Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto

Este tópico está classificado nas salas: Famílias | Pessoas | Regiões

Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto

#68412 | Vasco Jácome | 25 Jun 2004 22:33

Abro este tópico atendendo ao pedido expresso de Rogério P. Ferreira, mas que obviamente é aberto ao contributo de qualquer participante. As poucas linhas que se seguem abaixo são respeitantes a uns Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto. Na bibliografia consta alguma coisa no Canaes de Figueiredo, costado 205 – Torre de Moreira. Está acrescentado de alguma investigação minha, certamente incompleta e com dúvidas e possivelmente com erros. Por isso, qualquer contributo é bem vindo.

Vasco Jácome

I. JOÃO DE MAGALHÃES. Viveu no Arco de Baúlhe, no lugar da Trofa ou Arco. F. antes de 19-09-1678 C. c. MARIA DINIS. Filhos:

1. MARIA DE MAGALHÃES, que segue
2. DOMINGOS DE MAGALHÃES. Viveu em Braga. C. c. CATARINA DE OLIVEIRA, do lugar de Riobem de S.ta Maria de Ferreiros, Amares. Falecidos antes de 14-07-1698. Filhas:
2.1. MARIA MAGALHÃES (http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=245380) c a 14-07-1698 no Arco de Baúlhe sendo testemunhas o Ldº Manuel de Magalhães Ferreira, Gervásio de Magalhães, Matias Martins, Gervásio Barroso e Gervásio Pereira c. PEDRO GOMES BASTO de S. João de Cavês, Cabeceiras de Basto, fº de Domingos Martins, do lugar do Pedral, de S. João de Cavês, Cabeceiras de Basto e sua m.er Madalena Gomes, de S.ta Maria de Samão (hoje, Gondiães), Cabeceiras de Basto. Moradores na entrada da Rua da Água, freg. S. João do Souto, Braga. Filho:
2.1.1. P.dr INÁCIO JOSÉ DE MAGALHÃES, que fez inquirição de génere a 28-02-1730.

3. GERVÁSIO, b. 22-03-1650 no Arco de Baúlhe a, sendo padrinho Francisco de Magalhães, de S.ta Senhorinha, Cabeceiras de Basto e madrinha Camila Rebelo, m.er de Luís Pimenta (Felgueiras Gayo: ttº Leites §24 N12), do Arco. C. c. SENHORINHA FRANCISCA. Filhos:
3.1. JOÃO n. no Arco de Baúlhe a 17-04-1683 e b. a 22. Padrinho: João de Magalhães, da Fonte de Cárcova em Braga e Madrinha Antónia de Magalhães m.er de Gervásio Barroso, do Arco.
3.2. BENTO b. no Arco de Baúlhe a 20-09-1685 e b. a 22. Padrinho: R.do Bento Pereira, Reitor de Canedo de Barroso (ou Basto, Celorico de Basto?) e Madrinha Maria, solteira fª do Ldº José Machado do lugar da Quintã.

II. MARIA DE MAGALHÃES. Viveu no Arco. C. no Arco de Baúlhe a 19-09-1678, sendo testemunhas o capitão-mór Domingos de Araújo Barroso, João Rebelo e Paulo Fernandes c. MATIAS MARTINS, do lugar de Lamas, da freg. de Santiago de Fervidelas, Montalegre; fº de Geraldo Martins, da freg. de Fervidelas, e de sua m.er Ana Leite. F. no Arco de Baúlhe a 04-08-1700. Filhos:

1. DOMINGOS DE MAGALHÃES, que segue
2. MARIA DE MAGALHÃES b. no Arco de Baúlhe a 20-07-1697, sendo padrinho Bento da Costa, do Arrabalde (Canaes de Figueiredo: costado 208, Casa do Arrabalde (?)), e madrinha Senhorinha de Campos, m.er de António de Oliveira, da Cal, todos do Arco de Baúlhe. C. no Arco de Baúlhe a 18-8-1732 c. MANUEL DA SILVA, fº de Lucas da Silva e de Senhorinha Ferreira, ambos do lugar de Baúlhe.

III. DOMINGOS DE MAGALHÃES n. 20-07-1682 e b. (pelo P.dr Domingos Brás, do lugar da Cruz(?), S. Tiago da Faia, Cabeceiras de Basto) no Arco de Baúlhe a 28, sendo padrinho João de Magalhães, da cidade de Braga (morador de trás da Fonte da Cárcova), e madrinha Angela da Silva, m.er de Domingos Araújo, do Arco de Baúlhe. F. a 2-2-1761, no Arco de Baúlhe. C. a 15-2-1713, no Arco de Baúlhe c. MARIA QUEIRÓS, Srª. da Caso do Arco, Cabeceiras de Basto, fª de Domingos (ou João) Queirós, f. antes de 15-2-1713, e de Agostinha Fernandes (ou Lourença) do lugar do Arco. F. 18-6-1754, no Arco de Baúlhe. Tinham tratamento de estalajadeiros. Filhos:

1. JOSÉ DE MAGALHÃES QUEIRÓS, n. a 6-1-1714 no Arco de Baúlhe, b. 14, sendo padrinho André de Magalhães, da Sé, Braga e madrinha D. Paula Joana (Felgueiras Gayo: ttº Moura Coutinhos §9 N10 e ttº Magalhães §51 N14; “Fidalgos e Morgados de Vila Real”: Vol. III, N11, pág. 242 e Vol. II, N1, pág 291; “Carvalhos de Basto”: Vol. V §73 nº XIV, Pág. 223; ascendente do Visconde da Tardinhade. C. g. extinta, ou pelo menos, s.m.n.) da freg. S. Tiago da Faia, Cabeceiras de Basto, por procuração a Manuel ou Pascoal de Moura. Fez Inquirição de Génere, no Arco de Baúlhe, a 09-01-1731. Aí diz-se que eram todos lavradores que viviam das suas fazendas. C. c. JOSEFA FRANCISCA DE SOUSA, fª de Jacinto de Sousa Lobo e m.er Maria Francisca, do lugar de Quintam de Cima, do Arco de Baúlhe, onde viviam do seu trabalho e indústria (eram pobres). Filho:
1.1. ANTÓNIO JOSÉ LOBO, Fez Inquirição de Génere, no Arco de Baúlhe, a 18-08-1772.

2. FRANCISCO, que segue
3. JOSEFA DE MAGALHÃES QUEIRÓS
4. JOÃO DE MAGALHÃES QUEIRÓS
5. VICENTE DE MAGALHÃES QUEIRÓS
6. SENHORINHA DE MAGALHÃES QUEIRÓS, f. a 2-10-1741, no Arco de Baúlhe. Solteira.

IV. FRANCISCO DE MAGALHÃES QUEIRÓS, n. 10-1-1735, no Arco de Baúlhe omde foi b. por Henrique de Sousa Lobo, Vigário da fgª, sendo padrinhos João de Magalhães e sua irmã Senhorinha de Magalhães, do lugar da Breia, fgª de S. Tiago da Faia e pela madrinha assinou José de Magalhães irmão do baptizado. Sr. da Casa do Arco, no Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto. C. no Arco de Baúlhe a 19-2-1772, sendo testemunhas o Doutor Francisco José Leite da Gama Lobo (Sr. da Casa do Telhado, no Arco de Baúlhe; “Últimas-Gerações”: Vol. I, costado 36, pág. 217; Felgueiras Gayo: ttº Meireles §13 N15), João Ribeiro de Magalhães e Vicente de Sousa, todos do Arco, c. TERESA (MARIA) LEITE DE MAGALHÃES do lugar de Rigidouro de S. Miguel de Refóios de Basto, Cabeceiras de Basto, fª de António Leite de Magalhães, do lugar de Rigidouro de Cima de S. Miguel de Refóios de Basto, Sr. da Casa do Regedouro, Basto e de Maria Josefa de Novaes (ou Leite), do lugar de Quintão da fgª de S. Pedro de Alvite, Cabeceiras de Basto; neta paterna de David, do lugar de Rigidouro de Cima de S. Miguel de Refóios de Basto e de Joana Leite, do lugar do Cham de Alvize; neta materna de João de Basto Leite, da freg. de Alvite e de Sebastiana Novais, da freg. de Alvite. Filhos:

1. VICENTE JOSÉ DE MAGALHÃES QUEIRÓS, que segue
2. ANA DE JESUS QUEIRÓS
3. D. MARIA DE MAGALHÃES QUEIRÓS, c. no Arco de Baúlhe a 23-04-1803 c. Cap. JOSÉ LEITE DE MEIRELES E MIRANDA, fº do Cap. Manuel António de Miranda, Sr. da Casa de Prezas, S. Tiago da Faia, Cabeceiras de Basto e de sua m.er D. Maria Josefa; neto paterno de António Machado e de sua m.er Maria Leite; neto materno de Vicente Ferreira, da freg. de Arco de Baúlhe, e de sua m.er Luísa da Costa da freg. de Arco de Baúlhe. Filhas:
3.1. D. FRANCISCA, n. no Arco de Baúlhe a 10-4-1804
3.2. D. TERESA, n. no Arco de Baúlhe a 23-4-1805, b. 26, sendo padrinhos Domingos de Magalhães Queirós e sua m.er D. Gertrudes Magna de Magalhães, de Lisboa (por procuração ao Padre Custódio Machado, tio da baptizada, irmão do pai e que fez Inquirição de Génere a 16-11-1778 (ADB, Processo nº 32645), primo de Domingos Andrade Leite que fez Inquirição de Génere a 15-07-1732 (ADB, Processo nº 33722) filho de Gervasio Andrade, sr. da Casa da Ribeira em Vila Nune, Cabeceiras de Basto e m.er Teodosia Magalhães Pereira – Canaes de Figueiredo, Costado 208) e Teresa de Magalhães Queirós, avó da baptizada.
3. D. ANTÓNIA, n. no Arco de Baúlhe a 14-11-1807.

V. VICENTE JOSÉ DE MAGALHÃES QUEIRÓS, n. 12-12-1772, no Arco de Baúlhe b. por José da Cruz Vigário desta fgª, sendo padrinhos João de Magalhães Queirós, irmão do pai do baptizado, assistente na cidade de Lisboa com procuração de seu irmão Vicente de Magalhães Queirós, e madrinha Josefa de Magalhães Queirós, irmã do padrinho. C. no Porto (?) c. D. MARIA TEODORA DE MELO CASTELO BRANCO, Srª da Casa da Richeira, fª de João de Melo de Castelo-Branco, da fgª de Santa Maria da Vila de Vouzela e de sua m.er Teresa Francisca Benedita da Costa e Melo, da fgª da Sé do Rio de Janeiro, Srª da Casa da Richeira, assistente no Porto; neta paterna de Manuel de Vilhegas de Castelo-Branco e de sua m.er Esperança de Melo e Sousa; neta materna de Manuel Gomes da Costa, Sr. da Casa da Richeira e de sua m.er Maria Gomes dos Godos. Filhos:

1. MIQUELINA DELFINA DE MELO, n. a 4-8-1793 e b. 11-8-1793, no Arco de Baúlhe por José da Cruz Vigário da fgª, sendo padrinhos Francisco José da Costa, da cidade do Porto e D. Teresa Francisca Benedita da mesma cidade, avó da baptizada (http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=40933).
2. MANUEL, n. 27-9-1795 e b. 4-10-1795, no Arco de Baúlhe por José da Costa Magalhães Vigário Encomendado desta fgª, sendo padrinhos Manuel Baltazar Leite do lugar ou Casa desta fgª e Ana de Jesus Queirós irmã do pai do baptizado.
3. JOSÉ, n. a 24-02-1799 e b. 3-03, no Arco de Baúlhe, sendo padrinhos José d'Espoes (?), de Lisboa (procuração ao Cap. António José Gonçalves, da Rua do Arco) e madrinha Angélica de Magalhães Queirós, tia do baptizado.
4. D. TERESA, n. a 22-09-1801 e b. 30, no Arco de Baúlhe, sendo padrinhos João de Melo Castelo-Branco, assistente no Brasil (por procuração a Francisco José da Costa, do Porto) e madrinha Maria, solteira, tia da baptizada.
5. FRANCISCO, n. a 21-05-1804 e b. 26, no Arco de Baúlhe sendo padrinhos o Doutor Francisco José Leite Rebelo de Magalhães, de S. Tiago da Faia e madrinha D. Isabel Floriana de Melo, do Porto (procuração ao Cap. José Leite de Meireles e Miranda, da Rua do Arco).
6. ANTÓNIO, n. a 29-07-1806 e b. 3-08-1806, no Arco de Baúlhe sendo padrinhos José Manuel de Magalhães Queirós, de Lisboa (procuração a José Leite de Meireles, da Rua do Arco) e madrinha D. Maria Teodora de Melo Castelo-Branco, da Vila de Vouzela, (procuração ao Doutor Francisco José Leite Rebelo de Magalhães, de S. Tiago da Faia).
7. DOMINGOS, n. a 11-07-1809 e b. 16, no Arco de Baúlhe sendo padrinhos Domingos de Magalhães, de Lisboa, primo do baptizado (procuração a Manuel Felix, da Casa da Ramada) e Miquelina, solteira, irmã do baptizado.
8. Padre JOAQUIM DE MELO, Presbítero.

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Ba

#68420 | rpf | 26 Jun 2004 01:39 | Em resposta a: #68412

Caro Vasco Jácome

Muito lhe agradeço, que tão prontamente tenha atendido ao meu pedido e desta forma tão aberta e rigorosa. Infelizmente eu não estou preparado para responder de momento com o rigor que merece, o que farei após consulta das minhas notas.

Recolhi tb informação das Inquirições de Génere em Braga sobre estes Magalhães. Existem pelo menos mais três processos destes Magalhães.

- Pº Vicente de Araújo Magalhães, Proc nº 432 (6 de Outubro de 1755) fº de Manuel de Magalhães e de sm Senhorinha de Araújo e Silva, neto pat. de Matias Martins e de sm Maria de Magalhães do lug Trofa, Arco de Baúlhe.
nota:(Domingos de Magalhães, Bento de Magalhães e Manuel de Magalhães assinam todos (muito bem) como test do cas, em 6 de ? de 1718 de Manuel de Magalhães com Senhorinha de Araújo e Silva

e dois sobrinhos
- pº António José de Magalhães Ribeiro e João Ferreira de Magalhães, todos do Arco

creio que o Pº José da Costa Magalhães, Vigário (acima ), do Arco de Baúlhe tb é destes, falta ver Inq de gen

Em V. 2. o padrinhp Manuel Baltasar Leite do lug ou casa desta freg, deve ser Manuel Mendes Leite de Carvalho e Cunha, sr. da casa de São Martinho, no Arco de Baúlhe ver Costados de Felg Gaio, Últimas Gerações de Entre Douro e Minho, casa de São Martinho etc . Ora estes tb eram Magalhães, e do lug do Assento pelo casamento de António Mendes de Felgueiras com Jacinta de Magalhães Azevedo(?)do Assento, sobrinho do Vigário do Arco de Baúlhe, serão dos mesmos?
E a Teresa (Maria) Leite de Magalhães acima tb é destes?

A casa do Arrabalde no Arco de Baúlhe, Costas Magalhães, ver Últimas Gerações,
tb será dos mesmos Magahães?
Ver Inq de Gen de José da Costa em 30 de jan de 1731 , fº de Bento da Costa e de Antónia de Magalhães, neto mat de Gonçalo de Azevedo, lug de Morgade e de Maria de Magalhães do lug do Assento, todos do Arco de Baúlhe

Sabe o nome dos pais de Jacinto de Sousa Lobo (acima), pelos apelidos parece ser dos Sousa
Lobos, da casa de Cimo de Vila e Telhado, do Arco de Baúlhe, existem linhas decaídas.

Manuel Félix de Meireles Leite, da casa da Ramada(acima), tb vem nos Carvalhos de Basto.

As minhas desculpas por estas linhas tão desalinhadas, mas não quis deixar de responder já o que me ocorreu, e algo que tinha à mão.


Com os melhores cumprimentos,
Rogério Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Ba

#68484 | jpcmt | 27 Jun 2004 09:53 | Em resposta a: #68420

Caro Confrade Rogério Ferreira:

Sobre a minha gente de Arco de Baúlhe, tenho o seguinte -- que talvez lhe interesse.

Agradeço, também, qualquer contributo para completar esta ascendência

A Casa do Arrabalde, ainda existe, mas está arruinada. Pertence hoje a um descendente, meu parente afastado.

Cumprimentos,

J. de Castro e Mello Trovisqueira

-----------------------

I – PACHECOS DE ANDRADE


1- José Pacheco de Andrade, senhor da Quinta da Ribeira da Covilhã, em Basto, casou com D. Genoveva de Andrade, de quem teve o filho seguinte:

2- Miguel Pacheco de Andrade, herdou a dita quinta e mais terras de seus pais. Casou com D. Josefa Leite de Magalhães, filha de Simão Leite, senhor da Casa dos Ferreiros, e de s.m. D. Mónica Mendes de Magalhães; Neta paterna de Miguel Rebelo de Andrade, e de sua Mulher D. Serafina Leite; neta materna de Fernão Mendes da Silva e de sua mulher D. Ana de Magalhães. Teve o filho seguinte:

3- Gervásio Leite de Andrade, herdou a dita quinta e mais bens. Casou com D. Teodósia de Magalhães Pereira Falcão (nº 7 do § II), filha de José de Magalhães Pereira de Faria e de sua mulher D. Senhorinha de Andrade Falcão. Neta materna de João Gonçalves Falcão, senhor da Casa da Covilhã e de sua mulher D. Maria de Andrade; bisneta materna de Gonçalo Gonçalves Falcão. Tiveram o seguinte filho:

4- Bernardo José Leite Pereira Falcão de Andrade, sucessor, nascido a 3/11/1737 e falecido a 15/4/1805. Senhor das Casas da Ribeira e Vila Nume. Casou em 1175/1774, com D. Maria Josefa da Costa Magalhães Ribeiro , senhora da Casa do Arrabalde, no Arco do Baúlhe, em Basto, filha herdeira de Manuel Paulo da Costa Coelho, senhor da Casa e Quinta do Arrabalde, e de sua mulher D. Teresa de Todos-os-Santos de Magalhães Ribeiro (nº 5 do § II), senhora da Quinta das Terças. Tiveram:

a) Custódio José Leite Pereira Falcão de Andrade, que segue:
b) José Pedro Leite Pereira, que herdou a Casa da Ribeira da Covilhã e casou em 29/7/1807 com D. Maria de Melo e Sousa, filha de Fernão Moniz de Sousa e de D. Luísa de Melo e Castro, de Fafe. C.c.g.

5- Custódio José Leite Pereira Falcão de Andrade, nasceu a 26/9/1773 e faleceu a 4/12/1833. Bacharel formado em Leis, Juiz de Fora em Céa e Bragança, Corregedor de Guimarães, Auditor-Geral na expedição ao Algarve (1833), Deputado às Cortes em 1826/28. Casou em 1807 com D. Rosa Joaquina de Abreu Sousa Magalhães e Vasconcelos , senhora das Quintas de Mesão Frio e da Quintã, que faleceu a 2/4/1830. Tiveram:

a) D, Ana Emília Leite Pereira de Abreu e Sousa, nascida em 30/5/1808 e falecida em 6/6/1864, que casou com José Guedes de Castro Carvalho. Em solteira teve um filho de seu primo Francisco José Leite Pereira Lobo (1), que foi perfilhado. Este filho, Custódio Leite Pereira de Abreu e Sousa foi pai de D. Ana Emília, casada com Nuno Borges Pacheco Pereira de Faria Roby, senhor da Casa de Val-de-Flores em Infias (Braga) e de D. Maria Henriqueta, 3ª Condessa de Vila Pouca.
b) José Maria de Abreu e Sousa Leite Pereira, n. em 1809, s.s.g.
c) Dona Rosa Ricardina Leite Pereira de Abreu e Sousa, n. em 1810, s.g.
d) D. Maria Augusta Leite Pereira de Abreu e Sousa, que segue
e) Dona Francisca da Estrela Leite Pereira de Abreu e Sousa, c.c.g


6- D. Maria Augusta Leite Pereira de Abreu e Sousa, nasceu a 6/10/1811 em Cabeceiras de Basto, Arco de Baúlhe, S. Martinho. Casou com João de Vasconcelos Sousa Castro Lima e Melo (1790-1841), Cavaleiro-Fidalgo da Casa Real, Com. da Ordem de Cristo, Cav. da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa, etc.. C.c.g

7- >>> VASCONCELOS DE VILA DO CONDE

(Paço de Sequeiros)


Francisco José Leite Pereira Lobo , era filho de D. Maria das Neves Pereira Peixoto Pereira da Silva de Magalhães Ribeiro e de Francisco Xavier Leite Pereira da Gama Lobo. Neta materna de D. Teresa da Conceição de Magalhães Ribeiro, irmã de D. Maria Josefa (nº 4, acima), casada com Baltasar Luís Peixoto Pereira da Silva, Senhor da casa morgado do Outeiro. D. Teresa foi sucessora na quinta das Terças.

II – MAGALHÃES

1) Pedro Martins de Magalhães casou com D. Escolástica Brás da Maia e teve:

2) D. Maria de Magalhães, casada com Simão Gonçalves, senhor da Quinta das Terças, de quem teve:

3) João de Magalhães, senhor da Casa e Quinta das Terças. Casou com D. Joana Ribeiro, filha de António Rodrigues e de s.m. D. Margarida Monteiro, senhora da Quinta do Paço de Lubela e neta materna de Diogo Annes Ribeiro, senhor da Quinta da Faia. Tiveram:

4) José de Magalhães Ribeiro, senhor da Quinta do Paço de Lubela, casou 2ª vez com sua prima D. Maria de Magalhães Ribeiro, filha de António Ribeiro de Barros e de D. Senhorinha de Magalhães; neta paterna de Gervásio Francisco de Barros e de D. Catharina Martins Ribeiro; neta materna de Miguel Monteiro e de D. Maria de Magalhães. Tiveram a filha seguinte:

5) D. Teodósia de Todos-os-Santos Magalhães Ribeiro (nº 4 do § I)


III - PEREIRAS DAS ANGÚSTIAS


1. Manuel Pereira, primeiro desta família, foi Fidalgo da Casa Real por Alvará de 15 de Fevereiro de 1582, registado no Livro do dito ano, e capitão do Couto de Rendufe, no concelho de Entre-Homem e Cávado. Casou com D. Catarina Francisca e ambos fizeram de seus bens um vínculo em 1606, chamando para primeiro administrador a seu filho Bento Pereira, com obrigação de dar metade do rendimento a sua irmão D. Escolástica Pereira, em sua vida; e tendo ela filhos, passaria por morte de ambos os irmãos (Bento e D. Escolástica) ao filho mais velho dela. Teve de sua dita mulher:

a) Bento Pereira, clérigo.
b) D. Escolástica, que segue
c) Francisco Pereira, padre, que teve b. em Isabel Jácome, de Prozelo:

- Maria Pereira, mulher de António Ferreira. Esta teve:

-- Maria Pereira, mulher de Manuel Ribeiro. Esta teve:
---D. Luisa Maria Pereira, mulher de Baltasar Vieira de Vasconcelos, senhor da casa de Briteiros (?)
--- Christovam Ribeiro, cónego e comissário do Santo Ofício

2. D. Escolástica Pereira, sucessora do Morgado das Angústias, casou com Brás de Faria Marinho. Teve:

a) D. Plácida (ou D. Maria) de Faria Pereira, na qual sua mãe nomeou os prazos de Agrolongo e Carvalhal. Casou com Manuel Vieira, de Adaúfe.
b) Isidoro Pereira, casado em Chorence com D. Maria da Silva Leite, de quem teve:

- Fernão Pereira, que casou com D. Maria de Sousa e Alvim, senhora da quinta de Penela, c.g. extinta.

c) Francisco Pereira, que segue.

3. Francisco Pereira de Faria, sucessor do Morgado das Angústias, por nomeação de seus pais em 1657. Casou com ............... e teve:

a) Manuel Pereira de Faria, que segue.

4. Manuel Pereira de Faria, sucessor do Morgado. Casou e teve:

a) D. Escolástica, que segue

5. D. Escolástica Pereira de Faria, sucessora do dito Morgado. Casou com Gonçalo de Magalhães, filho de outro do mesmo nome e de D. Luísa de Sousa Lobo. Teve:

6. José de Magalhães Pereira de Faria, sucessor do dito Morgado. Casou com D. Senhorinha de Andrade Falcão, senhora da Casa da covilhã, na Faia. Teve:

a) João de Magalhães Pereira Falcão, capitão-mór de Basto, casado com D. Maria da Cunha Lopes. Tirou brasão d’armas.
b) D. Teodósia, que segue.

7. D. Teodósia de Magalhães Pereira Falcão, sucessora do dito Morgado. Casou com Gervásio Leite de Andrade, senhor de várias casas (nº 3 do § 1º).

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Ba

#68485 | jpcmt | 27 Jun 2004 10:08 | Em resposta a: #68484

Esclarecimento:

O parágrafo que começa "Francisco José Leite Pereira Lobo , era filho de ..." é uma nota ao § I, e nada tem a ver com o Paço de Sequeiros.

jpcmt

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Ba

#68603 | Vasco Jácome | 29 Jun 2004 19:51 | Em resposta a: #68420

Caro Rogério Ferreira

Alguns comentários:

Temos então outro filho de Maria de Magalhães e de Matias Martins: Manuel de Magalhães c. c. Senhorinha de Araújo e Silva, pais do Pº Vicente de Araújo Magalhães.

Manuel Baltasar Leite, está de facto na árvore 215 do Costados II, do Gayo e costado 204 do Canaes. O pior é, na linha Magalhães, passar para trás da Jacinta Magalhães, bisavó de Manuel Baltasar…

A Teresa (Maria) Leite de Magalhães é de um ramo de Refojos de Basto. Vou ver se abro novo tópico.

Tal como a origem destes Magalhães é ainda desconhecida, o mesmo parece acontecer com os da Casa do Arrabalde (costado 208 do Canaes), como parece confirmado pelas mensagens de João Trovisqueira.

Sabe-me precisar onde é que os Meireles da Casa da Ramada aparecem nos “Carvalhos”?

Conhece esta casa dos Magalhães Queirós? Já me disseram que é uma que faz esquina com a Rua do Arco e se prolonga por outra rua secundária. Mais ou menos do outro lado da rua, existe uma capela. A casa tem uma pedra de armas de Fernandes, com o IV quartel modificado para Almeida ou Melo. Mas poderá ter sido colocada ali recentemente e nada ter a ver com esta gente.

Uma última questão de resposta obviamente facultativa: tem alguma ligação genealógica a esta gente?

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Ba

#69791 | rpf | 17 Jul 2004 20:15 | Em resposta a: #68603

Caro Vasco Jácome

Peço desculpa de só agora vir responder aos seus pertinentes comentários, mas estive afastado do fórum por motivos de saúde.
Em relação ao primeiro ponto posso, depois de ter coligido alguns dados acrescentar, com dúvidas incompleto e talvez incorrecções o seguinte, tb só tinha chegado ao dito João de Magalhães

II. Maria de Magalhães cc Matias Martins, tiveram a
2.1 Domindos de Magalhães
2.2 Maria de Magalhães
2.3 Manuel de Magalhães, que segue

III MANUEL DE MAGALHÃES c. no Arco de Baúlhe a 6-12(?)-1718, sendo testemunhas Domingos de Magalhães, Manuel de Magalhães e Bento de Magalhães todos do Arco, c. SENHORINHA DE ARAÚJO E SILVA, do Arco, fª de João de Araújo e de sm Costódia Lourenço, moradores no lugar do Arco; Tiveram a:
3.1 P. VICENTE DE ARAÚJO MAGALHÃES, fez Inquirição de Génere, no Arco de Baúlhe, a 10/06/1755 (proc. 9482)(Na inq aparecem como "estalajadeiros e lavradores")

3.2 JOSEFA DE ARAÚJO MAGALHÃES CC JOÃO RIBEIRO MAGALHÃES ( ver testª. do casamento de Francisco Magalhães Queirós em 1772) , no Arco de Baúlhe, tiveram a
3.2.1 ANTÓNIO JOSÉ MAGALHÃES RIBEIRO, fez Inquirição de Génere, no Arco de Baúlhe em 03/12/1784 (proc. 7646)

3.3 ANTÓNIA DE MAGALHÃES CC JERÓNIMO FERREIRA, Arco de Baúlhe, tiveram a
3.3.1 JOÃO FERREIRA DE MAGALHÃES, fez Inquirição de Génere,no Arco de Baúlhe em 06/07/1783.

3.4 FRANCISCO DE ARAÚJO MAGALHÃES c. no Arco de Baúlhe em 14/02/1746, sendo testemunhas Manuel da Guerra, Jerónimo de Araújo , ambos do Arco e José de Araújo, da Cal, c. SENHORINHA DE ARAÚJO MAGALHÃES, fª de Inácio de Magalhães e de Maria de Araújo, do Arco.

3.5 LUiSA DE MAGALHÃES, n no Aco de Baúlhe a 1/01/1727, bap a 6, sendo padrinhos Francisco Xavier Lobo, do lug de Cimo de Vila e D. Luisa Peixoto da Silva mulher do Lic. Vicente Machado de Barros, do lug. da Quintã, todos do Arco de Baúlhe. C. no Arco de Baúlhe em 3/11/1745 sendo testemunhas Revº Vicente de Carvalho, Revº Francisco Xavier Teixeira e David Ferreira, todos do Arco de Baúlhe, com dispensa por serem parentes no 3º e 4º graus e em 2º de afinidade, c. JOÃO DA COSTA, fº de Pedro da Costa e de sm Senhorinha de Queirós (irmã do P.João de Queirós, Inq de Gen. no Arco em 21/05/1691) do Arco, neta paterno de João Dinis (deve ser parente de Maria Dinis mer. de João de Magalhães, acima)e de sm Maria da Costa, e materna de António de Queirós e sm Senhorinha de Campos (recebidos no Arco em 7/06/1651).

Ponto dois:
António Mendes de Magalhães fº de João Leite Perera, sr. da casa da Devesa, em Refojos e de sm Jacinta de Magalhães, srª da casa de São Martinho, no Arco de Baúlhe, fez Inq de Gen, em Refojos de Basto, 20/12/1734, proc 6979
Eu não vi este proc , pode ser que traga alguma coisa, no entanto eu já vi o registo de casamento de Manuel Mendes, de Felgueiras, e de Jacinta de Magalhães, do Assento, Arco de Baúlhe, por volta de 1690, mas não o encontrei nos meus apontamentos. Creio que são dos mesmos que aparecem na Inq. de Gen. de José da Costa fº de Bento da Costa e sm Antónia de Magalhães, do Arrabalde
Por outro lado os registos destes Mendes Magalhães da casa de São Martinho, estavam anotados á margem a lápis, já por lá andou algum genealogista! Assim parece.
Resta voltar aos registos, para esclarecer e aprofundar as raízes.

Quanto aos Meireles da casa da Ramada, nos Carvalhos. já tentei procurar, mas foi agulha em palheiro. Não me lembro a quem estavam ligados. Estavam nos primeiros 4 vols., vou voltar a tentar e depois digo alguma coisa.

Em relação à casa do Arco, também por lá passei, conheço-a por fora, tem, se não me falha a memória um passadiço por cima da Rua do Arco, parece ser do sec. XVIII, mais urbana do que rural, interessante uma janela de canto. Um portal para o largo que tem a dita capela, quanto ao escudo de armas, pareceu-me confuso, na altura. Se é antigo ou não. Talvez uma passagem com mais tempo pela casa pudesse esclarecer essa dúvida.
Quanto ao último ponto, o meu interesse tem por base uma ligação genealógica, ainda que remota, a esta gente do Arco, pelo dito Manuel de Magalhães, acima (cc 1718) meu 8º avó.
Espero ter respondido a tudo, apesar da demora.

Com os meus cumprimentos

Rogério Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Ba

#69793 | rpf | 17 Jul 2004 21:23 | Em resposta a: #68484

Caro confrade J. de Castro e Mello Trovisqueira

Venho só agora agradecer a sua larga contribuição, que tem todo o interesse para este tópico, a razão deste meu atraso deve-se apenas a problemas de saúde que me mantiveram afastado do fórum durante este tempo.

Vou analisar com cuidado os dados que me enviou e tentar responder o mais brevemente possível.
Se tiver mais dados, que situem no tempo e no espaço com datas, mesmo aproximadas, e freguesias, seria de bastante ajuda. Se para os periodos mais proximos não existem duvidas, o mesmo já não se passa com os periodos mais recuados.

José Pacheco de Andrade, sr. da qtª da Ribeira da Covilhã, em Basto. Fica na fregª de Vila Nune?

"Pachecos de Andrade", conhece as referências no Felgueiras Gaio?

Simão Leite sr. da casa de Ferreiros, em que freg. fica?

João Gonçalves Falcão, sr. da casa da Covilhã, fica na freg de ?, é a mesma casa abaixo?

D. Senhorinha de Andrade Falcão srª da casa da Covilhã, na freg da Faia

João de Magalhães sr. da qtº de Terças fica na freg. de Santiago da Faia?

José de Magalhães Ribeiro sr. da qtª do Paço de Lubela, freg de?
Linhas/ Casas
I- Pachecos de Andrade, srs. da qtª da Ribeira da Covilhã
(casa do Arrabalde, Arco de Baúlhe)
II- Magalhães, srs. da qtª de Terças,
(qtª Paço de Lubela)
III- Pereiras, das Angústias
(casa da Covilhã, Faia)

Agradeço os esclarecimentos,

com cumprimentos

Rogério Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: C.da Ramada, Arco de Baúlhe

#69813 | jpcmt | 18 Jul 2004 11:26 | Em resposta a: #69793

Caro Confrade Rogério Ferreira:

Lamento sinceramente as razões que o mantiveram afastado do nosso convívio. O mesmo me aconteceu a mim, depois de uma desastrosa queda que limitará a minha mobilidade durante os próximos meses.
Tenho, assim, alguma dificuldade, em vasculhar a papelada, para tentar responder imediatamente às suas perguntas, mas vou tentar.

As notas que lhe enviei, foram, na sua maior parte, herdadas de meu avô materno e, eventualmente, completadas com os elementos constantes das “Últimas Gerações de Entre-Douro e Minho”.

Notei também o seu interesse pelas descendências da Casa da Ramada; daí provém também o meu tio-avõ por afinidade (e também primo) Juiz Conselheiro Dr. Francisco de Meireles Leite Pereira, aqui em:

http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=202367

Os seus costados são:

1.Juiz Cons. Francisco de Meireles Leite Pereira de Abreu e Sousa (1847-1921)
2. Dr. Francisco Meireles Leite (1800-1877)
3. D. Francisca Estrela Leite Pereira de Abreu e Sousa, irmã de minha 3ª avó D. Augusta Leite Pereira de Abreu e Sousa, já mencionada na minha nota anterior, pelo que omito aqui a sua ascendência.
4. Manuel Félix de Meireles Leite, Snr. da Casa da Ramada, casado em 1789 com.
5. D. Joana Teresa Leite Lobo
8. Agostinho de Meireles Lobo, Snr. da Casa da Ramada, casado em 1740 com:
9. D. Maria Teresa da Guerra e Almeida, do Arco-de-Baúlhe
10. Manuel Jorge Antunes, casado em 1760 com:
11. D. Maria Prudência Leite
16. Pedro de Meireles Leite
17 Jerónima Ferreira da Silva
18. Manuel da Guerra e Almeida
19. D. Teodósia de Meireles
20. Domingos Jorge
21. Maria Antunes
22. Domingos Antunes
23. D. Maria Leite Pereira
32. João Lourenço
33. D. Ana de Meireles
44 Domingos Martins
45. Francisca Antunes, da Casa do Sobrado
46. António Leite
47. D. Francisca Teixeira, Srª da Casa do Telhado
64. Amaro Lourenço
65. Catarina Francisca
66 Pedro Meireles, Sr. da Quinta da Ramada
67. D.Paula Leite de Azevedo

Mais uma vez agradeço qualquer correcção ou aditamento a estas minhas notas de “genealogista” amador

Com estima e consideração, os melhores cumprimentos do

J. de Castro e Mello Trovisqueira

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Ba

#69844 | Vasco Jácome | 18 Jul 2004 22:24 | Em resposta a: #69791

Caro Rogério Ferreira

Espero que de facto já esteja melhor e livre de problemas!
Agradeço-lhe a resposta e mais esses contributos para a genealogia dos Magalhães, do Arco.
Já agora, um esclarecimento: na inquirição de génere do P. Vicente de Araújo Magalhães, também faz menção a serem "estalajadeiros e lavradores”?

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

Pachecos de Andrade no Gayo

#69852 | Vasco Jácome | 18 Jul 2004 23:27 | Em resposta a: #69793

Caro Rogério Ferreira

Julgo que o que há de mais completo sobre Pachecos de Andrade no Gayo é o que está no ttº de Ribeiros, em vários parágrafos. Não sei se exactamente estes, mas devem ser parentes.

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: C.da Ramada, Arco de Baúlhe

#69935 | rpf | 19 Jul 2004 23:47 | Em resposta a: #69813

Caro confrade J. de Castro e Mello Trovisqueira

Também lamento o que lhe sucedeu, desejando que o seu restabelecimmento seja o mais rápido possível. Entendo-o perfeitamente, quando me fala nas dificuldades que tem para me responder.
Mas na verdade as suas respostas são muito mais rápidas e com mais informação do que as minhas.
Agradeço-lhe a genealogia de casa da Ramada, que conhecia apenas por uma referência nos "Carvalhos de Basto" e por a ver citada nos registos paroquiais do Arco de Baúlhe. Agora vai ser mais fácil encontra-la nos "Carvalhos".
Também eu sou um "genealogista" amador, que fiz alguma, pouca, investigação no Arquivo Distrital de Braga, nos registos paroquiais de algumas freguesias de Cabeceiras de Basto, como do Arco de Baúlhe, vi algumas Inquirções de Génere, e dei uma vista de olhos pelo Notarial e Monástico, Mosteiro de Refojos de Basto (tombos). A pouca investigação que fiz no registos do Arco de Baúlhe permite-me ter alguma ideia, mas só com algumas idas a Braga seria possível adiantar mais. Por outro lado as ajudas de genealogias já feitas, como as que aqui nos deixou são do maior interesse, principalmente as que se encontram manuscritas. Por isso muitos dos nomes que aqui encontro são "familiares", mas faltam-me elementos seguros. Por essa razão é que eu lhe pedia mais elementos (datas e freguesias), agradeço também a indicação dada do tipo de fontes. Com os elementos que me forneceu vai ser mais fácil vir a encontrar dados relacionados e poder contribuir com alguma coisa, também deste "genealogista amador".

Com estima e consideração, os meus melhores cumprimentos,

Rogério Penha Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: Pachecos de Andrade no Gayo

#69938 | rpf | 20 Jul 2004 00:21 | Em resposta a: #69852

Caro Vasco Jácome

Refer-se no ttº de Ribeiros § 13 S.res da qtª de Carrezedo, estes Pachecos de Andrade são de Ribeira de Pena da qtª de Picanhol, como lá se diz, e ver tb a qtª de Carrazedo vem ttº Rochas § 5, N 3, 4 Henrique de Novais, sr qtº de Carrazedo. Destes existe um estudo de Canavarro de Valadades. Aparecem tb Pachecos de Andrade, em Basto, em outros ttºs, vou ver e depois digo alguma coisa.
Já deve terr reparado no mesmo ttº de Ribeiros no §16 sr. da casa de Rio Douro, no N 8, casa do Regedouro, e tb Costados III 152vº, isto devia ir nos "Magalhães de Rejojos de Basto", uma das testemunhas que lá aparece é Manuel Caetano Lopes Vieira, creio.
Ora estamos a tb falar de Bernardo Carneiro Vieira de Sousa, genealogista de Basto, e que felgueira Gaio cita muitas vezes, sabe onde param os seus manuscritos, ou cópias ?

Cumprimentos

Rogério Penha Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Ba

#69939 | rpf | 20 Jul 2004 00:49 | Em resposta a: #69844

Caro Vasco Jácome

Agradeço o seu interesse, já estou melhor e com vontade de ir ao Arquivo Distriad de Braga!
Os contributos infelizmente não foram muitos, só agora ao coligir os dados é que reparei tb num Domingos de Magalhães Queirós casado e sem filhos, falecido no Arco em finais do séc XIX, que é o V. 7. da sua àrvore, mas agora que procuro não encontro a nota.
Em 3.2 o Ldº José Machado do lugar da quintã vem em Felg. Gaio ttº Ribeiros § 21 N5.
Sim, de facto, na Inquirição de Génere do P. Vicente de Araújo Magalhães, faz menção a serem "estalajadeiros e lavrradores". Quando diz " Tinham tratamento de estalajadeiros" em III, a que se refere concretamente?


Cumprimentos,

Rogério Penha Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: C.da Ramada, Arco de Baúlhe

#69946 | jpcmt | 20 Jul 2004 09:21 | Em resposta a: #69935

Caro Rogério Penha Ferreira:

Fico-lhe grato pelo seu imerecido interesse pelas minhas notas e só lamento não ter, aqui em Oeiras, nada que me permita responder objectivamente às suas perguntas. Devo, aliás, dizer-lhe que – para além das notas de meu avô – pouco tenho no meu arquivo sobre este ramo, .

A documentação da Casa do Arrabalde está hoje, segundo creio, na Casa de Infias (Braga), na posse do meu já afastado parente Nuno Roby, Conde de Vila Pouca – que não conheço pessoalmente.

Não sei se meu avô materno (o escritor D. João de Castro) a ela teve acesso. Deixou, contudo, várias pastas com apontamentos genealógicos que colheu nos arquivos, durante as pesquisas que fazia para as suas obras históricas e literárias. No entanto – e porque não se considerava genealogista – nem sempre anotou as fontes. A sua memória era, para ele, suficiente. Estou certo, porém, que era rigoroso no que escrevia.

Mas, evidentemente, todos sabemos que nas próprias fontes há erros, que meio século depois do seu desaparecimento, o tempo se encarregou, e encarregará, de corrigir.

Tenho a 1ª ed. do Gayo, mas não os Carvalhos de Basto.

A distância a que estou de Braga, os meus quase 70 anos e agora a imobilidade forçada, são óbices que me levam apreciar duplamente a disponibilidade que alguns Confrades – como Vasco Jácome --- têm mostrado. Muito especialmente, o seu interesse e notável contribuição para este tema, encorajam-me a prosseguir.

Não desisti. Entretanto, fico ao seu dispor.

Cumprimentos amigos do

João de Castro e Mello Trovisqueira

Resposta

Link directo:

RE: Pachecos de Andrade no Gayo

#69994 | Vasco Jácome | 20 Jul 2004 21:29 | Em resposta a: #69938

Caro Rogério Ferreira

De facto era a esses Pachecos que me referia, mas no próprio ttº de Ribeiros, noutros §§ aparecem outros, pelo menos, Andrades.

Quanto à referência à Casa de Regedouro (será em Refojos de Basto?), passando do ttº de Ribeiros para o de Coutinhos § 33 no N 13 aparece Miguel Leite Lobo, Sargento-mór de Basto, filho de um António Leite de Magalhães e de uma Catarina Lobo de Sousa.

No meu “título” de Magalhães, de Refojos de Basto que coloquei no tópico “Magalhães, de Refojos de Basto, Cabeceiras de Basto”
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=68608
(não sei se viu?) tenho um António Leite de Magalhães, mas c.c. Maria Josefa de Magalhães Novais. Teria havido mais do que um casamento?
Quem pode ser família do António Leite de Magalhães, do Gayo, é o Simão Lobo Sousa, fº de Manuel Leite Lobo Magalhães e de Joana Moura Azevedo, que fez I.G. a 1689-01-08, em S.ta Senhorinha de Basto.

Relativamente aos manuscritos de Bernardo Carneiro Vieira de Sousa, desconheço o seu paradeiro. Na “Bibliographia Nobiliarchica Portugueza”, de Eduardo Carcavelos, Vol. I, pg. 90, fala-se em 2 manuscritos: um “Nobiliário de Família do Reino”, que é dito ser pertença da Casa de Marbão, do dr. Manuel Joaquim Teixeira de Vasconcelos, à data (1916) juiz de direito de Valença e umas Memórias relativas à Casa da Soenga, da qual era Sr. D. Alexandre de Azevedo Melo e Faro.

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Ba

#69997 | Vasco Jácome | 20 Jul 2004 21:42 | Em resposta a: #69939

Caro Rogério Ferreira

Encontrei esta designação na I. G. de 1.1. ANTÓNIO JOSÉ LOBO, em relação aos avós paternos Domingos de Magalhães e Maria Queirós.

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: C.da Ramada, Arco de Baúlhe

#70004 | rpf | 21 Jul 2004 00:32 | Em resposta a: #69946

Caro João de Castro e Mello Trovisqueira

Agradeço-lhe as suas simpáticas palavras. As suas notas têm de facto bastante interesse e as minhas perguntas, devem-se apenas à minha ignorância sobre o assunto, que domino mal. Espero que com mais alguma investigação nas genealogias publicadas tirar algumas dúvidas.

Agradeço-lhe a informação sobre a localização do arquivo da casa do Arrabalde.

A geração de seu avô D. João de Castro deixou interessantíssimas memórias genealógicas, só lamento que até hoje poucas tenham sido publicadas. E estas têm um duplo interesse, como fonte, bem como documento da própria época que tão notável foi nas letras.

Espero que dentro em breve esteja restabelecido, fico também ao seu dispor e vou tentar "encontrar" mais alguma coisa sobre estas gente de Basto. Não podemos desistir.

Cumprimentos amigos,

Rogério Penha Ferreira - Porto

Resposta

Link directo:

RE: Pachecos de Andrade no Gayo

#70005 | rpf | 21 Jul 2004 00:58 | Em resposta a: #69994

Caro Vasco Jácome

Quanto a Pachecos e Andrades em Basto no Felg Gaio aparecem tb creio que no tit de Meireles,
vou ver e para ser mais preciso.

A casa de Regedouro tb deve ser em Refojos, isto atendendo ao que aparece no tópico Magalhães de Refojos - o padrinho Eusébio Lopes de Oliveira aparece como do mesmo lugar. ver tb Costados III 152vº aquele é pai de Manuel Caetano (Lopes Vieira), que tb aparece no tópico.
Será Regedouro de Baixo e de Cima?

Nos finais de sec XVIII c. 1796 aparece um António Leite de Magalhães da casa do Regedouro, como padrinho em Alvite de uma Maria fª de António José da Costa, do lugar do Chão (casa do Santo)

Tb tenho dada alguma atenção aos Sousa Lobos de Basto existem mais alianças de Lobosa com Magalhães , conhece o tit de lobos de Basto no Alão, vou ver o que tenho. Agora os Magalhães parecem ter o centro em Stª Senhorinha.

Agradeço a informação sobre Bernardo Carneiro. E já consultou D. José de Moura Coutinho ? Eu ainda não, mais creio que seria bastante útil. Sabe se existem outros genealogistas de Basto?

Cumprimentos

Rogério Penha Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Ba

#70006 | rpf | 21 Jul 2004 01:13 | Em resposta a: #69997

Caro Vasco Jácome

Agradeço a informação, achei interessante a expressão utilizada.
A leitura que fiz da Inq gen de Vicente de Arº Magalhães foi apressada, referia-se na 1º litura aos seus pais.
Sabe de quem era filho o pai de Maria de Queirós, João ou Domingos de Queirós ?

Cumprimentos,
Rogério Penha Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: Pachecos de Andrade no Gayo

#70050 | Vasco Jácome | 21 Jul 2004 20:31 | Em resposta a: #70005

Caro Rogério Penha Ferreira

Procurei nos meus apontamentos, mas não encontrei referências a Regedouro de Cima ou de Baixo, apenas Regedouro.

Quanto a Moura Coutinho, já em tempos lancei aqui a discussão no tópico “D. José Moura Coutinho: localização das suas obras”:
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=28653

Não conheço mais ninguém que possa ser “especialista em Basto”.

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

Linha Queirós

#70053 | Vasco Jácome | 21 Jul 2004 20:45 | Em resposta a: #70006

Caro Rogério Penha Ferreira

Infelizmente, tenho muito pouco tempo para investigações de modo que não tive oportunidade para aprofundar mais a linha Queirós. A resposta é negativa: não sei mais do que já coloquei aqui.

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: Pachecos de Andrade no Gayo

#70061 | rpf | 22 Jul 2004 00:04 | Em resposta a: #70050

Caro Vasco Jácome

Mais uma vez, muito lhe agradeço as informações.

Tenho um amigo que já consultou, por alto, as obras que estão na casa de Toiande.

Apesar de não ser de Basto, mas de Ribeira de Pena, Francisco Canavarro de Valadadres tb escreveu sobre famílias de Basto.

Já agora como prometi, no Felg Gaio ttº de Meireles §7 (ver nota 1, p. 613) § 9 tb aparecem entre outros de Basto, Pachecos de Andrade, em Stª Senhorinha.

Cumprimentos

Rogério Penha Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: Linha Queirós

#70062 | rpf | 22 Jul 2004 00:24 | Em resposta a: #70053

Caro Vasco Jácome

Obrigado pela resposta. Eu fiz esta pergunta a pensar na Inq. de Gen. de João de Queirós feita no Arco de Baúlhe em 21 Maio de 1691 fº de António de Queirós e de sm Senhorinha de Campos.

Encontrei a nota respeitante a Domingos de Magalhães Queirós, Arco, fal. em 23/12/1892, Arco de Baúlhe com 83 anos, casado c. D. Teresa de Jesus, não deixou filhos, nat de S. Mart. Arco de Baulhe, fº de Vicente de Magalhães Queirós e de D. Maria de Melo.

Cumprimentos,
Rogério Penha Ferreira

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto

#77073 | Ricardo de Oliveira | 12 Nov 2004 02:01 | Em resposta a: #68412

Caro Vasco Jácome

Procuro pelos meus 10° avós - Domingos Rebelo de Andrade e Ana Maria Magalhães, de Santiago da Faia. Foram os pais de Serafina Joana c.c. Manoel Antunes, que por sua vez tiveram o filho Manoel Luís (meu 8° avô), nascido a 15/4/1740, em Painzela, Cabeceiras de Basto.
Será que a Ana Maria poderia ser desses mesmos Magalhães ?

Obrigado
Ricardo Costa de Oliveira

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, Santiago da Faia

#77074 | Ricardo de Oliveira | 12 Nov 2004 02:06 | Em resposta a: #69791

Caro Rogério Ferreira

Permita-me repetir a mesma questão dirigida ao Vasco Jácome :
Procuro pelos meus 10° avós - Domingos Rebelo de Andrade e Ana Maria Magalhães, de Santiago da Faia. Foram os pais de Serafina Joana c.c. Manoel Antunes, que por sua vez tiveram o filho Manoel Luís (meu 8° avô), nascido a 15/4/1740, em Painzela, Cabeceiras de Basto.
Será que a Ana Maria poderia ser desses mesmos Magalhães ?

Obrigado
Ricardo Costa de Oliveira

Resposta

Link directo:

Magalhães, da Faia

#77191 | Vasco Jácome | 13 Nov 2004 17:48 | Em resposta a: #77073

Caro Ricardo Costa de Oliveira

O que sei sobre estes Magalhães, do Arco é o que coloquei aqui, pelo que não sei se há ligação a esses. É bem provável que todos estes Magalhães que aparecem em Basto sejam todos parentes, mas há ramos entre os quais parece não ser conhecida ainda a ligação.
Mas quanto aos seus, já encontrou alguma referência a uma casa da Covilhã, na Faia? É que num manuscrito de Sousa Machado (e que como tal, carece das necessárias reservas) é dito que:

3- Branca de Magalhães (que julgo filha do cónego Rui Peres de Magalhães, aqui em http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=68356, mas, sobre este assunto, ver o tópico “Filiação de Branca de Magalhães”) c. c. João de S. Pedro Machado. Tiveram, entre outros:

4- Susana de Magalhães Machado c. c. Afonso Pires Falcão, Escudeiro Fidalgo - filho de Pedro Afonso, de Barri Falcão, Escudeiro Fidalgo e de sua m.er Aldonça Martins – que tiveram novo prazo de Barri Falcão. Tiveram entre outros:

(até aqui, Gayo ainda os refere no seu ttº de Magalhães §119, onde remete Brás de Magalhães – abaixo- para o §158, mas onde depois aparece outra gente)

5- Brás de Magalhães Machado, Sr. Q.ta de Sistelo, foi c. c. Maria de Faria em S.ta Senhorinha de Basto. Já eram falecidos em 1589. Tiveram entre outros:

6- Escolástica Brás de Magalhães, f. 07-10-1629. C. c. Pedro Martins, Sr. da Q.ta de Fundevila (S.ta Senhorinha), que f. a 13-01-1611. Tiveram entre outros:

7- Ana de Magalhães c. em S.ta Senhorinha de Basto a 07-01-1610 c. Gonçalo Gonçalves Falcão. Tiveram:
8- Gonçalo, b.10-11-1613
8- Geraldo Falcão, que f. a 03-10-1666, tendo c. a 11-08-1626 (S.ta Senhorinha) c. Domingas Ribeiro C.G. nalgumas Casa conhecidas (ver Gayo ttº de Ribeiros §28 N4, onde esta Escolástica aparece como Inês).
8- João Gonçalves Falcão, que segue
8- Pedro Falcão, b. 20-02-1630
8- Senhorinha, f. 1635 solteira
8- Isabel de Magalhães c. a 25-10-1640 c. José de Novais, mencionados no tópico “Magalhães, Refojos de Basto, Cabeceiras de Basto”:
http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=68608

8- João Gonçalves Falcão, c. c. D. Maria de Andrade fª de Gervásio João e Margarida Pacheco d’Andrade, de Cavês. Foram Sr.s da Casa da Covilhã, na Faia.

9- D. Senhorinha, herdeira e c. na Faia a 21-09-1683 c. João de Magalhães Pereira, 1º Capitão-mor de Veade. Tiveram, entre outros, João de Magalhães Pereira, sucessor, Capitão-mor c c. D. Maria da Cunha Lopes de Carvalho, pais de Francisco Xavier Pereira de Magalhães, que teve carta de armas a 14-11-1754, para Magalhães, Pereiras, Lopes e Cunhas (nº 894 do Sanches de Baena).
9- José d’Andrade Falcão

Não encontro exactamente os seus, mas temos aqui a Faia, Magalhães e Andrades. Dado os parentescos normais nesta gente de Basto, é possível que tenham qualquer coisa a ver, mas não sei precisar mais.

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, da Faia

#77365 | Ricardo de Oliveira | 16 Nov 2004 13:28 | Em resposta a: #77191

Caro Vasco Jácome

Estive viajando e retornei hoje.

Agradeço bastante as informações. Quero ver se consigo procurar nos livros paroquiais da região. Pretendo retornar ao tópico caso eu consiga novos elementos nos microfilmes.

Atenciosamente

Ricardo Costa de Oliveira

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto

#113024 | Ana Fundo Pereira | 27 Fev 2006 20:46 | Em resposta a: #68412

Boa Noite,

Esta mensagem chamou-me à atenção, porque a sogra do meu irmão é Magalhães e é natural de Vila Nune, Cabeceiras de Basto.
Como ainda não comecei a estudar esta familia, quem sabe um dia, e não hajam ligações com estas de Arco de Baúlhe.
Cumprimentos,
Ana Fundo Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto

#326105 | jdpcsm | 25 Mar 2013 18:52 | Em resposta a: #68412

Bom dia, a realizar uma pesquisa genealógica, descobri que em 1806 em Alhos Vedros (perto de Lisboa) casou José Cardoso de Magalhães (natural de São João de Ponte, Guimarães, filho de Francisco José Cardoso e Maria Josepha da Silva todos de São João de Ponte, Guimarães), sendo padrinhos Domingos de Magalhães Queiroz e Francisco Cardoso de Magalhães.

Domingos de Magalhães Queiroz foi sempre sendo padrinhos dos filhos de José Cardoso de Magalhães até falecer penso que em 1815 pois a ultima vez que foi padrinho foi em 1814, e encontrei esta informação referente a 1817:

"AUTOS DE PETIÇÃO DO DR. JOSÉ PINHEIRO DE FREITAS SOARES, POR CABEÇA DE SUA MULHER
D. GERTRUDES MAGNA DA MADRE DE DEUS E JOSÉ CARDOSO DE MAGALHÃES, CESSIONÁRIOS DE FRANCISCO JOSÉ CARDOSO, PAI DE DOMINGOS DE MAGALHÃES QUEIRÓZ."

Aqui neste topico encontrei esta informção:
"D. TERESA, n. no Arco de Baúlhe a 23-4-1805, b. 26, sendo padrinhos Domingos de Magalhães Queirós e sua m.er D. Gertrudes Magna de Magalhães, de Lisboa"

Alguem sabe mais informações acerca de quem foi Domingos de Magalhães Queiroz? e qual a ligação á familia Cardoso de Magalhães, para que ele fosse sempre padrinho primeiro do casamento e depois dos filhos?
E mais tarde José Cardoso de Magalhães fazer parte do Auto de petição juntamente com Francisco José Cardoso e D. Gertrudes Magna da Madre de Deus. (no assento que tenho, não aparece "de Magalhães" como a informação escrita aqui no forum).

Se alguem me pudesse ajudar agradecia,

cumprimentos,
Jdm

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, da Faia

#327244 | girafa | 14 Abr 2013 03:06 | Em resposta a: #77191

Caro confrade Vasco Jácome

Sou descendente de João Diniz e de Maria da Costa que tiveram um filho de nome João da Costa que casou no Arco no Arco por duas vezes. A primeira com Jerónima Ferreira
( https://familysearch.org/pal:/MM9.3.1/TH-1-16368-27110-22?cc=1913410&wc=MMYP-724:1998365634 ) e a segunda com Margarida de Araújo ( https://familysearch.org/pal:/MM9.3.1/TH-1-16368-36786-5?cc=1913410&wc=MMYP-724:1998365634 ). Deste segundo casamento nasceu Vicência da Costa Araújo que casou com Marco de Carvalho ( https://familysearch.org/pal:/MM9.3.1/TH-1-16370-16229-81?cc=1913410&wc=1341019 ).

Pretendia a sua ajuda para obter a data do casamento e datas de nascimento de de João Diniz e de Maria da Costa.

Desde já o meu obrigado

M. Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, da Faia

#327263 | vbriteiros | 14 Abr 2013 16:46 | Em resposta a: #327244

dirija por favor a sua mensagem a outro confrade dado o saudoso Vasco Jácome já não estar entre nós.

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Ba

#327271 | girafa | 14 Abr 2013 17:49 | Em resposta a: #69791

Caro confrade Rogério Ferreira

Sou descendente de João Diniz e de Maria da Costa que tiveram um filho de nome João da Costa que casou no Arco no Arco por duas vezes. A primeira com Jerónima Ferreira
( https://familysearch.org/pal:/MM9.3.1/TH-1-16368-27110-22?cc=1913410&wc=MMYP-724:1998365634 ) e a segunda com Margarida de Araújo ( https://familysearch.org/pal:/MM9.3.1/TH-1-16368-36786-5?cc=1913410&wc=MMYP-724:1998365634 ). Deste segundo casamento nasceu Vicência da Costa Araújo que casou com Marco de Carvalho ( https://familysearch.org/pal:/MM9.3.1/TH-1-16370-16229-81?cc=1913410&wc=1341019 ).

Pretendia a sua ajuda para obter a data do casamento e datas de nascimento de de João Diniz e de Maria da Costa.

Desde já o meu obrigado

M. Carvalho

Resposta

Link directo:

RE: Magalhães, da Faia

#327272 | girafa | 14 Abr 2013 17:55 | Em resposta a: #327263

Caro confrade

lamento a notícia mas obrigada pela informação.

M. Carvalho

Resposta

Link directo:

Teixeira Basto, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto

#350780 | maria engracia | 01 Out 2014 17:28 | Em resposta a: #68412

Caro colegas, sinto a falta do Vasco Jacome.Gostaria muito da ajuda dos amigos de Arco de Beúlhe para localizar alguem da familia Teixeira Basto.Meu trisavô Domingos Teixeira Basto nasceu em 1828, e seus irmãos Manoel Teixeira Basto, Francisco Teixeira Basto e o irmão ainda criança Jose Antonio Teixeira Basto nascido em 1854.eles vieram para o Brasil Recife/Pernambuco e contruiram suas famílias. Penso que vieram para o Brasil 1852 em torno disso. Os seus descendentes aqui no Brasil, tenho todos ,mas falta o mais importante que foram seus pais achei um Teixera Basto em Arco de Beúlhe não sei se da mesma familia, mas o que contava meus avos é que eles teriam vido de Cabeceira de Basto.
Gostaria muito de uma ajuda.Desde ja agradeço,
Maria Engrácia Basto

Resposta

Link directo:

Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto

#368925 | girafa | 03 Mai 2016 07:21 | Em resposta a: #350780

Bom dia
Maria Engrácia Basto

Deve consultar o seguinte endereço electrónico:

http://pesquisa.adb.uminho.pt/details?id=1316344&ht=teixeira

Nesse local vem descrito um indivíduo de nome Francisco Teixeira Bastos requisitar um passaporte. A data de produção do documento é 1874-02-23.
O Francisco Teixeira Bastos tem 13 anos de idade. Filiação: Maria Jesus. Natural de Gagos,Sao Tiago-Celorico de Bastos e ose destino é Rio Janeiro. Embarca em Lisboa .

Atenciosamente
M. Carvalho

Resposta

Link directo:

Padre António da Guerra (e Almeida), Cabeceiras de Basto

#370119 | girafa | 31 Mai 2016 04:38 | Em resposta a: #68412

Bom dia caros confrades

Venho solicitar ajuda para descobrir a ascendência do Padre António Guerra (e Almeida).
Dados do Padre António Guerra:
• teve um filho natural com Maria Martins. Este filho tem o nome de David da Guerra e Almeida.
• David da Guerra e Almeida vem referenciado Memórias Paroquiais de Cabeceiras de Basto, São
Nicolau de Basto (ano de 1758) como administrador da capela de Nossa Senhora de Guadalupe
sita no monte da Cumeeira.
• David da Guerra e Almeida casou com Teodósia Meireles (filha de António Meireles e de Clara
Leite) em 5-12-1706 no Arco do Baúlhe. Desde casamento teve dois filhos gémeos: José e
Manuel que nasceram no Arco do Baúlhe a 28-08-1708.
• David da Guerra e Almeida teve também uma filha natural com Senhorinha. Esta filha chamava-se
Josefa da Guerra e Almeida e é natural de S. Martinho do Arco do Baúlhe.
• Josefa da Guerra e Almeida casou a 03-06-1739, no Arco do Baúlhe, com Manuel Queirós Pereira
( filho de Fernando Queirós e de Catarina Pereira os quais casaram a 05-03-1703, no arco do
Baúlhe).

Assim, venho solicitar ajuda dos confrades para descobrir a ascendência do Padre António Guerra (e Almeida).

Atenciosamente
M. Carvalho

Resposta

Link directo:

Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto

#373062 | girafa | 09 Ago 2016 23:52 | Em resposta a: #69813

Boa noite confrade Mello Trovisqueira

Poderia facultar-me data e local de nascimento de Amaro Lourenço e Catarina Francisca, bem como data e local do casamento de Amaro e Francisca.

Desde já o meu obrigado.

M. Carvalho

Resposta

Link directo:

Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto

#373438 | jpm2353 | 27 Ago 2016 05:23 | Em resposta a: #373062

Dirija por favor a sua mensagem a outro confrade dado o saudoso João de Castro e Mello Trovisqueira, infelizmente já não estar entre nós.

Resposta

Link directo:

Magalhães, do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto

#382612 | girafa | 07 Jul 2017 14:33 | Em resposta a: #350780

Cara Maria Engrácia

deixo-lhe uma possível resposta à sua questão:

_ 21.1.1 - MARIA ROSA (filha de António Ferreira e de Maria Teresa) – casou com FRANCISCO TEIXEIRA a 26/12/1861.
Francisco Teixeira é filho de FRANCISCO TEIXEIRA e de TERESA JESUS e neta paterna de FRANCISCO TEIXEIRA e de GENOVEVA DE MOURA e materno de DOMINGOS JOAQUIM e de COSTÓDIA MARIA.

Nota: todos são naturais e casaram no Arco de Baúlhe.

Atenciosamente

José Carvalho

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 18 Jul 2019, 16:14

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen