Veríssimo Correa Morgadinho (…)

Com os melhores cumprimentos,
Vasco Quintanilha Fernandes

Resposta

Link directo:

João José Francisco de Borja

#334551 | V.Q.F. | 29 Ago 2013 20:20 | Em resposta a: #334380

(continuação dos assentos paroquiais)

Lisboa, São Miguel de Alfama
Casamentos C6, fls. 122, imagem 861
Aos 15.8.1799 de tarde em minha presença e das testemunhas abaixo assinadas com todos os papeis correntes se receberam em um Oratório nas casas da sua residência havido primeiro licença do Exmo. Senhor Cardeal Patriarca, com palavras de presente conforme as disposições do Sagrado Concílio Tridentino e Constituições deste Patriarcado João José Francisco de Borja solteiro filho de José Francis(co) Borges e de Ana Rita de Borges já defunta baptizado nesta freguesia e morador no Beco de Santa Helena desta freguesia e D. Páscoa Sebastiana de Almeida solteira filha de António Nicolau de Sousa e de D. Ana Joaquina de Almeida já defunta baptizada na freguesia de Santa Catarina e moradora na da Madalena foram testemunhas que (…) António Luís de Moraes Rego morador às Portas da Cruz freguesia de Santo Estêvão e Manuel Ferreira da Costa morador na Rua dos Ourives e da Prata freguesia de São Nicolau (…)

O pai do noivo, José Francisco Borges encontra-se aqui:
http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=2163547

Lisboa, São Miguel de Alfama
Óbitos, O6, fls. 29 v.º, imagem 53
Aos 22.10.1815 (…) faleceu D. Páscoa Sebastiana de Almeida Camelo? Moradora a Castelo Picão limites desta freguesia de idade de 50 anos casada com João José Francisco de Borja foi sepultada no dia seguinte ao seu falecimento nesta (…) dos Curvais da Irmandade do Santíssimo (…)

Lisboa, São João
Casamentos C3, fls. 49
Aos 11.2.1822, na Ermida de Nossa Senhora do Monte desta cidade, freguesia dos Anjos (…) por marido e mulher (…) João José Francisco de Borja, viúvo de D. Páscoa Sebastiana de Almeida Sousa e Borges moradores na freguesia de São Miguel desta cidade e D. Maria Gertrudes de Miranda, viúva de Domingos Afonso de Miranda moradora nesta freguesia de São João da Praça de Lisboa (…) sendo testemunhas presentes o Rev.o José Baracho de Bulhões (…) e José Pinheiro Borges morador na vila de (…), Arcebispado de Évora, irmão do(a) contraente (…)

Lisboa, São Miguel de Alfama
Casamentos C8, imagem 131
Aos 20.9.1829 nesta Paroquial Igreja de São Miguel de Alfama (…) se receberam (…) António Ferreira solteiro de idade de 41 anos filho legítimo de António Ferreira e de Gertrudes Maria já defuntos, natural e baptizado na freguesia de São Martinho do Couto, Bispado do Porto (…) com Dona Joaquina Rosa Francisca de Borges solteira de idade de 49 anos filha legítima de José Francisco de Borges e de Ana Rita Genoveva de Borges já defuntos natural e baptizada na freguesia do Salvador desta cidade (…)

Lisboa, São Miguel de Alfama
Baptismos, B14, fls. 131 v.º
Aos 13.8.1824 (…) baptizei solenemente no Oratório de Residência de suas casas sítio de Castelo Picão limites desta freguesia de São Miguel a Ana Rita,que nasceu a 19.6.1824 filha legítima de João José Francisco de Borja natural e baptizado na freguesia do Salvador desta cidade e de sua mulher Dona Maria Gertrudes natural e baptizada na Paroquial Igreja da Madalena desta cidade e recebidos na Ermida de Nossa Senhora do Monte freguesia dos Anjos e moradores nesta de São Miguel a Castelo Picão foi padrinho o Exmo. Marquês de Vagos Dom José de Noronha e pegou com procuração seu irmão o Exmo Conde dos Arcos Dom Manuel de Noronha e tocou por madrinha a Exma. Marqueza de Vagos Dona Isabel Telo da Silva moradora assim ela madrinha como o padrinho ao Colégio dos Nobres freguesia de São Mamede desta cidade (…)

http://digitarq.dgarq.gov.pt/details?id=4677617
João José Francisco de Borja foi administrador da Capela de Isabel Fernandes na Igreja de São Miguel de Alfama

Lisboa, São Miguel de Alfama
Baptismos, B9, fls. 106,imagem 112
Aos 24.4.1786 (…) baptizei (…) Tomázia nascida a 6.3.1786 filha legítima de José Francisco de Borja (…) e Ana Clemência de Borja (…) recebidos (…) na Ermida de São Rafael (…) e moradores no Beco de Santa Helena (…) foi padrinho Pedro Tomás Pinheiro de Aragão com procuração que deu a José Francisco de Borja e madrinha por devoção Nossa Senhora dos Remédios do Salvador (…)

Lisboa, São Miguel de Alfama
Baptismos B9, imagem 276
Aos 22.9.1791, (…) baptizei (…) José que nasceu a 5.9.1791 filho de José Francisco de Borja e de Ana Francisca de Borja digo Ana Clemência de Borja (…) padrinho Dom António José Saldanha da Câmara morador a Santa Apolónia freguesia de Santa Engrácia (…)

Lisboa, São Miguel de Alfama
Baptismos, 1785, fls. 165
Ao 1.3.1785 (…) baptizei (…) Ana filha de José Francisco de Borges (…) e de sua mulher Ana Clemência de Borges (…)moradores no Beco de Santa Helena desta mesma freguesia. Foi padrinho Francisco de Paula Holbeche Granat de Oliveira da Cunha e Silva professo na ordem de Cristo e Fidalgo da Casa de Sua Majestade por procuração que apresentou Manuel Marques Monteiro e madrinha Dona Bernarda Teresa Caupers de Sande e Vasconcelos por procuração que apresentou Caetano José de Sousa (…)

Agradeço quaisquer informações sobre esta família Borja (ou Borges), de São Miguel de Alfama.

Cumprimentos,
Vasco Quintanilha Fernandes

Resposta

Link directo:

Família Borja (ou de Borges) de Lisboa, São Miguel de Alfama

#334851 | V.Q.F. | 06 Set 2013 22:35 | Em resposta a: #334380

(continuação)

Através da consulta aos assentos paroquiais da freguesia de São Miguel de Alfama e da freguesia de São Tomé, bem como de outras fontes indicadas no texto, foi elaborada a seguinte genealogia:

1 – António Lopes de Almeida, que nasceu em Lisboa, freguesia da Conceição, baptizado a 5.7.1713, filho de Tomé Lopes, natural de Alcanena, Bugalhos, freguesia de Nossa Senhora da Graça, e de sua mulher Catarina de Paiva, natural da vila de Estarreja, freguesia de São Tiago Beduído; neto paterno de Jorge Francisco e de Maria Lopes; neto materno de Luís de Paiva e de Águeda Migueis.
Casou em Lisboa, São Miguel de Alfama, a 17.2.1738, sendo testemunhas António de Abreu Lima e Luís de Loureiro, com Tomásia Joaquina de Sousa, natural de Lisboa, freguesia da Madalena, filha de António Lopes Valente e de sua mulher Francisca de Sousa, e tiveram:

2.1 – Plácido, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Salvador, baptizado a 30.11.1739, sendo padrinho Manuel Rodrigues Verdelho.

2.2 – António, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Salvador, baptizado a 29.01.1741, sendo padrinho António Mexia Barbosa.

2.3 – José Francisco de Borja (ou de Borges), que segue.

2.4 – Catarina, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Salvador, baptizada a 1.1.1745, sendo padrinho Manuel de Sena, cirurgião, e madrinha Soror Caetana de Jesus, religiosa no Convento de São Salvador de Lisboa.

2.5 – António, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Salvador, baptizado a 13.6.1747, sendo padrinho Francisco Xavier.

2.6 – Ana e Rosa, gémeas, que nasceram em Lisboa, freguesia de São Salvador, baptizadas a 24.11.1748, sendo padrinho José Martim.

2 – José Francisco de Borja (ou de Borges), morador no Beco de Santa Helena, na freguesia de São Miguel de Alfama, natural de Lisboa, freguesia de São Salvador, baptizado a 11.11.1742, sendo padrinho António Mexia Barbosa.
Casou duas vezes: a 1.ª com Ana Rita Genoveva (de Borges), falecida na freguesia de São Miguel de Alfama; a 2.ª, em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, na Ermida de São Rafael, a 15.10.1785, sendo dispensados em 1.º e 2.º grau de afinidade (porém deve ser noutro grau, possivelmente 3.º e 4.º), sendo testemunhas Manuel de Queirós Mascarenhas e José Veríssimo Correa Morgadinho, com Ana Francisca Clemência (de Borja ou de Borges), (a) natural de Lisboa, freguesia de São Tiago, baptizada a 11.12.1759, moradora em solteira na Rua da Adiça, da freguesia de São Miguel de Alfama, filha de João Pedro da Silva Botelho, (b) e de sua mulher, Genoveva Maurícia, (c); neta paterna dos irlandeses: Pedro José Goloz e Josefa Maria Rita; neta materna de António de Almeida Castelo Branco, natural de Estarreja, freguesia de São Martinho de Salreu, morador na Calçadinha da Graça, em Lisboa, e recebido na freguesia da Sé, a 26.9.1734, com Francisca Maria, avó materna, natural de Porto de Mós.
(a) Ana Francisca Clemência, foi irmã de:
- Pedro, que nasceu em Lisboa, na freguesia de São Tiago, baptizado a 28.9.1761, sendo padrinho o Dr. Padre José Pereira de Morais, desembargador do Santo Ofício, e madrinha Maria Rosa tia do baptizado, que tocou com procuração sua, o seu pai, António de Almeida Castelo Branco.
- Angélica, que nasceu em Lisboa, na freguesia de São Tiago, baptizada a 30.4.1764, sendo padrinho Bento António de Azevedo Pereira.
(b) João Pedro da Silva Botelho, nasceu em Lisboa, freguesia de Santa Catarina, baptizado a 31.8.1733, sendo padrinho João Caetano Tovel e Maria Geni, e foi irmão de Francisca, que nasceu em Lisboa, freguesia de Santa Catarina, baptizada a 18.11.1735, sendo padrinho Paulo Gelati.
(c) Genoveva Maurícia, nasceu em Lisboa, freguesia da Sé, baptizada a 24.8.1738, sendo padrinho o Reverendo Desembargador Francisco Pereira da Cruz e madrinha Felipa da Encarnação, e foi irmã de:
- Rita, que nasceu em Lisboa, freguesia da Sé, a 22.5.1744, sendo padrinho João da Costa Villasboas, e madrinha por procuração D. Rita Josefa de Zuniga e Vasconcelos, tendo tocado por ela seu pai o Doutor Caetano Francisco Xavier de Zuniga.
- Maria Rosa, madrinha de baptismo do seu sobrinho Pedro.

Do primeiro casamento entre José Francisco de Borja e Ana Rita Genoveva de Borges, tiveram:

3.1 – João José Francisco de Borja, administrador da Capela de Isabel Fernandes na Igreja de São Miguel de Alfama (Hospital de São José, escrivão Pontes, mç. 232, n.º 6, cx. 1433), morador na freguesia de São Miguel de Alfama, a Castelo Picão, que nasceu em Lisboa, baptizado na freguesia de São Salvador, cerca de 1765.
Casou duas vezes, a primeira em Lisboa, na freguesia de São Miguel de Alfama, no Oratório da residência do noivo, no Beco de Santa Helena, a 15.8.1799, com D. Páscoa Sebastiana de Almeida Sousa (e Borges), baptizada na freguesia de Santa Catarina, moradora em solteira na freguesia da Madalena, e que faleceu na freguesia de São Miguel de Alfama, a Castelo Picão, a 22.10.1815, sendo filha de António Nicolau de Sousa e de sua mulher D. Ana Joaquina de Almeida; e a segunda vez, em Lisboa, registado na freguesia de São João, a 11.2.1822, e realizado na Ermida de Nossa Senhora do Monte, pertencente à freguesia dos Anjos, com D. Maria Gertrudes (de Miranda), moradora em solteira na freguesia São João da Praça, baptizada na freguesia da Madalena, e viúva de Domingos Afonso de Miranda, sendo testemunhas deste casamento o Rev.º José Baracho de Bulhões, e José Pinheiro Borges,morador em Évora, irmão? do noivo, e tiveram:

Do segundo casamento entre João José Francisco de Borja e D. Maria Gertrudes de Miranda:

4.1 – José, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, a 13.3.1823, baptizado no dia 14.4.1823, no Oratório da residencia dos seus pais, a Castelo Picão, sendo padrinhos o Exmo. Conselheiro de Estado João da Cunha? Souto- Mayor, e madrinha Nossa Senhora, por quem tocou com a prenda da mesma Senhora o Exmo. Marquês de Vagos,morador ao Colégio dos Nobres, freguesia de São Mamede.

4.2 – Ana Rita, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, a 19.6.1824, baptizada no dia 13.8.1824, no Oratório da residencia dos seus pais, a Castelo Picão, sendo padrinho o Exmo. Marquês de Vagos Dom José de Noronha e pegou com procuração seu irmão o Exmo. Conde dos Arcos, Dom Manuel de Noronha, e tocou por madrinha a Exma. Marquesa de Vagos, Dona Joana Telo da Silva, moradores o padrinho e a madrinha ao Colégio dos Nobres, freguesia de São Mamede.

3.2? – José Pinheiro Borges, morador em Évora, testemunha no segundo casamento do seu irmão João José Francisco de Borja.

3.3 – D. Joaquina Rosa Francisca de Borges, natural e baptizada em Lisboa, freguesia do Salvador, em de 1780.
Casou em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, a 20.9.1829, com António Ferreira, natural e baptizado na freguesia de São Martinho do Couto, Bispado do Porto, em 1788, filho de António Ferreira e de sua mulher Gertrudes Maria.

Do segundo casamento entre José Francisco de Borja e Ana Francisca Clemência de Borja, tiveram:

3.4 – Tomásia, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, a 6.3.1786, sendo padrinho Pedro Tomás Pinheiro de Aragão com procuração que deu a José Francisco de Borja.

3.5 – D. Ana Inácia Genoveva de Borja, que segue no § 2.º.

3.6 – José, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, baptizado a 30.7.1789, sendo padrinho António Nicolau de Sousa.

3.7 – José, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, a 5.9.1791, sendo padrinho Dom António José Saldanha da Câmara, morador a Santa Apolónia, freguesia de Santa Engrácia.

3.8 – D. Teresa Rita Clemência de Borja, moradora a Castelo Picão, natural e baptizada em Lisboa, na freguesia de São Miguel de Alfama, em 1809.
Casou, em Lisboa, na freguesia de São Miguel de Alfama, a 13.8.1829, com João António dos Reis, natural da freguesia de Santa Maria de Nine, Arcebispado de Braga, em 1799, filho de Domingos Francisco Gomes e de sua mulher Ana Gomes.

§ 2.º

3.5 – D. Ana Inácia Genoveva de Borja, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, baptizada a 1.3.1788, sendo padrinho Francisco de Paula Olbeche Granat de Oliveira da Cunha e Silva, professo na ordem de Cristo e Fidalgo da Casa de Sua Majestade, por procuração que apresentou Manuel Marques Monteiro, e madrinha Dona Bernarda Teresa Caupers de Sande e Vasconcelos, por procuração que apresentou Caetano José de Sousa. Foi moradora depois de casada a Castelo Picão, ou na Rua da Adiça, ambas na freguesia de São Miguel de Alfama, e depois na freguesia de São Tomé, Rua de São Tomé, da cidade de Lisboa.
Casou em Lisboa, freguesia do Socorro, a 14.9.1819, com Pascoal José de Moura, cirurgião, natural no concelho de Nisa, na vila da Amieira, a 23.3.1793, filho de José Nunes de Moura e de sua mulher Maria Gonçalves Corado, moradores na vila da Amieira; neto paterno de João Dias Nunes e de sua terceira mulher Maria de Moura Pestana; neto materno do Doutor José Martins Faquinha, médico, e de sua mulher Violante Gonçalves Corado, esta última, filha de Pascoal Camelo, neta paterna de Diogo Dias Camelo (ou Dias Laborão), e sobrinha-neta de António Aires Camelo, lavrador da vila da Amieira, que, não tendo descendência, instituíu três Capelas em favor dos seus sobrinhos (Arquivo Distrital de Portalegre, Tombo de Capelas e Morgados: PT-ADPTG-PCPTG-2-9-a.log, imagem 990). Deste casamento tiveram:

4.1 – D. Maria José Adelaide de Moura, natural de Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, a 31.6.1820, sendo padrinho José Maria Monteiro, e por procuração, o seu filho Francisco de Paula Monteiro, e madrinha D. Ana Clemência de Borja, moradora a Castelo Picão (avó materna). Foi moradora depois de casada na Quinta das Conchas, em Vila Franca de Xira, freguesia de Vialonga (Revista Lusófona de Genealogia e Heráldica, n.º 7, pág. 211).
Casou em Loures, na freguesia de São Julião do Tojal, na Capela de Nossa Senhora do Rosário da Quinta das Maduras, a 22.9.1842, com Francisco José de Quintanilha e Mendonça, administrador dos concelhos da Moita, Alhandra e Alverca do Ribatejo, com geração.

4.2 – Francisco, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, baptizado a 30.10.1821, sendo padrinho o Rev.º Padre Francisco José Martins Mata, e madrinha D. Joaquina Rosa Mascarenhas.

4.3 – D. Maria Carlota de Moura, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, baptizada a 17.05.1823, sendo padrinho António Joaquim de Sales Gameiro. Por carta de 23.5.1860, recebeu de seu pai, juntamente com as suas irmãs Guilhermina e Maria Teodora, a pensão anual de 60$000, cada uma (Registo Geral de Mercês, D. Pedro V, livro 17, fls. 226).

4.4 – D. Guilhermina Maria Amância de Moura, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, baptizada a 20.4.1824, sendo padrinho o seu tio materno João José Francisco de Borja, e madrinha D. Maria Rosa da Cruz Taça, e tocou por ela o seu marido Tomás Taço. Por carta de 23.5.1860, recebeu de seu pai, juntamente com as suas irmãs Maria Carlota e Maria Teodora, a pensão anual de 60$000, cada uma (Registo Geral de Mercês, D. Pedro V, livro 17, fls. 226).

4.5 - D. Maria Teodora de Moura, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, a 09.05.1825, sendo padrinho D. Francisco de Alarcão Velasques Sarmento e madrinha Maria Gertrudes de Miranda, moradora a Castelo Picão, tendo tocado com sua procuração João José Francisco de Borja (seu marido e tio materno da baptizada). Por carta de 23.5.1860, recebeu de seu pai, juntamente com as suas irmãs Maria Carlota e Guilhermina, a pensão anual de 60$000, cada uma (Registo Geral de Mercês, D. Pedro V, livro 17, fls. 226).

4.6 – Luís, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, a 01.09.1826, sendo seus pais Pascoal José de Moura e D. Ana Inácia Genoveva de Borja moradores na Rua da Adiça, da mesma freguesia. Foi padrinho Luís da Cruz e madrinha sua mulher Ana Maria da Cruz, tendo tocado com sua procuração José Faustino de Matos.

4.7 – António Maria Nunes de Moura, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Miguel de Alfama, a 13.09.1827, sendo padrinho Dom António da Expectação, Cónego Regrante de Santo Agostinho, morador no Mosteiro de São Vicente de Fora, e pegou com procuração sua Manuel Caetano da Costa, e madrinha Ana Clemência de Borja (avó materna), e tocou com procuração sua José Faustino de Matos. António Maria foi padrinho de baptismo da sua irmã Maria, que nasceu na freguesia de São Tomé, a 20.05.1832.

4.8 – Maria, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Tomé, a 13.08.1828. Sendo seus pais moradores às Escolas Gerais. Foi padrinho António Maria Gentil e madrinha a Ilustríssima D. Francisca de Miranda Henriques, por seu procurador e marido José Leite Pereira de Foyos. Poderá esta Maria ser uma das irmãs Maria Carlota ou Maria Teodora, acima indicadas.

4.9 – José Lino Nunes de Moura, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Tomé, a 25.09.1829, sendo padrinho José Joaquim Antunes e madrinha D. Maria José Taça, tendo tocado com sua procuração Francisco José de Matos Serrano. José Lino foi padrinho de baptismo do seu sobrinho Pascoal Lino de Quintanilha e Mendonça, filho da sua irmã, D. Maria José Adelaide de Moura Quintanilha. Poderá ser este José Lino Nunes de Moura, o mesmo José Maria Nunes de Moura que casou com D. Adelaide Isabel em 4.15?

4.10 – Maria, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Tomé, a 11?.09.1830. Poderá esta Maria ser uma das irmãs Maria Carlota ou Maria Teodora, acima indicadas.

4.11 – João Maria Nunes de Moura, nasceu possivelmente em 1831. Foi 3.º oficial da alfândega de consumo de Lisboa (Revista Raízes & Memórias – n.º 20, pág. 59). Surge como testemunha no casamento de Pascoal Lino de Quintanilha e Mendonça, como tio materno do nubente.

4.12 – Maria, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Tomé, a 20.05.1832, sendo padrinho Luís da Cruz e madrinha Nossa Senhora da Conceição tendo tocado com a prenda o seu irmão António Maria. Poderá esta Maria ser uma das irmãs Maria Carlota ou Maria Teodora, acima indicadas.

4.13 – Pedro, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Tomé, a 14.07.1833, filho legítimo de Pascoal José de Moura e de Dona Ana Inácia Genoveva Borges de Moura, sendo padrinho António Pinto da Fonseca Neves, Major de Artilharia e Governador do Forte de Caxias (conforme assento de baptismo do seu filho, de 27.04.1835, da mesma freguesia), e madrinha Nossa Senhora da Conceição.

4.14 – José Maria Nunes de Moura, que nasceu em 1834? (não foi encontrado o seu assento de baptismo), e casou com D. Adelaide Isabel Conde, com descendência na família “de Matos Fernandes”, conforme http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=233681. Poderá ser este José Maria Nunes de Moura o mesmo José Lino Nunes de Moura em 4.10?

Relativamente a António de Almeida Castelo Branco, casou em Lisboa, freguesia da Sé, a 26.9.1734, com Francisca Maria, sendo o noivo natural de Estarreja, freguesia de São Martinho de Salreu, filho de Matias de Paiva e de sua mulher Francisca de Almeida; e a noiva, natural de Porto de Mós, freguesia de São João do Alqueidão da Serra, filha de Manuel Lopes e de sua mulher Isabel Gomes.

Agradeço qualquer informação sobre as pessoas mencionadas.

Com os melhores cumprimentos,
Vasco Quintanilha Fernandes

Resposta

Link directo:

RE: Família Borja (ou de Borges) de Lisboa, São Miguel de Alfama

#334900 | peninha | 07 Set 2013 23:05 | Em resposta a: #334851

Caro Vasco Quintanilha Fernandes

Esperando que de alguma forma satisfaça a sua pretensão:

D. Maria da Madre Deus Godinho é filha do Dr. José Correia Godinho da Costa e de sua mulher D. Mariana Firmina Ferreira; neta paterna de José Correia da Costa e de D. Am… Joaquina; neta materna de José Gomes Ferreira e de D. Francisca Rosa Baptista Benedita de Borja; O Dr. José Correia Godinho da Costa e D. Mariana Firmina Ferreira casaram, em 24 de Agosto de 1825, no Oratório das Casas de D. Francisca Rosa Baptista na freguesia da Madalena da cidade de Lisboa, foram testemunhas deste casamento José Ferreira Prego, Cavaleiro Professo da Ordem de Cristo, e Joaquim Pedro Ferreira, irmãos da Contraente, Etombo C3 578; Ao Dr. José Correia Godinho da Costa foi concedido o título de Visconde de Correia Godinho; Em 7 de Janeiro de 1856 D. Maria da Madre Deus Godinho casou com José Ferreira Prego, 2.º Barão de Samora Correia, viúvo de Mariana do Carmo Vitoria Rocha; Assento de casamento em 7/1/1856 de D. Maria da Madre Deus Godinho com o seu parente José Ferreira Prego, 2.º Barão de Samora Correia, Lisboa, Coração de Jesus , C4, 95 Etombo.

Com os meus cumprimentos,

António Pena Monteiro

Resposta

Link directo:

RE: Família Borja (ou de Borges) de Lisboa, São Miguel de Alfama

#334907 | V.Q.F. | 08 Set 2013 11:22 | Em resposta a: #334900

Caro António Pena Monteiro,

Agradeço as informações que enviou.

O avô materno de D. Francisca Rosa Baptista Benetida de Borja, Francico Lopes dos Santos, que consultei aqui na base de dados chamou-me a atenção. Será que tem algum parentesco com o meu antepassado António Lopes de Almeida, ou com António Lopes Valente? O primeiro é o pai de José Francisco de Borja e o segundo seu avô materno. A existir algum parentesco poderia ser por aí?

Cumprimentos,
Vasco Quintanilha Fernandes

Resposta

Link directo:

RE: Família Borja (ou de Borges) de Lisboa, São Miguel de Alfama

#334941 | peninha | 08 Set 2013 22:41 | Em resposta a: #334907

Caro Vasco Quintanilha Fernandes

A minha investigação não foi mais longe do que aqui reportado.

Contudo, esta minha investigação está conexa com outra, em estado ainda mais incipiente, relativa às famílias Silva e Maldonado que envolve o Arquitecto/Coronel Manuel Caetano de Sousa, bem como, um Capitão Manuel da Silva, da Vila de Mafra (este ascendente de um dos investigados), João Caetano de Brito Maldonado Bandeira, Professo da Ordem de Cristo, da cidade de Évora, D. Rosa Josefa da Ribeira Souza e Vasconcelos, da cidade de Évora, quiçá algum deles lhe dê uma pista.

Com os meus cumprimentos,

António Pena Monteiro

Resposta

Link directo:

José Lino Nunes de Moura

#335938 | V.Q.F. | 27 Set 2013 22:55 | Em resposta a: #334380

(continuação)

Continuando a divulgar informações genealógicas sobre esta família Borja de São Miguel de Alfama, nomeadamente de um dos filhos de Pascoal José de Moura e de sua mulher D. Ana Inácia Genoveva de Borja:

José Lino Nunes de Moura, nasceu em Lisboa, freguesia de São Tomé, a 25.09.1829, sendo padrinho José Joaquim Antunes e madrinha D. Maria José Taça, tendo tocado com sua procuração Francisco José de Matos Serrano. José Lino foi padrinho de baptismo do seu sobrinho Pascoal Lino de Quintanilha e Mendonça, filho da sua irmã, D. Maria José Adelaide de Moura Quintanilha.

Casou em Lisboa, freguesia da Madalena, a 13.12.1853, com D. Emília Fausta Fallé Barreto, viúva de Rodrigo de Campos Pereira Barreto, com quem se casou a primeira vez, em Lisboa, freguesia da Sé, a 15.01.1848, filha de António Fallé da Silveira Barreto, e de D. Constança Fausta Barbosa Montanha.

Rodrigo de Campos Pereira Barreto era filho do Illmo. Senhor João de Campos Pereira Barreto, Juiz de Direito da 5.ª Vara de Lisboa (cargo indicado no assento de baptismo de Adelina, filha do 1.º casamento de D. Emília Fausta Fallé Barreto, em Lisboa, São Vicente de Fora, baptizada a 7.1.1849), e de sua mulher Dona Mariana Julia de Campos Pereira Barreto, e era irmão do Illmo. Doutor Afonso de Campos Pereira Barreto.

Outros dados biográficos de Pascoal José de Moura, pai deste José Lino Nunes de Moura, de D. Maria José Adelaide de Moura, de João Maria Nunes de Moura, etc.:

Pascoal José de Moura, foi:

1.º cirurgião da fragata “Pérola” (Documentos Manuscritos Avulsos da Capitania de Pernambuco - http://books.google.pt/books?id=0ZqQuBChgowC&pg=PA338&lpg=PA338&dq=Pascoal+Jos%C3%A9+de+Moura&source=bl&ots=4AYQ5UGAF0&sig=9GIDkQJYlX1FpatmspLihOqYJOw&hl=pt-PT&sa=X&ei=6uEwUq-yM9Pn7AbDtIDwDg&ved=0CFEQ6AEwBQ#v=onepage&q=Pascoal%20Jos%C3%A9%20de%20Moura&f=false)

Que em cumprimento da Real Ordem de 30 de Novembro de 1832, contribuiu com 1$200 reis para o vestuário e mais fornecimento do Exército em Operações (Gazeta de Lisboa, parte I, edições 1-172 - http://books.google.pt/books?id=ag8wAAAAYAAJ&pg=PA363&lpg=PA363&dq=Pascoal+Jos%C3%A9+de+Moura&source=bl&ots=fTD0jJb5sI&sig=NsJwynVgWU_14z9aHMBA0wg-88k&hl=pt-PT&sa=X&ei=YOMwUsr-OcS57AbW54CAAg&ved=0CDgQ6AEwAjgK#v=onepage&q=Pascoal%20Jos%C3%A9%20de%20Moura&f=false)

Foi subscritor da revista “Recreio – Jornal das Famílias” - http://books.google.pt/books?id=E1koAQAAMAAJ&pg=PA314&lpg=PA314&dq=Pascoal+Jos%C3%A9+de+Moura&source=bl&ots=adzfAu1wAJ&sig=OaoOx7ZFjs24CqsxN3OPmNWr2Xc&hl=pt-PT&sa=X&ei=YOMwUsr-OcS57AbW54CAAg&ved=0CD8Q6AEwBDgK#v=onepage&q=Pascoal%20Jos%C3%A9%20de%20Moura&f=false

Com os melhores cumprimentos,
Vasco Quintanilha Fernandes

Resposta

Link directo:

Barbosa Montanha

#336025 | V.Q.F. | 29 Set 2013 22:30 | Em resposta a: #334380

(continuação)

Genealogia da família Barbosa Montanha:

1 – Sebastião José Barbosa Montanha, Juiz dos Direitos Reais de Vila Franca de Xira, natural e baptizado em Vila Franca de Xira, freguesia de São Vicente Martir, filho legítimo do capitão? Luís? António Barbosa …? (assento do primeiro casamento de Sebastião José ilegível), e de …? Maria …?.

Casou duas vezes, a primeira em Lisboa, freguesia de Alcântara, a 21.6.1789, (C5, fls. 91) com D. Maria José da Conceição Moniz, falecida na freguesia de São Vicente Martir de Vila Franca de Xira; e a segunda, em Lisboa, na freguesia de São Vicente de Fora, a 18.12.1818, (C7, fls. 102 v.º), com Illma. D. Ana da Madre de Deus de Campos Limpo Figueiredo de Mello, natural e baptizada em Lisboa, na freguesia de São Vicente de Fora, filha legítima do Desembargador António de Campos Limpo Figueiredo e Mello, e da Illma. Dona Ana Teodora Tiburcia de Ath.e Pimentel. Foi testemunha do segundo casamento António Fallé da Silveira Barreto.

Do primeiro casamento tiveram:

2.1 – D. Constança Fausta Barbosa Montanha, natural e baptizada em Vila Franca de Xira, freguesia de São Vicente Martir. Casou em Lisboa, freguesia de São Paulo, a 30.10.1810, (C4, fls. 117 v.º), com António Fallé da Silveira Barreto, natural do Arcebispado de Évora, administrador vitalício da Capela instituída por Fernão Nunes Manhares na vila de Alter do Chão, para o seu filho do mesmo nome (Registo Geral de Mercês, D.João VI, liv.20, fls.26) filho de José Valentim e de Jerónima Luisa, o qual enviuvando passou a segundas núpcias em Lisboa, freguesia de Santa Engrácia, a 5.1.1839 (C13, fls. 170 v.º), com D. Ana Eugénia, viúva de Anastácio Teixeira de Lemos, e tiveram:
3.1 – António Fallé da Silveira Barreto, coronel (Arquivo Histórico Militar, Projecto GERMIL, referência PT/AHM/G/LM/A-02/22/0052), sendo à data do seu casamento tenente de caçadores número seis, natural e baptizado em Lisboa, freguesia de São Tiago. Casou em Lisboa, na freguesia de São Cristóvão, a 9.3.1850, (C4, fls. 24), com D. Maria Alexandrina Verde, natural e baptizada em Lisboa, freguesia da Madalena, filha legítima de António José Verde e de sua mulher D. Joana Rosa de Christo. D. Maria Alexandrina era irmã de José Anastácio Verde.
3.2 – D. Emília Fausta Fallé Barreto, natural e baptizada em Lisboa, freguesia de São Julião. Casou duas vezes: a primeira em Lisboa, na freguesia da Sé, a 15.1.1848, (C17, fls. 137 v.º), com Rodrigo de Campos Pereira Barreto, filho do Illmo. Senhor João de Campos Pereira Barreto, Juíz de Direito da 5.ª Vara de Lisboa, e de sua mulher D. Mariana Julia de Campos Pereira Barreto; e a segunda, em Lisboa, na freguesia da Madalena, a 13.12.1853, (C3, fls. 171 v.º), com José Lino Nunes de Moura, filho de Pascoal José de Moura, cirurgião, e de sua mulher D. Ana Inácia Genoveva de Borja. Do primeiro casamento tiveram:
4.1 – Adelina, que nasceu em Lisboa, freguesia de São Vicente de Fora, a 11.11.1848 (B10, imagem 610).

2.2 – Joaquim José Barbosa Montanha, natural e baptizado em Vila Franca de Xira, freguesia de São Vicente Martir. Casou em Lisboa, na freguesia de São Tiago, a 18.6.1838, (C5, fls. 80 v.º), com D. Joaquina Ludovina Gil Tarouca Strauss, viúva de Teotónio Jacob Strauss, falecido na freguesia de São José. A contraente casou por procuração feita a António Fallé da Silveira Barreto.

Com os melhores cumprimentos,
Vasco Quintanilha Fernandes

Resposta

Link directo:

Borjas, de Lisboa, São Miguel de Alfama, Rua de Castelo Picão

#366151 | fsomr | 15 Fev 2016 13:01 | Em resposta a: #336025

Sousa, de Lisboa
I. António-Nicolau de Sousa
Baptizado na freguesia de Santa Catarina do Monte Sinai, Lisboa.
Casado com D. Ana-Joaquina de Almeida na freguesia de São Julião, Lisboa.
Filhas:

1(II) D. Maria-do-Carmo de Sousa, que segue.

2(II) D. Páscoa-Sebastiana de Almeida e Sousa
Casou na freguesia de Santa Catarina do Monte Sinai, Lisboa, em 15 de agosto de 1779, com João-José-Francisco de Borja , que nasceu na freguesia do Salvador, Lisboa, em 1765, filho de José-Francisco Borges e de sua mulher Ana-Rita-Genoveva. João-José-Francisco de Borja era administrador da capela de Isabel Fernandes na Igreja de São Miguel de Alfama e foi morador na freguesia de São Miguel de Alfama, no Beco de Santa Helena e na Rua de Castelo Picão .

II. D. Maria-do-Carmo de Sousa
Baptizada na freguesia de Santa Isabel, Lisboa, em 7 de junho de 1756 .
Casou, na freguesia da Madalena, Lisboa, em 24 de fevereiro de 1779 , com Manuel Ferreira da Costa, baptizado na freguesia dos Mártires, Lisboa , filho de Manuel Ferreira da Costa, natural da freguesia de São Julião, Lisboa, e de sua mulher Rosa-Maria-Caetana, baptizada na freguesia dos Mártires, Lisboa.
Filha:

III. D. Maria-do-Carmo
Baptizada na freguesia de São Julião, Lisboa, em 5 de junho de 1791 , sendo padrinho o conselheiro Anselmo-José da Cruz Sobral.
Casou, na freguesia de São Sebastião da Pedreira, Lisboa, em 2 de fevereiro de 1816 , com Tomé-Gualberto de Miranda, Natural da freguesia dos Anjos, Lisboa, onde foi baptizado em 9 de janeiro de 1791 , sendo padrinho seu tio Simão-José de Gouveia.
À data do seu baptizado seu pai já tinha morrido.
Era filho de João-Gualberto de Miranda que nasceu na freguesia dos Anjos, Lisboa, em 1762 e de sua segunda mulher com quem casou na paroquial igreja dos Anjos, Lisboa, em 30 de maio de 1786, com Ana-Maria dos Santos, baptizada na freguesia dos Mártires, Lisboa, filha de Bernardino-José Cardoso e de sua mulher Catarina-Inácia. Foram testemunhas José-Crisóstomo e José de Sousa .
Ana-Maria dos Santos era viúva de Tomás Salviate, que morreu no hospital da cidade de Beja e com quem casara na freguesia de Santa Engrácia, Lisboa, em 10 de dezembro de 1776 .
Tomé-Gualberto de Miranda tinha cabelos loiros e olhos azuis.
Residia na rua de São Sebastião da Pedreira.
Assentou praça em 5 de janeiro de 1809, tinha 18 anos.
Foi empregado da Casa da índia e Mina: primeiro como ajudante do despachante Manuel Teixeira de Carvalho e depois como despachante em seu próprio nome.
Em 28 de novembro de 1814 era nomeado alferes da 5ª Companhia do Regimento de Voluntários Reais de Milícias a Pé de Lisboa Ocidental .
Nomeado escrivão das sisas e do almoxarifado da vila de Ponte do Lima em 29 de novembro de 1819 .
Filhos:

1(IV) Paulino-Gualberto de Miranda, que segue.

2(IV) D. Margarida-Senhorinha de Miranda

3(IV) D. Rosa-Zeferina de Miranda
Baptizada na freguesia das Mercês, Lisboa, em 19 de fevereiro de 1817.

IV. Paulino-Gualberto de Miranda

Resposta

Link directo:

Borjas, de Lisboa, São Miguel de Alfama, Rua de Castelo Picão

#366153 | fsomr | 15 Fev 2016 13:05 | Em resposta a: #336025

BARBOSA MONTANHA
I. D. Maria-Cláudia-Ernesta Montanha
Bap. na freg. de Vitória da vila de Estremoz, arcebispado de Évora.
Casou em Valência de Alcântara, Espanha, com o Capitão Luiz-António Barbosa Ribeiro, bap. na freg. de Povos.
Moravam na rua das Pedras em Vila Franca de Xira.
Em 1796 eram ambos defuntos.
Filhos:

1(II) Sebastião-José Barbosa Montanha, que segue.

2(II) D. Úrsula-Brígida Barbosa Montanha
Bap. pelo Padre Francisco Ribeiro de Figueiredo na freg. de S.Vicente de Vila Franca de Xira em 5 de março de 1764 , sendo padrinho o Desembargador António-José da Cunha e madrinha D. Ana Manoel.
Casou em Vila Franca de Xira, na mesma freg. em 4 de agosto de 1796 , nas casas de seus pais, por estar “em perigo de vida e sem esperança de vencer a gravíssima moléstia em que se achava”, como constava da certidão do Médico Alberto Carneiro de Figueiredo e do Cirurgião Domingos-Joaquim de Oliveira, com o Capitão Joaquim-Pedro de Sousa, Cavaleiro da Ordem de Cristo , bap. na mesma freg., filho do Capitão-Mor Joaquim-José de Sousa e de sua mulher D. Caetana-Joaquina de Mascarenhas, e irmão de António-Feliciano de Sousa, 1º Barão de Vila Franca da Restauração .
Foram padrinhos o Reverendo José-Joaquim de Sousa, irmão do contraente e o Beneficiado Feliciano-Santa-Ana de Faria e Costa, notário apostólico.
Filhos:

1(III) D. Maria de Sousa Barbosa Montanha
Bap. na freg. de S.Vicente de Vila Franca de Xira em 15 de fevereiro de 1792 .

2(III) D. Mariana de Sousa Barbosa Montanha
Bap. na freg. de S.Vicente de Vila Franca de Xira em 4 de outubro de 1793

3(III) Joaquim-Pedro de Sousa Barbosa Montanha
Bap. na freg. de S.Vicente de Vila Franca de Xira em 2 de novembro de 1794 , sendo padrinhos os Padres Luiz-António Gonçalves Borges e Manoel de Andrade Aranha.
Em 1810, em Évora, pede para ser dispensado da tropa pois tem uma casa e lavoura em Vila Franca, é filho único e tem que ajudar sua Mãe e padrasto Em 29 de setembro de 1823 recebe a Medalha da Fidelidade.
Alferes em 1825.
Tenente em 1827.
Tenente de Cavalaria em 28 de setembro de 1828.
Desliga-se por decreto de 27 de maio de 1828 por não ser afecto ao sistema da usurpação e sim ao da legitimidade.
Morreu em 15 de maio de 1837, sendo Capitão adido ao forte da Cruz Quebrada, Cavaleiro da Ordem de Cristo .

II. Sebastião-José Barbosa Montanha
Nasceu em Vila Franca de Xira.
Casou, pela primeira vez, com D. Maria-José de Moniz, na freg. de S.Pedro de Alcântara, Lisboa.
Casou, pela segunda vez, a 18 de dezembro de 1818 na freg. de S.Vicente de Fora, Lisboa , com D. Ana-da-Madre-de-Deus de Campos Limpo Figueiredo e Melo, filha do Desembargador António de Campos Limpo Figueiredo e Melo e de sua mulher D. Ana-Teodora-Tibúrcia de Ataíde Pimentel, sendo testemunhas Joaquim-Rafael do Vale e António Falé da Silveira Barreto.
Foi Juiz das Sizas de Vila Franca de Xira em 1789 .
Filhos do 1º casamento:

1(III) Joaquim-José Barbosa Montanha , que segue.

2(III) D. Constança-Fausta Barbosa Montanha
Nasceu na freguesia de S. Vicente Mártir, Vila Franca de Xira
Casou na freguesia de S. Paulo, Lisboa, a 30 de outubro de 1810, com António Falé da Silveira Barreto , natural de Évora, filho de José Valentim e de sua mulher Jerónima Luísa.
Filhos:

1(IV) D. Emília-Fausta Fallé Barreto
Casou, pela 1ª vez, na freguesia da Sé, Lisboa, a 15 de janeiro de 1848, com Rodrigo de Campos Pereira Barreto , filho de João de Campos Pereira Barreto, juiz de direito da 5ª vara da Comarca de Lisboa, e de sua mulher D. Mariana-Júlia de Campos Pereira Barreto.
Casou, pela 2ª vez, na freguesia da Madalena, Lisboa, a 13 de dezembro de 1853, com José Lino Nunes de Moura , que nasceu na freguesia de S. Tomé, Lisboa, a 25 de setembro de 1829, filho de Pascoal-José de Moura, que nasceu no Priorado do Crato, vila Amieira, São Tiago Maior a 23 de março de 1793, e de sua 1ª mulher D. Ana-Inácia-Genoveva Borja, que nasceu na freguesia de S. Miguel de Alfama, Lisboa, a 1 de março de 1788, fila de José Francisco Borges .

Filha do 1º casamento:

1(V) D. Adelina
Nasceu na freguesia de São Vicente de Fora, Lisboa, a 11 de novembro de 1848.

2(IV) António Fallé da Silveira Barreto
Nasceu na freguesia de S.Tiago, Lisboa.
Casou na freguesia de S. Cristovão, Lisboa, a 9 de março de 1850, com D. Maria-Alexandrina Verde, filha de António-José Verde e de sua mulher Joana-Rosa de Cristo.
Coronel, à data do seu casamento era tenente de Caçadores nº6.

Resposta

Link directo:

Borjas, de Lisboa, São Miguel de Alfama, Rua de Castelo Picão

#366168 | V.Q.F. | 15 Fev 2016 19:31 | Em resposta a: #366153

Caro Francisco Montanha Rebelo,

Agradeço muito as informações que enviou e que completam aquilo que eu já tinha consultado.
Fica ainda a dúvida da origem do apelido Borja, que se uniu por casamento às famílias que documentou.
Com os melhores cumprimentos,
Vasco Quintanilha Fernandes

Resposta

Link directo:

Borjas, de Lisboa, São Miguel de Alfama, Rua de Castelo Picão

#366188 | fsomr | 16 Fev 2016 10:32 | Em resposta a: #366168

caro Vasco,
se me enviar o seu endereço de email eu envio-lhe as informações com as respectivas fontes.
abraço
FMR
francisco.rebelo@brisa.pt

Resposta

Link directo:

Borjas, de Lisboa, São Miguel de Alfama, Rua de Castelo Picão

#367054 | nc19852a | 16 Mar 2016 11:23 | Em resposta a: #334380

Boa tarde, venho pedir mais informações sobre Pedro Francisco de Borja Xavier dos Santos, que foi padrinho de Batismo de Antonio Xavier de Brito, filho de Vitorino Xavier dos Santos e de Mariana Felicia de Brito,Ant. foi batisado na freguesia da Ajuda http://digitarq.arquivos.pt/viewer?id=4812356 351/352.TIF

Com os meus melhores cumprimentos,

Alberto X. de Brito

Resposta

Link directo:

Borjas, de Lisboa, São Miguel de Alfama, Rua de Castelo Picão

#383948 | V.Q.F. | 27 Ago 2017 02:20 | Em resposta a: #334851

Boa noite,

Em complemento à mensagem #334851, consultei os seguintes registos paroquiais:

Lisboa, Santo Estêvão de Alfama, casamento de 5.11.1884, assento n.º 25:

"Aos cinco dias do mês de Novembro do ano de mil oitocentos e oitenta e quatro, nesta Capela da Boa Nova, que serve de Igreja paroquial de Santo Estêvão de Lisboa, na minha presença compareceram os nubentes: João Marçal Pires, e D. Maria Augusta Luísa de Moura Pato Moniz, os quais sei serem os próprios, com uma provisão de dispensa de proclamas do Eminentíssimo e Reverendíssimo Senhor Cardeal Patriarca de Lisboa, datada em trinta d'Outubro do corrente ano, que fica arquivada sob o número vinte e seis, e sem impedimento algum canónico ou civil para o casamento: ele de idade de vinte e três anos, solteiro, empregado público, natural e baptizado na freguesia de São Miguel desta cidade, morador nesta freguesia, filho legítimo de João Sabino Pires, já falecido, e de Dona Joana Maria da Conceição: ela de idade de trinta anos, solteira, sem profissão, natural e baptizada na freguesia de Santa Catarina desta cidade, moradora nesta freguesia, filha natural de Estêvão Augusto Pereira Pato Moniz, baptizado na do Tojal, e de Dona Maria Teodora de Moura, baptizada na de São Tomé anexa à de São Vicente de Fora desta capital: os quais nubentes se receberam por marido e mulher, e os uni em matrimónio procedendo em todo este acto conforme o rito da Santa Madre Igreja Católica Apostólica Romana. Foram testemunhas presentes que sei serem os próprios: Doutor Herculano de Sá Correia, solteiro, facultativo naval, morador na Rua do Jardim do Tabaco número trinta e três, primeiro andar, e Joaquim Ciríaco de Faria, solteiro, Chefe da primeira secção da Procuradoria Geral da ? e Fazenda, morador na Rua do Jardim do Tabaco número vinte e três terceiro andar, Dona Augusta Correia de Sá, solteira, Dona (rasurado - Merandolina) de Sá Correia, solteira, moradoras na casa da primeira testemunha e para constar lavrei em duplicado este assento que depois de ser lido e conferido neste os cônjuges e testemunhas comigo assinaram, declaro, que a emenda diz Merandolina, Era ut supra"

Lisboa, Santa Catarina, baptismo de 26.2.1885, imagem digital n.º 887

"Aos vinte e seis de Fevereiro de mil oitocentos e cinquenta e cinco baptizei solenemente a Maria Augusta que nasceu a sete de Julho do ano próximo passado filha natural de Estêvão Augusto Pereira Pato Moniz, baptizado na freguesia do Tojal, e de Dona Maria Teodora de Moura, baptizada na de São Tomé desta cidade, morador ele no Quartel de Infantaria n.º 7, freguesia da Ajuda, ela na Rua da ?, freguesia da Madalena neta paterna de Joaquim Manuel Pereira Pato Moniz, e Dona Maria José do Carmo de Quintanilha e Mendonça, materna de Pascoal José de Moura e Ana Ignácia Borges de Moura padrinho o Reverendo Francisco de Sousa Prado de Lacerda Prior da Chamusca actualmente morador na Rua dos ?, freguesia da Madalena a rogo e no impedimento da sobredita mãe assinou o mesmo Padrinho e juntamente o pai da sobredita baptizada"

Assim, Dona Maria Teodora de Moura, está indicada no ponto 4.8, da mensagem #334851, a qual recebeu de seu pai, o cirurgião Pascoal José de Moura, a pensão anual de 60$000, juntamente com as suas irmãs D. Guilhermina Maria Amância de Moura, e D. Maria Carlota de Moura.
Apesar de neste assento de baptismo de Santa Catarina, a mãe de D. Maria Teodora de Moura não ser tratada por “Dona”, nos registos paroquiais de Alfama e São Tomé onde foram baptizadas as filhas de Dona Ana Inácia Genoveva de Borja e Moura, surge com “Dona”.

Assim, curiosamente, verifica-se mais uma união entre estes Mouras e os Quintanilhas, já que a irmã de D. Maria Teodora de Moura, a minha antepassada D. Maria José Adelaide de Moura, casou com Francisco José de Quintanilha e Mendonça, por sua vez irmão de Dona Maria José do Carmo de Quintanilha e Mendonça, avó paterna de Dona Maria Augusta Luísa de Moura Pato Moniz.

Já anteriormente, o cirurgião Pascoal José de Moura casou segunda vez na Capela da Quinta do Sardoal, em São Julião do Tojal, propriedade de José Maria de Quintanilha e Mendonça Moniz, administrador do morgadio do Sardoal.

Com os melhores cumprimentos,
Vasco Quintanilha Fernandes

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 05 Mar 2021, 23:04

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen