Título dos Pessoas - Nobiliarchia Pernambucana

Este tópico está classificado nas salas: Arquivos | Bibliografia | Brasil | Cargos | Famílias

Título dos Pessoas - Nobiliarchia Pernambucana

#438007 | joaobriantigeneall | 10 Dez 2021 14:05

Caros confrades,

Busco qualquer informação sobre os Pessoas presentes em "Nobiliarchia Pernambucana", de Borges da Fonseca, descritos na descendência de João Fernandes Pessoa (ou João Gonçalves Pessoa) e de Guiomar Barroso.

Pesquiso este ramo há algum tempo e venho complementando os dados que Borges da Fonseca trouxe no século XVIII. Sou particularmente interessado nos ramos do Capitão-Mor João Ribeiro Pessoa, casado com D. Genebra de Vasconcelos e Castro, e do Capitão Luís da Veiga Pessoa, casado com D. Maria Dornelas Cadena Bandeira de Melo.

Sou pentaneto de Tertuliano Ribeiro Pessoa, casado com D. Florinda Anselma de Moura, que estão relacionados aos ramos dos Ribeiro Pessoa, Dornelas Pessoa, Bezerra Jácome (do Título de Bezerras Jácome, também descritos por Borges da Fonseca), Moura Pessoa, David Madeira, Pessoa de Lacerda, Ferreira de Abreu e Lins de Araújo.

Esta família foi muito influente na Revolução Pernambucana de 1817, contando com várias lideranças, principalmente entre os religiosos. O seu membro mais conhecido é o padre João Ribeiro Pessoa de Melo Montenegro, revolucionário que idealizou a atual bandeira de Pernambuco, sendo neto materno do dito Capitão-Mor João Ribeiro Pessoa.

Agradeço desde já por qualquer ajuda.

Atenciosamente,

João Brianti

Resposta

Link directo:

Título dos Pessoas - Nobiliarchia Pernambucana

#438453 | Vasco Briteiros | 09 Jan 2022 01:27 | Em resposta a: #438007

Tenho uma antepassada proveniente de Pernambuco cujo nome era Ana Joaquina da Piedade que casou
em Pernanbuco , cerca de 1800, com José Pereira de Lima.
Tem hipótese investigar este casamento e respectiva data ?
Cumprimentos
Vasco Briteiros,Porto, Portugal

Resposta

Link directo:

Título dos Pessoas - Nobiliarchia Pernambucana

#438458 | joaobriantigeneall | 09 Jan 2022 14:42 | Em resposta a: #438453

Caro Vasco Briteiros,

Esta família "Pereira de Lima" é muito numerosa em Pernambuco. Posso afirmar que vejo uma quantidade significativa deles em Bezerros, Brejo da Madre de Deus e Garanhuns, de modo que creio haver maior possibilidade de terem casado por lá.

Contudo, o maior problema em pesquisar por Pernambuco está no fato dos livros disponíveis serem geralmente muito deteriorados, além da maior parte dos anteriores ao século XIX não estar disponível. Apesar disto, caso este "Pereira de Lima" fosse originário de Portugal, há grande possibilidade de ter casado em Olinda ou em Recife, onde havia grande concentração de portugueses que trabalhavam no comércio, embora alguns avançassem para os "sertões" e lá fossem negociantes ou possuíssem alguma sesmaria.

Eu apenas tenho três ramos familiares que se prolongam em Pernambuco, um dos Tenorio de Albuquerque (da área dos antigos sertões de Ararobá), um Cavalcanti de Albuquerque (de Tracunhaém, Olinda, Paudalho...) e outro destes Pessoas (que seria de Itamaracá e Igarassu). Em geral, os meus outros ramos são de Portugal, de onde o meu avô materno é natural, ou da Itália, de onde é a família do meu pai (que tem os oito costados naturais da Itália, províncias de Parma e Mantova).

Todavia, em Pernambuco, tenho os casos de António José Correia, da cidade do Porto, e de Francisco Eufrásio Arruda Cabral, da Ilha de São Miguel, aquele imigrado em 1843 e este em 1854 ou 1855. Ambos acabaram se tornando sócios e se estabeleceram com negócios em Olinda, Recife, Limoeiro, Vitória de Santo Antão e Paudalho, além de em outras regiões menores. Casaram-se na família "Cavalcanti de Albuquerque", cada um com uma irmã, e viveram sempre entre Limoeiro e Vitória de Santo Antão.

Seria interessante saber a origem deste José Pereira de Lima. Caso fosse português, torna-se provával que não tenha se afastado muito de Olinda ou de Recife. Entretanto, vejo esta família sendo numerosa em alguns locais mais distantes, os quais citei acima. Eu utilizo o FamilySearch para ter acesso "online" aos livros de registros de Pernambuco, embora alguns ainda não tenham sido digitalizados. Além disto, devo logo informar que os livros de Olinda estão em boa parte perdidos. Restam-nos os da Igreja de São Pedro Mártir, os quais felizmente foram preservados até o iníco do século XIX. Quanto aos de Recife, ainda existem os de algumas igrejas nesta época, inclusive com índices (os quais poderá usar para "sondar" se este José Pereira de Lima possa teria vivido por lá), geralmente organizados em ordem alfabética e cronológica. Lembro-me bem que algumas localidades de Recife têm os livros avançando para o século XVIII, todos relativamente em boas condições, embora os mais antigos estejam em Igarassu e em Itamaracá.

Devo também lembrá-lo que, nesta época (por volta de 1800), as divisas ainda não eram muito bem estabelecidas. Não faltam pessoas que viviam por Pernambuco, mas acabavam migrando por algum tempo para o Ceará, para a Paraíba, para o Rio Grande do Norte... Outros, por sua vez, casavam em localidades distantes de onde moravam, e logo após retornavam. Isto se incluía para pessoas de todas as condições, ricos ou pobres. As secas, as oportunidades comerciais e as concessões de sesmarias eram algumas das causas destas migrações.

Atenciosamente,

João Brianti

Resposta

Link directo:

Título dos Pessoas - Nobiliarchia Pernambucana

#438730 | Vasco Briteiros | 21 Jan 2022 01:07 | Em resposta a: #438458

Caro João BrBrianti
Vou tentar investigar aqui em Braga e Porto . Suponho que casaram então em Braga ou no Porto.
Quando tiver algum resultado direi algo.
Cumprimentos.
Vasco
Porto
Portugal

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 26 Mai 2022, 05:24

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen