Fontouras de Chaves

Este tópico está classificado nas salas: Famílias | Regiões | Bibliografia

Fontouras de Chaves

#72418 | manelsp | 06 Set 2004 01:10

Caros Confrades,

procuro informações sobre Fontouras de Chaves. Alguns aparecem como "fidalgos" mas sem origem, e não encontro ligações nem no Felgueiras Gayo nem nas várias "Raizes & Memórias" que foram saindo (ex. Domingos gonçalves da Fontoura.
Obrigado,

Manuel Sarmento Pizarro

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#77858 | gmg | 22 Nov 2004 15:49 | Em resposta a: #72418

A linha documental que possuo sobre os COELHO de Santo Estêvão de Faiões é:

I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:

II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, diz que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".

III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697.

Deste Padre houve descendência. Também não consegui estabelecer relação de parentesco com os Fontoura, de Chaves, apesar de Sto. Estêvão ficar muito perto de Chaves...

Espero que estes dados sejam úteis. Se souber de alguma publicação sobre esta família Coelho e Mello e sobre estes Teixeira, agradecia...

Com os melhores cumprimentos,

Luís Murta Gomes

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#78038 | manelsp | 24 Nov 2004 17:46 | Em resposta a: #77858

carissimo Luis,
muito obrigado. espero poder em breve comparar esses dados com os que possuo em portugal, visto neste momento encontrar-me ausente. Quanto a bibliografia, além de alguns numeros da "raizes & memorias" há algo no "familias transmontanas" de Francisco Xavier quadros de Moraes Sarmento.
Se precisar de alguma coisa já sabe.
um abraço
Manuel Sarmento Pizarro

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#78098 | gmg | 25 Nov 2004 18:04 | Em resposta a: #78038

Caro Manuel,

Obrigado por responder.
Diz-me que no Livro "Famílias Transmontanas" há Fontouras? Sabe o Capítulo ou o Título da Família que fala desses Fontoura? Na " Raizes & Memórias" a revista que fala dos Fontoura é a n.º 13.

Sabe de alguma Publicação sobre estes COELHO DE MELLO ligados aos meus Fontoura? sabe se nas Revistas "raizes & Memórias" abordam este Coelho de Mello, do concelho de Chaves?

Cumprimentos,

Luís Murta Gomes

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#78172 | manelsp | 27 Nov 2004 10:16 | Em resposta a: #78098

caro Luis,

sei que "coelhos" em Chaves - e especificamente em Santo Estevao - há muitos, assim como Mellos também existem alguns na referida povoaçao - sei porque tenho familia lá - Moraes Sarmento - entre eles o mesmissimo autor do "familias Transmontanas" que vive na casa de Santo Estevam. Quanto aos coelhos de lá, veja no capítulo de Moraes Sarmento da Casa de Manheiros, em Santo Estevao, na ascendência de Rosa Filomena Rodrigues Coelho (perdoe se me engano nos apelidos, pois embora seja minha trisavó estou a citar de memória) casada com António Luis gomes de Moraes Sarmento. A ascendência dela vem, aliás, num apêndice a esse capítulo. o "familias transmontanas" é um bom livro mas muito desorganizado, a meu ver, pois se tivesse um índice onomástico a sua consulta seria muito mais fácil. mas enfim, é o que temos. De resto, fontouras, queirogas, carneiros, Chaves, Coelhos, Leites Velhos, Teixeiras e etc. juntam-se e misturam-se nos capítulos referentes a cada um destes apelidos no Felgueiras Gayo e nos 4 tomos do "familias de Vila Real e do seu Termo" de Julio Teixeira - que apesar de nao ser sempre correcto tem muitos pontos favoráveis- As raizes e memorias, pelo menos do 12 ao 15- mais uma vez, digo que falo de memória, posso enganar-me - tratam destas familias. Consulte também do infelizmente já desaparecido Brigadeiro Calvao borges o "tombo heráldico do noroeste transmontano", centrado em chaves e no seu termo, que embora tenha sido publicado em volume próprio foi saindo previamente em vários artigos publicados em diversos números da Revista "aquae Flaviae", do grupo cultural do mesmo nome, de Chaves.
Espero nao ter sido maçador e poder ajudá-lo. Sempre que precisar ja sabe. Conheço bem a regiao - vivi em Chaves até há três anos, e oficialmente mantenho lá a residencia.
um abraço
Manuel Sarmento Pizarro

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#78660 | gmg | 03 Dez 2004 17:30 | Em resposta a: #78172

Caríssimo,

Desculpe só hoje responder, mas tenho tido muito trabalho. Vou então consultar o "Famílias Transmontanas" e ver se aparecem lá os meus Coelho de Mello. No Felgueiras Gayo, há imensos Coelho de Mello. Vou também tentar ler com todo o cuidado para ver se encontro alguma relação.

Sabe onde posso consultar as revistas "Raízes & Memórias" no Porto? Existirão na Biblioteca Municipal?

Sabe de alguém, que seja de Chaves ou de Santo Estêvão, que tenha algum estudo feito sobre estes Coelho de Mello?

Conseguiu encontrar alguma relação entre estes meus Coelho e Mello e Fontouras com os seus?

Agradeço a sua disponibilidade e simpatia!

um abraço,

Luís Murta Gomes

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#78721 | manelsp | 04 Dez 2004 14:48 | Em resposta a: #78660

Caro Luis,

como lhe digo, o Engenheiro Francisco Xavier Quadros de Moraes Sarmento, autor do "familias transmontanas", será possivelmente o melhor genealogista de Santo Estevao de Chaves. Confesso que nao sei de memória o seu telefone, mas sei que se escrever para "casa de santo estevam, Santo Estevao 5400 Chaves" decerto ele receberá a sua carta. Pelo nome e morada pode conseguir inclusivamente o seu telefone, porque talvez seja mais rápido. Mas já que está no Porto, tente falar com Nuno Marramaque Ferraz de Andrade - muito conhecido pelo club portuense - que fez grande parte do trabalho e investigaçao do "familias transmontanas", sobretudo o relativo às casas de Vila Verde e Faioes (da qual possui o arquivo em grande parte). No porto poderá possivelmente encontrar os numeros da raizes e memorias na livraria esquina (no foco, lá toda a gente sabe onde está). veja, como lhe digo, o julio teixeira (fidalgos e morgados de vila real e do seu termo). Existem actualmente em Santo Estevao muitos Coelho (esses sim conscientes das suas origens fidalgas) e mellos (se bem que estes se foram nobres há muito que estao vindos a menos). conheço bem Santo Estevao: os meus pais vivem lá. O arquivo paroquial está em grande parte no distrital de vila real. Veja os artigos de Calvao Borges, como lhe digo, e pelo "tombo heraldico do noroeste transmontano" tente encontrar parentescos. Foi uma pena a morte deste insigne genealogista, pois era daqueles que só afirmava o que sabia ser verdadeiro. Quanto aos parentescos entre os meus coelhos e os seus, confesso que ainda nao pude verificar. aconselho-lhe que tente seguir o meu conselho sobre os outros títulos do felgueiras gayo: ali todos se casavam uns com outros (ainda hoje a aldeia tem pouco mais de 800 habitantes).
espero noticias e ter ajudado em algo
um abraço
Manel Sarmento Pizarro

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#78725 | Cau Barata | 04 Dez 2004 16:24 | Em resposta a: #72418

Rio de Janeiro, 05.12.2004

Pedro Fontoura, natural das Astúrias, casado com Leonor Rodrigues de Araújo.
Pais de:

1.1. João da Fontoura, natural das Astúrias e tido como um dos bons fidalgos daqiele principado e lhe tocou por herança o senhorio de Torre - que depois chamou-sew de Pico Sacro, na estrada que vai de Chaves para Santiago de Galiza, em cuja torre se acham as armas dos Fontoura. Militou em Portugal, estabelecendo-se na Província de Trás-os-Montes. Casado com Leonor Mendes Filgueira (Nogueira ?).
Pais de:

==2.1 Manuel de Fontoura, mordomo do Sereníssimo Duque D. Teodósio de Bragança. Viveu na vila de Chaves, e jaz sepultado na Colegiadsa da mesma vila, em sepultura própria, com as armas dos Fontouras e Carneiros, com epitáfio que diz ser fidalgo da Casa del-Rei, ou seja = Sepultura q, mandou fazer Manoel da Fontoura fidalgo da Casa Real para ele e seus filhos =, Junto a esta sepultura está outra mais antiga só com as armas dos Fontouras. Casado com sua sobrinha Maria Vieira Carneiro, filha de sua irmã Ana de Fontoura.
Pais de:

====3.1. Francisco Carneiro da Fontoura, que foi casado com Guiomar da Costa de Oliveira, da vila de Chaves, filha de João Rodrigues Varela e de Helena da Costa de Oliveira. DESTE CASAL DESCENDEM OS FONTOURA DE PERNAMBUCO e do RIO GRANDE DO SUL - Brasil

====3.2. Pedro de Fontoura Carneiro, casado na Vila de Chaves com Violante Rodrigues de Araújo. Há quem doga que foi casado antes com Violante de Roda. Com geração

====3.3. Antonio Carneiro da Fontoura, abade de Gondezende da apresentação do duque de Bragança.

====3.4. Diogo Carneiro de Fontoura, que foi casado primeiro com Ana Capela, filha de Máximo Capela, senhor da Quinta de Anantes e de Joana de Melo; e segundo, com Isabel Gonçalves, irmã de Domingos Gonçalves, prior da Colegiada da vila de Chaves que mandou fazer a Capela Mór dela. DO SEGUNDO CASAMENTO HÁ UMA PASSAGEM PELO RIO DE JANEIRO - Brasil

====3.5. Antão Rodrigues de Fontoura, casado com Helena Gonçalves, tamém irmã de Domingos Gonçalves, prior da Colegiada da vila de Chaves. Com geração.

====3.6. Ana Carneiro de Fontoura, casada em Bragança com Rodrigo de Morais Sarmento.

====3.7. Eugenia Carneiro de Fontoura, casada no Porto, com Antonio Pereira, da mesma cidade do Porto.



==2.2. João de Fontoura

==2.3. Ana de Fontoura, casada com Martim Carneiro, da cidade do Porto, dos mesmos Carneiros, de que procede o Conde de Lumiares, filho de Diogo Carneiro e de Maria Vieira.
Pais de:

====3.1. Maria Vieira Carneiro, que foi casada, conforme dito acima, com seu tio Manuel de Fontoura (2.1.)


==2.4 Genebra de Fontoura, casada com João de Negreiros. Com geração

Meus cumprimentos
Cau Barata

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#78775 | gmg | 05 Dez 2004 21:28 | Em resposta a: #78721

Caríssimo Sr. Manuel,

Muito obrigado pela sua preciosa ajuda! Não será indelicado escrever para este seu Parente? Julgo que é seu parente, não é? Pelo menos fiquei com essa noção.

Quanto ao Sr. Nuno F. de Andrade, não o conheço... mas estando eu mais liberto da Universidade, vou tentar encontrar os livros que me recomenda. Era bem interessante poder saber mais destes Coelho! e dos Mello também!

Muito obrigado,

Luís Murta Gomes

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#78790 | manelsp | 06 Dez 2004 10:39 | Em resposta a: #78775

Caro Luis,
primeiro: nao me trate por senhor que nao tenho idade para isso - além disso ainda tenho o gosto de ser tratado pelas criadas por "menino". Quanto a escrever ao meu primo nao é de todo indelicado, já que o nome dele e a sua actividade como genealogista sao um feito público. O meu tio Nuno Ferraz de andrade é bem conhecido pelo Club Portuense e na livraria esquina. Esqueci-me de lhe dizer que as "raizes e memórias" do brigadeiro calvao Borges dedicadas a Chaves sao, se nao me engano, entre os numeros 10 e 15, ou talvez so a partir do 12. tudo que lhe vou dizendo é só de memória. se preferir, de-me o seu e-mail para onde lhe posso enviar o que tenho sobre os "meus" Coelho, e Fontouras, se bem que ainda é pouco e basicamente retirado do já publicado nas obras que lhe referi.
estuda no porto? interessante cidade - a minha também!
um abraço
Manel

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#78994 | gmg | 08 Dez 2004 19:14 | Em resposta a: #78790

Caro Manuel,

Obrigado pela sua mensagem. Sim, estudo no Porto e agora com os Exames à porta, não me posso dedicar a este Estudo que tanto gosto!

Vou começar por consultar o Felgueiras Gayo e depois as raízes e memórias e o Livro do Sr. Brigadeiro Calvão Borges.

Se entretanto não lhe der notícias, já sabe: Estou a Estudar! Mas aproveito para lhe desejar um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!

Temos que trocar e-mails se o Manuel não se importar!

Talvez escreva ao seu primo. Não agora, mas quando lhe escrever eu comunico-lhe para o por a par da Carta que irá receber. Por acaso gostava de falar com um Genealogista conhecedor das Genealogias de Santo Estêvão! Seria bem interessante. Em Santo Estêvão há alguma Casa Brasonada com as Armas dos Coelho?

Um grande abraço
Luís

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#84158 | manelsp | 13 Fev 2005 10:29 | Em resposta a: #78994

caro Luis,

aqui vão alguns dados sobre fontouras e como se ligam a uns coelhos de origem bem pouco detalhada por sinal. Tirei tudo do livro "Familias Transmontanas". Não sei se será útil, mas cá vai...

com os melhores cumprimentos
Manel S. P.

1- Fontouras
Famílias transmontanas, Vol. 1 p. 371. Marcos Lourenço, natural de Matosinhos, freguesia de Santa Leocádia, termo de Chaves, já falecido em 1732, possivelmente filho de Pedro Lourenço, casou com D. Maria Gonçalves, da mesma povoação. Filhos: Domingos, Ana, José.
José Gomes, nasceu a 15 de Abril de 1714 em Matosinhos, baptizado na igreja matriz de Santa Leocádia, casou a 13 de Fevereiro de 1743 em Serapicos com D. Isabel Rodrigues, nascida em Serapicos, então termo de Chaves hoje de Valpaços, falecida antes de 21 de Outubro de 1777, filha de Francisco Fernandes, natural do Campo da Égua, freguesia de Santiago da Ribeira de Alhariz, Valpaços, e de s.m. D. Maria Rodrigues, neta materna de Amaro Fernandes (filho de
Matias Pires, de Vilarinho do Monte, S. João de Corveira, Valpaços, e s.m. D. Maria Fernandes, de Vilaranda, Friões, Valpaços) e de s.m. D. Catarina Rodrigues (filha de Francisco Rodrigues de Vale do Campo, S. Martinho de Curro, Valpaços, e de s.m. D. Isabel Gonçalves, de Adães, Santa Leocádia). Filhos: António Luís, Padre Manuel José, Padre José Manuel, Mariana, Padre João. António Luís Gomes Pereira nasceu em Serapicos, e faleceu em Santo Estêvão com Testamento a 12 de Setembro de 1821. Casou a 21 de Outubro de 1777 na capela de Dadim, anexa da freguesia de Cimo de Vila da Castanheira, termo do extinto concelho de Monforte do Rio Livre e hoje do de Chaves, com D. Rosa Maria da Fontoura Chaves, nascida em Dadim a 23 de Maio de 1752 e falecida antes de 20 de Janeiro de 1788 em Santo Estêvão, filha do Dr. Pedro António da Fontoura, e de s.m. D. Úrsula Maria Teixeira Chaves, neta paterna de Domingos Gonçalves da Fontoura e de s.m. D. Maria Domingues, e materna de Domingos Alvares Chaves e de s.m. D. Úrsula de Vaz Teixeira. (Famílias Transmontanas, tomo 1, p. 375: Domingos Gonçalves da Fontoura, natural de Mairos, falecido a 7 de Julho de 1705 em Dadim, casou com D. Maria Domingues, de Dadim (falecida a 17 de Julho de 1733), e tiveram entre outros filhos a Pedro António da Fontoura, que nasceu em Dadim a 18 de Agosto de 1704, onde faleceu a 16 de Novembro de 1767, Bacharel em Cânones, administrador do vínculo instituído por seu irmão, casou em Santo Estêvão a 3 de Junho de 1744 com D. Úrsula Maria Teixeira Chaves, natural de Santo Estêvão, aí falecida a 25 de Setembro de 1800, filha de Domingos Álvares de Chaves e de s.m. D. Úrsula de Vaz Teixeira, neta paterna de Sebastião de Chaves e de s.m. D. Maria Álvares, a qual depois de viúva se tratava por “Donna Viúva”, e neta materna de Francisco Vaz Teixeira e de s.m. D. Maria (Ana) Fernandes. Tiveram estes, entre outros filhos, a D. Rosa Maria Fontoura Chaves. Sobre D. Úrsula Maria Teixeira Chaves, idem, p. 384. Sebastião de Chaves, de Santo Estêvão, c.c. D. Maria Álvares, de Cambedo, “que no estado de viuvez se intitulava D. Viúva, seg.do usavão as Mulheres Nobres daquelle tempo”, filha de João Rodrigues e de s.m. D. Margarida Álvares. Tiveram 1 filho, Domingos Álvares de Chaves, natural de Santo Estêvão e aí falecido antes de 3 de Junho de 1744, casado com D. Úrsula de Vaz Teixeira, de Curral de Vacas, filha de Francisco de Vaz Teixeira, da mesma povoação, e de sua mulher D. Maria, ou Ana, Fernandes, de Casas de Monforte, termo do concelho de Monforte do Rio Livre e hoje do de Chaves, falecida em Santo Estêvão, irmã de Isabel Vaz Teixeira, casada com António da Muimenta. Tiveram a D. Úrsula Maria Teixeira Chaves. Filhos: António José, Manuel José, Rosa Joaquina, Maria José, José Manuel.

2- Coelhos
António Cardoso, c.c. D. Sabina Guedes, naturais de Paços, arcebispado de Braga, tiveram a António da Fontoura Cardoso, Capitão, também natural de Paços, casou a 14 de Dezembro de 1749 em santa Maria de Bragança, sendo alferes de Infantaria, com D. Bernarda Maria Pinto, de Paradela de Mascarenhas, termo de Mirandela, filha de João Ferreira e s.m. D. Ana Maria. Foram pais de Rodrigo José Cardoso, casado a 24 de Janeiro de 1781 em Santo Estêvão com D. Sebastiana Maria Ferreira de Andrade, falecida a 5 de Setembro de 1809 em Santo Estêvão, filha de Domingos Soares de Andrade e s.m. D. Francisca Maria Ferreira, de Santo Estêvão. Tiveram 4 filhos, entre os quais D. Rosa Ermelinda Cardoso de Andrade, nascida a 14 de Março de 1791 em Santo Estêvão, onde foi baptizada a 17, sendo padrinhos Manuel Caetano de Sousa Carneiro e s.m. D. Rosa Maria de São Payo. Faleceu em Santo Estêvão (Chaves) a 3 de Janeiro de 1850. Casou a 20 de Outubro de 1814 em Santo Estêvão com António José de Queiroga, falecido a 16 de Junho de 1821 na mesma povoação, filho de Francisco José de Queiroga e s.m. D. Leonor Maria, de Celeirós, freguesia de Friões, termo de Valpaços. Tiveram duas filhas, entre as quais a Herdeira Universal D. Francisca Ermelinda de Queiroga Cardoso de Andrade, nascida a 6 de Fevereiro de 1816 em Santo Estêvão, baptizada a 11, sendo padrinho José Carlos de Andrade e Meneses, da vila de Chaves, e faleceu na mesma povoação a 4 de Março de 1869. Casou a 11 de Maio de 1836 em Santo Estêvão com Francisco José Rodrigues Coelho, de Lamadarcos, falecido a 5 de Dezembro de 1857, Capitão, filho de António Rodrigues Pires (fal. A 5 de Novembro de 1827 com testamento) e de s.m. D. Maria dos Reis Álvares Coelho, (fal. A 14 de Novembro de 1837), ambos de Lamadarcos. Tiveram 8 filhos, a mais nova D. Rosa Filomena Rodrigues Coelho.

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#84364 | gmg | 15 Fev 2005 15:48 | Em resposta a: #84158

Caríssimo Manuel ,

Agradeço o que me enviou. Vou ler tudo de forma detalhada para poder comparar e tirar algumas conclusões.

Com os melhores cumprimentos,

Luís M. G.

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#94498 | manelsp | 27 Jun 2005 17:47 | Em resposta a: #84364

Caro Luis,
desculpe a curiosidade, mas já encontrou alguma coisa?
Com os melhores cumprimentos
Manuel S. P.

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#95236 | gmg | 05 Jul 2005 14:52 | Em resposta a: #94498

Caríssimo Manuel,

Nada descobri sobre os meus Fontoura ou sobre os Coellho de Mello, de Santo Estêvão de Faiões. Ainda não tive oportunidade de entrar em contacto com o Autor, e seu Parente, do Livro das Famílias Transmontanas. Não sei como poderei entrar em contacto com ele....
Da Torre do Tombo, disseram-me para entrar em contacto com o Sr. Professor Luiz Vaz de São Payo, o que tentarei, em princípio, este Verão.

Se tiver novidades, agradecia!

Cumprimentos,

Luís Murta Gomes

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#95237 | manelsp | 05 Jul 2005 15:05 | Em resposta a: #95236

Caro Luis
acho bem que procure o prof. Luis Vaz de São Payo pois é de facto um grande conhecedor destes factos. No entanto, parece que as coisas se complicam. Tirando a "Raizes & Memórias" e o livro do meu primo não me parece que haja mais informações publicadas (além de Felgueiras Gayo, óbvio, e não sei se o Canaes diz algo). Estou disponível para procurar mais coisas nestes livros, e como estou pelo Porto qualquer coisa que haja por lá também pode ser vista.
Cumprimentos
Manuel S:P.

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#95300 | gmg | 06 Jul 2005 12:53 | Em resposta a: #95237

Caro Manuel

Agradeço a disponibilidade demonstrada! Se tiver notícias destes nossos Fontouras, envie-me! Aqui no site Genea, em Setembro vai ser lançado um Livro com os oficiais de Ordenanças.... Pode ser que tenhamos sorte!!!

Melhores cumprimentos,

Luís M. G.

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#96424 | gmg | 22 Jul 2005 16:09 | Em resposta a: #95237

Caro Manuel,

Sabe dizer-me que privilégios e que estatuto teria um Capitão-mor, um Capitão de Ordenanças e um Capitão de Infantaria? Eram pessoas tidas por nobres, não eram? Mesmo que não o fossem, o próprio posto as iria nobilitar, não é verdade?

Que tratamento teriam? Tem algum conhecimento disto?

Grande Abraço,

Luís Murta Gomes

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#96468 | manelsp | 23 Jul 2005 10:58 | Em resposta a: #96424

Caro Luis
estive a ver as respostas que lhe deram no outro tópico, acerca do Capitão de Ordenanças de Ervões. Estou para aqui meio distraído mas acho que já vi aquele nome nalgum lado...
Pelo que lhe responderam tanto Miguel Vaz Pinto como Jorge de Brito não tenho muito mais a acrescentar. Agora, como sabe, vai sair um livro dedicado Às ordenanças, e aí suponho que terá uma resposta desenvolvida. De resto, veja sempre o dicionário da História de Portugal e também, tendo paciência e coragem, a História de Portugal de Veríssimo Serrão.
Peço desculpa por não ser de grande ajuda. Já agora, vi lá que citavam a obra do padre Carneiro da Fontoura. Sabe dizer-me se ela é acessível?
Um abraço
Manel
p.s.- Estou pelo Porto, pelo que agora estou mais próximo para ajudar, embora a biblioteca permaneça em casa dos meus pais, mas essa está só a duas horas daqui.

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#96584 | vbriteiros | 25 Jul 2005 17:16 | Em resposta a: #72418

Caro Confrade
Tenho uma nota sobre Fontouras:
- Armando Gualter da Fontoura, coronel de Infantaria, nasceu em Chaves 16.02.1894, sendo filho de António José da Fontoura, major de Infantaria e de sua mulher D. Olimpia Losveles de Ortigoza da Cunha Fajardo . Não sei mais ascendentes.
Melhores cumprimentos
Vasco Briteiros

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#96606 | manelsp | 25 Jul 2005 22:52 | Em resposta a: #96584

Caro Vasco
Qualquer informação é sempre bem vinda! Obrigado! Só me falta tempo para ver onde andam as origens deles todos.
Com os melhores cumprimentos
Manel S. P.

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#96712 | kee | 27 Jul 2005 16:02 | Em resposta a: #72418

Caros confrades:

Procuro informações sobre o casamento de Maria Augusta de Fontoura Araújo, filha de Joaquim de Fontoura e de Adelaide Augusta de Freitas, com Emílio Augusto de Madureira, pais de Emílio Augusto Madureira (filho) nascido em Curalha - Chaves em 1868.
Antecipadamente grato,
J.J. Sá-Chaves

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#96805 | gmg | 28 Jul 2005 15:03 | Em resposta a: #96468

Caro Manuel,

Obrigado pela resposta e desculpe só responder-lhe agora! Já vi a resposta dos Srs. Miguel Vaz Pinto e Jorge de Brito e de certa forma fiquei mais ilucidado. Vou estar atento à publicação desse Livro! Sabe se o poderei encontrar pelo Porto? Na Livraria Esquina, talvez...?

Tenho enviado uma ou outra mensagem ao Sr. Nuno Borrego, a indagar se no referido Livro constam estes nomes e mais um, de um antepassado meu que combateu na batalha do Montijo, mas ele não me tem respondido! Apesar de ver que responde aos outros!!!! É que estaria interessado em adquirir o Livro, caso constassem os nomes destes meus antepassados....... mas pelos vistos terei que esperar pela Publicação e por encontrar o Livro, aqui pelo Porto!!! (E esperar também que alguém não o leve primeiro!!!!!!!!)

Quanto à obra do Padre Carneiro da Fontoura, ela é um manuscrito, penso que do séc. XIX e está acessível, quer por micrifilme (acho eu) quer por consulta directa do manuscrito, porque eu já a estive a consultar por alto, na "Sala dos Reservados" (acho que é este o nome que dão a essa Sala) e na altura disseram-me que também havia microfilmado!

Um grande Abraço,

Luís Murta Gomes

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#96821 | manelsp | 28 Jul 2005 18:20 | Em resposta a: #96805

Caro Luis Murta Gomes

Estamos todos à espera do livro. Como saberá, aqui pelo Genea também pode comprar livros ao mesmo preço do mercado e às vezes, como subscriptores, ainda mais baratos. Creio que a subscrição está disponível até dia 31 deste mês mas isso pode-o confirmar aqui na "livraria". Quanto À Esquina, decerto o terá mal saia.
Como creio que já lhe disse, estou pelo Porto, pelo que, se puder ajudar nalguma coisa é favor dizer. Hoje estive no ADP e não tive sorte nenhuma, mas já se sabe que nem sempre se pode ter tudo.
Um abraço
Manel

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#96954 | gmg | 30 Jul 2005 00:23 | Em resposta a: #96821

Caro Manuel,

Obrigado pela sua mensagem. Se conseguir encontrar alguma pista dos Capitães de Ordenanças de Ervões, Pedro Afonso Teixeira, no manuscrito do Padre Carneiro da Fontoura, bem como dos Fontoura, agradecia-lhe!

Julgo que já tem as informações sobre estes Capitães. Já as coloquei aqui.

Fico à espera de notícias suas!

Um Abraço,

Luís

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#99076 | gmg | 01 Set 2005 14:26 | Em resposta a: #72418

Caríssimo Manuel,

Podia, se fizer o favor, de entrar em contacto com o seu parente de Sto. Estêvão e mostrar-lhe este linha documental que agora aqui ponho?

A linha documental que possuo sobre os COELHO de Santo Estêvão de Faiões é:

I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:

II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, diz que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".

III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697.

Deste Padre houve descendência.


Estes COELHO DE MELLO, uniram-se aos TEIXEIRA que eram Capitães de Ordenanças de Ervões. Pergunte ao seu Primo se sabe alguma coisa sobre estes TEIXEIRA? A sua Ascendência? Se não tiver oportunidade de lhe enviar, entre em contacto com ele, exponha-lhe a situação e diga-me se eu lhe posso enviar esta linha Familiar!?

Espero que esteja tudo bem consigo.

Um abraço,

Luís Murta Gomes

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#99295 | manelsp | 03 Set 2005 19:16 | Em resposta a: #99076

Caro Luis,
acabo de chegar de Burgos, pelo que ainda não tive tempo de comparar os dados que possuo com o que me manda. Os nomes são sempre nestes casos muito semelhantes, mas já veremos. Não sei se o meu primo saberá muito mais, mas sempre pode tentar. A morada é fácil
Casa de Santo Estevam
Santo Estevao
5400 Chaves
Não tem nada que saber. Já lhe direi algo em breve
um abraço
Manel

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#99669 | manelsp | 07 Set 2005 14:26 | Em resposta a: #99076

Caro Luis

Tenho comparado os nomes e a raiva que sinto é enorme!!! Andamos à volta de apelidos, nomes próprios e terras comuns pelo que a ligação é segura. O que a minha investigação me permitiu apurar é que não me parece que o meu primo saiba mais dados que isto, e digo-lhe o porquê: o retirado do livro veio do Arquivo da Casa de Faiões, que está na posse dos herdeiros da mesma, uma delas cada com Nuno Marramaque Ferraz de Adrade de quem lhe falei umas mensagens acima, e que pode ser, como lhe disse, relativamente fácil de contactar via club portuense ou nem tanto, se calhar. Posso-lhe dizer que as origens Àlvares/Fontoura também vêm no abade de Baçal tomo VI (por exemplo, veja o tomo VI.
Não sei que mais lhe diga... parece que será preciso organizar uma excursão a Vila Real e acabam-se as dúvidas no arquivo? Já veremos.
um abraço
Manel S.P.

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#99678 | gmg | 07 Set 2005 14:44 | Em resposta a: #99669

Caro Manuel,

O que sente também eu sinto! pois de certeza que esta gente estava ligada por laços de parentesco! O problema é que nos situamos numa época em que nos Livros a informação é muito escassa! Ou por vezes, já nem Livros existem para poder averiguar a ascendência deste gente! Repare por exemplo, que Faiões é pertíssimo de Chaves e é em Chaves qure o apelido Fontoura surge..... Se tiver oportunidade de enviar os dados que lhe facultei ao Emo Sr. Nuno Marramaque Ferraz de Andrade, agradecia-lhe. Eu não o conheço e não tenho facilidade de entrar em contacto com ele. No Arquivo de Vila Real não sei o que se poderá encontrar.....

Há tempos imensos que ando à procura destes FONTOURAS, COELHOS DE MELLO e TEIXEIRAS (Capitães de Ordenanças de Ervões) e não consigo localizar nada! No Felgueiras Gayo, no Título de TEIXEIRAS não consegui entroncar os tais Teixeira de que ando à procura...

E o mesmo se passa para uns Familiares lá para baixo, no Alentejo....

Grande abraço,

Luís MG

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#99695 | victória | 07 Set 2005 16:20 | Em resposta a: #99669

Caro Manuel

Quem anda à procura das origens Alvares Fontoura? Tenho alguns com ligações até João da fontoura, Sr. de Picro Sacro, se precisar.

Eduardo Domingues

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#99738 | manelsp | 07 Set 2005 21:01 | Em resposta a: #99695

Caro Eduardo,
Além dos outros confrades que aqui colocam as suas questões, eu procuro as origens de 3 Fontouras, e aqui lhe deixo o que tenho. Desculpe se são demasiadas.

procuro
1- origens de D. Antónia da Fontoura, filha de materna de João Carneiro da Fontoura e de s.m. D. Leonor Mendes Nogueira, casada com Baltasar de Magalhães Caldas ;
2- D. Rosa Maria da Fontoura Chaves, nascida em Dadim a 23 de Maio de 1752 e falecida antes de 20 de Janeiro de 1788 em Santo Estêvão, filha do Dr. Pedro António da Fontoura, e de s.m. D. Úrsula Maria Teixeira Chaves, neta paterna de Domingos Gonçalves da Fontoura e de s.m. D. Maria Domingues, e materna de Domingos Alvares Chaves e de s.m. D. Úrsula de Vaz Teixeira. (Famílias Transmontanas, tomo 1, p. 375: Domingos Gonçalves da Fontoura, natural de Mairos, falecido a 7 de Julho de 1705 em Dadim, casou com D. Maria Domingues, de Dadim (falecida a 17 de Julho de 1733), e tiveram entre outros filhos a Pedro António da Fontoura, que nasceu em Dadim a 18 de Agosto de 1704, onde faleceu a 16 de Novembro de 1767, Bacharel em Cânones, administrador do vínculo instituído por seu irmão, casou em Santo Estêvão a 3 de Junho de 1744 com D. Úrsula Maria Teixeira Chaves, natural de Santo Estêvão, aí falecida a 25 de Setembro de 1800, filha de Domingos Álvares de Chaves e de s.m. D. Úrsula de Vaz Teixeira, neta paterna de Sebastião de Chaves e de s.m. D. Maria Álvares, a qual depois de viúva se tratava por “Donna Viúva”, e neta materna de Francisco Vaz Teixeira e de s.m. D. Maria (Ana) Fernandes. Tiveram estes, entre outros filhos, a D. Rosa Maria Fontoura Chaves. Sebastião de Chaves, de Santo Estêvão, c.c. D. Maria Álvares, de Cambedo, “que no estado de viuvez se intitulava D. Viúva, seg.do usavão as Mulheres Nobres daquelle tempo”, filha de João Rodrigues e de s.m. D. Margarida Álvares. Tiveram 1 filho, Domingos Álvares de Chaves, natural de Santo Estêvão e aí falecido antes de 3 de Junho de 1744, casado com D. Úrsula de Vaz Teixeira, de Curral de Vacas, filha de Francisco de Vaz Teixeira, da mesma povoação, e de sua mulher D. Maria, ou Ana, Fernandes, de Casas de Monforte, termo do concelho de Monforte do Rio Livre e hoje do de Chaves, falecida em Santo Estêvão, irmã de Isabel Vaz Teixeira, casada com António da Muimenta.
3- António da Fontoura Cardoso, Capitão,natural de Paços (Braga), casou a 14 de Dezembro de 1749 em santa Maria de Bragança, sendo alferes de Infantaria, com D. Bernarda Maria Pinto, de Paradela de Mascarenhas, termo de Mirandela, filha de João Ferreira e s.m. D. Ana Maria. Foram pais de Rodrigo José Cardoso, casado a 24 de Janeiro de 1781 em Santo Estêvão com D. Sebastiana Maria Ferreira de Andrade

o que arranjar agradeço. Esse do Pico Sacro soa-se-me muito.
um abraço
Manel

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#104540 | gmg | 04 Nov 2005 18:19 | Em resposta a: #72418

Caríssimo Manuel Sarmento Pizarro,

Folgo que esteja bem. Conseguiu entroncar os seus FONTOURA e os meus, ligados aos COELHO DE MELO de Faiões?

Cumprimentos,

Luís Murta Gomes

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#104547 | manelsp | 04 Nov 2005 19:52 | Em resposta a: #104540

Caro Luis

Infelizmente não tenho novidades para si. Foi-me de todo impossível ir ao Arquivo de Vila Real, algo que pretendia ter feito nesta precisa semana, mas não pude. Ainda não vi o manuscrito da Biblioteca pública do porto. Algo tem de haver.
Mas tenho uma novidade que lhe pode ser útil: possivelmente, por motivos profissionais, vou começar a deslocar-me com regularidade à Torre do Tombo. Decerto lá haverá coisas interessantes.
Com os melhores cumprimentos
Manuel S.P.

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#104718 | gmg | 07 Nov 2005 12:41 | Em resposta a: #104547

Caro Manuel,

Obrigado pela sua mensagem. Alguma coisa tem de haver! Ainda não tive oportunidade de falar com o Emxo Sr. Prof. Luiz Vaz de São Payo, pois publicou em tempos um estudo sobre os FONTOURA de chaves na Revista "Raízes e Memórias".
Na Torre do Tombo talvez se encontre alguma coisa. Se conseguir, nas suas pesquisas, encontrar algo de meu avise-me. Ficarei grato.

Cumprimentos,
Luís M.G.

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#111024 | fertelde | 31 Jan 2006 16:48 | Em resposta a: #99678

Boa tarde:
Como descendente dos Teixeira, dos Moraes , dos Leite Velho, todos de Tras-os-Montes, ao ler este topico, parece ser que me podem ajudar neste ponto...
Cheguei até aos seguintes Teixeira: Joaquim José Teixeira, data aproximada de nascimento, 1800, filho de,Belchior Luís Teixeira, de Miranda do Douro data aproximada de nascimento: 1770/74
D. Francisca Teresa Teixeira Chaves, data provavel de nascimento: 1700.-
Alguma pista??
D. Francisca Teresa Teixiera Chaves, foi casada com Miguel Morais Leite, natural de Chaves.-
Agradeço qualquer informaçao.
Fernando de Telde

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#111972 | PinheirodeCampos | 13 Fev 2006 23:13 | Em resposta a: #84158

Caro Manuel

Tenho aqui a Sabina Guedes como natural dos Cortiços e casada com António Cardoso, dos Passos, pais de António Fontoura Cardoso casado com Bernarda Maria Ferro, nascida em Paradela em 8 de setembro de 1730,m filha de João Ferro (e não Ferreira) e Maria Pinto e pais pelo menos de RODRIGO JOSÉ, nascido em em Paradela em 24 de Novembro de 1759, FRANCISCO ANTÓNIO em 1 de Setembro de 1753, INÁCIA MARIA em 18 de Julho de 1755 e FRANCISCA BERNARDA que casou com Bento Leite, de Chaves, C,g,

Um abraço

Filipe Pinheiro de Campos

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#112036 | manelsp | 14 Fev 2006 18:14 | Em resposta a: #111972

Caro Filipe

Muito obrigado. Fico mesmo contente com mais esta novidade que já acrescentei ao meu estudo.
Com um abraço
Manel

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#112044 | fertelde | 14 Fev 2006 19:55 | Em resposta a: #111972

Caro Filipe Campos: Esta Srª Sabina Guedes, tem alguma coisa que ver com o meu 5º avô Inacio Guedes, filho de Silvestre Guedes e neto paterno de António Ferreira??
Cumprimentos,
Fernando de Telde

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#114049 | fcpbravo | 13 Mar 2006 23:49 | Em resposta a: #104718

Caro Luis

Estive finalmente a ver as "Raizes & Memórias" e nada dos seus Fontoura... Mas há lá muitos, sobretudo no nº 13... Está difícil, pelos vistos, conseguir o que seja. Dos Coelho de Mello também não aparece nada. Desejo-lhe boa sorte nas investigações, e vamos comunicando por aqui.
Com um abraço
Manel

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#114080 | victória | 14 Mar 2006 12:49 | Em resposta a: #114049

Meu Caro Manel

O que procura sobre os Fontoura? eu tenho as raizes e memórias nos quais há N Fontouras, sendo apontados progenitores até ao Sr. de Pico Sacro. Estendem-se por vários títulos alguns que nem pensamos.Diga me o que busca que tentarei ajudar.
Abraço, Eduardo

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#114093 | manelsp | 14 Mar 2006 16:05 | Em resposta a: #114080

Caro Eduardo
Pois eu já procurei estes meus fontouras nas Raizes § memórias e nada... Ainda não os consegui encaixar. Os que procuro estão aqui, neste tópico. Caso algum nome lhe pareça familiar agradeço muito o aviso. E como vão as suas pesquisas? já sabe que naquilo que eu puder pode contar comigo
um abraço
Manel

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#114094 | manelsp | 14 Mar 2006 16:06 | Em resposta a: #104718

Caro Luis
por engano escrevi-lhe desde outro nickname que não é o meu senão do meu pai. Agradeço-lhe que, caso queira, me responda a esta mensagem, senão o Genea não me informará do seu contacto.
Com um abraço
Manel

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#114276 | gmg | 16 Mar 2006 13:59 | Em resposta a: #114094

Caro Manuel,

Cá lhe estou a responder, como me pede!

Abraço,

Luís

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#138521 | manelsp | 29 Dez 2006 15:52 | Em resposta a: #114094

Relanço o tópico
obrigado
ManelSP

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#140293 | tm | 15 Jan 2007 12:02 | Em resposta a: #96712

Caro J. J. Sá:

Ainda precisa de ajuda para encontrar este casamento?
Não tenho a data, nem o local, desse casamento mas tenho informação sobre os ascendentes de Emilio Augusto Madureira (pai).

cumprimentos,

telmo monteiro

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#141667 | kee | 25 Jan 2007 14:00 | Em resposta a: #140293

Caro Telmo Monteiro:

Efectivamente ainda não consegui localizar onde e quando ocorreu o casamento.
Pode ser que os dados que possui me possam ser de alguma ajuda.
Antecipadamente grato,
J. J. Sá-Chaves

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#141671 | tm | 25 Jan 2007 14:34 | Em resposta a: #141667

Caro J. J. Sá

Como lhe disse anteriormente, não tenho a data do casamento, tenho sim alguns dados sobre os ascendentes e , poucos, sobre os descendentes.
Escreva-me para telmomail@iol.pt, e logo veremos em que o posso ajudar.

cumprimentos,

telmo monteiro

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#143249 | asfontoura | 07 Fev 2007 01:58 | Em resposta a: #114276

Caros Fontoura, meto minha colher: sou descendente de João Carneiro da Fontoura, natural de Chaves. Tenho alguma coisa de sua ascendência, e bastante da descendência. Armenio Silveira da Fontoura - fontouraa@terra.com.br

Resposta

Link directo:

RE: Fontouras de Chaves

#143308 | gmg | 07 Fev 2007 17:43 | Em resposta a: #143249

A linha documental que possuo sobre os COELHO de Santo Estêvão de Faiões, que se liga aos FONTOURA é:

I- FRANCISCO COELHO, nat. de Vilela Seca, concelho de Chaves, irmão do Padre António Pires de Mello (Reitor de Santo Estêvão), c.c. COMBA LOPES, nat. de Sto. Estêvão de Faiões, concelho de Chaves.
Tiveram, pelo menos:
II- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:

II- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido por volta de 1630 - 1635), nat. de Sto. Estêvão, c.c. JOÃO ÁLVARES FONTOURA, de Sto. Estêvão, filho de AFONSO ÁLVARES, nat. de Outeiro Seco, concelho de Chaves e de CATARINA FERNANDES, de Sto. Estêvão.
Tiveram, pelo menos:
III- MARIA COELHO DE MELLO, que segue:
III- GREGÓRIO COELHO DE MELLO, que fez Inquirição de Genere, em Braga, em 23.11.1689. No seu Processo de Genere, diz que os Avós Paternos e Maternos "são e foram pessoas nobres das principais deste concelho".

III- MARIA COELHO DE MELLO (deve ter nascido entre 1650 - 1655), nat. de Sto. Estêvão de Faiões, c.c. PEDRO AFONSO TEIXEIRA, Capitão de Ordenanças de Ervões, nat. do lugar de Alpande, freguesia de Ervões, concelho de Valpaços, filho de PEDRO AFONSO TEIXEIRA, também Capitão de Ordenanças, nat. de Alpande e de MARIA FERNANDES, do lugar de Vila Nova, freguesia de Santiago da Ribeira de Allheriz, concelho de Valpaços.
Tiveram, entre outros:
IV- Padre FRANCISCO COELHO FONTOURA, que foi bap. 15.01.1697.

Deste Padre houve descendência. Também não consegui estabelecer relação de parentesco com os Fontoura, de Chaves, apesar de Sto. Estêvão ficar muito perto de Chaves...

Espero que estes dados sejam úteis. Se souber de alguma publicação sobre esta família Coelho e Mello e sobre estes Teixeira, agradecia...

Com os melhores cumprimentos,

Luís GMG

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 04 Fev 2023, 21:42

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen