Apelidos raros ou pouco vulgares

Este tópico está classificado nas salas: Famílias | Regiões

Apelidos raros ou pouco vulgares

#44940 | rgc | 13 Jul 2003 15:04

Caros confrades
Algumas vezes tenho pensado que seria útil,pelo menos como curiosidade genealógica, fazer-se um arrolamento de apelidos pouco ou nada vulgares, existentes em Portugal: desde o Minho ao Algarve e mais precisamnte em regiões geográficas conhecidas e respectivas freguesias e localidades, e outros, certamente originários de além fronteiras.
Vou dar exemplos: Pardinho,encontrei este apelido na freg.de São Domingos, hoje da cidade de Castanheira de Pera; Guzman, em Almodôvar (séc. XVI), Grádio e Grade,(talvez de prov. italiana) e Mesquita e Alvaleide,em Alfontes-Guia e Albufeira; Negrão( de proveniência andaluza ? italiana ? ou de alcunha?usam todos das mesmas armas)muitos no Algarve ;Myam,Meão, Mião,em Alfontes, Albufeira, Algoz, Silves e São Bartolomeude Messines ?; Andrez (de origem espanhola ?)muitos no Algarve; Guterrez ( de Espanha ?),em Santa Bárbara de Nexe e em Alte, no Algarve; Bexiga, em Boliqueime ; Picouto e Picoito,em freguesias do concelho de Almodôvar e Ourique;Pincho, em Boliqueime, São Bartolomeu de Messines e Benafim-Alte;Colaço,no concelho de Castro Verde e há os de Tânger,Condeixa e Índia, nat. sem terem nada de comum; Guedelha, no concelho de Almodôvar; Aleyxo, na freg. de Castanheira de Pera e Algarve, embora sem relação(aparente ou provável uns com os outros; Faísca, sobretudo na comarca de Loulé; Lampreia, de Santa Bárbara de Padrões e com origem em Mértola ou de Espanha?; Lagarto, na região de Aljustrel; Tacanho/Faleiro, na freguesia de Santana da Serra e de Castro Verde, bem assim os Viseu; Gregório, na freg. de São Bartolomeu de Messines ; Amado, na freg de São Bartolomeu de Messines; Franca e Ribadeneira, em Alte e outras terras algarvias; Lança, no concelho de Ourique e Castro Verde; Montanha ; Fortes, na comarca de Ourique; Contreiras, no concelho de Almodôvar e Algarve; Serrano , no Alentejo e vindos da zona de Barcelos ?Arvelos,Sarilho,Toncinhos,depois Toucinhos, da região de Almodôvar; Valor, da região de Alte, que supus ser Velho, mas não me parece; da Vide e Cal,da freg. de Castanheira de Pera; Quelfes, no Algarve, tomado certamente desta povoação algarvia;Paulos,da freg. de Olhão?; Goyos e Goes, da freg. de Santana da Serra; Cortesão, em Alte e Boliqueime,Montans,no Algarve, Afilhado, no concelho de Almodôvar e de Albufeira; Queimado, na freg. de São Bartolomeu de Messines;Estaço, na freg. de Santana da Serra; etc.etc.É dos que me lembro, de momento, porque são todos relacinados com a minha família,quase todos por consanguinidade. Agradeço que continuem se acharem o tópico com algum alcance prático, pois há outros mas que deverão ser colocados pelos interessados ou parentes.
Com os melhores cumprimentos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#44945 | rgc | 13 Jul 2003 15:36 | Em resposta a: #44940

Embora já há muito tempo tivesse pensado no tópico que acabei de colocar,foi o tópico do confrade Celso Milheiro: "Apelidos "raros" da Beira Baixa", que me fez recordar a minha intenção,que ia adiando e só agora coloquei.
RC

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#44951 | abivar | 13 Jul 2003 22:06 | Em resposta a: #44945

Caro Rafael:

Só uma pequena achega para este interessante tema: em Abrantes encontrei o apelido Peplomato que me soou a grego, ou coisa parecida, até que, recuando as gerações (por pura curiosidade), o mais antigo que me foi dado encontrar era referido com a grafia claríssima “Pé-pelo-Mato”, alcunha muito curiosa e nada grega... Acho que o Alentejo é fértil em apelidos derivados de alcunha que seria interessante recensear.

Um abraço,

António

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#44954 | magalp | 13 Jul 2003 22:31 | Em resposta a: #44940

Caríssimos amigos

Agora imaginem um Sec. Geral da Presidência da República, pessoa conecida ao mais alto de nível e da mais rara distinção, a ter de nomear nomes bem mais singulares, na tomada de posse nas variadas administrações pos 25/4, duma forma absolutamente impecável!
No seu lugar, acho que me perderia de riso...

Mas o apelido mais patusco q. me foi dado a conhecer foi: Um Dois Três Oliveira Quatro!
Cidadão lusófono, cuja origem não menciono para não ofender susceptibilidades...

cmptos.
Manuel M/

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#44958 | nuno27 | 13 Jul 2003 22:54 | Em resposta a: #44940

Por falar em invulgaridade existem Lutas na freguesia da Cumeeeira, Penela.

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#44959 | rgc | 13 Jul 2003 22:54 | Em resposta a: #44951

Caro António

Lembrei-me também dos -Balduz, do Algarve e dos - Encerrabodes, que também existiram em Olivença e os Revez,do concelho de Almodôvar e da comarca de Loulé, e os Martelo, da área do concelho de Ourique e Almodôvar;os Tagaste ,de Santa Clara-a-Nova, os Pegas, de Santa Ana de Cambas e Beja, estes quatro últimos apelidos tenho-os também na família. E os Samora, Negreiros e Pretos da área de Albufeira, os Modesto, em Paderne; os Eloy (Oliva), da Ribeira de Alte e de Paderne, primos-irmãos de minha Mãe. lista vai aumentando e esperemos mais contribuições.
Um abraço,do Rafael

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#44964 | A.Godinho | 13 Jul 2003 23:42 | Em resposta a: #44940

Caros confrades

Aí vai uma pequena contribuição.
Apelidos ( todos antigos - sec.XVI,XVII,XVIII e XIX):

Prates e Pratas ( Montargil,Chouto, Ponte de Sôr etc.) Pedra e Mil-Homens ( Galveias)Fortio ( Galveias, Casa Branca ,Avis, Montargil, etc.)
Cadima ( Chouto), Rovisco ( Gáfete, Alpalhão,Niza, Galveias-oriundos de Gáfete), etc.) Cario ( Montargil e Ponte de Sôr) Matono ( Montargil e Ponte de Sôr) Negrão (Benavila), Fouto ( Campo Maior, Montargil,Galveias etc.) Pelicão ( S. Gregório -Arraiolos- e Mora)Farto ( Montargil e oriundos de Niza) Chambel ( de quase todo o antigo proiorado do Crato),Manhos e/ou Manhãs ( Alter do Chão, Seda etc.)Ferrarias (Ponte de Sôr, toponímico tardio-sec.xvii- por serem senhores da Herdade das Ferrarias)Bexiga (Montargil) Dordio (Montargil, Arraiolos etc.)Brazão ou Brasão ( Montargil e Galveias) Chapado (Montargil) Peçonha ( Alcanena e Montargil) Courinha (Montargil, oriundos de Alcanena).

Cumprimentos,
António Godinho de Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#44965 | neca | 14 Jul 2003 00:06 | Em resposta a: #44940

Caro Rafael Carvalho
Aqui fica mais um pequeno contributo de nomes pouco comuns.(1894)
Charula(Bragança),Paim(Angra do Heroismo),Troncho(Lisboa),Esmeriz(Braga),Gaito (Arganil),Marnoco(Souzela-Porto),Carteado(Viana do Castelo),Paúl (Guimarães),Davim(Agueda),Borralho(Benavente),Dona(Alter do Chão),Picanço(Viseu),Limão(Almeida),Gramaxo(Porto),Manita(Serpa),Padinha(Tavira),Taquenho(Beja),Gavicho(Tentúgal),Malva(Coimbra),Cantante(Montemor-o-Velho),Malhado(Niza),Cagigal(Bragança),Tovim(Coimbra)Vadre(Santarém),Salvado(Fundão),Milheiriço(Santarém).
Cumprimentos
Neca Castel-Branco

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#44970 | facv | 14 Jul 2003 00:59 | Em resposta a: #44940

Caro Rafael Carvalho:

Um contributo muito pequeno mas penso que válido

Mões ou Moens da freguesia de Vila Maior, S. Pedro do sul, Viseu

cumprimentos,
Filipa Vilar

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#44986 | mcc | 14 Jul 2003 12:29 | Em resposta a: #44940

Um contributo ínfimo mas que serve para acrescentar ao rol já vasto de apelidos pouco usuais:

Xarreta ( beira baixa, região Covilhã); Cabaços (Aldeia da Ponte, vilar Formoso); Meio-Litro (beira baixa, região Covilhã).

mcc

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#44987 | mcc | 14 Jul 2003 12:33 | Em resposta a: #44940

Por lapso esqueci dois bem curiosos:

Couriça (beira baixa, região da Covilhã)e Pé-Leve (beira baixa, região da Covilhã).

mcc

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares - Temeroso

#44999 | Aqua | 14 Jul 2003 16:09 | Em resposta a: #44959

Caro colega,

Acrescente à sua lista o apelido Temeroso, que hoje em dia não é mais utilizado, mas pelo menos durante 150 anos foi usado por uma família procedente do termo de Vila Real (S. Tiago de Mondrões e São Pedro da Nogueira). Gostava de descobrir quem foi o primeiro Temeroso, dado que se trata obviamente de uma alcunha com um significado ambíguo: "que inspira temor" ou "que tem temor". Um descendente dessa família "Álvares Temeroso" foi encontrado a residir na freguesia da Apúlia - Esposende, em finais do século XIX.

Cumprimentos
Rosário

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45021 | rgc | 14 Jul 2003 22:28 | Em resposta a: #44970

Cara Filipa Vilar

Os contributos (e tudo o mais )valem pela qualidade e não pela quantidade.

Aliàs, MÕES rima com outro apelido que eu mencionei, de antepassados meus, por quem tenho muito apreço, e julgo que muitos de nós, ou quase todos, temos sempre um fraco por um ou outro ramo familiar !...
Espero não incomodá-la com esta mensagem extensa, mas dentro do contexto do tópico. E como, de momento, tenho vagar vou contar, como em parte, se desenvolveu o meu grande interesse por apelidos.
Há bastantes anos,muito longe estava eu de pensar que alguma vez me "apaixonaria" pelo estudo da Genealogia e Heráldica,embora tivesse na família quem se interessasse por tais assuntose e conservasse esse culto,condições várias não me proporcionaram tais pesquisas.
Comecei,então,por dar alguma atenção aos apelidos raros ou esquisitos de alguns dos meus alunos e essa curiosidade foi, talvez, desperta a partir de um apelido de uma minha aluna, muito boa aluna -, de apelido raro e histórico - BALDAIA- cuja mãe veio do norte para o sul e aqui casou. E como tal apelido me fazia recordar o célebre navegador João Gonçalves Baldaia, despertou-me a curiosidade de saber mais da naturalidade da mãe da aluna e se sabia alguma coisa acerca de usar tal apelido,tão raro. Mas, houve outro motivo que contribuiu para tal interesse. Em 1960-ano da Comemoração do Centenário do Infante D.Henrique, foi publicada muita coisa alusiva aos descobrimentos marítimos portugueses e tendo ido um dia a Lagos, andando a passear precisei de comprar tabaco (felizmente deixei de fumar), e fósforos; no quiosque deram-me uma carteira de fósforos com a representação heráldica das armas de João Gonçalves Baldaia ( logo este navegador), cavaleiro do Infante, que achei muito interessante. E então fui adquirindo as outras carteiras de fósforos com as armas dos outros navegadores. Achei de interesse coleccionar os brasões de apelidos raros de navegadores portugueses: BALDAIA;PERESTRELO,NOVAIS e outros que não me recordo de momento (mas tenho ainda as capas dessas carteiras de fósforos).
Só passados alguns anos ao deparar outra vez com o apelido-BALDAIA, como atrás foi dito,despertei para tomar conhecimento de tantos apelidos pouco vulgares de alunos que ia tomando nota.Comecei a informar-me da origem dos apelidos dos meus alunos e de outros/as colegas e passei aos colegas e encarregados de educação.Cheguei mesmo a entusiasmar algumas colegas por saberem das suas raízes.
Mas a "recolha" era quase sempre simples curiosidade de naturalidades e pouco mais. Depois comecei a conversar com os pais, a entusiasmá-los. De alguma coisa que me disseram,infelizmente, não registei por escrito,e hoje, se calhar,seria útil.
Desde então e já lá vão uns anos fiquei com o "vício" de saber de onde são as pessoas cujos apelidos posso perguntar. Sempre que é possível,às vezes, muito discretamente, ao ler algum apelido que me interessa na "chapa",etc. de identificação de algum funcionário, empregado, etc.usando alguma diplomacia e delicadeza tenho conseguido saber alguma coisa das naturalidades de desconhecidos, até então, e alguns contactos muito úteis.
Com os meus melhores cumprimentos, espero que ao menos a tenha divertido.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45026 | manuelr | 14 Jul 2003 23:54 | Em resposta a: #44987

Caro MCC

Couriça ou Caniça?
Para não falar nos Picamilho, Pica peixe, Conta Estrelas, Conitas (embora fora dos registos apareça Bonitas ou Contas, não sei porquê!), Matabichos, Cara de Anjo, Mão de Ferro, Olho Azul, Mé-Mé, Sim Sim, etc. Mas a maior parte não passou a apelido e mantiveram-se por 2 ou 3 gerações como alcunha.

Cumprimentos
Manuel da Silva Rolão

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45032 | rgc | 15 Jul 2003 01:14 | Em resposta a: #44970

Cara Filipa Vilar
Na mensagem que lhe enviei,escrevi:

"Aliàs, MÕES rima com outro apelido que eu mencionei,de antepassados meus......."

quando escrevia isto não estava a brincar, porque os apelidos que me enviou merecem-me todo o respeito e interesse. Quis significar,sim, que é um apelido muito parecido a MIÕES ( mas no plural),tanto mais que -MÕES- de origem ,poderia ter tido um -i. Assim,embora Mões não corresponda ao singular-Mião e, portanto,não serem da mesma família,os plurais seriam homónimos,o que achei curioso e deixam-me, com alguma interrogação.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45080 | facv | 15 Jul 2003 18:31 | Em resposta a: #45032

caro Rafael Carvalho

Agradeço a sua atenção e por me ter contado como lhe surgiu esta ideia dos apelidos raros pois gosto sempre de saber o porque das coisas :)

Quanto à família Mões só lhe sei dizer que o último registo que tenho desse nome consta de finais do século xviii e os ascendentes desse registo (António Francisco Moens) não têm esse apelido, o apelido do pai deste senhor é Rodriguez. Não sei portanto qual teria sido a origem deste apelido, no entanto acho curioso a parecença dos apelidos de nossas famílias ainda para mais sendo de zonas tão distantes...

cumprimentos
Filipa Vilar

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45093 | Makx | 15 Jul 2003 23:55 | Em resposta a: #44945

Aproveito para deixar a minha contribuição com o nome Terlica (Almodovar) que ainda nao tive oportunidade de invesigar alem de 1900/01

Cumprimentos,
Miguel Mendes

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45094 | rgc | 16 Jul 2003 00:04 | Em resposta a: #45093

Caro Miguel Mendes

Tem antepassados de apelido- Mendes- da freguesia de São Barnabé e também da sede do concelho-Almodôvar ?
Os melhores cumprimentos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45107 | JoséSandeVasconcelos | 16 Jul 2003 02:36 | Em resposta a: #44959

Caro Rafael Carvalho e demais confrades,

assim de repente, e alentejanos, claro, "Carapinha Armário", na mesma pessoa e, exactamente como vai escrito, um "Zeuxis".
Melhores cumprimentos
José SV

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45124 | rgc | 16 Jul 2003 11:43 | Em resposta a: #45107

Caro José Sande de Vasconcelos

De facto,o Baixo Alentejo e os seus naturais e eu sou também alentejano,vão alimentando o anedotário e divertindo a gente, com as muitas anedotas que correm e há dias com uma acerca "do banco de dados"e outras que amigo me enviou,diverti-me imenso.

O apelido que menciona com franqueza achei piada, mas se no Alentejo há tais apelidos e outros como: Peste, Vinagre,não esqueçamos que outros como Gusmão, basta lembrarmo-nos do célebre São Domingos de Gusmão, e mais outro, também bastante notável- Galeado(porque existiu família patrícia romana deste apelido e se a memória não falha descoberto numa estela funerária, algures no Baixo Alentejo, da minha região)e Tagaste,tirado da cidade africana onde nasceu Santo Agostinho, apelidos que foram usados por meus parentes.
Por isso,ao escrever na sua mensagem
" assim de repente,e alentejanos,claro...." claro,......" informação que agradeço, não posso, de deixar aqui referido, que o Alentejo tem, para mim,o que muitas provínvcias portuguesas não têm(e eu sou também Beirão,Algarvio e com origem também nos arredores do Porto, falo à vontade): tem dos melhores vinhos tintos do mundo, uma comida bem característica pela qualidade e aroma,de receitas que se perdem nas lonjuras dos tempos. E quais são as províncias que apresentam a beleza cromática dos tapetes floridos do campo,na Primavera; o cãntico das aves, o ar puro e o céu de um azul imaculado,como no Alentejo; e a brisa refrescante dos fins da tarde ou o fresco das madrugadas da planície alentejana, com o cheiro das plantas cheias do orvalho da noite !? Viaje-se pelo Alentejo na Primavera, saborei-se o fresco da tarde num monte, levantemo-nos cedo e admiremos o raiar da madrugada, apreciemos a beleza das noites de um luar de Agosto, que só encontro no meu Alentejo.
Com cumprimentos amigos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45139 | mcc | 16 Jul 2003 15:38 | Em resposta a: #45124

Caro Rafael Carvalho

A sua resposta sobre os apelidos pouco usuais foi completada por um genuíno e sincero elogio às nossas paisagens alentejanas! Faço minhas as suas palavras, com uma pequena achega, se me permite: Tem que visitar, rapidamente, a nossa beira interior!
Eu sei que esta resposta ultrapassa o âmbito do tema mas sou muito primária nas minhas reações e não resisti ao desafio implícito. Quem nunca sentiu os ares lavados de um céu de inverno, azul, intenso, quase irreal...não foi à beira; o cheiro das ervas tenras, molhadas pelo orvalho das madrugadas, as moitas de alfazema, rosmaninho, alecrim a perfumarem gostosamente as roupas brancas a corar ao sol; as águas irrequietas das inúmeras ribeiras, cantando em desafio pelas pedras das serranias; as manchas amarelas das giestas e os tufos das mimosas em flor, polvilhando de luz os verdes matizados desses campos; o chilrear ao desafio da passarada, mal despontam os primeiros raios de sol; a frescura e limpidez de uma água única, só emparelhada em qualidade com algumas nascentes do alto minho;o casario em presépio pelas encostas dos montes, a magestade das montanhas guardando recatadamente as suas gentes em aldeias ímpares: Mas sobretudo, caro Rafael, as noites estreladas ou de lua cheia! Milhões de pontos luminosos que a altitude nos aproxima dos olhos e nos convida ao sonho.Como um imenso balão cheio de gaz, a lua sob no horizonte, paira sobre as nossas cabeças e deixa cair sobre a paisagem uma luz leitosa que inspira poetas e faz despertar o amor nos corações mais empedernidos. Do alto da nossa montanha continental mais elevada, deixamos quase de respirar pela beleza que aos nossos olhos é revelada. O Alentejo é lindo! É especial. É contagiante.
Mas a Beira interior, meu caro é um MUST!

Com os meus sinceros cumprimentos
mcc

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45141 | rgc | 16 Jul 2003 17:00 | Em resposta a: #45139

Cara mcc

Como também gosto muito e é mesmo um consolo que eu tenho pelas noites de inverno aquecer-me a uma boa lareira, e como aqui, na minha casa, dos arredores de Setubal não tenho lareira, chego a ir de propósito para a casa do Alentejo por causa das lareiras . E lembro-me do lume no chão, com grandes madeiros onde à noite se contava tanta coisa e recordo-me de lindos contos que ouvia e também,lembro-me muito,quando era criança gostar de ir para a cozinha da minha avó paterna, onde passava temporadas,para me juntar à criadagem e ouvir, hoje penso, que era para me meterem medo, e eu ir deitar-me para elas namorarem à vontade e falarem sobre bruxas e lobisomens,etc.; o pior é que eu dormia no primeiro andar e longe dos outros quartos, tinha medo de ir deitar-me porque com a luz tremulejante dos candeeeiros de petróleo (alguns muito bonitos) ou de cobre com azeite, à pequena aragem de correntes de ar desses casarões, as sombras tomavam formas ,para a minha imaginação,horrendas e o rangir da madeira antiga das portas e janelas e no sótão que ficava por cima do meu quarto fazia-me arrepiar todo era um problema muito grande ,porque havia muito "respeitinho" pelos avós e nada de queixas.... Mas voltando atrás gosto também muito da Beira interior,sempre gostei muito de montanhas,não é para lhe agradar,é a verdade,mas a Beira montanhosa que conheço muito razoavelmente, pois gosto de todo o terreno,que minha mulher q.D.t.também apreciava e a minha varonia é junto à serra da Lousã e de tal modo aprecio os castanheiros que "semeei" umas castanhas aqui, no meu quintal,cujo filho dessas castanhas, se tornou num lindo castanheiro que brevemente terá ouriços com belos frutos e que irá causar transtorno quando for gigante. Mas continuo na minha: na Primavera o Alentejo é especial e cara amiga, observo que também me dá razão. E claro como algarvio não psso olvidar o espectáculo único das amendoeiras em flor que o meu parente Cândido Guerreiro tão bem soube exprimir nos seus versos e também a minha querida prima Maria da Conceição Guerreiro Elói (Madressilva),ambos poetas de fina sensibilidade algarvia. Como vê não me esqueci da Beira e do Algarve também,onde me fiz homem e nasceram os meus filhos; mas, se há simpatia e amor por tais províncias , muitas vezes o coração pende sempre para um lado e algumas vezes nem sempre ,aparentemente, pelas melhores razões. Gostei muito de ler a sua mensagem, ela exprime o seu amor por uma província também maravilhosa. Vou guardar tal mensagem porque a acho muito bem escrita e verdadeiramente sentida,e só quem ama assim se exprime de tal maneira.
Com cumprimentos amigos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45168 | Makx | 16 Jul 2003 22:09 | Em resposta a: #45094

Caro Rafael

Os meus antepassados de apelido Mendes têm origem em Pegrogão Grande, Dist Leiria, mas pelo que conta o meu Pai o meu Bisavô é um dos meninos deixados na "roda" pelo que duvido se alguma vez apanharei o rasto da familia por essa parte.

Eu sou um iniciante nestas paragens, ainda agora vou nas cert nascimento dos meus avós (já as pedi) e estou em breve a tentar arranjar oportunidade de visitar pela 1ª vez os arquivos distritais, pelo que ainda é cedo para falar.

O apelido Terlica é da freg de Sta Cruz que é da parte da minha esposa que, tambem tem parentes de apelidos Narciso e Colaço no sitio de Corte Zurrinho e monte da Parreira, freg Almodovar.

Cumprimentos
Miguel Mendes

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45172 | rgc | 16 Jul 2003 23:30 | Em resposta a: #45168

Caro Miguel Mendes

Apreciei muito "vê-lo" por aqui. Tenho muitos antepassados (varonia) do antigo concelho de Pedrógão Grande. Leia, por ex. entre outros o tópico: Leal de Gouveia Pinto-Miranda do Corvo, onde o nosso confrade Pedro França me ajuda muito.

Sobre antepassados de sua esposa é interessante, porque tenho antepassados da Corte Zorrinho, do séc.XVI e outros, posteriores, da freg. de Santa Clara-a-Nova, de São Sebastião de Gomes Aires, São Barnabé,e a minha mulher, que infelizmente já cá não está,tem antepassados:Colaço,originários de Santa Bárbara de Padrões e existem os- Teixeira Colaço, ainda hoje, em Almodôvar,do meu cunhado José Teixeira Colaço pai do meu sobrinho, por afinidade o eng. António Cândido Calado Colaço,que morreu em condições muito trágicas.
Como irá reparando devemos colocar as nossas dificuldades aqui no Forum ,dar as informações o mais exaustivas possível,não haver respeitos humanos num assunto que muitos, a maioria dos colaboradores deste Forum e o Genea estão sempre dispostos a ajudar,sem considerarem se somos muito ou pouco ignorantes, se escrevemos melhor ou pior, não somos um Padre António Vieira ou um Manuel Bernardes, mas vão ajudando sempre com boa vontade e sem quererem nada por troca, apenas intercâmbio,boa educação e se possível, além de consideração,também: amizade.É o que tenho verificadio, de um modo geral,excepções sempre as houve e haverá, é próprio do ser humano.
Estou ao seu dispor para o informar no que souber e puder. Não tenha receio de incomodar.
O meu mail ainda hoje o enviei e considero de mau gosto estar a repeti-lo constantemente.
Uma boa noite,como os meus melhores cumprimentos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45173 | mcc | 16 Jul 2003 23:40 | Em resposta a: #45141

Caro Rafael

Agradeço, sensibilizada, a apreciação que fez à minha troca de galhardetes consigo, nesta matéria da defesa do nosso património paisagístico comum. Mas como entendo que este espaço deverá ser aproveitado para troca de informações genealógicas, é com grande pena minha (acredite!) que vou dar por encerrado este saudável despique de ver quem encontra mais encantos nos seus torrões natais. Ainda que alfacinha de gema, sou beirã de coração. Essas memórias da sua infância quase poderia dizer que foram retiradas a papel químico das minhas. Mas isso ficaria bem para assunto de outra conversa, num outro espaço. Paciência.
Quanto ao lançamento deste tema - nomes estranhos e pouco vulgares - já dei algumas míseras achegas. Vou continuar a contribuir com mais algumas.
Cordiais cumprimentos

mcc

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45174 | mcc | 16 Jul 2003 23:47 | Em resposta a: #45141

A referência que faz a esse apelido Elói despertou o meu interesse. Também tenho Eloy (será do mesmo tipo?) nos meus ancestrais.
Esses (meus)Eloy tiveram origem em S.Pedro de Penaferrim, Sintra. Meu trisavô partiu para a Covilhã e aí casou, dando origem a uma extensa "filharada". Sabe como apareceu, qual a origem desse nome? Muito grata lhe ficava pela ajuda nessa clarificação.

Sem mais, com os meus cumprimentos e agradecimentos antecipados

mcc

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45175 | rgc | 17 Jul 2003 00:20 | Em resposta a: #45174

Cara mcc

Amanhã talvez seja possível enviar-lhe a informação que tenho sobre os -Elói,do Algarve.

Cordiais cumprimentos.

Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45197 | mcc | 17 Jul 2003 10:54 | Em resposta a: #45026

Caro Manuel da Silva Rolão

As minhas sinceras desculpas pelo atraso na resposta mas, sinceramente, pensei que já o tinha esclarecido. Foi só hoje, ao rever todas as intervenções, que me dei conta do lapso.
O nome é, mesmo, Couriça.
Com os melhores cumprimentos

mcc

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45217 | rgc | 17 Jul 2003 14:19 | Em resposta a: #45175

Cara mcc

Conforme prometi aqui estou a enviar-lhe o que sei sobre os -ELÓI-do Algarve e ligados à minha família.

A prima Maria Elói, como era tratada por nós (Maria da Conceição de Sousa Guerreiro Elóy,que deduzo do nome da irmã direita - Ignêz)são primas-irmãs de minha Mãe. A Maria da Conceição morreu solteira, em Albufeira e estava ligada à vida religiosa, era natural da Ribeira de Alte e em Paderne viveu o irmão dela o Francisco Elói c/d. e da irmã - Maria Inês também há desc.ª creio eu, desconheço outros pormenores desta minha prima e o nome dela recolhi-o de uma pajela da 1.ªcomunhão no ano de 1926. A Maria da Conceição,foi uma das fundadoras do Jornal algarvio"Avezinha", autora de muitas crónicas e vários artigos e ilustre poetisa . O nome próprio, bem assim o de minha Mãe e o das outras netas de minha bisavó D.Mariana Quitéria da Conceição de Oliveira, de quem foram afilhadas de batismo receberam todas os nomes de Maria da Conceição.

Sei que estes Elóis estão ligados por parentesco aos Judices Bickers, aos Guerreiros Aboim , Martins Cavaco, Aragão Corte-Real, Olivas (de que são um ramo) e outras famílias distintas algarvias.
Existem parentes em Lisboa, Elóis e parece-me que os meus parentes-Sousa Faísca, moradores em Lisboa são também desta famíla.
Segundo o meu parente,e grande publicista algarvio,sobretudo pelas suas Monografias, o Padre Dr. Francisco Xavier de Ataíde de Oliveira, primo-irmão de minha avó materna( sempre gostei de desenvolver a informação, porque quem semeia, alguma coisa colhe).
Como ia dizendo: na Monografia de Paderne ,de Ataíde de Oliveira ,reeditada pela Editora -Algarve em Foco- Faro, retirei alguns dos apontamentos que lhe envio. Impossível transcrever tudo, mas na Bib.Nacional, caso seja de interesse poderemos recolher mais informação.

Assim, no Capº & 3.º OLIVAS e ELOIS (cito):

"Pelo casamento de Pedro da Costa Corte-Real,alcaide-mór de Paderne com D. Brites Rebelo de Aragão de Oliva ,filha de Bernardo de Aragão de Oliva ,sargento-mór de Tavira ,começaram a aparecer os Olivas nesta freguesia" (Paderne, acrescento eu).Um filho daquele alcaide-mór António de Aragâo Côrte-Real namorou-se de D. Thereza Jacinta da Franca ,filha de António Correia da Franca e de D.Leonor de Mello Athaíde Sarrea".
Dos Olivas houve uma Senhora que casou na Guia e um descendente ligou-se aos-Guerreiro Longo,de Albufeira , tendo nascido-Elóy Guerreiro e um dos descendentes de Elóy Guerreiro com D.Victoria Josefa _, o Joaquim Elóy tomou por apelido o nome próprio do pai. Deste modo apareceram estes-ELÓYS,que são de facto e de direito-OLIVAS, família nobre, que passou de Navarra a Portugal e se estabeleceu em Tavira, e passaram alguns a Tânger.Em 1751, Cristovam de Oliva,de Tavira,cujos pais e avós foram vereadores era cunhado do fidalgo Francisco de Sequeyra e tio da mulher do fid.º Duarte Moniz.
( o apontamento foi retirado da referida Monografia de Paderne , da sua veracidade cabe aos genealogistas algarvios confirmá-la )

O que deixo escrito não terá, talvez,interesse directo para si ,mas pode acontecer que esta informação possa ser útil também a algum dos nossos confrades, por isso a desenvolvi um pouco mais, por isso me desculpará.

Gostaria muito de saber o seu nome próprio.
Creia-me com muita consideração. Cordiais cumprimentos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45246 | mcc | 17 Jul 2003 22:54 | Em resposta a: #45217

Caro Rafael

Estou-lhe grata pela gentileza demonstrada nesta sua resposta tão pronta. Li atentamente o que me enviou e que colocou no Forum. Aparentemente ( e digo aparentemente, com grandes reservas, porque desconheço na realidade as possíveis ramificações dos meus Eloy para além do núcleo covilhanense, nos meados do séc.XIX), os nomes referenciados não cruzam com os dados que possuo.É uma pena, pois de certo teria o meu trabalho simplificado com a sua ajuda. De qualquer forma, quando chegar o momento de aprofundar esse lado da minha ancestralidade, vou socorrer-me, se me permite, das suas informações quanto aos Eloy de Lisboa.Dedo mindinho, sexto sentido, faro perdigueiro e tudo o mais que lhe quiser chamar, tenho como "quase certeza" um dia irei desenterrar pistas certeiras nesses seus parentes daqui da nossa região.Até lá, vou dissecando os registos ligados à Covilhã e Évora.

Quanto ao meu nome e endereço de mail, por razões que se prendem com a protecção anti-vírus (já debatida neste mesmo forum) terei todo o gosto em lhe passar essa informação através do nosso moderador. Assim, não ficarão expostos para quem quer que venha bisbilhotar este forum. Fale com o nosso Luís Amaral, por exemplo.Da minha parte está a autorização dada para que lhe seja transmitido o que pede.

Uma vez mais os meus agradecimentos.
Com os melhores cumprimentos

mcc

PS: Meu tio avô, Celestino David, enalteceu como poucos o seu Alentejo de adopção.Aprendi a compreender e a amar essa província quando li os seus poemas sobre as suas gentes e as suas paisagens.Como vê, já vem de longe esse meu apreço...

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45264 | JoséSandeVasconcelos | 18 Jul 2003 03:00 | Em resposta a: #45124

Caro Rafael Carvalho,

peço-lhe que, de maneira nenhuma, interprete mal as minhas palavras. Aquele “...é claro...” deriva apenas do (re)conhecimento de ser a região de Estremoz, onde a minha família já está a algumas gerações, berço de alguns nomes bem, digamos, “interessantes” e pouco comuns.
Sempre vivi entre alentejanos, mesmo até no colégio em Lisboa, tendo entre eles grandes amigos. E por isso conheço também, havendo que se lhes reconhecer essa qualidade, muitos que são excelentes contadores, alguns mesmo criadores, de anedotas sobre... “os alentejanos”.
Não tendo veia suficiente para lhe descrever o que sinto pelo Alentejo, onde tenciono passar a velhice e morrer –se se poderá considerar morte um sono apenas mais tranquilo e prolongado, no acompanhamento e ritmo de um desses estraordinários entardeceres nas planuras alentejanas-, digo-lhe, no entanto, que me revejo na poesia de Maria de Santa Isabel, uma das últimas grandes intérpretes da alma alentejana, segundo os críticos e entendidos. E, com orgulho, minha Tia/prima. Recomendo-lhe vivamente a sua leitura.
Um forte abraço do
José SV

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45267 | rgc | 18 Jul 2003 04:11 | Em resposta a: #45264

Caro José Sande de Vasconcelos

A sua expressão " ...é claro..." que eu a seguir repeti foi a oportunidade oferecida para dar a conhecer tanta coisa boa e bela que tem o nosso Alentejo e também apelidos invulgares e raros, que eu não me importaria de usar.Foi essa a minha intenção.Tanto mais que ao abrir a mensagem me referi à satisfação ouvida de uma boa piada alentejana.
Um bom fim de semana e goze por muitos anos os agradáveis entardeceres da paisagem alentejana, que eu aprecio também muito. E digo mais, as noites. Pois dormi muitas vezes ao relento, debaixo de um céu estrelado maravilhoso na quietude da natureza e afagado pela fresca aragem perfumada do campo quase ressequido .
Um abraço do
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45270 | JoséSandeVasconcelos | 18 Jul 2003 05:25 | Em resposta a: #45267

Caro Rafael Carvalho

para terminar esta... "desgarrada", que não mais terminaríamos os adjectivos e as apreciações sobre o Alentejo, realmente que bem melhor estaríamos a esta hora a gozar os tais céus e os tais cheiros... tanto mais que o sistema se recusa, desde as 04H20, a enviar esta msg!!
Mais um abraço do
José SV
e até outro tópico

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45282 | rgc | 18 Jul 2003 11:55 | Em resposta a: #45270

Caro José Sande de Vasconcelos

Com certeza. E voltei ao assunto, porque achei que devia responder-lhe.
Mas deve ter sido a minha última intervenção,no Forum, com mensagens deste tipo. O Forum é de Genealogia e afins, e como tal deve ser aproveitado e não com assuntos que só muito raramente terão o mínimo "interesse". As minhas desculpas a todos.
Um abraço.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45296 | camisao65 | 18 Jul 2003 15:30 | Em resposta a: #44954

Caro Manuel,

Creio que se chamava, Um Dois Três De Oliveira e Quatro.
Mas também, tenho dois nomes e apelidos patuscos, que me foram dados a conhecer pela minha mãe, e que ela acha que são originário de Abrantes:

Maria Republicana dos Reis
Joana da República dos Reis

Segundo me conta a minha mãe, o pai destas senhoras, republicano mais do que assumido, colocou estes nomes às filhas, em homenagem ao Cinco de Outubro de 1910, que tinha acabado de acontecer.
Infelizmente para ele, esqueceu-se do apelido que tinha, e provocou esta dualidade política, com os respectivos amargos de boca.

Um abraço

Luis Camizão

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45303 | neena | 18 Jul 2003 17:08 | Em resposta a: #44954

Pois... nem vale a pena. Também já conhecia o referido Um Dois Três de Oliveira Quatro. Não é dos piores no país em questão, mas não deixa de ser engraçado!
Cláudia Correia Santos

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45376 | magalp | 20 Jul 2003 11:25 | Em resposta a: #45296

Meu caro Luís

Também por aqui aconteceu cousa semelhante!
Um façanhudo republicanão, (creio q. um dos poucos oficiais q. aderiu à "revolta dos sargentos" de 31 de Janeiro), ferozmente "anti Althar e Throno", teve várias filhas após o 5 de Outubro, as quais foram baptizadas com nomes alusivos à auspiciosa época! - Maria Outubrina, Afonsina e Libertina!
Mas, por ocasião do nascimento da sua última filha, achando-se muito doente e um tanto cansado dos muitos disparates dos líderes republicanos, abjurou das suas anteriores convicções tornando-se muito temente a D. e à Sta. Madre Igreja, e o resultado foi q. essa sua última filha se chamou de Isabel Ascenção! Quiz o destino que esta senhora tivesse como único filho, um verdadeiro Sábio, Doutor nas Filosofias e Teorias Cognitivas, uma das inteligências mais privilegiadas q. conheci até hoje, de renome mundial!

Outro abraço
Manuel M/

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45377 | magalp | 20 Jul 2003 11:47 | Em resposta a: #45303

Cara Cláudia C. S.

Depois, a minha simpatia por esse povo e por aquela terra, é tão grande (ou mesmo maior) quanto a sua prodigiosa extensão física!
Desde sempre o país q. recebeu todos aqueles que pelas mais diversas circunstancias tiveram de abandonar esta terra!
Bastará lembrar a emigração política e até económica (de todos o quadrantes) desde 1961 a 1976...
E, apesar dos custos da distância, é e continuará a ser bem por certo, o destino predilecto do nosso turismo!
cmptos.
Manuel Maria Magalhães

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#45392 | mcc | 20 Jul 2003 17:53 | Em resposta a: #45172

Caro Rafael Carvalho

Gostaria de entrar em contacto consigo.Fez alusão a que colocou no dia 16 do presente o seu endereço de mail.Não o encontro. Seria possível voltar a colocá-lo? Ou enviar-me directamente?
Muito agradeço.
Com os meus melhores cumprimentos

mcc

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#59048 | jvaldeira | 28 Fev 2004 01:41 | Em resposta a: #44940

Caro Rafael Carvalho,

Notei que menciona o apelido Afilhado em Almodôvor. Tenho um António Afilhado c.c. Maria Malveira em Odemira (sec. XVII). Não tem por acaso alguma informação sobre eles?

Cumprimentos,
JValdeira

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#59065 | português suave | 28 Fev 2004 12:13 | Em resposta a: #44940

Conforenses:

Outro dia um amigo que está no litoral alentejano, atendeu já

Marco A Sózinho Caraças, por acaso solteiro...

Manuel J Pirocas

António B Sim-Sim

José M Tira Picos

Ana I Pau Preto

M M ...Malacueco

Maria F Burrinha

M P Bacalhau

M A Pé Curto

enfim, e foi no litoral alentejano

N A Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#59066 | rgc | 28 Fev 2004 12:16 | Em resposta a: #59048

Caro JValdeira
De facto tenho alguns familiares alentejanos e algarvios com o apelido Afilhado. Acerca dos refere não tinha conhecimento.
Quando me for possível,enviar-lhe-ei mais alguma informação (embora pouca), que poderá ser-lhe útil.
Tenho um problema visual que não me permite aceder ao computador, para escrever ou ler, a não ser por breves momentos.
Cumprimentos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#59070 | Benedita Vasconcelos | 28 Fev 2004 12:45 | Em resposta a: #44940

A leitura da 2ª Série do Diário da República dá,geralmente,ideia dos mais patuscos apelidos que existem por este Portugal fora.
Já agora envio um,de um trisavô,de que desconheço a origem apesar de já ter procurado em vários lados:

Lares

Maria Benedita

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#59194 | Anabela Ferreira | 29 Fev 2004 16:32 | Em resposta a: #44940

Caro Rafael
Concordo pleinamente aqui vai mais um estranho e pouco vulgar.
- Larguinho de Grândola
Com os melhores cumprimentos
Anabela Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#59205 | rgc | 29 Fev 2004 18:21 | Em resposta a: #59194

Cara Anabela
Mal posso escrever mas, agora vim aqui por momentos,deixo-lhe esta informação.
Havia uma colega deste apelido,em/de Grândola, que era amiga de minha mulher qDt tb prof.ª.E também outra colega nossa, daqui, de apelido-Varandas.
Com os meus melhores cumprimentos.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#59206 | rgc | 29 Fev 2004 18:24 | Em resposta a: #59205

E um colega, hoje economista, de apelidos-Chocolate Contradanças.
RC

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#59251 | jvaldeira | 01 Mar 2004 01:56 | Em resposta a: #59066

Caro Rafael Carvalho,
Muito Obrigado. Vi num post acima que conhece um Chocolate Contradanças que é Economista. Sabe se é do ISE / ISEG? Tenho a certeza que conheço o nome e penso que é de lá (meados dos anos 80).
Cumprimentos,
JValdeira

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#59369 | jaboo | 02 Mar 2004 18:18 | Em resposta a: #44940

caros confrades,

durante as minhas pesquisas tambem encontrei varios nomes pouco vulgares. Eis por exemplo:

Penela da Beira (Viseu): Madorra, Carripoto, Murrao, Morroa, Marroas, Numao, Castanheta, Vidonho, Barnabe, Canudo, Arroz, Frade, Abrunhoza, Duca, Cristovao,

Paredes da Beira (Viseu): Toscano

Quintela da Lapa (Viseu): Quilha

Almeida (Guarda): Lagarto

Vilar Torpim (Guarda): Morgado

Com os melhores cumprimentos
JOAO

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#59572 | Anabela Ferreira | 04 Mar 2004 23:01 | Em resposta a: #59205

Caro Rafael
A Senhora é Maria Rodrigues Larguinho, casada com José Ferreira Peres, filha de Manuel António Larguinho e de Maria Antónia residentes em Grandola.
Se estes nomes lhe ajudam ou lhe dizem alguma coisa, tenho algumas informações á cerca de Larguinho.
Com os meus melhores cumprimentos
Anabela Ferreira
Anabela Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#59690 | rgc | 06 Mar 2004 13:12 | Em resposta a: #59572

Cara Anabela
Agradeço-lhe muito a atenção,mas são pessoas que não tenho o gosto de conhecer pessoalmente.
Quando exerci nas Minas do Lousal a docência do ensino primário oficial recordo-me de minha mulher mulher ter falado na colega Larguinho e só isso, embora julgue que o meu amigo e compadre Francisco Vaz residente no Lousal e casado com a colega Odete seja ainda aparentado.
Com os meus melhores cumprimentos
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#59692 | rgc | 06 Mar 2004 13:21 | Em resposta a: #59251

Caro JValdeira
Acerca dos apelidos Chocolate Contradanças recordo-me de um ex-colega do ensino primário oficial, aqui em Setúbal,que era animador de educação física. Consta que é Economista e julgo natural de Elvas.Mas nada mais sei de interesse para o tópico.
Cumprimentos
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#59694 | Benedita Vasconcelos | 06 Mar 2004 13:43 | Em resposta a: #59692

Caros Confrades
Aí vão mais alguns saídos da IIª Série do Diário da República
Pé Curto Fitas
Pelado Carochinho
Chora das Dores
Favas Cabelo
Cabaceira da Rita
Galo Bonito Maneta
Sapateirinho Malhadas
Rateiro Menina
Xarope Pão Mole
Passarinho Bitoque

Cpts
Maria Benedita

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#63385 | Vieira-SimõesIII | 25 Abr 2004 00:44 | Em resposta a: #59694

Talvez me possam ajudar:
Procuro informações sobre a origem do apelido MEIRIM, do Minho, (pelo menos Viana e Monção).ainda não encontrei nenhuma pista sobre este, que na verdade não é (muito) raro nessa região.
Obrigado

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#63390 | Bonnas | 25 Abr 2004 08:57 | Em resposta a: #44940

Necessito de ajuda. Encontro muito pouco sobre o apelido Bonito

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#73533 | rafael | 21 Set 2004 03:33 | Em resposta a: #63385

Ontem tomei conhecimento de um apelido raro, que talvez aqui seja colocado pela descendente e lembrei-me de renovar o pedido de informação sobre o significado de-Picouto/Picoito, Tacanho e de Pincho ( há o banco de pinchar, usado em heráldica )famílias alentejanas e algarvias. Alguém sabe ?
R.Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#73541 | António Forjó | 21 Set 2004 13:47 | Em resposta a: #45080

Cara Colega

Mões é um lugar e freguesia do concelho de Castro Daire pelo que é mais que provável que a origem do apelido fosse toponímica.
Cumprimentos

António Forjó

Resposta

Link directo:

RE: Lares/Laires

#73543 | victorferreira | 21 Set 2004 14:32 | Em resposta a: #59070

Cara Maria Benedita,
Dei com este tópico e estava a preparar uma mensagem quando dei com a sua mensagem.
Conheço um núcleo muito restrito (ao que saiba, no país só existe este núcleo familiar) com o nome "Laires". Os antepassados mais antigos que conheço são originários de Penalva do Castelo, freguesia da Ínsua, Quinta de Gôje.
Terão a ver com os seus "Lares"?
Se sim e estiver interessada, tenho mais coisas sobre eles.
Cumprimentos
Victor Manoel

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#73578 | Alexandrebulhosa | 21 Set 2004 19:55 | Em resposta a: #44940

caro rafael

sou brasileiro, meu sobrenome (apelido) é bulhosa, que acredito descender do sobrenome( apelido), boullosa, meus avos são portugueses, minha avo era do porto e meu avo cujo o sobrenome era bulhosa veio da cidade de tras dos montes. descobri que o sobrenome boullosa tem origem na galicia, se voce tiver alguma informação ou fonte para pesquisa por favor me avise.
no aguardo de resposta.

Alexandre bulhosa

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#73579 | regueiras | 21 Set 2004 20:02 | Em resposta a: #73533

Caro Rafael:

Contribuo para a sua lista com o meu apelido: Regueiras. Considero-o um apelido raro visto que na minha investigação todos os "Regueiras" que encontrei tem origem na minha trisavó Engrácia Regueiras, natural da freguesia de Rio Douro, concelho de Cabeceiras de Basto, onde viveu em meados do sec. XIX.
Não consegui recuar para além dela porque faltam livros de registos, que teriam ardido num incêndio no mosteiro de Refojos. Porém, o apelido não aparece nos livros anteriores (sec. XVIII) que existem.

Graça Regueiras

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#73609 | Alves dos Santos | 22 Set 2004 10:56 | Em resposta a: #44940

Caros confrades,

Deixem-me acrescentar a este rol a apelido "Tenedorio".
Consegui seguir o rasto até V. N. de Cerveira. As suas familias que dão origem ao primeiro elemento que ostenta o nome, são originárias do lugar de Goian, na Galliza, mas não o ostentam.
O nosso colega Celso Milheiro, informou-me que este apelido não é conhecido na Galiza e que, provavelmente será uma deturpação do apelido Tenório, esse sim, bastante conhecido.

Um abraço,

Alves dos Santos
Belgica

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#73616 | aaas | 22 Set 2004 12:32 | Em resposta a: #59694

"Pimentão Jantarada" - Visto há uns anos nas pautas da Faculdade de Direito (Coimbra).

Resposta

Link directo:

RE: Acerca deste tópico

#73629 | rafael | 22 Set 2004 15:49 | Em resposta a: #59694

Boa tarde! Quando coloquei este tópico, ainda pensei ser quase uma "ociosidade"e que teria pouca ou nenhuma aceitação, ou pior ... ! Felizmente , não tem sido assim. Nunca parto do pressuposto de inutilidade; aliàs, não tenho tempo e idade para inutilidades,embora possa parecer ainda, algumas vezes, isso ; e tb. me exponha muitas vezes, mas quem "não deve não teme". Quando se proporciona introduzo um ou outro tópico deste género que me parece merecer alguma curiosidade. Suponho eu, passe a presunção, que poderá haver quem com receio do ridículo não o faça com prejuizo de dar informação útil, a nós todos, mais não seja como curiosidade onosmática e descoberta de famílias ignoradas ou desconhecidas, ou outros temas fora do comum. Desculpem a minha sinceridade, pois não é provocação nenhuma. Digo isto com todo o respeito pela vontade e opinião de quem quer que seja, como também já tenho recebido ( em privado, obviamente ) críticas e admoestações amigáveis ( mas as pessoas amigas são assim mesmo ).
O que aqui escrevo é porque acho que fiz bem colocar este tópico e tb. um incentivo de continuação que todos os interessados agradecerão muito.
Há tb. alguém que considero e estimo muito, mas perdi , há pouco tempo,todos os end.ços elect.sº que tinha em memória e não me recordo, com precisão. Agora receio escrever, porque pode ir parar a outro lado.
Com amizade.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Acerca deste tópico

#73962 | josemariaferreira | 25 Set 2004 18:18 | Em resposta a: #73629

Olá Rafael

Ele há cá cada apelido! O nosso Alentejo bate o record nessa matéria. Veja só estes!

Cú de Boi

Derreado (só agora compreendi porque há uma herdade chamada da Derreada)

Touro

Boi

Cheira

Cheira Vinho

Cheirinhos

Murzela

Toucinho

Barbas

Barbudo

Martelo

Mudarra

Cansado

Mestra

Estou-lhe a enviar alguns dos apelidos usados na cidade de Évora na Idade Média.


Bom Fim-de-semana

Zé Maria

Resposta

Link directo:

RE: Lares/Laires

#73963 | Mavasc | 25 Set 2004 18:39 | Em resposta a: #73543

Caro Victor Ferreira

Agradeço imenso a sua mensagem mas infelizmente o nome é mesmo "Lares"e, ao que consta na família, vem de Espanha.Não conheço mais "Lares" em Portugal , apenas alguns, e poucos, parentes da zona de Anadia.

Melhores cumprimentos

Maria Benedita

Resposta

Link directo:

RE: Acerca deste tópico

#73965 | rgc | 25 Set 2004 18:48 | Em resposta a: #73962

Viva, Zé Maria

Murzelos-é referido a "poldros "ou a cavalo de cor preta. Há uma herdade na freg. de Santana da Serra deste nome e este apelido figura em família distinta de Santiago do Cacém ( vou ver se ainda hoje lhe envio de quem ). E tb, de minha família foi a herdade de Vale de Poldros, n.m.freg.ªe onde nasceu o padre Bart.eu Guerreiro Palma FSO.
Há tópico sobre o assunto de -Murzelos. ( tenho de consultar )

Toucinhos ( tive um aluno, hje médico,deste apelido ) herdade enorme dos arredores de Almodôvar , dos morgado de Almodôvar -osGuerreiro Leitão de Aguiar, derivada certamente dos - Toncinhos ( Toncin, homem nobre e morgado do Salvador,minha família avô e tio-avo séc. XV q. se supóe de origem genovesa ?! ). E já agora o monte das Guedelhas ( X.N ;certamente, v/Maria José Ferro-Judeus em Portugal ).

Martelo ( com dois ll e é mais bonito, passe o"snobismo")-tive avó fURTADA mARTELLA,da freg.de sÃO mARCOS DA sERRA, mas tenho de investigá-la e outras avós deste apelido da freg. de Santana da Serra. Também há o monte Martelo, freg. de Aljustrel, de bons lavradores.

O nosso Alentejo é prólixo em anexins, alcunhas e nomes esquisitos e tenho um tio por afinidade, cristão-novo, muito rico ,da freg. de Santa Clara-a-Nova, com vínculos de capela da mulher e esta s/2.ª mulher minha familiar, raptou-a aos 12 anos e"encetou-a logo" ...claro está. Apelido Tagaste, a cidade onde nasceu Santo Agostinho, no norte de África cujo nome arrevezado não tenho aqui à mão.

Bom fim de semana e vá dando notícias. Qualquer dia telefono-lhe.

Rafael

Resposta

Link directo:

RE: Acerca deste tópico

#73969 | josemariaferreira | 25 Set 2004 19:50 | Em resposta a: #73965

Caro Rafael

Chegou a consultar o tópico sobre Palmas de Lisboa ?http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=72989, faço lá referência ao Padre Bartolomeu Guerreiro Palma, que era um frequentador da urbe panoniana.

Cumprimentos
Zé Maria

Resposta

Link directo:

RE: Condes de Bracial e apel.º Murzelo )

#73991 | rgc | 26 Set 2004 01:13 | Em resposta a: #73965

Caro Zé Maria

JACINTO DE MATOS FALCÃO (Conde de Bracial ) filho de Jacinto Pais Moreira e de D.Maria da Natividade MURZELO Falcão. FCR, etc.etc. Foi grande proprietário de Santiago do Cacém e cc D.Emília Champalimaud, cg.
D.Maria da Natividade MURZELO Falcão filha de João Falcão MURZELO, Sargento-mor das Ordenanças de Santiago do Cacém, filho de João Falcão de Mendonça ,juíz dos verdes e montados e sarg.-mor dos aux. de Sant.º do Cacém. Em 1802 pedira escusa de escrivão da Santa Casa da Misericórdia, por estar doente e neto de João Falcão Murzelo,´Juíz dos Orfãos de Sant.º do Cacém e em 1706 fazia parte da Mis.ª de Santiago do Cacém e era irmão do COC Estêvão Falcão MURZELO. Nesta família há, além dos apelidos referidos-Beja, Arraes e Costa.

Sobre o padre Bartolomeu Guerreiro Palma irei ver melhor , não seja caso de ser um homónimo, mas é provável ser o meu parente.

Um abraço.
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Lares/Laires

#74052 | victorferreira | 27 Set 2004 10:00 | Em resposta a: #73963

Cara Maria Benedita,
A raridade dos Lares parece que é acompanhada pela dos Laires.
São família da minha esposa.
Há histórias curiosas a tentar explicar o aparecimento dos Laires em Penalva, algumas mera especulação, outras mais ou menos fundamentadas. Nenhuma até agora se mostrou resposta para nada. Pura e simplesmente não se sabe como apareceram.
Mas nenhuma até agora passou por uma origem espanhola!
Como refere essa origem para os Lares, não serão estas duas famílias aparentadas? Não serão as diferenças (um "i") apenas uma variação gráfica? Não será o núcleo mais numeroso originário(?) de Penalva apenas o que mais cedo se fixou, tendo o "outro" andado um pouco mais para Sudoeste e se fixado na Anadia?
Claro que são só conjecturas, mas se não se põem hipóteses, não há como descobrir uma causa, não é?
Se me quizer conceder, poderei ter de si alguns comentários sobre esses "Lares"?
Ligam-me aos Laires laços familiares.
Cumprimentos,
Victor Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: Lares/Laires

#74080 | Mavasc | 27 Set 2004 14:23 | Em resposta a: #74052

Caro Víctor Ferreira

Com todo o gosto partilho consigo os parcos conhecimentos que tenho sobre os "Lares".Várias vezes ouvi, em família, pôr a hipótese de uma possível origem comum dos dois nomes, mas apenas pela semelhança entre eles.Lembro-me que, há alguns anos, na lista telefónica de Lisboa, só haver um "Lares" (meu tio-Avô Afonso) e alguns "Laires".
O nome "Lares" vem-me de um bisavô, José Martins Lares, natural de Anadia, filho de Adriano Seabra(?) Lares e de Maria Martins.Este bisavô nasceu em Arcos,Famalicão de Anadia, por volta de 1860.Nada mais sei dele até porque ,vivendo e trabalhando em Lisboa e indo para a zona de Anadia apenas aos fins de semana, tenho alguma dificuldade em ir ao Arquivo de Aveiro.Como vou continuar, mesmo lentamente, a investigar este ramo da família qualquer coisa que apure vou dizendo.
Melhores cumprimentos

Maria Benedita

Resposta

Link directo:

RE:Para o Rafael

#74245 | Eleny | 30 Set 2004 11:46 | Em resposta a: #73991

CARO RAFAEL A minha avó chamava-se ROSALIA DAS CANDEIAS SARDIACA MENDES,mas o pai era MANUEL SARDICA.Sabe o SR. ou alguém no forum de onde deriva o apelido e se existem descendentes?Cumprimentos.Eleny

Resposta

Link directo:

RE: Lares/Laires

#74541 | victorferreira | 06 Out 2004 10:08 | Em resposta a: #74080

Os Laires de Penalva/Ínsua/Gôje são poucos. Até pouco tempo atrás só sabia a ascendência até um bisavô da minha esposa. Mas como na base do Genea aparece uma mulher Laires que teve alguns filhos de uma união com um outro parente da minha esposa (Sacadura Cabral Albuquerque) e que aparentemente não seria do mesmo ramo que esse bisavô, lá dediquei algum tempo à pesquisa. Era prima direita desse bisavô. Curioso é o que descobri a seguir.
Encontrado o registo de nascimento desse bisavô (António), como sabe, verifiquei que os nomes do pai (João) e do avô dele (Francisco) eram "da Silva Laires". Muito bem. Mas encontrado o registo do pai (João), os nomes do avô (Francisco) e do mais antigo bisavô (outro António) eram ... "da Silva do Amaral"! Alguém mudou de nome entretanto!
Até 1827 (nascimento de João), Francisco e João ainda usavam o nome primitivo. Quando o António (bisneto) nasceu em 1865, já tinham mudado.
Porquê?
1. Não parece haver actualmente uma explicação toponímica, uma quinta, um lugar, qualquer coisa desse género.
2. Há umas lendas de origens judaicas (Laires é um anagrama de Israel). Mas então eram criptojudaicos que se "libertaram" após quatro séculos, e aí deveria haver mais histórias na família (que não há). Há uns núcleos Laires/Lairesse (uma variante flamenga para acentuar o "s" final) na Bélgica e Holanda nos séc XVI e XVII, que poderia ser de origem judaico-portuguesa, das deportações de dois séculos antes. Mas existe esse nome na tradição sefardita? Ao que parece, não. Vários sites da tradição sefarad já me garantiram que não têm referências a esse nome.
3. O início do séc XIX naquela região (Mangualde/Penalva) foi marcado pela passagem das tropas francesas. Laires (e as suas variantes Laire, Layre, Lairesse, ...) é um nome francês desde pelo menos o séc. XII. Pelo menos duas hipóteses podem por-se:
- ou um soldado de Napoleão marcou a memória local por uma razão desconhecida a ponto de alguém adoptar o nome por alcunha ou outra razão qualquer,
- ou a Legião Portuguesa (a do exército Imperial, e não a outra de Salazar) recrutou ou atraiu Francisco da Silva do Amaral de tal maneira que ele pode ter andado por terras da Europa a guerrear em nome da LiberdadeIgualdadeFraternidade e voltado com o nome "mudado" por razões que só Deus sabe: um amigo Laires; ter passado por Clermont-Ferrand ou pelas Ardenas - terras de gentes Laires -, ou mesmo por uma terriola do Norte perto de Arras chamada Laires ... Já perguntei a um site francês de história militar se teriam listas de soldados dessa "Légion". Ainda não tive resposta. Há mesmo neste Forum um confrade que publicou uma lista de portugueses na Légion, mas nada consta.
4. Outro porquê pode ser simplesmente porque Laires é uma variante de Lares, nome espanhol que fiquei a conhecer por si.
5. Por último, a sempre possível razão que não tem nada a ver com as nossas conjecturas e que quando alguém descobrir ficamos todos com ar de parvos a nos penalizar por não a termos visto antes, tão óbvia ou prosaica que era ...

Assim, cara Benedita, parece ser a história dos Laires em Portugal: até ver, recente e mais ou menos envolta em mistério.

Cumprimentos.
Victor Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#76298 | recio | 01 Nov 2004 01:39 | Em resposta a: #45021

Caro Rafael

entrei no genea só há tres dias por isso não tenho muita pratica ,faço pesquisa genealogica á cinco anos tenho a minha direta até á decima mas tenho muitos colaterais prefazem 21200,tambem tenho Baldaiada da Murtosa e Veirosano de 1720+- e 1842 ,o marido de uma prima minha tinha a alcunha Baldaia pensava sua filha entao descobri que era sobrenome aminha familia e toda de Murtosa,Bunheiro,Veiros ,,Pardilho ,Valega(Aveiro)que sobrenomes eu tenho .começo pelos meus bem raros:(recio,barroqueiro)Sarda,Carrada,Padinha,Rangel,Titão,Vallente,Rei,Affonseca,Affonsequa,Cascaes,Chipelo,Curta,Rabello,Canita,Raimundo, Henriques,Amador ,Miranda,Vieira,Pulgo já não digo os :oliv silvas,santos,gonçalves, soares,tavares ,fernandes cruz,pereiras ,marques estes são os diretos,e colaterais ,abbade,Abegão,Abobora,Abrantes,Acabou,açor,agulhas,aldeano Alho,Alvares,Amado Amaro,Balde,Belota,Belo,Bicho,Bispo,Brandão,Branquinho,Brites,Brogueira,Cabecinha,calado, calçado,calçoa,Camarão,Caneira,Canelão,canivete,canôaCapam,Caravela,Carilho,carinha,carramona,cascaes,catalão,cazalinho,centeio,chapeiram,colomeno,Comboio,cirne,conde,condeço ou condesso,costeira,cota couto,covas,cravo,lois,loureiro,louvado,Maçhão,Manco,Mansa,neno,Pardal ,Passarinho,Pataca,Patanão,Patusco,Pelagio,Peneiras,Pirão,rebimbas,rendeiro,rudias,salgueirão,Salomão,Sarralheiro,Seitil,Taré,vigario
como vê tenho de Tudo .se ouver quem tenha nomes iguais podemos fazer intercambio

estou ao dispor para vos ajudar ana recio

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#76311 | Eleny | 01 Nov 2004 16:39 | Em resposta a: #76298

Cara ANA,tem muitos apelidos raros na sua lista,eu tenho três,gostava de saber se nas suas pesquizas alguma vez se deparou com os apelidos Sardiaca,Gaivita e Cata,sabe a origem destes apelidos?Cumprimentos Helena Cabrita

Resposta

Link directo:

RE:Para o Rafael

#99623 | Eleny | 07 Set 2005 05:11 | Em resposta a: #74245

Renovo o meu pedidoTenho a indicação dos Sardicas serem originários de Encinasola,Espanha.Algum dos Confrades já pesquizou os Paroquiais da localidade e deparou-se com este apelido.Cumprimentos.Helena Cabrita Mendes

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#99627 | luikebr | 07 Set 2005 05:38 | Em resposta a: #44940

pf incluir o apelido Aroeira, de Lisboa e ao sul de Lisboa

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#99644 | mm81 | 07 Set 2005 12:11 | Em resposta a: #44940

Lembro-me de mais alguns:

Camarinha de zona de VN Gaia e Aveiro, Valga da mesma zona, Acabado, Amandi embora soe a italiano, Cravinho ...

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#99701 | Gilson Nazareth | 07 Set 2005 16:45 | Em resposta a: #44940

Amigos,
Tenho antepassados portuguêses com os sobrenomes:Fernandes Sol e da Fonseca e Candy(Cande/Candi).
Gostaria de saber em que região estes sobrenomes seriam encontrados.
Obrigado
Gilson Nazareth

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares : PERNADAS

#99707 | virgilio | 07 Set 2005 17:10 | Em resposta a: #44940

Algum viu algum PERNADAS na sua investigaçao ?

Resposta

Link directo:

São poucos os membros da Família Tabacão?

#100025 | Lourval | 10 Set 2005 06:53 | Em resposta a: #44940

Olá a todos. Tenho uma antepassada de nome Gertrudes Maria Tabacão. Ela era casada com Francisco da Costa Riscado. O casal teve um neto de nome João dos Santos Silva, do qual eu tenho os dados do registo: ele nasceu em 14 de junho de 1862 em Alcains, Castelo Branco.

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#100048 | Matilde Souto Pires | 10 Set 2005 16:29 | Em resposta a: #44940

senhor Rafael Carvalho

Posso acrescentar o apelido Brandillanças que existiu numa freguesia de Torres Novas no século XII e XIII e Barriga de Água em Santarem

Cumprimentos
Matilde Souto Pires

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#101950 | JCFOUTO | 02 Out 2005 03:24 | Em resposta a: #44964

Caro A.Godinho
Só hoje li o que escreveu em 13-07-2004, falou de FOUTO, em Campo Maior, Montargil, Galveias etc., o meu qiunto avó, ANTONIO DIAS FOUTO, nasceu em 1785, na Chaveira, freguêsia de Cardigos, e concelho de Mação, era Almocreve, de profissão, tenho conhecimento e nos meus registos, algumas dezenas de FOUTO, todos meus familiares, todos oriundas da Chaveira, freguêsia de Cardigos, e concelho de Mação, e dos arredores próximos, tenhos ouvido falar desses Fouto, dessas zona do Alentejo. Será que somos da mesma Familia. será que me possa dar alguma informação, ende eu possa ir procurar ligações entre familias.

Os meus cumprimentos
JOAQUIM CATARINO FOUTO

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#101995 | ACB | 02 Out 2005 19:42 | Em resposta a: #59070

Maria Benedita,
Deparei hoje com a sua mensagem e gostaria de dar uma achega:
No Algarve - Castro Marim - encontrei no final do século XIX e princípios do século XX várias pessoas de apelido Lares. Recentemente contactei com um membro desta família e perguntei-lhe se sbia qual a origem, respondeu-me que um parente andou a investigar e admite que será de origem nórdica.
Curiosamente conheço também Laires mas ambos afirmam estar convencidos que a origem não será a mesma.
Cunha Bento

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#102020 | ramos | 02 Out 2005 23:37 | Em resposta a: #44940

Mais um nome para a lista. MARUM, no Algarve
Os melhores cumprimentos
Céu Ramos

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#102458 | fbelota | 07 Out 2005 17:01 | Em resposta a: #76298

olá, não entendi muito esta mesnsagem acima, mais estou procurando pelo meu sobrenome "Belota", e por acaso vim para aqui, então gostaria de mais informações...

desde já agradeço a atenção e a oportunidade...

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares - BELOTA

#102459 | fbelota | 07 Out 2005 17:12 | Em resposta a: #102458

olá, não entendi muito esta mesnsagem acima, mais estou procurando pelo meu sobrenome "BELOTA", e por acaso vim parar aqui, então gostaria de qualquer informação que pudessem me fornecer, tipo freguesia, se tem alguem com este sobrenome e outras mais...

desde já agradeço a atenção e a oportunidade...

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares: Camarada

#102681 | ACB | 10 Out 2005 17:10 | Em resposta a: #45032

Caros Confrades,
Haverá alguém que saiba dar elementos sobre a origem do apelido CAMARADA?
Os que conheço são oriundos dos concelhos de Castro Marim e Vila real de Santo António.
Obrigado, cumprimentos
Cunha Bento

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#102684 | ACB | 10 Out 2005 17:36 | Em resposta a: #59251

Caro JValdeira,
Será José António Chocolate Contradanças? Se sim, então:
é natural de Santa Eulália, Elvas, nasceu a 6FEV1956. Vive em Stúbal há 25 anos. É Economista e poeta com alguns trabalhos publicados.
Estes elementos foram retirados de "28 Poetas Sadinos", ediçaõ de Casa da Poesia, Setúbal 2004.
Cumprimentos,
Cunha Bento

Resposta

Link directo:

Nicolas Ovando, comendador de Lares

#146741 | coelho | 06 Mar 2007 18:11 | Em resposta a: #74080

Cara Maria Benedita,

uma pequena pista, que poderá sugerir uma origem espanhola do apelido Lares.

Nicolas Ovando, comendador de Lares, sucedeu no governo das ilhas e terra firme do Novo Mundo, após a queda de Cristóvão Colombo.

Um forte abraço,
Coelho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#147240 | Joana | 09 Mar 2007 17:21 | Em resposta a: #102684

Não sei de onde é mas gosto e penso que pode acrescentar Consciência.
Cumprimentos
Joana Morais da Rocha

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#147271 | ACB | 09 Mar 2007 19:22 | Em resposta a: #147240

Confrade Joana,

Desculpe mas não entendo a sua mensagem, trata-se de uma resposta à minha datada de 10-10-2005? ou será engano.

Cumprimentos,
Cunha Bento

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#147303 | Joana | 09 Mar 2007 20:56 | Em resposta a: #147271

Não é engano. É mesmo resposta. Gosto do apelido Consciência e não sei qual é a sua origem. Qual é a dúvida? Nem reparei na data, de qualquer modo não acho de mau tom responder-se a um tópico genealógico de há dois anos atrás.

Cumprimentos,
Joana Morais da Rocha

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#147319 | CCS1953 | 09 Mar 2007 22:03 | Em resposta a: #147303

Caros Confrades,
Ao fim do dia numa 6ª feira, é muito relaxante e engraçado ler todos estes nomes raros. Tenho-me rido imenso.
Realmente há cada um! Dos que aqui estão mencionados conheço algumas pessoas com alguns destes apelidos.

Eu tenho um avoengo da freguesia de Sejães, Concelho de Oliveira de Frades, de nome António Lambique da Silva. nasceu por volta de 18....? Ando às "aranhas" para descobrir este parente e não consigo. Lambique.... qual será a origem?

Também tenho um avô Bothé,Manuel Martins casado com Maria da Conceição. Beira Baixa. Donde virá este apelido Bothé?

Já agora, por alcunhas. O meu avô materno que se chamava Manuel António da Silva Júnior, era conhecido por Manuel Soldado. A sua Quinta, chamava-se "Quinta Manuel Soldado". Segundo a minha família, esta alcunha devia-se ao facto de ele ter feito duas vezes a tropa. Uma por ele e outra por um irmão???!!!.

Cumprimentos a todos e continuem com este tópico. Também nos ajuda a procurar os nossos entes.

Celeste Correia Saraiva

Resposta

Link directo:

Pampulha

#147343 | ramosl | 10 Mar 2007 00:55 | Em resposta a: #147319

Nao consigo encontrar nada sobre a minha famila Pampulha. Alguem pode ajudar?

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#220750 | Maria_ | 09 Fev 2009 07:58 | Em resposta a: #76298

Olá , bom dia......

O meu apelido é Pelágio, e creio que nunca saberei de onde vem..... mas se alguem me poder ajudar , ficarei eternamente grata.

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#220758 | fantoniosj | 09 Fev 2009 11:40 | Em resposta a: #44940

Caros Confrades

O apelido mais estranho usado pelos meus antepassados é Bouga. Mas existem outros pouco comuns como da Cal. Sobre estas famílias não sei nada. Só sei que este antepassados são do actual concelho de Ferreira do Zêzere. Para além destes existem outros não muito comuns como Alcobia, mas que são muito comuns nesta região onde têm a sua origem.

Cumprimentos
Fernando António

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#220763 | recio | 09 Fev 2009 13:25 | Em resposta a: #220750

Olá Maria
Tenho varios do distrito de Aveiro,Murtosa
Mande nomes poderei ter.
Aguardo
Ana Recio

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#220965 | isabel71 | 11 Fev 2009 16:29 | Em resposta a: #44940

Caros confrades:
Só agora vi estas mensagens e acho fantástico todos os nomes que aqui foram mencionados. Vou também dar a minha contribuição com um nome utilizado em 4 gerações da minha familia mas que já desapareceu em Portugal. É o nome Dragazzi de origem italiana mas que teve como primeiro português com esse nome o meu 5º avô Caetano Alberto Dragazzi que nasceu em Lisboa. Ainda foi passado para a filha Lélia Amália Dragazzi, nascida em Lisboa e para o seu filho José Bento Dragazzi de Figueiredo, que nasceu em Elvas. Que eu tenha conhecimento este foi o último portugues a usar este nome, pois o meu bisavô já não o possui.

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#221130 | belota | 13 Fev 2009 13:50 | Em resposta a: #76298

Olá Ana Recio,

li em um post acima vc falando como o rafael e vi na sua lista de sobrenomes o BELOTA, que informações vc teria a respeito deste sobrenome?

por favor veja no que vc pode me ajudar.

Obrigado

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#221165 | recio | 13 Fev 2009 22:34 | Em resposta a: #221130

Olá belota
os meus são do Bunheiro e Murtosa distrito de Aveiro.
Veja se serve.
Ana Recio

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#221176 | GTSPereira | 14 Fev 2009 01:55 | Em resposta a: #44940

Caro Rafael Carvalho

E sobre a família EREIO tem alguma referência?

Mcump.tos
Pedro Silva Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#221183 | Maria_ | 14 Fev 2009 09:00 | Em resposta a: #220763

recio

Muito obrigada pela resposta.Vou juntar o que tenho para tras do meu avóne logo logo lhe enviarei os nomes.

bem haja

Maria_

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#221381 | belota | 16 Fev 2009 17:16 | Em resposta a: #221165

sim, qualquer informação a respeito de "belota" será muito útil.

Muito Obrigado.

Fred Belota.

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#221392 | henrdias | 16 Fev 2009 19:24 | Em resposta a: #44940

Caros confrades,

na ascendência da minha mulher na região de Aveiro, deparei-me com um apelido pouco vulgar, o CAPÃO.
Na BD do Geneall, apenas aparecem dez, e dois deles como alcunha:

http://www.geneall.net/P/per_search.php?s=cap%E3o&s_type=per_search.php

Mas há um que me deixa deveras intrigado, pois é o único que encontro aqui neste sítio.
Trata-se da: BELINQUETA !... o mais parecido que encontrei foi, BELIAGA, BELICANTES e BELINQUE, pelo que desde já agradeço qualquer informação acerca da origem deste apelido.

http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=1137940

Com os melhores cumprimentos,
Henrique Dias

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#221532 | Kodiak | 18 Fev 2009 12:26 | Em resposta a: #221165

Viva Ana Recio,
Da sua comunicação 1-11-2004, retirei os apelidos Soares, Tavares, Padinha, Marques e outros.
Sou descendente dos Soares Tavares (de Faro); ainda me falta a confirmação documental que me tem sido difícil obter por falta de tempo e geito. Ficarei muito grato se a Ana tiver a amabilidade de me dar uma referência paroquial do casamento de Teodoro José Tavares com Ana Barbara Soares, donde saíram as filhas Esperança Avelino Tavares (minha bisavó paterna), Helena Soares que veio a casar com um Padinha e uma Elizabeth von Shwarzenberg, casada com Nikolaus Schenk von Schmidsburg, de quem mais nada sei nem como aperece na minha árvore genealógica; será um enigma?

Relativamente aos Marques, sei que na região de Mação (Ribatejo norte, antigo bispado de Castelo Branco) existe uma família com a qual tenho ligações, de apelido Gueifão Marques.
Gostaría de saber se tem elementos - ascendentes - sobre esta família provavelmente ligada, pelos anos de 1810 a 1839 aos Mendanha, pelo casamento de José Gueifão Marques a Severina Rosa da Trindade.

Aproveito, entretanto a oportunidade para juntar mais apelidos invulgares:
GUEIFÃO (zona de Abrantes - Mação);
MENDANHA (zona de Abrantes, Cartaxo, Alenquer);
CHAVECA (S. Brás de Alportel);
XAGAS ou CHAGAS (Tavira, S.ta Catarina da Fonte do Bispo);
FRANCA (Tavira);
CARMO (Faro, Loulé)

Mais uma vez muito obrigado
António Coelho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#221591 | recio | 18 Fev 2009 22:39 | Em resposta a: #221532

Olá Antonio
se leu bem a mensagem os meus são do distrito de Aveiro,Murtosa e Bunheiro,não tem nada com Faro,no entanto tenho um Ramo que é de Faro ,Xagas, Carmo,Rocha Patrão,Estrela,Rolão,,Salreta,raposa.
Ana Recio

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#221594 | Kodiak | 18 Fev 2009 23:00 | Em resposta a: #221591

Ana,
De facto, não me apercebi que a sua referida comunicação se referia ao distrito de Aveiro.
Dado que os Xagas e os Carmo de Faro pertencem a um ramo da sua família, gostaria de saber se estaria disposta a partilhar os seu dados.
Cumprimentos
António Coelho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#221642 | recio | 19 Fev 2009 16:30 | Em resposta a: #221594

Olá Antonio
Partilhar é o Prato favorito,peça ao moderador o meu Mail,eu tenho deficuldade em escrever,e assim enviava os gráficos dessa geração,
Aguardo
Ana Recio

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#221687 | Kodiak | 19 Fev 2009 23:49 | Em resposta a: #221642

Viva, Ana.
Obrigado pela disponibilidade.
Vou tratar de a contactar por e-mail.
Cumprimentos
António Coelho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#223125 | Kodiak | 08 Mar 2009 10:07 | Em resposta a: #221687

Bom Dia!

Pedi ao senhor moderador o seu endereço electrónico logo no mesmo dia (19-2-09) e ainda estou à esperaaaaannnndo......

Desejo-lhe um óptimo Domingo e as minhas homenagens pelo Dia da Mulher.
António Coelho

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#223148 | lacardoso | 08 Mar 2009 16:40 | Em resposta a: #223125

Boa tarde:

Aproveito o título deste tópico para saber se alguém tem conhecimento sobre a origem dos apelidos: PORTILHA e MILHÃO (familias de Guimarães 1800-2000) e também GANILHO (família de Águas Santas - Maia e Rio-Tinto - Gondomar).

Obrigada a todos,
Lúcia Cardoso

Resposta

Link directo:

Montemor-o-Velho

#223154 | Dsousa | 08 Mar 2009 17:10 | Em resposta a: #44940

Caros Senhores,

Seguem alguns apelidos invulgares, oriundos da região de Montemor-o-Velho:

Carraca
Canenho
Fagundo
Remetão (?)
Pagaio/Pagaimo
Recacho
Goriso/Guarizo
Ruivo
Cavaleiro
Escudeiro
Vilão
Fazenda
Parente
Saúde
Fonte
Travassos
Pedreira
Seiça

Com os melhores cumprimentos,
Daniel Sousa

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#223174 | LBolacha | 08 Mar 2009 19:36 | Em resposta a: #44940

Aqui fica a minha contribuição, tudo de nomes dos meus antepassados:

Aleixo - Covilhã
Alvor - Lagoa
Arez - Lagoa
Baleia - Mafra
Bairros - Arruda dos Vinhos
Betho - Portalegre
Bicho - Lagoa
Bolacha - Silves
Brabo - Silves
Cegonha - Elvas
Cid - Portalegre, Arronches
Corujeiro - Castelo Branco
Gadelha - Lagoa
Mogo - Silves
Nabeiro - Portalegre
Peixeiro - Covilhã
Peniz - Estremoz/Coimbra
Ratinho - Portalegre
Redondo - Trancoso
Xarato - Covilhã
Zibreiro - Portalegre

Levi Redondo Bolacha

Resposta

Link directo:

RE: Montemor-o-Velho

#252406 | clover779 | 29 Mar 2010 12:46 | Em resposta a: #223154

Estimado Dsousa,

desses apelidos, já encontrei alguns no concelho de Cantanhede, nomeadamente:
- Cavaleiro (freguesia da Tocha)
- Recacho ou Recachos (na freguesia da Sanguinheira), onde Recachos é também nome de uma localidade
- Seiça (na freguesia de Outil), também escrito Ceiça e Seisa.

Esta última freguesia de Outil têm imensos nomes "engraçados" e pouco comuns, se conseguir ter tempo colocarei aqui.

Cumprimentos,
__________________________________
Nuno Silva
http://gesteira-sanguinheira.blogspot.com

Resposta

Link directo:

RE: Apelidos raros ou pouco vulgares

#252407 | philgue | 29 Mar 2010 13:01 | Em resposta a: #44987

Tambem tenho uns pé-leves no algarve século XIX, mas como alcunha!

Resposta

Link directo:

RE: Montemor-o-Velho

#252413 | Dsousa | 29 Mar 2010 15:20 | Em resposta a: #252406

Caro Nuno Silva,

Descendo de um Manuel Francisco Recacho, morador na Lagoa do Grou, em Cadima, onde deve ter nascido por volta de 1640.

Com os melhores cumprimentos,
Daniel Sousa

Resposta

Link directo:

RE: Acerca deste tópico

#284530 | luisjrm | 12 Ago 2011 13:54 | Em resposta a: #73962

Caro Confrade

se não for pedir demais, por acaso sobre o apelido Toucinho aqui referido não tem mais referencias ?

Cumprimentos,
Luis

Resposta

Link directo:

Apelidos raros ou pouco vulgares

#354006 | sandra e carlos | 24 Jan 2015 21:23 | Em resposta a: #44940

ola boa tarde eu procuro o pai de meu marido que tem como sobrenome VINHA MORTA que era natural de LISBOA e esteve na força aerea com especialidade de metereologista . obrigada a alguem que possa responder..

Resposta

Link directo:

Apelidos raros ou pouco vulgares

#354008 | clover779 | 24 Jan 2015 22:26 | Em resposta a: #354006

Boa tarde,

creio que se tratará de Carlos Alberto Vinha Morta, que foi cabo com a especialidade de metereologia, e esteva na base das Lajes (Açores) BA-4 entre 1969 e 1971. Mas serão necessárias mais informações para se que alguém consiga algo mais. Para já o apelido (Vinha Morta) pode querer indicar que tenha ascendência dessa região do interior de Portugal (creio que fica na zona de Viseu ou Lamego).

Cumprimentos,
Nuno Silva

Resposta

Link directo:

Apelidos raros ou pouco vulgares

#354031 | natrix | 25 Jan 2015 14:38 | Em resposta a: #354008

Caros Senhores,

O apelido "Fanana" (Gouveia, séc. XVIII), que aparece no geneall - suponho que erradamente porque leio "F" e não "V" - como "Vanana", terá "caído" de onde ?

Cumprimentos,

Pedro Sousa

Resposta

Link directo:

Apelidos raros ou pouco vulgares

#364224 | natrix | 10 Dez 2015 21:48 | Em resposta a: #354031

Caros Senhores,

Parece que o apelido Vanana que aparece no geneall não é Vanana, nem Fanana, mas Tanana.

Algum dos Senhores conhece alguém com este apelido ?

Melhores cumprimentos,

Pedro Sousa

Resposta

Link directo:

Apelidos raros ou pouco vulgares

#364869 | Graça Regueiras | 06 Jan 2016 23:42 | Em resposta a: #73963

Cara Maria Benedita:

Tive uma colega de curso chamada Teresa Lares, vivia no Porto, e terá cerca de 48 anos.

Melhores cumprimentos,
Graça Regueiras

Resposta

Link directo:

Apelidos raros ou pouco vulgares

#364876 | joso.o | 07 Jan 2016 10:53 | Em resposta a: #44940

Acrescento mais um apelido pouco vulgar... A minha trisavó chamava-se Guilhermina das Dores SANITA e era filha de Mathias Rodrigues Sanita e Caetana Rita... Por ter nascido em cuba e por os Microfilmes da freguesia de cuba não estarem disponíveis na torre do tombo nem no site do arquivo distrital de Beja, não me é possível continuar a sua ascendência, visto que moro em Lisboa, e não tenho forma de ir a Cuba...

Resposta

Link directo:

Apelidos raros ou pouco vulgares

#365574 | heloiza2012 | 30 Jan 2016 08:12 | Em resposta a: #44954

Meus tataravós são de Castro Vicente - Quinta dos Moraes -1880, e meu pai sempre comentava sobre este apelido... Tens algum fato sobre a Quinta dos Moraes?

Resposta

Link directo:

Apelidos raros ou pouco vulgares

#411276 | Ana Matono | 15 Jan 2019 12:08 | Em resposta a: #44964

Desculpe mas essa informação está errada ou incompleta, a família Matono é natural de Santo António do Alcôrrego

Resposta

Link directo:

Apelidos raros ou pouco vulgares

#412201 | aidaf | 11 Fev 2019 14:15 | Em resposta a: #44940

Interessa-me este tópico pois tenho na família de minha mãe um apelido cuja origem ninguém sabe esclarecer. Acabo de saber que um meu bisavô natural de S. Pedro do Sul tinha como apelido/alcunha Pé-Leve que transmitiu à descendência masculina, e só a esta. Porquê?
O meu avô veio nascer em Azeitão, onde o apelido foi transmitido aos filhos.
Agradeço qualquer esclarecimento a respeito deste tópico.

Resposta

Link directo:

Apelidos raros ou pouco vulgares

#412218 | belota | 11 Fev 2019 20:23 | Em resposta a: #76298

Boa tarde, gostaria de saber quais informações vc tem sobre o Sobrenome BELOTA? Desde já, muito grato pela atenção.

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 22 Fev 2019, 21:19

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen