D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

Este tópico está classificado nas salas: Pessoas | Famílias | Regiões

D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#25860 | zmcm | 02 Set 2002 12:53

Procuro ascendentes e descendentes de D. Francisca Cabrita, que casou cerca de 1620 com o Alferes André Martins este último natural de Porches.
D. Francisca Cabrita e o Alferes André Martins terão vivido em Porches na 1ª metade do séc. XVII e tiveram vários filhos todos nascidos naquela localidade dando origem á estirpe Martins Cabrita do Algarve.
D. Francisca Cabrita terá nascido por volta de 1590, desconhecendo-se no entanto a localidade de nascimento.

Agradeço quaisquer informações sobre a ascendência e descendência deste casal.

cumprimentos,
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#25938 | rmfrp | 03 Set 2002 15:59 | Em resposta a: #25860

Caro Miguel Cabrita Matias:

Nas minhas pesquisas encontrei recentemente os apelidos "Martins Cabrita" na região de Santa Bárbara de Nexe / Querença.

Catarina Guterres, falecida em 1706, era irmã de Domingos Martins Cabrita, Maria Vaz (cc João Gonçalves Mestre), António Pinheiro e Isabel Martins, todos vivos em 1706; mais uma irmã, e um irmão Padre (provavelmente o Pe. Manuel Martins Cabrita), já falecidos em 1706.

Não conheço para já a ascendência destes irmãos.

Cumprimentos,

Rui Pereira

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#25949 | zmcm | 03 Set 2002 19:40 | Em resposta a: #25938

Caro Rui Pereira :

Há vários ramos Martins Cabrita no Algarve, o principal é sem dúvida a grande descendência deixada por D. Francisca Cabrita e o Alferes André Martins que viveram em Porches no séc. XVII e que tiveram 8 filhos.

Penso que os Cabritas de Querença que encontrou são outro ramo, tb em S. Bartolomeu de Messines existiram Martins Cabrita que nada tiveram a ver com os de Porches.

Há uns Cabritas de Querença descendentes dos de S. Bartolomeu de Messines ( séc. XVII )e que deram origem aos Sousa Cabrita de Albufeira. Vou dentro em breve começar a estudar este ramo de Querença.

Um abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26058 | roberto lopes | 05 Set 2002 15:50 | Em resposta a: #25860

Caro Miguel Cabrita Matias

Tenho num dos ramos um 6.º avô Manuel Martins Cabrita,natural de Porches f.º de Gregório Lourenço da Costa, natural da Mexilhoeira da Carregação e Maria Cabrita, natural de Porches, é neto materno do Alferes Manuel Martins Cabrita e de Margarida da Encarnação, ambos naturais de Porches.

Gregório Lourenço da Costa, v.º de Maria da conceição c.c. Maria Cabrita em Porches a 06.11.1759

O casamento do alferes Manuel Martins Cabrita com Margarida da encarnação nunca o encontrei, embora o tenho procurado bastantes vezes.

Na última ida à Torre do tombo "tropecei" num assento de casamento realizado em Porches a 25.02.1718 de um Manuel Martins Cabrita, f.º de António Alvares e Maria Cabrita, ambos de Lagoa c. Maria Bota, f.ª de Domingos da Silva Bentes e Domingas Bota, ambos de Porches.

Tenho outros ramos Cabrita de Porches mas que usam somente o apelido Cabrita.

Por agora é tudo espero te-lo ajudado.

Cumprimentos,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26077 | zmcm | 05 Set 2002 18:26 | Em resposta a: #26058

Caro Roberto Lopes :

Esse seu avô Manuel Martins Cabrita é quase de certeza descendente destes meus avós D. Francisca Cabrita e do Alferes André Martins ( pessoa nobre e principal de Albufeira ), tenho bastantes coisas da descendência deste casal, pois é um dos ramos Cabritas que estou a estudar.No entanto repare que estes seus avós são já do séc. XVIII enquanto o casal que mencionei é do séc. XVII!
O outro seu ramo Cabrita, também me interessava ver qual deles é!
Não quer mandar-me esses dados por mail? poderá ser que eu lhe consiga fazer a ponte para trás! É que na região de Porches e Lagoa houve Cabritas que são descendentes dos 1ªs Cabritas de S. Bartolomeu de Messines ( meus avós!- nascidos cerca de 1575) e que nada têm a ver com estes Martins Cabrita de Porches, pelo menos ainda não descobri ligação entre eles!

Um abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26079 | zmcm | 05 Set 2002 18:29 | Em resposta a: #26077

desculpe, não lhe dei o meu mail :
mop20350@mail.telepac.pt

abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26128 | roberto lopes | 06 Set 2002 16:21 | Em resposta a: #26077

Caro Miguel:

Afinal tenho mais ramos Cabrita do com que eu julgava, são ramos de Porches, Pêra e Silves.

CABRITAS DE PORCHES:

Lourenço Pedro(Cabrita)(meu 6.ºavô)nasceu c.1780, trabalhador, natural de Porches, filho de José Cabrita, lavrador e Maria Joaquina, ambos naturais de Porches, neto paterno de José Cabrita e Catarina de Jesus e neto materno de Gabriel Rodrigues e Luzia de Oliveira, todos naturais de Porches.

José dos Reis Quá (meu 5.ºavô)nasceu Lagoa 1818, foi soldado do Batalhão Nacional Móvel de Lagos, filho de Inácio de Jesus e de Mariana do Carmo, ambos naturais de Lagoa, neto paterno de José dos Reis Cabrita, de Porches e de Mariana Josefa, de Lagoa, bisneto paterno de Manuel Cabrita, de Porches e Catarina dos Reis, de Porches.

Tenho ramos Cabrita de Pêra e Silves, não sei se lhe interessam.

Bem por hoje é tudo.

Um abraço,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26129 | zmcm | 06 Set 2002 16:42 | Em resposta a: #26128

Caro Roberto Lopes :
Todos os Cabritas me interessam pois estou a estudá-los e pretendo que o estudo seja exaustivo...Se puder mandar-me os outros ramos que tem agradecia.
Não me enviou entretanto a descendência do seu avô Cap. Manuel Martins Cabrita que gostaria de colocar na minha base de dados...sempre se vai completando e coligindo dados desta família cujo estudo tem sido apaixonante.

um abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26130 | zmcm | 06 Set 2002 16:44 | Em resposta a: #26128

Caro Roberto Lopes :
Todos os Cabritas me interessam pois estou a estudá-los e pretendo que o estudo seja exaustivo...Se puder mandar-me os outros ramos que tem agradecia.
Não me enviou entretanto a descendência do seu avô Cap. Manuel Martins Cabrita que gostaria de colocar na minha base de dados...sempre se vai completando e coligindo dados desta família cujo estudo tem sido apaixonante.

um abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26137 | orgc | 06 Set 2002 17:18 | Em resposta a: #26130

Caros Miguel e Roberto
Dois grandes abraços aos dois e prossigam, obviamente é também grande o meu interesse por estes ramos familiares;e cada vez vai sendo maior o meu entusiasmo com as investigações que vão fazendo.O Miguel,sobretudo,tem sido incansável neste estudo.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26138 | orgc | 06 Set 2002 17:26 | Em resposta a: #26130

Caros Miguel e Roberto
Dois grandes abraços aos dois e prossigam, obviamente é também grande o meu interesse por estes ramos familiares;e cada vez vai sendo maior o meu entusiasmo com as investigações que vão fazendo.O Miguel,sobretudo,tem sido incansável neste estudo.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26141 | roberto lopes | 06 Set 2002 18:26 | Em resposta a: #26129

Caro Miguel:

A descendência do Cap. Manul Martins Cabrita, é fácil consultar, pois o neto deste, Manuel M. Cabrita csou com Laurência Maria(descendente em linha varonil de João Pacheco, F.C.A(1607), estão aqui no G.P.

Abraço,

Roberto

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26145 | zmcm | 06 Set 2002 22:05 | Em resposta a: #26141

Caro Roberto :
Obrigado pela informação, irei consultar esses dados e cruzá-los com os meus.

um abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26146 | zmcm | 06 Set 2002 22:08 | Em resposta a: #26138

Caro Rafael:
As suas palavras são amáveis e encorajadoras, mas não posso deixar de dizer aqui o quão importante tem sido o seu contributo para o estudo destes nossos ramos.

um grande abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26252 | roberto lopes | 09 Set 2002 16:06 | Em resposta a: #26145

Caro Miguel Cabrita Matias:

Aqui lhe envio os ramos que me pediu.

CABRITAS DE PÊRA

1. Maria Teresa(b. Pêra a 12.12.1783)(minha 5.ªavó)

PAIS:

2. António Cabrita(b. Pêra a 05.09.1756)
3. Teresa Joaquina(*Pêra)

AVÓS:

4. João Gonçalves Cabrita
5. Margarida de São José ou do Sacramento
6. Domingos Ferreira
7. Maria Inês
* Todos naturais de Pêra

Bisavós:

8. Manuel Gonçalves Prata
9. Domingas Fernandes
10. Lourenço da Silva
11. Brites Fernandes
12. Manuel Ferreira
13. Sebastiana Andreza(* S.B.Messines)
14. Domingos Lourenço Faísca(f.º de António Gonçalves da Costa e Sebastiana Fernades)
15. Florência Maria(f.ª de Francisco Alvares e Inês Anes)
* Todos naturais de Pêra

Um abraço,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26281 | zmcm | 10 Set 2002 11:08 | Em resposta a: #26252

Caro Roberto :
Eis uma linha de que nada sabia.
Após descobrir o ramo onde estes seus antepassados entroncam dir-lhe-ei algo.

um abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26309 | roberto lopes | 10 Set 2002 16:58 | Em resposta a: #26281

Caro Miguel,

Eu tenho mais ramos Cabrita para lhe enviar, são ramos de Pêra e Silves como já antes lhe tinha anunciado, eu assim que puder mando-lhe isso.

Um abraço,

Roberto

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#26314 | zmcm | 10 Set 2002 17:41 | Em resposta a: #26309

Caro Roberto :

Cá fico a aguardar os seus ramos.

um abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#61662 | zmcm | 31 Mar 2004 23:23 | Em resposta a: #26058

Caro Roberto Lopes :
Gostaria que me desse ( se fosse possível ) a sua linha ( e as colaterais que porventura conhece ) descendentes de Gregório Lourenço da Costa e de Maria Cabrita.tenho a ascendência da sua avó Maria Cabrita e gostaria já agora de dar entrada destes dados na minha base de dados do exaustivo trabalho sobre os Cabritas do Algarve.
Já agora que outros ramos de Porches de Cabritas tem? pode ser que o consiga ajudar já que tenho estes ramos de Porches mais ou menos alinhavados!!

um abraço
Miguel Cabrita Matias

Ps- se preferir envie-me um mail para :
miguelpontocabritapontomatiasarrobasapopontopt

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#61663 | zmcm | 31 Mar 2004 23:24 | Em resposta a: #26309

Caro Roberto Lopes :
Aguardo esses elementos que nunca recebi!

abraço
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#61667 | zmcm | 01 Abr 2004 00:08 | Em resposta a: #26309

Caro Roberto Lopes :
Aguardo esses elementos que nunca recebi!

abraço
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#61668 | zmcm | 01 Abr 2004 00:09 | Em resposta a: #26058

Caro Roberto Lopes :
Gostaria que me desse ( se fosse possível ) a sua linha ( e as colaterais que porventura conhece ) descendentes de Gregório Lourenço da Costa e de Maria Cabrita.tenho a ascendência da sua avó Maria Cabrita e gostaria já agora de dar entrada destes dados na minha base de dados do exaustivo trabalho sobre os Cabritas do Algarve.
Já agora que outros ramos de Porches de Cabritas tem? pode ser que o consiga ajudar já que tenho estes ramos de Porches mais ou menos alinhavados!!

um abraço
Miguel Cabrita Matias

Ps- se preferir envie-me um mail para :
miguelpontocabritapontomatiasarrobasapopontopt

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#63594 | JCALD | 27 Abr 2004 11:40 | Em resposta a: #26128

Caro Roberto Lopes:

O meu primo Henrique A. P. Ramos da Costa gostaria de entrar em contacto consigo, mas não tem possibilidade de colocar mensagens aqui no Forum. Por isso, pediu-me para lhe fazer chegar a seguinte:

-----------------------------------------------------------
Caro Roberto Lopes,

Somos parentes muito chegados pois tenho sangue Quá. Sou trineto do José
dos Reis Quá.

Raramente tenho acesso ao Fórum mas, descobri este nosso parentesco, no
dia 16, no tópico "D. Francisca Cabrita", pois tenho uma bisavó - Maria
do Rosário Correia - nascida em Lagoa em meados do séc. XIX, filha do
José dos Reis Quá, seu 5.º avô. Foi uma grande alegria saber que há um
genealogista com sangue Quá, e tão próximo. É um apelido que me tem
fascinado sempre, apesar de saber pouco dele. À excepção do pai deste
José dos Reis Quá, não encontro mais nenhum antepassado com este apelido.

Com os melhores cumprimentos,
Henrique Abranches Pinto Ramos da Costa
Sou o sócio n.º 165 da Assoc. Port. de Genealogia. na última «Raízes &
Memórias» poderá encontrar os meus contactos.
---------------------------------------------------------

Para facilitar a comunicação, se quiser, poderá enviar os seus contactos (e-mail e telefone) para o meu endereço electrónico: jcald arroba vizzavi ponto pt.

Cumprimentos,
José Caldeira

Resposta

Link directo:

Alferes Manuel Martins Cabrita

#122777 | roberto lopes | 14 Jul 2006 19:24 | Em resposta a: #26130

Caro Miguel Cabrita Matias:

MARTINS CABRITA DE PORCHES


1. André Martins, homem nobre e principal cc (Porches 20.08.1621) D. Francisca Cabrita.
Tiveram:
2. Alferes André Martins Cabrita, que segue
2. Capitão Manuel Martins Cabrita, que segue

2. Alferes André Martins Cabrita cc Maria da Conceição. Tiveram:
3. Maria Cabrita da Conceição, que segue

3. Maria Cabrita da Conceição cc (Porches 22.12.1701) António Álvares Raposo b. Lagoa
05.10.1661, f.º de Miguel Raposo Mexia e de Maria de Oliveira (vide Raposos Mexias,
Bentes Raposos de Lagoa e Porches). Tiveram:
4. Alferes Manuel Martins Cabrita, que segue

4. Alferes Manuel Martins Cabrita cc (I) (Porches 25.02.1718) Maria Bota (a), f.ª de
Domingos da Silva Bentes e de Domingas Bota cc (II) (Porches 01.05.1725) Margarida da
Encarnação (b), f.ª de Manuel Gonçalves e de Francisca Duarte. Tiveram:
5. Feliciano Cabrita (a), que segue
5. Faustino Cabrita (b), que segue
5. Maria Cabrita (b), que segue

5. Feliciano Cabrita (a) cc Maria da Encarnação, f.ª de Domingos Gonçalves Pincho e de
Maria da Encarnação, naturais de Porches (são meus 8.os avós)

5. Faustino Cabrita (b) cc (Porches < 1771) Josefa Maria, f.ª de Domingos Lourenço e de
Margarida dos Santos, naturais de Vale do Rebelo, Guia. Tiveram:
6. Porfírio n. Porches 05.02.1771

5. Maria Cabrita (b) cc (Porches 06.11.1759) Gregório Lourenço da Costa, v-º de Maria da
Conceição, natural da Mexilhoeira Grande, f.º de Gregório da Costa, de Marmelete e de
Leonor Fernandes, da Mexilhoeira Grande. Tiveram:
6. Manuel Martins Cabrita, v-º de Margarida Teresa, lavrador, que segue

6. Manuel Martins Cabrita, v-º de Margarida Teresa, lavrador cc (Lagoa 22.06.1802)
Laurência Maria, f.ª de José da Rocha e de Escolástica Maria, neta paterna de Vicente da
Rocha e de Maria Nunes e é neta materna de Manuel Álvares e de Clara das Neves, naturais
de Lagoa (estas ascendências estão estudadas e se podem consultar no Genea Portugal)
(são meus 6.os avós)

2. Capitão Manuel Martins Cabrita n. Lagoa c. 1655 cc Inês de Oliveira b. Alcantarilha
27.01.1658, f.ª de Francisco Gonçalves de Oliveira e de Margarida Coelha. Tiveram:
3. Alferes Manuel Martins Cabrita n. Alcantarilha 23.03.1692, que segue

3. Alferes Manuel Martins Cabrita n. Alcantarilha 23.03.1692 cc (02.08.1711) Maria Neta
Santos b. Alcantarilha 17.04.1692, f.ª de António Neto da Silva, faleceu no Exército Real em
1706 e de Catarina dos Santos. Tiveram:
4. Matias dos Santos Cabrita, que segue

4. Matias dos Santos Cabrita + Alcantarilha 10.09.1782 cc Maria Neta, de Pêra + Alcantarilha
31.10.1789, f.ª de Manuel Neto e de Maria Neta, naturais de Pêra. Tiveram:
5. Maria Neta, que segue

5. Maria Neta cc (Alcantarilha 23.03.1764) José Vieira Neto b. Alcantarilha 19.02.1745, f.º de
Manuel Vieira Neto, de Alcantarilha e de Isabel Maria, de S.B.Messines (estas ascendências
estão estudadas e se podem consultar no Genea Portugal). Tiveram:
6. Francisco Cabrita Neto, que segue
6. João Vieira Neto, que segue

6. Francisco Cabrita Neto cc (Alcantarilha 16.12.1788) Isabel Antónia de Oliveira (são 6.os
avós do António Bivar)

6. João Vieira Neto cc (Alcantarilha 28.10.1815) Maria Marta, do Algoz, f.ª do Alferes Joaquim
José Rodrigues e Teresa de Jesus, naturais do Algoz (são meus 6.os avós)

Com os melhores cumprimentos,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#122789 | abivar | 14 Jul 2006 20:41 | Em resposta a: #122777

Caro Roberto Lopes:

Esta sua mensagem reavivou-me a memória quanto a estas linhas de ascendência e lembro-me que eu tinha deixado pendente um problema que o nosso confrade e parente Miguel Cabrita Matias talvez já tenha resolvido; para já estou a citar de memória, mas espero conseguir encontrar os dados mais concretos: lembro-me de há algum tempo ter lido um documento (ou a repectiva transcrição) em que o Capitão Manuel Martins Cabrita, aqui dado por filho de Francisca Cabrita refere "a [sua] avó Francisca Cabrita". Sendo assim, a menos que houvesse mãe e filha homónimas (o que é evidentemente possível), talvez o Capitão fosse neto e não filho do casal André Martins - Francisca Cabrita. Aliás, como o filho homónimo do Capitão nasce em 1692, essa hipótese até é cronologicamente mais plausível. Gostaria de saber se este assunto já está plenamente esclarecido, uma vez que não tenho os dados que justificam a filiação do Capitão.

Lendo uma sua antiga mensagem neste tópico encontro mais um parentesco consigo que não sei se já tínhamos detectado: trata-se do casal de Porches Domingos Lourenço Faísca - Florência Maria, que eu tinha com o nome Domingos Lourenço Costa (filho de António Gonçalves - que não tinha encontrado com o nome "da Costa", que fiquei agora a saber pela sua mensagem que também usava, e de Sebastiana Fernandes). Está aqui no Genea, como talvez já tenha detectado, sendo bisavós por varonia da mãe (Maria Perpétua) do meu trisavô Anastácio Cupertino Guerreiro Lourenço, casado com D. Maria Marta Júdice, avós maternos da minha avó paterna.

Um abraço,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#122790 | abivar | 14 Jul 2006 20:49 | Em resposta a: #122777

Onde escrevi "Porches" leia-se Pêra!!

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#122818 | roberto lopes | 15 Jul 2006 10:06 | Em resposta a: #122789

Caro António Bivar:

Cronologicamente quer o Capitao Manuel Martins cabrita quer o seu irmao Alferes Andre Martins cabrita deverao ser os netos do Andre Martins cc Francisca Cabrita ou entao serao filhos + novos deste casal que casam tarde, talvez a 1.ª hipotese seja + plausivel.

Já tinha conhecimento do nosso parentesco pelo lado dos Faíscas :)

Teremos que esperar uma intervençao do Miguel cabrita Matias para ver se nos pode esclarecer esta dúvida.

Um abraço,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#122862 | zmcm | 15 Jul 2006 23:16 | Em resposta a: #122777

Caro Roberto Lopes:
Obrigado pela sua mensagem, mas há um erro nesta informação: O Cap. Manuel Martins Cabrita (nº 2 da sua mensagem)era neto e não filho de Francisca Cabrita e André Lopes, tal informação é dada no seu testamento e de sua mulher Inês de Oliveira que possuo cópia.
Até agora, do casal Francisca Cabrita e André Lopes encontrei os seguintes filhos:
1 -Domingas Cabrita que casou em 1654 com Domingos Martins de Mattos,
2 - João Martins Cabrita que casou em 6-8-1649 com Catarina Adains,
3 - Maria Cabrita ( desconheço o seu casamento)
4 - Mariana Cabrita ( desconheço casamento)
5 -Bartolomeu Martins Cabrita que casou em 16-2-1653 com Ana Neto

relativamente ao Cap. Manuel Martins Cabrita casado com Inês de Oliveira, não sei de quem é filho, ainda não consegui encontrar este casamento.

relativamente a André Martins Cabrita tem a certeza que é filho de Francisca Cabrita e André Martins? tem o registo deste casamento?

obrigado,
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#122863 | zmcm | 15 Jul 2006 23:23 | Em resposta a: #122789

Caro Tó:
mais um assunto pendente comum aos dois e parece que também ao Roberto Lopes. De facto o Cap Manuel Martins Cabrita é neto e não filho de Francisca Cabrita e André Martins como indicado o seu testamento e de sua mulher Inês de Oliveira de que te enviei cópia, mas ainda não consegui descobrir de quem é afinal filho, pois não encontrei o registo deste casamento!
De Francisca Cabrita e André Martins conheço os filhos que menciono na mensagem de resposta a Roberto Lopes, mas qual destes é pai ou mãe do Cap. não sei....será que aqui alguém nos pode ajudar?? há já muito que não vou á TT, daí não ter tratado deste e muitos outros assuntos que tenho pendentes.

grande abraço.
Miguel
PS - gostava igualmente de saber de onde vem esta Francisca Cabrita...

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#122864 | zmcm | 15 Jul 2006 23:24 | Em resposta a: #122862

onde se lê André Lopes deverá ler-se André Martins.
as minhas desculpas
MCM

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#122866 | zmcm | 15 Jul 2006 23:39 | Em resposta a: #25860

Tó e Roberto:
Peço desculpa mas estive agora a ver os meus apontamentos e o que temos que procurar para deslindar o mistério do Capitão Manuel Martins Cabrita, é o seu 1º casamento com Antónia de Sousa que terá ocorrido em Paderne a 1-5-1677. O Casamento com Inês de Oliveira (nascida em Albufeira em 1657) terá ocorrido por volta de 1682....

abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#122869 | Pean | 16 Jul 2006 00:45 | Em resposta a: #122866

Caro Miguel Cabrita Matias,

Sabe porventura se este Capitão Manuel Martins Cabrita é o mesmo (Manuel Cabrita no assento) que teve de sua mulher D. Antónia de Sousa uma filha D. Francisca Cabrita nascida em Porches em 17/8/1687 e que casou com Domingos de Arêz na mesma freguesia em 1706? A ser o mesmo não poderia ter voltado a casar em 1682.
Aproveito para perguntar como sabe do casamento em Paderne.

Cumprimentos,
Pean

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#122921 | rafael | 16 Jul 2006 21:36 | Em resposta a: #26146

Caro Miguel

Tem conhecimento de um JOSÉ GONÇALVES cc MARIA CABRITA ? são de ilves.
Terão casado nos princípios do séc. XVIII (?).Gostaria de saber a asc. destes meus avòs.São pais da m/avó ANTONIA MARIA mulher do meu avô JOÃO MIALHA, da Mosqueira-Albufeira.
Vou seguindo com entusiasmo as msgs deste tópico. A propósito: na Sé de Silves há algum túmulo ou campa onde figure o apelido CABRITA ? e de quem ?

Um abraço amigo
Rafael

Tenho ainda vários apontamentos dispersos sobre pessoas deste apelido, muitos certamente dos nossos, que gostaria de enviar-lhe, mas quando é difícil prever.

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#122925 | rafael | 16 Jul 2006 21:52 | Em resposta a: #122921

Leia -Silves.
Caso possa enviar-me algum dado novo sobre os nossos CABRITAS, agradeço. Pois o problema que apareceu há tempos e lhe disse ,às vezes dificulta-me o uso do computador e leitura de microfilmes.
Rafael

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#122930 | zmcm | 16 Jul 2006 22:46 | Em resposta a: #122921

Caro Rafael:
Não tenho a ascendência deste casal, também meus antepassados! Se entretanto conseguir saber quem são agradeço desde já a informação.

abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#122932 | zmcm | 16 Jul 2006 22:53 | Em resposta a: #122869

Caro Pean:
Não creio ser a mesma pessoa! do casamento do Cap Manuel Martins Cabrita com Inês de Oliveira há um filho baptizado em 24-1-1683!

cumprimentos,
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#122957 | roberto lopes | 17 Jul 2006 10:47 | Em resposta a: #122862

Caro Miguel Cabrita Matias:

Certeza certeza não tenho pq nunca encontrei o casamento, mas é de facto muito suspeito existir em Porches um Andre Martins Cabrita, em que cronologicamente pode ser filho ou neto de Andre Martins e Francisca Cabrita, nao encontro outro casal mais adequado para colocar nas ascendencias deste Andre Martins Cabrita

Com os melhores cumprimentos,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#122962 | zmcm | 17 Jul 2006 12:01 | Em resposta a: #122957

Caro Roberto:
de facto parece ser, mas eu não encontrei o baptismo nem o casamento desse André, pelo que nada me diz ser filho deste casal.

cump.
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#122966 | roberto lopes | 17 Jul 2006 13:13 | Em resposta a: #122962

Caro Miguel:

É mais certo de que o "meu" Andre seja neto de Andre martins cc Francisca Cabrita, a cronologia é mais logica.

Talvez a Maria Cabrita seja a mae do "meu " Andre pq existem varias Marias Cabritas nas suas descendencias.

Cumprimentos,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#122979 | Pean | 17 Jul 2006 16:37 | Em resposta a: #122932

Caro Miguel Cabrita Matias,

Peço desculpa pela insistencia mas volto a perguntar como relaciona o casamento em Paderne com o Capitão Manuel Martins Cabrita.
É que o Manuel Cabrita que lhe falei casou em Paderne em 1 de Março (e não Maio) de 1677 com Antónia de Sousa (já viúva de Baltazar Afonso Velho e filha de Manuel Caeiro e de Ana Martins). Tiveram em Porches pelo menos os filhos Domingas (1679), Brás (1684) e Francisca (1687).
Nunca procurei o óbito de Antónia de Sousa mas terá que ser posterior a 1687 (isto se não me enganei nas datas dos nascimentos dos filhos mas teriam que ser dois enganos e não apenas um).
Este Manuel Cabrita que lhe falo (e assim designado no assento) era filho de André Martins e de Francisca Cabrita, já defuntos, de Porches.

Cumprimentos,
Pean

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#122994 | zmcm | 17 Jul 2006 18:18 | Em resposta a: #122979

Caro Pean:
a ser como diz, parece-me então que o seu Manuel será pai do meu Manuel, e que não terá sido o meu Manuel a casar com Antónia de Sousa, mas o seu! de qualquer forma, logo á noite irei verificar o testamento do Cap. Manuel Martins Cabrita, que possuo cópia para verificar se fala de Antónia de Sousa.

cumprimentos,
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123017 | zmcm | 17 Jul 2006 23:43 | Em resposta a: #122994

Caro Pean:
O testamento do Cap Manuel Martins Cabrita e de sua mulher Inês de Oliveira (elaborado a 8-7-1732 pelo escrivão de testamentos Simão Lopes Correia de Porches , tendo testemunhado Francisco de Oliveira, Manuel dos Santos Cabrita, Manuel Álvares, Pedro Soares, António da Costa, todos de Porches e Martinho Gonçalves de Alcantarilha) não menciona de facto Antónia de Sousa como menciona o 1º marido de Inês de Oliveira, infelizmente fala dos pais de cada um sem mencionar nomes ( deixam missas pelas almas dos pais), menciona igualmente Francisca Cabrita como sua avó.

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123018 | zmcm | 17 Jul 2006 23:46 | Em resposta a: #123017

(continuação)
desta forma, parece que a hipótese deste ser filho de outro Manuel Martins Cabrita é a mais provável, tendo o pai sido casado provavelmente em 2ªs nupcias com Antónia de Sousa.

cumprimentos,
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123031 | Pean | 18 Jul 2006 08:54 | Em resposta a: #123018

Caro Miguel Cabrita Matias,

O seu Capitão Manuel Martins Cabrita não poderá ser filho do Manuel Cabrita casado com Antónia de Sousa já que este casou sendo solteiro em 1677. Poderá sim ser filho de um irmão ou irmã.
Uma irmã do meu Manuel Cabrita, Domingas Cabrita, casada com Domingos Martins de Matos tem um filho Manuel nascido em 16.07.1670, mas também este não me pareçe cronologicamente possível que seja o que procura. Talvez de outro irmão mais velho.

Cumprimentos,
Pean

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123085 | zmcm | 18 Jul 2006 22:37 | Em resposta a: #123031

Caro Pean:
Nesse caso é certo que o seu Manuel é filho de Francisca Cabrita e André Martins? o registo de casamento dele com Antónia de Sousa menciona o nome dos pais??
tenho essa data de casamento porque concerteza vi o registo, mas sinceramente não me recordo do que diz....
Concordo consigo quando diz que o meu Cap. deve ser sobrinho do seu Manuel e a confusão de Manueis vem daí, já que existe outro Manuel Martins Cabrita filho do meu...

cumprimentos,
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123107 | Pean | 19 Jul 2006 08:55 | Em resposta a: #123085

Caro Miguel Cabrita Matias,

O registo de casamento é inequivoco. Menciona os pais de Manuel Cabrita como André Martins e Francisca Cabrita, já defuntos, de Porches. De Antónia de Sousa não menciona os pais já que esta casou viúva do Alferes Baltazar Afonso Velho. Foram testemunhas Manuel Gonçalves Moreno, António Dias Negrão, o Capitão Manuel de Mello e Francisco Alveres.

Cumprimentos,
Pean

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123134 | abivar | 19 Jul 2006 17:07 | Em resposta a: #123107

Caro Confrade:

Mais uma achega para os Cabritas: tenho dois Antónios Dias Negrões (pai e filho), o primeiro casado em Porches a 19/9/1639 com Beatriz Afilhada (ele filho de Luís Afonso e Catarina Vicente, ela filha de Francisco Botelho e Margarida Neta), tendo o filho homónimo casado também em Porches a 27/3/1689 com Maria da Silva, a qual era filha de Pedro da Silva Mexia e Isabel de Arês Serrão (casados em Portimão a 16/6/1669), e neta paterna de Beatriz Cabrita de Sousa, filha de Margarida Nunes Cabrita, sendo esta neta materna de Francisco Cabrita, Moço de Câmara de D. João III (1553), acrescentado a Cavaleiro Fidalgo da Casa Real (1554), Cavaleiro da Ordem de Cristo e almoxarife a 27/2/1561 (filho de Aires Cabrita). Aqui está uma ligação tortuosa a “outros” (?) Cabritas de quem talvez também descendesse Francisca Cabrita (a coincidência dos nomes Francisco – Francisca também é indício favorável…). Não sei se a testemunha do casamento do seu Manuel Cabrita será um destes dois Antónios Dias Negrões; se fosse o segundo, poderia ser casado com uma parente do noivo. Quaisquer informações suplementares acerca dos supracitados personagens serão evidentemente bem-vindas; a ligação entre estes dois ramos de Cabritas teria para mim o interesse de constituir ligação genealógica entre as minhas duas avós, as quais tendo as respectivas origens maternas geograficamente próximas não consegui ainda até agora “tornar” parentes…

Quanto ao Capitão Manuel de Mello, se for o Manuel de Mello da Cunha casado com Maria Neta e morador em Alcantarilha, então é avô paterno de outro Manuel de Mello casado em Alcantarilha a 24/6/1777 com Ignacia Maria, neta paterna do “meu” Manuel Martins Cabrita, filho de Manuel Martins Cabrita e Inês de Oliveira… Este casamento necessitou de dispensa de consanguinidade no 4º grau, possivelmente pelos Netos.

Com os melhores cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123137 | Pean | 19 Jul 2006 18:23 | Em resposta a: #123134

Caro António Bivar,

Se as conversas são como as cerejas, as de genealogia superam todas as outras.
Mais alguns entrusamentos entre Cabritas, Negrões, Netos e outros (tudo em Porches):
-Ana de Oliveira, filha do Capitão Manuel Martins Cabrita foi madrinha em 1710 de Inês, filha de Domingos de Arêz e de Francisca Cabrita (filha do meu Manuel Cabrita);
- António Dias Negrão, filho de Beatriz Afilhada, foi padrinho em 1687 de Valentino, irmão do supracitado Domingos de Arêz, filhos de Marcos de Arêz e de Francisca Leal;
- Deste Marcos de Arêz, filho de Jerónimo de Arêz e de Margarida Cabrita Neto, foi madrinha em 1662 Maria Dias, filha de António Dias Negrão;
- Esta Margarida Cabrita Neto era filha de Francisco Raposo (Mexia ?) e de Leonor Martins.
Espero que lhe sirvam mais estas relações.

Cumprimentos,
Pean

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123159 | zmcm | 19 Jul 2006 22:45 | Em resposta a: #123134

Caro Tó:
Uma boa achega estas tuas notas. Pessoalmente estou convencido pelos vários dados que possuo das várias ligações de "Cabritas" que esta nossa Francisca Cabrita está ligada aos nossos outros Cabritas de Portimão, o problema que temos é que o registo de casamento destes nossos avós ( Francisca e André) não menciona o nome dos pais....
Esta tentativa de ligar os dois ramos é interessante para ambos, já que temos estes ramos comuns.
Como poderemos deslindar isto? ando atrás desta Francisca há que tempos!!!

abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123160 | zmcm | 19 Jul 2006 22:45 | Em resposta a: #123134

Caro Tó:
Uma boa achega estas tuas notas. Pessoalmente estou convencido pelos vários dados que possuo das várias ligações de "Cabritas" que esta nossa Francisca Cabrita está ligada aos nossos outros Cabritas de Portimão, o problema que temos é que o registo de casamento destes nossos avós ( Francisca e André) não menciona o nome dos pais....
Esta tentativa de ligar os dois ramos é interessante para ambos, já que temos estes ramos comuns.
Como poderemos deslindar isto? ando atrás desta Francisca há que tempos!!!

abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123167 | zmcm | 19 Jul 2006 23:57 | Em resposta a: #123134

Caro Tó:
Dando uma volta nos meus apontamentos dispersos encontro os seguintes dados que poderão levar a alguma ideia luminosa deste "emaranhado" de Cabritas :
1 - testemunhas do casamento de Francisca Cabrita com André Martins (Porches 20-8-1621): Miguel Raposo Mexia ( pela cronologia seria o casado com Francisca das Neves e pai de Pedro da Silva casado com Brites Cabrita de Sousa) e Francisco Álvares ( ??),
2 - Porches 22-12-1632 Baptismo de Maria, filha de Tomé Adains e Maria Cabrita (??), foram padrinhos o Cap. Francisco Lopes Raposo e Leonor Nunes.
3 - Porches 21-4-1630 Baptismo de Manuel, filho de André ( Nobre??) e Maria Cabrita
4 -Porches 22-12-1701 casamento de Maria Cabrita da Conceição filha de André Martins Cabrita e de Maria da Conceição com António Álvares Raposo b. Lagoa 05.10.1661, f.º de Miguel Raposo Mexia e de Maria de Oliveira
5 - Porches 21-2-1650 casamento de Margarida Cabrita, filha de Francisco Raposo e Leonor Martins (??) com Jerónimo de Arez filho de Baltazar Affonso e Catarina Affonso, foram testemunhas o Cap. Gaspar Raposo Mexia e Pero Gonçalves,

6 - Francisca Cabrita viúva de André Martins testemunha no processo de Santo Ofício de Baltazar Rodrigues Negreiros (Baltazar nº 130 maço 8 - 1673) tinha cerca de 80 anos ( não tenho o testemunho dela). Este Baltazar era filho do Cap. Bartolomeu Dias Negrão e de Apolónia Luis, neto paterno de António Dias Negrão e Catarina Alves (ou Alvares), nascido em Porches e morador em Albufeira era freire do Hábito de S. Bento.

7 - Baltazar Rodrigues Negreiros indicado em 6, era tio do Cap. João Rodrigues Negreiros, morador em Albufeira mas natural de Porches igualmente familiar do Santo ofício ( Baltazar, maço 27 nº 657 26-2-1693).Este Baltazar era filho do Cap. Gaspar Rodrigues Negrão e Francisca de Lima e neto paterno do Cap. Bartolomeu Dias Negrão Apolónia Luis.


são apontamentos antigos que tenho e era importante agora saber o que diz de facto o testemunho de Francisca Cabrita no dito processo de Baltazar. Na altura consultei este processo por outras razões e não tirei este apontamento.


abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123169 | MariaDavid | 20 Jul 2006 00:46 | Em resposta a: #25938

Caro Rui e demais confrades

Tenho conhecimento de uma família Cabrita, com origens na região de Alte. Como é próximo das localidades acima mencionadas - Silves, Querença, S.Bartolomeu de Messines - pode dar-se o caso de vir a ter algum interesse para vós. De momento, a pessoa que me poderia esclarecer sobre os seus ancestrais encontra-se de férias. Logo que regresse, para meados de Agosto, farei chegar-lhe este vosso tópico para eventual esclarecimento.

Cumprimentos

Maria

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123175 | rafael | 20 Jul 2006 03:34 | Em resposta a: #123167

Caros parentes

Bartolomeu Martins Cabrita c.c Ana Neto (viúva) aos 16-2-1654,em Silves.Ele filho de André Martins e de Francisca Cabrita. Se já figura na BD desculpem a repetição.
Test. Francisco Dias, Gaspar Afonso Barriga eo cap. Domingos Martins.

Abraços do
Rafael

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123290 | abivar | 21 Jul 2006 20:29 | Em resposta a: #123137

Caro Pean:

Muito obrigado por mais estes dados. Continuando com as cerejas, Leonor Martins sugere-me dois ramos com "Martins", também, por essa época, ligados à zona de Alcantarilha e limítrofes: uns Martins de Arês, porvindo de certo Martinho de Arês (casado com Catarina Alves), pai de um Capitão Gonçalo Martins (casado com Domingas Gonçalves) e avô do FSO João Martins de Arês e de uma irmã deste, Isabel Gonçalves, casada com o Capitão Domingos Martins Guieiro, os quais são progenitores de uns Guieiro de Brito estabelecidos em Alcantarilha no início do século XVIII, onde se ligaram a Sousas Castelo Brancos, e depois a Cabritas Netos. Muito há ainda a esclarecer acerca de todos estes ramos.

Cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#123291 | abivar | 21 Jul 2006 20:35 | Em resposta a: #123167

Caro Miguel:

Na primeira oportunidade tentarei ver os processos de Baltazar e João Negreiros; já conhecia esta variação do nome Negrão-Negreiros e sempre me intrigou. Muito obrigado por mais estas informações e um abraço,

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197011 | melisa | 19 Mai 2008 13:38 | Em resposta a: #123159

Caro Miguel Cabrita Matias

Dado que no testamento de Inês de Oliveira, consta o nome do primeiro marido poderá informar-me se por acaso se trata de Domingos Martins Matos ou em caso contrário qual o nome do mesmo?

Julgo que poderá ser uma pista importante para se conhecer os possíveis pais do seu 2º marido.

Cumprimentos

M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197129 | zmcm | 19 Mai 2008 22:23 | Em resposta a: #197011

Cara Maria Elisa:
O testamento de Inês de Oliveira menciona como seu primeiro marido Domingos Martins....pode ser ou não o que refere...
Já agora pode esclarecer a sua pista?

obg
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197143 | zmcm | 19 Mai 2008 23:27 | Em resposta a: #197011

Cara Maria Elisa:
Como lhe disse numa mensagem abaixo, o nome do primeiro marido de Inês de Oliveira mencionado no seu testamento diz ter-se chamado Domingos Martins (SIC).
Por acaso está a pensar no Domingos Martins de Matos filho de Domingos de Mattos e Constança Nunes que foi casado com Domingas Cabrita (C. Porches em 20-7-1654)
Nesse caso o primeiro marido de Inês de Oliveira seria tio do 2º marido pois tenho a dita Domingas como filha de André Martins e Francisca Cabrita....será assim?

cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197190 | melisa | 20 Mai 2008 10:14 | Em resposta a: #197143

Caro Miguel Cabrita Matias

Estou a pensar nele mesmo.

É que em 26/2/1677 apadrinham em Porches Manuel Cabrita, solteiro e que será certamente o que meses depois casou em Paderne com Antónia de Sousa, e Inês de Oliveira casada com Domingos Martins de Matos, moradores ambos em Porches.

O que é certo é nestas datas já não encontro filhos a nascerem de Domingas Cabrita com Domingos Martins de Matos.

Por outro lado tenho bem identificada a família deste Domingos de Matos, pelo que não julgo poder ser um seu filho ou sobrinho. ( tem realmente um sobrinho de nome Domingos de Matos mas esse era solteiro ainda em 1683 e outro Domingos filho de seu irmão António Baradas só nasceu em 1667).

Agora sendo Inês de Oliveira moradora em Porches antes de casar com o Alferes Manuel Martins Cabrita, como se justifica a ligação deste a Alcantarilha?

Tudo aponta que não tenha nascido em Porches mas sim em Alcantarilha, onde viveu também depois de casado.

Assim à primeira referenciei um Bartolomeu Martins Cabrita que sendo morador em Alcantarilha foi padrinho em Porches a 12/10/1670.

Claro que é apenas uma pista a explorar.

Cumprimentos

M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197191 | melisa | 20 Mai 2008 10:17 | Em resposta a: #197190

Em complemento

Esqueci-me de referir que após o seu casamento com Ana Neto, não encontrei qualquer filho deste casal a nascer em Porches.

Renovados Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197314 | zmcm | 20 Mai 2008 20:52 | Em resposta a: #197190

Cara Maria Elisa:
1- Tenho como filho mais novo ( o oitavo) do casal Inês de Oliveira/Domingos Martins de Matos um Francisco nascido/baptizado a 30-10-1672,
2 - tenho um Bartolomeu Martins Cabrita filho de André Martins e Francisca Cabrita, natural de Porches e casado em Silves com Ana Netto (viúva) a 16-2-1654 ( cerca de 30 anos após o casamento de André/Francisca).

A ligação a Alcantarilha virá concerteza pelo facto de Inês de Oliveira ser natural de Albufeira, apesar de moradora em Porches antes de casar com M M C, facto explicável se o seu primeiro marido fosse daí natural ou aí estivesse estacionado por via de alguma função que desempenhasse.

Convém dizer-lhe que tenho a informação (não confirmada) que o dito Manuel Martins Cabrita era igualmente viúvo quando casou com Inês de Oliveira sendo que a sua primeira mulher foi Antónia de Sousa e casados em Paderne a 1-5-1677.

O que gostaria de saber é que raciocínio segue para a partir da família Nunes/Mattos conseguir chegar aos pais de Manuel Martins Cabrita.

Outras notas :
Manuel Martins Cabrita foi CAPITÃO DE ORDENANÇAS
Testemunharam o seu casamento com Antónia de Sousa : António Dias Negrão e o Capitão Manuel de Mello.

O Capitão Manuel Martins Cabrita e sua mulher Inês de Oliveira deixaram testamento elaborado a 8-7-1732 pelo escrivão de testamentos Simão Lopes Correia de Porches, tendo testemunhado Francisco de Oliveira, Manuel dos Santos Cabrita, Manuel Álvares, Pedro Soares, António da Costa, todos de Porches e Martinho Gonçalves de Alcantarilha.

Inês de Oliveira foi baptizada em Albufeira a 27-1-1658


Verifico ainda que o Casal MMC/IO tiveram oito filhos todos nascidos em Porches, excepto o ultimo também chamado Manuel Martins Cabrita que nasceu e faleceu em Alcantarilha ( n. c. 1692 e f 14-11-1762 .
Não verifiquei os óbitos de MMC e IO será que faleceram em Porches ou Alcantarilha?

cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197315 | zmcm | 20 Mai 2008 21:00 | Em resposta a: #197314

verifico agora um engano na mensagem anterior: Domingos Martins de Matos teve 8 filhos de Domingas Cabrita e não de Inês de Oliveira, peço desculpa pelo lapso.

cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197339 | melisa | 20 Mai 2008 23:59 | Em resposta a: #197315

Caro Miguel Cabrita Matias

Vamos por partes:

O Manuel Cabrita que casou com Antónia de Sousa é filho de André Martins e s/m.er Francisca Cabrita.
Casaram em Paderne a 1/3/1677.

Moraram em Porches onde baptizam filhos pelo menos Domingas nascida a 22/1/1679 , Braz nascido a 2/2/1684 (Brás) e Francisca a 17/8/1687.

Também em Porches casou a sua filha Inês de Sousa (não constando que qualquer dos pais fosse falecido) em 27/11/1698 com João Martins,solteiro natural de Silves, fº de António Martins e de Catarina Afonso.

Tiverem como testemunhas do seu casamento o Capiitão MANUEL MARTINS CABRITA e o capitão António Álvares Guimarães.

Em 1684, Antónia de Sousa casada com Manuel Cabrita doi madrinha de José nascido em Porches a 14/9/1684 filho de Francisco da Silva Caldeira,meirinho dos clérigos e de sua m.er Maria da Encarnação.

Também foi madrinha em Porches, referindo ser casada com Manuel Cabrita, a 11/2/1685.

Pelos dados anteriores se conclui que MANUEL CABRITA e CAPITÃO MANUEL MARTINS CABRITA são pessoas distintas.

o Capitão Manuel Martins Cabrita viveram em Alcantarilha pelo menos entre 1685 e 1689, pois aí baptizaram :

-Josefa (de Jesus ou de Oliveira) a 30/12/1685 (casou em Porches a 24/11/1705 c/ João Mealha)

- Ana a nascida em Alcantarilha a 7/7/1689.

Em 12/4/1683 quando apadrinha em Porches refere ser casado mas não consta com quem. Em 8/2/1684 refere ser morador em Alcantarilha.
Nestes dois não refere o posto.

Também em 26/5/1687 apadrinha em Porches o capitão de cavalos Manuel Martins Cabrita, morador em Alcantarilha (em conjunto com Maria da Conceição casada com o Alferes André Martins, moradores em Porches).


Depois foi morador nas Torres em Porches.

Aí já nasceu Bartolomeu Martins Cabrita a 21/10/1694 [casou em Porches a 13/2/1718 c/ Brites da Conceição fª do capitão António Álvares Guimarães e de Margarida Nunes.].

Não tenho o nascimento do filho Manuel Martins Cabrita, mas não deverá ter sido o último filho a nascer pois para além do referido Bartolomeu encontrei ainda em Porches como filho do casal MMC/IO, José nascido em 7/3/1700.

Como Manuel Martins Cabrita , filho, casou a primeira vez em Alcantarilha a 1/8/1711 com Maria Neta Santos (fª de António Neto Silva e de s/ mer Catarina dos Santos) e a 2ª vez em Porches a 1/5/1725 c/ Margarida da Encarnação, teria de ter nascido antes de José.



O último filho de Domingas Cabrita/ Domingos Martins de Matos que também eu encontrei foi o Francisco nascido a 30-10-1672, o que dá perfeitamente margem para que ele possa ter voltado a casar com Inês de Oliveira antes dela amadrinhar em 26/2/1677.

O certo é que não encontro em Porches outro Domingos Martins de Matos por essas datas.

Não encontrei em Porches descendência deste casamento , a não ser que tenham sido pais entre Abril de 1679 e maio de 1681, período de que não registos de baptismo.

Sobre o meu palpite de que esta Inês de Oliveira possa ser a mesma que a casada com o capitão Manuel Martins Cabrita é apenas um palpite e deriva das poucas do mesmo nome referidas nos paroquiais de Porches ,

Apenas mais duas: uma que sendo filha de Miguel Fernandes foi madrinha em 7/7/1661 e a outra em 19/1/1670 sendo de Silves e não referindo o seu estado. E depois há esta.

Por curiosidade, como sabe a data do nascimento e donde é natural Inês de Oliveira casada com MMC?

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197342 | melisa | 21 Mai 2008 00:04 | Em resposta a: #197339

Para além de outras gralhas de texto, ressalvo:

o Capitão Manuel Martins Cabrita viveram em Alcantarilha pelo menos entre 1684 (e não 1685) e 1689.

Cpts
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197343 | melisa | 21 Mai 2008 00:06 | Em resposta a: #197342

Isto de fazer copy paste :-))

viveu e não viveram
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197352 | zmcm | 21 Mai 2008 01:11 | Em resposta a: #197339

Cara Maria Elisa:
Tem toda a razão, não vi que continuo com a informação errada que o MMC casado com a IO não é filho de Francisca Cabrita/André Martins.
Como já tive oportunidade de dizer aqui no forum, os dados que tenho sobre esta família foram-me dados e nunca os estudei não posso assim garantir qualquer informação e agradeço que tome esta afirmação presente em qualquer intervenção minha, agradecendo as devidas correções.

quanto á data de nascimento e local da Inês de Oliveira, creio que a descobri nas minhas pesquisas ( posso procurar a fonte nos meus antigos manuscritos), sei igualmente que era filha de Francisco Gonçalves de Oliveira e de Margarida Coelho, neta paterna de Pedro Gonçalves e de Inês de Oliveira, tal é mencionado na testamento de Francisco Gonçalves de Oliveira que possuo cópia.



cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197357 | melisa | 21 Mai 2008 01:39 | Em resposta a: #197352

Caro Miguel Cabrita Matias

A falta de paroquiais e erros ou omissões dos mesmos levam por vezes a deduções erradas. Claro que é isso que dá luta. Quando é fácil não dá gozo nenhum.

É por essa razão que gosto mais de pesquisar no século XVII e princípios do XVIII.

E quantas ligações familiares se advinham perante o acumular de indícios mas sem o documento que ponha preto no branco, nada feito.

Já reparou queo primeiro filho homem do capitão Manuel Martins Cabrita se chama BARTOLOMEU?
Acho que é um dado a ter em conta.

E o nome das filhas : A primeira chama-se Josefa e a 2ª ANA.

Em Porches não se encontra o rasto do casal Bartolomeu Martins Cabrita / Ana Neto depois do seu casamento em 16/2/1653.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197473 | zmcm | 21 Mai 2008 22:39 | Em resposta a: #197357

Cara Maria Elisa:
pode dar-me as ligações que tem a partir do casal Francisca Cabrita/ André martins começando pelos filhos/noras netos/mulheres dos netos e bisnetos?? quero ver se ponho ordem na minha Bdados nestas ligações.

obrigado
MCM

PS se preferir mande para o mail mail pessoal.

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197485 | melisa | 22 Mai 2008 00:36 | Em resposta a: #197473

Caro Miguel Cabrita Matias

Darei com todo o gosto, mas como a informação que tenho resulta praticamente do que estou a pesquisar em Porches e de uma ou outra informação colhida em Alcantarilha e Paderne a mesma está muito incompleta.

Mesmo de Porches ainda não vi tudo.

Quero entretanto referir um dado curioso.

A lista dos crismados em Porches em Fevereiro de 1622 vem ordenada por casais e respectivos filhos crismados.

A dado passo aparece o casal Baltazar Afonso o velho/ Brites Cabrita que tem crismados os seguintes filhos:

- Maria , sendo madrinha Maria das Neves

- Margarida, sendo madrinha Mécia Rodrigues

- Francisco sendo padrinho Miguel Raposo (certamente Miguel Raposo Mexia)

Logo a seguir e ainda como pertencendo à mesma família refere:

André Martins casado com Francisca Cabrita sendo padrinho Miguel Raposo.

Quererá isto dizer que Francisca Cabrita é familiar deste casal? Talvez sua filha?

De notar que André Martins / Francisca Cabrita são pais, entre outros, de:

- Baltazar, crismado a 25/5/1631

- Brites , baptizada a 16/10/1642

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197487 | nunoinacio | 22 Mai 2008 00:41 | Em resposta a: #197485

Cara Maria Elisa

Não sei se se recorda, mas quando encontrei a lista de crismados, fiquei com a sensação de que todos eles estão colocados por uma ordem social e, dentro da esfera social, por uma ordem familiar.
Cheguei a essa conclusão, pelos apelidos, mas também pela troca de padrinhos, isto é, os pais de uns crismados são padrinhos de outros com os mesmos apelidos que surgem logo a seguir.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197490 | melisa | 22 Mai 2008 01:01 | Em resposta a: #197487

Caro Nuno

Recordo-me perfeitamente, e fiquei com muita curiosidade, pelo que transcrevi a referida lista para a minha BD.

Realmente a lista sugere muitas ligações familiares, uma das quais é a que refiro acima.
Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197575 | melisa | 22 Mai 2008 20:36 | Em resposta a: #197490

Caro Miguel Cabrita Matias

Domingas Cabrita casada com Manuel Martins Matos, faleceu em Porches a
21/3/1674, sendo testamenteiro seu marido.

Por sua vez Domingos Martins Matos faleceu em 11/8/1677 também em Porches tendo sido testamenteiro seu irmão António Barradas.

Pelas datas apresentadas Inês de oliveira teria casado a primeira vez entre 3/1674 e Fevereiro de 1677.

Já agora refiro que Antónia de Sousa faleceu em 31/8/1704 sendo testamenteiro seu marido Manuel Cabrita, e este faleceu a 17/1/1711, ambos em Porches.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197797 | zmcm | 24 Mai 2008 15:20 | Em resposta a: #197485

Cara Maria Elisa:
os nomes dos filhos de André e Francisca ( Baltazar e Brites) indicia que quase de certeza Francisca será filha do casal Baltazar Affonso "o Velho" e Brites Cabrita, a certeza nunca a teremos pois o registo deste casamento a 1621 não refere os nomes do pais.
de onde terá vindo esta Brites Cabrita? será oriunda de Portimão?

Sabe quem tenha os registos de Portimão?? gostava de pesquisar esta gente.

cump,
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197821 | melisa | 24 Mai 2008 19:34 | Em resposta a: #197797

Caro Miguel Cabrita Matias

Eu tenho os registos de Portimão embora de momento não estejam comigo.

Mas os registos de casamento só começaram em 1613 pelo que a terem casado lá , tê-lo-iam feito antes de haver registos de casamento.

Baltazar Afonso o velho era na realidade Baltazar Afonso Santos, conforme consta no registo de óbito de sua m.er em Porches a 8/3/1631 sendo testamenteiro o seu marido.

Este Baltazar Afonso Santos deveria ser o que foi testemunha do casamento de Sebastião Martins com Leonor Rodrigues em 11/8/1625 (porches) e ess pela a assinatura é o mesmo que testemunha em 16/2/1627 também em Porches.

Como filhos deste casal tenho:

- MARIA, crismada em Porches a 3 de Fevereiro de 1622 ( Foi madrinha Francisca das Neves) e que seria certamente a MARIA DIAS, donzela filha de Baltazar afonso Santos que juntamente com André Martins apadrinha em Porches a Manuel baptizado em Porches a 28/8/1633, filho de Pedro Canelas e de s/m.er INÊS DAS NEVES.

- FRANCISCO , também crismado em 1622 sendo padrinho Miguel Raposo (Mexia) que também foi padrinho de crisa de André Martins.

- MARGARIDA, igualmente crismada em 1622, sendo madrinha Mécia Rodrigues.
Tudo aponta( mas sem confirmação documental) para que esta Margarida seja a MARGARIDA CABRITA casada com Jerónimo de Arez, pais de Baltazar baptizado em Porches a 26/2/1651 sendo padrinho Bartolomeu Afonso , o moço .

Os nomes poderão ser poucos reveladores pois tratam certamente de filhos mais novos.

Encontrei em Porches vários indivíduos de apelido Afonso Santos mais ou menos contemporâneos, que poderão, ou não, pertencer á mesma família.

Também aparece um Baltazar Afonso Santos a ser testemunha do casamento de uma filha de Bartolomeu Afonso Paris/Maria Álvares, em 1637, que poderá ser o acima referido [ou será o Moço?]

Um de igual nome é padrinho de fº Marcos de Francisco do Touro Bentes/Branca das Neves em 8/3/1633.[ Como cetamente recorda este FTB , segundo informação do Dr. Miguel Côrte-Real, é genro do Miguel Raposo Mexia padrinho de crisma de André Martins e de Francisco fº de Baltazar Afonso o velho (ou Baltazar Afonso Santos)].

Miguel Raposo Mexia (certamente o casado c/ Francisca da Neves) era irmão do capitão Francisco Lopes Raposo falecido em Porches a 31/12/1634 já viúvo de Margarida Neta (falecida também em Porches a 6/2/1628 ).

No assento do óbito do capitão Francisco Lopes Raposo consta que foi seu testamenteiro SEU IRMÃO Miguel Raposo Mexia.

Um dos filhos deste capitão teve como padrinho de crisma ANDRÉ MARTINS.

Enfim, são pontas a juntar e que mostram as interligações destas famílias.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197893 | zmcm | 25 Mai 2008 18:24 | Em resposta a: #197821

Cara Maria Elisa:
Já sabia da existência de alguns " Baltazar Afonso Santos" por bandas de Lagoa/Porches, e acho curioso que:
Baltazar Afonso Santos+Brittes Cabrita de Porches são precisamente da mesma idade e casaram pela mesma altura que Bartolomeu Afonso Santos+Brites Cabrita de S.B.M.
Seria este Baltazar também filho do velho Belchior Afonso Santos e Maria Gomes? não nos podemos esquecer que dois filhos de Bartolomeu A. S.+Brites Cabrita (SBM) foram viver para Porches e por lá casaram (sem razão aparente...).

Curioso ainda é as duas senhoras serem ambas Brites Cabrita e mais curioso é o facto de em ambas as descendências destes 2 casais, perdurou o apelido feminino em detrimento do masculino.

Ainda gostava de saber a relação destes Afonso Santos com o Cap. Luis Afonso Santos morador em Portimão e que terá sido testemunha de casamento de Bartolomeu Afonso Santos+Brites Cabrita em Loulé em 1591....


cump.
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197927 | melisa | 25 Mai 2008 20:41 | Em resposta a: #197893

Caro Miguel

Também já tinha reparado na coincidência e posto a mesma questão.

Se em relação a Belchior Afonso Santos casado com Guiomar Rodrigues Bocarra, não restam dúvidas ( pela habilitação a FSO de Gaspar Varela de Moura) qual é o outro que considera fº de Belchior Afonso Santos de S.Bartolomeu de Messines?

Em Lagoa casou a 5/1601 Isabel Varela filha de LUíS AFONSO SANTOS (não refere o nome da mãe) com António Vicente Quaresma ª), filho de António Vicente e Catarina Fernandes.

Se em relação ao noivo não restam dúvidas que seja morador em Lagoa, quanto à noiva não sei se era natural de Lagoa.

O primeiro fº do casal baptizado em Lagoa a 13/7/1602 recebeu como mandava a tradição o nome de Luís e foram padrinhos Vicente Galvão ( que não sei quem era) e Cecília Vicente. [ que seria talvez tia paterna e era casada com António Fogaça, e de cujo filho Simão foi madrinha em 1603 a Isabel Varela].

Julgo que este Simão seria Simão Fogaça que foi testemunha do casamento de Belchior Afonso Santos com Guiomar Rodrigues Bocarra( cc Lagoa a 6/6/1639).

Muitos dúvidas, muitos indícios e muitas dificuldades em os iinterpretar!




ª) António Vicente no casamento e António Vicente Quaresma no baptismo de alguns filhos.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197934 | nunoinacio | 25 Mai 2008 21:55 | Em resposta a: #197893

Caro Miguel

Já tenho o DVD com os paroquiais de Porches gravado, terça-feira enviá-lo-ei para a sua morada.
Desculpe a demora, mas tenho andado muito ocupado e tenho os assentos todos em CD, ou seja, para gravá-los num único suporte tive, antes, que passar todos para o computador e depois para o DVD, o que requereu muito tempo.
Em compensação, envio-lhe também os dois livros mais antigos de Alcantarilha, onde porderá encontrar dados do seu interesse.

Relativamente aos assentos de Messines, aconteceu uma coisa muito estranha, pois quando coloquei a DVD no computador na primeira vez vi os assentos e editei alguns, mas no dia seguinte o DVD estava vazio.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197939 | zmcm | 25 Mai 2008 22:25 | Em resposta a: #197927

Cara Maria Elisa:
quanto aos filhos de Bartolomeu Afonso Santos e Brites Cabrita que foram para Lagoa/Porches:
1 - Belchior Affonso Santos que depois de viúvo de Isabel Fernandes casa em Lagoa com Guiomar Rodrigues Bocarro (filha de António Álvares Porto e Margarida Bocarro),

2 - Francisco Cabrita ( ou também aparece Francisco Cabrita Santos) que casa em Lagoa com Ana Bravo ( filha de Francisco Bravo e Inês Gomes).

Pelos apadrinhamentos registados cheguei á conclusão que um destes acima (não sei qual deles) foi pai de Bartolomeu Afonso Santos que casou em Albufeira com Maria de Mesquita filha de Isabel de Mesquita e de João Afonso de Alvaleide. Como nunca pesquisei os baptismos de Lagoa ainda não consegui destrinçar esta questão.

cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197940 | zmcm | 25 Mai 2008 22:28 | Em resposta a: #197934

Caro Nuno Inácio:
Obrigado pelos dados que vai enviar aguardarei ansiosamente.
Que coisa tão estranha lhe aconteceu com o DVD que lhe enviei!!! sabe se aconteceu o mesmo á Maria Elisa? não tenho conhecimento disso.
Posso voltar a gravar um DVD e enviar-lhe se o problema se mantiver.

diga-me alguma coisa s.f.f.

cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197945 | nunoinacio | 25 Mai 2008 23:09 | Em resposta a: #197940

Caro Miguel

Não se preocupe em fazer outra cópia, pois poderei copiar do DVD da Maria Elisa. Na última vez que falamos, ela disse-me que não tinha tido problemas, mas apenas tinha visto uma vez.

As imagens do DVD que lhe vou enviar estão longe de ter a qualidade das que me enviou, mas tem servido perfeitamente para o tratamento de dados. O trabalho ficará muito facilitado se tiver o Windows 2007.

Renovados cumprimentos

nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197950 | zmcm | 25 Mai 2008 23:19 | Em resposta a: #197945

Caro Nuno:
Agradeço a sua nota e posso dizer-lhe que os dados serão bem-vindos independentemente da qualidade.
Veja com a Maria Elisa e se houver problema digam-me pois os DVD´s foram gravados na mesma forma e com o mesmo software.

cump,
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#197964 | melisa | 26 Mai 2008 00:41 | Em resposta a: #197939

Caro Miguel Cabrita Matias

Tinha este Francisco Cabrita Santos como forte candidato a que fosse o Francisco crismado em Porches em 1622 fº de Baltazar Afonso ( ou velho) /Brites Cabrita.

Sobre Bartolomeu Afonso Santos casado c/ Maria de Mesquita , não o consigo ajudar:

Relativamente a filhos de Belchior Afonso Santos com Guiomar Rodrigues Bocarro não encontrei o baptismo de nenhum Bartolomeu,

Encontrei os seguintes Baptismos em Lagoa:

- Domingos, b.Lagoa a 15/12/1641 (Padrinho Manuel Varela)

- António , b.Lagoa a 18/1/1644 (padrinhos: João Mendes Quadrado e Vitória de Campos)

- João Bocarro,(capitão) b Lagoa a 16/4/1647 e que casou c/ Isabel Adães. (foi s/padrinho de baptismo Manuel Varela e Brites de Andrade de Ptm) .

- Maria , b. Lagoa a 11/8/1649 e que deverá ser a Maria dos Santos Cabrita casada com Gaspar Martins Simões. (foram seus padrinhos de baptismo Francisco Cabrita e Maria Bocarra (seria tia materna e casada com Francisco Correia Adães).

De Francisco Cabrita Santos/Ana Brava . tenho só os baptismos de:

- Angela b lagoa a 18/3/1651 (padrinhos Belchior Afonso Santos e Victória de Campos)

- Catarina b Lagoa a 16/2/1654 (Padrinhos B.do Luis Fogaça e Brites Brava)

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#198086 | zmcm | 26 Mai 2008 22:14 | Em resposta a: #197964

Cara Maria Elisa:
relativamente aos filhos de Belchior A Santos e Guiomar Rodrigues Bocarro, falta-lhe Brites Cabrita ( ou Brites Cabrita Bocarro) que casou com Gaspar Varella de Moura (FSO),

A Maria que refere como filha de BAS+GRB é de facto Maria dos Santos Cabrita e foi casada com Gaspar Martins Simões (CAPITÃO DE ORDENANÇAS, CAPITÃO DA FORTALEZA DO CARVOEIRO, neto do FIDALGO DA CASA REAL GASPAR MARTINS SIMÕES, PROPRIETÁRIO E TABELIÃO DE LAGOA).

Continuo intrigado com Baltazar Afonso Santos "o velho"....será filho do Belchior Afonso Santos e Maria Gomes ou do Luis Afonso Santos da governança de Portimão e que foi casado com uma senhora de apelido Montans Mascarenhas (tanto quanto me disseram e não confirmado)....será que conseguimos deslindar isto?

cump,
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#198245 | melisa | 27 Mai 2008 22:16 | Em resposta a: #198086

Caro Miguel

Também eu estranhei não encontrar o baptismo de Brites.

Vou ter de ver melhor os registos de baptismo.

De Baltazar Afonso Santos "o velho" em 1622, tendo 3 filhos a crismar nessa data e havendo um Baltazar Afonso "o novo" que poderia ser seu filho (ou sobrinho) já adulto em 1622 , bem como a s/ possível filha Francisca Cabrita também já casada, deverá ter casado antes de 1600.

As únicas referências que temos é que ele ou sua mulher seriam provavelmente familiares de Miguel Raposo Mexia ou da mulher dele, Francisca das Neves.

Vou continuar a anotar tudo o que encontrar deles.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#198249 | zmcm | 27 Mai 2008 22:42 | Em resposta a: #198245

Cara Maria Elisa:
muito obrigado pelas informações.
Agradeço-lhe a sua disponibilidade de me dar todos os dados sobre este gente ( ando atrás da Francisca Cabrita mulher do André Martins há mais de 6 anos!)

cumprimentos,
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#198256 | nunoinacio | 27 Mai 2008 23:29 | Em resposta a: #198249

Caro Miguel

O DVD já seguiu pelo correio.
Espero que o ajude nas suas buscas, que são do interesse de todos.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#198556 | zmcm | 29 Mai 2008 22:23 | Em resposta a: #198256

Caro Nuno:
Muito obrigado.
E o que lhe deixei ? sempre ficou sem os dados??

cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#198571 | nunoinacio | 29 Mai 2008 23:33 | Em resposta a: #198556

Caro Miguel

Entendeu-se com os registos?
Consegui fazer uma cópia a partir do DVD da Maria Elisa. Neste momento estou a ver os casamentos mais antigos de Messines.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#198762 | zmcm | 31 Mai 2008 22:35 | Em resposta a: #198571

Caro Nuno:
Muito obrigado pela CD, serve perfeitamente para o fim a que se destina.

cump,
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#198855 | abivar | 01 Jun 2008 17:10 | Em resposta a: #198762

Caro Miguel:

Vejo que muito se avançou relativamente aos nossos Cabritas! pelos dados que aqui encontrei parece mais do que provável que o nosso Manuel Martins Cabrita (casado com Inês de Oliveira) seja filho do casal homónimo dos seus dois primeiros filhos, ou seja, de Bartolomeu Martins Cabrita e Ana Neto, e que Francisca Cabrita seja filha do casal homónimo de dois do seus filhos, Bartolomeu Afonso Santos – Brites Cabrita; o casamento em Loulé em 1591 não refere pais? Já agora qual será o ano certo para o casamento de Bartolomeu e Ana Neto, 1653 ou 1654?

Os nomes Brites e Francisco aparecem nos Cabritas de Portimão e a nora de Miguel Raposo Mexia casada com o filho Pedro também era Beatriz Cabrita (de Sousa), supostamente neta de outra Brites Cabrita. Parece que o cerco está apertado! O casamento em Loulé parece um bocado deslocado de Silves, mas algum casal de Cabritas (ele ou ela) de Silves pode ter ido para lá viver... Será desta que consigo aparentar as minhas avós?

Um abraço,

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#199031 | zmcm | 02 Jun 2008 23:14 | Em resposta a: #198855

Caro Tó:
Avançamos infelizmente apenas no campo das suposições, também eu ando a tentar perceber se se consegue aparentar estes nossos avós.
tudo parece de facto apontar para que o nosso António M Cabrita casado com Inês de Oliveira seja filho de Bartolomeu M Cabrita e Ana Neto.
A dita Francisca Cabrita casada com André Martins, parece ser filha de Baltazar Afonso Santos ( e não Bartolomeu Afonso Santos) e de uma outra Brites Cabrita que não a de Loulé(ver abaixo)
O casamento de Loulé em 1595 refere como pais de Beatriz: Francisco Dias e Brites Domingues do Gilvarzino - Loulé e como pais de Bartolomeu: Belchior Afonso Santos e Maria Gomes das Cortes-S.B.Messines

O que estou a tentar perceber:
- Haverá algum parentesco entre Bartolomeu Afonso Santos e/ou Brites Cabrita (moradores em SBM sendo ela natural de Loulé) com este Baltazar Afonso Santos e/ou esta Brites Cabrita moradores em Lagoa? são quase homónimos, casados pela mesma altura e todos nascidos pela mesma altura ( mais ano menos ano) sendo certo que as Brites Cabrita são pessoas diferentes já que:
1 - Francisca Cabrita filha suposta da Brites Cabrita moradora em Lagoa, casou em 1621 pelo que terá nascido cerca de 1600 logo a mãe terá casado por essa altura ( mais ano menos ano),
2 - Brites Cabrita casada com Bartolomeu Afonso Santos teve filhos deste casamento entre 1598 e 1617
Não podem por isso ser a mesma pessoa,

que outros dados temos:
1 - como referes na família dos Cabritas de Portimão há muitas Brites (Beatriz) e Francisco(s),
2 - Como aqui dito pela Maria Elisa, tudo aponta para a existência de um parentesco qualquer entre Miguel Raposo Mexia e Baltazar Afonso Santos ou Brites Cabrita (moradores em Lagoa).
3 - O pai de Beatriz Cabrita de Loulé era também Francisco e a mãe também Brites,
4 - Luis Afonso Santos ( será o da governança de Portimão?) apadrinha o casamento em Loulé em 1595 de Bartolomeu e Beatriz,


e aqui estamos....vamos a ver até onde conseguiremos ir...
forte abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#199246 | zmcm | 04 Jun 2008 20:55 | Em resposta a: #197821

Cara Maria Elisa:
descobri hoje nos meus antigos "apontamentos manuscritos soltos" fornecidos por muitos confrades e amigos deste forum a existência de um Baltazar Afonso Santos que terá sido casado com uma Maria Cabrita e pais de uma Margarida dos Santos casada em 1637 em Porches com Gaspar Afonso Barriga...
Será que é o mesmo Baltazar casado com a Brites Cabrita e supostos pais da Francisca Cabrita? ou será que esta Maria Cabrita é na realidade a Brites Cabrita e terá havido confusão ao ler? ou será que se tratam mesmo de diferentes pessoas apesar da mesma geração??

Esta ultima hipótese parece-me pouco provavel...

mais umas "achas" para a "fogueira"...

cump,
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#199441 | melisa | 05 Jun 2008 23:17 | Em resposta a: #199246

Caro Miguel Cabrita Matias

Como não estou em casa não, tenho os dados comigo pelo que não lhe sei responder.

No entanto o que me parece e de memória é que estará lá mesmo Maria Cabrita como mãe.

Julgo que essa Margarida dos Santos é a mesma que voltou a casar duas vezes em Silves e nesses dois assentos a mãe aparece como Brites Cabrita.

Quando estiver em casa e verificar os dados dir-lhe-ei o que tenho.

Cumprimentos

M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#199443 | zmcm | 05 Jun 2008 23:21 | Em resposta a: #199441

Cara Maria Elisa:
Muito obrigado pela informação, creio de facto haver algo a explorar aqui.

cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#199501 | zmcm | 06 Jun 2008 14:30 | Em resposta a: #199441

Cara Maria Elisa:
Tem a certeza que a Margarida dos Santos Cabrita que menciona é filha dos de Lagoa?? é que Bartolomeu Afonso Santos e Brites Cabrita de SBM tiveram uma filha Margarida ( sempre a vi mencionada como Cabrita tal como os irmãos e no entanto o Irmão Francisco após casar em Lagoa é mencionado nalguns registos em que é padrinho como Francisco dos Santos Cabrita).
Esta Margarida casou 1ª em SBM com António Guerreiro Fernandes e pode posteriormente ter casado em Silves :
- tenho o registo de um casamento em Silves de uma Margarida dos Santos Cabrita viúva e natural de SBM e tudo me leva a crer ser a mesma acima mencionada!

cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Margarida dos Santos

#200443 | melisa | 15 Jun 2008 22:23 | Em resposta a: #199501

Caro Miguel Cabrita Matias

Não lhe respondi antes pois queria voltar a ver os registos de casamento de Margarida dos Santos.

Assim e com os registos à minha frente leio:

Em Silves e a 18/1/1655 casou Simão Monteiro Santos filho de Baltazar dos Santos e de Joana Vieira com Margarida dos Santos (sem Cabrita) , viúva filha de Baltazar Afonso Santos (B.ªr Aº Santos) e de Beatriz Cabrita. Foram testemunhas o capitão Pedro de Almeida, Domingos Langueil e Faria e L.do Manuel Mendes Camacho.

No outro casamento que referi, ocorrido em Silves a 29/2/1656 , consta:

André da Silva Pincho, filho de Estevão Afonso e de Margarida Pincha casou com Margarida dos Santos viúva , filha de Baltazar Afonso (B.ªr Afonso)e de Beatriz Cabrita, foram testemunhas o capitão Pedro de Almeida, João Alistão e Domingos Langueil e Faria.

Duas das testemunhas são comuns nos dois casamentos.

Embora não refira de onde são os pais da noiva julgo serem os de Porches e que não referindo de quem a noiva é viúva, a mesma seria Margarida dos Santos que em Porches e filha de Baltazar Afonso Santos e Maria Cabrita ( aqui e inclusivé pelos dados referidos nesta mensagem julgo que o padre terá errado no nome da mãe da noiva chamando-a de Maria em vez de Brites) tinha casado a 16/11/1637 com Gaspar Afonso Barriga viúvo e morador em Silves.

Por outro lado Margarida dos Santos casou pela 3ª vez no mesmo dia que seu filho Baltazar Afonso Barriga (filho do seu 1º casamento com Gaspar Afonso Barriga) e que nessa data casou com Maria Pincha fª de Estevão Afonso e de Margarida Pincha e portanto irmã do 3º marido de Margarida dos Santos. Foram testemunhas o capitão Pedro de Almeida e Domingos Langueil e Faria (também testemunhas do casamento de sua mãe) e ainda o licenciado Manuel Mendes Camacho que tinha sido testemunha do 2º casamento de sua mãe.

Em suma Margarida dos Santos depois de casar em Porches foi morar para Silves onde era já morador o seu 1º marido.

Depois de enviuvar casou 2ª e 3 ª vez também nesta cidade, a 3ª vez casou no mesmo dia que seu filho sendo os respectivos noivos, irmãos.

Aproveito para esclarecer que seria esta Margarida dos Santos a Margarida crismada em 1622 em Porches e não a Margarida Cabrita casada com Jerónimo de Arez como suspeitava e referi em 24/5 pp, antes de encontrar o seu primeiro casamento em Porches.

De que casamento de Silves tem o registo?

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Margarida dos Santos

#200451 | zmcm | 15 Jun 2008 23:50 | Em resposta a: #200443

Cara Maria Elisa:
Obrigado pela sua mensagem.
O registo de Silves é precisamente o de 1655 ( terceiro casamento como diz), a questão que se coloca é a grafia do nome do pai, já que para mim B.ªr Aº Santos li-o como Bartolomeu e não Baltazar ( também é um facto que não sabia nessa altura da existência deste casal Baltazar AS/Brittes Cabrita homónimos do outro), por outro lado este casamento não refere o nome do primeiro marido da Margarida o que deixa tudo em aberto, as testemunhas poderão ser de facto uma boa pista, mas também é certo que os mesmos foram testemunhas de muitos casamento em Silves nesta altura.

Sabe quem é a Margarida Cabrita de Porches casada com Jerónimo de Arez?

cump,
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Margarida dos Santos

#200453 | melisa | 16 Jun 2008 00:08 | Em resposta a: #200451

Caro Miguel

Na realidade não refere o nome do 1º marido, mas sabendo que Gaspar Afonso Barriga era morador em Silves antes do seu casamento com Margarida dos Santos, cidade onde muito provavelmente viveu depois do 2º casamento e que é pai (c/s/ 2ª mulher) do noivo de 1656 que casa no mesmo dia que Margarida dos Santos (3º casamento) com 2 testemunhas comuns, e que nos dois casamentos de Silves são referidos os pais da noiva, não me restam dúvidas de que se trata da mesma Margarida dos Santos.

Refiro ainda que Gaspar Afonso Barriga ( 1º marido de Margarida dos Santos) foi testemunha, em Silves a 16/2/1653, do casamento de Bartolomeu Martins Cabrita com Ana Neto.

De certo modo este facto vem reforçar a convicção que Francisca Cabrita, mãe de Bartolomeu Martins Cabrita seria filha de Baltazar Afonso Santos/Brites Cabrita o que tornava Gaspar Afonso Barriga tio por afinidade, do noivo.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Margarida dos Santos

#200458 | nunoinacio | 16 Jun 2008 00:34 | Em resposta a: #200453

Cara Maria Elisa

Ás voltas com Monchique, em busca do ramo mais recente que tinha parado, descobri finalmente o casamento do João da Silva com a Antónia Maria, em 14.05.1778, em Monchique.
O João da Silva, era filho de pai incógnito e de Joana Maria, escravos do Tenente André Metelo, da Malhada Quente
A Antónia Maria é filha de Manuel Correia e Maria dos Santos, do Alferce.

Relativamente ao casal do Alferce, tenho-os em fim de linha, pois terão casado no período em que não há registos de casamento.

Relativamente à Joana Maria, ainda não vi nada de baptismos de Monchique. Por acaso tem alguma informação relativa a esta escrava?

Também não tenho a ascendencia do Tenente André Metelo, mas se ele tiver ligações com os Metelo do Alferce, então, em principio, terei como ascendentes, no mesmo tronco, os escravos e os ascendentes dos seus donos...

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Margarida dos Santos

#200464 | melisa | 16 Jun 2008 01:10 | Em resposta a: #200458

Caro Nuno

Há um André Metelo que casa em Mx a 24/6/1738 com Mariana de Almeida,

Os pais eram da Malhada Quente. È este que procura?

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Margarida dos Santos

#200490 | nunoinacio | 16 Jun 2008 09:22 | Em resposta a: #200464

Cara Maria Elisa

O que eu procuro mesmo são os ascendentes dos escravos, mas como ela não era casada, em principio só poderei descobrir algo no assento de baptismo do João da Silva.
Encontrei uma escrava Maria Joana a casar em Monchique, mas muito mais cedo, pelo que poderá ser mãe ou avó desta Maria Joana.

Relativamente ao André Metelo, será o mesmo, pois o Tenente André Metelo era da Malhada Quente, onde também vivia o escravo João da Silva à data do casamento. Curiosamente, nos assentos dos netos não consta como escravo, mas aparece como residindo na Malhada Quente, o que quer dizer que, mesmo após o casamento, terá ficado a morar na propriedade do Tenente André Metelo.

A minha curiosidade relativamente ao André Metelo prende-se apenas na verificação se descenderei simultaneamente dos ascendentes do André Metelo e dos seus escravos. Onte fiz uma busca na minha base de dados e não encontrei nenhum André Metelo, mas como já tenho todos os casamentos registados até 1749, terá que lá estar, vou ver o que se passa :-)

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Margarida dos Santos

#200607 | nunoinacio | 16 Jun 2008 18:37 | Em resposta a: #200464

Cara Maria Elisa

Já encontrei o casamento, tinha-o registado como André Martelo...

Está confirmadíssimo, descendo simultâneamente do escravo e dos ascendentes do dono deste.

O André Metelo é irmão do Nuno Martins, casado com Maria Águas, meus ascendentes.

Mais curioso ainda, é o facto de descender de ambos pelo mesmo ramo, da minha bisavó paterna. A mãe desta é descente na 6ª geração dos pais do André Metelo, pelo lado paterno e na 4º geração pelo lado materno do escravo do André Metelo, João da Silva.

Com os melhores cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Margarida dos Santos

#200612 | zmcm | 16 Jun 2008 19:26 | Em resposta a: #200453

Cara Maria Elisa:

O seu raciocínio parece-me correcto, está na posse de informações que eu não tenho e obrigado por compartilhá-lo aqui.

Já agora atrevo-me a perguntar-lhe se sabe quem foram os pais da Ana Neto que casou com o Bartolomeu Martins Cabrita?

cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Margarida dos Santos

#200637 | melisa | 16 Jun 2008 22:53 | Em resposta a: #200612

Caro Miguel

Isto de pesquisar em casa e com algum tempo livre tem muitas vantagens, como aliás já conversamos.
O pior é passar os dados para o papel! Um dia terá de ser feito.

Sobre a ascendência de Ana Neto nada sei, pois como sabe casou viúva e não sabemos de quem.
Talvez um dia quando tiver Silves mais adiantado possam surgir novos dados.

Ontem perguntou-me qual a ascendência de Margarida Cabrita casada com Jerónimo de Arez .

De momento não sei responder pois não consta dos meus apontamentos, mas salvo erro casou em Porches a 21/2/1650, e nesse assento constam os pais.

Se não tiver hipótese de ver o CD c/ os registos paroquiais de Porches, eu depois verei e direi quem foram.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Margarida dos Santos

#200645 | zmcm | 16 Jun 2008 23:26 | Em resposta a: #200637

Cara Maria Elisa:
Muito obrigado pelas informações, irei então verificar os dados de Porches através do CD que me forneceu o Nuno Inácio.

cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201099 | zmcm | 21 Jun 2008 00:00 | Em resposta a: #197314

Cara Maria Elisa:
Afinal Inês de Oliveira casada com o alferes Manuel Martins Cabrita era natural de Porches, pelo menos aí foi baptizada a 27-1-1658, foram padrinhos Baltazar Afonso Santos (deve ser o novo) e Catarina dos Santos.

cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Margarida dos Santos

#201101 | zmcm | 21 Jun 2008 00:14 | Em resposta a: #200637

Cara Maria Elisa:
Margarida Cabrita casada com Jerónimo de Arez era filha de Francisco Raposo e Leonor Martins( não sei quem são estes). Foram testemunhas do casamento Gaspar Raposo Mexia e Pedro Gonçalves Luis.

cump
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201106 | zmcm | 21 Jun 2008 00:45 | Em resposta a: #197821

Cara Maria Elisa:
Só agora reparei ter mencionado que Maria filha de Baltazar/Brites, aparece com o apelido "Dias" que será certamente de um avô(ó). Isto leva-me a pensar por tudo o que aqui já foi escrito no que toca a possíveis ligações com os Raposo Mexias e a
coincidências dos nomes próprios (Francisco, Francisca; Brites, Margarida) tão caracteristicos dos Cabritas de Portimão, ser de facto esta Brites proveniente desta família.
Gostaria de explorar esta ideia, não sabe se está na calha o Nuno digitalizar os antigos de Portimão??

cump,
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201110 | melisa | 21 Jun 2008 04:03 | Em resposta a: #201106

Caro Miguel

Emprestei ao Nuno o microfilme dos registos mais antigos de Portimão, ou seja baptismos a partir de 1575.

Os casamentos só começam, salvo erro, por volta de 1610.

Tenho alguns apontamentos já tirados há algum tempo referentes a essa época, sobre Cabritas mas nunca estudei estas famílias.Tratam-se apenas de apontamentos soltos.

Aqui vai o que tenho:

Pedro Álvares Sovereira casado com Brites Afonso Cabrita foi pai de;

-Catarina Álvares , madrinha em Ptm a 21/2/1588

- Isabel, b.Ptm a 8/8/1575

- Branca, b. Ptm a 2/10/1577.

Este Pedro Álvares Sovereira ou outro de igual nome foi padrinho com a mulher de francisco Cabrita (não refere o nome desta) de Vicente b.em Ptm a 21/8/1575 e filho de Diogo Cabrita casado com Sancha Dias,

A Catarina Álvares será certamenta a que no seu casamento com Bartolomeu Fernandes Ribeiro foram pais de

Brites Cabrita Sovereira que casou em Ptm a 12/9/1616 com Pero da Costa Cabrita , fº de Sebastião Jorge e de Mécia Nunes.

Pais de :

- Joana , b. Ptm a 4/1/1621 [padrinhos Jorge Álvares Sovereira e Joana de Aguiar,( já referidos) ]

- Gregório , Ptm b a 25/10/1622 (padrinhos Sebastião Cabrita e Catarina ....)


Pero da Costa Cabrita talvez irmão de:

francisco Cabrita da Costa casado com Joana de Aguiar e pais de Ana b.Ptm a 3/9/1620, (padrinho ?ero da costa Cabrita)






Outro casal Jerónimo Álvares Chassim casado com Brites Cabrita, foram pais de :

2-Margarida, b .Ptm a 11/4/1577

2-Aires, b. 1/5/1579

2-João Álvares Chassim , (filho deste casamento ou de outro?) falecido a 29/11/1596 sendo o seu pai testamenteiro. Foi casado com Maria Dias, sendo neste casamento pai de ;

..........3- Leonor Vaz que casou em Ptm a 20/6/1616 com Gaspar Luís Encerrabodes , fº de João Luís Encerrabodes e de s/ m-er Constança Fernandes.
e também de:

.............3- Francisco Álvares Chassim que casou Ptm a 6/2/1622 com Branca (?) Vicente, fª de Domingos Barreto e de Mécia Rijo, moradores em Ptm.



O casal Brites Cabrita/ Custódio Dias Neto tiveram:

2- Sebastião , b.22/2/1588 em Ptm

2- Isabel Jorge Cabrita, que casou em Portimão a 30/../1619 com Jordão Boto , de Estombar.



Francisco Cabrita casado com Andresa da Costa, falecida em Portimão a 13/8/1596 testam. Sendo testamenteiro o padre Francisco Cabrita.



Francisco Cabrita casado com Maria Fernandes, pais de Margarida Nunes que casou em Portimão aos 9/10/1616 com Vicente Freire de Andrade (que voltou a casar em 1633 com Isabel Jaques da Palma), fº de João Freire de Andrade e de s/mer Maria Matoso,

Vicente Lopes casado com Catarina Martins foram pais de Brites Cabrita que casou e Ptm a 17/../1624 com Álvaro Canelas Freire , também fº de João Freire de Andrade e de s/mer Maria Matoso. (destes JFde Andrade /Maria Matoso foi também fª Maria Freire de Andrade que casou c/ o L.do António de Arez Monteiro)



francisco Cabrita, o moço ou Francisco Cabrita Freire casado com Maria Domingues pais de :

- Margarida , b Ptm a 21/7/1618 (padrinhos Vicente Cabrita e Isabel de Sousa)

- Bartolomeu, b. Ptm a 27/8/1621 (padrinhos Ouvidor Álvaro de Sousa e D.Margarida).




Agradeço também o envio da ascendência de Margarida Cabrita casada Jerónimo de Arez.
julgo ter alguns dados sobre os que refere como seus pais e irmãos mas hoje é já muito tarde e logo verei amanhã.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201244 | abivar | 22 Jun 2008 21:39 | Em resposta a: #201110

Cara M. Elisa:

Será possível que o Jerónimo Álvares Chassim seja o Jerónimo Álvares Sovereira? A informação que eu tinha era que Margarida Nunes Cabrita, casada com Luis Martins de Sousa e mãe de Brites Cabrita de Sousa era esta Margarida baptizada a 11/4/1577, mas filha de Jerónimo Álvares "Sovereira" (e Brites Cabrita) em lugar de "Chassim" (nunca cheguei a ver directamente o assento). As ligações familiares de Luís Martins de Sousa e Margarida Nunes Cabrita estão parcialmente esclarecidas num documento relativo ao Morgado de Santo Eleutério estudado pelo Miguel Côrte-Real; dessa instituição veio a obrigação de Luís Martins de Sousa casar com esta Margarida Nunes Cabrita "sobrinha de Catarina Nunes" (mulher do instituidor, Henrique Luís, este, por sua vez, tio de Luís Martins de Sousa) e neta de Francisco Cabrita. Tinha a informação de que os padrinhos daquela Margarida baptizada a 11/4/1577 eram precisamente Henrique Luís e uma Catarina Álvares (?), mas não sei se era este o único indício que fazia identificar esta Margarida com a que é contemplada com a herança do morgado ao casar com Luís Martins de Sousa...

Será possível esclarecer estas dúvidas? Muito obrigado por todas as informações e os melhores cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201253 | zmcm | 22 Jun 2008 22:54 | Em resposta a: #201110

Cara Maria Elisa_:
Obrigado pela sua "achega" aos Cabritas de Portimão.
Fiquei curioso sobre os ascendentes de Francisco Raposo e Leonor Martins pais da Margarida Cabrita casada com o Jerónimo de Arez. Tem dados sobre eles? de onde vem o "Cabrita" da filha?

obrigado
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201261 | melisa | 23 Jun 2008 01:48 | Em resposta a: #201244

Caro António Bivar

Como disse anteriormente tratam-se de apontamentos tirados há já bastante tempo , e que de momento não posso confirmar por não ter o microfilme comigo, embora tenha registado o baptismo de Margarida como sendo o pai Chassim.
Sobre os padrinhos nada registei.
Espero, ainda esta semana, poder confirmar o que está no registo de baptismo.

tenho nos meus apontamentos um João Álvares Sovereira casado com Constança da Palma e que baptiza em Ptm a 14/4/1578 seu filho Hierónimo , certamente Jerónimo Álvares Sovereira casado com Brites de Sousa e pais de Maria de Sousa casada em 25/10/1632 com Vasco Ribeiro de Gouveia.

Esta Constança da Palma faleceu em 24/10/1609 sendo dada como mãe do sargento (mor?) Jorge Álvares Sovereira.

Do mesmo João Álvares Sovereira é filha Maria da Palma que sendo solteira apadrinha com seu irmão em 22/6/1596.

De Catarina Nunes casada com Henrique Luís apenas a tenho como madrinha.

O que sei é que já em 1/7/1577 era casada pois amadrinha nessa condição.

O interessante seria encontrrá-la a amadrinhar antes de Abril de 1577.

Agora se consta no baptismo de Margarida que a madrinha é Catarina Álvares, não será certamente a mesma.
Não percebi muito bem quem era a neta de Francisco Cabrita. Refere-se a Margarida Nunes Cabrita?

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201262 | melisa | 23 Jun 2008 02:24 | Em resposta a: #201253

Caro Miguel

Não faço ideia donde vem o Cabrita.

Apenas sei que em 1622 foram crismados os filhos, Domingos, Mateus , Maria, Isabel, sendo padrinhos de dois deles Belchior da Silva, de outra filha foi madrinha Filipa da Cruz e de outra foi Vera Dias , provavel mulher de Gaspar Afonso Paris que também tem filhos a serem crismados na mesma data.

Foram pais de outra Leonor Martins que casou em Porches (estupidamente não registei a data, mas seria antes de 16/1/1650, data em que sua filha Maria foi baptisada.) com Lourenço Fernandes natural de Silves fº de Francisco Vicente e Domingas Dias.Deste casamento foran testemunhas Miguel Raposo Mexia e Tomé Adães.

Este Francisco Raposo seria talvez o falecido em 3/10/1637 sendo testamenteiro seu fº Domingos Raposo.

Domingos Raposo poderia ser o casado com Maria Vicente com filhos a serem baptisados a partir de 1636.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201444 | abivar | 24 Jun 2008 18:15 | Em resposta a: #201261

Cara M. Elisa:

Muito obrigado por todos os dados. A informação que eu tinha referia Margarida Nunes Cabrita como neta de Francisco Cabrita, no documento de instituição do tal morgado; acabei de falar com o Miguel Côrte-Real que irá confirmar o que tem nos apontamentos referentes a esta gente, ao morgado e a assentos paroquiais, mas disse-me parecer-lhe estranho que apareça o Jerónimo Álvares Chassim (figura da qual, de facto, tem notícia) casado com Brites Cabrita, a qual tem antes como mulher de Jerónimo Álvares Sovereira! Na confirmação que a M. Elisa fizer do assento original certamente ficará esclarecida esta dúvida, importante para a destrinça dos dois Jerónimos Álvares contemporâneos e conterrâneos e também para a identificação da Margarida Nunes Cabrita casada com Luís Martins de Sousa; também espero ainda hoje ter confirmação do que consta dos apontamentos do Miguel Côrte-Real.

O Jerónimo Álvares Sovereira que refere parece ser uma geração abaixo; é o referido por Sanches de Baêna nas "Famílias Nobres do Algarve", por uma vez quase correctamente, com os pais que estão no assento, embora dê 1573 em vez de 1578 para o ano do baptismo. Já quanto ao casamento dá-lhe por mulher uma "D. Guiomar Simões d' Arvellos", o que fundamenta no epitáfio desta senhora, de 1620, onde se diz que fora alcaideza da Vila de Alvor, cargo - o de alcaide de Alvôr - que segundo Baena se documenta como tendo sido deste Jerónimo, por alvará régio de 6/8/1593, transcrito no referido livro. Parecem-me bem verdes anos (20!) para tal cargo e pergunto-me se não será confusão com o homónimo da geração anterior (tio?) que se documenta como escrivão da Câmara e tabelião de Portimão em 1576; nesse caso esta Guiomar poderia ser casada com algum sucessor no cargo e não com um dos Jerónimos Álvares Sovereiras, mas possivelmente haverá mais informações acerca destas personagens.

Com os melhores cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201445 | abivar | 24 Jun 2008 18:21 | Em resposta a: #201261

Reparo agora que os 20 anos que eu atribuía a Jerónimo Álvares Sovereira quando lhe teria sido concedida a alcaidaria-mór de Alvor se reduzem a 15 com a data do seu baptismo de 1578, o que, de facto, torna mesmo impossível que seja ele próprio e remete para a hipóetse de ser um homónimo mais velho! pergunto-me se não terá sido esse um dos motivos para a transmutação do ano de baptismo de 1578 em 1573 na obra de Baena (eu não ousaria formular esta hipótese se não tivesse já encontrado exemplos inequívocos semelhantes em outras obras do Visconde...)

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201454 | abivar | 24 Jun 2008 21:05 | Em resposta a: #201261

Cara M. Elisa:

O Miguel Côrte-Real acaba de me transmitir diversas informações acerca das personagens acerca das quais trocávamos informações; aqui vão:

1) A Margarida Nunes Cabrita aparece no testamento relativo ao vínculo instituído por Henrique Luís e Catarina Nunes, sua mulher, inequivocamente referida como "filha de Jerónimo Álvares e Brites Cabrita" e como "neta de Francisco Cabrita", para além de sobrinha da instituidora Catarina Nunes.

2) Um Jerónimo Álvares aparece nomeado como Escrivão da Câmara em sucessão a seu sogro Francisco Cabrita.

3) No apontamento que o Miguel tirou do baptismo de Margarida (Nunes Cabrita), a 11/4/1577, tem os pais referidos apenas como "Jerónimo Álvares" e "Brites Cabrita", sendo os padrinhos Henrique Luís e Catarina Álvares.

4) Embora em todas estas referências não tenha Jerónimo Álvares como Sovereira, tinha-o identificado como tal por razões que agora não conseguiu relembrar, mas seria portanto importante rever o original do assento de baptismo de Margarida, para esclarecer a dúvida Chassim - Sovereira e a forma como está o nome do pai no assento.

5) O Jerónimo Álvares Chassim está documentado com um cargo importante na mesma época (o Miguel referiu-o mas estou a citar de memória e parece-me que seria Juíz de ?)

6) o Jerónimo Álvares Sovereira que foi alcaide-mór de Alvor é o casado com Brites de Sousa, mas era filho de Pedro Álvares Sovereira e Brites Afonso Cabrita; do terceiro (?) Jerónimo, baptizado a 14/4/1578 aparentemente nada se sabe.

7) A filiação de Francisco Cabrita, pai de Brites Cabrita e avô de Margarida Nunes Cabrita em Aires Cabrita está documentada no foro de Moço de Câmara ou no acrescentamento a Cavaleiro-Fidalgo.

Com os melhores cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201473 | melisa | 24 Jun 2008 23:58 | Em resposta a: #201454

Caro António Bivar

Muito obrigada pelas correcções que aqui apresentou, agradecimentos que torno extensíveis ao dr. Miguel Côrte-Real.

Ainda não vi o assento de baptismo de Margarida, que vou tentar ver amanhã.

Provavelmente nele constará como pais apenas Jerónimo Álvares (sem Chassim) casado com Brites Cabrita.

Vou ver também os assentos dos outros filhos que tenho registados a fim de tentar perceber a origem de lhe ter chamado Chassim.

Sobre Jerónimo Álvares Sovereira casado com Brites de Sousa o que tenho é o casamento de sua filha Maria de Sousa a 25/10/1632 com Vasco Ribeiro de Gouveia.

Encontrei também filhos de Pedro Alvares Sovereira com Brites Afonso Cabrita a serem baptizados em 1575 e 1577 (espero não ter errado , vou confirmar) os dois factos aliados levariam a que Jerónimo Alvares Sovereira fosse da mesma geração do Jerónimo baptizado em 1578.


Melhores cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201573 | zmcm | 25 Jun 2008 21:39 | Em resposta a: #201454

Caro António:
A informação que aqui colocas condiz com o que tenho, só não entendo porque razão foi um genro de Francisco Cabrita a suceder no cargo de tabelião se ele tinha um filho do 1ª casamento com Andreza da Costa ( também Francisco Cabrita). Será que este umtimo morreu cedo?

abraço
Miguel cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201616 | abivar | 26 Jun 2008 11:34 | Em resposta a: #201573

Caro Miguel:

O Miguel Côrte-Real tem essa descendência bem estudada; logo que possível procurarei esclarecer essa questão, mas na carta de nomeação de Jerónimo Álvares é referida explicitamente a sucessão do sogro. Outra questão por esclarecer é a mãe de Brites Cabrita; se não me engano Andreza da Costa não seria a primeira mulher e Brites Cabrita seria filha da primeira que não se sabe quem era (?). Também presumo que Catarina Nunes, mulher de Henrique Luís, seria irmã de Brites Cabrita, já que era Tia de Margarida Nunes Cabrita e no testamento refere-se especialmente o facto de Margarida ser neta de Francisco Cabrita, mas não sei se há mais alguma indicação segura acerca desta filiação e de quem seria também a mãe de Catarina Nunes.

Um abraço,

Resposta

Link directo:

RE: Jerónimo Álvares de Portimão, sec XVI

#201642 | melisa | 26 Jun 2008 17:36 | Em resposta a: #201616

Caro António Bivar

Finalmente vi os assentos de baptismo de Margarida e de Aires.

A primeira baptizada a 11/4/1577 é referida como filha de Jerónimo Álvares, em indicação de outro nome e de Brites Cabrita.

Aires foi baptizado a 1/5/1579,sendo referido como filho de Jerónimo Álvares CHASSIM e Brites Cabrita, foram padrinhos Domingos Lopes de Siqueira e Guiomar de Goias (?).

Nunca estudei estas famílias resultando as notas que tinha, apenas a apontamentos tirados dos registos paroquiais, o que sobretudo para o século XVI é manifestamente muito pouco, não deixando no entanto de ser uma fonte importante por uma ou outra evidência apresentada.

No entanto a existência deste Aires aliado ao nome de Brites Cabrita levou-me a suspeitar ser este Jerónimo Álvares o genro de Francisco Cabrita , tendo o seu filho recebido o nome do bisavô.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Jerónimo Álvares de Portimão, sec XVI

#201653 | abivar | 26 Jun 2008 20:15 | Em resposta a: #201642

Cara M. Elisa:

Muito obrigado por mais esta importante informação! Falei com o Miguel Côrte-Real que também muito agradece, pois este dado permite-lhe corrigir uma conjectura que tinha feito ao identificar este Jerónimo Álvares com um Sovereira contemporâneo (possivelmente devido aos múltiplos cruzamentos entre Sovereiras e Cabritas); afinal, sem margem para dúvidas, o marido de Brites Cabrita, genro de Francisco Cabrita e pai de Margarida e Aires é Jerónimo Álvares Chassim, o qual era portanto simultaneamente escrivão da Câmara, tabelião e Juiz ordinário (cargo este que já se sabia ser o do Chassim).

Segundo me disse o Miguel, tanto os Chassins como os Sovereiras aparecem na lista dos fundadores de Vila Nova de Portimão, sendo ambas as famílias oriundas de Silves (até ao século XV) e provavelmente aparentadas (o Miguel conjectura que a profusão de "Jerónimos Álvares" possa ter uma origem comum).

Com os melhores cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201654 | abivar | 26 Jun 2008 20:22 | Em resposta a: #201573

Caro Miguel:

O Miguel Côrte-Real esclareceu que o nome da mulher de Francisco Cabrita é Andreia e não Andreza (aparece sempre com aquela grafia nos documentos). Quanto ao cargo terá sido provavelmente um dote, prática corrente na época, não sendo obrigatoriamente herdado pelo filho varão mais velho.

Um abraço,

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201672 | zmcm | 26 Jun 2008 23:23 | Em resposta a: #201616

Caro Tó:
Em tempos trocámos muitas mensagens sobre este tema, o que já não me recordava ( ou provavelmente não teríamos falado disto caso contrário eu teria tomado nota) era que Andreza da Costa tinha sido a 2ª mulher do Francisco Cabrita.
Tenho de facto as notas que Brites Cabrita seria irmã de Catarina Nunes cuja mãe se desconhecia o nome ( alguma Nunes já que o apelido passou a Catarina Nunes e a Margarida Nunes Cabrita).
De qualquer forma tenho uma nota (não verificada) que Andreza da Costa e Francisco Cabrita terão tido um filho também Francisco Cabrita que terá casado com uma Brites Domingues e por sua vez terão sido pais de uma Brites baptizada em Portimão a 8-3-1616.

forte abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201742 | nunoinacio | 27 Jun 2008 18:31 | Em resposta a: #201454

Caro António Bivar e demais interessados

Encontrei o casamento de Vasco Ribeiro com Maria de Sousa, em 25.10.1632, em Portimão, sendo ela filha de Jerónimo Álvares Sovereira e Brites de Sousa, todos de Portimão.

Será este o Jerónimo baptizado em 14.04.1578?

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201758 | melisa | 28 Jun 2008 04:07 | Em resposta a: #201099

Caro Miguel

Entusiasmada com os Cabrita de Portimão só hoje vi esta sua mensagem.

Não tinha encontrado ainda o baptismo de Inês de Oliveira pelo que agradeço a sua informação.

Suspeitava que fosse natural de Porches pois tinha encontado o baptismo de uma sua irmã, de nome Maria a ser aí baptizada a 29/10/1670.

Mas já agora gostaria de lhe preguntar se se recorda qual a fonte em que se que dá Inês de Oliveira como filha deste casal.

Quanto ao casal Pedro Gonçalves /Inês de Oliveira crismaram em 1622 sua filha Brites. Esta será certamente a Brites Gonçalves, filha dos mesmos pais, que em 9/2/1632 casou em Porches com Francisco Dias.

Inês de Oliveira (avó) faleceu em Porches a 1/7/1627 sendo testamenteiro s/ marido.
Quanto a Pedro Gonçalves deverá ser o do mesmo nome falecido a 8/1/1632, sendo testamenteiro Manuel de Oliveira, pois ambos eram já defuntos em 9 de Fevereiro do mesmo ano quando sua filha Brites casou.

Comprimentos e bom fim de semana

M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201759 | melisa | 28 Jun 2008 04:09 | Em resposta a: #201758

errata
perguntar e não preguntar.

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201789 | abivar | 28 Jun 2008 18:25 | Em resposta a: #201742

Caro Nuno Inácio:

A resposta está numa mensagem acima (a 24/6/2008, 21:05, mas este tópico está a ficar difícil de seguir pois as mensagens ficam salteadas!); aí transmiti alguns esclarecimentos que me deu o Miguel Côrte-Real; depois disso já há outras conclusões, em datas posteriores. Aqui vai cópia do ponto relevante:

«6) o Jerónimo Álvares Sovereira que foi alcaide-mór de Alvor é o casado com Brites de Sousa, mas era filho de Pedro Álvares Sovereira e Brites Afonso Cabrita; do terceiro (?) Jerónimo, baptizado a 14/4/1578 aparentemente nada se sabe.»

Com os melhores cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201791 | abivar | 28 Jun 2008 18:43 | Em resposta a: #197314

Caro Miguel:

Tenho de rectificar um erro sistemático que ocorre na BD do Genea em alguns dados por mim enviados e que tem que ver com uma tradução errada automática da minha base de dados; sempre que eu tinha no óbito "

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201796 | melisa | 28 Jun 2008 20:10 | Em resposta a: #201789

Caro António Bivar

Por acaso sabe de que documento consta a filiação e a mulher de Jerónimo Álvares Sovereira, alcaide -mór de Alvor?

Entretanto em 25/6/1595 encontrei em Portimão o referido alcaide-mór e já nessa qualidade a apadrinhar outro Jerónimo filho de Francisco Álvares ede Inês ...

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201797 | nunoinacio | 28 Jun 2008 20:37 | Em resposta a: #201789

Caro António Bivar

Obrigado pela atenção. Li a mensagem dezenas de vezes e mesmo assim não me apercebi de que era o mesmo... Deve ser efeito do calor, ou dos estudos, ou do trabalho a mais... :-)

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201834 | abivar | 29 Jun 2008 13:15 | Em resposta a: #201796

Cara M. Elisa:

Não tenho essa informação, mas procurarei obtê-la do Miguel Côrte-Real.

Cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201867 | zmcm | 29 Jun 2008 20:51 | Em resposta a: #201758

Cara Maria Elisa:
A fonte que me dá Inês de Oliveira como filha deste casal é o seu próprio testamento que possuo cópia e também o do seu pai que também possuo cópia, confirmei a paternidade no seu registo de baptismo.

A Maria ( irmã de Inês que refere) creio ser a casada com Domingos Jorge de Villalobos.

Já agora, coloquei para si a no título de "Raposos Mexias, Bentes Raposo de Lagoa e Porches" a seguinte mensagem:
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=201581#lista
e
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=201584#lista

se soubesse alguma coisa era optimo.

cump,
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201868 | zmcm | 29 Jun 2008 20:55 | Em resposta a: #201654

Obrigado caro Tó.
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201874 | zmcm | 29 Jun 2008 22:22 | Em resposta a: #201654

Caro Tó:
Mas afinal o filho Francisco filho da dita Andreia teve algum cargo da Governança? nunca encontrei nada sobre ele.

abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201876 | melisa | 29 Jun 2008 22:40 | Em resposta a: #201834

Caro António Bivar

Agradeço muito o seu empenho no esclarecimento das fontes , aproveito ainda para lhe pedir que também transmita os meus agradecimentos ao Dr.Miguel Côrte-Real.

Melhores cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201896 | abivar | 30 Jun 2008 10:00 | Em resposta a: #201874

Caro Miguel:

A anterior mensagem ficou cortada por ter nela introduzido o sinal matemático de “menor” que tem este efeito, para além de outro efeito mais grave que passo a explicar; o que eu dizia era que na minha base de dados utilizo esse sinal em alguns óbitos quando só se sabe que o óbito ocorreu ANTES de determinada data (por exemplo, quando se diz num assento de casamento que algum dos pais já tinha falecido); infelizmente esta indicação foi mal “traduzida” quando os dados foram transpostos para “gedcom” ou quando foram introduzidos na BD do Genea, e todas as datas nessas condições foram interpretadas com sendo mesmo datas certas do óbito. Desta maneira há este erro sistemático em algumas das páginas de personagens por mim enviadas; em particular é o que acontece com o óbito do Manuel Martins Cabrita mais novo, que referes numa tua mensagem, ou seja, apenas se sabe que faleceu ANTES DE 14/11/1762 e não nessa data precisa.

Quanto ao Francisco filho de Andreia não tenho mais informações.

Um abraço,

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201913 | zmcm | 30 Jun 2008 13:45 | Em resposta a: #201896

Caro Tó:
obrigado pela tua explicação.

um abraço
Miguel

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201935 | melisa | 30 Jun 2008 17:47 | Em resposta a: #201867

Caro Miguel

Ontem no afã de lhe responder às outras mensagens esqueci-me de lhe agradecer a indicação das fontes relativas à ascendência de de Inês de Oliveira.

Entretanto sobre eles por agora nada mais tenho, a não ser o óbito de Inês de Oliveira (avó) falecida em Porches a 1/7/1627 sendo testamenteiro seu marido Pedro Gonçalves que não me recordo se já lhe tinha enviado.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201963 | zmcm | 30 Jun 2008 23:41 | Em resposta a: #201935

Cara Maria Elisa:
Muito obrigado pelos dados fornecidos.
De facto intriga-me bastante uma matéria pouco ou nada estudada( que eu saiba!) da doação do senhorio de Lagoa á família Oliveira:

A 4-1-1549 a Rainha de Portugal (doa Lagoa a Manuel de Oliveira. Esta doação foi confirmada por D. João III a 25-9-1550 ( Chancelarias Régias).
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=36484#lista,

Que terá sido feito deste senhorio que nada se sabe e que descobri por acaso numa volta pela Chancelaria Régia de D joão III?

cump,
MCM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#201964 | zmcm | 30 Jun 2008 23:45 | Em resposta a: #201896

Caro Tó:
Obrigado pela "dica".
Não me esqueci do assunto da tua Álvares mas ainda não descobri os apontamentos onde supostamente cheguei á conclusão dos nomes dos pais, quando tiver novidades digo-te alguma coisa.

obg
MCM

Resposta

Link directo:

SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#201976 | roberto lopes | 01 Jul 2008 01:23 | Em resposta a: #201935

Cara Melisa:

Muito Boa noite!

Já cheguei:(

Com um pouco de dificuldade apanhei mais 2 casais para juntar ao lote.

Um deles é o Domingos Pires Inácio (s/ Inácio no casamento) cc Silves 4/5/1756 Teresa Jacinta, sendo filho de Domingos Pires e Maria Gomes, da Vala e a noiva filha de Ant???creio que Amador Rodrigues e Maria dos Santos, do Poço Fundo.

Outro dos casamentos não deverá ter na sua lista, porque com a história dos colaterais e voltar a dar uma vista de olhos averiguei que Domingos Vaz cc Laurencia Maria, é casado é com EUGÉNIA MARIA, tomei-a como Laurência mas segundo o casamento da filha Mariana de Jesus cc Silves 16.04.1788 Domingos Correia é Eugénia e como sou é descendente desta filha do respectivo casal poderemos seguir por esta linha.

Então temos o Domingos Vaz (Cançado ou Calçado), v.º de Maria Luís cc Silves 17.08.1757 Eugénia Maria, filha de Francisco Lourenço e de Maria Lourenço de Val da Vila.

Depois há mais novidades:

-O António Lourenço cc Maria da Silva encontrei-o a casar em Silves já viuvo da Maria da Silva 13.01.1756 Maria de Jesus.

O- André Nunes, f.º de Manuel André, de Monchique e de N... cc Mariana de Jesus ou da Conceição (não sei se éo mesmo) mas há um André Nunes, filho de Manuel ANDRES, da Ribeira Grande, Monchique e de Catarina Afonso a casar a Silves em 15.04.1749 Teodora Maria, f.ª de Manuel Lourenço e de Isabel Vieira, do Falacho.

-O Manuel Afonso cc Catarina Neta deverão ter casado entre 1750/60 pois encontrei os seguintes filhos a casar por estas datas:
- Albano Afonso cc 13.01.1789 Maria Caetana (este é o meu ramo)
- Catarina Neta cc Silves 13.02.1781 N... Adães, v.º de Maria .....

É o que lhe posso adiantar por agora, mas pelo que eu já tive a ver nao há muito mais pois até 1749 não encontro nenhum antepassado e repare que por volta de 1750/60 tiveram que casar alguns!

Cumprimentos,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#202059 | roberto lopes | 01 Jul 2008 22:52 | Em resposta a: #199441

Cara Melisa:

Esta manhã encontrei mais três casamentos:

- x. Silves 21.01.1749 Francisco de Sousa, f.º de Domingos de Sousa e de Maria dos Reis, ambos de Silves + Luzia de São José, f.ª de Silvestre Dias e de Isabel Maria, do Sítio das Casas, Silves.

- x. Silves 08.11.1747 José Fernandes, f.º de Manuel Fernandes e de Luísa Marreira, moradores em Pêra + Maria josefa, f.ª de Manuel Afonso e de Catarina dos Santos, ambos de Silves.

- x. Silves 01.10.1754 José Gonçalves, f.º de Francisco Gonçalves e de Isabel Martins, de Silves, Borralha + Maria Cabrita, f.ª de MANUEL MARTINS CABRITA e de Maria de Jesus, de Silves, Val de Taipas

No mesmo período existe um casal homónimo dos meus, mas como os meus constam normalmente que são de Val de Taipas, assim como há Maria de Jesus nas descendências, estou convencido que é o casal que casa em 1754:

- x. Silves 03.02.1756 José Gonçalves, f.º de Bartolomeu Gomes e de Domingas Neta, de SBM + Maria Cabrita, f.ª de António Gonçalves e de Margarida Bota, do Poço Santo.

Este casal refere que o noivo é de SBM e a noiva do Poço Santo!

Em relação ao "meu" Domingos Alves, do Monte Branco descobri algo...

x. Silves 28.05.1748 Domingos Alvares, f.º de António Gomes e de Maria da Silva, do Monte Branco + Isabel da Silva, f.ª de José Boto e de Francisca da Silva, de silves, Garrado.

Este Domingos Alvares poderá ser o "meu" num primeiro casamento ou então o pai ou tio do "meu" Domingos Alves, do Monte Branco já que este cc Leonor Maria por volta de 1760/70

No periodo de 1740/49 de 14 casais encontrei 3 casamentos, o que não é grave porque só pude consultar até 1747

No periodo de 1750/59 de 16 casais encontrei 4 casamentos o que não é grave pela mesma probabilidade.

No periodo de 1760/69 de 10 casais encontrei 1 casamento em parte é grave, mas há a forte possibilidade de encontrar netos a casar depois de 1780/90 donde diz os avós e recuperar assim as geraçoes.

Em 1770/89 de 11 Casais encontramos 8 casamentos o que é magnifico e sabemos o nome dos pais dos outros 3 casais que nao se encontrou o casamento através dos netos.

Idem de 1790 em adiante:)

Descobri também o casamento em Messines de:

- SBM 18.11.1727 Bartolomeu Rodrigues, de Pêra, assistente na Amorosa, f.º de Bartolomeu Guerreiro e de Catarina da Esperança, moradores em Pêra + Catarina Neta, f.ª de Bartolomeu Gonçalves e de Domingas Moga, da Amorosa, SBM


Por esta noite é tudo

Cumprimentos,

Roberto

Resposta

Link directo:

RE: SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#202071 | melisa | 02 Jul 2008 00:57 | Em resposta a: #202059

Caro Roberto

Grandes avanços em Silves!

Como o Roberto sabe nunca pesquisei Silves por essas datas , assim nada posso adiantar.

Por motivos que não vêm agora ao caso tive de interromper Silves por algum tempo, depois logo lhe conto.

Espero que esteja a ter um bom recomeço de trabalho.

Um forte abraço
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#202104 | nunoinacio | 02 Jul 2008 13:10 | Em resposta a: #202071

Bom dia, cara Maria Elisa

Tenho estado "engaiolado" no Arquivo Municipal e já passei a informação mais importante dos 200 primeiros assentos do livro de casamentos "desaparecido", ou seja, todos os casamentos entre 1634 e 1643. O resto terá que ficar para a semana, aproveitando a folga das frequencias.

Encontrei muitas ligações a Monchique, Alferce e Alvor, que não sei se serão do seu conhecimento:

Monchique:

Luís Dias, filho de António Vaz e Catarina Dias, casou em 06.01.1636 com Antónia Nunes

André Luís, filho de Luís Monteiro e Vicência Rodrigues, casou em 27.07.1637, com Joana Rodrigues

Maria Estevens, filha de Bartolomeu ? e Maria Estevens, casou em 02.02.1639, com João Luís, natural de Sintra

António Fernandes, dos Casais, filho de João Andrez e Isabel Fernandes, casou em 13.02.1640, com Leonor Velha

Costódio Fernandes, filho de António de Paiva e Catarina Fernandes, casou em 11.06.1640, com Francisca Fernandes

Luís Vicente, filho de Belchior Rodrigues? e de Isabel Vicente, casou em 20.08.1640, com Catarina Frutuosa.

Pero? Anes, filho de Domingos Dias e Catarina Dias, casou em 20.08.1640, com Inês Vicente

Maria Simões, filha de Belchior Simões e Bárbara Vicente, casou em 24.09.1640 com Manuel Rodrigues

Filipe Lourenço, filho de Gregório Vicente e Águeda Cordeira, casou em 11.08.1642, com Violante Fernandes

Costódio Fernandes, irmão do anterior, casou em 18.08.1642, com Catarina Rodrigues

Paulo Fernandes, filho de Estêvão Lopes e Margarida Luís, casou em 19.08.1642, com Brites Vaz

Simão Fernandes, filho de Lourenço Fernandes e de Maria Barbuda, casou em 21.09.1643, com Joana Vaz

Margarida Vicente, filha de João Pais e Margarida Vicente, casou em 05.06.1634 com Francisco Vaz

Joana Domingues, filha de João Domingos e de Mécia Alves, casou em 21.08.1634, com António Fernandes

António Pacheco, filho de Diogo Pacheco e de Margarida Marques, casou em 03.06.1635, com Maria de Andrade Cabrita

Alvor:

Leonor Vaz, filha de Bartolomeu Alves e de Brites Jorge, casou em 20.02.1634, com Domingos Alves

Jorge Anes, irmão do anterior, casou em 20.02.1634, com Mécia Alves

Manuel Fernandes, filho de Henrique Fernandes e Maria Fernandes, casou em 21.01.1636, com Branca Luís

Maria Pacheca, filha de João Pacheco e Maria Galega, casou em 06.10.1636, com Domingos Rodrigues, da Figueira, filho de Vicente Rodrigues e Costódia Moreira

Brites Gonçalves, filha de Diogo Pires e Leonor Gonçalves, casou em 08.06.1638, com António Fernandes

Vicente Ramos, filho de Domingos da Rosa e Leonor Vaz Rebela, casou em 10.01.1639, com Domingas Vaz

Isabel Rodrigues, filha de Pedro Rodrigues ou Martins? e de Joana Fernandes, casou em 02.07.1640, com Domingos Fernandes, de Cascais

Luís Lourenço, filho de Lourenço Chelmão? e Catarina Vicente, casou em 08.09.1642 com Catarina Luís

António Moreira, filho de Pero Moreira e de Vicência Jorge, casou em 06.10.1642 com Isabel Martins

André Rijo, filho de André Lourenço e de Brites Eanes, casou em 10.11.1642, com Maria Fernandes

Marmelete:

Gregório Andrez, filho de João Andrez e Catarina Jorge, casou em 01.11.1636 com Susana Bentes

Vicente da Costa, filho de Pedro Lourenço, casou em 20.10.1638, com Leonor Soares

Alcantarilha:

João andrez, filho de Vicente Fernandes e Maria Riqua (Rica), casou com Isabel Fernandes, em 16.02.1637

Bárbara Rodrigues, viuva de Luís Martins e filha de João Rodrigues e Brites de Oliveira, casou em 04.07.1639, com Francisco Viegas

? de Almeida Toscano, filho de Luís Toscano e Maria ?teira, casou em 21.09.1642, com Brites de Andrade (o assento está cortado)

Porches:

Pedro da Silva, filho de Miguel Raposo e Francisca das Neves, casou em 04.11.1639 com Brites Cabrita, filha de Luís Martins de Sousa e Margarida Nunes Cabrita

Vila do Bispo

Filipa Dias, filha de Tomé Martins? Bocarro e de Maria Adães, casou em 26.11.1639 com António Gonçalves

Alferce:

Domingos Lourenço Pacheco, filho de Estevão Andrez e Luzia Lourenço, casou em 05.06.1642, com Inês Freire

Pedro ou Lourenço? Fernandes, filho de João Gonçalves e Gracia Dias, casou em 31.08.1643, com Leonor Vicente

Espero que esta informação seja útil

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#202137 | abivar | 02 Jul 2008 21:16 | Em resposta a: #202104

Caro Nuno Inácio:

Tenho apontamento do casamento de Pedro da Silva (Mexia) com "Biatriz" Cabrita (de Sousa) na data que indica (14/11/1639), mas em Portimão (Livro C-1, fls. 27); a indicação "Porches" não se refere ao local do casamento?

Com os melhores cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#202139 | melisa | 02 Jul 2008 21:34 | Em resposta a: #202104

Caro Nuno Inácio
Agradeço o envio desses casamentos do "livro desaparecido".

Já tinha a maioria desses casamentos com excepção dos do Alferce, Alcantarilha e Vila do Bispo, pois quando "encontrei" o microfilme em Portimão fiz uma listagem.

Aliás pesquisei muitas vezes nesse microfilme antes de saber que era exemplar único. :-)



Caro António Bivar

Sobre o casamento de Brites Cabrita com Pedro da Silva (de Porches) também eu, tal como o Nuno, o encontrei em Portimão, aliás terra da naturalidade da noiva, como se sabe.

Melhores cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#202144 | nunoinacio | 02 Jul 2008 22:48 | Em resposta a: #202137

Caro António Bivar

Todos os casamentos da lista realizaram-se em Portimão. Os nomes das freguesias, por exemplo Porches, quer dizer que o nubente referido em primeiro lugar é dessa freguesia e o outro de Portimão.

Há muitos mais casamentos de gente de fora de Portimão, que não transcrevi. Estas freguesias são aquelas que sei que a Maria Elisa tem estudado com mais pormenor, pelo que aqui os transcrevi.

Aproveito a oportunidade para lhe pedir que, caso tenha conhecimento de casamentos de individuos de Portimão noutras freguesias (com excepção do Alferce, Porches, Senhora do Verde e São Marcos da Serra, cujo levantamento já fiz) me transmita, pois estou a fazer o levantamento completo dos paroquiais do concelho de Portimão e gostaria de saber para onde "migraram" alguns dos nascidos neste concelho.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#202155 | abivar | 02 Jul 2008 23:46 | Em resposta a: #202144

Caro Nuno Inácio:

Peço desculpa por não me ter apercebido desse facto! Tem indicação de que Pedro da Silva era natural de Porches? O Avô paterno Gaspar Raposo falece em Silves a 12/3/1607, mas não tenho indicações acerca do casamento e local de habitação de Miguel Raposo Mexia e Francisca das Neves; será seguro que viviam em Porches e aí tiveram os filhos? Julgo que apadrinham muito mas acabei por não ficar com a noção clara acerca do local de habitação, o qual possivelmente já estará bem esclarecido por muitos dos assentos em que são referidos.

Aqui vai uma portimonense casada com um natural de Lagos e mãe de um natural de Estômbar:

http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=179209;

trata-se de Maria de São José, casada com Caetano Dias (de Lagos), pais do capitão Manuel da Encarnação Dias, baptizado a 1/3/1712 em Estômbar, casado com Teresa de Jesus (ou Teresa Maria), a qual Teresa era irmã de Isabel da Silva casada com Domingos da Silva Negrão, bisneto do casal de que falávamos, Pedro da Silva Mexia - Brites Cabrita de Sousa. Estes casais têm todos descendência ligada a Júdices que acaba por se cruzar.

Com os melhores cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#202158 | abivar | 03 Jul 2008 00:03 | Em resposta a: #202144

Caro Nuno Inácio:

Acabo de reparar que na BD do Geneall dão para data de nascimento do capitão Manuel da Encarnação Dias 6/3/1711; ora tenho apontamento inequívoco de um baptismo de Manuel, filho de Caetano Dias e Maria de S. José, moradores em Ferragudo, baptizado em Estômbar e nascido (e não baptizado como eu escrevia na mensagem anterior) a 1/3/1712 (B-3, fls. 52V, Estômbar). Assim, julgo que se houve outro Manuel filho do mesmo casal baptizado em 1711 deverá ter falecido criança (a menos que eu tenha lido mal a data...). Já agora os padrinhos foram Manuel Dias Tomé, casado, morador em Ferragudo e Simoa dos Santos, mulher de Manuel Luis.

Com os melhores cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#202160 | nunoinacio | 03 Jul 2008 00:32 | Em resposta a: #202155

Caro António Bivar

No casamento de Pedro da Silva, consta o seu nome e o dos pais, terminando com a indicação "de Porches".

É sempre dificil concluir com estas palavras que fossem todos naturais de Porches, mas o padre dessa altura, já tinha algum cuidado a referir a naturalidade dos pais dos noivos. Por exemplo no casamento de Francisco Pires Landeiro com Isabel Frutuosa, em 03.02.1638, o padre diz ser filha de Pedro Vaz, da Amorosa e de Catarina Álvares, de Portimão.

A menos que surjam dados concretos que indiquem não serem naturais dessa freguesia, tudo aponta para que o fossem de facto.

Tenho uma indicação (não confirmada por mim) de que o casamento de Miguel Raposo Mexia com Francisca das Neves, terá ocorrido em 1601, em Lagoa.

Agradeço a informação que me deu. Os dados aí contidos estão totalmente confirmados, ou não foram fornecidos por si?
Pergunto-o pelo lapso que parece haver na data de baptismo.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#202161 | melisa | 03 Jul 2008 00:49 | Em resposta a: #202155

Caro António Bivar

Cá estou eu de novo a intrometer-me na vossa coversa, mas tenho dados que permitem referenciar Miguel Rapso Mexia e sua m.er Francisca das Neves como moradores em Porches.

Em Fevereiro de 1622 foram crismados em Porches os seus filhos :

- Pedro (seria o Pedro da Silva)

- Isabel (seria a Isabel Raposa)

- Jorge

- Branca (Branca das Neves)

- Gaspar (Gaspar Raposo Mexia)

Em 1631 foi crismada também em Porches sua filha Maria.

Morador também em Porches foi seu irmão o capitão Francisco Lopes Raposo que também em 1622 aí crismou filhos e que faleceu nesse lugar a 31/12/1634 (sendo testamenteiro seu irmão(sic) Miguel Raposo Mexia.)

Cumprimentos
M-Elisa

Resposta

Link directo:

RE: SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#202163 | abivar | 03 Jul 2008 01:00 | Em resposta a: #202160

Caro Nuno Inácio:

Muito obrigado pela informação; eu não tinha tomado nota da naturalidade dos pais dos noivos.

Julgo que a informação inicial que constava na BD acerca da filiação de Manuel da Encarnação Dias (só os pais e não os avós paternos que agora já aí constam e que eu desconhecia) era a que eu forneci, mas terá havido alteração na informação da data de nascimento (ou, porque eu a tinha na minha base de dados como data de baptismo, não terá passado para a BD do genea e alguém posteriormente terá fornecido essa data, distinta da que eu li no referido assento).

Para as gerações seguintes apenas enviei a linha da minha ascendência, pois não tinha introduzido colaterais na minha base de dados; trata-se neste caso de ascendentes da minha trisavó Maria Marta Júdice. Os colaterais dessa linha terão sido introduzidos por outros confrades. Tudo o que enviei desta descendência do capitão Manuel da Encarnação Dias está confirmado por assentos paroquiais, embora não tenha todos os baptismos, casamentos e óbitos (em alguns casos os baptismos e casamentos permitem saltar uma geração por darem avós e nem sempre tive oportunidade de completar a busca dos assentos que já não eram indispensáveis para a informação genealógica mais imediata).

Com os melhores cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#202165 | abivar | 03 Jul 2008 01:12 | Em resposta a: #202161

Cara M. Elisa:

Muito obrigado pela sua sempre bem-vinda "intromissão"! Também me parecia que entre os inúmeros dados que nos tem trazido haveria provas dessa referência geográfica. Possivelmente Porches seria a freguesia de naturalidade de Francisca das Neves, ou teria ligações a esta freguesia; parece-me muito provável que Francisca das Neves fosse irmã de Luís Afonso das Neves, casado com Catarina Vicente, também com descendência em Porches, o que explicaria uma das consanguinidades de 3º e 4º grau existente entre António Dias Negrão (neto de Luís Afonso) e Maria da Silva (bisneta de Francisca das Neves). A outra consanguinidade nos mesmo graus continua a ser um mistério...

Com os melhores cumprimentos,

António Bivar

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#202355 | zmcm | 05 Jul 2008 20:50 | Em resposta a: #197339

Cara Maria Elisa:
Dando uma volta aos paroquiais de Porches encontrei em 20-2-1666 o baptismo de Ana, filha de Domingos Martins de Matos e de Domingas Cabrita, tendo sido padrinhos Beatriz Álvares mulher de Bartolomeu Martins Cabrita moradores em Alcantarilha e o Cap. João Gallego.
Pelas datas será que o Bartolomeu mencionado é o que casou com Ana Netto em Silves ( seria tio materno) e por conseguinte casou 2 vezes? se assim não fôr não estou a ver quem seja!

cump,
Miguel CM

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#202761 | zmcm | 10 Jul 2008 00:01 | Em resposta a: #202355

Cara Maria Elisa:
Sabe dizer-me alguma coisa sobre esta questão?
obrigado
Miguel C Matias

Resposta

Link directo:

RE: SILVES - ALGUMAS ASCENDENCIAS

#202986 | roberto lopes | 11 Jul 2008 23:54 | Em resposta a: #202071

Cara Melisa:

Espero que esteja tudo bem consigo e que essas pesquisas sigam como sempre:)

Estive esta semana ausente pelo motivo de algumas festas da cidade, o que me impediu de alguma maneira conciliar as pesquisas com o trabalho, mas nao quero deixar de informar-lhe sobre os avanços das mesmas.

1- O "meu" Manuel Gonçalves GRALHO (consta assim mencionado no casamento do seu neto Jose Goncalves cc Julia Maria) cc Francisca VIEIRA. Tiveram:

2- Isabel PEREIRA cc Manuel Vaz. Tiveram:

3- Jose Gonçalves cc Slvs 27.08.1795 Julia Maria

2- Jacinta PEREIRA cc Jose dos Santos. Tiveram:

3- Francisco Gonçalves cc Slvs 28.07.1798 Maria da Conceição

2- António Gonçalves (GRALHO) cc Slvs 9.9.1762 Catarina Rosa. Tiveram:

3- Jose Gonçalves cc Slvs 13.10.1795 Maria Joaquina


Outra familia relacionada com esta sera os "meus" Vicente Dias cc Manuela Pereira que sao nada mais que o Alferes Vicente Dias Malveiro cc Mónica Pereira

Lembra-se de me comentar que Manuela era um nome pouco comum na altura? Pois é Monica e nao Manuela como eu pensava!!!

Sem certezas parece-me que a Jacinta Pereira (+ antiga) cc António Martins antes de 1670 sao pais pelo menos garantidos de Domingas Queimada cc Slvs 5.8.1698 Rafael Gomes, v.º de Leonor Gonçalves, moradores em Lagoa e coloco como hipotese a confirmar que poderao ser tambem pais da Monica Pereira cc Alferes Vicente Dias Malveiro, estes por sua vez pais de: 1- Bartolomeu Jose Pereira cc Brites de jesus - pais de Angelica de Jesus cc Slvs 7.8.1787 Jose Pedro e tambem de 1- Jacinta Pereira cc Lagoa 25.09.1740 Francisco Dias Louzeiro pais de Jacinta Pereira cc Manuel de Sousa - pais de Maria Joaquina cc Slvs 1.7.1794 Antonio de Sousa e de Domingos Dias Louzeiro, v.º cc Lagoa 12.1.1790 Maria Jacinta.

Como vê estas familias estao relacionadas entre si...

Depois sigo

Ate Ja

Roberto

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#204945 | philgue | 07 Ago 2008 11:26 | Em resposta a: #199031

Caros confrades
encontrei por acaso um registo de casamento que os possa talvez interessar:
21 de janeiro de 1757 Francisco cabrita de oliveira (solteiro) com Marianna Jacinta Xavier (solteira)
ele filho du capitão Bartholomeu martins cabrita e de Brites da conceição de Porches
ela filha de Francisco ? e de Theresa ? de Lagoa
cumprimentos
PG

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#204951 | melisa | 07 Ago 2008 11:54 | Em resposta a: #204945

Caro PG

Muito obrigada pela informação que interessa bastante.

Poder-me-á informar onde ocorreu o casamento?

O noivo era neto paterno do capitão Manuel Martins Cabrita e de s/ m.er Inês de Oliveira já amplamente aqui referidos, e neto materno do capitão António Álvares Guimarãese de s/m.er Margarida Nunes, moradores em Porches.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#204967 | philgue | 07 Ago 2008 14:14 | Em resposta a: #204951

Cara Maria Elisa

o casamento desse Francisco Cabrita com Marianna Jacinta ocorreu em Lagoa (pagina 141 do livro de casamentos)

Cumprimentos
Philippe Guerreiro

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#204969 | philgue | 07 Ago 2008 14:19 | Em resposta a: #204967

o casamento ocorreu em Lagoa no dia 21 fevereiro 1757 (e nao no mes de janeiro como tinha idicado previamente)

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#204978 | melisa | 07 Ago 2008 17:30 | Em resposta a: #204969

Muito obrigada pela informação e correcção.
Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#205377 | zmcm | 14 Ago 2008 21:47 | Em resposta a: #204945

Caro Philgue:
Sabe dizer-me s.f.f. onde se realizou esse casamento e quem foram os padrinhos?

obrigado
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#205747 | philgue | 19 Ago 2008 21:45 | Em resposta a: #205377

Caro Miguel Cabrita Matias
o casamento foi em Lagoa os padrinhos foram Bernardo Mendes e José Pinso.
Se quizer posso lhe mandar o registo que tenho digitalizado.
Cumprimentos de um primo afastado
Philippe Cabrita Guerreiro

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#206850 | zmcm | 31 Ago 2008 22:34 | Em resposta a: #205747

caro Philippe:
Se puder agradecia que me enviasse o registo digitalizado para:
jotamiguelcabritamarrobapontosapopontopt
obg

Resposta

Link directo:

RE: Alferes Manuel Martins Cabrita

#207105 | philgue | 03 Set 2008 09:13 | Em resposta a: #206850

o mail que indicou deve estar errado, não consigo enviar o registo para jotamiguelcabritam...

Resposta

Link directo:

D. Francisca Cabrita - Porches séc. XVI/XVII

#348320 | OPinaGil | 16 Jul 2014 11:10 | Em resposta a: #25860

Olá a todos, sei que este tópico não é novo, mas encontrei ligações a antepassados que estão descritos neste tópico. Espero que ainda esteja por aqui alguém, na esperança de muitos dados, uma vez que os registos paroquiais já estão todos na internet!

Vamos ver: o caminho é grande

1. O meu avô materno, n. Alentejo, é filho de Mário da Encarnação Pina (Porches) e de Maria Emília Silva (Baleisão);
2. Mário da Encarnação Pina, filho de Lourenço da Encarnação Pina (Porches) e de Apolónia da Luz;
3. Lourenço da Encarnação Pina, filho de Manuel da Encarnação Pina (Porches) e de Maria Rosa
4. Manuel da Encarnação Pina, filho de Joaquim da Encarnação Pina (Porches) e de Isabel de Jesus;
5. Joaquim da Encarnação Pina, filho de Agostinho da Encarnação Pina (Porches) e de Maria Inácia da Encarnação (filha de José da Silva Negrão e de Maria de Andrade);
6. Agostinho da Encarnação Pina é filho de Feliciano Cabrita e de Maria da Encarnação. Esta Maria de Encarnação é filha de Domingos Gonçalves Pincho e de Maria da Encarnação. Este casal, pelas evidências dos meus registos (onde para além de Pina aparece Pininha e Pincho) sejam Domingos Gonçalves Pina e Maria da Encarnação deste tópico: http://geneall.net/pt/forum/128848/familia-encarnacao-pina-porches-lagoa/#a348117
7. Este Feliciano Cabrita aparece neste fórum, e é filho de Manuel Martins Cabrita e de Maria Bota. Podem verificar neste registo: http://digitarq.arquivos.pt/viewer?id=4807701 digitalização 79

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 03 Fev 2023, 17:28

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen