Marco de Canaveses

Este tópico está classificado nas salas: Regiões

Marco de Canaveses

#429651 | heinrich | 11 Dez 2020 10:34

Bom dia!

Precisava de ajuda para estes 2 casais:

Domingos Dias, de Tabuado, & Isabel Mendes, de Vila Nova, Tuías, casados a 4Mai1670, em Tuías;

Manuel de Sousa, do Poço, Soalhães, fal. a 1Nov1744, na Barroca, Rio de Galinhas, & Maria Mendes, fal. a 7Fev1750, lugar da Barroca, Rio de Galinhas.

Obrigado

AC

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#430210 | heinrich | 05 Jan 2021 21:49 | Em resposta a: #429651

Boa noite!
O casal Álvaro Pinto & Isabel Marques viveram em Sobretâmega por volta de 1612, no lugar de Canavezinhos.
Aparecem depois em Constance, onde casam as filhas Maria e Isabel.
É possível que seja o Álvaro Pinto que falece em Vilarinho, Vila Caiz, em 1650.
Sabe-se a filiação deste casal?
Obrigado
AC

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#430373 | heinrich | 13 Jan 2021 19:51 | Em resposta a: #429651

O casal António Ribeiro Aranha & Filipa Ribeiro viveram em Constance onde tiveram filhos entre 1620 e 1641. Não encontrei o assento de casamento.
Pouco depois, falece António R A.
Em 6Nov1649, falece Maria Gonçalves, "mãe de Filipa Ribeira viúva de Constance".
Sabe-se o nome do pai?
Obrigado,
AC

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#430623 | heinrich | 22 Jan 2021 10:27 | Em resposta a: #429651

Bom dia!
Pedia ajuda para o casal Gabriel Nogueira cc Mariana de Sousa em Alpendurada, a 12Set1701, que morou no lugar de Gondufe, Manhuncelos, mas também em Covas de Baixo e Nogueira, Sta. Maria do Freixo.
Gabriel Nogueira faleceu no lugar de Castilho, Manhuncelos, em 30Set1756, tendo de 95 a 100 anos.
Obrigado
AC

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#430901 | heinrich | 03 Fev 2021 16:31 | Em resposta a: #429651

Mais um caso difícil.

Manuel do Couto & Isabel Teixeira, que viveram no lugar de Gondufe, Manhuncelos.
O Manuel falece a 8 Dez 1722, tendo-lhe o seu genro, Valentim de Almeida, feito os seus legados.
As filhas tomaram o apelido Soares.
Obrigado
AC

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#438769 | heinrich | 22 Jan 2022 22:58 | Em resposta a: #429651

Na Várzea do Douro viveu o casal Miguel Ferreira Rebelo e Domingas Moniz.
O Miguel faleceu a 3 Ago 1633, no lugar do Bairro. A Domingas, a 3 Fev 1658, no lugar do Castelo, tudo na Várzea.
Sabe-se quem são?
Obrigado.
AC

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444057 | heinrich | 08 Nov 2022 22:13 | Em resposta a: #429651

No Marco de Canaveses a freguesia de Soalhães é particularmente atreita a originar erros nas deduções genealógicas. Freguesia com a extensão de concelho, não apenas é morosa a consulta dos assentos, como faltam muitos deles (por anos sucessivos), e onde os padres não registam a filiação dos noivos (séc. XVII), além de existirem, pela própria extensão da terra, muitas pessoas com o mesmo nome: muitos Domingos Pinheiros, Manuéis Mendes, Manuéis de Freitas, Antónios de Matos, etc.

A 6Jul1665, casam Manuel Mendes com Isabel Monteiro, de Mirás. A Isabel é filha de Manuel Pinheiro, que falece em 10Mai1678, nesse lugar, e deixa seu genro Manuel Mendes por herdeiro e testamenteiro.

Sabe-se quem são estes Mendes, Monteiros e Pinheiros?
Obrigado
AC

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444328 | JAVSO | 22 Nov 2022 10:43 | Em resposta a: #444057

Caro AC (heinrich)
Concordo inteiramente com o que escreve quanto à repetição de nomes na freguesia de Soalhães, omissão dos nomes dos pais nos assentos de casamento, omissões de assentos ... A todo isto acrescem os erros nos nomes e os diferentes nomes atribuídos à mesma pessoa. Lembro que, pertencendo algumas localidades de Soalhães ao concelho de Gouveia, como Oliveira, a freguesia de Soalhães chegou a ser maior que o concelho do mesmo nome.
Tenho-me deparado com imensas dificuldades nas pesquisas nesta freguesia, onde encontro o meu antepassado, na varonia, que conheço - um tal Gonçalo Borges, que casou em 1657 e foi morador no lugar do Vale. Há anos que tento saber de quem é filho, mas sem sucesso.
Vou tentar saber quem são esses Mendes, Pinheiros e Monteiros.
Cumprimentos,
José Alfredo V. Soares de Oliveira

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444331 | heinrich | 22 Nov 2022 16:28 | Em resposta a: #429651

Boa tarde!
Agradeço a resposta e a diligência. É de facto muito difícil pesquisar nesta freguesia. Já me cruzei várias vezes com o Gonçalo Borges. Se descobrir alguma coisa, deixo aqui notícia.
Ontem, por razões completamente diversas, vim ao conhecimento de um Matemático, Astrónomo e Professor da UC, natural de Canaveses (provavelmente de S. Nicolau), de nome Dr. José Monteiro da Rocha. Era uma figura notável do séc. XVIII - XIX que propôs vários métodos para a determinação da longitude, essencial à navegação marítima. Nos Descobrimentos, o problema da latitude era de simples resolução, mas o cálculo da longitude era muito mais difícil, e, na altura, insuficientemente resolvido. Há na toponímia do Marco uma rua Dr. José Monteiro da Rocha (em S. Nicolau).
Melhores cumprimentos,
António Caetano

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444333 | PP | 22 Nov 2022 19:35 | Em resposta a: #430210

Caro confrade AC,

Se interessar este dado, eu tenho referenciado um Álvaro Pinto, c. c. Isabel Moreira Soares, que viveram no Lugar do Monte, Sobretâmega, Marco de Canaveses, e casaram em 16.08.1720, na Igreja de São Nicolau, São Nicolau, Marco de Canaveses.

Cordiais cumprimentos, PP.

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444334 | PP | 22 Nov 2022 19:42 | Em resposta a: #430373

Caro confrade AC,

Se interessar este dado, tenho referenciado uma Francisca Aranha, c. c. Belchior Mendes, moradores em Constance. Ela falecida antes de 1659. Tiveram, pelo menos, a Maria Mendes Aranha, n. de Constance, que casou com Baltasar Nogueira de Sousa, vivendo em Maureles, Marco de Canaveses.

Cordiais cumprimentos, PP.

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444335 | PP | 22 Nov 2022 20:49 | Em resposta a: #444057

Caro confrade AC,

Relativamente aos Monteiros, de Soalhães, tenho referenciado o casal José Soares Monteiro e Maria Joaquina de Queirós, moradores na dita freguesia em 1865. Tiveram José Lopes Monteiro dos Santos, que casou com Henriqueta [?] e viveram no Lugar de Manhufe, Mancelos, Amarante.

Cordiais cumprimentos, PP.

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444350 | JAVSO | 23 Nov 2022 08:18 | Em resposta a: #444331

Caro António Caetano, bom dia.
A ascendência de meu trisavô na varonia António de Oliveira Soares Monteiro, que também usou António Monteiro Soares de Oliveira, é, na sua quase totalidade, oriunda e moradora em Soalhães. Casou com uma Coelho da Mota, nascida em Soalhães, com ascendência nesta freguesia e em Castelões de Recesinhos, além de outras ao redor de Castelões. Em razão destas origens, tenho vindo a centrar os meus trabalhos na freguesia de Soalhães, onde resido. Pelo nome de meu trisavô pode deduzir, facilmente, que me interessam os apelidos Monteiro e Soares, sendo certo que já encontrei vários Mendes ao longo dos séculos. O Monteiro, nesta freguesia, tem origens diversas, incluindo expostos que adotaram o apelido Monteiro de quem os criou, pessoas oriundas de Campelo, Tabuado e Várzea de Ovelha. Da mesma forma o Soares, desde o início dos paroquiais de Soalhães, se apresenta como tendo várias origens. O meu é proveniente do casal António Fernandes/Ana Soares da Mota, que foi morador em Quintã, no séc. XVII. Desconheço a paternidade de Ana Soares da Mota. Já em 1589 encontra Mendes em Soalhães, moradores em Aldeia - Diogo Mendes e Brites Mendes, pelo menos. Cumprimentos,
José Alfredo V. Soares de Oliveira

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444374 | heinrich | 24 Nov 2022 19:09 | Em resposta a: #429651

Boa tarde!
Agradeço ao Confrade Paulo Pacheco a informação. Tenho várias Franciscas Aranhas e Belchiores Mendes mas não o casal que indica.
Quanto a Soalhães, o Manuel Pinheiro, pai da Isabel Monteiro, teria também um filho de nome António Monteiro Pinheiro, e seriam (os irmãos) netos de Domingos Pinheiro cc Isabel Monteiro, de Oliveira, mas não tenho certeza desta dedução. É de facto possível que estes Monteiros, pelo menos alguns deles, venham da Casa do Cabo, em Várzea de Ovelha. Em Tabuado, tenho uma ou outra linha destes Monteiros do Cabo.
Inicialmente, tinha feito o Manuel Mendes filho de um Belchior Mendes, do Poço, nascido em 1651, o Manuel. Mas o MM a casar em 1665, com 14 anos?! A noiva tinha 22 na altura. É possível, mas acho estranho. Mas tenho um caso contrário do deste - a noiva com 14 anos e o marido já com a provecta idade de 21 :)!
Melhores cumprimentos,
António Caetano

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444376 | JAVSO | 25 Nov 2022 07:23 | Em resposta a: #444333

Caro confrade PP
Na minha ascendência, pela minha trisavó Ana de Jesus Coelho da Mota, existe um Álvaro Pinto, abade de Fornos.
Melhores cumprimentos,
José Alfredo V. Soares de Oliveira

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444379 | heinrich | 25 Nov 2022 15:18 | Em resposta a: #429651

Boa tarde!
Este Álvaro Pinto, abade, em que altura?
Obrigado
António Caetano

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444380 | JAVSO | 25 Nov 2022 15:29 | Em resposta a: #444379

Caro António Caetano, boa tarde.
Aqui vão alguns elementos referentes a esse abade, sua filha, seu genro e um pouco da ascendência, tal como tenho no projeto de trabalho que tenho vindo a realizar.
"ANTÓNIO COELHO DA MOTA cc TERESA PINTO TEIXEIRA (MARIA TERESA ou MARIA PINTO), filha de Álvaro Pinto Teixeira, abade de Fornos, falecido a 21-11-1775 (ADP, Fornos, M-3, fls. 123 e 123vº), e de Sebastiana (ou Bastiana) Ferreira, do lugar das Corujeiras, Santa Eulália de Constance.
Melhores cumprimentos,
José Alfredo V. Soares de Oliveira

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444650 | heinrich | 10 Dez 2022 00:02 | Em resposta a: #429651

Boa noite!
Só hoje vi a resposta, por estar a pesquisar Soalhães e ter encontrado o Gonçalo Borges.
Tenho na minha BD o Pe. Álvaro Pinto Teixeira, pois descendo dos avós paternos dele, António de Basto & Maria Pinto. O António de Basto tenho-o como filho de Baltazar de Basto & Isabel Francisca; a Maria Pinto parece ser de Aliviada, mas não tenho filiação.
Melhores cumprimentos,
António Caetano

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444653 | JAVSO | 10 Dez 2022 05:08 | Em resposta a: #444650

Caro António Caetano, boa noite.
Muito lhe agradeço a sua resposta. Do Gonçalo Borges tenho os assentos de casamento, de óbito, dos batismos e casamentos dos filhos, óbito da mulher. Nunca encontrei o do seu b. e desconheço a sua filiação. Quanto ao p.e Álvaro Pinto Teixeira, tenho uma filiação diferente para António de Basto. Será provavelmente diferença na leitura, pois que encontro Maria Pinto como oriunda de Aliviada. Gostava de trocar consigo impressões mais pormenorizadas e diretas sobre estas ascendências, nomeadamente as comuns. Espero que se não incomode de utilizarmos o correio eletrónico, sendo o meu endereço javso1946@gmail.com
Melhores e mais agradecidos cumprimentos, José Alfredo V. Soares de Oliveira

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#444654 | heinrich | 10 Dez 2022 13:46 | Em resposta a: #429651

Boa tarde!
No meu arquivo, para os pais do António de Basto, eu tenho uma nota: "parece ser o pai".
O António de Basto teve um neto padre de nome Paulo da Silva. Há uma IG deste Paulo da Silva, que envio por email, onde dá o António natural de Fornos e a Maria, de Aliviada. Eu creio que a Maria pede para ser sepultada em S. Nicolau, pelo que pensava que seria daí, mas a IG indica Aliviada.
Qual é então a filiação que o José de Oliveira tem para o António de Basto?
Melhores cumprimentos,
António Caetano

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#445372 | heinrich | 18 Jan 2023 22:33 | Em resposta a: #429651

Em Tabuado, por 1600, aparecem Verónica de Barros, Joana de Barros e Manuel de Barros.
Sabe-se alguma coisa deles?
Obrigado,
AC

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#445380 | Conde | 20 Jan 2023 09:23 | Em resposta a: #445372

Os Barros de Canaveses são os mesmos. Veja no Geneall a ascendência do xn Rodrigo do Valle. O Barros aí referido é FCA e ascendente salvo erro dos de Tabuado. Liga aos Barros da Torre de Nevões que saiu nas Casas Nobres de Portugal talvez volume quarto.

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#445381 | Conde | 20 Jan 2023 09:31 | Em resposta a: #445380

Aditamento aos Barros de Taboado e Torre de Nevões no actual Marco de Canaveses

Fontes primárias: O processo da Inquisição relativo a Rodrigo do Vale, tendeiro e filho natural Clemente Peixoto, e de Maria do Vale, mulher solteira que nunca casou, sendo vendeira e natural da freguesia do Freixo, bem como ainda registos paroquiais on-line das freguesias de Freixo, São Nicolau de Canavezes, Fornos.

1-Miguel de Barros,” Fidalgo de brasão” primo direito de Gonçalo de Barros da freguesia de Taboado (Torre de Novões). Casou com … e teve a dona Isabel de Barros casada a 4 fevereiro 1624 em São Nicolau de Canavezes com Belchior Borges de Araújo e foram pais de Gaspar Borges de Araújo. Com geração.
Teve de Maria do Vale, ou Maria Vicente, viúva de um mercador de Lamego por alcunha o judeu caporro a outra:

2-Maria do Vale mulher solteira que teve de Clemente Peixoto, filho de Duarte Peixoto e sua mulher Isabel de Paiva e morador em Ambrães Tuias e depois morador no Freixo, o qual era neto de um corregedor como se pode ler no processo do Santo ofício de 1654 . Mais tarde casou Clemente Peixoto em 1620 como se pode ver a folhas 71 verso da freguesia de Fornos ou Tuias com Jerónima Sá filha de Gaspar de Sá e sua mulher Isabel Antónia Correia de Sousa com geração.

3-Rodrigo do Vale, nascido e baptizado a 13 janeiro 1603 no Freixo, estalajadeiro em Fornos o qual foi preso pela Inquisição.

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#445389 | heinrich | 20 Jan 2023 16:40 | Em resposta a: #429651

Boa tarde!
Agradeço a informação. O que tinha descoberto é que a Joana de Barros era fa. de Verónica de Barros, como é dito num assento. O Manuel de Barros, que é a minha linha, parece ser irmão desta Joana (por causa do apelido e por haver poucos Barros em Tabuado). Há os Barros da Torre de Nevões, mas serão os mesmos? A Joana é também madrinha do Manuel de Barros, 1º fo. deste Manuel, cc Maria de Azevedo, que não identifico, e dos quais não encontrei o assento de casamento. Entretanto aparecem uns Barros de Folhada, Leonel de Barros, e um Pe. Simão de Barros, do Grilo (que deve ser S. João do Grilo, em Baião), bem como os Barros de Vila Maior, Fornos, que refere.
Melhores cumprimentos,
António Caetano

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#445752 | heinrich | 08 Fev 2023 22:58 | Em resposta a: #429651

No assento de óbito de Manuel da Costa, 1764, Eiró, Soalhães, refere-se um "Prazo do Excelentissimo Bisconde". Quem era o Sr. Bisconde?
Obrigado
AC

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#445754 | JAVSO | 09 Fev 2023 04:51 | Em resposta a: #445752

O "bisconde" a que se refere era o visconde de Vila Nova de Cerveira, que possuía, também, o direito de apresentação do abade de Soalhães como descendente, ainda que com quebras de varonia, do arcebispo de Braga D. João Martins de Soalhães (D. João de Soalhães ou D. João Martins), instituidor do morgadio de Soalhães.
José Alfredo Soares de Oliveira

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#445773 | heinrich | 09 Fev 2023 18:51 | Em resposta a: #429651

Boa tarde!
Muito obrigado pela informação. Eu suspeitava que pudesse ser o Visconde de Vila Nova de Cerveira (grande título!), mas achava a hipótese um tanto remota. Sempre a aprender!
Melhores cumprimentos,
António Caetano

PS. Há uns Monteiros de Oliveira e uns Pinheiros de Pinhão. Sabe-se quem são?
Obrigado
AC

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#445956 | heinrich | 20 Fev 2023 15:41 | Em resposta a: #429651

No último quartel de 500, aparecem uns Chaves em S. Paio de Favões: Gaspar de Chaves, Filipa de Chaves, Amador de Chaves e Isabel de Chaves. O Gaspar e a Filipa são irmãos, de acordo com o Pe. Jorge Peixoto. O mesmo padre diz que Gaspar era filho "do meu antecessor". Aparece também um Gonçalo de Chaves, morador em Ariz, cc Francisca Ribeiro. O Gonçalo era irmão de Maria de Chaves, moradora em Fontambom, Várzea do Douro, como é dito no óbito dela "deixo por testamenteiro Meu irmão Gonçalo de Chaves, de Ariz". A mim parecem-me todos irmãos. Quem foi o antecessor do Pe. Jorge Peixoto? Alguma ideia para quem sejam estes Chaves?
Obrigado,
AC

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#446417 | JAVSO | 09 Mar 2023 17:32 | Em resposta a: #445773

Boa tarde
Peço desculpa por nada ter dito relativamente aos Monteiros de Oliveira e Pinheiros, do Pinhão, mas não tenho estudado a gente desse lugar de Soalhães. Tenho elementos de Monteiros de Oliveira, mas do lugar do Vale.
Cumprimentos,
José Alfredo Soares de Oliveira

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#446418 | heinrich | 09 Mar 2023 18:33 | Em resposta a: #429651

Obrigado, de todos os modos!
Agora tenho andado por Favões e Alpendurada. Há aqui uns Peixotos que me pertencem, e também uns Silvas, que eu creio se relacionarem com a Nª Srª da Silva, quer de Alpendurada, quer do Porto, que era de grande devoção daquelas gentes. E também uns Dinizes/Donises com uns liames intrincados. Às vezes, este métier não é fácil.
Melhores cumprimentos,
António Caetano

Resposta

Link directo:

Marco de Canaveses

#446424 | JAVSO | 10 Mar 2023 04:30 | Em resposta a: #446418

Boa noite
Por aqui também há uns Peixotos, assim como nas freguesias vizinhas. Desconheço a sua origem. José António Reis, que já muito escreveu sobre o Marco de Canaveses, é autor de um livro sobre Peixotos, de Vila Boa do Bispo. Não encontrei a sua ligação com os de Soalhães.
Melhores cumprimentos,
José A. Soares de Oliveira

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 01 Abr 2023, 18:41

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen