Ajuda interpretar Diligências de Habilitação do Santo Ofício (José de Abranches Quaresma)

Este tópico está classificado nas salas: Arquivos | Bibliografia | Cargos | Direito | Famílias

Ajuda interpretar Diligências de Habilitação do Santo Ofício (José de Abranches Quaresma)

#431434 | tosousa | 22 Fev 2021 10:49

Bons dias.

Encontrei o processo de habilitação do Santo ofício de José Abranches Quaresma, casado com D Vitorina pessoa de Andrade. Mas há um texto de um assento de casamento que me está a baralhar o raciocínio. Ora Manuel Pessoa de Andrade, pai da esposa do José quaresma, casou 1 vez com Maria de Abreu, que faleceu em Abril de 1691, tendo até ver eu encontrado uma filha, Maria (1677) e em outubro desse mesmo ano (1691) voltado a casar com Maria Ferrão, mãe da dita Vitorina.

Só que no processo do dito José quaresma, surge a cópia do assento de casamento do Manuel pessoa Andrade e da Maria Ferrão

https://digitarq.arquivos.pt/viewer?id=2333147

Tif 375

só que o abade António correia ferrão chama os dois por irmãos, (abade pode ser irmão dela pela lógica nome) mas os pais dela são de torroselo e os dele de tonda.. algo aqui não está a encaixar... Observando o que está na cópia do assento Batismo de Manuel pessoa Andrade, no processo

https://digitarq.arquivos.pt/viewer?id=2333147

Tif 257

Ainda mais dúvidas me deixa.. ( pais dele Pedro pessoa de Andrade e Maria Cardosa ( ou Maria pessoa)

Se me puderem ajudar a decifrar este enigma, está me a dar que pensar..

Resposta

Link directo:

Ajuda interpretar Diligências de Habilitação do Santo Ofício (José de Abranches Quaresma)

#431505 | tiagosmend | 23 Fev 2021 15:46 | Em resposta a: #431434

Boa tarde,

Estive a ver o registo original em Dardavaz e é idêntico ao que está transcrito. Por aquilo que percebi do processo, o abade tratou o cunhado por irmão. Refere-se mesmo numa parte que o casamento foi realizado em Dardavaz porque a sua antepassada residia em casa do irmão, que na altura era abade de Dardavaz. O padrinho é Simão Borges [do] Outeiro, certamente o Simão Borges de Távora, Morgado dos Outeiros, cuja família abordei em detalhe num artigo na Raizes e Memorias.

Cumprimentos
Tiago Mendes

Resposta

Link directo:

Ajuda interpretar Diligências de Habilitação do Santo Ofício (José de Abranches Quaresma)

#431512 | tosousa | 23 Fev 2021 17:44 | Em resposta a: #431505

Boa tarde.

Muito obrigado pela sua ajuda, sendo assim tem sentido o que referiu. Mas no dito processo, também refere que não foi encontrado o assento de casamento dos pais de Manuel (Pedro Pessoa e Maria pessoa).. por serem irmãos, ou não se terem casado, só juntado? Na época não era muito usual..

Resposta

Link directo:

Ajuda interpretar Diligências de Habilitação do Santo Ofício (José de Abranches Quaresma)

#431532 | tiagosmend | 23 Fev 2021 23:17 | Em resposta a: #431512

O mais provável era terem casado noutra paróquia e o registo não ter sido encontrado. Serem irmãos parece-me quase impossível, até ao 4º grau era exigida dispensa e não conheço nenhum caso em que tenha existido casamento entre irmãos. Não terem casado é uma possibilidade, mas no registo de baptismo do filho/a seria sempre registado que os pais não eram casados.

Resposta

Link directo:

Ajuda interpretar Diligências de Habilitação do Santo Ofício (José de Abranches Quaresma)

#431574 | tosousa | 25 Fev 2021 09:32 | Em resposta a: #431532

Bons dias

Aparentemente já encontrei o assento de casamento, dos ditos país

https://digitarq.advis.arquivos.pt/viewer?id=1210475

Tif 7

Estranho o padre não o ter encontrado, estava fácil de procurar..

Cumts

Resposta

Link directo:

Ajuda interpretar Diligências de Habilitação do Santo Ofício (José de Abranches Quaresma)

#431675 | tiagosmend | 01 Mar 2021 17:26 | Em resposta a: #431574

Já vi o registo, que clarifica as questões. Por vezes os padres não encontravam, ou não tinham paciência :)

Resposta

Link directo:

Ajuda interpretar Diligências de Habilitação do Santo Ofício (José de Abranches Quaresma)

#431679 | tosousa | 01 Mar 2021 18:29 | Em resposta a: #431675

Boas tardes.

Pois. Também muitas vezes os livros andavam " tresmalhados"..

Agora daqui para cima, as coisas tornam se mais complicadas..

Também já encontrei o assento casamento dos pais de Pedro pessoa ( António de Figueiredo e Vicência de Andrade) na paróquia sabugosa

https://digitarq.advis.arquivos.pt/viewer?id=1209786

Tif 58

Mas já procurei nos batismos de Sabugosa nada... Ele era de tonda e ela da quinta dos caselos (Castelões).. já procurei também em ambos e zero...

Cada vez mais difícil, mas ao mesmo tempo é o que me motiva pra continuar pesquisar...

Resposta

Link directo:

Ajuda interpretar Diligências de Habilitação do Santo Ofício (José de Abranches Quaresma)

#431700 | tiagosmend | 02 Mar 2021 22:50 | Em resposta a: #431679

Boa tarde,

O nome Pedro Homem Ferreira parecia-me conhecido, apontando para a família dos Ferreiras Homens, senhores do prazo de Treixedo. De facto encontrei este Pedro Ferreira Homem no livro "A Casa da Graciosa" de Luis Bivar Guerra. Segue em baixo o que vai referido:


"
III - PEDRO HOMEM DA COSTA, que também usava o nome
de Pedro Ferreira Homem da Costa (449) foi herdeiro de toda
a casa de seus pais e nele recaiu a 3.ª vida no Prazo de Vila
Nova da Rainha (450), que renovou para mais três vidas.
Casou duas vezes, a primeira com Bertoleza Correia Lobo e
a segunda com D. Isabel de Figueiredo, filha de António de
Figueiredo e de sua mulher a Senhora da Torre de Vila
Póvoa, D. Ana de Alvelos (451). Pediu a renovação do Prazo
de Vila Nova da Rainha para seus sucessores e obteve-o.
Parece que teve geração de ambos os matrimónios, eu
porém, só consegui apurar dois de seus filhos que constam
duma escritura, a saber:
4 - Francisco Ferreira Homem, que segue.
4 - António de Figueiredo Homem que foi casado com
D. Vicência de Andrade e de cuja descendência dou
noticia na árvore n.º24. D. Vicência de Andrade erafilha de António de Andrade Alcoforado, Capitãomor
de Besteiros, e de sua mulher D. Maria Freire.
Do matrimónio ficaram dois filhos:
5 - Maria de Andrade Pessoa, que casou em 1635
com Cristóvão Soares de Albergaria, filho do
1.º Administrador do morgadio de Tonda.
Deste matrimónio nasceram quatro
filhos, nenhum dos quais deixou geração,
razão por que o Morgadio de Tonda passou a
outra linha.
5 - Pedro Pessoa de Andrade, foi casado com
Maria Cardoso, e foram os pais de:
6 - Manuel Pessoa de Andrade que foi
baptizado em Santa Maria da
Torredeita 24 de Março de 1634.
Tabelião na Vila de Besteiros (452)
teve do seu casamento(freguesia de
Andravás, 3-X-1691) com D. Maria
Ferrão três filhos e três filhas (453)."


Pedro Ferreira Homem era filho de outro do mesmo nome, cavaleiro de São Tiago e neto de Pedro ÁLvares de Treixedo, escudeiro a quem foi atribuido o prazo de Treixedo no século XV. Deste Pedro Álvares ando a coligir informação, pois interessa-me bastante. Parte está publicada no livro da Casa da Graciosa.

Existe ainda uma pedra de armas destes Andrades, salvo erro, publicada no inventário heráldico de Tondela do Manuel Ferros.
Cumprimentos,
Tiago Mendes

Resposta

Link directo:

Ajuda interpretar Diligências de Habilitação do Santo Ofício (José de Abranches Quaresma)

#431728 | tosousa | 04 Mar 2021 10:27 | Em resposta a: #431700

Bons dias

Essa família não é a mesma de Manuel Nogueira de Abreu Homem, nascido cerca de 1735 em st Marinha (seia) casado com D. Esperança Bernarda de Abranches e Andrade, filha de D. Vitorina pessoa de Andrade e de José Abranches Quaresma? Tiveram uma filha Ana Leonor Nogueira de Abreu Abranches Homem Pessoa, casou com Luís Pinto de Mendonça Figueiredo.

Essa é a linha do primeiro visconde de Valongo, Luís Pinto de Mendonça Arraes...

Resposta

Link directo:

Ajuda interpretar Diligências de Habilitação do Santo Ofício (José de Abranches Quaresma)

#431732 | tiagosmend | 04 Mar 2021 14:07 | Em resposta a: #431728

Desconheço. Apenas sei que é a família dos Marqueses da Graciosa.

Resposta

Link directo:

Ajuda interpretar Diligências de Habilitação do Santo Ofício (José de Abranches Quaresma)

#431736 | tosousa | 04 Mar 2021 16:38 | Em resposta a: #431732

Ok.

Entretanto acabei de encontrar os assentos de nascimento e óbito de Pedro pessoa e ao contrário dos vários registos encontrei, ele não era de tonda. Nasceu a 8.05.1603 em Sabugosa (Tondela) e faleceu em Torredeita (Viseu) a 14.01.1679. Sua esposa Maria Cardosa falecera antes, a 20.11.1678

Sua mãe falecera precocemente, a 13.09.1610 na dita paróquia de Sabugosa.

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 09 Ago 2022, 18:53

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen