Ajuda para leitura de assento - Félix José de Assunção

Este tópico está classificado nas salas: Arquivos | Bibliografia | Direito | Famílias | Pessoas

Ajuda para leitura de assento - Félix José de Assunção

#387211 | FilipeFlard | 05 Dez 2017 16:58

Caros confrades,

Volto a lhes pedir ajuda, pois não consigo ler o assento de baptismo de meu antepassado Félix José de Assunção:

"Em os trinta e um dias do mês de Dezembro e mil setecentos e trinta e nove anos, baptizei e pus os santos óleos a FÉLIX, filho de António José, baptizado na freguesia de [?] da vila de [?] e sua mulher TERESA DE JESUS, baptizada na freguesia de [?] recebidos [?]. São padrinhos: Jerónimo Pedro [?] de que fiz este assento no dia ut supra. O Cura [?]."
TIF 1138: http://digitarq.arquivos.pt/viewer?id=4821109

Suponho que seja o baptismo dele pelas informações que extraí do assento de matrimónio:
"Aos dezenove dias do mês de Fevereiro de mil setecentos e cinquetna e nove anos, de manhã, em presença de mim, Luís da Costa de Barbuda, prior nesta paroquial de Santa Engrácia, e das testemunhas abaixo assinadas e de outras pessoas, na forma do Sagrado Concílio Tridentino e das Constituições deste Patriarcado, se casaram, por palavras de presente, FÉLIX JOSÉ DE ASSUNÇÂO, filho legítimo de ANTÓNIO JOSÉ DE ASSUNÇÃO e de sua mulher TERESA DE JESUS, natural e baptizado na freguesia de São VIcente de Fora, e morador na de Santo Estêvão de Alfama, [...] desta Cidade e Patriarcado, com JOAQUINA ROSA DA SILVA, filha legítima de FRANCISCO ALVES DA SILVA e de sua mulher MARIA JOAQUINA, natural e baptizada na freguesia de Nossa Senhora dos Anjos, e moradora nesta de Santa Engrácia, [...] desta Cidade e Patriarcado. Foram testemunhas Joaquim dos Santos, morador nesta freguesia de Santa Engrácia, e José Joaquim Pereira, morador na freguesia de Santo Estêvão de Alfama. O Prior Luís da Costa de Barbuda."
TIF 76: http://digitarq.arquivos.pt/viewer?id=4816809

Cordiais cumprimentos,

FilipeFlard

Resposta

Link directo:

Ajuda para leitura de assento - Félix José de Assunção

#387231 | FilipeFlard | 06 Dez 2017 22:46 | Em resposta a: #387211

Creio ter conseguido decifrar mais um pouco, mas ainda não identifiquei com certeza as vilas.

"Em os trinta e um dias do mês de Dezembro e mil setecentos e trinta e nove anos, baptizei e pus os santos óleos a FÉLIX, filho de António José, baptizado na freguesia de São Salvador de [?] da vila de E [?] e sua mulher TERESA DE JESUS, baptizada na freguesia de Castelo [?] recebidos [?]. São padrinhos: Jerónimo Pedro [?] de que fiz este assento no dia ut supra. O Cura [?]."
TIF 1138: http://digitarq.arquivos.pt/viewer?id=4821109

Cordiais cumprimentos,

FilipeFlard

Resposta

Link directo:

Ajuda para leitura de assento - Félix José de Assunção

#387232 | jmmoreira | 06 Dez 2017 23:00 | Em resposta a: #387211

Boa noite,

Aqui vai a ajuda possível:
"Em os trinta e um dias do mês de Dezembro e mil setecentos e trinta e nove anos, baptizei e pus os santos óleos a FÉLIX, filho de António José, baptizado na freguesia de S. Salvador [?] da vila de [?] e sua mulher TERESA DE JESUS, baptizada na freguesia de [?]. Padrinho Jerónimo Pedro Cabral madrinha por procuração Isabel Cristina da Fonseca de que fiz este assento no dia ut supra. O Cura Mel [Manuel] [?]."

Cumprimentos,
jmmoreira

Resposta

Link directo:

Ajuda para leitura de assento - Félix José de Assunção

#387238 | FilipeFlard | 07 Dez 2017 13:56 | Em resposta a: #387232

Confrade jmmoreira,

Obrigado pela ajuda.

Creio que António José de Assunção poderá ser baptizado na freguesia de São Salvador do Mundo, ou talvez de Minde, Minho ou Mindelo, mas a vila é de Eiras, Ereira, Erra, Ericeira ou Ermida.
Quanto a Teresa de Jesus, penso ler as palavras Castelo e Carmo, seguidas de Sacramento, Sabacheira ou Sabuqueiro.

Este assento é mesmo dos difíceis!

Cordiais cumprimentos,

FilipeFlard

P.S.: Tenho alguns ancestrais de apelido Moreira, oriundos de Ramalde. Aproveito para perguntar se a família do confrade tem ligações com o Porto?

Resposta

Link directo:

Ajuda para leitura de assento - Félix José de Assunção

#387251 | jmmoreira | 07 Dez 2017 23:10 | Em resposta a: #387238

Caro confrade Filipe Flard,

Sobre o António Assunção acredito que seja São Salvador do Mundo. Faço nota que o orago da freguesia de Sobral de Monte Agraço é Salvador do Mundo. Mesmo que não seja, parece-me que a última palavra termina em de, do ou da. Eliminaria as outras hipóteses. O nome da Vila parece-me começar por C e não por E. Parece-me ser Coi???
Quanto a Teresa de Jesus, também me parece ler "Castelo" seguido de "termo de" seguido de lago que não consigo ler e terminando, antes de padrinho, com "Nossa Sra do Socorro" [freguesia de Lisboa]. As freguesias de Castelo e de Socorro ficam geograficamente muito próximas. Tudo isto com muitas dúvidas.

Sobre os Moreiras: tenho várias linhas de Moreiras na minha ascendência, mas nenhum da cidade do Porto. Os meus Moreiras são maioritariamente dos concelhos de Penafiel, Paredes, Felgueirase Marco de Canaveses. Lembro que o nome Moreira é de origem toponímica havendo variadíssimos locais que podem estar na origem desse apelido. Um desses lugares será o lugar da Moreira, freguesia de Gandra, concelho de Paredes. Mas haverá seguramente muitos outros lugares que estarão na origem desse nome.

Espero ter ajudado.
Cumprimentos,
jmmoreira

Resposta

Link directo:

Ajuda para leitura de assento - Félix José de Assunção

#387253 | FilipeFlard | 07 Dez 2017 23:55 | Em resposta a: #387251

Caríssimo confrade jmmoreira,

Com mais este seu contributo, por sofrível que seja a caligrafia do assento de baptismo, estou certo (ou quase!) de que é este o assento de casamento de António José de Assunção e Teresa de Jesus:

"Em os vinte e nove dias do mês de setembro de mil setecentos e trinta e nove, de tarde, nesta Paroquial Igreja de Nossa Senhora do Socorro, em presença de mim, cura da Igreja [...] sem impedimento se casaram por palavras de presente, por marido e mulher, como manda a Santa Madre Igreja de Roma, na forma do Sagrado Concílio Tridentino e Constituições ANTÓNIO JOSÉ DE ASSUNÇÃO, filho de Aleixo da Costa, já defunto, e de sua mulher Joana Leal, natural e baptizado na freguesai de São Salvador do Mundo deste Patriarcado, com TERESA DE JESUS, filha de Manuel Lopes, já defunto, e de sua mulher Teresa Nunes, natural e baptizada na freguesia do Espírito Santo do Lugar do Castelo, termo da Vila da Sertã, Priorado do Crato, e ambos os contraentes moradores nesta freguesia de Nossa Senhora do Socorro, onde se desobrigaram as quaresmas passadas. Foram testemunhas presentes o Tesoureiro desta Igreja, Heitor Pessoa de Amorim, e Manuel Inácio, ambos moradores junto desta Igreja, de que fiz este assento e assinei com as testemunhas, dia e era ut supra. O Cura Francisco Lopes de Figueiredo. Heitor Pessoa de Amorim. Manuel Inácio."

TIF 487: digitarq.arquivos.pt/viewer?id=4821727

O casamento em setembro seguido do baptismo de um filho em dezembro de 1739 parece-me indicativo de que a criança nasceu alguns meses antes da cerimónia, mas só foi baptizada após o casamento dos pais. Não creio que, naqueles tempos, poderia uma noiva grávida de seis meses subir ao altar sem escândalo, ainda que pelas roupas talvez pudesse disfarçar seu estado.

Uma vez mais lhe agradeço pelo seu valioso auxílio.

Cordiais cumprimentos,

FilipeFlard

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 02 Out 2022, 15:05

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen