Familias de Lagoa Algarve

Este tópico está classificado nas salas: Pessoas | Famílias | Regiões

Familias de Lagoa Algarve

#66161 | joaquimreis | 29 Mai 2004 19:21

Procuro informações de:
José Reis Semedo, (natural de Lagoa-Algarve) filho de João Alves Silveira (natural de Lagoa-Algarve) e de Maria das Dores (natural de Pêra-Silves)

Joaquina Brites, (natural de Lagoa-Algarve) filha de Domingos José da Rocha (natural de Ponte de Lima - Braga) e de Antónia Brites (natural de Lagoa-Algarve)

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#84914 | paguiar | 21 Fev 2005 23:52 | Em resposta a: #66161

Caro Joaquim Reis
Espero vir ainda a tempo com alguns apontamentos que tenho no meu arquivo relativamente ao que pretende:

I João Alves Silveira – nat. de Lagoa, cas. c. Maria das Dores, nat. de Pera, Silves, e tiveram:

II José dos Reis Semedo – nat. de Silves, cas. c. Joaquina Brites, nat. de Lagoa, filha de Domingos José da Rocha, nat. de Ponte de Lima, e de Antónia Brites, nat. de Lagoa, e tiveram:

III José dos Reis Semedo – nat. e bapt. em Lagoa. Sendo solteiro, com 24 anos de idade e m.or em Silves, cas. a 23.XI.1869 na Paroquial de N.a S.ra da Luz em Lagoa com Violante de Jesus, também nat. e bapt. em Lagoa, de 21 anos e solteira, m.ora em Carvoeiro, filha de Joaquim Manuel Guerreiro e de Maria do Carmo. Foram test. Manuel Lourenço Calado e António Pedro Soares Carneiro, proprietários e m.ores em Lagoa (ADF, Lagoa, Lagoa, L.º Misto/1869, pp. 124v.º e 125)
Tiveram:

IV Maria (1.ª do nome) – nasc. em Lagoa às 10 horas da noite de 30.IX.1870 e foi bapt. a 16.X. seguinte em N.a S.ra da Luz de Lagoa, sendo padrinhos João José Guerreiro e sua m.er Maria da Conceição, proprietários e m.ores no sítio de Carvoeiro (ADF, Lagoa, Lagoa, L.º Misto/1870, p. 63v.º)
Fal. a 3.II.1929 na freg. de Lagoa (Nota à margem do assento de baptismo)

Estes registos foram encontrados quando procurava elementos relativos a um outro ramo de Semedos, aparentemente da mesma família.
Trata-se de:

I Francisco José Semedo – cas. c. Albina Rosa, foram pais de:

1(II) Maria Gertrudes Semedo – foi m.ora em Loubite e fal. a 16.V.1910
2(II) Mariana da Conceição Semedo – foi dona de casa e cas. em Lagoa c. José Valentim Machado, sapateiro, com quem foi ali m.ora na Rua da Igreja, filho de Valentim José Machado e de sua m.er Maria do Carmo Vilhana.
Tiveram:

1(III) Mariana Rosa Machado – nasc. circa 1868/69 e cas. circa 1883/84 c. José Garcia Mimoso de Azevedo, filho de João Francisco Mimoso de Azevedo e de sua m.er Emília Garcia Martins, s.g.
2(III) João José Machado – fal. a 17.II.1906 e foi cas. a 15.III.1892 c. Claudina das Dores, c.g.
3(III) José (2.º do nome) – nasc. a 19.IX.1872 e fal. a 1.IX.1946 em Lagoa;
n(III) outros s.m.n.

Haverá alguma ligação entre estes dois ramos de Semedos, ambos de Lagoa ?
Cumprimentos do
António Pimenta

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#84955 | artur41 | 22 Fev 2005 16:13 | Em resposta a: #84914

Caro António Pimenta,


Este tópico chamou-me a atenção, de duas maneiras:

1. Pelo facto de minha bisavó Brites, casada com meu bisavô Lázaro Pereira Camizão, ser natural de Lagoa.

2. Pela referência a duas pessoas: José Garcia Mimoso de Azevedo e seu pai João Francisco Mimoso de Azevedo. Terá, por acaso, dados sobre estes "Mimosos"?


Os meus melhores cumprimentos

Artur Camisão Soares

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#84986 | joaquimreis | 22 Fev 2005 18:50 | Em resposta a: #84914

Caro Antonio Pimenta:
Agradeço as informações que me envia, e parece-me que umas duas gerações anteriores esses Semedos seriam os mesmos, o que vou tentar confirmar no ADF e TT na primeira semana de Março através do cruzamento das v/ informações com as que já tenho. José dos Reis Semedo e Joaquina Brites foram meus tretavôs, e tiveram além dos que v/ informa e que eu ainda desconhecia, meu bisavô João dos Reis Semedo nascido em / / e cujos pais moravam na altura em Loubite ou Lobito freg e conc de Silves.
Já agora e como é Pimenta, não pertence aos Pimenta Felicia ou Costa Pimenta ? outro ramo da nossa familia ?

Cumprimentos
Joaquim Reis

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#84990 | joaquimreis | 22 Fev 2005 19:25 | Em resposta a: #84986

Caro Antonio Pimenta:
Como a mensagem anterior ficou incompleta aqui envio os dados que tenho:
João dos Reis nasceu em 13.11.1856 Nss Senhora da Luz Lagoa (fls. 92 Verso Lº 1854/1859 ADF) casou em 25.04.1882 assento 38 Nss Senhora Conceição Silves com Felisberta Maria ; Filho de
José dos Reis Semedo filho de João Alves Silveira (nat Lagoa) e de Maria das Dores (nat Pera Silves)
e de Joaquina Brites filha de Domingos Jose Rocha (nat Ponte de Lima) e de Antónia (Brites) nat Lagoa.
casamento de Jose dos Reis Semedo e Joaquina Brites 20/08/1844 fls.25 Verso SGU 463 Lagoa (Torre do Tombo)
Cumprimentos
Joaquim Reis

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#85005 | carro | 22 Fev 2005 21:58 | Em resposta a: #84990

Caro Joaquim Reis

A minha familia paterna e quase toda de Lagoa e tem uma grande casa em Lagoa. É a familia Carneiro de Almeida não sde se conhece.
Eu tenho bastante informaçao das familias de Lagoa sendo eu descendente de uma grande familia algarvia dos Judices.

Cumprimentos
Filipe Carneiro de Almeida

Resposta

Link directo:

RE: Familias (Mimoso) de Lagoa Algarve

#85072 | paguiar | 23 Fev 2005 21:40 | Em resposta a: #84955

Caro Artur Camisão Soares
O que tenho sobre estes Mimoso é o seguinte:

§.1

I Manuel Gonçalves Mimoso (1) – foi capitão e cas. c. Maria Teresa, nat. da freg. de Porches e foram m.ores em Lagoa. Esta (D.) Maria Teresa (2), que não sabia escrever, deixou testamento feito em 1.XII.1851 e aberto em 29.V.1852, no qual refere que teve 4 filhas de seu marido já falecido:
1(II) D. Angélica Rosa – que segue
2(II) D. Mariana da Purificação Mimosa – segue no §.2
3(II)
4(II) 2 filhas falecidas antes de sua mãe, s.m.n.

II D. Angélica Rosa da Silva Mimosa – de Lagoa, única filha viva à data da morte de sua mãe, cas. c. João Francisco de Azevedo, de Silves, o qual veio a fal. a 2.XII.1860, filho de Felipe José da Conceição e de Caetana Gertrudes, todos os três de Tavira.
Tiveram 5 filhos, dos quais só tenho notícia de:

III João Francisco Mimoso de Azevedo – nat. de Silves, sendo solteiro cas. a 25.III.1858 na Matriz de N.a S.ra da Luz, em Lagoa, c. D. Emília Garcia Martins, tb.
daqui nat. e solteira; filha de José Garcia Martins e de Maria Gomes Martins; neta pat. de António Garcia Rodrigues e de Isabel Martins; e neta mat. de João Martins Formosinho e de Maria Peres Barbara, todos nat. de Almendro, Arcebispado de Sevilha. Os noivos receberam as bençãos nupciais em 16.IV.1858.
Tiveram:

IV José Garcia Mimoso de Azevedo – comendador da ord. de ... (?), cas. c. Mariana Rosa Machado, precedendo escritura de contracto ante-nupcial de 18.X.1883, tendo a noiva 14 anos de idade. Viveram na sua casa da Rua das Tendas em Lagoa, actualmente Rua Alexandre Herculano, n.º 11. S.g.

§.2

II D. Mariana da Purificação Mimosa – filha do cap. Manuel Gonçalves Mimoso (N.I), cas. c. o alferes João Pedro da Veiga Bitorres, de Vila Nova de Portimão, filho do capitão João da Veiga Bitorres, de Estômbar, e de sua m.er Joana Quitéria, de Portimão.
Sendo já viúva, fez seu testamento em 1.VIII.1851 e fal. antes de sua mãe.
Tiveram:
1(III) D. Maria da Luz Mimoso Bitorres – herdou de sua mãe uma morada de casas no Barranco do Açougue. Cas. c. António Silvestre Júdice da Guerra e foram m.ores na Rua da Praça em Lagoa, numas casas que confrontavam pelo Sul com as casas de morada de D. Maria Teresa e que ela deixou a José Cabrita Nunes (abaixo).
Tiveram:
1(IV) D. Maria da Purificação Bitorres da Guerra – sendo já viúva de José Cabrita Nunes (falecido em Lisboa) e tendo 40 anos de idade, cas. a 9.I.1890 em N.a S.ra da Luz, Lagoa, com João Martins Formosinho, de 37 anos, solteiro e proprietário, filho de outro João Martins Formosinho e de sua m.er D. Maria das Dores Garcia. C.g.
2(III) D. Isabel Mariana Mimoso Bitorres – nasc. a 5.III.1831 em Lagoa.
Foi única e universal herdeira do remanescente da terça de sua avó D. Maria Teresa (acima), cas. c. José Cabrita Nunes, de Alcantarilha, filho de Inácio Cabrita Nunes (filho de Domingos ...) e de sua m.er Ana Joaquina, que 1.º tinha sido cas. c. António dos Reis e que, “estando sentada em uma cama doente, mas em seu perfeito juízo” e sendo seu marido ainda vivo, fez seu testamento em 7.XII.1856 na quinta de seu filho José Cabrita Nunes, no sítio do Sobral, freg. de Porches.
José Cabrita Nunes foi testamenteiro de sua sogra Mariana que lhe deixou uma courela de terra no sítio das Vargens em Lagoa, e testamenteiro também daquela Maria Teresa, avó de sua mulher, que lhe deixou a casa em que ela vivia na Rua da Praça em Lagoa.
Foram pais de, pelo menos:
1(IV) Domingos Cabrita Nunes – nat. de Lagoa, sendo solteiro com 25 anos de idade, cas. a 1.IX.1890 em Lagoa c. D. Maria Leonarda Júdice Sousa, de 19 anos e tb. solt. e nat. de Lagoa, filha de Francisco José de Sousa, de Faro, e de D. Maria do Carmo Teixeira Júdice, de Lagoa. C.g.
2(IV) N... – um rapaz fal. à nascença em 23.II.1871
3(IV) D. Mariana Mimoso Bitorres Cabrita – nasc. a 29.III.1872 em Lagoa, aí fal. a 20.I.1960 e aí cas. a 3.II.1891 em N.a S.ra da Luz com João Gregório Grade dos Santos, nasc. a 13.XI.1868 em Silves e fal. a 21.VI.1935 em Lisboa, filho de José Bernardo dos Santos e de sua m.er D. Quitéria Marina Júdice Grade. C.g.
4(IV) João Pedro Bitorres Cabrita – proprietário em Lagoa. Julgo ter sido cas. c.g.
5(IV) José – s.m.n.
6(IV) Joaquim Pedro Bitorres Cabrita – era m.or em Lisboa quando seu irmão Domingos se casou. Cas. c.g.
3(III) Joaquim – nasc. a 23.III.1833 em Lagoa.

(1) Não consigo relacioná-lo com o Manuel Gonçalves Mimoso. nasc. a 7.II.1755 em Porches e que foi cas. c. Domingas Jacinta (referidos por António Júlio Limpo Trigueiros no tópico “Família Mimoso” em 15-10-2001). Julgo contudo que há possibilidades de estes serem pais daqueles que vão acima em I do §.1
(2) Era irmã de Pedro da Silva, Manuel da Silva e Joaquim Manuel da Silva, falecidos antes dela.

Cumprimentos do
António Pimenta

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#85083 | paguiar | 23 Fev 2005 23:03 | Em resposta a: #84986

Caro Joaquim Reis

Relativamente ao meu apelido Pimenta, nada tem a ver com o Algarve.
Os meus Pimenta são os chamados “Pimentas, de Viana” (do Castelo), que do casamento de D. Joana Luisa Clara Pimenta da Gama Barreto com José Pedro de Aguiar Mourão, derivaram vários ramos que usaram: uns Pimenta de Aguiar; e outros Pimenta da Gama.
José Pedro e Joana Luisa são meus tetravós por varonia e vêm aqui na BD do Genea.

No entanto também tenho uma costela Pimenta, de Lagoa (ou Estômbar ?) que ainda não investiguei a sério.
Apenas sei, por umas investigações feitas há uns anos no ANTT, que descendo de um António Fernandes Pimenta que, do seu casamento com Margarida de Sousa, teve uma Isabel de Sousa nasc. a 19.IX.1723 em Lagoa, a qual cas. c. André Gonçalves, de Lagos, e foram pais de Lourenço Gonçalves Sousa, nasc. a 29.XII.1755 em Lagoa, bisavô por varonia de José Cândido Júdice Rocha, nasc. a 17.XI.1842 em Lagoa e avô materno de meu avô materno.
Julgo que este Lourenço Gonçalves Sousa seria o que aparece como capitão das Ordenanças da vila de Lagoa em 1812 e que no ano seguinte de 1813 e em 1819 era vereador da câmara (ver “História do Concelho de Lagoa”, por Rossel Monteiro Santos, ed. Colibri e C. M. Lagoa, Lisboa 2001, vol. I, pp. 315 e 316)

Tenho conhecimento de outros Pimenta a viverem em Estômbar por meados de Setecentos, mas não consigo relacioná-los com os meus acima referidos.
Nomeadamente:
- um Manuel Fernandes Pimenta e seus irmãos António Fernandes Pimenta e José da Silva Pimenta, de Estômbar todos casados circa 1750 ou antes, c.g., e filhos de Mateus Fernandes Ramalho e de sua mulher Maria Álvares, ali moradores;
- um José Lopes Pimenta, tb. de Estômbar e casado pela mesma época e c.g., filho de Francisco Correia e de sua m.er Isabel Marques, idem;
- um Bartolomeu Lopes Pimenta, idem, ibidem e filho de Manuel da Anunciada, o velho, e de Francisca da Encarnação, idem; e
- o Sargento-mor Feliciano António Veríssimo Pimenta, nat. de Estômbar (filho do Sargento-mor José Lopes Pimenta, de Estômbar, e de sua m.er D. Feliciana Josefa, nat. de Tomar), cas. circa 1760 c. D. Escolástica Francisca da Ataíde Mascarenhas, nat. de Silves (filha do capitão André de Ataíde Mascarenhas e de D. Francisca Teresa de Andrade, naturais de Silves), c.g.

Não sei se algum destes estará relacionado com os seus Pimenta Felícia ou Costa Pimenta, que confesso não conhecer.
Cumprimentos do
António Pimenta

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#85089 | paguiar | 23 Fev 2005 23:19 | Em resposta a: #85005

Caro Filipe

Julgo que há tempos te encontrei por aqui a falar, se não me engano, dos Cardoso de Lemos. Por isso só podes ser filho da Graça e do Zé.
Eu sou o pai da Mariana e do António Maria.
Só agora comecei e gosto de te encontrar por aqui.
Também eu tenho alguma investigação feita sobre as nossas famílias de Lagoa, que se cruzam por duas vezes: Júdices e Carneiros.
Há anos forneci alguns apontamentos sobre o vosso ramo ao parente Manuel Lamas, que também já andou por aqui, penso que a propósito dos Júdice e do capitão António Soares de Carvalho.
Temos que combinar uma partilha de dados para não duplicarmos o trabalho.
Um abraço do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#85090 | carro | 23 Fev 2005 23:28 | Em resposta a: #85089

Caro tio Antonio,
Como e que nos somos seus primos?
O tio deve saber melhor do que eu.
Um grande abraço
Filipe Carneiro de Almeida

Resposta

Link directo:

RE: Familias (Mimoso) de Lagoa Algarve

#85097 | artur41 | 24 Fev 2005 09:19 | Em resposta a: #85072

Caro António Pimenta,


Descendo, como sabe, de Bárbara Joaquina de Siqueira Mimoso. Muito obrigado pelos dados fornecidos!


Melhores cumprimentos

Artur Camisão Soares

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#85158 | Maria Barreiro | 24 Fev 2005 21:29 | Em resposta a: #85005

Caro Filipe

Agradeço qualquer informação que possa ter sobre a família Caixinha Correia ou Correia Caixinha, de Estombar, Lagoa.

Com os melhores cumprimentos
Maria Barreiro

Resposta

Link directo:

RE: Ascendência do Cap. António Soares de Carvalho

#85165 | rmfrp | 25 Fev 2005 00:15 | Em resposta a: #85089

Caros António Pimenta de Aguiar e Filipe Carneiro de Almeida:

Ao ler as mensagens que vêm sendo trocadas neste tópico verifico ser o momento de entrar na discussão. Tenho bastante estudada uma parte da ascendência do Capitão António Soares de Carvalho pois descendo de uma irmã da sua avó materna. Já tive oportunidade de divulgar o resultado das investigações há cerca de dois anos, em mensagem datada de 09-04-2003 que então dirigi ao colega Manuel Lamas de Mendonça:

http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=39565&fview=c

Não sabendo se já será do vosso conhecimento, e uma vez que estava um pouco escondida num tópico sobre a família Vaz Velho, transcrevo-a aqui:


"Caro Manuel Lamas de Mendonça:

Na sua última intervenção cita entre os ascendentes de José Casimiro Carneiro de Almeida o capitão António Soares de Carvalho, filho de Francisco Soares de Carvalho e de D. Isabel Teresa Cabrita. Sabia da existência deste último casal mas deles não tinha ainda referenciado qualquer descendente, pelo que esta sua contribuição é da maior importância para as minhas investigações.

Tenho bastante estudada a ascendência de Francisco Soares de Carvalho, já que sua mãe Maria Cipriana Pacheco de Andrade Lobo era irmã da minha 8ª avó Brites Arcângela da Palma. Segue-se a lista dos antepassados que conheço do Cap. António Soares de Carvalho, esperando que lhe seja útil.


1. Cap. António Soares de Carvalho

2. Cap. Francisco Soares de Carvalho, Cavaleiro da Ordem de Cristo, n. Portimão, c. Portimão 18.02.1765 com
3. D. Isabel Teresa Cabrita, n. Lobite (lugar da freguesia de Silves)

4. Manuel de Andrade Fradeço, n. Faro (Sé) 27.11.1695, Juiz proprietário da Alfândega de Portimão, almotacé, Ministro da Ordem Terceira de São Francisco, Provedor da Misericórdia, c. Portimão 11.05.1741 com
5. Maria Cipriana Pacheco de Andrade Lobo, n. Portimão 19.09.1722
6. José dos Reis Cabrita, n. Lobite
7. Leonor Nunes de Arez, n. Lagoa

8. Alberto Soares Fradeço, b. Portimão 13.08.1662, boticário, almotacé, c. Faro (Sé) 24.11.1692 com
9. Maria Josefa de Mendonça, n. Estói
10. Cap. Francisco Soares Pacheco (em certos registos, Francisco Soares da Palma), n. Portimão 10.05.1696, f. Portimão 15.03.1778, Capitão de cavalos das Ordenanças, muitos anos vereador, proprietário do ofício do Consulado da Mesa Grande, administrador do vínculo dos Palma Velho, residia na Quinta de São Francisco, c. três vezes, a primeira com
11. Inês de Camila Lobo, n. Mexilhoeira Grande 27.02.1697

16. Dr. Francisco Duarte da Gama, médico graduado, vereador e irmão da Misericórdia, n. Moura ou Portimão
17. Margarida Fradeço, n. Portimão
18. Manuel de Andrade e Carvalho, n. Bemposta, freg. Estói, c. com
19. Bárbara Pereira de Mendonça, n. Bemposta, viviam de sua lavoura
20. Cap. Luís Álvares Ribeiro, n. Faro, Capitão da Ordenança e escrivão do Auditório Eclesiástico, proprietário do ofício de feitor da Alfândega de Portimão que herdou do sogro, c. Faro (São Pedro) 26.11.1684 com
21. Brites Arcângela da Palma, b. Portimão 24.02.1664
22. Cap. António Martins Lobo, b. Mexilhoeira Grande 17.02.1664, Capitão da Ordenança, serviu as ocupações honrosas da res publica na cidade de Silves.
23. Maria Vieira, n. Mexilhoeira Grande

32. Francisco Martins
33. Maria Duarte da Gama
34. Onofre Fradeço, n. Moura, onde era almotacé em 1614
36. Sebastião de Andrade, n. Estói
40. Cap. Luís Álvares Ribeiro e
41. Isabel de Moura, residiram em Faro
42. Cap. Francisco Soares Pacheco, n. Portimão, residia na Quinta de São Francisco junto ao convento do mesmo nome em Portimão, almoxarife da Alfândega de Portimão, proprietário do ofício de feitor da mesma alfândega, de que lhe foi feita mercê depois de servir 23 anos como recebedor da Fazenda Real, feitor do Consulado e Capitão de uma das companhias da nobreza na mesma localidade.
43. Brites da Palma e Andrade e Sousa, n. Portimão
44. Cap. Vicente Gonçalves Lobo Barroso, n. Mexilhoeira Grande, lavrador abastado e rico
45. Leonor Dias, n. Mexilhoeira Grande

84. Cap. Lopo Soares Pacheco, Capitão das Ordenanças do Alvor
86. Vicente Freire de Andrade, b. Portimão 09.11.1593, c. Portimão 29.03.1633 com
87. Isabel Jaques da Palma, n. Portimão
88. Cap. Simão Barroso, n. Mexilhoeira Grande, c. Mexilhoeira Grande 08.09.1624 com
89. Brites Dias, n. Mexilhoeira Grande
90. António Martins, n. Odiáxere
91. Inês Dias, n. Casais, freg. Monchique

168. Lopo Soares, cavaleiro, viveu no Alvor
169. Catarina Pacheco, viveu no Alvor
172. João Freire de Andrade
173. Maria Matoso
174. Álvaro de Oliveira Jaques, provavelmente o "ouvidor Álvaro de Oliveira" citado num registo de 1621.
175. Brites da Palma Velho
176. Lourenço Álvares
177. Ana Gonçalves
178. Luís Vaz
179. Maria Domingues"


Revendo esta informação que enviei em 2003, posso confirmar que Álvaro de Oliveira Jaques foi realmente ouvidor, tendo sido também Capitão-Mor de Portimão conforme me foi possível apurar em investigação mais recente.

Tenho ainda outras questões a colocar, nomeadamente sobre alguns dos ramos Pimenta já referidos neste tópico, mas delas tratarei numa próxima ocasião.

Com os melhores cumprimentos,

Rui Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#85252 | neca | 26 Fev 2005 16:45 | Em resposta a: #85083

Caro António Pimenta
Segundo parece temos antepassados comuns, pela sua "costela" Algarvia dos Pimenta.
Lourenço Gonçalves de Souza, nasceu a 15.09.1756 em Lagoa e era meu 5º Avô, casado com Francisca Ignácia da Encarnação Pina, nascida a 23.11.1758 em Porches, e foram pais de André Gonçalves de Souza nascido a 26.11.1785 em Lagoa (foi Desembargador).
Poderá ver este ramo, embora imcompleto, aqui no GENEA.
Na minha última ida à TT debrucei-me mais sobre o lado "Pina" do qual estou a reunir elementos.
No assento de Baptismo de Lourenço Gonçalves de Souza, figura como madrinha D. Escolástica Mascaranhas de Ataíde,seguramente parente da que menciona na sua mensagem.
Estou ao seu dispor para trocarmos informações ou para lhe dar cópias dos vários documentos que possuo.
Poderá contactar-me para necaccbarrobahotmailpontocom
Cumprimentos
Neca Castel-Branco

Resposta

Link directo:

RE: Ascendência do Cap. António Soares de Carvalho

#85385 | paguiar | 28 Fev 2005 23:06 | Em resposta a: #85165

Caro Rui Pereira
A sua disponibilidade e generosidade na divulgação de dados neste fórum já havia sido por mim detectada, agora confirmada com a renovação da divulgação da ascendência do capitão António Soares de Carvalho, que muito agradeço.
Na realidade, embora só agora tenha acesso em minha casa à Internet e me tenha registado neste fórum há cerca de 3 semanas, venho acompanhando o fórum do Genea a partir de outros locais vai para dois anos ou mais.
Daí, não só conhecer já a sua intervenção no tópico “ascendência do cap. António Soares de Carvalho”, como ainda, entre outras relacionadas que mais me interessaram, também nos tópicos “Freire de Andrade de Portimão e Lagos”, Pachecos do Algarve”, “Famílias do Algarve (Portimão, Alvor, Lagoa...)” e “Família Lopes de Amorim de Tânger”.
Muita tem sido a informação que tenho recolhido de todas essas intervenções, bem como de outros forenses, a qual de outro modo possìvelmente não conseguiria pois que, tendo regressado há 15 anos ao meu Alentejo, tem sido para mim muito difícil arranjar disponibilidade de tempo para dar continuidade às investigações que comecei quando vivia em Lisboa.
Relativamente ao capitão António Soares de Carvalho apenas tinha conseguido chegar aos seus pais: o capitão Francisco Soares de Carvalho, de Portimão, e sua m.er Isabel Teresa Cabrita, de Silves, elementos entretanto já confirmados e acrescentados com as sua informações.

Aproveito, para seu conhecimento (se é que ainda não o sabe) e de outros interessados, para aqui deixar um resumo do processo individual do capitão António Soares de Carvalho existente no A.H.M. de Lisboa e que consultei há cerca de 20 anos (caixa 289 ?)
- terá nascido circa 1774 em Portimão, pois em Março de 1810 dizia-se que não tinha mais de 36 anos de idade;
- em 1793 e por mercê da Rainha (D. Maria I), foi nomeado Tenente de Cavalaria da Ordenança da cidade de Silves, sendo referido como António Soares de Carvalho Fradeço;
- por Carta Patente de D. João VI, datada de 25.V.1803, foi promovido ao posto de Capitão da mesma Companhia de Cavalaria das Ordenanças de Silves, posto que se achava vago por falecimento de Francisco Soares de Carvalho (seu Pai ?);
- em 1807 marchou com o seu Regimento para o Alentejo e Estremadura na Restauração da Monarquia de S.A.R. e no ano seguinte dizia-se ter feito parte da formatura dum Batalhão que operou na expulsão dos Franceses, o qual formava a vanguarda do Exército do Sul que marchou em socorro da Capital até às margens do Tejo (julgo que se trata da mesma operação militar);
- nesse ano, por decreto de 21.X.1807 e Carta Patente de D. João VI de 2.XII. seguinte, foi nomeado Tenente da 5.ª Companhia do Regimento de Milícias da Comarca de Lagos; e em 1809 era Capitão da Cavalaria de Ordenança com exercício de Tenente de Milícias do Terço da mesma cidade de Lagos;
- em 23.III.1810 dizia-se ter servido nos postos de tenente e capitão das Ordenanças da vila de Lagoa por mais de 16 anos; e
- neste ano de 1810 pediu a demissão “por motivo de ter perdido a vista do olho direito e aleijação de uma mão, de um rebentamento de uma espingarda” na marcha que fizera para o Alentejo em 1807, e sofria também de “uma intumicência sobre a 4.ª costela da parte direita, por fractura mal tratada”.

Deste capitão António Soares de Carvalho (Fradeço) e de sua mulher D. Efigénia Leocádia da Conceição Campos (ou Rocha), foi filha D. Joaquina Leocádia da Conceição Soares que, do seu casamento em Lagoa a 22.II.1827 com Luis José Carneiro, capitão das Guardas Nacionais e ali morador, houve pelo menos os dois filhos seguintes:
- António Pedro Soares Carneiro, antepassado dos Carneiro de Almeida (ver Manuel Lamas de Mendonça ‘1947’ in “Família Vaz Velho de Tavira”, 09-04-2003); e
- D. Joaquina Emília Soares Carneiro, nasc. a 12.IV.1837 em Lagoa e aí cas. a 22.XI.1854 na Matriz de Nossa Senhora da Luz com Teófilo José da Trindade, nasc. a 26.II.1827 em Silves, Presidente da Câmara de Lagoa por muitos mandatos e Comendador da Ordem de ..?..(1) (ver Rossel Monteiro Santos in “História do Concelho de Lagoa”, vol. I, pp. 317 e 318, e vol. II, p. 396), tronco dos Trindade, de Lagoa, e avós paternos de Teófilo Rocha Trindade (aqui na BD do Genea com o nome pomposo mas errado de Teófilo da Rocha da Trindade), meu avô materno.

(1) Ainda não tive tempo para investigar de que Ordem era a Comenda de meu trisavô Teófilo José da Trindade. Se algum frequentador deste fórum tiver essa informação muito me agradaria recebê-la.

Espero que as notícias que deixo acima possam ser úteis para alguém, nomeadamente para o meu primo Filipe Carneiro de Almeida que queria saber “como é que nós somos primos”. Este é o parentesco pelo lado Carneiro. Falta explicar pelo lado Júdice.
Cumprimentos do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#85445 | paguiar | 01 Mar 2005 20:20 | Em resposta a: #85252

Neca
Porque já está aberto por si um tópico sobre os "Gonçalves de Sousa - Lagoa -Algarve", vou mudar para lá e responder a esta sua intervenção através dele.
Cumprimentos do
António Pimenta

Resposta

Link directo:

RE: Ascendência do Cap. António Soares de Carvalho

#85457 | rmfrp | 01 Mar 2005 22:23 | Em resposta a: #85385

Caro Parente António Pimenta de Aguiar:

Muito obrigado pela sua resposta.

É sempre um prazer muito especial encontrar um parente neste Fórum, e neste caso verifico não ser apenas um, mas sim dois - pois não tinha já dúvidas quanto ao parentesco com o colega Filipe Carneiro de Almeida, em função da informação que constava do tópico Vaz Velho.

Devo referir, a este propósito, que suspeito ter ainda algum parentesco remoto com a família Vaz Velho, pelo ramo Velho, mas as lacunas nos registos paroquiais, nomeadamente na Conceição de Tavira e em Castro Marim, têm-me impedido de esclarecer essa questão e outras com ela relacionadas.

Agradeço em especial os elementos biográficos sobre o Cap. António Soares de Carvalho, que desconhecia por completo, e fico feliz por saber que as minhas intervenções, ou pelo menos algumas delas, vêm sendo úteis a quem consulta este Fórum.

Aproveito ainda esta ocasião para mencionar a (aliás, uma) família Pimenta. Tenho muito interesse em conhecer a descendência, que refere existir, de Feliciano António Veríssimo Pimenta, uma vez que este era filho do Sargento-Mor José Lopes Pimenta e de D. Feliciana Maria Inácia de Lamim, sendo esta senhora irmã da minha antepassada D. Maria Josefa de Lamim, cujo filho Francisco Pedro Lamim casou com D. Maria Tomásia Domenech da Palma, prima direita de Francisco Soares de Carvalho.

Com os melhores cumprimentos,

Rui Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Ascendência do Cap. António Soares de Carvalho

#85459 | mtpq1234 | 01 Mar 2005 22:45 | Em resposta a: #85457

Caro Rui Pereira,

Também eu descendo de um Major Joaquim Manuel Pimenta, natural de Lagos, c.c. 13-09-1790 Maria Escolástica da Glória, em S. Sebastião Lagos. Não sei se terá algo a ver com os seus Pimentas, talvez sim dada a proximidade geográfica.
Sobre a sua ascendência pouco sei dado que os documentos se encontram práticamente ilegíveis, todavia sei alguma coisa sobre a sua descendência, podendo estudar-se ( assim eu tenha tempo) a possibilidade de entroncarem os ramos Pimentas.Ficarei atenta a outras informações que apareçam no forum.
Melhores cumprimentos
Maria Teresa

Resposta

Link directo:

RE: Ascendência do Cap. António Soares de Carvalho

#85460 | carro | 01 Mar 2005 22:48 | Em resposta a: #85385

Caro primo tio Antonio Pimenta de Aguiar

Agradeço imenso a informaçao. Ja sei assim como somos primos.
Agora so falta pelo lado Judice.

Um grande Abraço
Filipe Carneiro de Almeida

Resposta

Link directo:

RE: Pimenta

#85595 | rmfrp | 05 Mar 2005 00:15 | Em resposta a: #85459

Cara Maria Teresa:

Lamento informá-la de que não tenho conhecimento das pessoas que refere.

O ramo Pimenta que referi é o único que consta da minha base de dados, e nunca investiguei a sua origem pois apenas estou ligado a ele por afinidade da forma que referi na minha mensagem anterior. Posso apenas acrescentar que o Sargento-Mor José Lopes Pimenta era filho do Capitão-Mor Diogo Lopes Pimenta e de Inácia da Conceição.

Com os melhores cumprimentos,

Rui Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#85602 | paguiar | 05 Mar 2005 01:20 | Em resposta a: #85252

Neca
Dentro de dias enviar-lhe-ei uns apontamentos sobre os nossos Gonçalves de Sousa pela via descendente e que dizem respeito essencialmente a mim. Como sabe, "para trás" saberá muito mais do que eu.

Entretanto, encontrei nos meus apontamentos o registo que aqui lhe deixo e que certamente a interessará:

- José da Encarnação Pina, nat. de Lagoa, solteiro, de 24 anos e rolheiro, filho de José da Encarnação Pina, de Porches, e de Maria da Conceição, de Lagoa, aqui cas. a 24.XI.1885 c. Maria Bárbora (ou Barbosa ?) da Trindade, também nat. de Lagoa e solteira, de 17 anos, filha de José dos Santos Barbosa, de Silves, e de Maria da Trindade, de Lagoa.
Celebrou o Padre José Gregório d' Assumpção Cabrita e foram testemunhas Francisco António da Silva Lapa e Leonardo da Silva Teixeira, proprietários e m.ores em Lagoa.

Parece coincidência a mais para que estes dois "José da Encarnação Pina" não sejam descendentes do nosso antepassado homónimo, sogro de Lourenço Gonçalves de Sousa, embora estejam separados por um intervalo de tempo de cerca de cem anos (3 ou 4 gerações). Uma questão a investigar.

Outra questão a investigar seria o processo de habilitação a ordens menores ou Sacras do padre André Gonçalves de Sousa, padrinho de baptismo do "seu" Desembargador André Gonçalves de Sousa e idem do irmão deste, o "meu" José Francisco Marreiros, e que eu julgo ser seu tio paterno, irmão do pai.

Este processo, que eu penso estará no núcleo da Câmara Eclesiástica de Faro (Arquivo Distrital ?), poderia fornecer muitos elementos biográficos sobre os respectivos ascendentes, nossos antepassados.

Bom fim de semana e
Cumprimentos do António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#85734 | neca | 07 Mar 2005 16:00 | Em resposta a: #85602

Caro António Pimenta de Aguiar

Só hoje tenho oportunidade de lhe responder e agradecer , não só os apontamentos que me deixa , como também os que me vai enviar.
Conforme vá tendo mais informações também lhas enviarei.
Receba os melhores cumprimentos da "prima"
Neca Castel-Branco

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#132047 | OGil | 24 Out 2006 12:02 | Em resposta a: #85602

Este padre José d'Assumpção Cabrita tinha uma letra terrível de se ler. Foi ele que em 1894 baptizou o meu bisavô Mário da Encarnação Pina, filho de Lourenço da Encarnação Pina e de Apolónia da Luz, neto paterno de Manuel da Encarnação Pina e de Maria Rosa!

Ando a investigar no Fórum todos os dados de "Encarnação Pina"

;)

Beijos, Gil

Resposta

Link directo:

RE: Ascendência do Cap. António Soares de Carvalho

#147609 | roberto lopes | 11 Mar 2007 23:36 | Em resposta a: #85457

Caro Rui Pereira:

LOPES PIMENTA

Descobri em tempos um DIOGO baptizado em Estombar a 21.01.1688, filho de Diogo Lopes Pimenta e de Inácia Godinha, naturais de Estombar.
Este Diogo encaixa perfeitamente e estimo que seja o “nosso” Capitão-mor Diogo Lopes Pimenta cc Inácia da Conceição, pais do “nosso” tio por afinidade Sargento-mor Jose Lopes Pimenta cc Estombar 01.09.1729 D. Feliciana Maria Inácia de Lamim.

A Inacia Godinha esta na Base de Dados do GENEA e é ao que tudo indica irmã da D. Maria de Morais de Almeida Coutinho cc (I) João Freire de Andrade cc (II) Dr. Manuel Lopes Pimenta, que tem bastante ar de ser irmão do Diogo Lopes Pimenta, seria mais um caso bastante comum da época de dois irmãos casados com duas irmãs.

A mesma Inacia Godinha é também irmã de Filipe Alistão Raposo cc Margarida Pincho de Andrade.

Consultei na Base de Dados dos Tomos de Bacharéis e consta o seguinte:
Nome: Manuel Lopes Pimenta
Núcleo: Leitura de Bacharéis
Data: 1679
Maço: 2
Número: 33

Se tiveres oportunidade de consultar o processo agradecia, pois também me interessam estas ascendências.

O Dr. Manuel Lopes Pimenta cc D. Maria de Morais de Almeida Coutinho também registam uma filha Eufrásia em Estombar a 15.02.1692

Tenho estado a volta dos Bentes Raposo, tens conhecimento das ascendências do João Bentes Raposo cc c. 1790 Maria Bárbara em Lagoa/ Porches/ Silves ???

Com os melhores cumprimentos,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Ascendência do Cap. António Soares de Carvalho

#147691 | rmfrp | 12 Mar 2007 22:00 | Em resposta a: #147609

Caro Roberto:

Espero que esteja tudo bem contigo. Vou tentar consultar esse processo da Leitura de Bacharéis, e logo informarei o que lá consta.

Dos Bentes Raposo não tenho informação.

Um abraço,

Rui Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Ascendência do Cap. António Soares de Carvalho

#147941 | roberto lopes | 13 Mar 2007 22:02 | Em resposta a: #147691

Caro Rui Pereira:

Estou bem, obrigado espero que tambem esteja tudo bem contigo.

Vou disponibilizarte alguma informação relativa as ascendencias da "nossa tia" por afinidade Feleciana Teresa.

Como era ja sabido o "nosso" tio João Freire de Lamim e Silva casou em Estombar a 14/06/1753 Feleciana Teresa, ele natural de Silves e ela natural de Estombar.

Ela é Filha de Jose dos Reis Neto e de Flora Maria casados em Estombar 27/02/1724, sendo ele filho de Gregorio dos Reis e de Maria Neta e ela filha de Jordão Boto e de Margarida Grade, naturais de Lagoa.

O Jordão Boto casou em Lagoa entre 1683-1702 Margarida Grade

Esta Margarida Grade devera ser neta de Francisco Fernanes Baião cc antes de 1641 Maria Grade + Lagoa 21/08/1652, pais de uma Francisca b. Lagoa 16702/1641 que sera mae ou tia da dita Margarida Grade.

Com os melhores cumprimentos,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Ascendência do Cap. António Soares de Carvalho

#147942 | roberto lopes | 13 Mar 2007 22:05 | Em resposta a: #147691

Caro Rui Pereira:

Estou bem, obrigado espero que tambem esteja tudo bem contigo.

Vou disponibilizarte alguma informação relativa as ascendencias da "nossa tia" por afinidade Feleciana Teresa.

Como era ja sabido o "nosso" tio João Freire de Lamim e Silva casou em Estombar a 14/06/1753 Feleciana Teresa, ele natural de Silves e ela natural de Estombar.

Ela é Filha de Jose dos Reis Neto e de Flora Maria casados em Estombar 27/02/1724, sendo ele filho de Gregorio dos Reis e de Maria Neta e ela filha de Jordão Boto e de Margarida Grade, naturais de Lagoa.

O Jordão Boto casou em Lagoa entre 1683-1702 Margarida Grade

Esta Margarida Grade devera ser neta de Francisco Fernanes Baião cc antes de 1641 Maria Grade + Lagoa 21/08/1652, pais de uma Francisca b. Lagoa 16702/1641 que sera mae ou tia da dita Margarida Grade.

Com os melhores cumprimentos,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#155705 | lprospero | 10 Mai 2007 20:51 | Em resposta a: #84914

Caro António Pimenta,

Vejo que tem muita informação de Lagoa e no meio de tantos nomes nunca encontrou João Próspero? Natural de Lagoa em cerca de 1890... talvez um pouco antes? Quem sabe já passou por ele, era o pai do meu avô e ao que me contaram o João Próspero era filho de pai italiano. Depois casou-se com Eulália de Oliveira que penso ser de Paderne (pelo menos sei que era da zona de Boliqueime) e foram viver para Lourenço Marques.

Muito obrigada,
Cumprimentos,
Lídia Próspero

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#155797 | paguiar | 11 Mai 2007 14:58 | Em resposta a: #155705

Cara Lídia
Recebi a sua mensagem mas lamento não ter nenhum elemento sobre o seu bisavô João Próspero.
Normalmente aproveito alguns dias das minhas férias em Lagoa, no Verão, para ir continuando a fazer investigação genealógica no Arquivo Distrital de Faro, onde estão os livros paroquiais das datas em questão.
Se até princípios de Agosto a Lídia não conseguir descobrir o que pretende, mande-me os elementos que tiver disponíveis, se os tiver, que eu tentarei dar uma vista de olhos quando lá for por essa altura.
Considerando que o casamento com Eulália de Oliveira ocorreu já na segunda ou terceira década do século XX, cujo registo nos poderia dar alguma indicação sobre os Pais dos nubentes, esse registo está ainda na respectiva Conservatória de Registo Civil. Pode tentar começar por aí se souber o local (freguesia e concelho) do casamento.
De qualquer forma tomei nota do seu pedido e, embora um pouco vago, tentarei pesquisar pelos anos próximos de 1890 para descobrir o baptismo de um João, filho de Pai com nome italiano, que tenha sido baptizado em Lagoa.
Já agora, terá sido mesmo em Lagoa, ou nalguma outra freguesia do concelho ?
Fico a aguardar o mais que me poder informar.
Cumprimentos do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#155798 | paguiar | 11 Mai 2007 14:59 | Em resposta a: #155705

Cara Lídia
Recebi a sua mensagem mas lamento não ter nenhum elemento sobre o seu bisavô João Próspero.
Normalmente aproveito alguns dias das minhas férias em Lagoa, no Verão, para ir continuando a fazer investigação genealógica no Arquivo Distrital de Faro, onde estão os livros paroquiais das datas em questão.
Se até princípios de Agosto a Lídia não conseguir descobrir o que pretende, mande-me os elementos que tiver disponíveis, se os tiver, que eu tentarei dar uma vista de olhos quando lá for por essa altura.
Considerando que o casamento com Eulália de Oliveira ocorreu já na segunda ou terceira década do século XX, cujo registo nos poderia dar alguma indicação sobre os Pais dos nubentes, esse registo está ainda na respectiva Conservatória de Registo Civil. Pode tentar começar por aí se souber o local (freguesia e concelho) do casamento.
De qualquer forma tomei nota do seu pedido e, embora um pouco vago, tentarei pesquisar pelos anos próximos de 1890 para descobrir o baptismo de um João, filho de Pai com nome italiano, que tenha sido baptizado em Lagoa.
Já agora, terá sido mesmo em Lagoa, ou nalguma outra freguesia do concelho ?
Fico a aguardar o mais que me poder informar.
Cumprimentos do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#155799 | paguiar | 11 Mai 2007 14:59 | Em resposta a: #155705

Cara Lídia
Recebi a sua mensagem mas lamento não ter nenhum elemento sobre o seu bisavô João Próspero.
Normalmente aproveito alguns dias das minhas férias em Lagoa, no Verão, para ir continuando a fazer investigação genealógica no Arquivo Distrital de Faro, onde estão os livros paroquiais das datas em questão.
Se até princípios de Agosto a Lídia não conseguir descobrir o que pretende, mande-me os elementos que tiver disponíveis, se os tiver, que eu tentarei dar uma vista de olhos quando lá for por essa altura.
Considerando que o casamento com Eulália de Oliveira ocorreu já na segunda ou terceira década do século XX, cujo registo nos poderia dar alguma indicação sobre os Pais dos nubentes, esse registo está ainda na respectiva Conservatória de Registo Civil. Pode tentar começar por aí se souber o local (freguesia e concelho) do casamento.
De qualquer forma tomei nota do seu pedido e, embora um pouco vago, tentarei pesquisar pelos anos próximos de 1890 para descobrir o baptismo de um João, filho de Pai com nome italiano, que tenha sido baptizado em Lagoa.
Já agora, terá sido mesmo em Lagoa, ou nalguma outra freguesia do concelho ?
Fico a aguardar o mais que me poder informar.
Cumprimentos do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#155816 | lprospero | 11 Mai 2007 17:22 | Em resposta a: #155799

Caro António,

Agradeço muito a sua atenção. Qualquer ajuda é preciosa pois sou caloira nestes assuntos... O que o meu pai sabe é o que o pai dele lhe contou, mas esse meu avô infelizmente já cá não está. O meu avô chamava-se Diamantino de Oliveira Próspero, nasceu em Lourenço Marques a 28-10-1914. Filho de Eulália de Oliveira, natural de "pros lados de Boliqueime, talvez Paderne" e de João Próspero de Lagoa, agora realmente não sei se seria Lagoa freguesia... Entretanto foram para Lourenço Marques, mas também não sei se casaram antes ou depois de ir. Ando bem perdida pois toda a informação que tenho é bem vaga.

Expondo aqui estas informações, pode ser que alguém que esteja a ver, ou venha a ver registos, ou tenha alguma informação, passe por eles e me possa ajudar, pelo menos a por-me na rota certa já era muito bom. O facto de João e Eulália terem ido viver para Lourenço Marques e falecido lá também torna tudo mais difícil de encontrar.

Obrigada,
Lídia Próspero

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#156208 | paguiar | 15 Mai 2007 16:07 | Em resposta a: #155816

Cara Lídia

Recebi a sua mensagem e tomei nota das informações sobre o seu Avô, sobre o qual ainda lhe pergunto se o seu Pai saberá em que Conservatória de Registo Civil (ou Paróqia ?) de Lourenço Marques o seu Avô foi registado (ou baptizado ?).

Se fosse possível continuar por aqui talvez conseguíssemos chegar onde pretende.
Se não, a minha oferta mantem-se válida, mas só lá para Agosto.
Diga-me, com a urgência possível, se o seu Pai tem aquela informação.

Cumprimentos do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#156209 | paguiar | 15 Mai 2007 16:07 | Em resposta a: #155816

Cara Lídia

Recebi a sua mensagem e tomei nota das informações sobre o seu Avô, sobre o qual ainda lhe pergunto se o seu Pai saberá em que Conservatória de Registo Civil (ou Paróqia ?) de Lourenço Marques o seu Avô foi registado (ou baptizado ?).

Se fosse possível continuar por aqui talvez conseguíssemos chegar onde pretende.
Se não, a minha oferta mantem-se válida, mas só lá para Agosto.
Diga-me, com a urgência possível, se o seu Pai tem aquela informação.

Cumprimentos do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#156210 | paguiar | 15 Mai 2007 16:07 | Em resposta a: #155816

Cara Lídia

Recebi a sua mensagem e tomei nota das informações sobre o seu Avô, sobre o qual ainda lhe pergunto se o seu Pai saberá em que Conservatória de Registo Civil (ou Paróqia ?) de Lourenço Marques o seu Avô foi registado (ou baptizado ?).

Se fosse possível continuar por aqui talvez conseguíssemos chegar onde pretende.
Se não, a minha oferta mantem-se válida, mas só lá para Agosto.
Diga-me, com a urgência possível, se o seu Pai tem aquela informação.

Cumprimentos do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#156218 | lprospero | 15 Mai 2007 17:51 | Em resposta a: #156210

Caro António,

Já falei com o meu pai e ele disse-me que antigamente Lourenço Marques tinha apenas uma freguesia: Nossa Senhora da Conceição. Ao que parece em 1914 ainda era assim, logo terá sido nessa freguesia. Soube também que o pai do meu avô, ou seja João Próspero natural de Lagoa, seria mesmo da freguesia de Lagoa (caso não seja seria de Porches, mas não de outra) e soube que faleceu em 19-09-1949 em Lourenço Marques. Ele deve ter nascido em cerca de 1880.

Aguardo ansiosa por notícias suas,
Lídia Próspero

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#156274 | paguiar | 16 Mai 2007 12:53 | Em resposta a: #156218

Cara Lídia

As suas ultimas informações podem ajudar muito na investigação a fazer. Entretanto já tomei algumas iniciativas no sentido de descobrir aquilo que pretende.
Se formos bem sucedidos vamos conseguir saber o que pretende.
Não prometo rapidez, porque estas coisas às vezes demoram e dependem do tempo das respostas que estou também aguardando. Vamos esperar.
Mas também se não o conseguirmos por um lado, havemos de lá chegar por outro.
Dar-lhe-ei notícias assim que tiver alguma coisa, o mais tardar em finais de Agosto.

Cumprimentos do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#156275 | paguiar | 16 Mai 2007 12:53 | Em resposta a: #156218

Cara Lídia

As suas ultimas informações podem ajudar muito na investigação a fazer. Entretanto já tomei algumas iniciativas no sentido de descobrir aquilo que pretende.
Se formos bem sucedidos vamos conseguir saber o que pretende.
Não prometo rapidez, porque estas coisas às vezes demoram e dependem do tempo das respostas que estou também aguardando. Vamos esperar.
Mas também se não o conseguirmos por um lado, havemos de lá chegar por outro.
Dar-lhe-ei notícias assim que tiver alguma coisa, o mais tardar em finais de Agosto.

Cumprimentos do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#156276 | paguiar | 16 Mai 2007 12:53 | Em resposta a: #156218

Cara Lídia

As suas ultimas informações podem ajudar muito na investigação a fazer. Entretanto já tomei algumas iniciativas no sentido de descobrir aquilo que pretende.
Se formos bem sucedidos vamos conseguir saber o que pretende.
Não prometo rapidez, porque estas coisas às vezes demoram e dependem do tempo das respostas que estou também aguardando. Vamos esperar.
Mas também se não o conseguirmos por um lado, havemos de lá chegar por outro.
Dar-lhe-ei notícias assim que tiver alguma coisa, o mais tardar em finais de Agosto.

Cumprimentos do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#156334 | lprospero | 16 Mai 2007 21:14 | Em resposta a: #156276

Caro António,

Tenho mais notícias :) são dados sem certezas mas pode ajudar-nos. Ao que parece, João Próspero terá trabalhado nos Caminhos de Ferro, ora, fui ver na história da CP e a linha chegou a Faro em 01 de Julho de 1889, e o troço Tunes-Algoz abriu em 10-10-1899. Faz sentido que tenha nascido por 1880 e aos +/- 19 anos ido trabalhar para a CP que era novidade ali e muitos devem ter ido pra lá trabalhar nessa época. Soube também que realmente casou-se ainda cá, pois os primeiros 2 ou 3 filhos ainda nasceram cá e só então (talvez em volta de 1910) terá ido para Lourenço Marques trabalhar também nos Caminhos de Ferro.

Obrigada por todo o apoio que me tem estado a dar,
Lídia Próspero

Resposta

Link directo:

Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#162124 | rmfrp | 07 Jul 2007 21:13 | Em resposta a: #147609

Caro Roberto:

Aqui vai o que consegui apurar da habilitação de Manuel Lopes Pimenta na Leitura de Bacharéis:

Leitura de Bacharéis
Manuel Lopes Pimenta
Letra M - maço 2 - n. 33

Vistas e reprovadas em 22(?) de Agosto de 1679.
Dispensado por resolução de 28 de Setembro de 1679.

Manuel Lopes Pimenta é filho do Cap. Manuel Lopes Pimenta e de Margarida Tomé Veiga, neto paterno de João Lopes e Isabel Delgado, neto materno de Diogo Vicente e Maria da Veiga.

Os pais e os avós maternos são naturais Mexilhoeirinha (freg. Estômbar). Os avós paternos foram, ainda que moradores no dito lugar, naturais da cidade de Lagos.

O habilitando é cristão-velho sem fama em contrário.

O pai é pessoa nobre, Capitão de Infantaria da Ordenança, e fora juiz na sua freguesia e vereador na cidade de Silves. Os avós maternos eram lavradores. O avô paterno fora oficial de calafate, porém alguns anos deixara o ofício e fora lavrador.

Testemunhas em Estômbar (22-07-1679):
- Sebastião Gonçalves, lavrador, m. Estômbar, ~70 anos.
- Diogo Fernandes, lavrador, m. Estômbar, ~78 anos.
- João Ribeiro, lavrador, m. Estômbar, ~70 anos.
- João dos Santos, lavrador, m. Estômbar, ~53 anos.
- Francisco Martins, lavrador, m. Estômbar, ~64 anos.
- Vicente de Sousa, lavrador, m. Estômbar, ~76 anos.
- António Fernandes, meirinho dos clérigos, m. Estômbar, ~65 anos.

Testemunhas em Lagos (24-07-1679):
- Cap. Vicente Ribeiro Cardoso, m. Lagos, ~80 anos.
- Gregório Ribeiro, m. Lagos, que vive de sua fazenda, ~67 anos.
- Vicente Lourenço, mareante, m. Lagos, ~65 anos.

Um abraço,

Rui Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Ascendência do Cap. António Soares de Carvalho

#162128 | melisa | 08 Jul 2007 01:38 | Em resposta a: #147942

Caro Roberto

Por acaso viu o e-mail que lhe enviei?

Abraços

M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Ascendência do Cap. António Soares de Carvalho

#162130 | FGR | 08 Jul 2007 04:09 | Em resposta a: #162128

K

Resposta

Link directo:

RE: Familias Prospero

#167487 | paguiar | 16 Set 2007 01:47 | Em resposta a: #156334

Cara Lídia Próspero

Conforme prometido, fui ao Arquivo Distrital de Faro durante as minhas férias no Algarve e pesquisei nos baptismos de Lagoa um João que fosse filho de pais italianos (eventualmente com o nome Próspero).
Embora sendo um pouco vago, consultei em Lagoa no intervalo de 1875-1882, inclusive, e ainda um livro disperso de 1863 que por acaso interessava às minhas investigações pessoais. O tempo não foi muito, até porque tinha outras pesquisas para fazer, e já não consegui procurar mais em Lagoa, nem em Porches. Só lá fui um dia...
De qualquer forma, o que encontrei e que pode estar relacionado com a sua família, é o que abaixo exponho:

I Brás do Rego – foi cas. c. Theresa Velha (ou Vegni ?), ambos de Nápoles, Itália.
Tiveram:
-----II Próspero do Rego – nat. de Nápoles, foi caldeireiro e cas. em Portimão c. Theresa de Jesus (governo de sua casa) e nat. de Lagoa onde foi m.ora com seu marido, filha de Francisco Gonçalves Sequeira (ou Francisco Gonçalves Piolhinho?) e de sua m.er Maria da Conceição (ou Maria da Luz? – nomes diferentes nos dois registos abaixo).
Tiveram:
----------1(III) António (1.º do nome) – nasc. às 9h da noite de 30.I.1863, sendo seus pais m.ores na Rua da Igreja em Lagoa, e foi bapt. a 8.II. seguinte na Ig. Paroquial de Nossa Senhora da Luz de Lagoa pelo Prior Encomendado José Gregório d’ Assumpção Cabrita, sendo seus padrinhos Francisco António Sequeira, carpinteiro, e sua m.er Quitéria de Jesus, que não assinaram por não saberem escrever (ADF – Baptizados de Lagoa, 1863, cota: PLLGA/001/Lv.005, pp. 10v.º e 11).
----------2(III) Joaquim (1.º do nome) – nasc. às 9h de 20.VIII.1876, sendo seus pais m.ores na Rua das Tendas em Lagoa, e foi bapt. a 3.IX. seguinte na Ig. Paroquial de Nossa Senhora da Luz de Lagoa pelo Prior Nicolau dos Reis Lima, sendo seus padrinhos José Miguel Gimenes Marques, negociante e tb. m.or em Lagoa (ADF – Misto de Lagoa, 1876, cota: PLLGA/001/Lv.018, p. 39)

Cronològicamente, estes dois últimos poderiam ter sido irmãos do seu bisavô João Próspero, supondo que o nome próprio se transformou em apelido, mas isto é apenas uma hipótese.

Além destes, encontrei ainda, relativo a gente italiana, uma:

Laura – nasc. a 18.XI.1875 em Silves e fal. às 5h do dia 7.V.1876, c. 5 meses de idade em casa de seus pais no n.º 27 da Rua do Alferes Viana em Lagoa, filha legítima de António Bandine (?), fotógrafo, nat. da Toscana, e de sua m.er Emília da Conceição dos Santos, da freg. da Conceição de Tavira (ADF - Misto de Lagoa de 1876. cota: PLLGA,/001/Lv.018, pp. 140v.º e 141)

Não sei se algum destes é o ramo que lhe diz respeito, mas não consegui melhor.

Entretanto fui informado por pessoa amiga que esteve em Maputo que poderá tentar obter uma certidão do assento de óbito de seu bisavô João Próspero em Lourenço Marques, a 19.IX.1949, pedindo directamente à Direcção Geral dos Registos e Notariado de Moçambique. Não o fiz porque parece que apenas atendem os requerimentos feitos por familiares ... Talvez tentando por aí consiga a freguesia de naturalidade dele e, quem sabe, mais algum elemento biográfico esclarecedor para continuar a recuar nas suas investigações.

De qualquer forma, existe uma página pessoal no Geneall de João Manuel Próspero dos Santos sobre “Costados dos meus Castel-Branco Próspero dos Santos”. Será que são os mesmos que procura?

Vivendo no Algarve, como presumo que vive pelas suas intervenções noutros tópicos do GENEALL, poderá fazer uma visita ao Arquivo Distrital de Faro e investigar melhor esta freguesia de Lagoa ou eventualmente a de Porches ou outra.
Espero que seja bem sucedida.

Cumprimentos do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa, Algarve

#167524 | NBA | 16 Set 2007 22:10 | Em resposta a: #167487

Caros participantes do fórum do Geneall

Solicito a alguém que tenha elementos biográficos sobre José Garcia Mimoso, de Lagoa, e sobre João Nepomuceno Mimoso Faísca, de Castro Marim, que viveram na segunda metade do séc. XIX e primeira do séc. XX, o favor de me contactarem para o meu e-mail: nunoborgesdaraujo@netc.pt
Agradeço antecipadamente,

NBA

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#167582 | roberto lopes | 17 Set 2007 16:18 | Em resposta a: #162124

Caro Rui Pereira:

Muitissimo obrigado pela pesquisa, desculpa só ter respondido agora, mas acabo de ver o e-mail.

Está tudo bem contigo?

E essas pesquisas...?

Eu estive com Alcantarilha com a ajuda da Melisa e também apanho os Viveiros, Alvaleides de Albufeira e com Lagoa tenho avançado algum,a coisa com a ajuda do confrade Oscar Barroso que gentilmente me vai enviando os assentos digitalizados e há grandes novidades para os Jaques de Alvor.

Em Alcantarilha aparencem senhoras Jaques de Paiva, algumas Anastacias, que vem a ser netas do Cap. Vicente Velho da Silva e bisnetas de Joao Mendes da Silva e de Maria de Paiva, o que nao sei, é se este Joao Mendes da Silva cc Maria de Paiva sao os tais ou se serao sinonimos...

A minha Maria Jaques de Oliveira esta na mesma, tudo começa a indicar que vem pela linha da Maria da Palma de Oliveira cc Joao Fernandes Alvares ou de um outro casamento, pois os filhos desta gente casam todos em lagoa, outros em Estombar, há mais confusao que antes. quando possa envio tudo para que possas opinar.

Um forte Abraço,

Roberto lopes

Resposta

Link directo:

RE: Familias Prospero

#167585 | l_prospero | 17 Set 2007 16:41 | Em resposta a: #167487

Desde já o meu muito obrigada pela sua pesquisa. Vou comentar com o meu pai o que investigou para perceber melhor se poderão ser da mesma família. Quanto à pagina de que me falou já falei inclusivamente com ele e não conseguimos ligas as famílias. É possivel que estejam ligadas mas não chegamos lá até agora, precisava ir para trás na minha para ver a intersecção.
Sim, vivo no Algarve, mas digamos que ando meio perdida e os serviços não têm colaborado muito. Quanto ao meu avô, comuniquei com os Serviços Centrais como me tinham já indicado e recebi a seguinte resposta:

"Com referência ao e-mail em epígrafe informo que, efectuadas as competentes pesquisas nesta Conservatória não foi localizado qualquer processo de transcrição de nascimento ou registo em nome de Diamantino de Oliveira Próspero.

Tendo o interessado nascido em 28 de Outubro de 1914 em Lourenço Marques, Moçambique, informo V. Exª de que na vigência do Decreto–Lei nº 419/74, de 7 de Setembro, revogado pelo Decreto-Lei nº 249/77, de 14 de Junho, a transcrição do nascimento podia ser feita em qualquer conservatória do registo civil de Portugal ou das Ilhas Adjacentes."

Sendo assim, e já que a informação deles em nada me ajudou, vou tentar a Direcção Geral dos Registos e Notariado de Moçambique. Pesquisei na net mas não encontro contactos ou morada. Por ventura sabe dizer-me onde fica e um contacto?

Obrigada,
LProspero

Resposta

Link directo:

RE: Familia Prospero

#167632 | paguiar | 18 Set 2007 00:03 | Em resposta a: #167585

Cara Lídia

Realmento lamento, mas não tive tempo para pesquisas mais alargadas em Faro.
Fui só até 1882 porque nem mesmo para as minhas investigações tive mais tempo.

Vou ver se consigo obter o endereço da Direcção Geral dos Registos e Notariados de Moçambique, ou o seu e-mail, e comunicar-lhe-ei depois o que conseguir.

Cumprimentos do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: José Garcia Mimoso

#167636 | paguiar | 18 Set 2007 00:45 | Em resposta a: #167524

Caro Nuno Borges de Araújo

Será que o seu José Garcia Mimoso é o mesmo que José Garcia Mimoso de Azevedo?
Se assim for, encontra algumas referências a ele nas minhas intervenções de 21 e 23-02-2005 neste tópico.
Em caso afirmativo, talvez lhe consiga reunir alguns elementos biográficos sobre ele a partir de descrições de uma pessoa de família ouvidas contar a familiares.

Cumprimentos do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

RE: José Garcia Mimoso

#167642 | NBA | 18 Set 2007 02:41 | Em resposta a: #167636

Caro António Pimenta de Aguiar

Tendo em consideração as datas que indica e o local parece-me possível que se trate do mesmo. Por isso coloquei aqui esta mensagem. Peço-lhe o favor de me enviar o que conseguir averiguar para o meu endereço electrónico.
Com os meus melhores cumprimentos,

Nuno B.A.

Resposta

Link directo:

RE: Familia Prospero

#167656 | l_prospero | 18 Set 2007 12:07 | Em resposta a: #167632

Agradeço.

Já agora... onde é que nos dirigimos para investigar? Eu pensava que a partir de 100 anos estava tudo na Torre do Tombo, mas diz-me que esteve a ver 1876 no Arquivo Distrital...
Sendo assim o que é que está onde? Nunca consegui investigar, apenas perguntei no Registo Civil e o que me diziam era inconstante. Mas fiquei com a ideia que estando agora em 2007, até 1907 estaria tudo na TT e que depois de 1907 estaria tudo nas respectivas conservatórias.

Obrigada,
LProspero

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168006 | rmfrp | 21 Set 2007 13:54 | Em resposta a: #167582

Caro Roberto:

Bem-vindo de volta ao Fórum!

As pesquisas continuam... Mas ultimamente tenho andado menos pelo Algarve. Tenho acompanhado o que aparece aqui no Fórum, e se eu puder ajudar não deixarei de dizer qualquer coisa.

Um abraço,

Rui Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168009 | roberto lopes | 21 Set 2007 14:09 | Em resposta a: #168006

Caro Rui:

Eu sei que sempre posso contar contigo e tu tambem naquilo em que eu souber ou puder ajudar.

Espreita o topico da Palma de Oliveira que talvez te interesse, acabei de enviar agora mesmo, estamos praticamente on-line


P.S. Já enviei à base de dados do GENEA o nome dos pais do bacharel

Um abraço,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168041 | nunoinacio | 21 Set 2007 19:07 | Em resposta a: #168009

Ora viva quem voltou!
Isso é que foram ferias!!!

Regressa com novidades das nossas gentes, ou está tudo na mesma?

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168045 | roberto lopes | 21 Set 2007 19:28 | Em resposta a: #168041

Caro Nuno:

É com grande alegria com que leio o teu post:)

As novidades nao sao muitas salvo o que pus no tópico que abri hoje sobre os Palmas de Oliveira.

Estou curioso em relação a Silves e Messines, ja que dai tenho bastantes antepassados ou seja 1/4 dos meus costados sao dai provenientes, quando o Nuno digitalizar essas freguesias prometo colaborar.

De resto tudo na mesma, segunda feira começo a trabalhar.

Forte Abraço e cumprimentos à familia,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168049 | nunoinacio | 21 Set 2007 19:56 | Em resposta a: #168045

Caro Roberto

Já pedi os microfilmes de Silves para fotografar. Será um trabalho medonho, pois são doze microfilmes.
Entretanto, já tenho em CD as imagens digitalizadas da Senhora do Verde e os mais antigos de Alcantarilha.
A Maria Elisa foi à Torre do Tombo e pedi-lhe para encomendar a Vila do Bispo e a Bordeira. Espero conseguir descobrir algo sobre o Filipe de Cintra e a Maria de Almeida.
Relativamente aos nossos antepassados comuns, enviei alguma informação para ser colocada na base de dados no principio de Agosto, mas não me ligaram nenhuma :-)
Quando vieres cá posso-te dar cópia dos CD's com as imagens digitalizadas para veres em Espanha.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168087 | roberto lopes | 22 Set 2007 03:26 | Em resposta a: #168049

Caro Nuno:

Cá já sao as 4 da manha, ai sao as 3 e só agora recebi a notificação da tua mensagem............. e.... porque estou a fazer serao!
O Rui Pereira tinha-me enviado o post do Bacharel já quase um mes e nao recebi nenhuma motificaçao encontrei a mensagem dele porque estava a revisar o tópico isto tudo acidentalmente:(

Enfim...já desabafei:)

O nosso Filipe de Cintra cc Maria de Almeida cheira-me a familias de FSO, seria optimo para avançar-mos mais geraçoes do habitual.

A Base de Dados do GENEA é sempre uma surpresa podes enviar hoje e na mesma semana estao os dados on-line ou podem passar 1 ou 2 meses eu enviei em Agosto alguma coisa, nao muito e creio que esta tudo.

Mas nao fiques triste que também já me aconteceu e outros confrades, é chato, mas é assim a vida...

Mas Silves em Principio seria para bater os sec. XVII e depois sao uns apelidos vulgarissimos que é um palheiro, as familias mais ilustres foram mais faceis de encontrar, agora gzl, roiz, friz, nao consigo memorizar, terei de fazer um Indice, em Lagoa nao tive esse problema, mas Silves é so Gonçalves, pelo menos no que a mim me respeita.

P.S. E os nossos Xamorros recuaste alguma geração???

Cumprimentos,

Roberto Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168163 | melisa | 22 Set 2007 22:01 | Em resposta a: #168087

Caro Roberto

Finalmente dediquei-me aos meus ramos de Estombar!

Provavelmente teremos mais algum parentesco pelos Lapa.

Tenho também dados sobre os Lopes Pimenta que também são meus parentes.

Ainda estou a compilar os dados que recolhi esta semana na TT.

Só para dar um cheirinho aproveito para esclarecer que o capitão mor Diogo Lopes Pimenta casado com Inácia da Conceição (filha de António Borges e de s/ mer Isabel Marques, falecidos antes de 1695 e que tinham sido moradores em Faro, meus antepassados) não é filho de Diogo Lopes Pimenta cc Inácia Godinho, mas o próprio, pois casaram em Estombar sendo ele viúvo desta, em 24/5/1695.

Diogo Lopes Pimenta e Inácia da Conceição tiveram dispensa do 2º grau de afinidade e do 2º e 3º grau de consanguinidade.

Esta dispensa deve ter demorado bastante :-) pois antes do casamento foram pais de José , legitimado pelo casamento dos mesmos.

Julgo que este José seria o Capitão José Lopes Pimenta que em 1/9/1729 casou com D.Feliciana Maria Inácia de Lamim, conforme referiu o Rui.

Ainda não consegui determinar por onde eram parentes. O que sei é que Inácia da Conceição tem irmãos que usam também Lopes Pimenta.

Como disse foi só um cheirinho!

Um grande abraço

M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168164 | melisa | 22 Set 2007 22:07 | Em resposta a: #168049

Caro Nuno

Já cheguei de Lisboa.

Encomendei os microfilmes que me pediu.

Agora é esperar cerca de uma semana.

Quando querem vir cá beber um café e conversarmos um pouco?

Um abraço

M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168231 | melisa | 23 Set 2007 14:50 | Em resposta a: #168006

Caro Rui Pereira

No casamento do capitão mor Diogo Lopes Pimenta com Inácia da Conceição, consta que os noivos tiveram dispensa do 2º e 3º grau de consanguinidade e do 2º grau de afinidade.

Se relativamente à consanguinidade , embora ainda sem saber por onde, não tenho dúvidas, já relativamente ao 2º grau de de afinidade não sei exactamente o que significa.

Por acaso o Rui tem alguma idéia sobre o assunto?

Os meus cumprimentos

M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168286 | nunoinacio | 23 Set 2007 20:35 | Em resposta a: #168164

Boa noite, cara Maria Elisa

Tenho cá os meus futuros afilhados de casamento e tenho estado a fazer de guia pelo Algarve (ao menos a estes não os deixo sair a falar mal da nossa região).
No próximo fim-de-semana vou à Covilhã e terça-feira a Coimbra. A partir de quarta começo na universidade, mas havemos de conseguir tomar um café num destes dias :-)

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168418 | rmfrp | 24 Set 2007 21:38 | Em resposta a: #168231

Cara M. Elisa:

Em geral as dispensas de afinidade referem-se a um parentesco entre o cônjuge anterior de um viúvo e o cônjuge com quem este volta a casar.

Assim, suponho que esse segundo grau de afinidade.indique que Inácia da Conceição e Inácia Godinho eram primas direitas.

Com os melhores cumprimentos,

Rui Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168424 | nunoinacio | 24 Set 2007 23:17 | Em resposta a: #168418

Caros confrades Rui Pereira e Maria Elisa

A título de curiosidade e porque já trocamos informações sobre o assunto noutro tópico, informo que, na freguesia do Barco, encontrei um assento de casamento com dispensa de primeiro grau.
Acho que deve ser uma raridade, pois dos mais de 10000 assentos que já li, analisei e passei para PAF foi o único casal que encontrei com essa dispensa.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168425 | nunoinacio | 24 Set 2007 23:24 | Em resposta a: #168045

Caro Roberto

Ainda não estive a ver os assentos da Senhora do Verde, pois tenho estado a passar para PAF a freguesia do Barco enquanto digitalizo a da Senhora do Verde. No entanto, sei que nesta freguesia há pelo menos um casamento de Chamorros, porque ao ampliar as imagens para ver se a digitalização ficou boa li esse nome.
Será natural, uma vez que a Donalda, na altura, pertenceria à freguesia da Senhora do Verde, como bem concluiu a Maria Elisa.
Já me faltam poucos assentos do Barco, pelo que acho no final de Outubro poderei iniciar a Senhora do Verde (para a semana começa a universidade e terei o tempo mais limitado). Se vieres ao Algarve antes de te dar notícias, diz-me para preparar os CD's com os as imagens digitalizadas para levares. Pode ser que em conjunto se cheguem a conclusões mais rápidas

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168431 | jvaldeira | 25 Set 2007 00:39 | Em resposta a: #168163

Caros amigos,

Só uns quantos dados soltos que tenho sobre Lopes Pimenta de Estombar que talvez vos sejam úteis. Tratam-se de registos em que aparecem como padrinhos em Estombar e em Ferragudo:
• Lucas Vaz Figueira e Josefa de Morais filha do Dr. Lopes Pimenta apadrinham em 1698-04-08 o baptismo de Manuel da Rocha em Estombar.
• Inácia da Conceição, mulher de Bartolomeu Lopes Pimenta amadrinha o baptismo de José Nunes Ferreira em 1709-10-16 em Estombar.
• Feliciano António Pimenta apadrinha Violante Rosa 1750-02-07 em Ferragudo.
• Manuel Vieira Alvaleide, Cristovão da Silva e Bartolomeu Lopes Pimenta testemunham o casamento de André Martins e Maria de S. José 1725-08-07 em Estômbar
• Feliciano António Pimenta, filho do Cap. José Lopes apadrinha em conjunto com Soror D.Violante Perpétua do Sacramento (c/ faculdade da s/ Prioreza Soror Antónia de Lima da Trindade e tocando por procuração o Rev. Basílio António Lamin, de Estombar) o baptismo de Violante Rosa 1750-02-07 em Ferragudo.
• Cap. Manuel Lopes e Vicente Boto testemunham o casamento de Francisco Vieira e Barbara Neta em 1671-1-11 em Estômbar.

Cumprimentos,
J.Valdeira

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168433 | roberto lopes | 25 Set 2007 01:43 | Em resposta a: #168163

Cara Melisa:

Que saudades...!

Que óptimas noticias, isto deslinda muita coisa, realmente nao se pode confiar em nada de intuições. é a mesma pessoa, eu até cheguei a pensar que seria uma so pessoa e que a Inacia Godinha e a da Conceição também pudessem eventualmente ser a mesma pessoa, mas afinal nao é.

O Cap. Diogo Lopes Pimenta é ao que tudo indica por agora contemporaneo do Dr. Manuel Lopes Pimenta já que o primeiro é pai de outro Diogo * Estombar 21.01.1688 e outro pai de uma Eufrasia * Estombar 15.02.1692.

Mas é provavel que sejam irmaos, pois o avo materno do Dr. Lopes Pimenta é Diogo, outra coisa curiosa é que a mae do Dr. Lopes Pimenta é Margarida Tomé Veiga, ora em Esombar existiu uma D. Margarida Tomé cc Diogo Vieira Boto, CFCR, cujo testamento esta em Lagoa, no arquivo municipal e parece que há um tumulo desta gente no Convento de Sto Ant.º do Praxel, pessoas estas que suspeito ha muito tempo que possam ser antepassados da Isabel Vieira cc Joao Alvares Marreiros mais antigo documentado em Estombar.


Um abraço grande,

Roberto

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168434 | roberto lopes | 25 Set 2007 02:00 | Em resposta a: #168425

Caro Nuno:

A Senhora do Verde vê-se rapido, porque sao poucos anos, mas o que tenho sao Xamorros e Brabos que sao de um periodo que ja excede a existencia dos Paroquiais.

Talvez os baptismos possam ser boa ideia do sec. XVII/XVIII

O que tenho é isto:

Sebastião da Silva, v.º de Vicência Maria e Ana Maria ns. Portimão e ela do * Verde 02.08.1712

Ele é filho de:
Portimão 30.08.1701 Gaspar da Silva (f.º Francisco da Silva e de Ines Fernandes) e Isabel do Espírito Santo (f.ª de Andre Pires e de Maria Rodrigues), ns. Portimão

Ela é filha de: Francisco Vaz Brabo e Agueda Luís ns. Verde

x Lagôa 27.02.1748 Bernardo Brabo (f.º de Bernardo Brabo e de Catarina da Ascenção) e Maria Duarte (f.ª de Andre Rodrigues Corral e de Maria Duarte) ns. Nossa Senhora do Verde e Lagoa

178 José Gonçalves n. Estômbar
x. Senhora do Verde 09.07.1797
179 Angela Maria Furtada, v.ª de Manuel Duarte n. Casais-Monchique

E creio que os nossos:

Domingos Rodrigues Chamorro (f.º André Rodrigues Chamorro e Margarida Rodrigues * Portimão, m.es na Quinta da Donalda) cc Portimão 25.02.1732 Laurência Maria * Nossa Senhora do Verde (f.ª João Fernandes e Maria Jorge * Moradores no Arieiro, termo da Cidade de Silves)

Boa noite,

Roberto

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168455 | nunoinacio | 25 Set 2007 09:10 | Em resposta a: #168434

Caro Roberto

Esse Domingos Chamorro tinha, pelo menos, um irmão.
Como disse não vi o assento com atenção, apenas reparei no nome. Não sei se será o casamento do irmão do Domingos, se será o dos pais, ou de algum irmão.
Logo que tenha novidades destes ou dos outros que referiste digo-te.

Cumprimentos

Nuno Inácio

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168533 | rmfrp | 25 Set 2007 21:35 | Em resposta a: #168424

Caro Nuno Inácio:

Esse "primeiro grau" deve ser de afinidade, correspondendo a um casamento de cunhados. Também ocorre, raramente, o "primeiro e segundo grau de consanguinidade", correspondente ao casamento de tio(a) com sobrinha(o).

Com os melhores cumprimentos,

Rui Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168588 | melisa | 26 Set 2007 14:52 | Em resposta a: #168533

Caros amigos

Em primeiro lugar agradeço ao Rui a explicação sobre o grau de afinidade, que faz todo o sentido.

Agradeço também o contributo do Jorge Valdeira que tem andado tão arredado destas lides.

Compilei estes dados em conjunto com os que recolhi sobre os Lopes Pimenta de Estombar.

1-Capitão mor Diogo Lopes Pimenta viúvo de Inácia Godinha (certamente a mesma que amadrinha com seu irmão Filipe Alistão de Almeida, em Alcantarilha em 1666, sendo filhos de Vicente Monteiro de Morais) , casou em Estombar aos 24/5/1695 com Inácia da Conceição,* Faro, filha de António Borges e de s.m.er Isabel Marques, defuntos e moradores que foram em Faro.

Com Dispensa do 2º e 3º grau de consanguinidade e 2º de afinidade.

Do 1º casamento teve :

....2-Diogo , baptizado em Estombar aos 21/1/1688

....2-Manuel Lopes Pimenta que casou no convento dos Capuchos em Portimão aos 23/8/1702 com Brites Maria de Oliveira, filha do Capitão Gaspar Ribeiro da Costa e Isabel de Oliveira.

Este casamento encontra-se registado em Estombar.

Do 2º casamento teve:

....2-José , nascido antes do casamento de seus pais e legitimado pelo mesmo, conforme consta desse registo.

Este José será certamente o Capitão José Lopes Pimenta, mais tarde Sargento-mor que casou em Estombar aos 1/9/1729 com D.Feliciana Maria Inácia de Lamim, filha do Dr Manuel Freire Lamim e de s.m.er D.Josefa Maria, moradores em Estombar.

Pais de:
.............3-Feliciano António Pimenta que solteiro apadrinha em 7/2/1750 em Estombar e será o Sargento mor Feliciano António Pimenta que casou com D.Escolástica Francisca de Ataíde Mascarenhas fª do capitão André de Ataíde Mascarenhas cc d.Francisca Teresa de Andrade, moradores em Silves.


Por outro lado temos:

1- António Borges casado com Isabel Marques que foram moradores em Faro e foram pais de :
....2- A anteriormente referida Inácia da Conceição casada em 1695 com o Capitão mor Diogo Lopes Pimenta.

....2- Capitão António Borges (que segue)

....2- Bartolomeu Lopes Pimenta, natural de Faro, que casou em Estombar aos 25/10/1699 com Inácia da Conceição, filha de Manuel Rodrigues cc Margarida Lopes, moradores na Mexilhoeira da Carregação e à data já falecidos.

Os noivos tiveram teve dispensa do 3º grau de consanguinidade.

Ainda antes do casamento foram pais de :

...............3-Bernardo legitimado pelo casamento daqueles.

................3-Manuel da Anunciada, natural de Estombar casado primeiro com Francisca da Encarnação e depois com Teresa Maria, nascida em Alvor aos 6/3/1742 filha do ajudante Francisco de Sousa cc Violante Maria, moradores em Alvor (meus ascendentes por outro ramo).

Neta paterna de Lourenço Salgado natural de Alvor cc Isabel de Sousa, natural de Tanger e neta materna de Simão Pacheco natural e morador nos Casais freguesia de Monchique e de sua mulher e prima (4º grau) Maria Rodrigues natural de Lagos.

....2-Capitão António Borges, natural de Faro , casou primeiro (Estombar 28/1/1709) com Isabel Delgada , natural da Mexilhoeira da Carregação , filha de António de Faria cc Maria da Veiga , falecida à data.
Foram dispensados devido ao 3º e 4º grau de consanguinidade.

Viúvo voltou a casar em 29/7/1717 também em Estombar com Isabel Correia natural de Estombar , filha dde Manuel Ribeiro e de s.m.er Barbara Correia .

Descendo do Capitão António Borges por este 2º casamento. por sua filha

..................3-Inácia da Conceição que casou (Estombar 19/9/1737) com Francisco Mendes Moreira , natural de Ferragudo onde foram moradores, e filho de Braz Moreira cc Antónia Martins naturais e moradores em Ferragudo.

Pais de:

................................4-Isabel Inácia , natural de Ferragudo casada com Simão de Ataíde Morais (* Alvor 10/3/1729) filho do Capitão João de Ataíde de Morais cc Maria Ribeira, moradores e Alvor.

Se juntarmos estes dados aos obtidos pelo Rui na habilitação do Dr Manuel Lopes Pimenta na Leitura de Bacharéis, nomeadamente nos dados relativos aos pais Cap. Manuel Lopes Pimenta e Margarida Tomé Veiga , avós paternos João Lopes e Isabel Delgado, e maternos Diogo Vicente e Maria da Veiga, julgo que se poderão colocar hipóteses com alguma consistência e que o Roberto não andará longe no que aponta em 25/9.

Cumprimentos
M.Elisa

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#168755 | melisa | 28 Set 2007 15:15 | Em resposta a: #168588

Caros Amigos

Estive no Arquivo Distrital de Faro à procura do casamento de António Borges e baptismo de filhos.

Como tinha pouco tempo disponível apenas consultei a freguesia da Sé, nada tendo encontrado.

Talvez se encontre alguma coisa em S.Pedro, mas por agora será difícil voltar ao ADF.

Cumprimentos

M.Elisa

Resposta

Link directo:

Familia Prospero

#170342 | paguiar | 18 Out 2007 11:29 | Em resposta a: #167585

Cara Lídia
Peço-lhe que entre em contacto comigo através deste endereço:

aguiarpontoa1arrobagmailpontocom

Cumprimento do
António Pimenta de Aguiar

Resposta

Link directo:

Correia Caixinha

#170409 | paulocorreia | 19 Out 2007 04:13 | Em resposta a: #85158

Cara Maria Barreiro

Tenho um registo de um Manuel Correia Caixinha, filho de João Correia Almeida Caixinha e de Candida Dores(ambos de Lagoa), casado com Helena Aleixo. Não sei se serão da mesma familia. O Manuel nasceu em 1888 Lagoa e faleceu em 1948 Lagoa, casou em 1913 com Helena filha de Luis Inácio (Pêra) e Maria José Aleixo (Estombar). A Helena nasceu em 1890 em Silves e faleceu em 1977 em Lagoa. A Maria José Aleixo era filha de Manuel Aleixo e Tereza de Jesus (ambos de Estombar).

Cumprimentos

Joaquim Reis

Resposta

Link directo:

RE: Correia Caixinha

#171074 | Maria Barreiro | 27 Out 2007 13:12 | Em resposta a: #170409

Caro Joaquim Reis

Só agora vi a sua mensagem mas, no momento, não me é possível verificar os meus registos. Assim que o fizer, contactá-lo-ei.

Cumpriments
Maria

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#171103 | judiaria | 27 Out 2007 20:02 | Em resposta a: #84914

Caros confrades

Encontrei mais dois filhos de José dos Reis Semedo e Joaquina Brites:
1 - Francisco Reys Semedo natural de Lagoa, casado com Gertrudes Conceição (pais incognitos) que foi pai de Herminia (nat de Silves) em 25/10/1884

2 - Liborio Reys Semedo, nasceu em Lagoa a 11/12/1854;

Cumprimentos

Joaquim Reis

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#176999 | Semedo | 18 Dez 2007 18:04 | Em resposta a: #84914

Caro António Pimenta,

Foi com muito gosto que verifiquei a existência de uma pesquisa sistemática e cientifica sobre o meu apelido. O meu nome é José Semedo, e apesar de Lisboeta, a minha descendência paterna é de origem Alentejana (S Martinho da Amoreiras/Odemira), com raízes mais antigas em São Marcos da Serra (Avô) e Silves (Bisavô)

Se de alguma forma, as informações que possuo da minha família, poderão vir a ser úteis na pesquisa que realiz, ponho-me ao à sua disposição para qualquer esclarecimento.

Com os melhores cumprimentos,

José Nobre Semedo

Resposta

Link directo:

RE: Leitura de Bacharéis - Manuel Lopes Pimenta

#182053 | J Lami Leal | 25 Jan 2008 21:51 | Em resposta a: #168433

Caro Roberto Lopes,

Só uma curiosidade, visto que acompanho com algum interesse o seu trabalho, especialmente no ramo Lamim (de que também descendo): não sei se já teve curiosidade de visitar o Convento de S. António do Praxel, nos Calvários, Lagoa, mas estive lá recentemente. A igreja e claustros estão praticamente recuperados. Todavia os túmulos desapareceram (pelo menos não encontrei qualquer vestígio destes). Estão a construir o que provavelmente será um estabelecimento hoteleiro.

Se tiver interesse, posso enviar-lhe algumas fotos que tirei do local.

Melhores cum.tos,
Jorge Lami Leal

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#187136 | judiaria | 06 Mar 2008 14:34 | Em resposta a: #176999

Caro José

Também eu descendo da familia Semedo, com origens em Lagoa-Silves.
Gostava de saber os dadaos que tem, nomedamente o nome dos avós e bisavós, tetravós se for o caso.

Talvez se encontrem nos meus.

Cumprimentos

Joaquim Reis

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#187222 | zmcm | 06 Mar 2008 22:13 | Em resposta a: #171103

Caro Joaquim Reis:
Existiram Semedos moradores em S. Bartolomeu de Messines por volta de 1670.
O mais antigo que conheço é José Rodrigues Semedo que casou com Domingas Gonçalves de Alcantarilha por volta de 1670/80.
Este casal teve pelo menos duas filhas: inês Maria e Catarina Nobre .

cumprimentos,
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#192930 | Semedo | 17 Abr 2008 17:00 | Em resposta a: #187136

Caro Senhor Joaquim Reis,

Após alguma ausência na consulta deste “site”, verifiquei com agrado que tive uma resposta ao meu primeiro repto.
Efectivamente consigo recuar no tempo e em linha directa até ao meu bisavô paterno que era de Silves. O seu nome era Manuel Rodrigues Semedo (1891 (Silves) -1961 (S, Martinho das Amoreiras)). Do seu casamento nasceu meu avô de nome José Semedo da Silva Nobre (1907 (S.Clara)- 1975 (S, Martinho das Amoreiras).

Um até breve, com os melhore cumprimentos,

José Nobre Semedo

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#192939 | rafael | 17 Abr 2008 18:08 | Em resposta a: #192930

Caro confrade

Desculpe a minha curiosidade, mas os apelidos-Nobre Semedo-conheço-os de senhores que foram meus amigos: o Manuel Nobre Semedo que era da minha idade e o irmão, António ( médico),mais novo e já falecido, e uma irmã. Todos eles nascidos e residentes em Santana da Serra.

Os melhores cumprimentos
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#193020 | Semedo | 18 Abr 2008 11:48 | Em resposta a: #192939

Excelentíssimo Senhor,

Efectivamente os nomes a que se refere (tendo ainda de acrescentar mais um irmão, Afonso) são primos direitos do meu Pai (Manuel Nobre Semedo) natural de São Martinho das Amoreiras. Possivelmente, conhecerá também o meu Pai, pois são primos muito próximos e estudaram juntos tanto em Beja como em Lisboa.

Atentamente,

José Nobre Semedo

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#208919 | jramos | 22 Set 2008 11:50 | Em resposta a: #187222

Caro Confrade,

Tenho um antepassado, Domingos Nobre c.c. Laurência Coelho, batizaram fº António Correia, em S. Bartolomeu de Messines a 8/2/1725.

Sabe se estes meus antepassados, que vieram depois para o Alentejo, estarão relacionados com a Catarina Nobre que refere?

Agradeço desde já a informação.

Cumprimentos

João Ramos

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#208975 | zmcm | 22 Set 2008 22:34 | Em resposta a: #208919

Caro João Ramos:
Não tenho nos meus ficheiros qualquer ligação das pessoas que refere.

cumprimentos,
Miguel Cabrita Matias

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#208999 | jramos | 23 Set 2008 10:09 | Em resposta a: #208975

Caro Miguel Cabrita Matias

Muito Obrigado pela sua resposta pronta.

Cumprimentos
João Ramos

Resposta

Link directo:

RE: Familias de Lagoa Algarve

#219258 | ah | 22 Jan 2009 21:58 | Em resposta a: #84990

Caro Joaquim dos Reis,

Como o senhor também se ocupa dos "dos Reis", da mesma zona, pergunto-lhe se terá alguma informação sobre Antónia Maria dos Reis.
Não tenho como certo se terá nascido na freguesia da N. Sra da Luz Lagoa ou em Boliqueime, casou com José Joaquim Maia, nascido N. Sra da Luz Lagoa, pais de Maria Antónia dos Reis Maia, nascida em 1858 na freguesia de S. Sebastião de Boliqueime, cujo baptismo o Arquivo de Faro não consegue localizar.

Grata por qualquer informação,

Melhores cumprimentos,
Alexandra Henrique

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 06 Fev 2023, 19:18

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen