RE: Famílias de Barcelos

Este tópico está classificado nas salas: Famílias | Regiões

Famílias de Barcelos

#312 | ajtrigueiros | 29 Set 2000 11:36

Fiz um grande levantamento bastante grande sobre famílias da cidade de Barcelos (a partir do século XVII e até praticamente aos nossos dias) e de bastantes freguesias do seu concelho (não todas, pois são 89 !!!). Estou à inteira disposição para ajudar quem tenha antepassados barcelenses, que constem dos meus apontamentos.

Antonio Julio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#315 | MSS | 29 Set 2000 17:03 | Em resposta a: #312

Não sei se exactamente da cidade de Barcelos, procuro a ascendência de José de Araújo, n. em São Miguel de Chorente (Barcelos/Braga), filho de Manuel Martins e de Maria de Miranda, que veio a casar em 28/4/1740 na Mouta da Castanheira. Deste casamento houve descendência, de que possuo notas, que posso pôr à sua disposição, se vir interesse. Grato,
MSS

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#318 | ajtrigueiros | 29 Set 2000 17:42 | Em resposta a: #315

Tenho estudadas bastantes famílias de S. Miguel de Chorente. Estive a cosultar os registos de casamentos que copiei, e não tenho nenhuma referência ao casal em questão, porque apenas copiei aqueles que me interessavam para os ramos que estudava. No entanto posso informá-lo que para encontrar o assento de casamento de Manuel Martins com Maria de Miranda, caso estes tenham casado em Chorente, o livro respectivo que tem as datas limites de 1703 a 1757, não se encontra no Arquivo Distrital de Braga como seria suposto, mas ainda se acha na Conservatória do Registo Civil de Barcelos. Por outro lado se procurar o nascimento de José de Araújo, os livros de baptismos dessas datas já se acham no Arquivo Distrital de Braga.
Lamento não poder ajudar mais.
Boa sorte na sua pesquisa.

António Julio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#329 | luisa | 01 Out 2000 05:01 | Em resposta a: #312

Tem alguma informação de "Teixeira de Magalhães" ou só "Magalhães"?

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#346 | MSS | 02 Out 2000 11:56 | Em resposta a: #318

António Júlio Limpo Trigueiros,

A informação sobre a localização (em local impróprio...) dos paroquiais de São Miguel de Chorente, foi fundamental para que eu possa vir a dar continuidade ao meu trabalho.
Bem haja!

Marcos Soromenho Santos

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#376 | ajtrigueiros | 04 Out 2000 15:27 | Em resposta a: #329

Luísa:

Peço desculpa por só hoje responder, mas por artes misteriosas, durante tres dias não conseguia ter acesso à nova correspondência deste forum, problema que só agora se solucionou, pelo que só hoje li a sua mensagem.

Vamos então ver o que encontrei, sobre Teixeira de Magalhães e Magalhães, em Barcelos.

- Teixeira de Magalhães só encontro uma família ligada a Barcelos.
- Magalhães encontro pelo menos quatro.

Aí vai:

TEIXEIRA DE MAGALHÃES

1) Em 7/8/1846, D. Carlota Leonor Teixeira de Magalhães Carneiro, casou-se em Braga, com Carlos Maria do Vale de Vessadas, senhor da Casa de Vessadas em Barcelinhos. Deste casamento procede a família Vessadas Noronha e Távora e a família Vessadas Salazar (ramos Salazar Norton, Salazar Morão de Campos e Faria Salazar)
D. Carlota Leonor Teixeira de Magalhães Carneiro, nascera a 24/9/1820, em S. Victor, Braga e era filha do Dr. António Agostinho Teixeira Pereira de Magalhães e de sua mulher D. Tomásia de Almeida Lima, senhores da Casa do Teixeirinha, ao Campo de Santana, em Braga e da quinta de Gondivau, em Vila Verde. Era neta paterna de Dr. António José Pereira de Araújo e Antas e de sua mulher D. Maria Josefa Clara Teixeira de Faria Magalhães. D. Maria Josefa, por sua vez, era filha de Domingos Martins Teixeira e de sua mulher D. Ana Maria de Faria Magalhães. D. Ana Maria, por sua vez, era filha de Gonçalo Gomes Ribeiro e de sua mulher D. Maria de Faria Magalhães (casados a 1711/1719, em S.João do Souto, Braga). Daqui para trás tenho mais umas 4 gerações de Faria Magalhães e tb. poderá encontrar parte desta linha no ttº Araujos, &º 195 do Nobiliário de Famílias de Portugal, de Felgueiras Gayo.
Se estiver interessada na descendência de D. Carlota Leonor tenho-a bastante completa.

Esta é a única família Teixeira de Magalhães que encontro ligada a Barcelos.

OUTROS MAGALHÃES, em Barcelos

2) José de Magalhães e Meneses de Vilas Boas, natural de Freixo de Baixo, Amarante, casou a 29/5/1799, na Capela da Casa de Alvelos, em Freixo de Baixo, com sua prima D. Mécia Júlia de Vilas Boas Sampaio, senhora da Casa e Paço de Airó (Sampaio) e da casa dos Vilas Boas Sampaio, em Barcelos. Deste casal, que habitou em Barcelos, na Casa dos Vilas Boas, junto à ponte, descende a família Magalhães e Meneses Vilas Boas, Condes de Vilas Boas e de Alvelos, com larga descendência muito estudada (cf. por exº OS Carvalhos de Basto, de Eugénio Andreia da Cunha Freitas e outros, vol. ??, p. 100-ss.)

3)Basílio Cândido de Magalhães e Freitas, natural de S. Miguel das Aves, filho de Ignácio Manuel de Freitas, natural da mesma e de sua mulher D. Belizenda Rosa de Magalhães (ou D. Ana Blandina Rosa de Magalhães,), natural de S. Salvador de Cepeda, Porto. Viveu em Barcelos, na rua Direita, com sua mulher D. Joana Emília Pinheiro de Lacerda, natural de S. Pedro do Bairro, V. N. de Famalicão, filha de José Joaquim de Carvalho e de sua mulher D. Balbina Pinheiro de Lacerda. Foram pais de quatro filhos: Virginia (nascida em 1850, em S. Pedro do Bairro); Sofia (nascida em 1853, em S. Pedro do Bairro); Julia (nascida em 1855, em Barcelos) e Herminia (nascida em 1857, em Barcelos).
Tenho bastante desenvolvida a ascendência de D. Joana Emília Pinheiro de Lacerda. Das suas 4 filhas, não tenho mais notícias.

4) João Crisostomo de Magalhães, natural da vila de Barcelos, filho de António Narciso de Magalhães e de sua mulher Antónia das Dores. Foi pintor e ajudante da instrução primária em Barcelos, onde viveu na rua do Poço, com sua mulher D. Maria da Conceição Vieira Duarte Fiuza, natural de Barcelos, filha de Bernardino José Vieira e de sua mulher D. Violante Albina Duarte Fiuza. Deste casal nasceram, em Barcelos, sete filhos:
1- Augusto (1882/1959), falecido em V. N. de Famalicão
2- Violante (1884), gémea
3- Bernardino 81884), gémeo
4- Adelaide (1885/1978), falecida em Águas Santas, Maia, casada em 1912, com José dos Santos Correia, natural de Barcelos
5- Emília (1886)
6- Angelina (1889), gemea
7- Antónia (1889), gemea

Sobre a ascendência de D. Maria da Conceição Vieira Duarte Fiuza, tenho bastantes elementos.

5) Encontro uma família Magalhães, em S. Martinho de Alvito, Barcelos:

I António Francisco Casado, casou a 18/4/1701, em S. Martinho de Alvito, com Maria de Magalhães. Foram pais de:
II Maria Francisca de Magalhães, casada a 23/4/1752, em S. Martinho de Alvito, com
Manuel Fernandes Lima, natural de quiraz, Barcelos. Foram pais de:
III D. Maria Luísa de Magalhães Lima, nascida a 22/6/1755, em S. Martinho de Alvito, casada a 28/8/1774, em S. Pedro de Alvito, com Bento Joaquim Varela de Sousa e Castro, natural da vila de Barcelos.
Deste casal houve larga geração, em Barcelos, que tenho estudada (famílias Magalhães Varela, Lopes de Albuqueque, etc...)
Interesso-me bastante por esta família, à qual estou ligado por parentesco.


Se me enviar elementos mais concretos sobre as pessoas que procura posso procurar nos meus apontamentos. Pode enviar para aqui ou para o meu mail ajtrig@hotmail.com


Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#381 | bernardo 2000 | 04 Out 2000 16:25 | Em resposta a: #315

Ex.mo Senhor

Ao ler a resposta ,cujo autor é MSS,data de 29-9-2000,17:03 ,sobre famílias de Barcelos,
suponho ser o mesmo Senhor com quem troquei algumas informações sobre -Sousas -do Algarve .Se assim for congratulo-me por isso e,aproveito esta oportunidade para perguntar se a Mouta da Castanheira,referida,será a -Mouta -da freg. de São Domingos da Castanheira(hoje,Castanheira de Pera)?O meu interesse advem da minha varonia -Carvalho- ser da família Denis de Carvalho e Denis Pereira,etc.deste concelho,por via de meu avô paterno -Nanuel Carvalho ser descendente do alferes Manuel Francisco Pereira e de sua mulher Agda Maria Alvares,da referida Mouta da Castanheira,ao tempo do concelho de Pedrógão Grande.Tenho muitos apontamentos sobre estes meus ramos familiares que darei conhecimento aos interessados.Ver também Arvore de Costados n.91,da obra Costados Alentejanos de António Pestana de Vasconcellos,Évora 1999,onde -52 -António José de Carvalho,filho de António(que é António Carvalho) e de Luisa Augusta,aparece assim,por lapso?...,uma vez que é Luisa Maria Agueda,são também de minha família.Consultar também Monografia de Castanheira de Pera de Kalidás Barreto 1989,ed. da C.M. de Castanheira de Pera.Com os meus melhores cumprimentos Rafael Carvalho bdodegusmao@mail.telepac.pt

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#391 | pedrocarreiras | 05 Out 2000 13:09 | Em resposta a: #312

boa tarde
gostaria de obter alguma informação sobre a familia Malheiro.
Nota: não sei se é de Barcelos

ricker@clix.pt - joao pedro c malheiro carreiras

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#392 | ajtrigueiros | 05 Out 2000 16:57 | Em resposta a: #391

João Pedro:

Existiram pouquissimas famílias de apelido Malheiro, em Barcelos (vieram sempre de fora). Se realmente quer saber donde vêm os seus, deve começar por ter uma certidão de nascimento de seu avô. Pode pedi-la para o registo civil de Caminha (se ele é natural de Seixas do Minho), pelo correio, com o nome e a data de nascimento exacta, mais 1.000$00. Essa dar-lhe-á os nomes dos seus bisavós e naturalidade e o nome dos seus trisavós. Daí para tras deve fazer a pesquisa nos registos paroquiais, no Arquivo Distrtal de Viana do Castelo (procurando o nascimento de seus bisavós, trisavós, etc).
O apelido Malheiro é comum em todo o Alto Minho (Malheiro Reimão,de Viana do Castelo, Malheiro de Sousa e Meneses, de Monção e de Ponte do Lima, etc...) Depois de ter já avançado algumas gerações, recomendo-lhe a consulta do Nobiliário de Famílias de Portugal, de Felgueiras Gayo.
Julgo que trata dos Malheiros.

Boa sorte na sua pesquisa!

António Júlio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#850 | shani grauwels | 10 Nov 2000 14:09 | Em resposta a: #312

Tudo indica que minha familia seja originaria de Barcelos, mas ainda nao tenho certeza.O nome de meu avô era Francisco Jose Lopes de Albuquerque.Veio para Pernambuco, Brasil, quando crianca.Casou-se em primeiras nupcias com Alexandrina Philomena Pessoa, com quem teve quatro filhos:Francisco,Joao,Genova e Eulâmpia. Ficou viuvo e casou-se em segundas nupcias com Auta Pereira de Castro Feitosa. Tiveram cinco filhos;Manuel ,Maria de Lourdes,Maria Luiza ,Maria Luzia e Antonio. Tenho muitos outros dados sobre a familia Lopes de Albuquerque ,mas ainda nao atingi o meu objetivo.Pode me ajudar? Desde ja muito obrigada.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#851 | Falconet | 10 Nov 2000 17:45 | Em resposta a: #312

Sobre a sua mensagem de 29-09, àcerca de familias de Barcelos, tenho a comunicar-lhe que está para breve a publicação de estudo por mim elaborado, intitulado «Marinhos Falcões de Ponte de Lima, Subsídios Genealógicos». Assim para poder terminar este estudo necessito de algumas informações de um ramo desta familia de Quintiães que passo a indicar:

João Félix Marinho Falcão Machado, n. a 25-6-1720, na Casa do Lameiro em Vila Cova.Sr. do Vínculo da Cabana e Capela de N.ª Sr.ª da Ajuda em Quintiães, etc.,. Casou em Quintiães com D. Maria Josefa da Silva Ferreira, daqui natural onde nasceu a 2-9-1740, filha de José Ferreira da Silva e de D. Catarina Gonçalves. Deste casamento nasceram 7 filhos, dosis quais possuo quase nada:
1- Manuel Félix Machado, menorista faleceu com 84 anos
2 - Miguel Félix Machado, casou em Fragoso, s.g.
3 - José Félix Machado, casou em Fragoso com D. Maria Dias de Sá, sobrinha do Padre josé de Sá. c.g.
a)Maria Machado = António Filipe
b)Josefa Machado, solt.º
c)Antónia Machado = Fragoso com seu primo António Machado, filho de Luis Félix Macahado e Maria Maciel.
d) Rosa Machado = José de Sá
4 - Luis Félix Machado, que segue
5- Joaquim Félix Machado § 1
6- António Félix Machado, nasceu em 1777 em Quintiães, solt.º s.g.
7- João Félix Machado, padre, faleceu com 67 anos.

I - Luis Félix Machado = com Maria Maciel, de Tregosa, Tiveram:
a) Manuel Félix Machado, que segue
b) António Félix Machado = D.Antónia Félix Machado, sua prima em Fragoso, filhya de José Félix Machado, que tiveram um filho de nome Joaquim Félix Machado, foi padre.
c) Joaquim Machado, reitor de Quintiães
d) D. Maria Machado = Domingos Afonso de Quintiães.

II - Manuel Félix Machado = Joaquina Pereira da Silva, da Casa do Assento em Quintiães, filha António José da Silva e sua mulhera da Casa do Assento. Tiveram:
a) D. Margarida Félix Machado = António Coutinho, da freg.ª de Aborim. Tiveram:
aa)Joaquim Machado Coutinho, = 1.ª vez com Antonia, filha de José Luis Afonso. = 2.ª com Joaquina Marques Maciel, s.m.n.
bb)Joaquim António Machado Coutinho= em Aborim
cc)António Machado Coutinho = em Aguiar
b) Maria Félix Machado = Aguiar com Miguel Vicente de Carvalho, s.m.n.
c) Joaquina Félix Machado, s.g.
d) José Félix Machado, que segue
e) Domingos Félix Machado, fal. em 1939 com 80 anos
f) Rosa Félix Machado, = António Fernandes do Vale, de Quintiães.
g) António Félix Machado, padre e Sr. da Casa de Moinho Vedro.

III - José Félix Machado = com Maria Teresa Pereira da Silva, filha de António Zeferino Pereira da Silva e mulher. Tiveram
a) Joaquina Félix Machado = Quintiães com Zeferino Ferreira, s.g.
b) Domingos Félix Machado, fal. na Argentina
c) António Félix Machado, que segue
d) Joaquim Félix Machado = com Rosa de Sousa de Quintiães. Tiveram
aa)-----------?
e)Manuel Félix Machado = D. Maria Ferreira de Sá, de Quintiães. Tiveram:
aa)---------?
bb)---------?
cc)---------?
dd)---------?
ee)---------?
f) João Félix Machado = com Adelaide Antónia da Rosa, da Casa da Agrela em Quintiães, s.m.n.
g) José Félix Machado, prof. primário em Vitorino de Piães, Ponte de Lima

IV - António Félix Machado (Dr.) = D. Emilia da Luz de Magalhães e Menezes de Abreu do Couto de Amorim Novaes...... tenho toda a descendência até actualidade.

§ 1
Joaquim Félix Machado, filho 5.º de João Félix Marinho Falcão Machado, = com D. Maria Joaquina da Silva Rosa, da Casa do Agrelo em Cossourado, filha de Miguel António da Rosa e de D. Josefa....de Quintiães. Tiveram:
a) Maria Josefa Ferreira, que segue
b) António = com Ana Julia do Rosário, filha de António José da Silva, da Casa do Assento.s.m.n
c) Ana = com José Baptista de Souto, de Balugães.
aa) António. s.m.n.
d) Joaquim
e) Joaquina, gémea do anterior

II - Maria Josefa Ferreira = Bernardo António da Silva Rosa, da Casa do Agrelo, filho de Silvestre José da Silva e D. Maria Josefa da Silva Rosa. Tiveram
a)António José da Silva Rosa,nasceu a 20-8-1884 em Cossourado e aí faleceu a 6-9-1915, foi padre.
b) João António da Silva Rosa, nasceu a 17-7-1846 em Cossourado = com D. Maria da Costa Ferreira, da freg.ª de Aldreu. Tiveram:
aa) DR. António da Silva Rosa, nasceu a 30-11-1898 em Cossourado, solt.º com filhos bastardos.
bb) João da Silva Rosa, solt.º com filhos bastardos
cc) Maria da Silva Rosa = com Manuel Alves Nogueira, da freg.ª do Couto.Tenho a descência até actualidade, falta data de nascimento e casamento e óbito e respectivas freg.ªs.
dd) Francisco da Silva Rosa = com D. Maria da Glória Gonçalves Barreto Neivo, de Vitorino de Piães, Ponte de Lima, tenho alguma descendência mas faltam datasdo seu casamento, nascimento etc.
---------------------
isto é tudo o que tenho relativamente a este Ramo, além de algumas pesquisas que efectuei, e de alguns amigos me terem fornecido alguns dados, segui o estudo do Dr. Fernado Falcão Machado, que está imcompleto «Livro e Memorial das Terras, medidas e propriedades....Casa e Quinta da Cabana....».
Já agora pergunto-lhe também se consegue entroncar nesta descendência o citado autor, uma vez que eu não o consigo fazer, possivelmente será descendente por bastardia.Tanto quanto sei este Sr. é filho de Manuel Falcão Félix Machado, que nasceu em Carvoeiro e faleceu em Alvarães em 22-6-1936 e foi Comendador e Cavaleiro da Real Ordem do Leão, da Bélgica e de D. Virginia Adélia Pereira Sartóris.
O referido Dr. falcão Machado casou 2 vezes a 1.ª com D. Maria Ana de Cabedo Garcia, neta dos Visconde do Zambujal e 6.ª neta do marquês de Pombal.A 2.ª não sei.
Por informações que obtive, o Dr. Falcão Machado escreveu para um dos jornais de Barcelos alguns estudos Genealógicos sobre a sua familia,tentei procurá-los e não consegui.
Peço que me desculpe de lhe ter enviado toda esta informção mas penso que era necessária para não ficar com material repetido. Agradeço tudo o possa fazer para a conclusão deste estudo e não esquecerei de o referenciar.
Espero com muita ansiedade a sua resposta.

José Aníbal Marinho Gomes

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#854 | PINHO | 10 Nov 2000 19:07 | Em resposta a: #851

Chamou-me a atenção na sua comunicação a referência a uma localidade Carvoeiro.
Tenho um antepassado de nome "Estrela", nascido
numa freguesia Santa Maria carvoeiro, Arcebispado de Braga.
Pode informar-me se é a mesma?

Pinho

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#857 | Falconet | 10 Nov 2000 19:53 | Em resposta a: #854

Santa maria de carvoeiro pertence ao Concelho de Viana do Castelo, limitrofe com Barcelos. Actualmente é bispado de Viana do Castelo, mas antigamente + ou - 30 anos era Arcebispado de Braga, existiu nesta localidade um mosteiro beneditino, que hoje pouco resta, a não ser a magestosa Igreja e a actual residência paroquial

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#860 | PINHO | 11 Nov 2000 14:45 | Em resposta a: #857

OBRIGADO PELA INFORMAÇÃO, SE NECESSITAR DE ALGUMA INFORMAÇÃO DA MAIA, FAZ O FAVOR DE DISPOR.

PINHO

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#947 | Pedro Cardoso | 21 Nov 2000 02:50 | Em resposta a: #312

Será que tem alguma informação sobre a família Dantas e família Alves do concelho de Barcelos?

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#1064 | ajtrigueiros | 29 Nov 2000 11:01 | Em resposta a: #850

Estive sem aceso à net durante quase um mês.
Vou procurar responder ainda hoje a todas as questões!
António Júlio Trigueiros
ajtrig@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#1065 | ajtrigueiros | 29 Nov 2000 11:03 | Em resposta a: #851

Caro amigo:
Estive sem acesso à net por quase um mês. Vou procurar responder-lhe ainda hoje.
António Júlio Trigueiros
ajtrig@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#1067 | ajtrigueiros | 29 Nov 2000 11:16 | Em resposta a: #947

Caro Pedro:
Antes de mais peço desculpa por só hoje responder. Estive sem acesso à net por quase um mês.
Existe ainda hoje em Barcelos uma família Dantas Alves. Foram colegas de liceu dos meus irmãos mais velhos. Havia uma Dilora e uma Luísa, etc. Julgo que vivem em Barcelos e se quiser posso tentar arranjar-lhe o seu contacto.Desconheço qualquer referência à sua ascendência.
Alves (ou Alvares) é apelido comum em Barcelos e no seu vasto concelho e é de origem patronímica, ou seja podem existir diversas famílias com o mesmo apelido, sem que exista nenhuma relação de parentesco entre elas.
Os Dantas de Barcelos que estudei´são uma velha família da qual possuo muitos dados pelo menos desde o século XVII, mas no entanto nas gerações actuais esse apelido perdeu-se, pois acabaram por se unir a famílias de outros apelidos.
Existe ainda hoje uma família de comerciantes de apelido Dantas. Julgo que são originários de S. Martinho de Vila Frescaínha, junto a Barcelos.
Se tiver dados mais concretos sobre o que procura, terei gosto em procurar ajudá-lo. Seria necessário nomes e datas do que tiver conhecimento.
Cumprimentos amigos
António Júlio Trigueiros
ajtrig@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#1079 | balg | 29 Nov 2000 15:51 | Em resposta a: #312

Gostaria de saber se a atual biblioteca de Barcelos era a casa dos Machados de Barcelos da linhagem directa que depois por casamento passaram a condes da Azenha. Eram senhores da casa solar de S. Clemente de Sande.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#1084 | ajtrigueiros | 29 Nov 2000 16:51 | Em resposta a: #1079

Caro Senhor:

Tenho um estudo feito sobre a história da Casa dos Machados da Maia, em Barcelos (hoje Biblioteca Pública). Acha-se publicado num trabalho da minha co-autoria intitulado "Barcelos Histórico Monumental e Artístico", edições APPACDM, Braga, 1998. Nesse trabalho das páginas 339 a 357 procurei traçar com os dados que me chegaram à mão toda a longa história daquela casa.
Desse trabalho respigo alguma informação, para procurar responder à sua pergunta.
A casa em questão foi realmente pertença dos Machados, senhores do assento de S. Clemente de Sande, estabelecidos em Barcelos desde meados do século XV. Foi possivelmente mandada edificar (ou reedificar?)no segundo quartel do século XVI, por António Machado, "O Velho", onde mandou colocar a pedra de armas dos Machados da Maia que ali se pode ver. Tivera carta de brasão a 21/7/1537, concedida por D. João III. Era filho de Pedro Machado da Maia, O Velho, senhor do Assento de São Clemente de Sande, mas que viveu em Barcelos, e de sua mulher D. Leonor Dias de Vilas Boas, instituidores do morgado da capela de Santo António, na Colegiada de Barcelos. Não casou mas deixou geração ilegitima.
Como refiro no meu trabalho a p. 343:
" A Casa dos Machados da Maia, no largo da Cadeia Velha ficou, por sua morte, na linha de seu irmão primogénito, Diogo Machado da Maia, abaixo, porque certamente fazia parte dos bens vinculados de seus pais e, na ausência de geração legítima, teria de cair na de seu irmão. Não temos notícia de que algum destes seus descendentes tivesse habitado a velha casa dos Machados da Maia, e a partir de 1649, foi aforada a seus parentes Machados Mirandas, abaixo. Daremos notícia da linha de sucessão destes senhores que, ainda em 1865, recebiam foro desta casa, na pessoa do conde da Azenha. Julgamos que por esta altura este foro terá sido remido".
Assim sendo a casa foi habitada pelos Machados de Miranda até 1760 e desde esta data emprazada a uma segunda família, os Pedrosa Pereira Barreto. Em 1825, por morte sem geração de Luís Lopes Veloso Pereira Barreto, este no seu testamento, datado de 29/10/1820 deixa herdeira "a Senhora Maria Magdalena, mulher de Domingos Joze Forte, Enfermeiros no Hospital desta villa (...) e lhe nomeio mais o meo Prazo das Cazas em que vivo, que sam foreiras ao Illustrissimo Estêvão Machado da villa de Guimarães" (trata-se de Estevão Machado de Miranda, Desembargador da Relação do Porto, a quem sucedeu sua irmã D. Catarina Flávia de Melo Machado Miranda e Castro, casada com Inácio Pereira Leite de Almada, senhor da Casa da Azenha).
Em 8/1/1865, António José Forte de Sá, filho do casal acima, hipotecou à Confraria da Santíssima Sé de Braga, estas suas "casas apalaçdas sitas atrás da Cadeia desta villa(..) esta propriedade parte alodial e parte foreira ao Conde D'Azenha" (trata-se de Bernardo Correia Leite de Morais Almada e Castro (1806/1869), 1º Conde da Azenha).
Nesta família Forte de Sá se conservou até 1885, ano em que foi comprada pelo Dr. José Joaquim Duarte Paulino do Vale, médico municipal e sua mulher D. Elvira Alvarenga do Vale. D. Elvira veio a falecer em 1912,viúva sem geração, deixando por herdeira a Santa Casa da Misericórdia de Barcelos. Em 1916 a Casa dos Machados da Maia veio a ser arrematada em hasta pública pelo Dr. José Júlio Vieira Ramos. Na posse dos seus descendentes se conservou até 1990, ano em que foi adquirida pela Câmara Municipal de Barcelos, para aqui ser instalada a Biblioteca Pública Municipal de Barcelos, que aqui funciona desde 1997.

Se eventualmente lhe interessarem informações mais detalhadas, basta que me envie o seu contacto electrónico ou postal e faço-lhe chegar fotocópia do meu artigo sobre esta casa.

Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros

ajtrig@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: LOPES DE ALBUQUERQUE

#1133 | ajtrigueiros | 01 Dez 2000 17:13 | Em resposta a: #850

LOPES DE ALBUQUERQUE, de Barcelos

A família Lopes de Albuquerque de Barcelos, provém toda do casamento de Domingos Lopes Correia com Maria de Sobral e Albuquerque, realizado cerca de 1757.
Domingos Lopes Correia era filho de Domigos Lopes e de Maria Correia, naturais de S. João de Areias de Vilar, Barcelos.
Maria de Sobral e albuquerque era filha natural do Reverendo António de Sobral e Albuquerque, abade de Santa Marinha de Alheira, Barcelos e de Rosa Maria Barbosa, solteira.
Viveram no lugar de Real de Corvos, em Alheira e foram pais de pelo menos quatro filhos.
Destes descende toda a família Lopes de Albuquerque, com muitas ramificações.

Tenho muitos dados sobre esta família (antepassados e descendentes).
Se o seu avô era da região de Barcelos é certamente desta família.
Se conseguir saber mais elementos sobre ele (terra de naturalidade, data, filiação) pode ser que eu consiga fazer a ligação.

Faço-lhe de seguida um resumo da linha dos Albuquerques desde o século XIV até aos Lopes de Albuquerque de Barcelos.

I Dom João Afonso de Albuquerque, o do ataúde

II Dom Fernando Afonso de Albuquerque (falecido em 1387)

III Dona Teresa de Albuquerque
casada com Dom Vasco Martins da Cunha, 7º senhor de Tábua (confirmação de 3/5/1392, do rei D. João I9

IV Dona Isabel de Albuquerque
casada com Gonçalo Vaz de Melo, O Moço, 2º senhor da Castanheira, Povos, Cheleiros e Vila Boim

V Dona Teresa de Albuquerque
casou com Luís àlvares Paes, Mestre de Sala de D. Afonso V e neto do famoso Alvaro Paes que aclamou rei D. João I

VI Gonçalo Vaz de Melo (chamado como seu avó materno), Mestre sala do rei D. João II
casado com D. Inês de Brito

VII D. Inês de Albuquerque e Melo
casada com Pedro Feyo, morgado de Monte Redondo, Alcaide Mór de Botão,Estribeiro Mór de D. João II e de D. Manuel I

VIII Manuel Feyo de Albuquerque, Morgado de Monte Redondo
casado com D. Joana Pessoa

XI António Feyo de Albuquerque, viveu em Viseu
casado com D. Maria Francisca Couceiro

X Rev. Bernardo Feyo de Albuquerque,natural de Viseu, sacerdote do hábito de S. Pedro, Cura de Carviçais e Abade de Mós (Torre de Moncorvo)
Teve em Isabel Domingues Fevereiro, solteira, de Mós, a

XI D. Mariana Domingues Feyo e Albuquerque
casada com António Luís Sobral, de S. Bartolomeu de Urros, Torre de Moncorvo

XII Rev. António Sobral e Albuquerque, Abade de Santa Marinha de Alheira, no concelho de Barcelos, onde faleceu a 19/7/1767.
Teve uma filha natural, em Rosa Maria Barbosa, solteira, do lugar de Real de Corvos, Alheira

XIII D. Maria Sobral e Albuquerque
casada cerca de 1757, em Alheira, com Domingos Lopes Correia, natural de S. João de Areias, Barcelos

XIV Manuel Lopes de Albuquerque, nascido a 8/6/1772, no lugar de Real de Corvos, Alheira. Foi cirurgião.
casado a 12/2/1804, em S. Pedro de Alvito, com D. Violante Quitéria Magalhães Varela, filha de Bento Joaquim Varela de Castro e de sua mulher D. Maria Luísa Magalhães Lima, de S. Pedro de Alvito

COM GERAÇÂO (família Lopes de Albuquerque, de Barcelos)

Fico à espera de notícias suas, para este forum ou para o meu mail

Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros
ajtrig@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: LOPES DE ALBUQUERQUE

#1174 | ajtrigueiros | 04 Dez 2000 10:39 | Em resposta a: #1133

Shani:
Acrescento ao mail anterior que há um ramo dos Lopes de Albuquerque, de Barcelos,que se fixou na freguesia de S. Julião de Freixo, no concelho de Ponte do Lima. Provém do casamento de D. Isabel Maria Lopes de Albuquerque com António José Martins. Deste ramo vários dos seus membros emigraram para o Brasil.
Quem sabe se o seu avô não será deste ramo?
Espero notícias!

António Júlio Limpo Trigueiros
ajtrig@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#1233 | balg | 08 Dez 2000 18:56 | Em resposta a: #1084

Obrigado, gostei muito de conhecer um pouco da história desta casa.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#1267 | antjfer | 10 Dez 2000 07:03 | Em resposta a: #312

Meu nome é António Joaquim Monteiro de Oliveira. Meus pais sao de Barcelos gostaria conhecer nomes dos meus antepassados.

Minha mae nasceu em Arcozelo Ana Duarte Monteiro, filha de Antònio Alves Monteiro e Rosa Fernandes Duarte, eles sao filhos de: António José Alves e Ana Lopes Monteiro; e Joaquim José Duarte e Maria Helena Fernandes.

Meu pai nasceu em Tamel de Sao Verissimo Joaquim Fernandes de Oliveira, filho de Domingos Alves de Oliveira e Cándida Da Costa Fernandes.

So isto conheco até agora gostaria conhecer ainda mais. Mouro na Venezuela. Quase toda a minhafamilia moura lá em Barcelos, em Arcozelo.

Muito obrigado,

AJ
antjfer@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#1268 | antjfer | 10 Dez 2000 07:15 | Em resposta a: #1067

Amigos,

Eu conheco uma familia Dantas Correia em Barcelos. Na minha familia temos Alves Monteiro e Alves de Oliveira. Arcozelo e Sao Verissimo.

Cumprimentos,

Antonio Joaquin

antjfer@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#1368 | Luís Soveral Varella | 17 Dez 2000 16:40 | Em resposta a: #312

Procuro o baptizado de uma Catarina nascida em Barcelos (desconheço) a freguesia, mas certamente urbana, filha de Domingas da Silva e de António Pereira (ou da Rocha, ou as duas coisas) e que terá nascido (Catarina) cerca de 1650/65. Procuro ainda o casamento deste António Pereira com essa Domingas da Silva, anterior ao baptismo desta filha. De qualquer modo não tenho garantias que eles tenham sido casados.
Se me puder auxiliar nessa investigação, agradeço-lhe. Cumprimentos amigos

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#1739 | ajtrigueiros | 17 Jan 2001 16:59 | Em resposta a: #312

Caros amigos:
Por motivos de saúde e de ordem pessoal, estive nos últimos dois meses sem grande possibilidade de participar deste forum, para grande pena minha. Tenho assim várias dezenas de mensagens e pedidos para responder, especialmente às pessoas que me escreveram para o meu mail pessoal. Antes de mais apresento as maiores desculpas a todas as pessoas a quem ainda não respondi e mediante a minha limitada disponibilidade vou procurar fazê-lo, a todas, nas próximas semanas.
Saudações amigas!

António Júlio Limpo Trigueiros

e-mail - ajtrig@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#1747 | jmbca | 18 Jan 2001 02:51 | Em resposta a: #376

muito obrigado pelo seu trabalho que está magnífico.gostaria de saber mais ,se fôr possível,
sobre a familia magalhães e meneses.mais própriamente sobre o 1ºconde de vilas boas meu bisavô.muito obrigado.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias do Alentejo

#1760 | catarina | 18 Jan 2001 13:36 | Em resposta a: #312

Gostaria de saber se existem estudos feitos acerca de familias do Alentejo.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#2045 | jpinho | 03 Fev 2001 08:23 | Em resposta a: #857

Encontrei neste tópico a 1ª referência à Freguesia de Santa Maria Carvoeiro, para mim referenciada como pertencendo ao Arcebispado de Braga e aqui esclarecido que pertence agora ao Arcebispado de Viana do Castelo.
Desta Freguesia, procuro relativos a António de Oliveira (Estrela), filho de Manoel Caetano e de Angélica Rosa.
Se tiverem alguma informação disponivel, agradeço.

J. Pinho

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#2091 | rafael mião | 06 Fev 2001 17:24 | Em resposta a: #312

Tenho um apontamento sobre uma antiga casa solarenga ,em Barcelos de uma família de apelido-Goes e há a aldeia de Goios.Estou interessado em informações sobre tudo o que se relaciona com "Os Goes " e com a aldeia e vila de Góis;particularmente,como contribuição para um estudo muito alargado sobre todos "OS Goes" que prepara o Senhor Eng. João de Nogueira Ramos.Aliàs eu também sou -Goes-por via de minha avó paterna,mas desconheço a origem deste meu ramo alentejano.
Com amizade Rafael Carvalho
e-mail :bdodegusmao@mail.telepac.pt

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#2235 | Carlos Silva | 17 Fev 2001 13:00 | Em resposta a: #312

copia da mensagem mandada para o forum com o topico "Pimentas de Barcelos" :

Procuro informaçoes sobre os Pimentas de Barcelos.

A inquiriçào de genere com auto de purga (1691-1730) de Manuel da Costa de Azevedo (ref. nobiliario de Felgueiras Gaio, titulo de Azevedos §40 subN24, e Corografia portuguesa, volume 3 p. 321), de Casteloes, concelho V.N. Famalicào, consiste no essencial em tentar definir se ele era descendente da familia dos Pimentas de Guimaràes (Cristàos velhos) ou dos Pimentas de Barcelos (Cristaos novos), com as respectivas consequencias, duas familias cujas origens pareciam obvias para as testemunhas contemporaneas.

Os Pimentas de Guimaràes erào os descendentes de Marçal Vasques Pimenta, com se tira dos nobiliarios.

Alguem sabe algo sobre os Pimentas de Barcelos?

com os melhores cumprimentos

C. Silva

Nota bene: A referida inquiriçào de genere iniciada em 1690 parece ter-se arrastado uns 40 anos até à ordenaçào de Manuel da Costa de Azevedo em 1730.

Devo dizer que no mesmo "auto de purga" compareceram por volta de 1691 testemunhas barcelenses, assim umas irmàs Costas, solteiras, idosas, creio de Barcelinhos.
Tentaram demonstrar que a antepassada do reu, Brites Rodrigues, de Barcelos, era uma "Vilas Boas" de barcelos, provavelmente com pouco exito.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#2654 | CAMILO | 11 Mar 2001 22:22 | Em resposta a: #312

Ao consultar a árvore de minha esposa deparo com um membro de nome DIOGO SOARES DE TANGIL, casado com uma srª MARIA BARBOSA DE LIMA e de cujo casamento resulta uma descendente ANA JOAQUINA FELICIA SOARES.
Sei que o referido Diogo Soares era cavaleiro da Ordem de Cristo e bacharel em Direito e pertencente à casa da Granja.
Como sei que existe quer em Barcelos, quer em Monção a freguesia de Tangil (e como era hábito tomarem o nome do lugar de onde eram provenientes) e como não sei mais nada dele pretendo saber os seus ascendentes, bem como se existe em Barcelos

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#2657 | Vasco Jácome | 11 Mar 2001 23:42 | Em resposta a: #2654

Caro Camilo

Quem procura está no Felgueiras Gayo ttº de Farias §41 N15, com a ascendência no ttº de Soares Tangis §22.
Pode essa gente também no Canaes de Figueiredo, costado 30 e respectiva actualização nas “Últimas Gerações de Entre-Douro e Minho”, no artigo com o mesmo nº (pág. 195 do Vol. I).
Tem ainda melhor actualização no “Barcelos Histórico Monumental e Artístico”, a partir da pág. 538, cujo um dos autores é precisamente, António Júlio Trigueiros.
Como provavelmente já sabe, a Casa da Granja, em S. Veríssimo de Tamel, está ligada aos Beça e Meneses. Não lhe sei é dizer se ainda está na família.
De facto, este Diogo pertence aos verdadeiros soares Tangis, que tiraram o nome da freg. de Monção, na Idade Média.

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#2690 | CAMILO | 13 Mar 2001 01:59 | Em resposta a: #2657

Tanto quanto sei essa casa ainda se encontra na família, que tem ramificações em Paredes de Coura, por parte de meu sogro.
No entanto continuo sem saber mais dados sobre o individuo em causa. Agradeço no entanto a ajuda.
Só preciso de saber onde encontrar as fontes referidas

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#2718 | Alves Santos | 13 Mar 2001 20:11 | Em resposta a: #312

Caro Trigueiros,

A minha mae era de uma freguesia de Barcelos denominada S. Juliao de Freixo, sendo o seu nome de familia Alves Afonso.
Possui alguma informacao??

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#2724 | Vasco Jácome | 13 Mar 2001 23:07 | Em resposta a: #2690

Caro Camilo

As obras que referi são obras primordiais para a genealogia local e, pelo menos no caso do Gayo, mesmo nacional.

Julgo que as pode encontrar em qualquer boa biblioteca, como a de Braga (http://www.bpb.uminho.pt). De qualquer modo, a referência completa das obras é:

Título: Nobiliário de famílias de Portugal (nas “Fontes” do site – NFP)
Menção de Responsabilidade: GAIO, Felgueiras, 1750-1831
Publicação: Braga, Carvalhos de Basto, 1989-1990

Título: Arvores de costados de famílias ilustres de Portugal (nas “Fontes” do site – ACFTP)
Menção de Responsabilidade: CASTELO BRANCO, José Barbosa Canais de Figueiredo, 1804-1856
Publicação: Braga : Carvalhos de Basto, 1990-

“Últimas Gerações de Entre-Douro e Minho”, de José de Sousa Machado (nas “Fontes” do site – UGEM)

“Barcelos Histórico Monumental e Artístico”, António Júlio Limpo Trigueiros, SJ; Eugénio Andrea da Cunha e Freitas; Maria da Conceição Cardoso Pereira de Lacerda. Edições APPACDM Distrital de Braga. Braga 1998.

Estes dois últimos não encontro no índice on-line, mas devem lá existir.

Também nas “Pedras de Armas e Armas Tumulares do Distrito de Braga”, de Artur Vaz Osório da Nóbrega, Vol. V, respeitante ao concelho de Barcelos Aquém Cávado, está estudada a Pedra d’Armas da Casa, que são precisamente Soares Tangil. Embora aqui algo me baralhe: a casa aqui referida é a que fica no largo próximo dos Bombeiros. Ora julgo que Tamel não chega aí...

Se estiver interessado nos Soares Tangil mais remotos também o “Nobiliário das Gerações de Entre-Douro-e-Minho”, de Manuel de Sousa da Silva (tenho uma mensagem sobre esta obra) os refere a partir da pág. 361 do Vol. II.

Certamente que na consulta destas obras, encontra muita mais informação do que a que eu poderia colocar aqui. De qual quer modo, se só pretende verificar um pormenor ou outro, faça o favor de dizer, que eu tentarei ser útil.

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#2725 | Vasco Jácome | 13 Mar 2001 23:12 | Em resposta a: #2718

Caro Alves Santos

Atenção que Freixo é Ponte de Lima. Mas não será certamente por esse motivo que António Júlio Trigueiros deixará de responder, caso possa.

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#2755 | rafael mião | 15 Mar 2001 08:19 | Em resposta a: #2724

Meu Caro Vasco Jácome
Reconhecidamente lhe agradeço o seu e-mail,pela valiosa informação,acrescida da indicação bibliográfica respectiva.Bem haja.
Respondo-lhe aqui,simplesmente,para dar esta notícia aos interessados, e creio não fazer inconfidência nenhuma,porque se Deus quiser teremos de volta ao forum,brevemente,o bom investigador que também é o Rev.º António Júlio SJ.Este meu primo e Amigo também tem a particularidade que encontro em tantos colaboradores do Forum,onde o incluo a si também:a amizade e gosto de ajudar e elucidar quem procura apoio ou informação.Eu também gosto de fazê-lo e exaustivamente,sempre que possível;embora,muito limitado.Como vou enviar-lhe(a ele) não demorando ,alguma informação falarei no assunto do seu e-mail.
Com muita amizade e grande consideração
Rafael Carvalho

Resposta

Link directo:

Sás, de Airó e Pereiras, de Airó

#2767 | Sá Pereira | 15 Mar 2001 15:03 | Em resposta a: #312

Gostaria de trocar informações a respeito destas famílias do Concelho de Barcelos. Estou disponivel para enviar as informações de que disponho.

Sá Pereira.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#3257 | regueiras | 07 Abr 2001 12:42 | Em resposta a: #312

Procuro a minha trisavó:
Rosa Correa de Macedo, nasceu em Minhotães - Barcelos. É filha de José Correa Sousa e Joana Bernarda Macedo.

A minha bisavó (sua filha) nasceu em 1870.

Obrigado por qualquer informação,
Graça Regueiras

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#3259 | HCRB | 07 Abr 2001 14:00 | Em resposta a: #312

Minha mãe tem no nome Azevedo, mora em vila verde, como posso saber se tem alguma coisa a ver com a familia Azevedo de Barcelos, de onde provém os Azevedos,

Resposta

Link directo:

RE: Sás, de Airó e Pereiras, de Airó

#3260 | lumame00 | 07 Abr 2001 15:19 | Em resposta a: #2767

Caro Sá Pereira

Tenho dados da minha ascendência do ramo Sá até cerca de 1500; para trás não tenho dados, muito embora haja bibliografia que refira que provém do Sá das Galés.

Dispõe de alguma informação sobre este ramo que possamos eventualmente trocar ?

Cumprimentos

Luis Melo

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#3330 | HCRB | 10 Abr 2001 11:27 | Em resposta a: #851

Aqui vai a mensagem, espero que lhe seja útil, quanto ao nome de meu trisavô, não me encontro em casa, logo que possivel envio.

RE: Famílias de Barcelos 10-11-2000, 17:45
Autor: Falconet [responder para o fórum]
--------------------------------------------------------------------------------

Sobre a sua mensagem de 29-09, àcerca de familias de Barcelos, tenho a comunicar-lhe que está para breve a publicação de estudo por mim elaborado, intitulado «Marinhos Falcões de Ponte de Lima, Subsídios Genealógicos». Assim para poder terminar este estudo necessito de algumas informações de um ramo desta familia de Quintiães que passo a indicar:

João Félix Marinho Falcão Machado, n. a 25-6-1720, na Casa do Lameiro em Vila Cova.Sr. do Vínculo da Cabana e Capela de N.ª Sr.ª da Ajuda em Quintiães, etc.,. Casou em Quintiães com D. Maria Josefa da Silva Ferreira, daqui natural onde nasceu a 2-9-1740, filha de José Ferreira da Silva e de D. Catarina Gonçalves. Deste casamento nasceram 7 filhos, dosis quais possuo quase nada:
1- Manuel Félix Machado, menorista faleceu com 84 anos
2 - Miguel Félix Machado, casou em Fragoso, s.g.
3 - José Félix Machado, casou em Fragoso com D. Maria Dias de Sá, sobrinha do Padre josé de Sá. c.g.
a)Maria Machado = António Filipe
b)Josefa Machado, solt.º
c)Antónia Machado = Fragoso com seu primo António Machado, filho de Luis Félix Macahado e Maria Maciel.
d) Rosa Machado = José de Sá
4 - Luis Félix Machado, que segue
5- Joaquim Félix Machado § 1
6- António Félix Machado, nasceu em 1777 em Quintiães, solt.º s.g.
7- João Félix Machado, padre, faleceu com 67 anos.

I - Luis Félix Machado = com Maria Maciel, de Tregosa, Tiveram:
a) Manuel Félix Machado, que segue
b) António Félix Machado = D.Antónia Félix Machado, sua prima em Fragoso, filhya de José Félix Machado, que tiveram um filho de nome Joaquim Félix Machado, foi padre.
c) Joaquim Machado, reitor de Quintiães
d) D. Maria Machado = Domingos Afonso de Quintiães.

II - Manuel Félix Machado = Joaquina Pereira da Silva, da Casa do Assento em Quintiães, filha António José da Silva e sua mulhera da Casa do Assento. Tiveram:
a) D. Margarida Félix Machado = António Coutinho, da freg.ª de Aborim. Tiveram:
aa)Joaquim Machado Coutinho, = 1.ª vez com Antonia, filha de José Luis Afonso. = 2.ª com Joaquina Marques Maciel, s.m.n.
bb)Joaquim António Machado Coutinho= em Aborim
cc)António Machado Coutinho = em Aguiar
b) Maria Félix Machado = Aguiar com Miguel Vicente de Carvalho, s.m.n.
c) Joaquina Félix Machado, s.g.
d) José Félix Machado, que segue
e) Domingos Félix Machado, fal. em 1939 com 80 anos
f) Rosa Félix Machado, = António Fernandes do Vale, de Quintiães.
g) António Félix Machado, padre e Sr. da Casa de Moinho Vedro.

III - José Félix Machado = com Maria Teresa Pereira da Silva, filha de António Zeferino Pereira da Silva e mulher. Tiveram
a) Joaquina Félix Machado = Quintiães com Zeferino Ferreira, s.g.
b) Domingos Félix Machado, fal. na Argentina
c) António Félix Machado, que segue
d) Joaquim Félix Machado = com Rosa de Sousa de Quintiães. Tiveram
aa)-----------?
e)Manuel Félix Machado = D. Maria Ferreira de Sá, de Quintiães. Tiveram:
aa)---------?
bb)---------?
cc)---------?
dd)---------?
ee)---------?
f) João Félix Machado = com Adelaide Antónia da Rosa, da Casa da Agrela em Quintiães, s.m.n.
g) José Félix Machado, prof. primário em Vitorino de Piães, Ponte de Lima

IV - António Félix Machado (Dr.) = D. Emilia da Luz de Magalhães e Menezes de Abreu do Couto de Amorim Novaes...... tenho toda a descendência até actualidade.

§ 1
Joaquim Félix Machado, filho 5.º de João Félix Marinho Falcão Machado, = com D. Maria Joaquina da Silva Rosa, da Casa do Agrelo em Cossourado, filha de Miguel António da Rosa e de D. Josefa....de Quintiães. Tiveram:
a) Maria Josefa Ferreira, que segue
b) António = com Ana Julia do Rosário, filha de António José da Silva, da Casa do Assento.s.m.n
c) Ana = com José Baptista de Souto, de Balugães.
aa) António. s.m.n.
d) Joaquim
e) Joaquina, gémea do anterior

II - Maria Josefa Ferreira = Bernardo António da Silva Rosa, da Casa do Agrelo, filho de Silvestre José da Silva e D. Maria Josefa da Silva Rosa. Tiveram
a)António José da Silva Rosa,nasceu a 20-8-1884 em Cossourado e aí faleceu a 6-9-1915, foi padre.
b) João António da Silva Rosa, nasceu a 17-7-1846 em Cossourado = com D. Maria da Costa Ferreira, da freg.ª de Aldreu. Tiveram:
aa) DR. António da Silva Rosa, nasceu a 30-11-1898 em Cossourado, solt.º com filhos bastardos.
bb) João da Silva Rosa, solt.º com filhos bastardos
cc) Maria da Silva Rosa = com Manuel Alves Nogueira, da freg.ª do Couto.Tenho a descência até actualidade, falta data de nascimento e casamento e óbito e respectivas freg.ªs.
dd) Francisco da Silva Rosa = com D. Maria da Glória Gonçalves Barreto Neivo, de Vitorino de Piães, Ponte de Lima, tenho alguma descendência mas faltam datasdo seu casamento, nascimento etc.
---------------------
isto é tudo o que tenho relativamente a este Ramo, além de algumas pesquisas que efectuei, e de alguns amigos me terem fornecido alguns dados, segui o estudo do Dr. Fernado Falcão Machado, que está imcompleto «Livro e Memorial das Terras, medidas e propriedades....Casa e Quinta da Cabana....».
Já agora pergunto-lhe também se consegue entroncar nesta descendência o citado autor, uma vez que eu não o consigo fazer, possivelmente será descendente por bastardia.Tanto quanto sei este Sr. é filho de Manuel Falcão Félix Machado, que nasceu em Carvoeiro e faleceu em Alvarães em 22-6-1936 e foi Comendador e Cavaleiro da Real Ordem do Leão, da Bélgica e de D. Virginia Adélia Pereira Sartóris.
O referido Dr. falcão Machado casou 2 vezes a 1.ª com D. Maria Ana de Cabedo Garcia, neta dos Visconde do Zambujal e 6.ª neta do marquês de Pombal.A 2.ª não sei.
Por informações que obtive, o Dr. Falcão Machado escreveu para um dos jornais de Barcelos alguns estudos Genealógicos sobre a sua familia,tentei procurá-los e não consegui.
Peço que me desculpe de lhe ter enviado toda esta informção mas penso que era necessária para não ficar com material repetido. Agradeço tudo o possa fazer para a conclusão deste estudo e não esquecerei de o referenciar.
Espero com muita ansiedade a sua resposta.

José Aníbal Marinho Gomes

Resposta

Link directo:

RE: LOPES DE ALBUQUERQUE

#3450 | J.Artur Albuquerque | 18 Abr 2001 04:13 | Em resposta a: #1133

Existe uma família Lopes de Albuquerque residente no Rio de Janeiro, Brasil. Esta é formada por José Artur Lopes de Albuquerque e Cataria Izabel Lopes de Albuquerque, nascidos no Brasil e filhos do casamento entre António Henriques de Albuquerque (filho de Artur de Figueiredo Albuquerque e Maria do Carmo Henriques) e Maria da Conceição Abreu Lopes de Albuquerque (filha de José Lopes e Maria Isabel Paes), imigrantes em 1961 e 1974, ambos do distrito de Viseu, respectivamente de Vila Cova do Covelo e Ínsua, ambos pertencentes à Penalva do Castelo. Para maiores informações, entre em contato com o seguinte e-mail: jalacila@uol.com.br

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#5668 | CAMILO | 09 Jun 2001 03:45 | Em resposta a: #312

Tentei encontrar os livros que me indicou.
Nas bibliotecas perto de minha morada, não encontrei nada. Tambem tentei as livrarias da cidade de Braga e Viana do Castelo.
Como os posso adquirir, uma vez que estou disposto à sua aquisição (mesmo que sejam fotocópias

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#5680 | ajtrigueiros | 09 Jun 2001 16:31 | Em resposta a: #5668

Só agora vi a sua mensagem, pois estive alguns meses sem participar neste forum.
Julgo que está interessado em informações sobre os antepassados da família Beça e Meneses.
É uma família que tenho bastante bem estudada, especialmente no que se refere ao ramo de Barcelos. Tenho antepassados comuns com essa família. Os dados que tenho estão à sua inteira disposição.

Concretamente sobre a pergunta que faz, eis o que pude recolher de momento:

O Dr. Diogo Soares de Tangil. Era natural da vila de Barcelos, ao que parece. Seguiu os lugares de Letras e foi Juiz de Fora da Feira e depois Ouvidor das Lagoas no Brasil e superintendente dos Tabacos. Cavaleiro da Ordem de Cristo. Foi senhor da Casa da Granja, em S. Verissimo de Tamel, junto à vila de Barcelos. Veio a falecer a 10 de agosto de 1796, na referida quinta da Granja, e "fez testamento instituindo nelle por seu Herdeiro a seu genro Paulo de Bessa" e foi sepultado na Igreja dos Frades de S. Francisco, na vila de Barcelos.
Casara em 1769, em Moselos, Paredes de Coura, com D. Maria Leonarda de Barbosa Mello Lima, natural de Moselos, Coura. Este casamento foi precedido de escritura de dote feita a 19/6/1769, feita pelo Tabelião António José Pereira da Cunha, de Coura. D. Maria Leonarda era filha de José Luís de Melo Lima e Meneses, Monteiro Mór do concelho de Coura e de sua mulher D. Antónia Micaela de Castro Sottomaior ( cf. Felgueiras Gayo, Nobiliário de Famílias de Portugal, ttº Soares &-80 e ttº Araújos & 373).
Foram pais de uma única filha:
D. Ana Joaquina Felícia Maria Rosa Soares de Tangil de Lima e Melo, herdeira de seus pais, senhora da quinta da Granja.
Casou a 11/10/1786, na Colegiada de Barcelos, com Paulo de Bessa Sousa e Meneses, abaixo.


Vejamos um pouco da ascendência de Diogo Soares de Tangil...

O Dr. Diogo Soares de Tangil era filho de João Soares Brandão e de sua 1ª mulher D. Ângela Maria de Melo.

João Soares Brandão, natural do concelho de Coura, filho de Diogo Soares Brandão e de sua mulher D. Isabel Pereira de Caldas de Andrade ( cf. Felgueiras Gayo, Nobiliário de Famílias de Portugal, ttº Soares, & 20 N10). Casou em 1.as núpcias com D. Angela Maria de Melo, senhora da Casa da Granja, abaixo, de quem teve pelo menos este filho Diogo e uma filha D. Ana Vitória Soares de Tangil Brandão (falecida solteira a 15/9/1813, na Quinta da Granja, em S. Veríssimo de Tamel, tendo feito testamento).Casou em 2.as núpcias, a 19/6/1754, na Colegiada de Barcelos, com D. Crispiniana Maria Caminha de Castro, prima co-irmã de sua 1ª mulher. D. Crispiniana era filha de António Caminha de Castro e de sua mulher D. Antónia Pinheiro Lobo. Era neta paterna do Licenciado Fernão Caminha de Castro e de sua mulher D. Anastácia da Costa e materna do Licenciado João Rodrigues Medela e de sua mulher D. Angela Pinheiro Lobo. D. Crispiniana viveu na Quinta da Granja, e a 18/9/1779, pediu “ Provisão de Licença para se usar do Altar do Oratório Particular das Casas da Quinta da Granja”, ao arcebispo de Braga (cf. ADB, Registo Geral, Liv. 212, fls.170 vº). Veio a falecer, viúva, a 2/11/1791, repentinamente, na mesma Quinta da Granja e fez testamento. Não houve geração deste segundo casamento.


D. Ângela Maria de Melo, nasceu na Quinta da Granja. Era filha herdeira de Martinho de Melo, natural de Barcelinhos e de sua mulher D. Ana da Assunção Medela, senhora da Quinta da Granja (casaram em 1691). Era neta paterna de André de Miranda e de sua mulher D. Maria Pinheiro de Faria (casaram a 9/11/1653), senhores da Casa de Lavandeiras, em Barcelinhos ( cf. cf. Felgueiras Gayo, Nobiliário de Famílias de Portugal, ttº farias, &- 41). Era neta materna do Licenciado João Rodrigues Medela e de sua mulher D. Angela Pinheiro Lobo (cf. cf. Felgueiras Gayo, Nobiliário de Famílias de Portugal, ttº Medellas, &-74 N5 e 6).

Pelo Nobiliário de Famílias de Portugal pode recuar muito na ascendência.

Envio-lhe de seguida uma parte da descendência directa dessa filha, que tirei dos meus apontamentos:

VI Paulo de Bessa Sousa e Meneses. Nasceu a 5/6/1740, na Casa do Jardim, ao Campo dos Touros, em Barcelos e foi baptizado a 15/6/1740, na Colegiada de Barcelos, tendo por padrinhos Paulo de Bessa Sousa e Meneses, avô paterno e D. Estácia Maria Gayo, de Vila do Conde, assistindo por procuração seu sobrinho Mateus Pereira da Rocha Faria Gayo . Foi senhor da referida Casa do Jardim, bem como da Quinta e Morgado de Midos, por morte de seu pai. Foi Fidalgo Cavaleiro da Casa Real por alvará de 15/12/1795. Após o seu casamento viveu na Quinta da Granja, em São Verissimo de Tamel, que era de sua mulher e na Quinta de Midos, em São Tiago do Couto. Veio a falecer a 16/12/1823, na referida Quinta da Granja, vitimado por "huma apoplexia", com 83 anos de idade, viúvo, tendo feito testamento e foi sepultado no Convento de São Francisco.
Casou a 11/10/1786, na Colegiada de Barcelos, com D. Ana Joaquina Felícia Maria Rosa Soares de Tangil de Lima e Melo, nascida na referida Quinta da Granja, em São Veríssimo de Tamel. Era filha herdeira de Dr. Diogo Soares de Tangil, natural de Barcelos , seguiu os lugares das letras e foi Juiz de fora da Feira e depois Ouvidor de Alagoas, no Brasil, Superintendente dos Tabacos e Cavaleiro da Ordem de Cristo, senhor da referida Quinta da Granja, onde veio a falecer a 10/8/1796 e de sua mulher, com quem se casou a 19/6/1769, D. Maria Leonarda de Barbosa Melo e Lima, natural de Mozelos, Paredes de Coura. Era neta paterna de João Soares Brandão, de Paredes de Coura e de sua 1ª mulher D. Angela Maria de Melo Faria, senhora da Quinta da Granja, em S. Verissimo de Tamel, Barcelos. Era neta materna de José Luís de Melo Lima e Meneses e de sua mulher D. Antónia Micaela de Castro Sottomayor, de Moselos, Paredes de Coura. Foi senhora da Quinta da Granja, onde veio a falecer.
Filhos:
1(VII) D. Maria Rosa Josefa Joaquina de Bessa Sousa e Meneses Nasceu a 17/3/1788, na Casa da Quinta da Granja, em S. Verissimo de Tamel (Barcelos) e foi baptizada logo em casa por nascer com perigo de vida, pelo Padre Manuel Gomes e lhe puseram os santos óleos na igreja de S. Verissimo de Tamel a 16/8/1788 , tendo por padrinhos José Luís de Melo Lima e Meneses, de S. Paio de Moselos, Paredes de Coura, com procuração ao Padre Luís António Machado da Costa Correia, de Gilmonde e D. Rosa Josefa de Melo e Lima, da mesma de Mozelos, com procuração a D. Crispiniana Maria Caminha de Castro, de S. Verissimo de Tamel. Achava-se recolhida com suas irmãs D. Ana e D. Umbelina, no Recolhimento Menino Deus, a 8/11/1829, data em que seu irmão Paulo de Bessa Sousa e Meneses, morador no arrabalde da Granja fez escritura de obrigação às Madres Regentes e mais Conciliárias do Menino Deus, em favor destas suas irmãs. Veio a falecer a 3/8/1862, solteira, com 73 anos de idade, no referido Recolhimento das Beatas do Menino Deus.

Sem Geração.
2(VII) D. Ana Victória Joaquina de Bessa Sousa e Meneses Nasceu a21/7/1789, na Casa da Quinta da Granja, em S. Verissimo de Tamel (Barcelos) e foi baptizada a 25/8/1789, na igreja de S. Verissimo de Tamel, pelo abade dela, Padre Manuel da Cunha Peixoto, tendo por padrinhos Luís Pinto de Sousa Coutinho, Secretário de Estado, com procuração a José Roberto Vidal da Gama, Chanceler no Porto, que por sua vez se fez representar por Diogo Soares de Tangil, avó materno e madrinha D. Catarina de Sousa César e Lencastre, com procuração a D. Luís Xavier da Costa Pereira de Vilhena, Deão de Braga, que por sua vez se fez representar pelo Padre Luís António Machado da Costa Correia, de Gilmonde. Faleceu a 16/1/1871, solteira no Recolhimento das Beatas do Menino Deus, onde se achava recolhida.
Sem Geração.
3(VII) Manuel José. 1º deste nome . Nasceu a 2/7/1790, na Casa da Quinta da Granja, em S. Verissimo de Tamel (Barcelos) e foi baptizado a 21/7/1790, na igreja de S. Verissimo de Tamel, tendo por padrinhos Baltasar Bacelar de Amorim, de Valença do Minho, com procuração ao Padre Luís antónio Machado da Costa Correia e D. Crispiniana Maria Caminha e Castro, de S. Verissimo de Tamel. Faleceu menor, a 16/11/1791, na Quinta da Granja, com 15 meses.
Sem Geração.
4(VII) D. Umbelina Rosa de Bessa e Meneses. Nasceu a 28/9/1791, na Casa da Quinta da Granja, em S. Verissimo de Tamel (Barcelos) e foi baptizada a 7/10/1791, na igreja dessa freguesia, tendo por padrinhos o Padre Luís António Machado da Costa Correia, de Gilmonde e D. Maria Doroteia Isabel da Madre de Deus, com procuração ao Padre Domingos Rodrigues Gomes da Costa, de S. Martinho de Vila Frescaínha. Foi madrinha em 1821. Faleceu solteira, recolhida no Menino Deus, onde se achava em 1829.
Sem Geração.
5(VII) Manuel José de Bessa Sousa e Meneses, que segue abaixo.
6(VII) José Maria, 1º do nome. Nasceu a 29/12/1793, na Casa da Quinta da Granja, em S. Verissimo de Tamel (Barcelos) e foi baptizado a 17/1/1794, na igreja dessa freguesia, tendo por padrinhos José Pereira da Rocha, de Vila do Conde e D. Ana Maria de Nossa Senhora, de Barcelos. Faleceu menor.
Sem Geração
7(VII) José Maria, 2º do nome. Nasceu a 19/5/1795, na Casa da Quinta da Granja, em S. Verissimo de Tamel (Barcelos) e foi baptizado a 30/5/1795, na igreja dessa freguesia, tendo por padrinho são José, por quem tocou o Padre Luís António Machado da Costa Correia e Nossa Senhora das Dores, por quem tocou o Padre Domingos Rodrigues Gomes da Costa. Faleceu com dois meses de idade, a 14/7/1795, na Quinta da Granja, S. Verissimo de Tamel.
Sem Geração.
8(VII) Paulo de Bessa Sousa e Meneses Nasceu a 4/8/1796, na Casa da Quinta da Granja, em S. Verissimo de Tamel (Barcelos) e foi baptizado a 28/8/1796, na igreja dessa freguesia, tendo por padrinhos o Padre Luís António Machado da Costa Correia, de Gilmonde, com procuração ao Dr. Agostinho Barroso Pereira de Carvalho e Nossa Senhora das Dores, por quem tocou o Padre Domingos Rodrigues, de S. Martinho de Vila Frescaínha. Foi Fidalgo Cavaleiro da Casa Real, senhor da Quinta da Granja, onde viveu, e que legou a sua sobrinha D. Mécia Júlia (filha de sua irmã D. Quitéria Rita Joaquina). Veio a falecer na Casa do Jardim, ao campo dos Touros, nº 7 a 1/11/1864, viúvo, com 64 anos de idade, tendo feito testamento.
Casou com D. Maria Margarida da Cunha Leitão Sotto Mayor, natural de Fontão, Valença do Minho. Era filha de Manuel Álvares Leitão e de sua mulher D. Rosa Angélica Pereira da Cunha Sotto Mayor. Era neta paterna de ... e materna do Capitão Sebastião da Cunha Lima, senhor da Quinta do Pombal, em Vila Franca, Viana do Castelo e de sua mulher D. Maria Margarida Pereira da Cunha Rangel, natural do lugar da Caparica, Baía, Brasil. Era irmã de D. Brites Joaquina da Cunha Leitão Sottomaior, mulher do capitão Francisco Machado Pereira de Carvalho, moradores na rua Direita, em Barcelos e senhores da Quinta de Raindo e Pontelhas, em Lijó e da Quinta de Carcavelos, em Gilmonde, com geração extinta. Faleceu a 15/3/1855, na Casa do Jardim, ao Campo dos Touros, em Barcelos.
Sem Geração.
9(VII) Constantino de Bessa Sousa e Meneses. Nasceu a 31/8/1797, na Casa da Quinta da Granja, em S. Verissimo de Tamel (Barcelos) e foi baptizado a 7/11/1797, na referida igreja, tendo por padrinhos Baltasar Bacelar Amorim, de Valença do Minho e D. Ana Maria de Nossa Senhora, com procuração ao Dr. Agostinho Barroso Pereira de Carvalho e ao Padre Domingos Rodrigues Gomes da Costa. Tenente Reformado do Castelo de Vila do Conde, Fidalgo Cavaleiro da Casa Real (alvará de 29/7/1835). Faleceu solteiro, a 16/5/1846, na sua casa à rua Direita, "de moléstia denominada vómito preto".
Sem Geração.
10(VII) D. Quitéria Rita Joaquina de Bessa Sousa e Meneses Nasceu a 29/7/1799 na Casa da Quinta da Granja, em S. Verissimo de Tamel (Barcelos) e foi baptizada a 6/8/1799, na igreja dessa freguesia, tendo por padrinhos seu irmão Manuel José e sua tia avó materna D. Ana Victória Soares de Tangil Brandão, solteira, moradora na Quinta da Granja. Faleceu viúva a 4/3/1877, na Casa do Jardim, ao Campo dos Touros, em Barcelos.
Casou a 30/8/1817, na igreja de São Veríssimo de Tamel, sendo testemunhas José Apolinário da Costa , formado em Leis pela Universidade de Coimbra e ex-corregedor de Lamego e João Joaquim Lopes de Araújo Malheiro, Capitão de Milicias, assistente no lugar de Telheiras, São Martinho de Galegos, com o Coronel José Justino Vaz Osório, natural de São José de Godim, Peso da Régua. Era filho natural legitimadado, por carta de 25/1/1815, de Lourenço Vaz Pereira e de D. Joana Teles de Vasconcelos de Castro Osório, de Fontelas. Foi Coronel agregado do Regimento de Milícias de Vila Real.
Filhos:
1(VIII) D. Mécia Júlia Rosa de Bessa Sousa e Meneses. Nasceu a 21/9/1818, em S. José de Godim, Peso da Régua. Foi senhora da Quinta da Granja, onde viveu, por herança de seu tio Paulo de Beça e Meneses, a qual acabou por vender a 13/10/1886, a seu primo José de Beça e Meneses, por 8.000.000 reis. Aqui veio a falecer solteira, a 16/2/1899, sendo sepultada no cemitério municipal no jazigo da família Bessa Sousa e Meneses.
Sem Geração.
2(VIII) Bernardo Osório. Nasceu em S. José de Godim, Peso da Régua. Faleceu solteiro.
Sem Geração.
3(VIII) D. Rita Adelaide de Bessa e Meneses Nasceu em 1821, em S. José de Godim, Peso da Régua . Faleceu a 3/8/1894, solteira, no Campo D. Luís, em Barcelos, com 73 anos de idade e foi sepultada no jazigo de família no cemitério municipal de Barcelos. .
Sem Geração.
4(VIII) D. Maria Zeferina de Bessa e Meneses. Nasceu em S. José de Godim, Peso da Régua. Faleceu solteira.
Sem Geração.

11(VII) D. Francisca. Nasceu a 21/1/1801, na Casa da Quinta da Granja, em S. Verissimo de Tamel (Barcelos) e foi baptizada a 28/1/1801, na igreja dessa freguesia, tendo por padrinhos seu irmão Paulo de Bessa Sousa e Meneses e sua tia avó, D. Ana Victória Soares de Tangil Brandão, moradores na mesma Quinta. Faleceu menor
Sem Geração.

12(VII) Francisco de Bessa Sousa e Meneses. Nasceu a 2/4/1803, na Quinta de Midos, em S. Tiago do Couto (Barcelos) e foi baptizado a 7/4/1803, na igreja dessa freguesia, pelo Reverendo António Pereira Coelho, vigário do Couto , tendo por padrinho seu irmão Constantino de Bessa e Meneses. Foi padrinho em 1817.
Sem Geração.
13(VII) José Maria Luís de Bessa Melo Sousa e Meneses, 3º deste nome Nasceu a 31/10/1804 na Quinta de Midos, em S. Tiago do Couto (Barcelos) e foi baptizado a 5/11/1804, na igreja dessa freguesia, tendo por padrinhos seu irmão Paulo de Bessa Sousa e Meneses e sua tia avó, D. Ana Victória Soares de Tangil Brandão . Fidalgo da Casa Real. Faleceu solteiro a 14/4/1888, na Casa do Jardim, ao Campo dos Touros, em Barcelos, com oitenta e cinco anos de idade e os seus restos mortais foram trasladados em 1896 para o jazigo de família do cemitério municipal.
Sem Geração


VII Manuel José de Bessa Sousa e Meneses. Nasceu a 9/11/1792, na Quinta da Granja, em São Veríssimo de Tamel e foi baptizado na igreja dessa freguesia a 17/11/1792, tendo por padrinhos seu avô materno, Diogo Soares de Tangil e D. Quitéria Joaquina Rita do Patrocínio, com procuração a Frei Manuel de Sabrosa. Foi senhor da Casa do Jardim e do Morgado de Midos. Fidalgo Cavaleiro da Casa Real. Veio a falecer a 27/3/1859, na rua do Soalheiro, em Barcelos.
Casou a 19/2/1813, na igreja de São Veríssimo de Tamel, "por namoro" e "a sua vontade" , sendo testemunhas João de Moura Faria Barreto, de S. João de Vila Boa e José Apolinário da Costa, ex- corregedor da comarca de Lamego, com procuração do nubente a Manuel Pereira de Faria e da nubente ao reverendo António Ribeiro de Alvarenga, Abade de S. João de Vila Boa, com D. Quitéria Clementina de Faria e Silva, nascida em 1798, no Campo da Feira, em Barcelos. Era filha de José Gonçalves dos Santos Terroso, natural de Santa Eulália de Beiriz, Póvoa de Varzim, tendeiro e negociante em Barcelos, falecido a 29/8/1824, na sua casa do Campo da Feira e de sua mulher, com quem se casou a 31/7/1782, na Colegiada de Barcelos, D. Josefa Maria de São José Pereira de Faria e Silva, natural de Barcelos, falecida a 27/7/1847, na rua da Estrada, em Barcelos. Era neta paterna de Pedro Gonçalves e de sua mulher Maria Teresa, de Beiriz e materna de Bento Pereira de Faria, ferrador (filho de Manuel Pereira, alfaiate, morador na rua das Velhas, em Barcelos e de sua mulher Eusébia de Faria) e de sua mulher, com quem se casou a 22/11/1755, na Colegiada de Barcelos, Francisca Teresa, exposta na freguesia de Barcelinhos. Veio a falecer a 21/2/1859, na rua do Soalheiro, em Barcelos.
Filhos:
1(VIII) D. Ana Joaquina de Bessa. Nasceu a 6/12/1813, na Casa da Quinta da Granja, S. Verissimo de Tamel, Barcelos e foi baptizada a 11/12/1813, na igreja dessa freguesia, tendo por padrinhos seu avô paterno, Paulo de Bessa Sousa e Meneses, com procuração a Constantino de Bessa Sousa e Meneses, tio paterno e D. Ana Maria de Nossa Senhora, recolhida no Recolhimento do Menino Deus, com procuração a D. Quitéria Rita Joaquina, sobrinha da madrinha e tia da baptizada. Sendo solteira, teve um filho natural em 1837, no Hospital de São Marcos, em Braga, e dela não possuímos mais notícia.
Filho natural:
(IX) António. Nasceu a 17/1/1837, no Hospital de São Marcos, em Braga e foi baptizado a 18/1/1837, na igreja de S. João do Souto, tendo por padrinhos António Tomás de Araújo Esmeriz, solteiro, da rua das àguas, em Braga e Maria Custódia Gadilha, solteira, da rua da Cruz de Pedra, Maximinos, Braga .
Sem mais notícia.
2(VIII) D. Maria de Bessa e Meneses . Nasceu a 28/5/1815, na Casa da Quinta da Granja, S. Verissimo de Tamel, Barcelos e foi baptizada a 19/6/1815, na igreja de S. Verissimo de Tamel, pelo coadjutor, Padre António José de Faria Vilas Boas, sendo padrinhos o avó paterno Paulo de Bessa Sousa e Meneses, com procuração a seu filho Paulo de Bessa Sousa e Meneses e Nossa Senhora das Dores. Veio a falecer a 3/10/1833, solteira, na Casa do Jardim, em Barcelos.
Sem Geração.
3(VIII) D. Maria da Luz de Bessa e Meneses. Nasceu a 20/10/1817, em casa de seus avós maternos, no Campo da Feira, Barcelos e foi baptizada a. 26/10/1817, na Colegiada de Barcelos, tendo por padrinhos o avô paterno, Paulo de Bessa Sousa e Meneses, com procuração a António José Barreto, da Quinta da Granja e D. Teresa Bernardina Vaz, solteira, de Jugueiros, Lamego, com procuração a Francisco de sousa Bessa e Meneses, tio paterno. Faleceu viúva, a 28/12/1898, na Quinta da Granja, em S. Verissimo de Tamel, viúva, com 81 anos de idade e fez doação a uma sua sobrinha e foi sepultada no jazigo de família, no cemitério municipal.
Casou a 18/5/1865, na Colegiada de Barcelos, com Teotónio Augusto de Sousa Costa, nascido em 1830, exposto da roda de Barcelos. Foi músico. Veio a falecer a 9/5/1868, na rua da Estrada, nº 17, em Barcelos, com 28 anos de idade.
Sem Geração.
4(VIII) Paulo de Bessa Sousa e Meneses, que segue abaixo.
5(VIII) Diogo de Bessa Sousa e Meneses. Nasceu a 20/5/1820, na Casa do Jardim, ao Campo dos Touros, em Barcelos e foi baptizado a 11/5/1820, na Colegiada de Barcelos, tendo por padrinhos São João Evangelista e D. Ana Joaquina de Jesus, com procuração a António José Barreto, o Ferramenta.. Fez testamento no qual deixou legados ao Asilo da Infância Desvalida dos Sagrados Corações de Jesus e Maria, ao Sagrado Coração de Maria da Ordem Terceira e ao São João Baptista da Colegiada. Veio a falecer a 10/2/ 1898, na Casa da Granja, em S. Verissimo de Tamel e foi sepultado no jazigo da família Bessa Sousa e Meneses, no cemitério municipal.
Casou a 23/9/1863, na Colegiada de Barcelos, com D. Maria das Dores, nascida em 1847, em Barcelos. Faleceu a 15/1/1916, em Barcelos e foi sua herdeira, sua sobrinha e afilhada, D. Maria da Glória de Lima Bandeira, mulher de Manuel Joaquim Ferreira.
Sem Geração.
6(VIII) João de Bessa Sousa e Meneses. (no baptismo João Pedro). Nasceu a 26/4/1821, na Casa do Jardim, ao Campo dos Touros, em Barcelos e foi baptizado a 26/5/1821, na Colegiada de Barcelos, tendo por padrinhos. São Pedro e D. Umbelina Rosa de Meneses, tia paterna. Faleceu solteiro, a 28/7/1895, na Casa da Granja, S. Verissimo de Tamel e foi sepultado no jazigo de família no cemitério municipal.
Sem Geração.
7(VIII) D. Maria Antónia . Nasceu a 13/6/1822, na rua Direita, em Barcelos e foi baptizada a 18/6/1822, na Colegiada de Barcelos, tendo por padrinhos o Reverendo Manuel Custódio Loureiro, Abade de Santa Maria do Abade de Neiva e Helena Teresa, mulher de Manuel Pereira de Faria, de Barcelos.
Sem Geração.

8(VIII) Bento. Nasceu a 8/6/1823, na Casa do Jardim, ao Campo dos Touros, em Barcelos e foi baptizado a 16/6/1823, na Colegiada de Barcelos, tendo por padrinhos Bento Pereira da Rocha Faria Gayo, de Vila do Conde e D. Ana Rita Cardoso, de Vila do Conde, sendo procuradores José Luís de Melo e Meneses e Francisco Arriscado, de Barcelos. Faleceu menor.
Sem Geração.
9(VIII) D. Leopoldina Adelaide de Bessa e Meneses . Nasceu a 9/6/1827, em casa de seus avós maternos, ao Campo da Feira, Barcelos e foi baptizada a 10/6/1827, na Colegiada de Barcelos, tendo por padrinhos Gaspar Leite de Azevedo e Araújo, da vila de Guimarães, com procuração a José Luís de Bessa e Meneses, tio paterno e D. Ana Josefa da Cunha Sottomayor Correia de Melo, assistente em Terroso, com procuração a José Justino Vaz Osório, assistente em Barcelos Faleceu a 21/12/1872, na rua da Estrada, Barcelos.
Casou a 22/8/1860, na Colegiada de Barcelos, com José Bernardo Constantino da Silva, natural de Barcelos, filho de Constantino José da Silva e de sua mulher Antónia Maria. Foi alfaiate. Veio a falecer a 5/1/1914, em Barcelos e foi sepultado no cemitério municipal, em jazigo de família.
Com Geração, cf. &-

10(VIII) José de Bessa Sousa e Meneses. Nasceu a 25/10/1828, em São Martinho de Vila Frescaínha, em casa de seus tios D. Rita Ludovina de Faria e Silva e marido Paulo José da Ermida, onde seus pais se achavam acidentalmente e foi baptizado a 12/3/1829, na igreja de S. Martinho de Vila Frescaínha, sendo padrinho seu tio paterno, Paulo de Bessa Sousa e Meneses, morador em Barcelos e D. Mécia Júlia de Vilas Boas Sampaio, mulher de José de Magalhães e Meneses, de Barcelos, com procuração a José Luìs de Bessa Melo e Meneses, tio paterno.. Foi senhor da Casa do Jardim e da Casa da Granja, esta última por compra que fez a 13/10/1886, por 8.000.000 reis, a sua prima D. Mécia Rosa de Bessa e Meneses, bem como de toda a restante casa de seus pais. Embarcou para o Brasil onde fez fortuna, que lhe permitiu reconstruir toda a importante casa de seus antepassados. Fez da Quinta da Granja uma exploração agrícola modelo. Reuniu na Casa do Jardim uma valiosa colecção de pintura e escultura, onde figuram obras de grandes mestres portugueses, entre os qual se destacam duas famosas telas, uma de Salgado, que representa um quadro da Batalha de Aljubarrota e outra de Condeixa, que representa a Tomada do Castelo de Faria . Foi ainda senhor por compra a 22/2/1918, da Casa dos Barretos, na rua Direita. Veio a falecer a 2/3/1918, na Casa da Quinta da Granja, com 82 anos de idade e deixou por herdeiro seu sobrinho neto e afilhado, José de Beça e Meneses. Foi sepultado na capela jazigo que mandara erigir no cemitério municipal de Barcelos.
Casou no Brasil com D. Joaquina Monteiro, nascida a 14/4/1832, em Campos, no Brasil, com quem veio para Portugal, residindo inicialmente em Lisboa onde esta senhora veio a falecer, sem geração, a 25/10/1898, sendo sepultada no cemitério municipal de Barcelos, no jazigo capela que seu marido aí mandou edificar.
Sem Geração

11(VIII) D. Maria Margarida. Nasceu a 17/5/1831, na Casa do Jardim, ao Campo dos Touros, em Barcelos e foi baptizada a 22/5/1831, na Colegiada de Barcelos, tendo por padrinhos Luís Pereira Coutinho de Vilhena, com procuração ao Cónego João Bernardo Pacheco e D. Maria Margarida da Cunha Leitão Sotto Mayor, com procuração ao Reverendo Manuel Afonso de Sousa Dias. Faleceu menor.
Sem Geração.

12(VIII) Joaquim Adelino de Bessa e Meneses (no baptismo Joaquim António), Nasceu em 9/7/1834, na Casa do Jardim, ao Campo dos Touros, em Barcelos e foi baptizado a 16/7/1834, na Colegiada de Barcelos, tendo por padrinhos João Jácome do Lago Felgueiras Gayo, com procuração a José de Bessa e Meneses e D. Maria Rita Arriscado de Lacerda, de Barcelos, com procuração a João de Moura Faria Barreto. Escrevente de papeis em Barcelos. Faleceu a 3/10/1869, na Rua da Palha, em Barcelos, com 35 anos de idade.
Casou a 8/5/1861, em Vila Nova de Famalicão, com D. Olinda Cândida de Jesus, natural de Vila Nova de Famalicão, filha de Bernardo José da Costa Pinto e de Ana da Costa Pinto.
Filha única:
(IX) D. Elvira Eduarda. Nasceu em 1862, na rua da Nogueira de Baixo, em Barcelos. Vivia em 1869.
Sem mais notícia.

13(VIII) D. Maria José do Carmo Nasceu a 16/7/1840, na Casa do Jardim, ao Campo dos Touros, em Barcelos e foi baptizada a 29/7/1840, na Colegiada de Barcelos, tendo por padrinhos São José e D. Maria Cassilda Ferraz Carneiro, com procuração a Paulo de Bessa sousa e Meneses, tio paterno, por quem assistiu Francisco José dos Santos Silva Terroso, tio materno. Faleceu a 13/8/1842, "de bexigas", na rua da Estrada, com dois anos.
Sem Geração.


VIII Paulo de Bessa Sousa e Meneses. Nasceu a 18/4/1819, na Casa do Jardim, ao Campo dos Touros, em Barcelos e foi baptizado a 24/4/1819, na Colegiada de Barcelos, tendo por padrinhos seu avô paterno, Paulo de Bessa Sousa e Meneses, com procuração a João de Gusmão Pimenta Barbosa e D. Rosa Josefa de Lima e Melo, assistente em Moselos de Coura, com procuração a António Pacheco, de Barcelos. Veio a falecer a 15/1/1910, na Quinta de Pantanhos, em Mozelos, Paredes de Coura.
Casou na igreja de S. Paio de Mozelos, Paredes de Coura, com sua prima D. Henriqueta Justiniana de Figueirôa Lira e Castro, nascida na freguesia de Paderne, no concelho de Melgaço, senhora da referida Quinta de Pantanhos . Era filha do Dr. Manuel Tomaz de Figueirôa Lira e Castro, (1792/1874) advogado de provisão, Juiz Ordinário (1827) e Sub-delegado da comarca de Paredes de Coura (1834) e de sua mulher e sobrinha, com quem se casou a 11/6/1839, na igreja de Parada, D. Margarida Laurentina de Lima Sousa Lira e Castro, nascida na Casa da Cordeira, em Melgaço. Era neta paterna do Capitão Thomaz José de Figueiroa Lira e Castro, Capitão da Companhia de Caçadores de Milicias dos Arcos de Valdevez, senhor da Quinta de Pantanhos e de sua mulher D. Maria Teresa Ribeiro. Ainda vivia em 1894.
COM GERAÇÂO ( família Bessa Meneses, de Barcelos e Paredes de Coura)

Tenho bastante desenvolvida esta descendência, mas mesmo assim ainda incompleta.


Como este já vai grande, resta-me colocar à sua disposição, se pretender fotocópias das obras que possuo e que se referem à família. Se me quiser enviar o seu endereço postal ou electrónico, posso fazer-lhe chegar muita informação. Tenho sobretudo muita informação sobre os antepassados de Paulo de Bessa Sousa e Meneses que se ligam à minha família pelos Fonsecas da Casa de Amins e que tenho vindo a estudar.
No livro da minha co-autoria "Barcelos Historico Monumental e Artístico" tenho um texto sobre a história da Casa do Jardim, em Barcelos, que lhe deve interessar, como já o amigo Vasco Jácome fez o favor de lhe informar.
Já agora, teria interesse em saber a qual dos ramos dos Beça e Meneses está ligado.

Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros

e-mail – ajtrig@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#5701 | CAMILO | 10 Jun 2001 04:16 | Em resposta a: #5680

Agradeço e solicito toda a documentação que me possa fornecer (cobrando-me os repectivos portes de correio)

np75632a@netc.pt
ou ainda para: Camilo Oliveira - ap 24
4940 529 Paredes de Coura

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#6614 | mm81 | 04 Jul 2001 12:12 | Em resposta a: #5680

Caro António Júlio Limpo Trigueiros
Gostaria que me dissesse se possui alguma informação acerca duma propriedade de nome Solar dos Pinheiros, em Barcelos, actualmente e no passsado, pois o pouco que eu sei é que la morou um tal Martim Lopes de Azevedo Menezes.
Cordiais Cumprimentos
Manuel Marques

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#6615 | mm81 | 04 Jul 2001 12:15 | Em resposta a: #312

Caro António Júlio Limpo Trigueiros
Gostaria que me dissesse se possui alguma informação acerca duma propriedade de nome Solar dos Pinheiros, em Barcelos, actualmente e no passsado, pois o pouco que eu sei é que la morou um tal Martim Lopes de Azevedo Menezes.
Cordiais Cumprimentos
Manuel Marques

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#6620 | samonteiro | 04 Jul 2001 18:40 | Em resposta a: #6614

Caro Manuel Marques:
O Solar dos Pinheiros, em Barcelos, pertenceu e pertence ainda hoje à família Pinheiro, dela descendendo os condes de Azevedo e inúmeras putras famílias.
Actualmente são suas proprietárias D. Isabel Maria da Conceição de Azevedo e Menezes Pinheiro Pereira de Bourbon, viscondessa de Oliveira do Paço (viúva do visconde do mesmo título, Álvaro de Oliveira Dias Freitas Guimarães) e suas irmãs.
A esta casa-solar medieval pertenceram os Pinheiros de Barcelos, descendentes do famoso casal dr. Pedro Esteves e mulher, que tantas discussões sobre a sua ascendência têm suscitado.
De momento, não tenho aqui à mão mais elementos sobre esta família que tão bem conheço, até por estar aparentada com meu sogro.
Se necessitar e embora ela se encontre perfeitamente estudada, poderei depois fornecer-lhe mais dados.
Mas, de momento, e para que não fique sem resposta o seu pedido, aqui estou a fornecer estes breves e mal alinhavados elementos.
Perdoe-me ser tão parco de momento, mas a pressa de assuntos inadiáveis me obriga a sair por agora.
Um abraço.
Fernando Moreira de Sá Monteiro

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#6663 | Vasco Jácome | 05 Jul 2001 23:21 | Em resposta a: #6614

Caro Manuel Marques

Julgo que não cometo nenhum exagero fora do razoável se disser que o Solar dos Pinheiros é um dos solares mais afamados deste país.
Existe bastante bibliografia sobre o edifício e sobre os Pinheiros.

Se quiser dar uma vista de olhos à casa, de modo acessível e fácil aos cibernautas, procure a respectiva página no site www.monumentos.pt.

Se estiver interessado em mais informações e se eu souber responder, cá estarei.

Cumprimentos,

Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: Sás, de Airó e Pereiras, de Airó

#6665 | artur41 | 05 Jul 2001 23:40 | Em resposta a: #3260

Caro Luís Melo

Por acaso tem alguns dados referentes
a Manuel de Sá, ou a seu filho João de
Sá da Fonseca que casou com D.Joana
Maria de Araújo e Sousa.
Estou-me a referir a antepassados meus
da nobreza portuense da primeira meta
de do séc. XVIII.


Cumprimentos

Artur Camisão Soares

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#6750 | jrmello | 07 Jul 2001 20:27 | Em resposta a: #312

Meu tataravô, Veríssimo Affonso Fernandes, casou-se com Ignácia Monteiro da Gama, em 1812, na cidade de Mogi das Cruzes, Estado de São Paulo, Brasil, onde resido. Consta que êle era natural de "S. Julião, termo de Barcelos, Portugal". Tenho efetuado várias pesquisas e não encontrei nenhuma frequesia com esse nome, no concelho de Barcelos.
Gostaria de obter informações sobre a localização de "S.Julião, termo de Barcelos", com a finalidade de conseguir outros dados a respeito de meu tataravô Veríssimo Affonso Fernandes e familiares.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#6753 | Vasco Jácome | 07 Jul 2001 22:34 | Em resposta a: #6750

Caro jrmello

Esse S. Julião deve ser o orago da freguesia SILVA, um pouco a Norte de Barcelos. Se for esta realmente a freguesia que procura, os respectivos paroquiais estão no Arquivo Distrital de Braga (www.adb.pt).
O melhor era tentar obter o nome completo da freguesia para ter a certeza. Pode fazer essas pesquisas em www.anmp.pt, no Mapa do www.sapo.pt. Pode ainda “ver” o concelho de Barcelos em http://www.barcelos.online.pt/.
O problema é que nessa altura o concelho (termo) de Barcelos era maior do que é hoje e essa freg. pode ser outra, hoje noutro concelho, como por exemplo, S. Julião de Freixo que é Ponte de Lima. Nesse caso, os paroquiais estarão em Viana do Castelo no respectivo Arquivo Distrital.

Cumprimentos,

Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#6804 | ANTONIO ASSIS | 09 Jul 2001 01:19 | Em resposta a: #6750

Caro JR Mello

Trata-se, com toda a certeza, da freguesia do FREIXO (S.Julião do Freixo) - que actualmente pertence ao termo de Ponte do Lima.

António de Assis

Resposta

Link directo:

RE: ALMEIDAS, do Paço Velho

#6807 | ANTONIO ASSIS | 09 Jul 2001 01:44 | Em resposta a: #315

Ando há já algum tempo de roda de uma linha de ALMEIDAS originários do Paço Velho, em Vila Frescainha, Barcelos.

Descende esta linha de um tal COSME DE ALMEIDA, que foi casar a Fragoso com uma APOLÓNIA BARBOSA.

Deste COSME DE ALMEIDA sabemos, pela inquirição De Genere de um seu neto, Álvaro Barbosa, que era originário do Paço Velho, em Vila Frescainha; e que teria vinda daí casar a Fragoso com APOLÓNIA BARBOSA.

Coloco seriamente a hipótese deste COSME DE ALMEIDA ser irmão de SUSANA DE ALMEIDA, Senhora do Paço Velho, e que Felgueiras Gaio refere com a indicação laconica de "viveu em Carreiros".

De APOLÓNIA BARBOSA nada sei – mas presumo-a ligada a António Barbosa, o Surdo.

Aqui segue a linha – juntamente com o meu pedido de ajuda quem souber alguma coisa desta gente.

Obrigado,

António de Assis



Informa FELGUEIRAS GAIO, Titulo de ALMEIDAS, § 42, que:


D.LUIS DE ALMEIDA

Foi Comendatário de Vilarinho, em Santo Tirso, onde jaz sepultado na Capela Mor, em tumulo com o seguinte epitáfio :

"Aqui jaz D.Luiz d’Almeida, D.Prior d’este Mosteiro. Faleceo a 23 de Abril de 1565 annos".

Teve, de MARIA ALVARES FREIRE:

® MIGUEL DE ALMEIDA, Comendador de Vila Boa do Bispo.
® CRISTOVÃO DE ALMEIDA, legitimado por D.João III, casou em Vila Boa do Bispo com GUIOMAR DA MOTA, Senhora da Quinta dos Casais, junto a Lidrais, filha de Baltazar Soares da Mota, Senhor da referida Quinta, e de sua mulher Teresa Vieira (filha de Pedro Anes Lordelo e de Isabel Vieira, Senhora da Casa e Quinta dos Lidrais). Com geração.
® SUSANA DE ALMEIDA, que Casou no Carqueijal com ANTÓNIO BARBOSA DE ALMEIDA, Trinchante do Duque de Bragança (BARBOSAS, § 61), filho de Jorge de Almeida, Fidalgo do Duque de Bragança, e de Mécia Barbosa, 1ª Senhora do Casa e Morgado do Paço Velho. Com vasta geração.
® COSME DE ALMEIDA, que poderá ser, presumivelmente, o que segue.
® SIMÃO DE ALMEIDA, sem geração.



1. COSME DE ALMEIDA (10º Avô)

Nasceu cerca de 1550, e faleceu a 24 de Junho de 1637 em Fragoso, onde viveu.

Felgueiras Gaio não lhe indica geração, dizendo apenas ter vivido no lugar de Carreiros.

Casou cerca de 1576 com APOLÓNIA BARBOSA, falecida em Fragoso a 19 de Agosto de 1632, e filha provavel de António Barbosa, O Surdo, da Quinta das Longras em Penela (Regalados, Vila Verde), e de sua mulher Isabel Pinheiro de Lacerda , como se diz no Titulo de BARBOSAS.

Sabemos pelo processo de Inquirição De Genere de seu neto Álvaro Barbosa que Cosme de Almeida, homem nobre que vivia das suas fazendas, viera de Vila Frescainha a S.Pedro de Fragoso para casar com APOLÓNIA BARBOSA, natural desta freguesia de Fragoso, Barcelos. Mais disse o Padre Domingos de Carvalho, Comissário do SO e Vigário da Igreja de Vila Frescainha que Cosme de Almeida era orindo da "Casa do Paço Velho" e que ouvia a "gente da Casa do Paço Velho dizendo que eram muito seus parentes, e que seu Pai provera da dita Casa..."; e mais diz que é uma gente limpa, pois interrogara muitas testemunhas no processo de habilitação ao SO de FRANCISCO DE ABREU PEREIRA, da Vila de Viana, que também provinha da dita Casa do Paço Velho. Esta Casa do Paço Velho é, segundo outra testemunha, a Principal Familia desta Vila Frescainha.

Tiveram:

2. ANA DE ALMEIDA, que foi baptizada em Fragoso a 26 de Março de 1579, e aí casou a 6 de Outubro de 1610 com BELCHIOR BARBOSA, filho de António Roiz e de sua mulher Violante Barbosa, de Couto de Capareiros. Com geração.
2. MARIA DE ALMEIDA, baptizada em Fragoso, Barcelos, a 2 de Dezembro de 1581, sendo seus padrinhos Nicolau Barbosa e Maria Barbosa, filhos de António Barbosa, O Surdo, senhor da Quinta das Longras, em Penela, Pico de Regalados, Vila Verde. Casou em Fragoso, Barcelos, em 1622 com DOMINGOS ANES, natural da freguesia de Feitos (S.Tiago), Barcelos, e morador na de Fragoso. Celebrou a cerimónia o Padre Vigário António Alvares e foram testemunhas Estevão Tourinho, Belchiro Barbosa do Couto e João Gonçalves .
2. LEONOR DE ALMEIDA, baptizada em Fragoso a 12 de Abril de 1584, sendo seus padrinhos Susana de Almeida e seu filho Jorge de Almeida, moradores no Paço Velho de Vila Frescainha. Casou em Fragoso, Barcelos, a 30 de Abril de 1622 com FRANCISCO DE VILASBOAS, filho de António Roiz e de Helena de Vilasboas. Celebrou a cerimónia o Padre Vigário António Alvares, e foram testemunhas Estevão Tourinho (Maciel), João Gonçalves de Argão (?) João Afonso e Pedro Gonçalves . Tiveram, pelo menos:
3. PAULA, que foi baptizada em Fragoso, Barcelos, a 23 de Abril de 1623, sendo seus padrinhos Francisco de Vilasboas da Costa, filho de Jácome Velho, e Madalena Alvares, desta freguesia .
2. ISABEL DE ALMEIDA, baptizada em Fragoso a 6 de Janeiro de 1587, sendo seus padrinhos o Licenciado António Vieira, Tesoureiro de Barcelos, e Abade desta Igreja, e Joana Maciel, mulher deBaltazar Faria de Oliveira (?). Casou em Fragoso, Barcelos, a 30 de Julho de 1623 com FRANCISCO GOMES, natural da freguesia de Durrães (S.Lourenço), Barcelos, filho de Salvador Gomes e de Catarina de Carvalho. Celebrou a cerimónia o Padre Vigário João Alvares, e foram testemunhas o Padre Luis …?…, da freguesia de Durrães, o Padre André Soares, Abade de Santa Maria de Galegos (?), Jerónimo de Abreu, morador em Santa Lucrécia, e Salvador Afonso, de Fragoso .
2. SUSANA DE ALMEIDA, baptizada em Fragoso a 20 de Agosto de 1589, s.m.n.
2. MANUEL DE ALMEIDA BARBOSA, baptizado em Fragoso a 2 de Fevereiro de 1592, sendo seus padrinhos Tristão Pereira, do Carqueijal,e sua mãe Senhorinha de Abreu. Casou em Couto de Capareiros, Viana do Castelo, a 26 de Julho de 1616 com MARIA RIBEIRO DE FARIA, natural desta freguesia, filha de Domingos Ribeiro e de Sabina (?) Domingues de Faria. Celebrou a cerimónia o Padre Baltazar da Rocha, e foram testemunhas Salvador Fernandes Rebelo, Francisco Anes e Afonso Gonçalves, de Barroselas . Foram possivelmente pais de:
3. Capitão DOMINGOS DE ALMEIDA BARBOSA, natural de Capareiros, onde foi Capitão de Ordenanças. Casou com URSULA DE ABREU E FARIA. DOMINGOS DE ALMEIDA aparece-nos como padrinho no Couto de Capareiros em 1650, 1652, 1653, e testemunha em 1638, 1643, e tiveram:
4. ANA DE ALMEIDA, que foi madrinha de Ana, em 1644, filha de António Roiz e de Margarida Fagundes Barbosa.
4. PERPÉTUA, b. em Couto de Capareiros a 5-9-1650, sendo seus padrinhos o Padre Jerónimo da Rocha e Perpétua Fagundes
4. MARIANA, b. em Couto de Capareiros a 5-8-1652, sendo seus padrinhos o Padre Afonso Pereira, Vigário de Durrães, e Maria do Rego.
4. APOLÓNIA BARBOSA DE ALMEIDA, que casou com FRANCISCO BARRETO, natural de Lisboa, Santa Justa, onde foi baptizado a 8 de Dezembro de 1651, filho de João Francisco Barreto e de Maria Francisca (casados em Lisboa, Santa Justa, a 27 de Janeiro de 1641), neto paterno de Francisco Fernandes e de Filipa Fernandes, e neto materno de António Roiz e de Maria Francisca. FRANCISCO BARRETO foi Escrivão do Couto de Capareiros, e Escrivão da Correição de Viana do Castelo, onde foram moradores no lugar de Lodeiros, vivendo à Lei da Nobreza. Tiveram, pelo menos:
5. MANUEL BARRETO DE ALMEIDA, natural de Capareiros, que fez Inquirição De Genere em Braga a 27 de Maio de 1716 .
5. MARIA DE ALMEIDA BARRETO, natural do Couto de Capareiros. Casou com SALVADOR DA COSTA VELOSO, Alferes da Companhia de Cavalos, natural de Oleiros, onde viveram, no lugar de Semelhos, filho de Francisco Fernandes e de Ana da Costa Veloso. Tiveram, pelo menos:
6. CUSTÓDIO BARRETO DA COSTA, natural de Oleiros, Ponte da Barca, e morador em Capareiros. Fez Inquirição De Genere em Braga a 14 de Abril de 1723 .
E talvez ainda:
4. CECILIA DE ALMEIDA BARBOSA, que casou em Capareiros a 5 de Fevereiro de 1698 com JOÃO VELHO, sendo testemunhas João da Costa e Domingos Gonçalves, dos Sobreiros .
4. BRIZIDA DE ALMEIDA BARBOSA, que casou com JOÃO DE AZEVEDO. Tiveram:
5. URSULA DE ALMEIDA BARBOSA, que casou em Capareiros a 14 de Abril de 1698 com DAMASO VELHO, filho de João Velho e de Maria Taborda, já defuntos, da freguesia de S.Pedro de Fragoso. Testemunharam Domingos Ferreira e Manuel de Sousa .
2. MIGUEL DE ALMEIDA, baptizado em Fragoso a 2 de Setembro de 1594, sendo seus padrinhos o Padre Domingos Alvares, de Santa Marinha, e Maria Martins, mulher de Gonçalo Anes, do Outeiro, s.m.n.
2. LUIS DE ALMEIDA BARBOSA, que segue.
2. JOÃO BARBOSA DE ALMEIDA, baptizado em Fragoso a 2 de Outubro de 1603, sendo seus padrinhos Estevão Tourinho e Catarina Gonçalves, mulher de Pedro Gonçalves Dias; aí casou em 1640 com MARIANA DA COSTA, filha de Paulo de Oliveira e de sua mulher Ana da Costa, da freguesia de S.Julião do Freixo, Esposende. Tiveram, pelo menos:
3. Padre ÁLVARO BARBOSA, que foi baptizado em Fragoso, Barcelos, a 10 de Fevereiro de 1640, sendo seus padrinhos Bernardo Correia, do Couto de Capareiros, e Maria Tinoco (de Faria), mulher de Luis de Almeida. Fez Inquirição De Genere em Braga a 18 de Maio de 1685.

2. LUIS DE ALMEIDA BARBOSA

Foi baptizado em Fragoso, Barcelos, a 24 de Agosto de 1599, sendo seus padrinhos o Padre Pedro de Vilasboas, e Ana Mendes, da freguesia do Castelo (do Neiva).

Casou em 1635 ou 1637 em Vila de Punhe, Viana do Castelo, com MARIA TINOCO DE FARIA, irmã de José de Brito e, possivelmente, de Juliana de Faria, filha de Pedro Anes de Faria, de Vila de Punhe. Testemunharam a cerimónia João Mendes, de Couto de Capareiros, Gonçalo Afonso e Manuel de Almeida, de Couto de Capareiros .

Tiveram:

3. Padre COSME DE ALMEIDA, baptizado em Fragoso a 13 de Março de 1638, passando aí a figurar como clérigo a partir de 1655, sendo seus padrinhos António Gonçalves …?… e Juliana de Faria, filha de Pedro Anes de Faria, de Vila de Punhe. S.m.n.
3. APOLÓNIA BARBOSA DE ALMEIDA, que segue.
3. ANA DE FARIA, que foi baptizada em Fragoso a 13 de Março de 1643, sendo seus padrinhos José de Brito, irmão de sua mãe Maria Tinoco de Faria, e Inês, solteira, familiar do padre baptizante. S.m.n.
3. EULÁLIA, que foi baptizada em Fragoso, Barcelos, a 11 de Janeiro de 1645 pelo Padre João Alvares Velho, sendo seus padrinhos Francisco de Vilasboas da Costa, morador na sua Quinta de Palme .

3. APOLÓNIA BARBOSA DE ALMEIDA

Nasceu em Fragoso e aí foi baptizada a 16 de Dezembro de 1640 pelo Padre Mateus Velho, sendo seus padrinhos o Padre Simão Fernandes, Vigário de Santiago de Aldreu, e Maria Ribeiro (?), mulher de Manuel Barbosa de Almeida, da …?…, freguesia de Couto de Capareiros.

Casou em Fragoso, Barcelos, a 27 de Março de 1669 com MANUEL RIBEIRO FAGUNDES, filho de Brás Nunes e de sua mulher Maria Fagundes, de Couto de Capareiros, Viana do Castelo. Testemunharam a cerimónia Sebastião (?) de Araújo e Fernando Barbosa, de Couto de Capareiros.

Tiveram, pelo menos:

4. APOLÓLIA BARBOSA FAGUNDES, que foi baptizada em Couto de Capareiros, Viana do Castelo, a 25 de Abril de 1675 pelo Padre Paulo Roiz Bravo, sendo seus padrinhos o Abade Jorge Barbosa Caldas, decerto parente de sua mãe, e Baltazar Barbosa de Araújo. Casou em Couto de Capareiros, Viana do Castelo, a 4 de Setembro de 1702 com o irmão de seu cunhado (marido de sua irmã) FRUTUOSO FERREIRA, filho de Domingos Ferreira e de Ana de Barros, celebrando a cerimónia o Padre Sebastião Gonçalves e sendo testemunhas António Afonso e Clemencia Francisca de Faria, e João Roiz, cirurgião da freguesia de Fragoso . Apolónia Barbosa Fagundes morreu em Fragoso em Couto de Capareiros a 4 de Outubro de 1710, sendo sepultada dentro da Igreja defontre do Altar das Almas .
4. ANTÓNIA BARBOSA DE FARIA, que segue.

4. ANTÓNIA BARBOSA DE FARIA

Nasceu no Couto de Capareiros, Viana do Castelo, e aí foi baptizada a 15 de Junho de 1682, sendo seus padrinhos o Padre Paulo Roiz Bravo e Mariana da Cunha .

Casou em Couto de Capareiros, Viana do Castelo, a 14 de Março de 1711 com DOMINGOS FERREIRA DE BARROS, natural de Cabaços, Ponte do Lima, irmão do Padre ALEXANDRE FERREIRA, e ambos filhos de Domingos Ferreira e de Ana de Barros (irmã do Padre Frutuoso de Barros). Testemunharam a cerimónia Caetano Ferreira de Faria e Clemente Ferreira de Faria, Tabelião deste Couto (de Capareiros), António Afonso e Domingos da Costa, todos do lugar das Boticas, desta freguesia .

Foram moradores na freguesia de Cabaços, no lugar da Rua Nova. Tiveram, pelo menos:

5. JOSEFA TERESA DE ALMEIDA BARBOSA DE FARIA, que segue.
5. Padre MANUEL JOSÉ BARBOSA DE FARIA, que nasceu no lugar da Rua Nova a 25 de Dezembro de 1719, e foi baptizado em Cabaços a 31 pelo Padre Reitor Gabriel Barbosa da Cunha, sendo seus padrinhos João Pinheiro de Mendanha, da freguesia de Santo André de Vitorino de Piães, e Angélica Barreto, viuva, do lugar do Codesido desta freguesia, e testemunhas o Padre João Barbosa Correia, desta freguesia, e o Padre António Barbosa, da freguesia de S.Salvador do Souto . Fez inquirição De Genere em Braga a 19 de Setembro de 1732 . Em 1750 era Encomendado na Igreja de S.Salvador de Tojo Lobal.
5. MARIA BARBOSA DE FARIA, que foi madrinha de seu sobrinho Bento em 1731. Casou em Cabaços a 21 de Junho de 1734 com JOSÉ PEREIRA CORREIA, filho de João Pereira e de Luzia Pereira (casados em Cabaços a 10 de Dezembro de 1708), neto paterno de Manuel Pereira e de Ana Ferreira, e neto materno do Capitão João Correia e de Maria Vieira, todos de Cabaços, Ponte do Lima. Celebrou a cerimónia o Padre Gabriel Barbosa da Cunha e foram testemunhas João Pereira, do lugar de Fervenças e João Correia, do lugar de Soutelo . Tiveram, pelo menos:
6. LUIS JOSÉ PEREIRA, que foi baptizado em Cabaços, Ponte do Lima, a 15 de Maio de 1750, sendo seus padrinhos seus tios o Padre Manuel José Barbosa de Faria, Encomendado na Igreja de S.Salvador de Tojo Lobal, e Quitéria, filha de Domingos Ferreira de Barros, do lugar da Rua Nova. Fez Inquirição De Genere em Braga a 17 de Maio de 1787 .
5. MICAELA ARCANGELA DE FARIA, que casou em Cabaços a 24 de Outubro de 1736 com JOÃO PEREIRA CORREIA, filho de João Pereira e de Luzia Pereira (casados em Cabaços a 10 de Dezembro de 1708), neto paterno de Manuel Pereira e de Ana Ferreira, e neto materno do Capitão João Correia e de Maria Vieira, todos de Cabaços, Ponte do Lima. Celebrou a cerimónia o Padre Gabriel Barbosa da Cunha e foram testemunhas Francisco Alves de Puga, do lugar de Tresmonde, e Aires da Costa Maciel, do lugar do Pereiro, todos desta freguesia .
5. QUITÉRIA DE ALMEIDA DE FARIA, que foi madrinha de seu sobrinho Luis José Ferreira em 1750. Casou em Cabaços a 5 de Junho de 1757 com MANUEL JOSÉ ALVARES DANTAS, filho de João Alvares Dantas e de Luisa Correia, do lugar de Soutelo. Celebrou a cerimónia o Padre Gabriel Barbosa da Cunha, e foram testemunhas João Correia (as) e Gabriel de Araújo, todos do lugar de Soutelo .
5. ANA MARIA BARBOSA, que casou em Cabaços a 29 de Abril de 1762 com ANTÓNIO GONÇALVES PEREIRA, filho de Francisco Gonçalves e de Jerónima Pereira, do lugar de Vilar de Tonda, freguesia de S.Tiago de Arcozelo. Celebrou a cerimónia o Padre Gabriel Barbosa da Cunha, e foram testemunhas o Capitão José António Barreto Barbosa (as), do lugar de Codecido, e Manuel José Alvares Dantas (as), do lugar de Soutelo .

5. JOSEFA TERESA FAGUNDES DE ALMEIDA BARBOSA DE FARIA (6ª Avó)

Nasceu no lugar da Rua Nova e foi baptizada a 15 de Fevereiro de 1717 em Cabaços, Ponte do Lima, pelo Vigário de S.Julião do Freixo, decerto seu parente, sendo seus padrinhos o Padre Gabriel Barbosa da Cunha, Reitor de Cabaços, e sua irmã Antónia, e testemunhas João Vaz Pedrosa e Vicente Ferreira .

Casou em Cabaços a 28 de Junho de 1750 com MANUEL RODRIGUES NEIVA REBOUÇA, filho de Gabriel Rodrigues Neiva e de sua mulher Maria Fernandes Rebouça, como se diz no Titulo de NEIVAS, nº 5. Celebrou a cerimónia o Padre Gabriel Barbosa da Cunha, e foram testemunhas o Padre António Barreto Barbosa, do lugar do Codecido, e o padre João de Araújo Correia, do lugar da Rua Nova . Com geração

Resposta

Link directo:

RE: ALMEIDAS, do Paço Velho

#6808 | ANTONIO ASSIS | 09 Jul 2001 01:45 | Em resposta a: #312

Ando há já algum tempo de roda de uma linha de ALMEIDAS originários do Paço Velho, em Vila Frescainha, Barcelos.

Descende esta linha de um tal COSME DE ALMEIDA, que foi casar a Fragoso com uma APOLÓNIA BARBOSA.

Deste COSME DE ALMEIDA sabemos, pela inquirição De Genere de um seu neto, Álvaro Barbosa, que era originário do Paço Velho, em Vila Frescainha; e que teria vinda daí casar a Fragoso com APOLÓNIA BARBOSA.

Coloco seriamente a hipótese deste COSME DE ALMEIDA ser irmão de SUSANA DE ALMEIDA, Senhora do Paço Velho, e que Felgueiras Gaio refere com a indicação laconica de "viveu em Carreiros".

De APOLÓNIA BARBOSA nada sei – mas presumo-a ligada a António Barbosa, o Surdo.

Aqui segue a linha – juntamente com o meu pedido de ajuda quem souber alguma coisa desta gente.

Obrigado,

António de Assis



Informa FELGUEIRAS GAIO, Titulo de ALMEIDAS, § 42, que:


D.LUIS DE ALMEIDA

Foi Comendatário de Vilarinho, em Santo Tirso, onde jaz sepultado na Capela Mor, em tumulo com o seguinte epitáfio :

"Aqui jaz D.Luiz d’Almeida, D.Prior d’este Mosteiro. Faleceo a 23 de Abril de 1565 annos".

Teve, de MARIA ALVARES FREIRE:

® MIGUEL DE ALMEIDA, Comendador de Vila Boa do Bispo.
® CRISTOVÃO DE ALMEIDA, legitimado por D.João III, casou em Vila Boa do Bispo com GUIOMAR DA MOTA, Senhora da Quinta dos Casais, junto a Lidrais, filha de Baltazar Soares da Mota, Senhor da referida Quinta, e de sua mulher Teresa Vieira (filha de Pedro Anes Lordelo e de Isabel Vieira, Senhora da Casa e Quinta dos Lidrais). Com geração.
® SUSANA DE ALMEIDA, que Casou no Carqueijal com ANTÓNIO BARBOSA DE ALMEIDA, Trinchante do Duque de Bragança (BARBOSAS, § 61), filho de Jorge de Almeida, Fidalgo do Duque de Bragança, e de Mécia Barbosa, 1ª Senhora do Casa e Morgado do Paço Velho. Com vasta geração.
® COSME DE ALMEIDA, que poderá ser, presumivelmente, o que segue.
® SIMÃO DE ALMEIDA, sem geração.



1. COSME DE ALMEIDA (10º Avô)

Nasceu cerca de 1550, e faleceu a 24 de Junho de 1637 em Fragoso, onde viveu.

Felgueiras Gaio não lhe indica geração, dizendo apenas ter vivido no lugar de Carreiros.

Casou cerca de 1576 com APOLÓNIA BARBOSA, falecida em Fragoso a 19 de Agosto de 1632, e filha provavel de António Barbosa, O Surdo, da Quinta das Longras em Penela (Regalados, Vila Verde), e de sua mulher Isabel Pinheiro de Lacerda , como se diz no Titulo de BARBOSAS.

Sabemos pelo processo de Inquirição De Genere de seu neto Álvaro Barbosa que Cosme de Almeida, homem nobre que vivia das suas fazendas, viera de Vila Frescainha a S.Pedro de Fragoso para casar com APOLÓNIA BARBOSA, natural desta freguesia de Fragoso, Barcelos. Mais disse o Padre Domingos de Carvalho, Comissário do SO e Vigário da Igreja de Vila Frescainha que Cosme de Almeida era orindo da "Casa do Paço Velho" e que ouvia a "gente da Casa do Paço Velho dizendo que eram muito seus parentes, e que seu Pai provera da dita Casa..."; e mais diz que é uma gente limpa, pois interrogara muitas testemunhas no processo de habilitação ao SO de FRANCISCO DE ABREU PEREIRA, da Vila de Viana, que também provinha da dita Casa do Paço Velho. Esta Casa do Paço Velho é, segundo outra testemunha, a Principal Familia desta Vila Frescainha.

Tiveram:

2. ANA DE ALMEIDA, que foi baptizada em Fragoso a 26 de Março de 1579, e aí casou a 6 de Outubro de 1610 com BELCHIOR BARBOSA, filho de António Roiz e de sua mulher Violante Barbosa, de Couto de Capareiros. Com geração.
2. MARIA DE ALMEIDA, baptizada em Fragoso, Barcelos, a 2 de Dezembro de 1581, sendo seus padrinhos Nicolau Barbosa e Maria Barbosa, filhos de António Barbosa, O Surdo, senhor da Quinta das Longras, em Penela, Pico de Regalados, Vila Verde. Casou em Fragoso, Barcelos, em 1622 com DOMINGOS ANES, natural da freguesia de Feitos (S.Tiago), Barcelos, e morador na de Fragoso. Celebrou a cerimónia o Padre Vigário António Alvares e foram testemunhas Estevão Tourinho, Belchiro Barbosa do Couto e João Gonçalves .
2. LEONOR DE ALMEIDA, baptizada em Fragoso a 12 de Abril de 1584, sendo seus padrinhos Susana de Almeida e seu filho Jorge de Almeida, moradores no Paço Velho de Vila Frescainha. Casou em Fragoso, Barcelos, a 30 de Abril de 1622 com FRANCISCO DE VILASBOAS, filho de António Roiz e de Helena de Vilasboas. Celebrou a cerimónia o Padre Vigário António Alvares, e foram testemunhas Estevão Tourinho (Maciel), João Gonçalves de Argão (?) João Afonso e Pedro Gonçalves . Tiveram, pelo menos:
3. PAULA, que foi baptizada em Fragoso, Barcelos, a 23 de Abril de 1623, sendo seus padrinhos Francisco de Vilasboas da Costa, filho de Jácome Velho, e Madalena Alvares, desta freguesia .
2. ISABEL DE ALMEIDA, baptizada em Fragoso a 6 de Janeiro de 1587, sendo seus padrinhos o Licenciado António Vieira, Tesoureiro de Barcelos, e Abade desta Igreja, e Joana Maciel, mulher deBaltazar Faria de Oliveira (?). Casou em Fragoso, Barcelos, a 30 de Julho de 1623 com FRANCISCO GOMES, natural da freguesia de Durrães (S.Lourenço), Barcelos, filho de Salvador Gomes e de Catarina de Carvalho. Celebrou a cerimónia o Padre Vigário João Alvares, e foram testemunhas o Padre Luis …?…, da freguesia de Durrães, o Padre André Soares, Abade de Santa Maria de Galegos (?), Jerónimo de Abreu, morador em Santa Lucrécia, e Salvador Afonso, de Fragoso .
2. SUSANA DE ALMEIDA, baptizada em Fragoso a 20 de Agosto de 1589, s.m.n.
2. MANUEL DE ALMEIDA BARBOSA, baptizado em Fragoso a 2 de Fevereiro de 1592, sendo seus padrinhos Tristão Pereira, do Carqueijal,e sua mãe Senhorinha de Abreu. Casou em Couto de Capareiros, Viana do Castelo, a 26 de Julho de 1616 com MARIA RIBEIRO DE FARIA, natural desta freguesia, filha de Domingos Ribeiro e de Sabina (?) Domingues de Faria. Celebrou a cerimónia o Padre Baltazar da Rocha, e foram testemunhas Salvador Fernandes Rebelo, Francisco Anes e Afonso Gonçalves, de Barroselas . Foram possivelmente pais de:
3. Capitão DOMINGOS DE ALMEIDA BARBOSA, natural de Capareiros, onde foi Capitão de Ordenanças. Casou com URSULA DE ABREU E FARIA. DOMINGOS DE ALMEIDA aparece-nos como padrinho no Couto de Capareiros em 1650, 1652, 1653, e testemunha em 1638, 1643, e tiveram:
4. ANA DE ALMEIDA, que foi madrinha de Ana, em 1644, filha de António Roiz e de Margarida Fagundes Barbosa.
4. PERPÉTUA, b. em Couto de Capareiros a 5-9-1650, sendo seus padrinhos o Padre Jerónimo da Rocha e Perpétua Fagundes
4. MARIANA, b. em Couto de Capareiros a 5-8-1652, sendo seus padrinhos o Padre Afonso Pereira, Vigário de Durrães, e Maria do Rego.
4. APOLÓNIA BARBOSA DE ALMEIDA, que casou com FRANCISCO BARRETO, natural de Lisboa, Santa Justa, onde foi baptizado a 8 de Dezembro de 1651, filho de João Francisco Barreto e de Maria Francisca (casados em Lisboa, Santa Justa, a 27 de Janeiro de 1641), neto paterno de Francisco Fernandes e de Filipa Fernandes, e neto materno de António Roiz e de Maria Francisca. FRANCISCO BARRETO foi Escrivão do Couto de Capareiros, e Escrivão da Correição de Viana do Castelo, onde foram moradores no lugar de Lodeiros, vivendo à Lei da Nobreza. Tiveram, pelo menos:
5. MANUEL BARRETO DE ALMEIDA, natural de Capareiros, que fez Inquirição De Genere em Braga a 27 de Maio de 1716 .
5. MARIA DE ALMEIDA BARRETO, natural do Couto de Capareiros. Casou com SALVADOR DA COSTA VELOSO, Alferes da Companhia de Cavalos, natural de Oleiros, onde viveram, no lugar de Semelhos, filho de Francisco Fernandes e de Ana da Costa Veloso. Tiveram, pelo menos:
6. CUSTÓDIO BARRETO DA COSTA, natural de Oleiros, Ponte da Barca, e morador em Capareiros. Fez Inquirição De Genere em Braga a 14 de Abril de 1723 .
E talvez ainda:
4. CECILIA DE ALMEIDA BARBOSA, que casou em Capareiros a 5 de Fevereiro de 1698 com JOÃO VELHO, sendo testemunhas João da Costa e Domingos Gonçalves, dos Sobreiros .
4. BRIZIDA DE ALMEIDA BARBOSA, que casou com JOÃO DE AZEVEDO. Tiveram:
5. URSULA DE ALMEIDA BARBOSA, que casou em Capareiros a 14 de Abril de 1698 com DAMASO VELHO, filho de João Velho e de Maria Taborda, já defuntos, da freguesia de S.Pedro de Fragoso. Testemunharam Domingos Ferreira e Manuel de Sousa .
2. MIGUEL DE ALMEIDA, baptizado em Fragoso a 2 de Setembro de 1594, sendo seus padrinhos o Padre Domingos Alvares, de Santa Marinha, e Maria Martins, mulher de Gonçalo Anes, do Outeiro, s.m.n.
2. LUIS DE ALMEIDA BARBOSA, que segue.
2. JOÃO BARBOSA DE ALMEIDA, baptizado em Fragoso a 2 de Outubro de 1603, sendo seus padrinhos Estevão Tourinho e Catarina Gonçalves, mulher de Pedro Gonçalves Dias; aí casou em 1640 com MARIANA DA COSTA, filha de Paulo de Oliveira e de sua mulher Ana da Costa, da freguesia de S.Julião do Freixo, Esposende. Tiveram, pelo menos:
3. Padre ÁLVARO BARBOSA, que foi baptizado em Fragoso, Barcelos, a 10 de Fevereiro de 1640, sendo seus padrinhos Bernardo Correia, do Couto de Capareiros, e Maria Tinoco (de Faria), mulher de Luis de Almeida. Fez Inquirição De Genere em Braga a 18 de Maio de 1685.

2. LUIS DE ALMEIDA BARBOSA

Foi baptizado em Fragoso, Barcelos, a 24 de Agosto de 1599, sendo seus padrinhos o Padre Pedro de Vilasboas, e Ana Mendes, da freguesia do Castelo (do Neiva).

Casou em 1635 ou 1637 em Vila de Punhe, Viana do Castelo, com MARIA TINOCO DE FARIA, irmã de José de Brito e, possivelmente, de Juliana de Faria, filha de Pedro Anes de Faria, de Vila de Punhe. Testemunharam a cerimónia João Mendes, de Couto de Capareiros, Gonçalo Afonso e Manuel de Almeida, de Couto de Capareiros .

Tiveram:

3. Padre COSME DE ALMEIDA, baptizado em Fragoso a 13 de Março de 1638, passando aí a figurar como clérigo a partir de 1655, sendo seus padrinhos António Gonçalves …?… e Juliana de Faria, filha de Pedro Anes de Faria, de Vila de Punhe. S.m.n.
3. APOLÓNIA BARBOSA DE ALMEIDA, que segue.
3. ANA DE FARIA, que foi baptizada em Fragoso a 13 de Março de 1643, sendo seus padrinhos José de Brito, irmão de sua mãe Maria Tinoco de Faria, e Inês, solteira, familiar do padre baptizante. S.m.n.
3. EULÁLIA, que foi baptizada em Fragoso, Barcelos, a 11 de Janeiro de 1645 pelo Padre João Alvares Velho, sendo seus padrinhos Francisco de Vilasboas da Costa, morador na sua Quinta de Palme .

3. APOLÓNIA BARBOSA DE ALMEIDA

Nasceu em Fragoso e aí foi baptizada a 16 de Dezembro de 1640 pelo Padre Mateus Velho, sendo seus padrinhos o Padre Simão Fernandes, Vigário de Santiago de Aldreu, e Maria Ribeiro (?), mulher de Manuel Barbosa de Almeida, da …?…, freguesia de Couto de Capareiros.

Casou em Fragoso, Barcelos, a 27 de Março de 1669 com MANUEL RIBEIRO FAGUNDES, filho de Brás Nunes e de sua mulher Maria Fagundes, de Couto de Capareiros, Viana do Castelo. Testemunharam a cerimónia Sebastião (?) de Araújo e Fernando Barbosa, de Couto de Capareiros.

Tiveram, pelo menos:

4. APOLÓLIA BARBOSA FAGUNDES, que foi baptizada em Couto de Capareiros, Viana do Castelo, a 25 de Abril de 1675 pelo Padre Paulo Roiz Bravo, sendo seus padrinhos o Abade Jorge Barbosa Caldas, decerto parente de sua mãe, e Baltazar Barbosa de Araújo. Casou em Couto de Capareiros, Viana do Castelo, a 4 de Setembro de 1702 com o irmão de seu cunhado (marido de sua irmã) FRUTUOSO FERREIRA, filho de Domingos Ferreira e de Ana de Barros, celebrando a cerimónia o Padre Sebastião Gonçalves e sendo testemunhas António Afonso e Clemencia Francisca de Faria, e João Roiz, cirurgião da freguesia de Fragoso . Apolónia Barbosa Fagundes morreu em Fragoso em Couto de Capareiros a 4 de Outubro de 1710, sendo sepultada dentro da Igreja defontre do Altar das Almas .
4. ANTÓNIA BARBOSA DE FARIA, que segue.

4. ANTÓNIA BARBOSA DE FARIA

Nasceu no Couto de Capareiros, Viana do Castelo, e aí foi baptizada a 15 de Junho de 1682, sendo seus padrinhos o Padre Paulo Roiz Bravo e Mariana da Cunha .

Casou em Couto de Capareiros, Viana do Castelo, a 14 de Março de 1711 com DOMINGOS FERREIRA DE BARROS, natural de Cabaços, Ponte do Lima, irmão do Padre ALEXANDRE FERREIRA, e ambos filhos de Domingos Ferreira e de Ana de Barros (irmã do Padre Frutuoso de Barros). Testemunharam a cerimónia Caetano Ferreira de Faria e Clemente Ferreira de Faria, Tabelião deste Couto (de Capareiros), António Afonso e Domingos da Costa, todos do lugar das Boticas, desta freguesia .

Foram moradores na freguesia de Cabaços, no lugar da Rua Nova. Tiveram, pelo menos:

5. JOSEFA TERESA DE ALMEIDA BARBOSA DE FARIA, que segue.
5. Padre MANUEL JOSÉ BARBOSA DE FARIA, que nasceu no lugar da Rua Nova a 25 de Dezembro de 1719, e foi baptizado em Cabaços a 31 pelo Padre Reitor Gabriel Barbosa da Cunha, sendo seus padrinhos João Pinheiro de Mendanha, da freguesia de Santo André de Vitorino de Piães, e Angélica Barreto, viuva, do lugar do Codesido desta freguesia, e testemunhas o Padre João Barbosa Correia, desta freguesia, e o Padre António Barbosa, da freguesia de S.Salvador do Souto . Fez inquirição De Genere em Braga a 19 de Setembro de 1732 . Em 1750 era Encomendado na Igreja de S.Salvador de Tojo Lobal.
5. MARIA BARBOSA DE FARIA, que foi madrinha de seu sobrinho Bento em 1731. Casou em Cabaços a 21 de Junho de 1734 com JOSÉ PEREIRA CORREIA, filho de João Pereira e de Luzia Pereira (casados em Cabaços a 10 de Dezembro de 1708), neto paterno de Manuel Pereira e de Ana Ferreira, e neto materno do Capitão João Correia e de Maria Vieira, todos de Cabaços, Ponte do Lima. Celebrou a cerimónia o Padre Gabriel Barbosa da Cunha e foram testemunhas João Pereira, do lugar de Fervenças e João Correia, do lugar de Soutelo . Tiveram, pelo menos:
6. LUIS JOSÉ PEREIRA, que foi baptizado em Cabaços, Ponte do Lima, a 15 de Maio de 1750, sendo seus padrinhos seus tios o Padre Manuel José Barbosa de Faria, Encomendado na Igreja de S.Salvador de Tojo Lobal, e Quitéria, filha de Domingos Ferreira de Barros, do lugar da Rua Nova. Fez Inquirição De Genere em Braga a 17 de Maio de 1787 .
5. MICAELA ARCANGELA DE FARIA, que casou em Cabaços a 24 de Outubro de 1736 com JOÃO PEREIRA CORREIA, filho de João Pereira e de Luzia Pereira (casados em Cabaços a 10 de Dezembro de 1708), neto paterno de Manuel Pereira e de Ana Ferreira, e neto materno do Capitão João Correia e de Maria Vieira, todos de Cabaços, Ponte do Lima. Celebrou a cerimónia o Padre Gabriel Barbosa da Cunha e foram testemunhas Francisco Alves de Puga, do lugar de Tresmonde, e Aires da Costa Maciel, do lugar do Pereiro, todos desta freguesia .
5. QUITÉRIA DE ALMEIDA DE FARIA, que foi madrinha de seu sobrinho Luis José Ferreira em 1750. Casou em Cabaços a 5 de Junho de 1757 com MANUEL JOSÉ ALVARES DANTAS, filho de João Alvares Dantas e de Luisa Correia, do lugar de Soutelo. Celebrou a cerimónia o Padre Gabriel Barbosa da Cunha, e foram testemunhas João Correia (as) e Gabriel de Araújo, todos do lugar de Soutelo .
5. ANA MARIA BARBOSA, que casou em Cabaços a 29 de Abril de 1762 com ANTÓNIO GONÇALVES PEREIRA, filho de Francisco Gonçalves e de Jerónima Pereira, do lugar de Vilar de Tonda, freguesia de S.Tiago de Arcozelo. Celebrou a cerimónia o Padre Gabriel Barbosa da Cunha, e foram testemunhas o Capitão José António Barreto Barbosa (as), do lugar de Codecido, e Manuel José Alvares Dantas (as), do lugar de Soutelo .

5. JOSEFA TERESA FAGUNDES DE ALMEIDA BARBOSA DE FARIA (6ª Avó)

Nasceu no lugar da Rua Nova e foi baptizada a 15 de Fevereiro de 1717 em Cabaços, Ponte do Lima, pelo Vigário de S.Julião do Freixo, decerto seu parente, sendo seus padrinhos o Padre Gabriel Barbosa da Cunha, Reitor de Cabaços, e sua irmã Antónia, e testemunhas João Vaz Pedrosa e Vicente Ferreira .

Casou em Cabaços a 28 de Junho de 1750 com MANUEL RODRIGUES NEIVA REBOUÇA, filho de Gabriel Rodrigues Neiva e de sua mulher Maria Fernandes Rebouça, como se diz no Titulo de NEIVAS, nº 5. Celebrou a cerimónia o Padre Gabriel Barbosa da Cunha, e foram testemunhas o Padre António Barreto Barbosa, do lugar do Codecido, e o padre João de Araújo Correia, do lugar da Rua Nova . Com geração

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#6831 | jrmello | 09 Jul 2001 17:04 | Em resposta a: #6753

Prezado Vasco Jácome
Agradeço imensamente a atenção dada à minha solicitação de informações sobre "São Juliâo, termo de Barcelos".
Já havia pesquisado no endereço da Associação Nacional de Municípios Portugueses, onde encontrei a freguesia: PASSOS (S.Julião)[BRAGA|BRAGA].
Entretanto, essa fretguesia não se encontra localizada no Concelho de Barcelos, e sim no de Braga, o que me levou a deduzir que não era o sítio que procurava.
Com os seus esclarecimentos continuarei pesquisando sobre o meu tataravô Veríssimo Affonso Fernandes, filho de Baltazar Manuel Affonso Fernandes e Ignácia Fernandez, que saindo de "S.Julião, termo de Barcelos", casou em 22/10/1812, na cidade de Mogi das Cruzes, São Paulo, Brasil, com Ignácia Monteiro da Gama.

Um grande abraço

José Roberto Mello

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#16921 | José Maya | 08 Fev 2002 14:52 | Em resposta a: #312

Gostaria de saber se nas suas profundas investigações deparou com uma Catarina Lopes de Faria nascida por volta de 1550, casada com João Machado Carmona e filha de Diogo de Faria.
Gostava de saber mais sobre a sua ascendência bem como a de João Machado Carmona.
Cumprimentos,
Jose Faria e Maia

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#21086 | CAMILO | 12 Mai 2002 17:25 | Em resposta a: #2657

Ao continuar a estudar a família deparo que tenho de ver a monografia aludida.
Teria imenso prazer se o amigo ma pudesse enviar.
O ideal era se a pudesse descarregar por emeil, mas na sua impossibilidade, posso levantar nos CTT (claro pagando a monografia e os portes )
Já sei que o amigo Trigueiros ainda é parente de minha esposa, pelo que me aguçou o interesse por continuar a luta que se encontrava numa fase de desânimo.
Com essa obra, acrescida da Monografia do Alto Minho-Paredes de Coura de Narciso Alves da Cunha (de que possuo um exemplar datado e assinado pelo autor), constituirão pedra de toque para aa investigação.
Se pretender cópias desta monograafia é só dizer, pois terei prazer em enviar-lha

CAMILO JOSE C.S.OLIVEIRA
AP 24 - 4940 529 PAREDES DE COURA

np75632a@clix.pt ou camilocoelho@iol.pt

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#21087 | CAMILO | 12 Mai 2002 17:27 | Em resposta a: #315

Ao continuar a estudar a família deparo que tenho de ver a monografia aludida.
Teria imenso prazer se o amigo ma pudesse enviar.
O ideal era se a pudesse descarregar por emeil, mas na sua impossibilidade, posso levantar nos CTT (claro pagando a monografia e os portes )
Já sei que o amigo Trigueiros ainda é parente de minha esposa, pelo que me aguçou o interesse por continuar a luta que se encontrava numa fase de desânimo.
Com essa obra, acrescida da Monografia do Alto Minho-Paredes de Coura de Narciso Alves da Cunha (de que possuo um exemplar datado e assinado pelo autor), constituirão pedra de toque para aa investigação.
Se pretender cópias desta monograafia é só dizer, pois terei prazer em enviar-lha

CAMILO JOSE C.S.OLIVEIRA
AP 24 - 4940 529 PAREDES DE COURA

np75632a@clix.pt ou camilocoelho@iol.pt

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#21146 | jpn | 13 Mai 2002 15:26 | Em resposta a: #312

exmo.Antonio Trigueiros
Minha familia esta ligada a Barcelos pelo facto de meu bisavo Mario Leite Ribeiro Norton ter casado pela 2ªvez com uma senhora natural dessa cidade,Maria Adelaide de Vessadas Salazar Norton.Gostaria de saber se tem informaçoes sobre esta familia e se tem a sua obra publicada.
Cumprimentos,Joao Norton
P.S.Meu avo foi presidente da Camara de Brcelos na decada de 50 e cm homenagem a populaçao ofereceu-lhe um livro com as assinaturas das pessoas de todas as freguesias, se tiver interesse disponha.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#21172 | Vasco Jácome | 13 Mai 2002 20:37 | Em resposta a: #21146

Caro João Norton

Como o António Júlio nem sempre tem disponibilidade para aceder à net, tomo a liberdade de me adiantar e responder.

Com efeito, no “Barcelos Monumental e Artístico”, pg. 765 (Casa da Nogueira) e pg. 685 (Casa dos Simões Duarte Lyra) encontra Mário Leite Ribeiro Norton e sua m.er D. Maria Adelaide de Vessadas Salazar. Consta alguma ascendência (principalmente de D. Maria Adelaide) e a descendência dos casal (quase toda?).

Cumprimentos,

Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#21176 | magalp | 13 Mai 2002 21:02 | Em resposta a: #21146

Caro João Norton

Sem qualquer espécie de mandato da parte do meu amigo António Júlio, deixe-me dizer-lhe que está em Roma, a escassos dias de ser ordenado como sacerdote, na Comunidade dos Jesuítas.
Tem uma mágnifica obra publicada, onde muito possivelmente é tratada a sua família. Trata-se de "Barcelos Histórico Monumental e Artístico", obra que muito enriqueçe qualquer livraria, pública ou particular. Teve AJLT a colaboração do Dr. Eugénio Cunha Freitas, (q. dispensa apresentação) e da Drª Maria da Conceição Cardoso Pereira de Lacerda (da Casa da Fonte Branca, P. da Barca e neta da Casa do Campo, Celorico de Basto).
Por certo q. vai gostar deste livro.
cmptos.
Manuel Maria Magalhães

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#21191 | jpn | 13 Mai 2002 22:09 | Em resposta a: #21176

Caros Manuel Maria Magalhaes e Vasco Jacome
Agradeço desde ja o vosso interesse,amanha vou ver se encontro o livro.Familia"PRESIGO?"diz vos alguma coisa?acabei de encontrar uma folha manuscrita que fala desta familia e suas ligaçoes"..,D.Josefa Mª Rodrigues Mendes Presigo,mer defunto Jose de Mattos Sottomaior Noronha..."e outros.
um abraço,Joao Norton

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#21227 | vbriteiros | 14 Mai 2002 01:17 | Em resposta a: #21176

Caro Manel
Hoje passei uma vista de olhos sobre a artigo do Padre Trigueiros sobre os "Paes de Barcelos - Ascendentes do Presidente Sidónio Paes", e que afinal tem avoengos comuns comigo.
Aguardo com ansiedade o regresso dele, pois prometeu-me arranjar uma separata desse artigo.
Vou ficar com uma àrvore maior que os "Liriodendron" da Rotunda.
Um abraço
Vasco

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#21229 | magalp | 14 Mai 2002 01:32 | Em resposta a: #21227

Hoje, deanbulando já não sei em que tópico, descobri o parentesco do António Júlio com o nosso Prof. Rafael Carvalho, daqui do Fórum. Já sabia do parentesco com a Belita, via Lopes Martins.
Afinal Barcelos é berço de muita gente ilustre!
Mas olha q. ainda não é Padre, está próximo, mas não é.
Manel

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#21233 | vbriteiros | 14 Mai 2002 01:40 | Em resposta a: #21229

Que Deus o ajude e que dê um bom Padre. Bem preciso é!
Vasco

Resposta

Link directo:

RE: Vales Vessadas

#21450 | ajtrigueiros | 17 Mai 2002 00:26 | Em resposta a: #21146

Caro João Norton:

Desculpe só agora responder à sua mensagem, mas alguns afazeres não me permitiram fazê-lo mais cedo. Calculo que seja neto do Dr. Mário Miguel da Gândara Norton. Agradeço muito o oferecimento que faz e se houver oportunidade terei o maio interesse em ver esse livro. Tenho bastante bem estudada a família Vessadas Salazar, da 2ª mulher de seu bisavô. Uma parte está publicada num trabalho que saiu em 1998, chamado "Barcelos Histórico Monumental e Artístico" (em co-autoria com Eugénio A. da Cunha e Freitas e Maria da Conceição Pereira de Lacerda - Edições APPACDM, Braga, 1998). Nesse estudo trato especialmente da história da Casa da Nogueira (contei com a preciosa ajuda de seu tio avô, o Ex.mo Senhor Manuel Vessadas Salazr Norton). Tb. saiu há uns anos um trabalhinho sobre a família Salazar (de Abel Salazar)da autoria da Drª Maria da Assunção Jácome de Vasconcelos (sobre o qual lhe poderei dar mais indicações no verão, pois não o tenho aqui comigo). Num outro trabalhinho que publiquei sobre a família do presidente Sidónio Paes, vem tb. a linha dos Simões da Silveira, que descendem dos Pais e que são também antepassados da referida senhora. O trabalho foi publicado na "Barcellos Revista" em co- autoria com Armando Malheiro da Silva e chama-se " Os Paes de Barcelos- subsidios genealógicos para a biografia do Presidente da República Sidónio Paes", Barcelos 1994. No entanto tenho bastantes mais coisas sobre outros ramos de antepassados dos Salazar Norton que estão ao seu dispor.

Junto envio a linha genealógica dos Vessadas, desde o 1º Vessadas que consegui detectar até D. Maria Adelaide de Vessadas Salazar.

I JOÃO GONÇALVES, “o Vessada”. Foi senhor da Quinta de Calvelhe, Creixomil. Veio a falecer a 4/10/1628, no lugar de Calvelhe, em Creixomil.
Casou a 15/5/1588, em Creixomil, com D. INÊS MARTINS, falecida a 29/10/1634, em Calvelhe, Creixomil.
Tiveram entre outros filhos:

II FRANCISCO GONÇALVES DE VESSADAS. Baptizado a 5/2/1589, em Creixomil. Foi senhor da Casa de Calvelhe, onde viveu. Veio a falecer a 20/2/1659, em Calvelhe, Creixomil e "fez manda de mão comum com sua m.er Guiomar Manuel em que deixou por suas almas se fizessem tres seimentos cada hum de dez padres e se pagassem os usos e offertas costumadas desta Igreja e assim mais deixou elle testador hua Cappella Instituida no seu testamento que elle e sua m.er fizerão de suas proprias e livres vontades cujo treslado do testamento he o seguinte: ordenamos e dispomos Eu Frrancisco Gonçalves e minham.er sobreditta que se nos digão cada anno na noite de Natal duas missas por Nossas Almas com ceder seu Responso e se lhe dará de esmola por cada missa hum tostão, e não nas podendo ou querendo dizer o Rev.do Abbade ou seu cura; nosso fº João Glz ou seu Erdeiro busquará quem as venha dizer com licença a esta nossa Igreja digo com licença do Rev.do Abb.de se busquará quem as venha dizer as quais se dirão em quanto o mundo durar para o que deixamos e avinculamos a nossa bouça de matto dizimo a Deus sita na fregª de Villar do Monte ao pee de S. Mamede, e logo lhe pomospor clausula que se não possa vender, nem partir, nem alear, nem descambar, se não andará sempre em hua so pessoa ...".
Casou a 2/9/1629, na igreja de Vilar do Monte, Barcelos (regº em Creixomil), com D. GUIOMAR MANUEL, natural do lugar do Ribeiro, Creixomil, filha de Manuel Rodrigues e de sua mulher Maria Alves. Veio a falecer a 8/12/1674, em Calvelhe, Creixomil, viúva e deixou por herdeiro seu filho João Gonçalves de Vessadas.
Tiveram entre outros filhos:

III Capitão JOÂO GONÇALVES DE VESSADAS. Capitão de Ordenanças em Creixomil. Foi senhor da casa de Calvelhe, em Creixomil. Aqui veio a falecer a 19/9/1712 e deixou por herdeiro e testamenteiro seu filho Manuel do Vale.
Casou com D. MARIA DO VALE, baptizada a 27/12/1639, em Perelhal, tendo por padrinhos António, filho de António Gonçalves, do lugar do Barreiro e Maria Domingues, mulher de Domingos Francisco, do lugar da Laje, ambos de Perelhal. Era filha de Domingos Gonçalves e de sua mulher Maria Francisca, moradores no lugar do Barreiro, em Perelhal. Veio a falecer a 21/9/1719, na Casa de Calvelhe, em Creixomil, viúva, tendo feito testamento deixando por herdeiras suas filhas Inês, viúva e Jazabel, solteira (cf. Livº de Testamentos de Creixomil, pp.224vº)..
Tiveram entre outros filhos:

1(II) Frei PEDRO DO VALE DE VESSADAS. Baptizado a 10/11/1675, em Creixomil, tendo por padrinhos Francisco Manuel, solteiro, filho de Ana Manuel, de Calvelhe e Isabel, solteira, tia materna, do lugar do Barreiro, freguesia de Perelhal. Foi recebedor dos quintos de ouro do Brasil, no reinado de D. João V. Cavaleiro professo na Ordem de Cristo. Comprou em 1726 a Quinta de Santo António, desanexada de bens de um antigo morgado aos Alcaides Mores do Lindoso, Martim de Távora Sousa e Meneses e sua mulher D. Natália de Araújo Sousa e Meneses, descendentes de João Paes, o Velho, fundador do velho solar torreado que aqui existiu. Pedro do Vale Vessadas demoliu o velho solar torreado dos Pais de Faria para mandar construir o corpo principal da actual Casa de Santo António de Vessadas. Aqui mandou colocar em 1753 a pedra de armas dos VALES, numa fonte que fica nas traseiras da casa e dá para o jardim, onde mandou gravar a seguinte inscrição: "ESTA OBRA MANDOV FAZER Pº DO// VALLE VESSADAS CAVALº PROFES// SO NA ORDEM DE CHRISTº NO ANNO // DE 1753". A pedra de armas consta de um escudo com as armas dos Vales (três espadas postas em pala e alinhadas em faixa, com as pontas para baixo) com elmo (tendo esculpido no gorjal o hábito de Cristo com sua fita), paquife, virol e timbre de armas (as três espadas do escudo apontadas) . Instituiu a 17/9/1754, nesta casa e Quinta com outras terras juntas que adquiriu por compra, o vínculo de Santo António de Vessadas. Os administradores ficavam com a obrigação de se apelidarem Vessadas. Veio a falecer a 28/4/1755, na Casa de Santo António de Vessadas, em Barcelinhos, com todos os sacramentos, tendo feito testamento "em que deixou fosse seu corpo no Habito que profeçara da Ordem de Cristo, sepultado no Templo do Senhor da Cruz e muntos legados que constarão do mesmo testamento. Estando sobre terra se lhe fez hum officio geral a que assistirão muntos clerigos, confrarias e sepultado dentro do dito templo aos vinte e nove do dito mes e anno".
Casou em 1.as núpcias, a 23/3/2720, em Barcelos, com D. JOSEFA LUÍSA DE ALMEIDA BEZERRA, nascida na Quinta de Mareces, em Barcelinhos. Era filha de José de Almeida Castelo Branco, senhor da Quinta de Mareces, em Barcelinhos, e de sua mulher D. Mariana Bezerra de Miranda. Veio a falecer a 9/10/1726, na rua de São Francisco, em Barcelos, tendo feito testamento.
Casou em 2.as núpcias, com D.CRESCÊNCIA TERESA DE SÁ MELO LIMA DE ABREU PORTOCARREIRO. Já estavam casados em 1732.
Sem Geração.

2(IV) Capitão JOSÉ DO VALE MANUEL, que segue abaixo.


IV Capitão JOSÉ DO VALE MANUEL. Baptizado a 16/3/1687, em Creixomil, tendo por padrinhos seu irmão Francisco do Vale e Maria Francisca, mulher de António Francisco, todos de Creixomil. Capitão Mór das Ordenanças de Barcelos. Foi senhor da Casa de Manteiros, que era de sua mulher. Veio a falecer em 1774, em Creixomil.
Casou a 21/6/1705, na igreja de Creixomil, Barcelos com D. MARIA DE ABREU LEITÃO, baptizada a 9/5/1688, em Creixomil, tendo por padrinhos o Licenciado Braz Francisco e Ana Gomes, mulher de Manuel Rodrigues, de Creixomil. Era filha de Simão Francisco e de sua 1ª mulher Ana Gomes (falecida a 5/3/1705), senhores da Casa de Manteiros. Foi senhora da Casa de Manteiros, em Creixomil. Veio a falecer em 1774.
Tiveram entre outros filhos:

V ANTÓNIO JOSÉ DO VALE VESSADAS LEITÂO DE ABREU. Nasceu a 22/3/1729, na Casa de Manteiros, em Creixomil e foi baptizado a 27/3/1729, tendo por padrinhos o Sargento Mór António Ferreira Pinto, assistente na cidade do Porto, por procuração a seu tio paterno Pedro do Vale Vessadas e Margarida, solteira, filha de Manuel dos Reis da Fonseca e de Margarida de Macedo, de Santa Leocádia de Tamel. Foi senhor da Casa de Manteiros, em Creixomil e 3º administrador do vínculo de Santo António de Vessadas, em Barcelinhos, por morte de seus irmãos. Viveu até 1783, na Casa de Manteiros, mudando-se para Barcelinhos, para a Casa de Vessadas, quando tomou posse do vínculo, por morte de seu irmão, Pedro. Veio a falecer a 10/10/1808, nessa Casa de Santo António de Vessadas, em Barcelinhos, com todos os sacramentos e sem ter feito testamento e foi sepultado no dia seguinte na igreja de Barcelinhos, com oficio geral.
Casou a 25/11/1776, na igreja de Creixomil, Barcelos, sendo celebrante o Reverendo João Pedro do Vale Abreu, Abade de Santa Maria de Freiriz e testemunhas José Ramon Gonçalves , de S. Pedro de Vila Frescaínha, com D. TOMÁSIA BERNARDA AREAS CARRALBAL, natural de Orense, Galiza, filha de Dom José Caetano Areas de Carralbal, natural da vila de Santo Estêvão de Ribas de Vil, Bispado de Orense, Reino da Galiza e de sua mulher D. Francisca Gonçalves de Araújo, natural de Santa Maria de San Clodio Riveiro de Tuia, Bispado de Orense, Reino da Galiza. Era sobrinha materna do Padre Pedro Gonçalves de Araújo, que foi Abade de Creixomil, razão pela qual se deu este casamento. Veio a falecer a 28/3/1820, na Casa de Santo António de Vessadas, em Barcelinhos, com todos os sacramentos e foi sepultada no dia seguinte, com traje de viúva, e com a túnica de S. Francisco, por dentro, dentro da igreja de Barcelinhos.
Tiveram entre outros filhos:

VI Dr. JOSÉ MARIA DO VALE VESSADAS. Nascido a 25/4/1777, na Casa de Manteiros, em Creixomil e foi baptizado a 29/4/1777, em Creixomil por seu tio o Padre João Pedro do Vale e Abreu, Abade de Santa Maria de Freiriz, tendo por padrinhos o glorioso São José, por quem assistiu seu tio o Padre Pedro Gonçalves de Araújo, Abade de Creixomil e Nossa Senhora da Abadia, assistindo por ela o baptizante.. Bacharel em Leis pela Universidade de Coimbra, foi Juiz de Fora em Almodovar, Juiz e Guarda Mór da Alfândega em Vila do Conde , Juiz dos Órfãos em Barcelos e vereador municipal. Foi o 4º administrador do vínculo de Vessadas, por morte de seu pai e senhor da Casa de Manteiros, em Creixomil. Faleceu a 25/5/1812, na Casa de Santo António de Vessadas, em Barcelinhos, com todos os sacramentos e tendo feito testamento e foi sepultado na tarde do mesmo dia envolto em hábito de S. Francisco, na igreja de Barcelinhos.
Casou a 22/8/1805, na capela de S. Tiago de Moldes (anexa à igreja de Santa Marinha de Remelhe), em Remelhe, sendo testemunhas o Padre Manuel de Sá e Fonseca, de Góios, o Padre José do Vale da Fonseca Vessadas, de Creixomil, João Joaquim Lopes da Silva, cirurgião, de Remelhe e o Capitão António da Gama Castro Pereira e Cerqueira, de Prado, com D. CLEMENTINA ROSA DA SILVA SANTIAGO, nascida a 20/11/1786, na Casa de Santiago, em Remelhe, e foi baptizada a 27/11/1786, tendo por padrinhos seu tio paterno o Padre Jerónimo da Silva Santiago e D. Eusébia Joaquina da Silva, ambos da Casa de Santiago. Era filha única herdeira de José da Silva Santiago (1746/1789), Juiz e Guarda Mór da Alfândega em Vila do Conde, senhor da referida Casa de Santiago, da Casa da Quintão e da Casa e Quinta do Paranho, em Remelhe, e de sua mulher, com casou a 8/2/1786, em Remelhe, D. Antónia Maria da Silva, natural de Gilmonde, Barcelos. Era neta paterna de José da Silva Neves, natural do lugar da Quintão, em Gueral e de sua mulher, com casou a 2/5/1745, em Remelhe, Felícia Teresa da Silva, senhora da Casa de Santiago e materna de domingos Gonçalves Fontes e de sua mulher Maria Gonçalves, de Gilmonde. Veio a falecer a 7/2/1842, na Casa de Vessadas, em Barcelinhos, viúva, com 54 anos de idade, de "moléstia denominada cancoro", com todos os sacramentos. Fez testamento a favor de seus filhos e foi sepultada na capela mor da igreja de Barcelinhos.
Tiveram entre outros filhos:

VII CARLOS MARIA DO VALE DE VESSADAS. Nasceu a 5/2/1806, na Casa de Santiago de Moldes, em Remelhe e foi baptizado a 12/2/1806, na igreja de Remelhe, pelo Padre Manuel António Alvares Pereira de Araújo, Pároco de Remelhe, tendo por padrinhos D. Carlos de Meneses, Principal Presbítero da Santa Igreja Patriarcal, Fidalgo Capelão da Casa do Príncipe Regente Nosso Senhor e do seu Conselho, com procuração ao avó paterno, António José do Vale de Vesadas e Nossa Senhora da Boaventura (que se venera na Capela de Santiago de Moldes), por quem tocou com a coroa, o Padre Jerónimo da Silva de Santiago. Foi 5º administrador do vínculo de Santo António de Vessadas, por morte de seu pai e senhor da Casa de Santiago, que vendeu em 1870, da da Quintão e da Quinta do Paranho, em Remelhe, bem como da Casa de Manteiros, em Creixomil. Foi ainda senhor da Casa da Calçada, em Barcelos, que herdara de sua 1º mulher e que vendeu em 1866. Foi Juiz e Guarda Mór da Alfândega de Vila do Conde, até à implantação do regime liberal. Veio a falecer a 16/4/1872,às 3 horas da tarde, com sacramentos, na Casa de Santo António de Vessadas, em Barcelinhos, tendo feito testamento e foi sepultado no dia 18 na capela mór da igreja de Barcelinhos.
Casou em 1.as núpcias, a 15/9/1831, na Colegiada de Barcelos, sendo testemunhas Francisco Machado da Costa Barroso e António José da Costa Lopes, com D. MARIA MARGARIDA DA CUNHA FARIA REGO, nascida a 28/4/1811, na Quinta do Rio, em Barcelos. Era filha de João Pedro de Faria Rego (1754/1823) senhor da Quinta do Rio e da Casa da Calçada e de sua mulher, D. Brites Joana Pereira da Cunha Sotto Mayor, natural da Quinta de Pombal, Vila Franca, Viana do Castelo. Era neta paterna de João Diogo de Faria Rego (1720/1773), proprietário dos ofícios de meirinho da correição da vila de Barcelos e de porteiro da mesma, e de sua mulher D. Margarida Josefa de Faria (1722), senhora da Quinta do Rio, em Barcelos e materna de Capitão Sebastião da Cunha e Lima, senhor da referida Quinta do Pombal e de sua mulher D. Maria Margarida Pereira da Cunha Rangel, natural do lugar da Caparica, Baía, Brasil . Foi senhora da Quinta do Rio, que legou a seu primo o Dr. António do Rego Faria Barbosa e da Casa da Calçada, que legou a seu marido. Veio a falecer a 21/6/1831, na Quinta do Rio e "fez disposição verbal na qual nomeou os seus Prazos em seu marido (...) e mais se dessem 200$00 a hua menina filha de sua Prima Dona Brites desta villa e mais o Prazo de Villa Franca continuasse na forma em que estavam".
Casou em 2.as núpcias, a 7/8/1846, em Braga, com D. CARLOTA LEONOR TEIXEIRA DE MAGALHÂES CARNEIRO, nascida a 24/9/1820, em S. Victor, Braga. Era filha única do Dr. António Agostinho Teixeira Pereira de Magalhães e de sua mulher D. Tomásia de Almeida e Lima, senhora da Casa do Campo de Santana, em Braga e da Quinta de Gondivau, em Ateães, Vila Verde. Era neta paterna do Dr. António José Pereira de Araújo e Antas e de sua mulher D. Maria Josefa Clara Teixeira de Faria Magalhães e materna do Dr. Tomé José Carneiro de Lima e de sua mulher D. Jerónima de Almeida e Lima (os quais compraram a Quinta de Gondivau, em Ateães). Veio a falecer a 28/12/ 1888, na Casa de Santo António de Vessadas, em Barcelinhos, viúva com 63 anos de idade.
Tiveram entre outros filhos:

VIII D. CARLOTA ADELAIDE TEIXEIRA DO VALE DE VESSADAS. Nascida a 17/6/1850, na Casa de Santo António de Vessadas, em Barcelinhos. Veio a falecer, viúva, a 25/11/1927, na Casa da Nogueira, em Barcelos.
Casou a 13/5/1884, na igreja de Santo André de Barcelinhos, sendo testemunhas José Marques da Costa Freitas e António Ferraz de Gouveia Lobo, com o Dr. EDUARDO DA SILVA SALAZAR, nascido a 13/11/1844, na Casa da Nogueira, em Barcelos, da qual foi senhor por morte de sua mãe. Era filho do Dr. Baltasar Machado da Silva Salazar (1800/1875), natural do lugar de Espinhais, Santa Cristina de Serzedelo, Guimarães, Bacharel em Direito, advogado em Barcelos, administrador do concelho de Barcelos e Deputado às cortes de 1838, por Barcelos, falecido em Barcelinhos e de sua mulher D. Maria Margarida Simões da Silveira (1812/1888), natural de Barcelos, senhora da Casa da Nogueira, em Barcelos, por morte de seus pais e da Quinta do Paço de Mareces, em Barcelinhos (por compra em 1885). Neto paterno de Francisco Joaquim Machado, (1772/1861), natural de S. João Baptista de Gondar, Guimarães, Juiz Almotacé e Procurador em Barcelos e de sua mulher , com quem se casou a 24/6/1795, na igreja de Santa Cristina de Serzedelo, D. Ana Maria Rosa da Silva Araújo de Faria Salazar (1772/1852), natural de Santa Cristina de Serzedelo, Guimarães, senhora da Casa do Eirado, em Airão, no mesmo concelho. Neto materno de José Simões Gomes, natural do lugar de São Bento, S. Bento da Várzea, Barcelos, negociante na rua Direita e Procurador Camarário, fundador em 1816 da Casa da Nogueira, onde faleceu em 1828, e de sua mulher D. Ana Joaquina da Silveira, natural de Barcelinhos, que recebeu em 1852 na sua Casa da Nogueira, em Barcelos, Suas Majestades a Rainha D. Maria II e D. Fernando II e os Principes D. Pedro e D. Luís e veio a falecer em 1858, na mesma casa. O Dr. Eduardo da Silva Salazar formou-se em Direito pela Universidade de Coimbra, exercendo advocacia em Barcelos. Foi vice-presidente (de 2/1/1872 a 2/1/1874 ) e presidente da Câmara Municipal de Barcelos (de 2/1/1874 a 2/1/1878), Presidente da Comissão de Recenseamento, Procurador à Junta Geral do Distrito, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos e da Real Irmandade do Senhor Bom Jesus da Cruz..senhor da Casa dos Simões Duarte Lyra por ser um dos principais herdeiros de sua prima D. Ana Maria Cândida Simões Duarte Lyra, falecida em 1895, em Barcelos, ficando por força do seu testamento também, senhor das Quintas da Torre do Corubelo, em Poiares (Ponte do Lima) e da de Celeirô, em Aborim (Barcelos) . Faleceu a 1/1/1900, na Casa da Nogueira, em Barcelos.
Tiveram entre outros filhos:

IX D. MARIA ADELAIDE VESSADAS SALAZAR. Nasceu a 10/12/1890, na Casa da Nogueira, Barcelos. Foi senhora da casa da Nogueira, em co-propiedade com seu irmão Baltasar. Aqui veio a falecer a 22/10/1931.
Casou a 15/8/1915, na Colegiada de Barcelos, com MÁRIO ANTÓNIO LEITE RIBEIRO NORTON, nascido a 25/5/1887, na freguesia de Santa Maria dos Anjos (Valença do Minho), filho de Artur Norton e de sua mulher D. Vírginia da Glória Leite Ribeiro, filha dos Barões da Urgeira. Foi senhor da Casa da Urgeira em Valença. Foi casado em 1.as núpcias com D. Maria Gândara, de quem teve um único filho, o Dr. Mário Miguel da Gândara Norton, que foi presidente da Cãmara Municipal de Barcelos, e ficou senhor da Casa da Urgeira e casou com D. Maria Teresa Simões Quadros, com geração em Coimbra. Veio a falecer a 25/11/1972, na Casa da Nogueira, em Barcelos.
Com geração

Bom isto é apenas a linha directa desta família. Se estiver interessado no trabalho completo com os colaterais, bem como de outros ramos de antepassados desta família, basta dizer-mo para aqui ou para o meu mail.
Fico ao seu dispôr.

Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#21462 | Luiz Alberto | 17 Mai 2002 02:07 | Em resposta a: #312

Aceitando seu generoso oferecimento, teria informações sobre a emigração para o Brasil de componentes da Família Bacellar abaixo, oriundos de Barcelos?
Mais específicamente:
a. Antonio Jose de Araujo Bacellar teria vindo para o Brasil, inicialmente para a Bahia indo depois para para o Maranhão - Caxias e fialmente para o Piauí - Barras, onde tornou-se proprietário de grandes terras e bens; e seu irmão:
b. José Antonio de Araujo Bacellar - radicou-se na Bahia.
Ambos vieram para o Brasil provavelmente em meados do Seculo XVII.
Esta é a História que tenho pela tradição familiar.

O primeiro (Antonio José)é meu quarto avô paterno e, a partir dele coordenei e emiti em 1966 os "Apontamentos Geneaógicos das Famílias Costa Fernandes, Bacellar, Perry e Braga" incluindo a parte da Arvore dos descendentes dos Bacellar no Maranhão e Piauí, daí se ramificando até nossos dias por todo o Brasil.
Antes dele porém, até hoje, nada consegui obter.
Grato pelos preciosos esclarecimentos que puder me fornecer,
Antecipadamente a seu dispor,
Luiz Alberto

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#21517 | ajtrigueiros | 17 Mai 2002 20:48 | Em resposta a: #21462

Caro Luiz Alberto:

Gostaria de o poder ajudar, mas realmente não tenho conhecimento de nenhuma família Araújo Bacelar, originária de Barcelos e do seu vasto concelho (de 89 freguesias). Apenas sei da existência de uma família Bacelar, procedente da freguesia de Cervães, no concelho de Vila Verde, que foram senhores da Quinta da Costariça.

Não tem mais nenhuma referência em relação à proveniência exacta dos dois irmãos Araujo Bacelar que emigraram para o Brasil?

O que acontece é que o antigo termo de Barcelos, durante o século XIX, era muito maior do que é hoje e pode ser que diga que os irmãos eram de Barcelos, quando poderiam ser do antigo concelho. Cervães por exemplo julgo que era do antigo termo de Barcelos.

Fico ao seu dispor para qualquer outra ajuda que lhe possa dar.

Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#28170 | helderst1 | 06 Out 2002 16:17 | Em resposta a: #312

Gostaria de saber se meu bisavô pode ter vindo de Barcelos.
Os nomes que possuo são :

Bisavô :

Manoel Pereira Carneiro
Anna Alves Carneiro

Filhos :

Antonio Alves Tougeiro
Manoel Alves Tougeiro

O Antonio é meu avô e se casou com :

Palmyra de Mattos Tougeiro

Você pode notar que o nome Tougeiro, foi derivado de Carneiro por algum erro.
Preciso encontrar referências de onde proveio o Manoel Pereira Carneiro no intuito de encontrar o Registro Civil de Antonio Alves Tougeiro.

Desde já agradeço por sua atenção,

Helder Tougeiro

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#28343 | ajtrigueiros | 09 Out 2002 14:36 | Em resposta a: #28170

Caro Senhor Helder Tougueiro:

Infelizmente não o posso ajudar muito, se não tiver mais informações de carácter geográfico. O concelho de Barcelos tem 89 freguesias (é o maior de Portugal em numero de freguesias) e os apelidos dos seus avós são bastante comuns por cá, pelo que tanto podem ser de cá, como não o serem...
Tem alguma referência concreta à proveniência dos seus avós ser barcelense?
Já tentou tirar uma certidão de óbito deles, onde muito provavelmente encontrará a naturalidade?

Posso adiantar-lhe que sei de uma família com esses apelidos no concelho de V. N. de Famalicão, mais concretamente nas freguesias de Ceide, Requião e Lagoa, descendentes de um casal que terá vivido nos inicios do século XIX, na freguesia de Salvador de Lagoa, de nome Francisco Pereira Carneiro e Maria Alves Bezerra. Os filhos e netos usaram os apelidos Alves Pereira Carneiro. Um neto o Reverendo Manuel Alves Pereira Carneiro (1873/1956) foi Abade de Requião, no concelho de V. N. de Famalicão.
Mas tanto podem ser da sua família como não, dada a relativamente frequente combinação destes apelidos.

Sempre ao dispor.

Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros

ajtrig@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#28353 | helderst1 | 09 Out 2002 18:18 | Em resposta a: #28343

Caro Sr. Júlio

Este é todo o meu problema, meu bisavô Manoel Pereira Carneiro veio para o Brasil com os dois filhos Antonio Alves Tougeiro e por algum motivo trocou-se os nomes Carneiro por Tougeiro. O meu avô Antonio como não possuia raizes Portuguesas digo, não viveu em Portugal o bastante para ficar se recordando da terra natal não passou isso adiante na família que não possue nenhuma referência de onde nasceu.
Estou tentando localizar sua certidão sde óbito.

Com os sinceros cumprimentos,

Helder Tougeiro

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#28399 | ajtrigueiros | 10 Out 2002 15:08 | Em resposta a: #28353

Caro Helder Tougueiro:

Mais uma achega sobre Pereiras Carneiro, de Barcelos.

Encontro na freguesia de S. Martinho das Carvalhas, no concelho de Barcelos, o seguinte:

MANUEL PEREIRA CARNEIRO, natural de S. Miguel de Chorente, filho de Constantino Pereira e de Clementina da Trindade. Casou a 2/6/1890, nas Carvalhas, com 35 anos de idade, com LUÍSA JOAQUINA GOMES DE FARIA, natural das Carvalhas, de 22 anos, filha de António Pedro Gomes da Fonseca e de Ana Joaquina da Silva Faria.
Tiveram 10 filhos:
1- ANA MARIA, nasceu em 1891, nas Carvalhas e casou em 1914, nas Carvalhas
2- MANUEL, nasceu em 1892, ib. e casou em 1916, nas Carvalhas
3- MARIA, nasceu em 1895, ib. e casou em 1917, ib.
4- ANTÓNIO, nasceu em 1897, nas Carvalhas e casou no Brasil
5- MIGUEL, nasceu em 1899, ib. e casou no Brasil
6- VIRGINIA, nasceu em 1901, ib. e casou em 1919, nas Carvalhas
7- LEOPOLDINA, nasceu em 1903 e morreu menor.
8- JOÃO, nasceu em 1905 e casou em 1930, em Minhotães
9- JOAQUIM, nasceu em 1908, ib.
10- ABILIO, nasceu em 1910.

Pode ser que o seu bisavô fosse desta família de Chorente e Carvalhas, que como vê teve filhos que embarcaram para o Brasil.

Segundo os seus calculos, mais ou menos quando poderia ter nascido o seu avô? que idade teria quando faleceu e em que ano faleceu?

Poderia ser filho do Manuel Pereira Carneiro, nascido em 1892 e casado em 1914? Isso seria uma grande sorte, mas tudo é possível...

Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#28420 | vbriteiros | 10 Out 2002 22:42 | Em resposta a: #28399

Caro António Júlio Trigueiros
Folgo muito de ver de novo a sua intervenção aqui no Forum. Creio que é a 1º vez depois da sua inolvidável 1ª Missa a que tive a honra de assitir. Presumo portanto que estará de novo em Portugal.
Estou a preparar uma série de perguntas sobre Brandões-Pereira , logo que prontas apresentá-las-ei.
Cumprimentos do
Vasco Briteiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#28453 | ajtrigueiros | 11 Out 2002 13:45 | Em resposta a: #28420

Caro Vasco:
Infelizmente estou de novo em Itália, por mais um ano (espero que último!!!). Vou a Portugal na próxima semana, mas apenas por poucos dias. Tive o maior gosto em que tivesse estado em Remelhe no passado dia 14 de Julho. E claro que estou à disposição para aquilo em que o possa ajudar sobre os Brandões Pereiras ou outros assuntos.
Um abraço amigo do
António Júlio

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#28483 | 1928 | 11 Out 2002 17:50 | Em resposta a: #312

Caro Senhor,
Desde já agradeço bastante sensibilisado,vossa oferta a qual,para mim é de bastante importante.Procuro antecedentes de JOSÉ BORGES DE VASCONCELLOS,natura de Barcelos,nascido mais ou menos a 1840 a 1850.Foi um dos Abades de Leça da Palmeira.Ligou-se a D.Emilia Preciosa da Rocha Mattos,filha de Miguel da Rocha Mattos e de Maria da Rocha Mattos.Se me poder ajudar,bastante lhe agradeço.
Respeitoso Cumprimentos,
Vasco de Vasconcellos

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#28715 | helderst1 | 14 Out 2002 14:31 | Em resposta a: #28399

Antonio Trigueiros,

Muito Obrigado por todas estas informações, fico muito agradecido por você.
Estou aguardando a abertura da sala de consulta do Arquivo Nacional aqui do Rio de Janeiro para consultar os vapores que chegaram aqui por volta de 1892, vou tentar descobrir o nome do meu bisavô nos registros de chegada ao Brasil com os filhos, e de onde veio. A informação que tenho é que meu avô chegou quando criança e tinha 2 anos, se ele nasceu em 1890 deve ter chegado por volta de 1892 à 1894 aqui no Brasil.

Respondedo suas perguntas.

Meu avô Paterno.

Avô: Antonio Alves Tougeiro
Casado com : Palmyra de Mattos Tougeiro (Casado no Brasil)

Filho dê : Manoel Pereira Carneiro
e : Anna Alves Carneiro ( Casados em Portugal)

Nascido em : 01/05/1890
Data de Óbito : 01/06/1952 com 62 anos.

Com os melhores cumprimentos,

Helder Tougeiro

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#28784 | ajtrigueiros | 15 Out 2002 11:25 | Em resposta a: #28483

Caro Vasco de Vasconcellos:

De uma consulta pelos meus apontamentos da cidade de Barcelos, não encontro nenhuma pessoa no século XIX com estes apelidos.

Na lista completa que possuo dos habilitados a ordens, por inquirição de genere, naturais da vila de Barcelos, que se acha no Arquivo Distrital de Braga, encontro dois habilitandos daquele periodo, com nomes semelhantes:

1) JOSÉ MARIA LEMOS VASCONCELOS. Natural de Barcelos. Filho de Estêvão Bernardino da Silva Lemos e de D. Ana Casimira Mota e Vasconcelos. Habilitado a 10/10/1843 (ADB - Processo 26806)

2) JOSÉ BORGES QUEIROZ. Natural de Barcelos. Filho de Domingos Borges Queiróz e de Maria Joaquina da Cunha Osório. Habilitado a 9/7/1843 (ADB- Processo 26804).

Sobre o primeiro JOSE MARIA LEMOS VASCONCELOS, sei bastante sobre a família e os antepassados. Nasceu em 1825, na rua dos Açougues, em Barcelos. O pai era boticário. Era neto paterno de Manuel Jácome da Silva e de Maria Isabel da Silva, de Barcelinhos e materno de José Luís Cerqueira de Lemos e de D. Joaquina da Mota e Vasconcelos, da vila de Barcelos. Foi ordenado presbítero e foi Cónego da Insigne e Real Colegiada da vila de Barcelos. Veio a falecer a 9/7/1864, na rua Direita, nº 29, em Barcelos, com 39 anos de idade.

Do segundo JOSÉ BORGES DE QUEIROZ,sei apenas que era neto paterno de João Borges Queiroz e de Perpétua Maria dos Reis, de Barcelos e materno de Joaquim José Caetano Gomes e de Ana Angélica Vieira da Rocha e Cunha, de Barcelinhos. Mas perco-lhe o rasto nos registos paroquiais. Teve um irmão Joaquim Borges de Queiroz, de profisão pintor que encontro casado em Barcelos em 1863, com Rosa de Araújo Lima, natural de Barcelos de quem teve pelo menos dois filhos (Agostinho, nascido em 1864 e Olímpio Benjamim de Jesus, nascido em 1867).
O Pai, DOMINGOS BORGES DE QUEIROZ, era natural de Barcelos, habilitou-se também a ordens por inquirição de genere de 4/3/1804 (ADB, Processo 34382). Foi depois Mestre de instrução primária em Barcelos.

E é tudo o que sei sobre estes dois habilitandos. Pode ser que a pessoa que procura seja o segundo deles, ou então tenha nascido numa das muitas freguesias do concelho de Barcelos (são 89 !!!). Tenho conhecimento de uma família Borges de Azevedo E Vasconcelos, no século XVIII, em Barcelos, mas que no século XIX se fundiu com a família dos Morgados de S. Francisco, e não usava já esses apelidos.

Fico ao dispor para mais informações que desejar.

Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros

ajtrig@hotmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#28803 | 1928 | 15 Out 2002 16:29 | Em resposta a: #28784

Carissímo António Julio Limpo Trigueiros,
Agradeço sensibilizado vossa ajuda,e,vou tentar relacionar,alguns destes nomes.Meu avô,Julio Emilio da Rocha Vasconcellos,filho de José Borges de Vasconcellos,meu bisavô,nasceu mais ou menos em 1850,em Besteiros-Penafiel.Assim que seja possuidor de mais alguns dados,se me permite, entrarei de novo convosco, o que desde já muito agradeço.
Retribuindo, Cumprimentos Amigos,
Vasco de Vasconcellos

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#29278 | helderst1 | 22 Out 2002 14:14 | Em resposta a: #28399

Sr. António Júlio Limpo Trigueiros,

Tenho agradecido muito sua contribuição a minha busca das origens de meu Avô e Bisavô. Estou em contato com o Arquivo Distrital de Braga, através da Diretora Maria da Assunção Vasconcelos que nas duas localidades que mencionou não se encontrou registro do António Alves Tougeiro.
Esta mudança/erro do nome Carneiro para Tougeiro me intriga e me faz perguntar ? Em suas pesquisas sobre nomes de famílias nunca se deparou com este nome Tougeiro ?
Fora de Barcelos onde mais poderia encontrar famílias Pereira Carneiro e Alves ?

Eu ainda estou sem muitas dicas da família sobre onde meu avô teria nascido, as minhas tias mais velhas ainda vivas, tem certeza sobre a vinda de Portugal pois meu avô António sempre falava , mas elas não se lembram de onde , pois o mesmo veio ainda criança de Portugal e não guardava na memória nomes de locais etc...

De qualquer forma agradeço toda informação que puder conseguir e assim continuo a buscar.

Com os sinceros cumprimentos,

Helder Tougeiro

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#30335 | Vasco Jácome | 10 Nov 2002 11:46 | Em resposta a: #312

Caro Júlio Trigueiros

Há um Jácome da Cunha Melo, mestre-escola da colegiada de Barcelos que está na pg. 6 do “Barcelos Monumental” e no Gayo no ttº de Cunhas §67 N4, com descendência nos Costa Eroza de Braga.

Será que por acaso não tem nada sobre esta gente?

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#30348 | Samuel de Castro | 10 Nov 2002 13:58 | Em resposta a: #312

Estimado Antonio Julio Limpo Trigueiros,

Peço o favor de verificar, se em suas pesquisas, localizou algo sobre a descendencia dos 3 Felix Abaixo. Meu interesse maior é sobre o Batismo de meu pentavô Joaquim Pereira de Castro, que seria filho do 3º Felix com a 1a. esposa.

A) FÉLIX PEREIRA DE CASTRO - (Gayo, Araújos $329, N-27-28) - Clérigo, Reitor e Monge de São Pedro de Merufe, Cons. de Monção. Os ancestrais já possuo e são comprovados no Gayo. Seus descendentes localizei nas microfilmes de Monção. Filho: 37ª Geração

1) FÉLIX PEREIRA DE CASTRO - Nascido em São Pedro de Merufe, Conselho de Monção, Portugal.
Foi Escrivão dos Órfhãos de Monção.F-19.7.1754 em Monção - Deixou testamento. Residiu na Vila dos Arcos.
Esposa: Ignácia Josefa de Azevedo Pereira da rua Bom Jardim, Freguesia de Santo Ildefonso, na cidade do Porto.
(filha de Antônio Pereira da Costa e de Lucrécia Maria de Azevedo). Filho: 38ª Geração

a) FÉLIX PEREIRA DE CASTRO - N-10.9.1731 - F-29.12.1781, em Monção - Escrivão de Órphãos de Monção.
Morador da Rua da Mota, em Monção, Portugal. Também residiu na Vila de Arcos de Valdevez.
1ª Esposa: Antônia Rosa de Sá Barbosa (Na certidão de 2ª núpcias dele (C-5.11.1758), constou que ficara viúvo dela).
2ª Esposa: Thereza Maria Pereira de Lemos - No C-5.11.1758 na Igreja de Santa Maria dos Anjos, em Monção, consta que ficara viúvo da 1a. esposa. Nos microfilmes localizei 8 (oito) filhos da 2ª. esposa, nascidos entre 1760 e 1780. Dele e delas, não se sabe se deixaram inventário ou testamento.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#30352 | ajtrigueiros | 10 Nov 2002 14:13 | Em resposta a: #30335

Caro Vasco:

Infelizmente não poderei ser de grande ajuda. Não tenho nenhuma referência este Jácome da Cunha Melo. A referência que se encontra no "Barcelos Histórico..." tirei-a do Abade do Louro. Não me consta que este Jácome da Cunha tivesse raízes em Barcelos e possívelmente era um bracarense (?) que terá ocupado em Barcelos este cargo de Mestre Escola da Colegiada. Como não tenho o Gayo cá em Roma, não pude confirmar outras eventuais relações a famílias barcelenses.

Sempre ao dispôr.

Um abraço amigo do

António Júlio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#30353 | ajtrigueiros | 10 Nov 2002 14:19 | Em resposta a: #30348

Caro Samuel de Castro:

Infelizmente não poderei ser de grande ajuda. Não sou muito conhecedor de famílias de Monção. Fica já fora da minha "comarca". Os meus estudos centram-se sobretudo em famílias de Barcelos e do seu concelho e nalgumas outras que por casamento se vieram a ligar a ele...
Pode ser que no Forum haja mais algum genealogista que domine melhor essa região do Alto Minho e que seja frequentador do Arquivo de Viana do Castelo, onde será concerteza fácil localizar o que pretende.

Sempre ao dispor...

Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#30362 | Vasco Jácome | 10 Nov 2002 16:26 | Em resposta a: #30352

Caro Júlio Trigueiros

Provavelmente, tem toda a razão! Além deste cargo, também não descortino qualquer ligação genealógica a Barcelos.
Enfim, ficou a tentativa... e naturalmente os meus agradecimentos!

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#31550 | fernando pontes | 03 Dez 2002 11:36 | Em resposta a: #312

Bom dia,

Ando a procura de uns descendentes de BARCELINHOS: francisco goncalves e Gracia fernandez (casaram, presumo em 1608; e tiveram varios filhos).
Se possivel gostaria de obter os pais deste casal... E saber se este casamento é o 1º de Gracia Fernandez?

Procuro tambem a data de nascimento de Francisco Ribeiro, tambem de Barcelinhos.

E se me puder ajudar.... dados relativos ao apelido RIBEIRO PONTES, ou somente RIBEIRO; e FANGUEIRO.

Sei que alguns vieram de BARCELINHOS, mas nao sei se tambem de outras freguesias.

Muito obrigada,

fernando pontes

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#32098 | Vasco Jácome | 14 Dez 2002 11:46 | Em resposta a: #312

Caro António Júlio Trigueiros

A questão que lhe coloco não tem a ver com genealogia barcelense, mas sim com o exercício de cargos em Barcelos.

Queria-lhe perguntar se pode confirmar umas notas manuscritas que tenho e que indicam que Caetano José Lourenço do Vale Correia de Freitas foi Juiz de Fora em Barcelos, tendo tomado posse a 20 de Novembro de 1769. Teria sido feito registo num livro das vereações que teve principio em 14 de Novembro de 1769, a fls 3, da carta de mercê de designação para o cargo, a qual teria sido dada em Lisboa a 19 de Setembro de 1769.

Em tempos tinha-me dito que conhecia alguém que fez o levantamento dos vereadores desde 1750. Será que também o fizeram para os Juizes de Fora? Também gostaria de saber até que data é que ele exerceu o cargo.

Com antecipados agradecimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#32652 | tozes | 02 Jan 2003 17:41 | Em resposta a: #21146

encontrei uma mensagem de um velho amigo meu no foro " familias de barcelos" que perdi de vista à muitos anos.
Gostaria de ter o seu e-mail.O seu nome é Joao Pedro Norton e o meu é Antonio Jose Albuquerque Quinta.
Seria possivel dar-me o seu e-mail.
obrigado
A.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#32675 | Abreu Coutinho | 02 Jan 2003 22:11 | Em resposta a: #6750

Caro jrmello

O meu amigo anda perto mas não desanime porque essa freguesia S.Julião de Freixo outrora pertencia à comarca de Barcelos, verdade.Mas hoje faz parte do concelho de Ponte de Lima, distrito de Viana do Castelo.
Cumprimentos;
Abreu Coutinho

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#32679 | Abreu Coutinho | 02 Jan 2003 23:32 | Em resposta a: #312

Caro António Júlio Limpo Trigueiros

Desde já, queria cumprimenta-lo e felicita-lo por este seu trabalho que é enriquecedor para todos nós, amantes da genealogia, uns mais e outros menos como o meu caso,mas sempre atento à evolução das intervenções nesta nossa sala de estar(fórum).
Gostaria de ser esclarecido se o meu amigo tem elementos da Casa de Argemil (Barcelos), que justifique a representação da chefia do nome e armas da família Magalhães; como sabe a representação dos Senhores da Barca por casamento de D.Joana de Magalhães com D.Afonso de Menezes,Pais de D.João Manoel de Menezes ,Senhor da Casa de Argemil por casamento.
Gostaria de saber com o desenvolvimento desta descendência se de facto esta minha teoria tem razão de desenvolvimento?
Com os meus cordiais cumprimentos,

João de Magalhães e Moraes de Abreu Coutinho

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#32680 | vbriteiros | 03 Jan 2003 00:18 | Em resposta a: #32652

...e naquele exame o monumento megalitico era?

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#32993 | pjfabreu | 08 Jan 2003 20:22 | Em resposta a: #312

Caro Sr. Trigueiros.
Li o artigo que fala sobre o estudo que fez sobre as famílias de Barcelos e gostaria de saber se me podia ajudar sobre a família Abreu de Sta Maria de galegos, a única informação que tenho é que possuíam muitas terras em Sta Maria e a casa do souto ainda se encontra na familia, infelizmente estou a começar a minha pesquisa e encontrei este site por acaso, agradecia que me pudesse ajudar.
Atenciosamente
Paulo Abreu

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#33455 | pjfabreu | 15 Jan 2003 18:16 | Em resposta a: #312

caro Sr Trigueiras gostaria muito que me fornecesse informações da familia Abreu de galegos Sta maria Barcelos, se essa for uma das familias que estudou agradecia a sua colaboração.

atenciosamente
Paulo Abreu

Resposta

Link directo:

REABREUS, da Casa do Souto, Santa Maria de Galegos

#33607 | ajtrigueiros | 17 Jan 2003 16:47 | Em resposta a: #33455

Caro Senhor Paulo de Abreu:

Infelizmente não poderei ser de grande ajuda, pois conheço pouco sobre a família Abreu, de Santa Maria de Galegos.
Sabia da sua existência pois são antepassados de uma minha cunhada e há uns anos atrás fiz a arvore ascendente dos meus dois sobrinhos e deparei com alguns seus antepassados do lugar do Souto, em Santa Maria de Galegos, de apelido Abreu. Como se tratava de abastados lavradores julgo serem os mesmos da Casa do Souto que refere. Apesar de ser pouco aí vai o que tenho.

I MANUEL JOSÉ DE ABREU, casado com ANA MARIA DE SÃO BENTO, moradores no lugar do Souto, Santa Maria de Galegos (inicios do século XIX).

Foram pais de pelo menos:

II MANUEL JOSÉ DE ABREU, casado com MARIA LUÍSA ALVES PEREIRA, natural do lugar da Aldeia, Santa Maria de Galegos, filha de Manuel José Alves Pereira e de sua mulher Mariana Duarte (sobre os antepassados desta senhora Duarte tenho muita informação pois é da vastissima e antiga família Duarte, proveniente da Casa do Paço, em Lijó)
Viveu este casal no lugar do Souto, em Santa Maria de Galegos

Foram pais de (pelo menos um filho):

III JOÃO JOAQUIM DE ABREU, nascido a 10/8/1855, no lugar do Souto, em Santa Maria de Galegos e falecido a 8/2/1941, em Santa Maria de Galegos.
Casou com MARIA DE JESUS CORREIA DE ABREU, nascida a 20/1/1853, no lugar de Vassadas, Santa Maria de Galegos, filha de José António Correia e de Maria Justa de Abreu (esta filha de pais incógnitos)
Este casal viveu no lugar de S. João, em Santa Maria de Galegos.
Tiveram pelo menos dois filhos:

1(IV) JOSÉ JOAQUIM DE ABREU, casado com ANA JOAQUINA GOMES, natural de Santa Maria de Galegos e filha de Manuel José Gomes e de Antónia Maria Lopes Duarte
Deste casal foi filha (pelo menos)
V D. MARIA DE JESUS GOMES DE ABREU, casada com ANTÓNIO LOPES DE OLIVEIRA, irmão do falecido Padre Herculano Lopes de Oliveira, pároco de Manhente.
Com geração (avós paternos da minha cunhada)

2(IV) ANA DE JESUS ABREU, casada com AMÉRICO MORGADO, natural de Roriz, filho de Rosa Morgado, solteira
Deste casal foi filha (pelo menos):
V D. LAURINDA DOS ANJOS MORGADO DE ABREU, casada com JOAQUIM DOS SANTOS PORTELA.
Com geração (avós maternos da minha cunhada)


É um resumo das duas linhas desta família que tenho estudadas. Espero que lhe possam ser de alguma utilidade. Se eventualmente chegar á conclusão de que descende do casal MANUEL JOSÉ DE ABREU/ MARIA LUÍSA ALVES PEREIRA pedia o favor de me contactar pois tenho abundante informação sobre os antepassados desta última senhora. Se me quiser enviar aquilo que já reuniu, posso tentar entroncar nos dados que já possuo. Seria bom começar por tirar certidões de nascimento de seus avós no Registo Civil de Barcelos.

Se preferir pode igualmente contactar-me para o meu mail trigueiros@unigre.it

Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#33631 | Isabel Aboim | 17 Jan 2003 21:38 | Em resposta a: #312

Ex.mo Senhor
Louvando a sua generosidade que esperpo poder retribuir dentro dos meus humildes préstimos agradeço informações sobre a Família Paula de Barcelos, muito especialmente de Luís Paula, um brasileiro de torna-viagem, pintor, e com uma história picaresca no que respeita a senhoras...Creio ser oriundo ou, pelo menos, proprietário em Vila Frescaínha, nos finais do século XIX. Deixou descendência legítima e ilegítima.
Isabel Aboim

Resposta

Link directo:

RE: Família Paula, de Barcelos

#33708 | ajtrigueiros | 19 Jan 2003 14:57 | Em resposta a: #33631

Cara Isabel Aboim:

Tenho realmente conhecimento da existência de duas famílias Paula, que possívelmente serão parentes, uma em S. Martinho de Vila Frescaínha e outra em Faria e em Barcelinhos.

Sobre primeira junto envio aquilo que sei que não é muito, pois baseia-se em informações dispersas que fui recolhendo na imprensa local e nos registos paroquiais.

Possivelmente o Luís Paula de que me fala seria irmão ou tio de Manuel Ramos de Paula, embora eu não tenha encontrado nenhuma referência à sua pessoa.

Como tenho interesse em geral por famílias de Barcelos, pedia igualmente notícias daquilo que possua sobre esta família.

Aqui vai o que tenho:


Paula, de S. Martinho de Vila Frescaínha
(Barcelos)


I Francisco de Paula. Natural de Barcelinhos ?.
Casado com D. Ana Joaquina Ramos, de Barcelinhos.

Foram pais de (pelo menos):

1(II) D. Estefânia Augusta da Purificação de Ramos de Paula. Nasceu em S. Martinho de Vila Frescaínha. Veio a falecer a 24/1/1953, em Barcelos, com 85 anos de idade e foi sepultada em S. Martinho de Vila Frescaínha.
Casou a 18/12/1895, na igreja de S. Martinho de Vila Frescaínha, com Joaquim de Sousa Campelo, nascido na Quinta de Casal de Nil, S. Martinho de Vila Frescaínha. Era filho de Cândido Augusto Correia de Sá Pereira de Morais Campelo (1834/1889), nascido na Casa de Requiães, em Paradela e de sua segunda mulher D. Maria Júlia da Conceição e Sousa, natural de S. João Baptista de Vila do Conde. Era neto paterno Capitão João Felisberto Correia de Sá Pereira de Morais Campelo, nascido na Casa de Requiães, em Paradela, Fidalgo Cavaleiro da Casa Real (Alvará de 30/8/1824), Cavaleiro da Ordem de Cristo (alvará de 16/8/1825), Capitão de Milícias de Vila do Conde (carta patente de 16/1/1829) e de sua segunda mulher D. Isabel Margarida da Costa e Almeida Ferraz, nascida na Casa da Igreja, em S. Miguel dos Arcos, Vila do Conde. Era neto materno de Manuel Inácio da Costa e de sua mulher D. Ana Ludovina Carneiro e Sousa. Foi 2º Sargento de Infantaria. Vivia em 1898 em S. Martinho de Vila Frescaínha

Filha:
(XIII) Maria Manuela. Nasceu a 10/2/1898, em S. Martinho de Vila Frescaínha e foi baptizada a 4/8/1898, tendo por padrinhos Manuel Ramos de Paula, proprietário, com procuração a Francisco de Paula e D. Maria Meira de Paula, com procuração a Ana Joaquina de Paula. Faleceu em 1900, em Barcelos.
Sem Geração.

2(II) Manuel Ramos de Paula, que segue abaixo.

3(III) ....
Pais de:
(IV) D. Deolinda Augusta Paula Torres.
Casou a ../8/1915, em S. Martinho de Vila Frescaínha, com Cândido Gonçalves Pereira, de Barcelos.
Filha:
(V) D. Maria Violeta Paula Gonçalves. Reside em Barcelos.
Casou a 6/9/1947, na igreja de S. Martinho de Vila Frescaínha, com José Pereira da Quinta Gomes da Costa, filho de António Rodrigues Gomes da Costa e de sua mulher D. Maria Moreira Alves Pereira da Quinta.



II Manuel Ramos de Paula. Natural de S. Martinho de Vila Frescaínha. Capitalista no Porto e em Barcelos. Foi proprietário da “Vila Violeta” em Casal de Nil, São Martinho de Vila Frescaínha, Barcelos. Foi senhor da Casa e Quinta do Barral, em S. Martinho de Vila Frescaínha, com sua casa capela e Quinta, por compra que fez a 7/6/1897, a José da Cunha Guedes de Brito e esposa da vila de Ponte da Barca. Comprou em 1926 uma casa na rua Manuel Viana a Sebastião Pereira de Brito. Faleceu ../9/1928, em Vila Frescaínha de S. Martinho.
Casou com D. Maria de Meira, filha de José Ribeiro Meira, negociante de ferragens, em Barcelos, falecido em 1919. Veio esta senhora a falecer a 21/12/1912, no Porto.
Pais de:
1(III) D. Maria Violeta Meira de Paula. Proprietária em S. Martinho de Vila Frescaínha.
Casou em 1.as núpcias, a 2/7/1917, na igreja de S. Martinho de Vila Frescaínha, Barcelos, com João Augusto de Araújo Passos, nascido a 18/2/1888, na rua Direita, em Barcelos. Era filho de Manuel Augusto de Passos, natural da freguesia de S. Lázaro, Braga, ourives e proprietário, falecido a 30/11/1923, em Barcelos e de sua primeira mulher D. Maria Teresa de Araújo, natural de Barcelos, falecida a 17/11/1920, em Barcelos. Era neto paterno de Francisco Augusto de Passos e de D. Rosa Maria Angélica e materno de Manuel José de Araújo e de Maria da Graça. Foi ourives em Barcelos. Veio a falecer a 11/5/1930, em Barcelos, com 42 anos de idade.
Casou em 2.as núpcias a 25/7/1932, na igreja de São Martinho de Vila Frescaínha, com Manuel Augusto Pires, capitalista.
Filho do 2º casamento (pelo menos):
(IV) Augusto Manuel Paula Pires. Nasceu em 1933 e foi baptizado a ../1/1934, na Matriz de Barcelos, tendo por padrinhos seu tio Manuel Meira Paula e D. Deolinda Paula Pereira.


2(III) Manuel Meira de Paula. Negociante em Barcelos.
Casou a ../7/1927, com D. Abigail Pinto da Silva, nascida em 1909, no Brasil. Era filha de José Francisco Pinto da Silva, capitalista, da freguesia de Cervães, Vila Verde. Faleceu a 25/4/1939, na “Vila Violeta”, em S. Martinho de Vila Frescaínha, com 31 anos de idade .
Filho único:
(IV) ... Nasceu a ../10/1928, em Barcelos.

3(III) Gastão Meira de Paula. Proprietário em S. Martinho de Vila Frescaínha. Comprou juntamente com sua irmã em 28/10/1930 a parte que seu irmão Manuel tinha à Quinta do Barral, em S. Martinho de Vila Frescaínha.
Casou a ../11/1931, com D. Maria de Lourdes Rodrigues Alves, filha de Aníbal Rodrigues Alves, banqueiro e capitalista em Braga. Foi professora oficial.
Filhos:
1(IV) José Alberto Alves de Paula. Nasceu em 1938 e foi baptizado a 1/1/1939, na igreja de S. Martinho de Vila Frescaínha, tendo por padrinhos José António Torres, estudante e D. Maria da Glória Vieira Duarte.


É tudo o que pude reunir sobre este ramo de São Martinho de Vila Frescaínha.

Aguardando notícias,
com os meus melhores cumprimentos

António Júlio Limpo Trigueiros

trigueiros@unigre.it

Resposta

Link directo:

RE: Família Paula, de Barcelos

#33723 | Isabel Aboim | 19 Jan 2003 17:17 | Em resposta a: #33708

Caro Senhor:
Muito lhe agradeço a sua pronta e completíssima resposta. Com efeito soube agora que a pessoa que procuro era de Vila Frescaínha onde tinha casa que foi alugada posteriormente para uma fábrica têxtil de pequena dimensão. Luís Paula, o brasileiro, como se tornou conhecido teve descendência legítima:
D. Violeta Paula; Gastão e Manuel Paula. Creio que de um destes dois irmãos existiu uma história muito badalada de um assassinato. Brevemente enviarei mais notícias.
Isabel Aboim.

Resposta

Link directo:

RE: Família Paula, de Barcelos

#33724 | ajtrigueiros | 19 Jan 2003 17:29 | Em resposta a: #33723

Cara Isabel Aboim:

O pai dos três irmãos, D. Violeta, Manuel e Gastão era como pode ver o Manuel Ramos de Paula, casado com D. Maria de Meira. Deve ser esse o brasileiro a que se refere, pois sei que fez fortuna no Brasil.Mandou edificar a Villa Violeta, em S. Martinho de Vila Frescaínha e foi senhor por compra da Casa e Quinta do Barral. Faleceu em 1928.
No que diz respeito ao assassinato posso dar-lhe mais notícias, mas como é assunto delicado, que poderia ferir a sensibilidade de seus descendentes preferia não o referir aqui no Forum.
Deixo-lhe o meu mail pessoal se me quiser contactar a respeito desse assunto.

Cumprimentos

António Júlio Limpo Trigueiros

trigueiros@unigre.it

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#44661 | girona | 08 Jul 2003 17:33 | Em resposta a: #312

Boa Tarde

Sou uma mera iniciante na genealogia. Contudo através de daos que me forma fornecidos por familiares descobri que o meu 5ºavô é natural da Adães, Barcelos, o seu nome era Francisco José Lopes e era filho de Manuel José Lopes. Francisc josé Loes casou em segundas núpcias a 05/05/1804, com quem teve varios filhos.
Infelizmente não possuo mais nenhum dado, se conhecer mais alguma coisa sobre o meu 5º avô peço que me a transmita.
tenho muitos dados sobre a sua descendencia se etiver interessado

desde já agradeço
Tânia Girão

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#45340 | forum1 | 19 Jul 2003 01:28 | Em resposta a: #312

Caro Senhor António Trigueiros,

Tenho em meu poder e por herança, a informação seguinte:

Meu terceiro Avô Francisco Luis de Macedo, nasceu em Barcelos, a 15 Dez. de 1784 em
Santa Maria de Galegos (1771-1834) nascimentos Pag. 34 v. Arquivo Distrital de Braga.

Era filho legítimo de Manuel Fernandes; este filho de Manuel Francisco e Domingas Fernandes do lugar de Gaiosos, freguesia de Salvador da Lama e de Maria Josefa de Macedo; esta filha de Marques Lourenço e Domingas Francisca de Macedo, freguesia e lugar da Portella.

Como posso obter dados, sobre os antepassados deste meu terceiro avô?

Grato pela ajuda que me possa prestar.

Melhores cumprimentos

Humberto V. de Castro

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#45341 | forum1 | 19 Jul 2003 01:34 | Em resposta a: #312

Caro Senhor António Trigueiros,

Tenho em meu poder e por herança, a informação seguinte:

Meu terceiro Avô Francisco Luis de Macedo, nasceu em Barcelos, a 15 Dez. de 1784 em
Santa Maria de Galegos (1771-1834) nascimentos Pag. 34 v. Arquivo Distrital de Braga.

Era filho legítimo de Manuel Fernandes; este filho de Manuel Francisco e Domingas Fernandes do lugar de Gaiosos, freguesia de Salvador da Lama e de Maria Josefa de Macedo; esta filha de Marques Lourenço e Domingas Francisca de Macedo, freguesia e lugar da Portella.

Como posso obter dados, sobre os antepassados deste meu terceiro Avô?

Grato pela ajuda que me possa prestar.

Melhores cumprimentos

Humberto V. de Castro

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#45749 | jflfl | 29 Jul 2003 15:53 | Em resposta a: #312

Caro Antonio Trigueiros
Acabo de ver este tópico e que me interessou particularmente porque tenho um antepassado meu nascido na freg. de Santigo de Arcozelo, Barcelos, Braga.
Trata-se de BENTO GONÇALVES DA COSTA terá nascido cerca de 1670-1700 e deverá ter casado no Brasil,Rio de Janeiro com IZABEL VAZ PACHECA.
Sabe dizer-me algo sobre este individuo?
muito agradeço
Joaquim Falcão de Lima

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#48867 | girona | 30 Set 2003 18:32 | Em resposta a: #312

Caro António Trigueiros

Começo por lhe agradecer qualquer ajuda que me possa dar.
Procuro a ascendencia de Francisco José Lopes, *1767 natural de Adães , Barcelos e filho de Manuel José Lopes. Casou com Luiza Antonia Lopes*1791 em 05/05/1804 em 2ª nupcias , não sei nada do seu 1º casamento. tiveram 12 filhos sendo que 5 deles emigraram para o Brasil.

Obrigado
Tânia Girão

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#67904 | Alves dos Santos | 19 Jun 2004 21:43 | Em resposta a: #6831

Caro José Mello,

Há cerca de dois anos, quando iniciei as minhas pesquisas, imprimi o seu "post" porque o apelido que refere coincidia com o dos meus ascendentes maternos.
Hoje ao rever alguma da minha documentação, encontrei-o e fui compara-la com os dados que possuo. Sem ser uma certeza, aqui vai um dado que lhe poderá interessar:
Verissimo, nasceu dia 8 de Julho de 1793 no lugar de Lagoas, em S. Julião de Freixo. Foi baptizado pelo padre Manuel José, cura de Freixo, na Igreja Paroquial de S. Julião de Freixo, no dia 12 de Julho. Foram padrinhos Verissimo António Fernandes e Custódia Maria, solteira, ambos do lugar da Feira, Freixo.
Era filho de Ignácia Fernandes (não há menção ao pai) que nasceu no lugar da Feira, em S. Julião de Freixo, no dia 4 de Outubro de 1771.
Ignacia, por sua vez, era filha de José Fernandes e Marcela Lopes e irmã gemea de Maria Fernandes. Tinha pelo menos mais 6 irmãos, um dos quais meu ascendente.
Espero que este seja o antepassado que procura.

Com consideração

Alves dos Santos

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#68222 | jflfl | 24 Jun 2004 00:42 | Em resposta a: #312

caro Antonio Trigueiros
Porventura terá alguma informação sobre
BENTO GONÇALVES DA COSTA, terá nascido cerca de 1667 em S.Tiago de Arcozelo, Barcelos e era filho de um outro BENTO GONÇALVES DA COSTA e de ANA FRANCISCA ?
Muito grato lhe ficaria
Cumprimentos
Joaquim Falcão de Lima

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#69116 | DiogoGomesdeAraújo | 07 Jul 2004 20:30 | Em resposta a: #312

Caro Confrade,

Recebi a seguinte informação sobre um meu antepassado:

""Em trez de Abril de mil oitocentos e trez, na Igreja de Nossa Senhora da Victoria, onde as presente de outra a Parochia de S.Nicoláo de Lisboa, baptizei e puz os Santos Oleos a Joze, que nasceo em dezoito de Março do presente anno, filho de Manoel Gomes de Araujo, baptizado na Freguezia de Santa Lucrecia de Louro, termo da Villa de Barcellos, Arcebispado de Braga, e de Margarida Josefa Pereira, baptizada na de Nossa Senhora da Encarnação, desta cidade, moradores na Rua Augusta, desta Freguezia, onde foram recebidos. Foi Padrinho Manoel Alves de Mello, morador na Rua Nova do Almada, Freguezia de Nossa Senhora da Conceição. Do que fiz este assento. O Prior Encomdo. Francisco José de Andrade"

Assim, estou à procura de informações relativas a
Manuel Gomes de Araújo, *c.1773, Sta. Lucrécia de Louro, Barcelos (ou Famalicão?)

Ou ainda (talvez também de Barcelos?):

Manuel Alves de Mello, morador na R. Nova do Almada, N. Sra. Conceição, Lisboa


Duas questões:

1) Será que o meu amigo se cruzou com algum destes, nas suas pesquisas?

2) Ou com a freguesia de Santa Lucrécia de Louro (Barcelos)? É que não encontro esta freguesia nas 89 de Barcelos temendo que tenha mudado de nome ou passado a Famalicão, visto lá haver uma agora de nome "Louro", cuja avenida principal é de Sta. Lucrécia...

Toda a ajuda será muito bem-vinda!

Cumprimentos,
DGA

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#69136 | antoniotrigueiros | 08 Jul 2004 00:45 | Em resposta a: #69116

Caro Diogo Gomes de Araújo:

A freguesia de Santa Lucrécia do Louro era no concelho de Barcelos até meados do século XIX, época em que pela criação do concelho de Vila Nova de Famalicão passou a pertencer a este último concelho.
Estudei algumas (poucas...) famílias dessa freguesia e realmente não me recordo de me cruzar com esses nomes.
Conviria procurar na freguesia de S. Nicolau em Lisboa (ANTT) o casamento de Manuel Gomes de Araújo com Margarida Josefa Pereira, em data anterior a 1803, pois só assim poderá ter acesso à filiação de Manuel Gomes de Araújo para poder prosseguir a pesquisa no Louro.
Quando tiver essa filiação, eu disponibilizo-me para continuar a pesquisa na freguesia do Louro, que se acha no Arquivo Distrital de Braga.

Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#69137 | antoniotrigueiros | 08 Jul 2004 00:47 | Em resposta a: #45749

Caro Joaquim Falcão de Lima:

S. Tiago de Arcozelo, não faz parte do concelho de Barcelos. Existe um Arcozelo em Barcelos, mas o orago é S. Mamede.
S. Tiago de Arcozelo pertence, salvo erro, ao concelho de Vila Verde.

Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#69296 | DiogoGomesdeAraújo | 10 Jul 2004 10:57 | Em resposta a: #69136

Estimado António Júlio,

Já fiz o pedido para o Arquivo Distrital de Lisboa, do assento de matrimónio destes meus pentavós. Quando a tiver, aceitarei agradecido a oferta do meu amigo para me ajudar um pouco no Arquivo Distrital de Braga, cidade onde espero que viva o meu amigo.

De facto, também eu vivi e estudei em Braga durante 5 anos. Sabia lá eu que estava, de alguma maneira, a voltar às origens...

Um grande abraço,
Diogo GA

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#70024 | DiogoGomesdeAraújo | 21 Jul 2004 15:03 | Em resposta a: #69136

Prezado António Júlio,

Acabei de receber a certidão de casamento de Manuel Gomes de Araújo, a qual passo a transcrever:

"Em o dia vinte e sete de Maio de mil oito centos e hum, na Igreja de Nossa Senhora da Victoria, onde ao presente se acha a Parochia de São Nicolao de Lisboa, de manhã, em minha presença e das testemunhas abaixo nomeadas e assignadas, denunciados os proclamados do estilo na forma do Sagrado Concilio de Trento, e Constituição deste Patriarcado se receberão por marido e mulher, segundo a determinação da Santa Igreja Romana e por palavras de presentes, Manoel Gomes de Araújo, viúvo de Dona Joaquina Victoria Peregrina de Oliveira, que faleceu na Freguezia de Santa Maria Madalena do Torcifal, termo da Villa de Torres Vedras, deste Patriarcado, e morador na Rua Augusta, desta Freguezia de São Nicolao, e Dona Margarida Josefa, solteira, e moradora de Nossa Senhora do Socorro, desta cidade, filha de pai incógnito e de Dona Antónia Maria Pereira, baptizada na Freguezia de Nossa Senhora da Encarnação, desta cidade. Foram testemunhas presentes Theodoro da Silva Telles, morador Rua das Flores, Freguezia de São Paulo, e Joze Nogueira de Mattos, morador no Convento de São Domingos, tudo desta cidade, os quais comigo assignarão. A mãi da contratante prestou o seu consentimento. Do que fez este assento.

O Prior Encomendº Francisco José de Andrade."

Como pode ter constatado, não aparece a filiação de Manuel Gomes de Araújo, natural de Santa Lucrécia do Louro, pelo que a pesquisa fica mais complicada...

Informação interessante mas que não nos ajuda muito é que esse Manuel é viúvo de uma senhora que foi a enterrar em Torres Novas.

Quaisquer conselhos em como poderei prosseguir a minha pesquisa serão muito bem vindos!

Obrigado e um abraço,
Diogo GA


Mas pergunto-me, não seria possível pesquisar n

Resposta

Link directo:

Almeida Castelo-Branco

#77930 | Vasco Jácome | 23 Nov 2004 11:40 | Em resposta a: #312

Caríssimo António Júlio

Ontem enviei-lhe um e-mail sobre a origem dos Almeida Castelo-Branco em Barcelos.
Uma vez que sei que nem sempre tem facilidade em aceder à net, tento também chamar-lhe a atenção por este meio.

Cumprimentos,
Vasco Jácome

Resposta

Link directo:

RE: ALMEIDAS, do Paço Velho

#77959 | JMCM | 23 Nov 2004 20:11 | Em resposta a: #6807

Caros Srs

Gostava que me informassem se o Cristovão de Almeida, filho de D. Luis de Almeida e de Maria Álvares Freire, é o Arquitecto da Igreja Manuelino de Moura.
Com os melhores cumprimentos

José Maria de Carvalho e Melo

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#77972 | Jurema | 23 Nov 2004 21:57 | Em resposta a: #312

Olá Antonio Julio.

Minhas pesquisas concentram-se na freguesia de Navais / Aguçadour,a na Póvoa de Varzim. Porém apareceram familias, da freguesia de Cristelo, e Barqueiros, cujos nomes descrevo abaixo:

Gregório Gonçalves, casado com Maria Fernandes , por volta de 1700 / 1710.

João Manoel, casado com Sabina Antonia, (mesma data acima).

Qualquer informação agradeço.

Abraço
Jurema / Brasil

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#77984 | JMCM | 23 Nov 2004 23:41 | Em resposta a: #312

Caro Antonio Julio Limpo Trigueiro

Segundo J. forjaz e J. Noronha (LDIP), sou descendente de Domingos de Miranda Carvalho, * Barcelos, Musico, Capitão de Morro de Chaul, familiar de S.to Oficio(21.3.1696), filho de Francisco Manuel, Musico,* Barcelos e de francisca de Miranda, * Barcelos.
Gostava de ter mais informações desta familia.
com os melhores cumprimentos
José Maria de Carvalho e Melo

Resposta

Link directo:

RE: Família Lima Bandeira de Barcelos

#77990 | AQF | 24 Nov 2004 04:03 | Em resposta a: #312

Caro Antonio Julio Limpo Trigueiros,

Pedia a sua ajuda relativamente aos parentes Limas Bandeira de Barcelos solicitada em http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=69853#lista

Curiosamente na sua intervenção em http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=5680#lista refere uma Maria da Glória Lima Bandeira que não sei se trata da mesma pessoa que refiro no pedido acima.

Desde já agradecido, envio os melhores cumprimentos,

Angelo Fonseca

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#78059 | Gilson Nazareth | 25 Nov 2004 00:09 | Em resposta a: #45749

Caro Joaquim
Tudo certo?
Tenho duas fichas de Bento Gonçalves da Costa:
I-B.G.C. casado com Isabel Vaz Pacheco ,pais de:
1-1.Estevão Gonçalves da Costa
1-2-José Gonçalves da Costa....ambos menores em 1723
Fonte:Anaes da BN vol39 docs 4159 e 4160
___________________________
II-BGC Vende em 15-07-1723 terras antes compradas a José Rodrigues Viana ,para Lourenço Nunes Teixeira e Constantino Ribeiro M.....
Era sogro de João Falcão de Mendonça
Fonte:AN SJ Lº20/2ºOfício /1723
Também moro no RJ,qq contacto:25569539
Abraço
Gilson Nazareth

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#78107 | jflfl | 25 Nov 2004 22:43 | Em resposta a: #78059

Caro Gilson Nazareth
É mesmo o que procuro!!!! Muito obrigado!!! Fico particularmente entusiasmado pela sua resposta tanto mais que nos últimos tempo não tenho conseguido tempo para me dedicar a aprofundar a genealogia da minha familia. Foi bom ter sabido mais um pouco e especialmente vindo daí do Rio de Janeiro.

Deixe-me dizer-lhe o que eu já consegui saber e perguntar se tem mais informação sobre estes meus ascendentes:

1. Bento Gonçalves da Costa casou (segundo matrim.) com 2. Izabel Vaz Pacheca em 21/6/1704 na N.S.Candelário, R.J. e tiveram:
1.1. Estevão b. ??? (desconhecia este filho)
1.2. João b. 1706
1.3. Maria Barbara Pacheco Rezende, b. 1707 (casou com João Falcão Mendonça,
não sei a data???)
1.4. José b. 1709

O primeiro matrimonio de B.G.C. foi com Isabel Maria (8/6/1692 N.S. Candelaria, R.J.). deste matrimonio tiveram:
Maria b. 1693
Manuel b. ?
Ana b. ?

1. Bento Gonçalves da Costa era filho de um outro Bento Gonçalves da Costa c.c. Ana Franscisca

2. Izabel Vaz Pacheca (b. S.Sebastiao RJ, não sei a data?) era filha de João Pacheco Rezende e de Natercia?

Os ascendentes de I - B.G.C. são portugueses de Barcelos e mais não sei.

Interessa-me agora saber mais sobre os ascendentes de 2. Izabel Vaz Pacheco. Pode ajudar-me?

Já agora: pode esclarecer-me sobre as fontes que citou? o que quer dizer Anaes BN? e AN SJ? Onde posso consultar estas fontes?

Desculpe-me tantas questões que desde já agradeço a paciência para ler e as suas eventuais respostas.
Mais uma vez obrigado e um abraço aqui de Portugal
Joaquim Falcão de Lima

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#78115 | jflfl | 25 Nov 2004 23:34 | Em resposta a: #69137

Caro Antonio Trigueiros,
Peço imensa desculpa pois pensava já ter agradecido esta sua resposta mas por qualquer lapso confirmo agora que não o fiz.
Aproveito para o fazer e simultaneamente para lhe dizer que procurei confirmar os meus dados e estou em crer que será Arcozelo, Barcelos (admito pois possa existir erro no orago). Assim, aqui reproduzo de novo os meus dados na esperança de que possa dar-me mais alguma informação à cerca do que procuro.

Bento Gonçalves da Costa (nasceu cerca de 1667, Arcozelo, Barcelos) casou em 21/6/1704 com Izabel Vaxz Pacheca na freg. Nª Sª da Candelário do Rio de Janeiro, Brasil

Bento Gonçalves da Costa é filho de outro Bento Gonçalves da Costa e de Ana Francisca (presumo que sejam igualmente de Barcelos)

Para além da confirmação destes dados gostaria de procurar mais onformação que me permitisse avançar neste ramo de meus antepassados.

Os meus cumprimentos
Joaquim Falcão de Lima

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#78144 | Gilson Nazareth | 26 Nov 2004 21:39 | Em resposta a: #78107

Joaquim
Catando minhas fichas encontrei:
João Pacheco Rezende c/c/Potência da assunção(sua Natercia).Pais de:
1-1-Agueda Pereira da Assunção ,falecida antes 1718,casada com Manuel Pinto da Motta f.depois de 1718.
1-2-Pedro Pacheco Rezende(vivo 1718)
1-3-Padre Estevão Pacheco Rezende(Sacerdote do habito de S.Pedro.FalecidoItaboraí.Lº...,132v(25-12-1737)Proprietário de uma fazenda em Maricá,cidade próxima de Itaborai, no lugar da Tapera com 218 braças de testada(só se media a testada e para o sertão era quanto se cultivasse.
1-4-Isabel Vaz Pacheco f.RJ Cand.09-05-1718 já viúva c/c/Bento Gonçalves da Costa.
1-5-Gonçalo Vaz Pacheco
____________________________________________________________________
Em 1723 João Falcão de Mendonça é citado como sargento-mór.
Deve ser seu antepassado.Pode me mandar os dados dele,mulher e filhos?
___________________________________________________________________

AN=Arquivo Nacional/SJ=Seção Judiciária
BN=Biblioteca Nacional do RJ
Anaes da BN-onde estão publicados documentos.
_____________________________________________________________________
Os Pacheco Rezende foram proprietários na cidade de São João de Itaborai,muito
proximo de Niteroi,desde o século XVII.
Seu genearca parece ser:
João Vaz Pacheco(ou Ferreira),o novo n.Santiago de Lustosa,Braga e filho de Gonçalo Vaz Pacheco e Ana Ferreira,este casal nascido fins do XVII ou inícios do XVII c/c/ Beatriz da Costa n.Itaboraí,filha de Domingos Leitão e Mariana da Costa.
____________________________________________________________________

VC reside onde?
Abraço
Gilson

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#78217 | jflfl | 28 Nov 2004 12:30 | Em resposta a: #78144

Caro Gilson
Você não imagina o que acaba de me dizer.... !!!! É extraordinário, com a informação que me deu, permitiu que chegasse à conclusão inesperada que 4 séculos antes a familia de meu Pai se cruza com a de minha Mãe. Absolutamente fantástico e que vai dar uns óptimos serões de Familia a falar no tema!

O pior agora é que tenho de perceber exactamente como para poder justificar esta tese. Mas o Gilson vai me ajudar concerteza.

Antes porém deixe-me responder à sua questão: eu resido em Lisboa e aqui deixo o meu e-mail jfalcaolima@mail.telepac.pt (jfalcaolimaarrobamailpontotelepacpontopt) pois acho que estamos a desviar-nos deste tópico do forum.

Em relação à sua questão, desde já adianto que do casamento de João Falcão de Mendonça com Maria Barbara Pacheco Rezende resultaram, pelo menos, oito filhos: José, Isabel, João, Isabel; José Felicio, Estevão e Anna. Trata-se de uma familia das mais notáveis de Santiago do Cacém.

Se quizer deixe aqui o seu e-mail para continuarmos esta interessante troca de informação uma vez que estamos fora do tópico "familias de barcelos".

Do meu lado, e se me puder ajudar, estou profundamente interessado em conhecer:
1. A vida de João Falcão de Mendonça no Brasil
2. A ligação de João Pacheco Rezende ao genearca de que fala: João Vaz Pacheco (ou Ferreira), o novo que n. Santiago de Lustosa

Um abraço
Joaquim Falcão de Lima

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#78223 | Gilson Nazareth | 28 Nov 2004 17:35 | Em resposta a: #78217

Falcão
Vou verificar no Arquivo da Cúria se subsiste a habilitação de genere de Estevão e os dois banhos de casamento da sua irmandade.
Quanto ao sargento-mór é mais difícil dizer de sua biografia.Os oito filhos são nascidos no Brasil ou Portugal?Quais os descendentes que voltaram para a Europa?
Meu nome inteiro é:Gilson Caldwell do Coutto Nazareth e meu enderêço eletronico:
deventer@uol.com.br
Abraço
Gilson

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#78233 | jflfl | 28 Nov 2004 20:20 | Em resposta a: #78223

veja seu mail
JFL

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#78249 | Jurema | 29 Nov 2004 12:39 | Em resposta a: #77972

Olá Antonio Julio.

Minhas pesquisas concentram-se na freguesia de Navais / Aguçadour,a na Póvoa de Varzim. Porém apareceram familias, da freguesia de Cristelo, e Barqueiros, cujos nomes descrevo abaixo:

Gregório Gonçalves, casado com Maria Fernandes , por volta de 1700 / 1710.

João Manoel, casado com Sabina Antonia, (mesma data acima).

Qualquer informação agradeço.

Abraço
Jurema / Brasil

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#79950 | Jotri | 22 Dez 2004 17:44 | Em resposta a: #30353

Caro António Júlio
Mudou de e-amail?
João

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#80942 | elisabetem84 | 05 Jan 2005 16:46 | Em resposta a: #312

Ola, eu estou a procura da descendencia de Arminda Martins Carvalho e Candido de Azevedo que sao de Barcelos.

Obrigada

Elisabete Martins

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#80958 | antoniotrigueiros | 05 Jan 2005 19:14 | Em resposta a: #80942

Cara Elisabete Martins:
As pessoas que procura viveram em que época? Eram mesmo de Barcelos ou de alguma freguesia. O concelho de Barcelos tem 89 freguesias !!

Cumprimentos amigos

António Júlio Limpo Trigueiros

trigueiros@gmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#80962 | elisabetem84 | 05 Jan 2005 20:39 | Em resposta a: #80958

Ola! A minha avo(Arminda Martins Carvalho)-nasceu em ponte de lima- e o meu avo (Candido de Azevedo) -nasceu em Terroso viverao durante 1915-2001.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#80968 | elisabetem84 | 05 Jan 2005 20:58 | Em resposta a: #80958

Ola! Eu quero corriger a ultima message. A minha avo Arminda Martins Carvalho(1918-2001) era de Vila Seca e o meu avo Candido de Azevedo(1915-2001) era de Terroso. Muito obrigado.

Elisabete Martins

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#80969 | antoniotrigueiros | 05 Jan 2005 21:18 | Em resposta a: #80962

Elisabete,
Nem Terroso, nem Ponte do Lima pertencem ao concelho de Barcelos. Terroso é uma freguesia do concelho da Póvoa de Varzim, distrito do Porto e Ponte do Lima é um concelho do distrito de Viana do Castelo.
Infelizmente nesses concelhos não poderei ser de grande ajuda. Deve procurar saber com precisão a data de nascimento dos seus avós e começar por pedir as respectivas certidões de nascimento para as respectivas conservatórias do registo civil. Poderá assim começar a construir a sua árvore genealógica...
Boa sorte nas suas pesquisas!

Cumprimentos
António Júlio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#83395 | Jogmar | 03 Fev 2005 08:55 | Em resposta a: #312

Gostaria se possivel saber alguma coisa acerca da Familia DE SÀ penso de Fragoso pois numa visita qeu fiz ao cemitério encontrei muitas pessoas lá sepultadas com esse apelido.
Outro nome de familia que me interessava era Martins também possivelmente da mesma zona.
Dede já fico grato naquilo que me puder ajudar
Cumprimentos JOGMAR

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#83407 | JMCM | 03 Fev 2005 12:27 | Em resposta a: #312

Caros Srs

Francisco Manuel, * Barcelos, Músico e Francisca de Miranda, * Barcelos, pais de Domingos de Miranda Carvalho,* de Barcelos, Músico, capitão do Morro de Chaul ( renúncia a 22.2.1688), familiar de S.to Oficio (21.3.1696), cc D. Maria Barbosa da Gama, na Índia. (fonte LDIP- Gama Miranda)

Sabem-me dizer quem foram os Pais do Francisco e da Francisca.
Com os melhores cumprimentos.

José Maria de Carvalho e Melo

Resposta

Link directo:

Airó

#83636 | olduvai | 06 Fev 2005 16:35 | Em resposta a: #6665

Caros Senhores:
precisava duma confirmação:
A chamada Torre de Airó pertence à família dos Villas-Boas? É que obtive muito recentemente a informação de que o antigo escudo de armas da antiga casa dos Villas-Boas em Vila do Conde terá ido, depois da destruição da casa, para a casa destes em Airó, barcelos.
Alguém tem alguma informação sobre isto?
Com os melhores cumprimentos,
Eliana sousa

eliana_sousa@sapo.pt

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#83637 | olduvai | 06 Fev 2005 16:59 | Em resposta a: #312

Caro António Trigueiros:
Precisava de informações sobre a Torre de Airó.
Qualquer coisa poderá ser útil.
Obrigado. Cumprimentos,
Eliana Sousa.

P.S. Por favor, responda para o meu mail: eliana_sousa@sapo.pt. Obrigado

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#83676 | hpaula | 07 Fev 2005 14:22 | Em resposta a: #312

Caro Antonio
Parabens pelo seu trabalho, achei maravilhoso. Gostaria de saber se voce pode ajudar-me em relação a esclarecer a ligaçao existente( se é que existe) entre as familias Barcelo e Paula, conforme pude observar na mensagem enviada(19-01-2003) para Isabel Aboim.
de Acordo com o que pude pesquisar, meu ascendente mais antigo foi Joaquim Paulino de Sousa Costa, que foi pai de Joao de Paula Costa(*1854, Ceará) o qual gerou 11 filhos, cujas descendencias já sao conhecidas. Para mim seriam muito interssante conhecer as origens da familia Paula no Brasil.
antecipadamente grato
Haroldo CB Paula

Resposta

Link directo:

RE: Família Lima Bandeira de Barcelos

#89323 | AQF | 23 Abr 2005 12:34 | Em resposta a: #77990

Caros Confrades,

Caso interesse a resposta a esta mensagem encontra-se em http://www.geneall.net/P/forum_msg.php?id=89321#lista

Cumprimentos,

Angelo Fonseca

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#89389 | Jogmar | 24 Abr 2005 06:06 | Em resposta a: #312

Caro Julio.
Meu Pai nasceu em Palme Freguesia vizinha de Fragoso tem algo sobre estas Freguesias?

Grato

Jogmar

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#103890 | JoséVale | 26 Out 2005 20:55 | Em resposta a: #312

Olá,

Gostaria de saber se tem alguma informação sobre os Miranda de Perelhal. eu t~enho bastantes informações mas perco a ligação entre alguns entre 1600 e 1750. O mais antigo que tenho será um Joseph de Lima e Miranda.

Desde, já obrigado

José F. Faria do Vale

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#115336 | flordealecrim | 29 Mar 2006 09:44 | Em resposta a: #312

Caro António Julio L. Trigueiros

Na impossililidade de me deslocar ao Arquivo Distrital de Braga, peço-lhe ajuda junto desse arquivo.

Procuro Constantino Lopes, que nasceu na villa de Barcelos, segundo consta no assento de baptismo da filha, filho de José Lopes de Azevedo e de Teresa Maria, estes também de Barcelos. O Constantino Lopes nasceu entre 1750 e 1775.

Antecipadamente grata.

Isabel Roque

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#115338 | João Borges | 29 Mar 2006 10:37 | Em resposta a: #312

Caro Antonio Julio Limpo Trigueiros

Gostaria de saber se por acaso estudou famílias de Tagilde e Caldas? Procuro pela ascendência de José Pinheiro Caldas, n. 1711, em S. M Caldas, (filho de Francisco Pinheiro e de Guimar de Araújo) c.c. Domigas Castro, n. 1715, Tagilde, filha de Manuel de Castro e de Ana Gomes.

cumprimentos
João Borges

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#115344 | Francisco Andrade | 29 Mar 2006 12:28 | Em resposta a: #115338

Meu caro Primo,

Como sabe, foi publicado um volume intitulado “Da origem de algumas famílias de Santo Tirso e sua descendência”, da autoria de José Luiz Teixeira Coelho de Melo e de sua sobrinha Maria Amélia Pinheiro Teixeira de Melo (respectivamente irmão e filha do Engº Eurico de Melo). O livro refere-se às origens e descendência das famílias Andrade e Pinheiro, de Santo Tirso, das quais eu descendo por via paterna. E lá fui encontrar, logo no início do § 1 (pág. 25), a referência ao meu 8º avô Luíz Andrade, nascido em Santo Tirso a 24/8/1695, filho de Pedro Faria e de sua mulher Margarida Andrade. Este elemento para mim não constituiu novidade, pois já haviamos até conversado sobre este casamento entre uma Andrade e um Faria, até pelo facto singular de o nome que passou para as gerações seguintes ter sido “Andrade” e não “Faria”. Mas, ainda na referida página, aparece-me um elemento novo, que pode ser interessante, já que é referido o filho deste Luiz Andrade, o meu 7º avô Manuel Andrade Diniz, e o texto reza assim: “Manuel Andrade Diniz, nasceu a 15/8/1725 (ADP/PSTS 22 – Lvº 4 fl. 6 vº) na freguesia de Santa Maria Madalena de Santo Tirso e aí foi baptizado a 19/8/1725 pelo coadjutor Frei João do Rosário, vigário; foram padrinhos Manuel Nunes e Ignácia, solteira, filha de Pedro de Faria, todos da freguesia de Santa Maria de Moure, Arcebispado de Braga.”


Esta referência aos padrinhos de meu 7º avô levanta-me algumas questões: o meu 7º avô era neto daquele Pedro de Faria que casou com Margarida Andrade. Ou seja, a sua madrinha Ignácia, filha de Pedro Faria, de Santa Maria de Moure, seria muito provavelmente tia deste meu 7º avô, irmã do meu 8º avô Luiz Andrade e filha daquele Pedro de Faria, meu 9º avô. E se assim fôr, é bem possível que estes Farias, que estão na origem da família Andrade de Santo Tirso, sejam realmente de Santa Maria de Moure. Assim sendo, haverá alguma relação entre este Pedro de Faria, antepassado de meu Pai, e os Farias de Barcelos dos quais descende minha Mãe? Nos seus apontamentos, constam Farias em Santa Maria de Moure... Será isto apenas coincidência? Haverá alguma relação entre este Pedro de Faria e o nosso antepassado Paulo de Faria, que viveu em Moure, onde faleceu a 19/9/1703? São da mesma época...possivelmente ambos de Moure...

Peço desculpa pela maçada...mas, claro que desde já agradeço qualquer esclarecimento ou informação que me possa dar a este respeito.


Aguardo o seu contacto.

Os meus cumprimentos

Francisco Carneiro Pacheco Andrade

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#115949 | flordealecrim | 06 Abr 2006 09:37 | Em resposta a: #115336

Caro António Julio Trigueiros

Não sei se viu a minha mensagem?

Quando tiver um tempinho disponível, não se esqueça de mim.
Cumprimentos.

Isabel Roque

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#119668 | veludo | 30 Mai 2006 21:16 | Em resposta a: #318

boa noite,
se me pudesse ajudar relativamenta a familia pinheiro de lacerda pois descendo dela.
obrigado.
miguel matos

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#122652 | tiagova | 13 Jul 2006 09:03 | Em resposta a: #312

Caro António Júlio,

Atendendo ao seu conhecimento tão vasto de pessoas naturais de Barcelos gostaria de saber se tem conhecimento dos seguintes:

Manuel Gonçalves * Vila de Barcelos, Braga + a. 6.7.1747
Cc
Domingas Francisca * Vila de Barcelos, Braga + a. 6.7.1747 cs

Sem que tiveram descendência, mas já em Ponte de Lima.

1 abraço,

Tiago Silva

Resposta

Link directo:

RE: Presigo

#124582 | Carlos Silva | 09 Ago 2006 10:10 | Em resposta a: #21191

Caro Joào Norton,

Acabo de ver a sua mensagem ao saudoso Vasco Jacome e ao nosso excelente Manuel Maria Magalhaes.

Nào sei se obteve os elementos que pretendia, contudo acontece que eu estudo a familia Presigo.

A gente desse curioso apelido, derivado sem duvida de alcunha, é oriunda do concelho de Guimaràes.
Na base de dados de Inquiriçoes de genere do A.D. de Braga, vai poder encontrar, com uma pequena pesquisa, todo um conjunto de inquiridos da familia :

Luis Rodrigues (1691)
Joao Rodrigues (1730)
Francisco Rodrigues da Silva Mendes (1732)
Antonio Rodrigues da Silva Mendes (1732)
Jeronimo Rodrigues da Silva Presigo (1762)
Antonio Jose Rodrigues da Silva Mendes Presigo (1778)
Jose Rodrigues Mendes Dinis Presigo (1785)

Faltam alguns provavelmente

Como podemos perceber trata-se de uma familia que deve muito aos numerosos eclesiasticos que produziu no seu seio desde finais do sec.17, e mais precisamente, ao facto de terem assumido a abadia de S. Vicente de Oleiros (conc. de Guimaràes), de tio para sobrinho, sem interrupçào de 1676 a 1802.

Abades de S. Vicente de Oleiros :
Francisco Rodrigues (1676-1704)
Luis Rodrigues (1704-1748)
Francisco Rodrigues Mendes (1748-1781)
Antonio Jose Rodrigues Mendes Presigo (1781-1802)

Provavel tambem devam muito à dois conegos de Guimaràes, a saber Domingos Rodrigues Rosa (inquirido em 1721), e seu sobrinho Antonio Rodrigues da Silva Mendes (inquirido em 1733).
O primeiro fundou a bela capela do Barreiro, em Ronfe, em 1739.

Os mais antigos, os irmàos Domingos Rodrigues Rosa (o conego) e Luis Rodrigues (o abade de Oleiros) eram filhos de Joào Rodrigues, de Brito, e de Maria Ferreira, de Ronfe, netos paternos de Jeronimo Fernandes e Cecilia Rodrigues, de Brito, netos maternos do Padre Antonio Gonçalves, Vigario de Vermil, e de Maria Gonçalves « a Rosa », solteira, de Ronfe.

Nào podemos excluir que no inicio desse percurso, esteja precisamente o tal avo, o Reverendo Antonio Gonçalves (+1650) vigario de S. Mamede de Vermil (1627-1650)

Todavia nào conheço a senhora que vem referida na sua mensagem, nem a folha manuscrita, que interessa, como calcula.

Melhores cumprimentos
Carlos Silva

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#125609 | otuo | 22 Ago 2006 23:45 | Em resposta a: #312

procuro informações sobre Rosa Coelho Martins Simoes, que julgo ser de Barcelos, casada com josé Maria Gomes Vilaça por volta de 1860's, natural da freguesia de Passos de S. Juliao, outrora pertencente ao concelho de Barcelos. desde já agradeço. com os melhores cumprimentos

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#127218 | Fres | 02 Set 2006 22:09 | Em resposta a: #312

Boa tarde,

Tenho um Diogo Francisco da Fonte, S. Martinho de Galegos, Barcelos, cc Margarida Fernandes. Tiveram:
Diogo Francisco cc Francisca Antónia da Rua de S. Marcos em Braga, nascida em 07-10-1614 e foram morar para Via Cova, São Tiago de Lanhoso onde tiveram: Margarida Antónia Gonçalves de Araujo, cc Francisco de Araujo Carvalho de Além, S. Estevão de Geraz do Minho. Por acaso alguém também tem estes dados ou que os possa completar? Obrigado.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#127401 | kulpado | 04 Set 2006 08:19 | Em resposta a: #318

procuro saber sobre a familia caridade, sei que sao oriundos do minho(barcelos+ponte de lima).agradecia qualquer abre olhos obrigado

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#139490 | tninho | 07 Jan 2007 11:51 | Em resposta a: #68222

jose alves da quinta
Alguem me sabe dizer algo.pf.?
Tinha um armazem de viveres no centro de Barcelos.
Obrigado
Tninho

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#159103 | mtt | 12 Jun 2007 04:55 | Em resposta a: #851

Caro José Aníbal Marinho Gomes
Tem alguns dados, naturalidade, ascendência, etc., sobre a D. Virginia Adélia Pereira Sartóris, que refere na sua mensagem?
Cumprimentos,
Manuel.

Resposta

Link directo:

RE: Vales Vessadas

#182972 | camilo1 | 31 Jan 2008 19:32 | Em resposta a: #21450

Gosta de saber quais os ascendentes de conceição do vale correia, minha avó materna
falecida em1955. casada com josé antonio do vale

Grato pela vossa melhor atenção

Resposta

Link directo:

RE: Vales Vessadas

#182973 | camilo1 | 31 Jan 2008 19:38 | Em resposta a: #21450

Gostava de saber quais os ascendentes de conceição do vale correia, minha avó materna
falecida em1955. casada com josé antonio do vale, nascidos e falecidos em creixomil barcelos.

Grato pela vossa melhor atenção

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#184232 | manuelseara | 09 Fev 2008 19:52 | Em resposta a: #312

gostaria de saber se tem alguma familia com os sobrenomes Seara, Campos,

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#184349 | mafs | 10 Fev 2008 17:04 | Em resposta a: #312

caro confrade

gostava de saber se tem familias de Negreiros e nomeadamente apelidos Seara ou Campos

grato

Mafs

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#184377 | mafs | 10 Fev 2008 18:40 | Em resposta a: #312

caro sr

tem alguma familia com os apelidos Seara ou Campos
tem alguma failia de Negreiros

grato

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#188621 | valboa | 16 Mar 2008 20:25 | Em resposta a: #80969

Meu caro Senhor Antonio Júlio Limpo Trigueiros

muito grato ficaria se me informasse onde posso adquirir o seu livro
'' BARCELOS HISTÓRICO,MONUMENTAL E ARTISTICO '' ou se pode mandar-mo à
cobrança para:

Jorge Albuquerque da Quinta
Casa das Cesteiras
Atei
4880 Mondim de Basto

e-mail - albuquerque.quinta@sapo.pt

desde já lhe agradeço

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#195368 | poucelina | 06 Mai 2008 08:45 | Em resposta a: #312

bom dia Sr Antonio Julio Limpo Trigueiros

Gostaria conhecer mais sobre a familia dos meus pais.
Eu nasci em França, os meus pais imigrarao em 1970.
Conheci os meus avos mas gostaria ter informacoes sobre a familia.
O meu pai Manuel Ferreira Portela (28/05/32 em Arcozelo) filho de Clemente Gomes Portela (Remelhe) et de Maria da Silva Ferreira (Pereira)

A minha mae Teresa Da conceicao Fernandes da Silva (27/12/34 em Choente) filha de José Pereira da Silva (Chorente) e de Carolina Rosa Fernandes (Chorente)

Desculpe o meu portugues mas nunca fui a escola portuguesa.
Espero que vai poder ajudar me.

Rosa Maria
poucelinareims@hotmail.fr

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#195547 | QuintaVale | 07 Mai 2008 11:59 | Em resposta a: #312

Creio ser uma fréguesia de Barcelos

Em assento de batismo de Maria, a 27.4.1755 filha legitima de Antonio Fernandes, neta paterna de António Fernandes, e de Eulália da Costa, do lugar da Torre, freguesia de S. Cosme do Vale, Arcebispado de Braga, não se deve confundir Vale, Santa Maria da Feira, que foi nesta freguesia que casou.

Seria possível informar se ainda é freguesia e possível lugar ainda é o mesmo hoje, e de que zona se trata, como vieram parar a freguesia do Vale, Santa Maria da Feira, qualquer esclarecimento ficarei agradecido.

Arménio Oliveira

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#195551 | cacr | 07 Mai 2008 12:30 | Em resposta a: #851

Caro José Anibal Marinho Gomes,

Poderia me informar onde poderei adquirir o seu estudo referido nesta mensagem sobre os "Marinho Falcões".
Cumprimentos,
Candido Rodrigues

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#196196 | cacr | 12 Mai 2008 20:53 | Em resposta a: #312

Caro Dr. Antonio Trigueiros,
Será que me poderia informar se tem algo sobre Aborim, Quintiães e Aguiar.
Cumprimentos,
Candido Rodrigues

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#198208 | gbsantunes | 27 Mai 2008 18:05 | Em resposta a: #312

Prezado Antonio Trigueiros,

O nome do meu bisavô é Jerônimo Pereira de Barcellos e minha bisavó Ana Penha Leão de Barcellos, família estabelecida em Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, sendo meu avô Arnaldo Antonino de Barcellos.

Agradeceria informações relativas a minha família.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#204110 | alexandrabacelar | 25 Jul 2008 21:43 | Em resposta a: #851

Caro José Aníbal Marinho Gomes

Sou descendente da Casa Quinta da cabana , neta de Maria da Conceição Machado Pereira do Vale filha de António Machado Pereira do Vale e de Ermelinda Gonçalves Pereira do Vale falecidos em 27/08/1940 e 28/12/1946, respectivamente, na Casa da Cabana em Quintiães.
No entanto apenas possuo cópia dos dados do Dr. Fernando Falcão Machado do Livro e Memorial que refere e não consigo entroncar a descendência


Quanto à questão da descendência do autor consta aqui no genea ser filho de Manuel Félix Machado e neto de António Félix Machado
Em Carvoeiro, confirmei tal descendência e consegui apurar que o avô António Félix Machado do 1º casamento teve uma filha cujo nome desconheço.
Namorou a empregada da casa, Maria Carolina natural de Carvoeiro com quem casou em 2ªs núpcias e de quem teve 5 filhos ( Manuel, António, Domingos, Maria e outro(a).
O mais velho Manuel, recorrendo segundo consta ao Afonso Costa, conseguiu vir a herdar a casa da cabana .
Casou duas vezes – 1º com Virgínia e 2º com uma senhora de apelido Vieira Pinto.

Teve dois filhos :
Manuel
- Fernando Falcão Machado nascido em Coimbra e sepultado no cemitério de Carvoeiro. A sua pedra tumular não tem qualquer inscrição. Consta que veio de Alvares sendo transportada em carro de bois.

Pela data da sua mensagem deduzo que já publicou “Marinhos Falcões de Ponte de Lima, Subsídios Genealógicos».
Onde posso encontrar ?

Cumprimentos,
Teresa Alexandra Bacelar

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#205429 | mslm48 | 15 Ago 2008 16:32 | Em resposta a: #312

Ao longo de várias pesquisas encontrei a seguinte informação:
Maria Rodrigues n. em 1666, em Barcelos e morreu em Penedono em 1725.
Gostava de saber se alguém tem elementos que possam ligar esta senhora a outra que, nasceu em 1710 na QTª da Fiarresga, ou a Domingas Rodrigues, nascida em Penedono, em 1645.
Obrigada
MS

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#205477 | franciscamoreira | 16 Ago 2008 10:04 | Em resposta a: #1084

Caro Sr. Trigueiros

Sei que já passou muito tempo sobre esta sua msg. ,mas mesmo assim gostaria de lhe colocar uma questão. Há pouco tempo comecei a fazer o estudo genealógico de minha família e desde logo fiquei encalhada. Vamos ver se eu consigo ser clara e concisa.
Minha avó paterna era filha de João Evangelista Machado,bem como seu irmão.
Estes dois filhos não foram reconhecidos por ele, mas segundo consta, foram mais tarde. Nas certidões consta o seu nome como pai e diz ser natural de Braga. Pedi para o ADB a certidão de nascimento, mas responderam-me que não encontravam. Uma srª ,aqui neste forum, também se pretou ,simpaticamente para procurar, mas o resultado foi o mesmo. Este João Evangelista Machado era filho de Alexandre José de Passos e de Mariana (ou Maria Ana) da Conceição Machado, todos eles de Braga. Será que ,por acaso, sabe alguma coisa sobre eles?
Meu pai tinha em seu poder uma cópia do brasão dos machados,n
ão sei bem porquê. Toda a vida ouvi dizer que os avós tinham um solar em Braga, que teria passado a Mosteiro.
É estranho este meu bisavô não usar o nome do pai e só usar o da mãe. Será que, também ele não era reconhecido pelo pai?


Desde já um obrigado pela resposta
Cumprimentos
Francisca

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#205649 | mslm48 | 18 Ago 2008 19:49 | Em resposta a: #312

Antonio Julio Limpo Trigueiros

Ao longo de várias pesquisas encontrei a seguinte informação:
Maria Rodrigues n. em 1666, em Barcelos e morreu em Penedono em 1725.
Gostava de saber se alguém tem elementos que possam ligar esta senhora a outra que, nasceu em 1710 na QTª da Fiarresga, ou a Domingas Rodrigues, nascida em Penedono, em 1645.
Obrigada
MS

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#206825 | aeiou2 | 31 Ago 2008 17:00 | Em resposta a: #312

Caro António Júlio Limpo Trigueiros,

Como vai? Espero que tenha tido umas férias retemperantes. Como é especialista em famílias de Barcelos, tem por acaso a nos seus ficheiros gente de Encourados ,Martin e Vilarinho?

Estes:

João Gonçalves Coelho, alferes de cavalos,*1682 Carvalhinho, S Tiago de Encourados, filho de Pedro Gonçalves, de Sta Maria de Martim e de Luzia Coelho de Encourados.
O alferes de cavalos casou 7.2.1717 Encourados com Helena Pereira da Costa, filha de Manuel Pereira ,de Vilarinho e de Joana Lopes

Desde já agradeço

Cumprimentos
Maria Oom Oliveira Martins

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#215507 | cmiguelps | 14 Dez 2008 21:18 | Em resposta a: #312

Caro Sr. Trigueiros,

Estou a começar a fazer a pesquisa dos meus antepassados e ficaria grato por toda a ajuda que possa dispensar.
Pretendo saber a ascendência do meu avô cuja informação de que disponho passo a citar:
Nome - António Santos Pereira
Pai do meu avô - André Pereira (apenas sei estes nomes)
Natural da freguesia de Minhotães.

Atentamente

Carlos Santos

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#216577 | 1928 | 28 Dez 2008 22:08 | Em resposta a: #2755

Querido Rafael,
Já há muinto tempo que não consigo entrar em contacto contigo.Queria enviar-te os Desejos de Um Feliz Natal e Próspero Ano Novo cheio de Felicidades para Ti e toda a Família; mas aproveito esta oportunidade para o fazer.O teu telefone não consigo localisar.O teu mail também não.Um grande abração meu e da Palmira.
meu e-mail: avsimoes@sapo.pt-telefone: 003170 4190010. Gostaria bastante tornar a vêr-te.
Entrei neste assunto de Barcelos,porque até à data não consegui saber nada a respeito do nascimento de meu Bisavô,José Borges de Vasconcellos,nascido mais ou menos em 1780 em Barcelos. Foi um dos Abades de Leça da Palmeira.

Resposta

Link directo:

RE: LOPES DE ALBUQUERQUE

#220264 | J.Artur Albuquerque | 03 Fev 2009 00:44 | Em resposta a: #3450

Existe uma família Lopes de Albuquerque residente no Rio de Janeiro, Brasil. Esta é formada por José Artur Lopes de Albuquerque e Cataria Izabel Lopes de Albuquerque, nascidos no Brasil e filhos do casamento entre António Henriques de Albuquerque (filho de Artur de Figueiredo Albuquerque e Maria do Carmo Henriques) e Maria da Conceição Abreu Lopes de Albuquerque (filha de José Lopes e Maria Isabel Paes), imigrantes em 1961 e 1974, ambos do distrito de Viseu, respectivamente de Vila Cova do Covelo e Ínsua, ambos pertencentes à Penalva do Castelo.

Resposta

Link directo:

RE: LOPES DE ALBUQUERQUE

#220265 | J.Artur Albuquerque | 03 Fev 2009 00:46 | Em resposta a: #3450

Desconsiderar e-mail anterior....

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#226333 | antoniolacerdabarros | 14 Abr 2009 04:54 | Em resposta a: #376

Com referência aos filhos do (Alferes) José Joaquim de Carvalho e de sua mulher D. Balbina Pinheiro de Lacerda. Foram pais de quatro filhos: Virginia (nascida em 1850, em S. Pedro do Bairro); Sofia (nascida em 1853, em S. Pedro do Bairro); Julia (nascida em 1855, em Barcelos) e Herminia (nascida em 1857, em Barcelos).
Fico intrigado porque não são mencionados os filhos de sexo masculino: Albino Carvalho Pinheiro de Lacerda (meu 4o avô), Vitorino Pinheiro de Lacerda e Alvaro Pinheiro de Lacerda. Todos eram também conhecidos por uma variação em que Carvalho era substituído por Augusto. Albino Augusto. Este auxiliou na fundação de Patrocinio Paulista, desmembrando-a de Franca, SP, Brasil.
Estavam voltados inicialmentr à exploração de diamantes e Vitorino Carvalho Pinheiro de Lacerda voltou a Portugal.
Teria havido algum fato desabonador em Famalicão ou em Barcelos para que eles fossem excluídos das referências familiares?

Cumprimenta-os atenciosamente,

Antonio Lacerda de Barros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#226334 | antoniolacerdabarros | 14 Abr 2009 04:55 | Em resposta a: #226333

Á exceção de Vitorino que o único mencionado

Antonio Lacerda de Barros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#226373 | ajtrigueir | 14 Abr 2009 17:40 | Em resposta a: #226333

Carissimo Amigo Dr. António Lacerda de Barros:
As quatro filhas (Virginia, Sofia, Júlia e Herminia) referidas nesta minha mensagem já antiga em que respondia à pergunta sobre a família Magalhães, em Barcelos, não são filhas do Alferes José Joaquim de Carvalho e de D. Balbina Pinheiro de Lacerda, mas sim netas, filhas de uma das filhas desse casal, D. Joana Emília Pinheiro de Lacerda e de seu marido Basilio Candido de Magalhães e Freitas. No trabalho que lhe enviei sobre os Pinheiro de Lacerda, aparecem todos os filhos do casal José Joaquim de Carvalho e D. Balbina Pinheiro de Lacerda, incluíndo os que refere. Não me consta que tenha havido nada de desabonador. Apenas aparece o registo de nascimento dos referidos filhos Albino, Vitorino, Álvaro e nada mais, dado terem embarcado jovens para o Brasil, como sabe melhor do que eu.
Destas quatro irmãs que usaram o apelido Magalhães, vim a descobrir posteriormente a esta mensagem de 2000, que se fixaram em Vila das Aves, de onde era o pai e de que há ainda descendentes na cidade do Porto.
Queira aceitar um abraço amigo do
António Júlio Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#226414 | mqs | 15 Abr 2009 00:24 | Em resposta a: #312

Caro António,
Procuro dados de Manoel Joze de Queiroz, natural de Vianna do Minho, provavelmente de Santo André de Palme, que suponho hoje corresponder a Barcelos, Palme, correcto? Casou, com Anna Roza, natural do lugar de Adão-lobo, da freguesia de Nossa Senhora da Conceição (Cadaval).
Manoel Joze de Queiroz (nascido a c.1785) filho de Domingos Gonsales e Angela Maria, ambos de Vianna do Minho, Santo André de Palme.
Se tiver oportunidade de ver se tem estes dados, agradeço-lhe desde já!
Cumprimentos,

Miguel Queiroz Santos

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#226416 | mqs | 15 Abr 2009 00:39 | Em resposta a: #226414

Caro António,

Só para emendar a mensegem anterior, na quarta linha, onde se lê Gonsales deve ler-se Gonsalves.
Obrigado!

Miguel Queiroz Santos

Resposta

Link directo:

RE: Sás, de Airó e Pereiras, de Airó

#242934 | Carla Caria | 27 Out 2009 11:11 | Em resposta a: #2767

Bom dia,


Se tiver informação da Familia "Amorim Caridade" gostaria de saber é o apelido da minha avo materna da qual não conheço ninguem deste lado da minha familia.


Obrigado



carla caria esteves

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#243335 | rosoares | 02 Nov 2009 17:43 | Em resposta a: #312

Caro António Julio Limpo Trigueiros,
Tem por acaso alguma informação sobre estes meus antepassados, SILVA, de Barcelos ?
Isabel da Silva nasceu em Barcelos onde casou com Manuel Lopes. Tiveram João da Silva que nasceu em Barcelos e casou a 26/3/1713, em Santa Maria Maior, Barcelos, com Maria da Costa, filha de Luis Ribeiro e Natalia da Costa; neta paterna de Domingos Ribeiro e Maria Fernandes; neta materna de Manuel Lopes Leitão e Maria da Costa.
Tiveram António José da Silva, mercador em Barcelos, casou 1ª vez a 25/6/1757 com Josefa Maria da Silva, filha de Jerónimo da Silva e de Eleutéria Pereira do Lago. Casou 2º vez a 18/2/1767, em Santa Maria Maior, Barcelos com Eugénia Maria filha de Antonio de Abreu e de Micaela da Silva; neta paterna do licenciado João de Abreu e Sousa e de Jeronima Fernandes; neta materna de Manuel Fernandes da Silva e Maria Gomes.
Teve do 2º casamento Manuel Joaquim da Silva meu 4º avô.
Cumprimentos,
Rui Oliveira Soares

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#243420 | ihintza | 03 Nov 2009 21:20 | Em resposta a: #312

Caro António,
Muito obrigada pela sua disponibilidade.

Nas minhas pesquisas da minha árvore genealógica fui dar agora com antepassados desta cidade de Barcelos.

(Numeração Sosa-Stradonitz)

(480) João Alves da Sylva
n. 10.04.1734 - Fonte Arcada-Arrifana, Póvoa de Lanhoso, Braga, Portugal
b. 16.04.1734 - Fonte Arcada-Arrifana, Póvoa de Lanhoso, Braga, Portugal
c. 23.03.1753 - Fonte Arcada-Arrifana, Póvoa de Lanhoso, Braga, Portugal

(481) Thereza Machada
n. 09.09.1728 - Barcelos, Barcelos, Braga, Portugal
b. 12.09.1728 - Barcelos, Barcelos, Braga, Portugal
c. 23.03.1753 - Fonte Arcada-Arrifana, Póvoa de Lanhoso, Braga, Portugal

(960) Francisco Alvares da Sylva
n. Fonte Arcada-Arrifana, Póvoa de Lanhoso ou Brito, Guimarães ou Molares, Celobrico de Basto, Braga, Portugal
c. 30.07.1725 - Fonte Arcada-Arrifana, Póvoa de Lanhoso, Braga, Portugal

(961) Mariana Rodrigues
n. 21.07.1709 - Fafe-Sá, Fafe, Braga, Portugal
b. 22.07.1709 - Fafe-Sá, Fafe, Braga, Portugal
c. 30.07.1725 - Fonte Arcada-Arrifana, Póvoa de Lanhoso, Braga, Portugal

(962) Jacinto Leite
n. Guimarães, Guimarães, Braga, Portugal

(963) Domingas Pereyra
n. Barcelos, Barcelos, Braga, Portugal

(1926) Joam Gonçalves
n. Requião, Vila Nova de Famalicão, Braga, Portugal

(1927) Maria Pereira
n. A Picoña, Pontevedra, Galicia, España


Thereza Machada (481) é filha natural. No ano do seu casamento, em 1753, os seus pais ainda não tinham casado.

Sendo Thereza Machada (480) filha natural de Jacinto Leite (962) e Domingas Pereyra (963), a filiação do pai não é referida pelo que, não existindo casamento entre os pais, vai ser dificil continuar este ramo.

Será que você já foi dar com estas minhas parentes Thereza Machada e Domingas Pereira da cidade de Barcelos?

Obrigada.
Cumprimentos,
Rocío Cardoso

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#243697 | evalspereira | 07 Nov 2009 23:58 | Em resposta a: #312

Caro António,

Gostaria de saber se na sua investigação sobre as famílias de Barcelos encontrou alguma família Barroso anterior a 1890, provavelmente natural da freguesia de Santa Maria Maior.
Se tiver alguma informação agradecia que me facultasse.

Desde já agradeço a atenção dispensada.

Eva Pereira

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#243867 | ajtrigueir | 10 Nov 2009 15:03 | Em resposta a: #243697

Eva:
Há várias famílias Barroso em Barcelos, anteriores a 1890. Há pelo menos a família Barroso Pereira de Matos (que julgo se acha extinta e que tenho estudada), a família Barroso Pereira de Carvalho (desta trato no meu livro BARCELOS HISTÓRICO MONUMENTAL E ARTÍSTICO), a família Pereira do Lago Barroso (que tenho igualmente em parte estudada), todas na cidade de Barcelos (Santa Maria Maior).
No concelho há a família Gomes Barroso, originária de Vilar de Figos, e que deu origem a numerosas famílias co concelho, nas freguesias de Góios, Gueral, Paradela, Gilmonde, Remelhe, Rio Côvo, S. Bento da Várzea, Encourados e Areias de Vilar. Entre elas descende a do Bispo do Porto e Servo de Deus, D. António Barroso (1854/1918), natural de Remelhe e do Comendador Manuel Gomes Barroso, senhor da Casa do Cruzeiro, em Gilmonde. O ramo de Paradela teve ramificações ilustres no Rio de Janeiro, dando origem aos Condes de S. Simão e aos Viscondes da Cachoeira.

Se puder dar algum nome mais concreto, tenho todas essas famílias bastante estudadas e certamente poderei ajudar.
Aqui lhe deixo o meu e-mail trigueiros@gmail.com
Cumprimentos amigos
António Júlio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#243912 | ajtrigueir | 11 Nov 2009 00:51 | Em resposta a: #243335

Caro Rui Oliveira Soares:
Calculo que seja familiar de Manuel de Oliveira Soares que me tinha pedido ajuda há algum tempo sobre o mesmo assunto.
Revendo os meus apontamentos de famílias de Barcelos encontro os dados abaixo. Não trarão grandes novidades para a sua ascendencia mas ajudam a estabelecer parentescos com outras famílias de Barcelos.
Neste momento vivo em Lisboa e não vou com frequencia ao Arquivo de Braga. O seu antepassado Licenciado José de Abreu e Sousa (e não João) deve ter casado em Barcelos, por volta de 1698, com Jerónima Fernandes Colaço. Seria bom pedir se no Arquivo de Braga localizam este casamento por onde se poderia ver a filiação dos nubentes e confirmar se seria irmã da minha antepassada, Isabel Fernandes Colaço, como suponho seja.
Se eventualmente lhe interessar os meus trabalhos sobre os Fiuzas, os Correias de Vasconcelos, os Lopes de Araújo e os Miranda Aviz, onde se desenvolve a descendencia dos seus parentes, diga-me que envio.
Cumprimentos amigos
António Júlio Trigueiros


SOBRE O RAMO ABREU E SOUSA

I O Licenciado José de Abreu e Sousa. Faleceu entre 1709 e 1728.
Casado com Jerónima Fernandes Colaço (julgo que será filha de Domingos Fernandes e de Maria Antónia, e irmã da minha 9ª avó Isabel Fernandes Colaço, casada a 13/11/1686, na Colegiada de Barcelos com o tabelião de notas, António Lopes de Araújo, de cujo casamento descendem numerosas famílias barcelenses - cf. LOPES DE ARAUJO)
- Show quoted text -
Residiram na rua de S. Francisco, na vila de Barcelos.
Foram pais de pelo menos quatro filhos:
1(II)- João, baptizado em 1699, em Barcelos
2(II)- José Luís, baptizado em 1709 e falecido a 16/5/1709, na rua de S. Francisco, com 20 dias
3(II)- António de Abreu e Sousa, que segue abaixo
4(II)- André de Sousa. Casou a 21/1/1728, em Barcelos, com Maria Teresa Borges, filho de Belchior Dantas Correia e de sua mulher Maria Teresa Borges Pereira, defuntos, moradora à Cadeia, em Barcelos. Sem mais notícias.

II António de Abreu e Sousa. Morador na rua de S. Francisco, em Barcelos.
Casou em I, a 28/11/1726, em Barcelos, com Micaela Maria da Silva, filha de Manuel Fernandes da Silva e de Maria de Jesus, a qual faleceu em 1738, de parto, em Barcelos.
Casou em II, com Teresa Maria Lopes
Filhos do 1º casamento
1(III) José. Baptizado em 1727, em Barcelos.
2(III) Inácio. Baptizado em 1730, em Barcelos.
3(III) Maria. Baptizada em 1733, em Barcelos.
4(III) Eugénia Maria, que segue abaixo.
Filhos do 2º casamento:
5(III) Josefa. Baptizada em 1741, em Barcelos.
6(III) Joana. Baptizada em 1743, em Barcelos.
7(III) Baltasar José. Baptizado em 1748, em Barcelos

III Eugénia Maria. Baptizada em 1738, em Barcelos.
Casou a 18/12/1767, em Barcelos, com António José da Silva, de alcunha "O Patao", filho de João da Silva e de sua mulher Maria da Costa. Casara em 1.as núpcias a 29/6/1757, em Barcelos, com Josefa Maria da Silva, filha de Jerónimo da Silva, boticário e de Eleutéria Maria de Figueiredo (da família Pereira do Lago, da Casa do prazo da Cotovia, na Silva, Barcelos)..


Sobre este 1º casamento diz Felgueiras Gayo, no titulo de COSTAS:
§ 171
N 9 MAGDALENA PEREIRA DO LAGO fª. de Marianna Pereira N 8 do § 170 casou por amores com João Ribeiro Pinto fº. de Miguel Antunes Cerurgião q foi na vila de Barcellos
10 Lauteria Pereira do Lago

N 10 LAUTERIA PEREIRA DO LAGO fª. de Magdalena Pereira N 9 foi Srª. da Quinta de Reborido. Casou com Jeronimo da Silva q foi boticario nesta vila fº. de Miguel Antunes Guimaraens da vila de G.es
11 Jozefa Pereira
11 Francisca Thereza m.er de seu primo João Pereira de Figdº. neste ttº. § 170 N 10
11 João Joze da Silva q é boticario nesta vila casado
11 Manoel de Figdº. mor. boticario em Lisboa s.g.
11 Jacinta Maria

N 11 JOZEFA PEREIRA DO LAGO fª. de Lauteria Pereira do Lago N 10. Casou com Antonio da Silva o Patao de alcunha q tinha sido Mercador e creio quebrou q era desta vila de Barcellos
12 João Pereira
12 Anna q teve B. dizem de Manoel Euzebio homem casado
13 Francisca

N 12 JOÃO PEREIRA DO LAGO fº. de Jozefa Pereira N 11 andou feito marinheiro em varias viagens tem demanda com sua prima sobre a Quinta de Reborido. Casou com ...................... fª. de Constantino da Silva Calheiros q serve de Escrivão do Geral em Barcellos, e su am.er ......................... e neto de ................q foi capateiro



Sobre o ramo SILVA:

I João da Silva, natural do arrabalde do Espírito Santo, Barcelos era filho de Manuel Lopes e de sua mulher Isabel da Silva, de Barcelos.
Casou a 26/3/1713, em Barcelos, com Maria da Costa, natural de Barcelos, filha de Luís Ribeiro, natural de S. Martinho de Manhente, e de sua mulher, com quem se casou a 15/6/1692, em Barcelos, Natália da Costa, natural de Barcelos. Era neta paterna de Domingos Ribeiro e de Maria Fernandes, de Manhente e materna de Manuel Lopes Leitão e de Maria da Costa, de Barcelos.
Filhos:
1(II) Manuel da Costa e Silva, que segue abaixo.
2(II) António José da Silva, por alcunha "O Patao", mercador em Barcelos, acima citado.

II Manuel da Costa e Silva. Natural de Barcelos.
Casou a 23/1/1762, em Barcelos, com D. Francisca Teresa de Almeida e Faria, natural da rua Nova, Barcelos, filha de António Fernandes Capucho, natural de S. Tiago de Aldreu, Barcelos e de sua mulher, com quem se casou a 22/4/1706, em Barcelos, D. Luzia de Almeida e Faria Mariz, natural de Barcelos, neta paterna de António Gonçalves e de sua mulher Ana Domingues, de Aldreu e materna de de Domingos de Faria Mariz e de Grácia Gomes, solteira.
(Domingos de Faria Mariz, era filho de Baltasar Nogueira de Carvalho, escrivão dos órfãos em Barcelos e de sua mulher D. Maria da Costa Rego e foi casado com D. Maria Pereira Ferraz (fal. em 1729) , sem ter tido geração. Veio a falecer a 6/6/1717, na sua casa ao Terreiro, em Barcelos tendo feito testamento e deixando sua mulher por herdeira. Era neto paterno de António de Almeida Nogueira e de sua mulher Marta de Macedo (cf. Nobiliário de Famílias de Portugal, de Manuel José da Costa Felgueiras Gayo, ttº Farias, &º 32) e materno de Domingos do Rego.)
Filho:
(III) António José da Costa e Almeida, que segue.

III António José da Costa e Almeida. Natural do Campo da Feira, na vila de Barcelos. Viveu na rua das Velhas, em Barcelos. Veio a falecer a 28/10/1820, na sua quinta em Santa Maria de Abade de Neiva, Barcelos, casado.
Casou a 24/9/1796, em Barcelos, com Grácia Maria de Melo, nasceu a 12/1/1773, na rua de Baixo, em Barcelinhos e era filha de José Caetano Borges e de sua mulher, com quem se casou a 27/8/1757, em Barcelos Antónia Maria Pereira de Melo. Era neta paterna de José António Braga, natural da Ponte de Guimarães, freguesia de S. Victor, Braga e de sua mulher, com quem se casou a 2374/1731, em Barcelinhos, Ana Maria da Paixão Rodrigues de Vasconcelos, natural de Barcelinhos e materna de Francisco Pereira de Melo e de sua mulher Ignácia Pereira. José António Braga era filho de Baltasar Francisco e de sua mulher Maria Antónia, de S. Victor, Braga. Ana Maria da Paixão Rodrigues de Vasconcelos era filha de Inácio Borges, natural de Carrazedo, Amares e de sua mulher, com quem se casou a 24/11/1689, em Barcelinhos, Francisca Rodrigues da Paixão, natural de Barcelinhos. Era neta paterna do Padre Manuel Borges e de Catarina da Rocha e materno de Domingos Rodrigues e de Isabel Monteiro.
Moraram na rua das Fontaínhas e mais tarde na rua das Velhas.
Filhos:
1(IV) Ana da Graça Pereira de Melo. Baptizada em 1797, em Barcelos. Veio a falecer a 5/12/1833, na rua das Latas, Barcelos. Casou a 18/6/1817, na Colegiada de Barcelos, com João Jerónimo de Faria Velho Vilas Boas, nascido a 5/12/1790, na rua das Velhas, Barcelos. Era filho de Manuel Eusébio de Andrade e Almada e de sua mulher Crescência Maria de Gouveia Mendanha. Residiu em Barcelos, onde foi escrivão de Direito e proprietário e aí faleceu, a 20/12/1863, na Rua do Largo da Calçada, nº1, com testamento. Tiveram um único filho, Manuel Bento das Dores Aviz, que deu origem á família MIRANDA AVIZ (Cf. Sidónio Paes de Caminha ao Panteão Nacional )
2(IV) Maria Josefa de Melo (no baptismo Maria Joana Rosa). Baptizada em 1798, em Barcelos. Casou com José Manuel Tranquilino Veloso Cação, natural de Barcelos, filho natural do Doutor Boaventura Veloso dos Reis Pereira da Cunha Cação e de Francisca Teresa Correa de Vasconcelos.
Com geração, cf. CORREIAS DE VASCONCELOS.
3(IV) Paulo da Conversão da Costa e Melo, que segue.
4(IV) Antónia Maria de Melo. Baptizada em 1802, em Barcelos.
Casou com António José do Vale, natural de S. Tiago de Creixomil, Barcelos. Era filho de Manuel Joaquim do Vale e de Catarina Josefa.
Com geração (uma filha Clementina Rosa, nascida em 1836, em Barcelos)
5(IV) Joaquim Inácio. Baptizado em 1805, em Barcelos.
6(IV) Manuel. Baptizado em 1807, em Barcelos.
7(IV) José Manuel. Baptizado em 1810, em Barcelos.
8(IV) Francisca Teresa. Baptizada em 1812, em Barcelos.
9(IV) João Pedro. Baptizado em 1815, em Barcelos.
10(IV) Joaquina Maria. Baptizada em 1818, em Barcelos.

IV Paulo da Conversão da Costa e Melo. Nasceu em 1801, em Barcelos. Amanuense. Veio a falecer a 5/11/1845, na rua das Latas, em Barcelos, de uma “anasarca passiva” e fez testamento a favor de sua mulher e filhos.
Casou a 26/11/1821, em Barcelos, D. Ana Victória de Araújo Salgado, nascida em 1803. em Barcelos. Era filha de José Maria Pereira e de sua mulher D. Maria Luísa de Araújo Salgado[1] (1775/1845), natural de Barcelinhos. Veio a falecer a 14/12/1873, na rua de S. Francisco, em Barcelos e deixou cinco filhos.
Filhos:
1(V) Maria Margarida. Baptizada em 1823, em Barcelos.
2(V) D. Brites Angelina de Melo. Baptizada em 1824, em Barcelos. Residia solteira em Braga em 1869.
3(V) Josefa. Baptizada em 1826, em Barcelos.
4(V) Emília. Baptizada em 1827, em Barcelos. Veio a falecer em 1831.
5(V) Francisco. Baptizado em 1830, em Barcelos. Veio a falecer menor.
6(V) João Diogo da Costa e Melo. Baptizado em 1831, em Barcelos. Escrivão ajudante do Juízo de Direito. Veio a falecer a 21/4/1870, na rua de S. Francisco, em Barcelos, com 38 anos de idade.
Casou com D. Ana Benedita Cardoso da Silva, natural de Barcelos, filha de João Diogo da Silva Cardoso, agente de causas e de sua mulher Bernarda Sofia Coelho da Costa, doceira. Veio a falecer a 29/12/1865, na rua Direita, 10, com 34 anos de idade.
Pais de uma filha Celestina Amélia, falecida a 9/7/1865, na rua Direita, nº 10, com 2 meses.
7(V) Francisco da Costa e Melo. Baptizado em 1833, em Barcelos. Veio a falecer a 2/5/1877, solteiro, com 44 anos, “vivendo de sua agência”, na rua de S. Francisco, em Barcelos.
8(V) José Paulo. Baptizado em 1835, em Barcelos. Veio a falecer em 1835.
9(V) António Augusto. Baptizado em 1838, em Barcelos. Veio a falecer em 1839.
10(V) João Baptista Melo, que segue.

V João Baptista Melo. Nasceu em 24/9/1841, na rua da Misericórdia, em Barcelos. Foi escrevente da administração do concelho de Barcelos. Veio a falecer a 16/9/1923, na rua de S. Francisco, em Barcelos.
Casou a 23/4/1865, na igreja de S. Paio de Carvalhal, Barcelos, com D. Ana da Graça Duarte Fiuza, nascida a 24/4/1850, na rua Direita, em Barcelos. Era filha de Bernardino José Vieira e de sua mulher D. Violante Albina Duarte Fiuza.
Com geração, cf. FIUZAS de Barcelos


[1] D. Maria Luísa de Araújo Salgado, acima, nasceu a 9/6/1777, no arrabalde das Fontaínhas, em Barcelos e era filha de Domingos José Pereira, natural de S. Vicente de Fornelos, Ponte do Lima e de sua mulher D. Maria Josefa de Araújo Salgado, natural de Couto de Cambeses. Era neta paterna de Pantalião Pereira e de sua mulher Brigida da Costa, naturais de Fornelos e materna de João Salgado de Araújo e de Escolástica de Araújo.
João Salgado de Araújo, nasceu a 6/7/1687, na Quinta de S. Miguel do Areal, em Barcelinhos e foi Cavaleiro da Ordem de Cristo e senhor da Quinta do Couto, em Cambeses, por herança de sua irmã D. Inês Josefa Pita Leitão Sotto Mayor Troncoso, e veio a falecer a 3/6/1752, na referida Quinta do Couto, em Cambeses, Barcelos e foi sepultado no Templo do Senhor da Cruz, em Barcelos. Era filho de André Leitão de Abreu Pita e de sua 2ª mulher D. Marta Troncoso Pita; neto paterno de Álvaro de Pita Calheiros e de sua mulher D. Violante de Faria de Abreu e materno de Francisco da Rocha Araújo e de sua mulher D. Ângela Pita.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#244453 | valboa | 18 Nov 2009 08:26 | Em resposta a: #139490

Caro Tininho

Apesar de ter passado muito tempo desde a sua intervenção no fórum, só agora a vi.
Agradeço o seu contacto para

albuquerque.quinta@sapo.pt

Poderei dar-lhe informações

cumprimentos
Jorge Albuquerque da Quinta

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#244457 | valboa | 18 Nov 2009 09:06 | Em resposta a: #139490

Caro Tininho

Apesar de ter passado muito tempo desde a sua intervenção no fórum, só agora a vi.
Agradeço o seu contacto para

albuquerque.quinta@sapo.pt

Poderei dar-lhe informações

cumprimentos
Jorge Albuquerque da Quinta

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#244726 | deBarcellos | 22 Nov 2009 15:36 | Em resposta a: #198208

Caro gbsantunes
Sou parente teu com certeza absoluta, porém descendo de João Mascarenhas Barcellos, seu tio provavelmente. Eu tinha informações preciosas sobre nossa familia, porém perdi tal documento precioso. Ainda tenho fotos antiquíssimas que nenhum membro da familia tem mais, do Clementino e sua esposa, e do bisavô do Clementino, um tal capitão Francisco Mascarenhas Queiroz, creio eu. Entre em contato por favor, lphbarcellos@hotmail.com
Sinceramente
Luiz Phelipe

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#244736 | M.Ribeiro | 22 Nov 2009 17:26 | Em resposta a: #312

Caro António Júlio Limpo Trigueiros

Gostaria de saber se tem em seus apontamentos os Ribeiros, de Barcelos. Tenho um 6º avô, Francisco José Ribeiro, nascido na freguesia de Couto, Concelho de Barcelos, Distrito de Braga, por volta de 1770. Não tenho o nome de seus pais porque ainda não pedi a cópia do seu registro de nascimento ao Arquivo Distrital de Braga, mas para trás haverá de ter antepassados com o sobrenome/apelido Ribeiro.

Cumprimentos.

Marli Ribeiro
São Paulo - Brasil

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#244775 | ajtrigueir | 23 Nov 2009 00:57 | Em resposta a: #244736

Olá Marli
O apelido (sobrenome) Ribeiro é bastante frequente como poderá calcular em todo o vasto concelho de Barcelos. Há duas freguesias Couto, no concelho de Barcelos:
S. Tiago do Couto, a norte do Rio Câvado
S. Tiago do Couto de Cambeses, a sul do Rio Càvado.
Se diz apenas Couto, pendo mais para que seja a primeira, que é freguesia pequena.
De facto sem ter o nome dos pais será um pouco dificil. Conviria ver o que diz no registo de casamento ou no de nascimento dos filhos, para ver se há referencia ao nome dos avós.
Boa sorte!
Cumprimentos
António Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#244804 | M.Ribeiro | 23 Nov 2009 17:05 | Em resposta a: #244775

Caro António Trigueiros

Tirei o nome do meu 6º avô - e na verdade enganei-me no nome, sendo José Luiz Ribeiro, casado com Caetana Maria - do registro de nascimento de seu neto, meu tetravô António Luiz Ribeiro, filho de meu 5º avo Francisco José Ribeiro. Estes 2 últimos não são de Barcelos, mas de Valença, Viana do Castelo.

Revendo o registro de nascimento de seu neto vejo que diz ser José Luiz Ribeiro "natural de São Miguel do Couço Comarca de Barcelos, Bispado de Braga". Como não encontro Couço na Internet, e depois de ouvir a opinião um tanto confusa dos participantes do Fórum a respeito do Bispado de Braga, achei por bem concluir que era Couto.

Haverá algum esclarecimento que possa me dar a respeito deste "Couço"? O registro em questão é de 1816.

Agradeço sua atenção.

Cumprimentos.

Marli

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#258342 | jrmello36 | 11 Jul 2010 00:05 | Em resposta a: #67904

Prezado Alves dos Santos

Decorridos alguns anos, somente agora voltei a consultar este forum e encontrei as suas informações. De fato, pelos dados fornecidos, trata-se do meu tataravô. Veríssimo Afonso Fernandes, filho de Ignacia Fernandes e Balthazar Manuel Afonso e que se casou com Ignacia Monteiro de Gama em 22 de outubro de 1812, na cidade de Mogi das Cruzes, Estado de São Paulo. Brasil. Como o meu e-mail mudou e esqueci a senha, tive que fazer novo registo como utilizador jrmello36.
Gostaria de obter o seu e-mail para contacto. O meu é jrmello36@msn.com. No dia 20 de julho vou chegar aí em Portugal, em Póvoa de Varzim, onde ficarei hospedado no Hotel Costa Verde, até o dia 31. Pretendo ir até São Julião de Freixo (Freixo) para tentar obter algo sobre o nascimento e batismo do meu tataravô com a finalidade de enriquecer o meu arquivo genealógico. Ficarei a aguardar que leia esta mensagem e entre em contacto comigo.

Um grande abraço.

José Roberto Mello

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#266124 | Aroldo Bacellar | 30 Nov 2010 09:20 | Em resposta a: #21462

Moro na Bahia onde temos uma grande familia Bacellar. Sei que parte da familia emigrou para SP, RS, SC e RJ. Tenho informaçoes da nossa a partir de 1850 contudo preciso saber o elo com José Antonio de Araujo Bacellar.
Alguem sabe o nome dos filhos de José Antonio?

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos - José Antonio de Araújo Bacellar

#266157 | Luiz Alberto | 30 Nov 2010 21:45 | Em resposta a: #266124

Prezado Aroldo Bacellar:
Moro no Rio, e sou descendente dos Bacellar, do ramo de José Antonio de Araújo Bacellar (*Portugal, ___ ; +Brasil (MA ou PI), 06mar1860).
Foi casado duas vezes, primeiro em Caxias (MA) na família Teixeira Mendes. Ficou viúvo deste casamento, tendo porém uma filha: Maria de Araújo Bacellar. Esta casou-se também em Caxias (MA), e também na família Teixeira Mendes, com Antonio Teixeira Mendes (houve vários com este nome). Este casal "teve grande prole, dentre os quais os drs. Toquato, Murillo, Godofredo Vianna,e outros", segundo apontamentos de Joaquim Rodrigues de Miranda, já falecido, mas que tive o prazer de conhecer pessoalmente em São Luís (MA).
José Antonio de Araújo Bacellar casou-se uma segunda vez em Campo Maior (PI), com: Maria de Nazareth Costa (*___; + 03/jun/1861). Filhos deste segundo casamento:
Jerônimo de Araújo Bacellar;
José Alexandre de Araújo Bacellar;
Angelo Custódio de Araújo Bacellar;
João Paulo de Araújo Bacellar;
Sabino de Araújo Bacellar;
Agostinho de Araújo Bacellar;
Bárbara de Araújo Bacellar.

Todos os acima com descendência conhecida e que é apresentada no nosso trabalho: "Apontamentos Genealógicos das famílias Costa Fernandes, Bacellar, Perry, Braga e aliadas" de 2005, com as famílias dos meus avós.

Se desejar receber uma cópia do trabalho em CD, mande-me seu enderêço postal, via e-mail para:
dombeto arroba unisys ponto com ponto br

Atenciosamente,
Luiz Alberto

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#268235 | emmaviz | 08 Jan 2011 16:52 | Em resposta a: #312

Prezado Antonio,
Li a seguinte mensagem no forum, escrita por voce"
"Se eventualmente lhe interessar os meus trabalhos sobre os Fiuzas, os Correias de Vasconcelos, os Lopes de Araújo e os Miranda Aviz, onde se desenvolve a descendencia dos seus parentes, diga-me que envio.
Cumprimentos amigos
António Júlio Trigueiros"
Sou da Familia Miranda Aviz, bisneto de Manuel Luiz de Miranda e Narcisa Rosa de Freitas Aviz, neto de Adelino Augusto de Miranda Aviz e filho de Luiz Silva de Miranda Aviz.
Agradeceria muito que me enviasse os trabalhos sobre minha familia.
Um forte e carinhoso abraco.
Eduardo Mourão de Miranda Aviz.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#268336 | ajtrigueir | 10 Jan 2011 00:33 | Em resposta a: #268235

Prezado Eduardo:
Escreva para o meu e-mail e posso fazer-lhe chegar um trabalho bastante completo sobre a família Miranda Aviz. O meu e-mail é trigueiros@gmail.com
Conheço muitos dos seus parentes barceleneses. Calculo que seja do ramo brasileiro do qual tenho pouca informação.
Cumprimentos amigos
António Júlio Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#268351 | Fernando do Vabo | 10 Jan 2011 14:21 | Em resposta a: #312

Caro confrade Trigueiros.

Sou novo neste forum, e aos poucos vou me familiarizando com os participantes.

Estou fazendo a minha árvore genealogica(VABO), e as vezes, me deparo com nomes isolados, sem ligação com os demais como é o caso de MANUEL PEDRO de VABO PEREIRA MACHADO, VEREADOR em Barcelos em 1799.

Diante de seu oferecimento e boa vontade em ajudar, pergunto se pode me informar detalhes sobre o referido, como ascendentes e descendentes e porque a ligação com Barcelos, já que os VABO se radicaram em Vila Verde e posteriormente no Algarve.

Desde já agradeço a atenção


Fernando do Vabo

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#269588 | Fernando do Vabo | 31 Jan 2011 18:17 | Em resposta a: #28343

Caro Sr. Trigueiros.

Reforço meu pedido feito em, 10.01.2011 neste topico em relação a manoel do vabo.

Atenciosamente


Fernando do Vabo

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#269628 | aníbal | 01 Fev 2011 13:40 | Em resposta a: #83637

Caro confrade António Trigueiros:

Igualmente estou interessado sobre a família da Torre de Airó (Vilas Boas), etc.
Fico-lhe muito grato desde já.
Cumprimentos,
Aníbal C.M. Pacheco.

Resposta

Link directo:

VABOS MACHADOS PEREIRA DE SÀ COUTINHO, da Quinta da Pereira, em Esmeriz (V. N. de Famalicão)

#269701 | ajtrigueir | 02 Fev 2011 13:16 | Em resposta a: #268351

Caro Fernando do Vabo:
Aqui lhe envio os dados que tenho sobre esta família Vabo Machado Pereira Coutinho e da sua presença em Barcelos. Trata-se da família dos senhores do Morgado da Pereira, em Esmeriz, no concelho de Vila Nova de Famalicão (na internet encontrei uma fotografia da capela desta casa em ruinas).
MANUEL PEDRO DE VABO PEREIRA MACHADO cujo nome já conhecia pelas listas de vereadores de Barcelos, vem referido por Felgueiras Gayo, no título Machados, e como filho de PEDRO JOSÈ DE VABO DA SILVA MACHADO E BULHÕES, senhor do Morgado da Pereira, em Esmeriz, do do Espargo, Carude, Gayozo e Barreiro, e de sua mulher D. ANA VICTÓRIA DE SÁ PEREIRA COUTINHO TAVARES DA ROCHA. Era neto paterno de Cristóvão de Vabo Machado e de sua mulher D. Ludovina Carneiro da Grã Magriço e materno de José Pereira Tavares da Rocha e sua mulher D. Micaela da Silva Carneiro.

Desta família fez parte uma figura muito referida pelos estudiosos de Camilo Castelo Branco, o morgado da Pereira, António José Pereira Coutinho (cf. Dicionário de Camilo Castelo Branco, de Alexandre Cabral, p.209), que foi grande amigo de Camilo, conviva frequente em S. Miguel de Ceide e que embarcou para Angola com José Cardoso Vieira de Castro (quando este Vieira de Castro foi degredado em 1871 por ter assassinado a mulher), por ter no dizer de Camilo "a sua casa perdida ou muito empenhada e esperar resgatá-la com o negócio em África" vindo a constituir uma sociedade comercial com o próprio Vieira de Castro. Foi agraciado Cavaleiro da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa em 1873. Com a morte de Vieira de Castro regressou brevemente a Portugal, para partir de novo para Angola com sua mulher e o filho de Ana Plácido, em 1873. Camilo refere-o na sua obra "Noites de Insónia", como "ultimo senhor da Honra e Couto de Esmeriz". O recente romance de Vasco Pulido Valente, "Glória- A vida do político, jornalista e criminoso José Cardoso Vieira de Castro", Lisboa, 2009, refere-o circunstanciadamente nas pags. 421 e ss. Estou em crer que este último morgado da Pereira seja filho ou sobrinho de Manuel Pedro de Vabo Pereira Machado, que foi vereador em Barcelos em 1799 e que Felgueiras Gayo indica ter tido filhos bastardos.
Só uma consulta atenta dos REgistos Paroquiais de Esmeriz permitirá tirar alguma conclusão.
Nos Registos Paroquiais de Barcelos (Santa Maria Maior) colhi os seguintes dados sobre esta família.

DADOS RECOLHIDOS NOS REGISTOS PAROQUIAIS DE BARCELOS:


D. ANA VICTÓRIA DE SÁ PEREIRA COUTINHO TAVARES DA ROCHA, filha de José Pereira Tavares da Rocha e sua mulher D. Micaela da Silva Carneiro. Veio a falecer a 16/8/1811, na casa da rua Direita, em Barcelos.
Casada em 1.as núpcias, a 21/4/1763, com PEDRO JOSÉ DE VABO DA SILVA MACHADO E BULHÕES, senhor do Morgado da Pereira, em Esmeriz do do Espargo, Carude, Gayozo e Barreiro, filho de Cristóvão de Vabo Machado e de sua mulher D. Ludovina Carneiro da Grã Magriço, de cujo casamento tivera pelo menos 8 filhos.
Com geração
Casou em 2.as núpcias, a 16/3/1782, na igreja de S. Lourenço do Mato, no concelho de Ponte do Lima, com, JOAQUIM TEIXEIRA DE CARVALHO MONTENEGRO. (no baptismo JOAQUIM JOSÉ). Nasceu a 3/7/1743, no Reduto, freguesia de S. Victor, na cidade de Braga. Foi senhor da Casa e Quinta de Jouve, em Barqueiros, onde residiu, bem como na vila de Barcelos, na casa que seu pai tinha na Rua Direita. Foi vereador da Câmara de Barcelos em 1788, Cavaleiro da Ordem de Cristo, Cavaleiro Fidalgo da Casa Real e senhor de um oficio de Escrivão da Câmara de Barcelos, que seu pai comprara. Veio a falecer a 28/4/1828, na referida Quinta de Jouve, em Barqueiros e foi “sepultado dentro da Capella de Nossa Senhora das Necessidades e foi envolto em vestes de Cavaleiro de Habito (...) fez testamento e juntamente tinha feito hua Escriptura a sua filha Donna Joana”.
Sem geração

D. Ana Bernarda de Sá Pereira Coutinho, solteira, de 74 anos de idade, proprietária, moradora no Campo de S. José, em Barcelos onde faleceu a 27/12/1844, de moléstia reumática e fez testamento em nota em favor de seu sobrinho Lázaro Pereira de Sá Coutinho, da freguesia de Esmeriz, concelho de Vila Nova de Famalicão e também fez codicillo e dele e do testamento constará o que dispoz a favor de outros mais além do dito sobrinho Lázaro”

Padre Rodrigo António Pereira do Vabo de Sá Coutinho, 83 anos, presbítero, faleceu a 22/1/1880, na rua da Madalena, em Barcelos e fez testamento

D. Leocádia Rosa de Vabo de Sá Pereira Coutinho, era filha natural de José Joaquim de Vabo de Sá Pereira Coutinho, solteiro, de Esmeriz e de mãe incógnita, mais tarde aparece o nome da mãe como Maria Josefa da Silva. Era sobrinha de D. Ana Bernarda (acima). Faleceu a 27/11/1870, na rua Nova de S. José, em Barcelos e deixou três filhos. No registo de óbito consta ter 68 anos, doméstica, ser casada com Domingos Caravana de Faria Salgado Belo, e foi exposta da Roda de Vila Nova de Famalicão e reconhecida e legitimada por Provisão Régia, filha de José Joaquim Pereira do Vabo, solteiro, senhor da Casa e Quinta da Pereira, na freguesia de Esmeriz e de Maria Josefa da Silva, solteira, natural de Esmeriz
Casou a 16/5/1838, na Capela do Sacramento da Colegiada de Barcelos, em Barcelos, com, Domingos Caravana de Faria Salgado Belo, nascido a 2/1/1815, em Barcelos. Era filho de Manuel José Caravana, Escrivão Ajudante da Repartição Orfanológica de Barcelos e de Teresa Maria da Silva, de Barcelos. Veio a falecer a 7/6/1905, em Barcelos e foi sepultado no jazigo 56 do cemitério municipal.
Pais de:
1-D. Ana Júlia de Sá Pereira Coutinho. Nasceu 14/7/1840, em Barcelos . Faleceu a 13/8/1890, em Barcelos, proprietária e foi sepultada no jazigo 56 do cemitério municipal de Barcelos
2-Lázaro António Pereira do Babo Sá Coutinho. Nasceu em 29/12/1841, em Barcelos e foi vereador em Vila Nova de Famalicão. Foi senhor da Casa da Pereira, em Esmeriz.
3-D. Maria Carlota de Sá Pereira Coutinho. Nasceu em 128/4/1845, em Barcelos e faleceu a 28/7/1876, no lugar do Pinheiro, Alvelos, solteira, com 31 anos e foi sepultada na matriz de Barcelos.

Seja do Morgado da Pereira, amigo de Camilo, seja deste ramo de Barcelos, não conheço descendência. Presumo que esta família se tenha extinguido, mas pode ter ficado geração em Angola.
E por hoje é tudo o que tenho sobre esta família.

Com os melhores cumprimentos

António Júlio Trigueiros

trigueiros@gmail.com



Aqui vai o que Manuel José da Costa Felgueiras Gayo no seu Nobiliário de Famílias de Portugal, diz sobre esta família.

MACHADOS
§ 138
N 22 ISABEL MACHADO DE MIRANDA f. de Baltazar Machado N 21 do § 76 casou com Manuel Ferreira da Silva f. B. do Dr. Bernardo da Silva 172 Abade de S. Tiago de Antas a quem deu a quinta de Pereira em Esmeriz vinculada em Morgado que o dito Abade tinha comprado e havia sido de Rui Mendes de Vasconcelos 1º Conde de Castelo Melhor no ttº. de Ferreiras § 68 N 2
23 Pedro Machado de Miranda casado com Margarida da Silva s.g.
23 Manuel Machado de Miranda s.g.
23 Baltazar Machado da Silva casado com sua prima D. Ângela Machado f. de Bartolomeu Machado neste ttº. § 76 N 23 c.g.
23 Catarina, mulher do Dr. Diogo da Silva Carneiro s.g. Aranhas § 109. Esta Catarina e seu marido o Dr. Diogo Carneiro foram instituidores do Morgado de Espargo por instituição feita a 5 de Abril de 1674 que está no Cartório do Tab.am António da Silva Sousa da cidade do Porto, e chama nela seu cunhado e parente Baltazar Machado Sr. da Casa de Pereira acima dito, era seu parente o dito Baltazar Machado por ser f. de Manuel Ferreira da Silva neto do Dr. Bernardo Ferreira da Silva, o qual Bernardo Ferreira da Silva era irmão de Filipa Ferreira casada com João Pinto Carneiro pai de Diogo Carneiro da Silva casado com Catarina Machado sua parente irmã de Baltazar Machado chamado ao vínculo ttº. de Aranhas § 109 N 4
23 Maria Machado s.g.
23 Domingos Ferreira da Silva.

§ 76

N 20 ANTÓNIO MACHADO o velho f. de Pedro Machado e s.m. Leonor Dias Vilas Boas § 1 N 19. Instituiu o Morgado do Convento de S. Domingos de Guimarães que hoje possuem os Sr.es da Casa Donães na era de 1569 não casou teve de Maria da Silva sendo ambos solteiros B. infra a qual Maria da Silva era dos Silvas, e Sás. Consta da filiação de seu f. pelo Instrumento abaixo apontado
21 B. Baltazar Machado da Maia

N 21 BALTAZAR MACHADO DA MAIA fº. B. de António Machado N 20 deste § justificou que sua filiação e ascendência, e reconhecimento por um instrumento que fez na Vila de Barcelos aos 11 dias do mês de Fevereiro de 1692 de que foi escrivão Diogo Valejo em cujo instrumento juraram João de Benevides cavaleiro. Fidalgo morador na dita vila de 80 anos de idade = Lopo de Almeida cavaleiro. Fidalgo de El Rei idade 78 anos e aos costumes disse que os f.s dele ttª. eram parentes do dito Baltazar Machado dentro no 4º grau = António de Barcelos cavaleiro. Fidalgo de idade 77 anos: Manuel Barbosa de Figueiredo cavaleiro. Fidalgo de 66 anos de idade = António Nogueira de Carvalho cavaleiro. Fidalgo morador nesta vila de idade de 60 anos: aos costumes disse que um irmão dele testemunha era casado com uma prima irmã da mulher do suplicante e também ele ttª. fora casado a 1ª vez com uma parente da mulher do suplicante etc. outras mais ttªs. cuja justificação eu vi = o dito Baltazar Machado Instituidor do Morgado de Gaioso junto à vila de Barcelos como consta da Instituição, que vi na Nota do Tab.am.................... nela diz que na falta de descendentes nomearia o Arcebispo de Braga Administrador. Casou o dito Baltazar machado com Catarina de Vilas Boas f. de Giraldo Vaz de Araújo, e s.m. Beatriz de Vilas Boas Machado no ttº. de Araújos § 250 N 25 (Baltazar Machado viveu em Barcelos onde foi Tab.am)
22 António Machado Corregedor de Elvas c.c. D. Maria Salema s.g.
22 Bartolomeu Machado
22 Marta de Miranda casada com Belchior de Faria de Sá de Fornelos c.g. no ttº. de Farias § 188 N 10
22 Isabel Machado de Miranda § 138
22 Baltazar Machado Corregedor também de Elvas c.g. casado com Catarina de Figueiredo
23 Maria c.c. Manuel Barbosa

N 22 BARTOLOMEU MACHADO fº. de Baltazar Machado N 21 foi Sr. do Morgado de Gaioso e 1º Administrador. Casou com Isabel Antunes de Pina Pacheco, de Vila Viçosa
23 D. Ângela Machado de Pina Pacheco

N 23 D. ÂNGELA MACHADO DE PINA PACHECO f. que veio a ser H. de Bartolomeu Machado N 22 (eram parentes e dispensaram pelo Papa Clemente X, e se receberam em S. Martinho de Alvito a 31 de Abril de 1673). Casou com Baltazar Machado da Silva f. de Manuel Ferreira da Silva Sr. da Honra de Pereira e s.m. Isabel Machado de Miranda f. esta de Baltazar Machado e Manuel Ferreira da Silva era f. do L.do Bernardo da Silva neste ttº. § 138 N 22 foram Sr.es do Morgado de Espargo, e de Pereira na freguesia de Esmeriz; no de Espargo sucedeu por ser
chamado pelo Instituidor Diogo Carneiro da Silva como se diz no § 138 Sub. N 22
24 Pedro Machado da Silva
24 Manuel Machado
24 Ursula, morreu menina
24 Teresa, o mesmo
24 Gabriel da Silva § 157
24 Lourença Machado da Silva em quem sua tia Catarina, e D. Maria nomearam um
Prazo a quinta de Prouve em Requião

N 24 PEDRO MACHADO DA SILVA FRª. f. de D. Ângela Machado de Pina N 23 foi Sr. do Morgado de Gaioso, e honra de Pereira junto à ponte de Lagoncinhos. Casou com D. Adriana de Magalhães e Bulhões que veio a ser H. f. de António de Babo de Azevedo Coutinho Sr. do Morgado de Carude (António de Babo foi 5º Administrador do Morgado de Carude), e s.m. D. Maria de Bulhões Fialho n.p. de Francisco de Babo de Azevedo Sr. do Morgado de Carude, e s.m. D. Jerónima de Magalhães da vila de Guimarães, e n.m. de António de Barros Pereira e s.m. D. Leonarda de Bulhões Fialho; o dito António de Barros Pereira foi escrivão proprietário da Correição do Crime de Lisboa e era f. de Madalena de Barros e seu marido Belchior Vaz Pereira Cap.am Mor de Esposende; e a dita Madalena de Barros era f. de Gaspar de Barros da Costa Cap.am Mor de Esposende dos principais Fidalgos do Minho do seu tempo, e Sr. da Casa do Rego de Esposende, e s.m. Filipa Cardoso no ttº. de Barros § 63 N 4 como vi por uma justificação; A dita Leonarda de Bulhões Fialho era de Lisboa e f. de Bernardim de Bulhões Fialho, CF da Casa de El Rei, e s.m. Bárbara Rebelo; o dito Bernardim de Bulhões era f. de António Colaço de Bulhões cavaleiro. Fidalgo e s.m. Inês Fialho como tudo consta de uma justificação que se fez em Lisboa aos 20 de Janeiro de 1648 anos que era dos Bulhões de Santo António; e o dito offº.de Escrivão da Correição do Crime era de Bernardim de Bulhões de quem passou para seu genro; António Colaço que era Moço da Câmara da Infanta D. Isabel, e serviu na Índia e era f. o dito António Colaço como consta do Alvará porque a dita Infanta D. Isabel o toma por Moço da sua Câmara de Gracia de Figueiredo cujo Alvará vi passado aos 3 de Março de 1550; o dito Alvará de Filhamento de Bernardim de Bulhões em que foi acrescentado de Moço da Câmara a Cavaleiro Fidalgo foi passado a 17 de Fevereiro de 1594 e registado no Livro 7 da Matrícula; registado no Livro da Câmara de Barcelos a fl. 192 a 7 de Julho de 1788; teve Pedro Machado de s.m. D. Adriana de Magalhães – ttº. de Gaios § 92 N 12
25 Baltazar Machado de Babo 5º Administrador do Morgado de Pereira
25 Cristóvão de Babo
25 D. Ana de Magalhães, morreu solteira

N 25 CRISTÓVÃO MACHADO DE BABO BULHÕES PEREIRA (foi baptizado em Escariz onde morreu; nasceu em 25 de Julho de 1691) fº. de Pedro Machado N 24 foi Sr. da Casa de seu pai. Casou com D. Ludovina Carneira da Grã Magriço f. de Manuel Carneiro da Grama Magriço, e s.m. D. Paula da Rocha no ttº. de Carneiros § 20 N 19 fez-se a escritura de seu dote em 11 de Dezembro de 1729 na Nota de Manuel Gonçalves Serra da Vila da Rates
26 Pedro José Machado de Babo
26 D. Antónia Teresa de Magalhães casada no Douro com Damião Correia de Lucena
Botelho Sr. da Casa de Araújo e tiveram
27 D. Felizarda s.g.
27 Cristóvão Correia de Lacerda vive


N 26 PEDRO JOSÉ MACHADO DE BABO fº. de Baltazar Machado N 25 (foi baptizado em Cabeçudos). Casou com D. Ana Vitória de Sá Pereira f. de José Pereira Tavares, e D Micaela da Silva no ttº. de Correias § 70 por escritura de seu dote feita a 21 de Abril de 1763 na freguesia de Espargo termo da vila da Feira pelo Tab.am Teodósio Tomás Correia de Sá da Vila da Feira
27 Joaquim Pereira de Babo Machado casou duas vezes a 1ª em Braga com D. Rosa Joaquina Pereira s.g. Casou 2ª vez com D. Maria Luísa de Sousa Mexia s.g. ele nasceu em 18 de Outubro de 1764
27 José Joaquim Pereira de Babo Machado nasceu a 29 de Agosto de 1766 baptizado
no Convento de S. Tirso
27 Manuel Pedro de Babo nasceu a 4 de Março de 1769 teve B.
27 D. Ana Bernarda de Sá Pereira nasceu a 20 de Agosto de 1770
27 Outros morreram novos.

Nota:
172 Era Bernardo da Silva ou Ferreira da Silva Abade de S. Tiago de Antas f. de Inês Jorge da Silva, vinculou Bernardo Ferreira da Silva a quinta de Pereira que tinha comprado no 1º de Março de 1599 que está registada no Livro dos Resíduos de Braga, foi também antes de Abade Dz.or na R.am de Braga no tempo do Arcebispo D. Manuel de Sousa. Teve o dito Abade irmãos, os abaixo Pedro Ferreira Arcediago de Oliveira Afonso Ferreira c.c. Luísa Cardoso Isabel e Maria freiras em S. Bento do Porto Filipa Ferreira casada com João Pinto Carneiro de que teve Domingos da Silva Carneiro c.c. Catarina Machado sua parente neste § 138 instituidores do Morgado de Espargo Bernardo Ferreira da Silva acima pai de Manuel Ferreira da Silva era f. como se diz de Inês Jorge, e seu marido Jorge Ferreira que era Cavaleiro e a dita Inês. Jorge da Silva era f. de Gonçalo Fernandes, e Catarina Jorge; a qual Inês Jorge da Silva era irmã do Dr. Pedro Jorge da Silva Dr. de Capelo, e Vigário Geral em Braga, e Abade de S. Tiago de Dantas, e este Dr. Pedro Jorge era sobrinho de Pedro da Silva Tesoureiro na cidade do Porto e Abade de S. Tiago de Dantas. O Dr. Bernardo Ferreira da Silva fez instituição da quinta de Pereira em 4 de Março de 1599 registada em Braga no Livro 4 dos testamentos a fl. 92 vº.


título PEREIRAS

N 9 D. ANA VITÓRIA DE SÁ PEREIRA COUTINHO TAVARES f. de José Pereira N 8. Foi única e H. Srª.
do Morgado, e Torre de Roge, e quintas de S. Francisco e Argemil. Casou por escritura de dote
feita na Vila da Feira a 28 de Abril de 1763, na Nota de Teodósio Tomás Correia com Pedro José
de Vabo Machado Sr. das ditas Casas no ttº. de Machados § ... N ... ttº. de Vabos § ... N ... e ttº.
de Gaios § ... N ...
10 Joaquim Pereira de Vabo Machado nasceu a 18 de Junho de 1764
10 José Joaquim Pereira de Vabo
10 António, morreu novo
10 Manuel Pedro de Vabo Pereira Machado, foi Vereador em Barcelos no ano de 1799
10 D. Ana Bernarda educanda no Convento de S. Bento de Barcelos por Aviso de Sua
Majestade de 6 de Outubro de 1792
10 João Manuel, morreu menino; jaz em S. Lourenço de Malta
10 D. Joaquina Rosa nasceu a 1 de Novembro de 1777 morreu nova; jaz no Colegiada da
Vila de Barcelos, s.g.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#269702 | ajtrigueir | 02 Fev 2011 14:14 | Em resposta a: #269628

Caro Anibal Pacheco:
Tenho bastante informação sobre a família do Paço de Airó, mas seria necessário saber mais excatamente em que pessoa ou pessoas está interessado, pois é uma família com uma história secular e com muitas ramificações noutras famílias do concelho.
Cumprimentos amigos
António Trigueiros

trigueiros@gmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#269704 | Fernando do Vabo | 02 Fev 2011 14:58 | Em resposta a: #269702

Caro Sr. Trigueiros.

Talvez tenha passado despercebido o meu pedido em 10.01.2011.

Caso possa me ajudar, lhe agradeceria muito.

Fernando do Vabo

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#269711 | ajtrigueir | 02 Fev 2011 15:40 | Em resposta a: #269704

Caro Fernando do Vabo:
Aqui lhe envio os dados que tenho sobre esta família Vabo Machado Pereira Coutinho e da sua presença em Barcelos. Trata-se da família dos senhores do Morgado da Pereira, em Esmeriz, no concelho de Vila Nova de Famalicão (na internet encontrei uma fotografia da capela desta casa em ruinas).
MANUEL PEDRO DE VABO PEREIRA MACHADO cujo nome já conhecia pelas listas de vereadores de Barcelos, vem referido por Felgueiras Gayo, no título Machados, e como filho de PEDRO JOSÈ DE VABO DA SILVA MACHADO E BULHÕES, senhor do Morgado da Pereira, em Esmeriz, do do Espargo, Carude, Gayozo e Barreiro, e de sua mulher D. ANA VICTÓRIA DE SÁ PEREIRA COUTINHO TAVARES DA ROCHA. Era neto paterno de Cristóvão de Vabo Machado e de sua mulher D. Ludovina Carneiro da Grã Magriço e materno de José Pereira Tavares da Rocha e sua mulher D. Micaela da Silva Carneiro.

Desta família fez parte uma figura muito referida pelos estudiosos de Camilo Castelo Branco, o morgado da Pereira, António José Pereira Coutinho (cf. Dicionário de Camilo Castelo Branco, de Alexandre Cabral, p.209), que foi grande amigo de Camilo, conviva frequente em S. Miguel de Ceide e que embarcou para Angola com José Cardoso Vieira de Castro (quando este Vieira de Castro foi degredado em 1871 por ter assassinado a mulher), por ter no dizer de Camilo "a sua casa perdida ou muito empenhada e esperar resgatá-la com o negócio em África" vindo a constituir uma sociedade comercial com o próprio Vieira de Castro. Foi agraciado Cavaleiro da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa em 1873. Com a morte de Vieira de Castro regressou brevemente a Portugal, para partir de novo para Angola com sua mulher e o filho de Ana Plácido, em 1873. Camilo refere-o na sua obra "Noites de Insónia", como "ultimo senhor da Honra e Couto de Esmeriz". O recente romance de Vasco Pulido Valente, "Glória- A vida do político, jornalista e criminoso José Cardoso Vieira de Castro", Lisboa, 2009, refere-o circunstanciadamente nas pags. 421 e ss. Estou em crer que este último morgado da Pereira seja filho ou sobrinho de Manuel Pedro de Vabo Pereira Machado, que foi vereador em Barcelos em 1799 e que Felgueiras Gayo indica ter tido filhos bastardos.
Só uma consulta atenta dos REgistos Paroquiais de Esmeriz permitirá tirar alguma conclusão.
Nos Registos Paroquiais de Barcelos (Santa Maria Maior) colhi os seguintes dados sobre esta família.

DADOS RECOLHIDOS NOS REGISTOS PAROQUIAIS DE BARCELOS:


D. ANA VICTÓRIA DE SÁ PEREIRA COUTINHO TAVARES DA ROCHA, filha de José Pereira Tavares da Rocha e sua mulher D. Micaela da Silva Carneiro. Veio a falecer a 16/8/1811, na casa da rua Direita, em Barcelos.
Casada em 1.as núpcias, a 21/4/1763, com PEDRO JOSÉ DE VABO DA SILVA MACHADO E BULHÕES, senhor do Morgado da Pereira, em Esmeriz do do Espargo, Carude, Gayozo e Barreiro, filho de Cristóvão de Vabo Machado e de sua mulher D. Ludovina Carneiro da Grã Magriço, de cujo casamento tivera pelo menos 8 filhos.
Com geração
Casou em 2.as núpcias, a 16/3/1782, na igreja de S. Lourenço do Mato, no concelho de Ponte do Lima, com, JOAQUIM TEIXEIRA DE CARVALHO MONTENEGRO. (no baptismo JOAQUIM JOSÉ). Nasceu a 3/7/1743, no Reduto, freguesia de S. Victor, na cidade de Braga. Foi senhor da Casa e Quinta de Jouve, em Barqueiros, onde residiu, bem como na vila de Barcelos, na casa que seu pai tinha na Rua Direita. Foi vereador da Câmara de Barcelos em 1788, Cavaleiro da Ordem de Cristo, Cavaleiro Fidalgo da Casa Real e senhor de um oficio de Escrivão da Câmara de Barcelos, que seu pai comprara. Veio a falecer a 28/4/1828, na referida Quinta de Jouve, em Barqueiros e foi “sepultado dentro da Capella de Nossa Senhora das Necessidades e foi envolto em vestes de Cavaleiro de Habito (...) fez testamento e juntamente tinha feito hua Escriptura a sua filha Donna Joana”.
Sem geração

D. Ana Bernarda de Sá Pereira Coutinho, solteira, de 74 anos de idade, proprietária, moradora no Campo de S. José, em Barcelos onde faleceu a 27/12/1844, de moléstia reumática e fez testamento em nota em favor de seu sobrinho Lázaro Pereira de Sá Coutinho, da freguesia de Esmeriz, concelho de Vila Nova de Famalicão e também fez codicillo e dele e do testamento constará o que dispoz a favor de outros mais além do dito sobrinho Lázaro”

Padre Rodrigo António Pereira do Vabo de Sá Coutinho, 83 anos, presbítero, faleceu a 22/1/1880, na rua da Madalena, em Barcelos e fez testamento

D. Leocádia Rosa de Vabo de Sá Pereira Coutinho, era filha natural de José Joaquim de Vabo de Sá Pereira Coutinho, solteiro, de Esmeriz e de mãe incógnita, mais tarde aparece o nome da mãe como Maria Josefa da Silva. Era sobrinha de D. Ana Bernarda (acima). Faleceu a 27/11/1870, na rua Nova de S. José, em Barcelos e deixou três filhos. No registo de óbito consta ter 68 anos, doméstica, ser casada com Domingos Caravana de Faria Salgado Belo, e foi exposta da Roda de Vila Nova de Famalicão e reconhecida e legitimada por Provisão Régia, filha de José Joaquim Pereira do Vabo, solteiro, senhor da Casa e Quinta da Pereira, na freguesia de Esmeriz e de Maria Josefa da Silva, solteira, natural de Esmeriz
Casou a 16/5/1838, na Capela do Sacramento da Colegiada de Barcelos, em Barcelos, com, Domingos Caravana de Faria Salgado Belo, nascido a 2/1/1815, em Barcelos. Era filho de Manuel José Caravana, Escrivão Ajudante da Repartição Orfanológica de Barcelos e de Teresa Maria da Silva, de Barcelos. Veio a falecer a 7/6/1905, em Barcelos e foi sepultado no jazigo 56 do cemitério municipal.
Pais de:
1-D. Ana Júlia de Sá Pereira Coutinho. Nasceu 14/7/1840, em Barcelos . Faleceu a 13/8/1890, em Barcelos, proprietária e foi sepultada no jazigo 56 do cemitério municipal de Barcelos
2-Lázaro António Pereira do Babo Sá Coutinho. Nasceu em 29/12/1841, em Barcelos e foi vereador em Vila Nova de Famalicão. Foi senhor da Casa da Pereira, em Esmeriz.
3-D. Maria Carlota de Sá Pereira Coutinho. Nasceu em 128/4/1845, em Barcelos e faleceu a 28/7/1876, no lugar do Pinheiro, Alvelos, solteira, com 31 anos e foi sepultada na matriz de Barcelos.

Seja do Morgado da Pereira, amigo de Camilo, seja deste ramo de Barcelos, não conheço descendência. Presumo que esta família se tenha extinguido, mas pode ter ficado geração em Angola.
E por hoje é tudo o que tenho sobre esta família.

Com os melhores cumprimentos

António Júlio Trigueiros

trigueiros@gmail.com



Aqui vai o que Manuel José da Costa Felgueiras Gayo no seu Nobiliário de Famílias de Portugal, diz sobre esta família.

MACHADOS
§ 138
N 22 ISABEL MACHADO DE MIRANDA f. de Baltazar Machado N 21 do § 76 casou com Manuel Ferreira da Silva f. B. do Dr. Bernardo da Silva 172 Abade de S. Tiago de Antas a quem deu a quinta de Pereira em Esmeriz vinculada em Morgado que o dito Abade tinha comprado e havia sido de Rui Mendes de Vasconcelos 1º Conde de Castelo Melhor no ttº. de Ferreiras § 68 N 2
23 Pedro Machado de Miranda casado com Margarida da Silva s.g.
23 Manuel Machado de Miranda s.g.
23 Baltazar Machado da Silva casado com sua prima D. Ângela Machado f. de Bartolomeu Machado neste ttº. § 76 N 23 c.g.
23 Catarina, mulher do Dr. Diogo da Silva Carneiro s.g. Aranhas § 109. Esta Catarina e seu marido o Dr. Diogo Carneiro foram instituidores do Morgado de Espargo por instituição feita a 5 de Abril de 1674 que está no Cartório do Tab.am António da Silva Sousa da cidade do Porto, e chama nela seu cunhado e parente Baltazar Machado Sr. da Casa de Pereira acima dito, era seu parente o dito Baltazar Machado por ser f. de Manuel Ferreira da Silva neto do Dr. Bernardo Ferreira da Silva, o qual Bernardo Ferreira da Silva era irmão de Filipa Ferreira casada com João Pinto Carneiro pai de Diogo Carneiro da Silva casado com Catarina Machado sua parente irmã de Baltazar Machado chamado ao vínculo ttº. de Aranhas § 109 N 4
23 Maria Machado s.g.
23 Domingos Ferreira da Silva.

§ 76

N 20 ANTÓNIO MACHADO o velho f. de Pedro Machado e s.m. Leonor Dias Vilas Boas § 1 N 19. Instituiu o Morgado do Convento de S. Domingos de Guimarães que hoje possuem os Sr.es da Casa Donães na era de 1569 não casou teve de Maria da Silva sendo ambos solteiros B. infra a qual Maria da Silva era dos Silvas, e Sás. Consta da filiação de seu f. pelo Instrumento abaixo apontado
21 B. Baltazar Machado da Maia

N 21 BALTAZAR MACHADO DA MAIA fº. B. de António Machado N 20 deste § justificou que sua filiação e ascendência, e reconhecimento por um instrumento que fez na Vila de Barcelos aos 11 dias do mês de Fevereiro de 1692 de que foi escrivão Diogo Valejo em cujo instrumento juraram João de Benevides cavaleiro. Fidalgo morador na dita vila de 80 anos de idade = Lopo de Almeida cavaleiro. Fidalgo de El Rei idade 78 anos e aos costumes disse que os f.s dele ttª. eram parentes do dito Baltazar Machado dentro no 4º grau = António de Barcelos cavaleiro. Fidalgo de idade 77 anos: Manuel Barbosa de Figueiredo cavaleiro. Fidalgo de 66 anos de idade = António Nogueira de Carvalho cavaleiro. Fidalgo morador nesta vila de idade de 60 anos: aos costumes disse que um irmão dele testemunha era casado com uma prima irmã da mulher do suplicante e também ele ttª. fora casado a 1ª vez com uma parente da mulher do suplicante etc. outras mais ttªs. cuja justificação eu vi = o dito Baltazar Machado Instituidor do Morgado de Gaioso junto à vila de Barcelos como consta da Instituição, que vi na Nota do Tab.am.................... nela diz que na falta de descendentes nomearia o Arcebispo de Braga Administrador. Casou o dito Baltazar machado com Catarina de Vilas Boas f. de Giraldo Vaz de Araújo, e s.m. Beatriz de Vilas Boas Machado no ttº. de Araújos § 250 N 25 (Baltazar Machado viveu em Barcelos onde foi Tab.am)
22 António Machado Corregedor de Elvas c.c. D. Maria Salema s.g.
22 Bartolomeu Machado
22 Marta de Miranda casada com Belchior de Faria de Sá de Fornelos c.g. no ttº. de Farias § 188 N 10
22 Isabel Machado de Miranda § 138
22 Baltazar Machado Corregedor também de Elvas c.g. casado com Catarina de Figueiredo
23 Maria c.c. Manuel Barbosa

N 22 BARTOLOMEU MACHADO fº. de Baltazar Machado N 21 foi Sr. do Morgado de Gaioso e 1º Administrador. Casou com Isabel Antunes de Pina Pacheco, de Vila Viçosa
23 D. Ângela Machado de Pina Pacheco

N 23 D. ÂNGELA MACHADO DE PINA PACHECO f. que veio a ser H. de Bartolomeu Machado N 22 (eram parentes e dispensaram pelo Papa Clemente X, e se receberam em S. Martinho de Alvito a 31 de Abril de 1673). Casou com Baltazar Machado da Silva f. de Manuel Ferreira da Silva Sr. da Honra de Pereira e s.m. Isabel Machado de Miranda f. esta de Baltazar Machado e Manuel Ferreira da Silva era f. do L.do Bernardo da Silva neste ttº. § 138 N 22 foram Sr.es do Morgado de Espargo, e de Pereira na freguesia de Esmeriz; no de Espargo sucedeu por ser
chamado pelo Instituidor Diogo Carneiro da Silva como se diz no § 138 Sub. N 22
24 Pedro Machado da Silva
24 Manuel Machado
24 Ursula, morreu menina
24 Teresa, o mesmo
24 Gabriel da Silva § 157
24 Lourença Machado da Silva em quem sua tia Catarina, e D. Maria nomearam um
Prazo a quinta de Prouve em Requião

N 24 PEDRO MACHADO DA SILVA FRª. f. de D. Ângela Machado de Pina N 23 foi Sr. do Morgado de Gaioso, e honra de Pereira junto à ponte de Lagoncinhos. Casou com D. Adriana de Magalhães e Bulhões que veio a ser H. f. de António de Babo de Azevedo Coutinho Sr. do Morgado de Carude (António de Babo foi 5º Administrador do Morgado de Carude), e s.m. D. Maria de Bulhões Fialho n.p. de Francisco de Babo de Azevedo Sr. do Morgado de Carude, e s.m. D. Jerónima de Magalhães da vila de Guimarães, e n.m. de António de Barros Pereira e s.m. D. Leonarda de Bulhões Fialho; o dito António de Barros Pereira foi escrivão proprietário da Correição do Crime de Lisboa e era f. de Madalena de Barros e seu marido Belchior Vaz Pereira Cap.am Mor de Esposende; e a dita Madalena de Barros era f. de Gaspar de Barros da Costa Cap.am Mor de Esposende dos principais Fidalgos do Minho do seu tempo, e Sr. da Casa do Rego de Esposende, e s.m. Filipa Cardoso no ttº. de Barros § 63 N 4 como vi por uma justificação; A dita Leonarda de Bulhões Fialho era de Lisboa e f. de Bernardim de Bulhões Fialho, CF da Casa de El Rei, e s.m. Bárbara Rebelo; o dito Bernardim de Bulhões era f. de António Colaço de Bulhões cavaleiro. Fidalgo e s.m. Inês Fialho como tudo consta de uma justificação que se fez em Lisboa aos 20 de Janeiro de 1648 anos que era dos Bulhões de Santo António; e o dito offº.de Escrivão da Correição do Crime era de Bernardim de Bulhões de quem passou para seu genro; António Colaço que era Moço da Câmara da Infanta D. Isabel, e serviu na Índia e era f. o dito António Colaço como consta do Alvará porque a dita Infanta D. Isabel o toma por Moço da sua Câmara de Gracia de Figueiredo cujo Alvará vi passado aos 3 de Março de 1550; o dito Alvará de Filhamento de Bernardim de Bulhões em que foi acrescentado de Moço da Câmara a Cavaleiro Fidalgo foi passado a 17 de Fevereiro de 1594 e registado no Livro 7 da Matrícula; registado no Livro da Câmara de Barcelos a fl. 192 a 7 de Julho de 1788; teve Pedro Machado de s.m. D. Adriana de Magalhães – ttº. de Gaios § 92 N 12
25 Baltazar Machado de Babo 5º Administrador do Morgado de Pereira
25 Cristóvão de Babo
25 D. Ana de Magalhães, morreu solteira

N 25 CRISTÓVÃO MACHADO DE BABO BULHÕES PEREIRA (foi baptizado em Escariz onde morreu; nasceu em 25 de Julho de 1691) fº. de Pedro Machado N 24 foi Sr. da Casa de seu pai. Casou com D. Ludovina Carneira da Grã Magriço f. de Manuel Carneiro da Grama Magriço, e s.m. D. Paula da Rocha no ttº. de Carneiros § 20 N 19 fez-se a escritura de seu dote em 11 de Dezembro de 1729 na Nota de Manuel Gonçalves Serra da Vila da Rates
26 Pedro José Machado de Babo
26 D. Antónia Teresa de Magalhães casada no Douro com Damião Correia de Lucena
Botelho Sr. da Casa de Araújo e tiveram
27 D. Felizarda s.g.
27 Cristóvão Correia de Lacerda vive


N 26 PEDRO JOSÉ MACHADO DE BABO fº. de Baltazar Machado N 25 (foi baptizado em Cabeçudos). Casou com D. Ana Vitória de Sá Pereira f. de José Pereira Tavares, e D Micaela da Silva no ttº. de Correias § 70 por escritura de seu dote feita a 21 de Abril de 1763 na freguesia de Espargo termo da vila da Feira pelo Tab.am Teodósio Tomás Correia de Sá da Vila da Feira
27 Joaquim Pereira de Babo Machado casou duas vezes a 1ª em Braga com D. Rosa Joaquina Pereira s.g. Casou 2ª vez com D. Maria Luísa de Sousa Mexia s.g. ele nasceu em 18 de Outubro de 1764
27 José Joaquim Pereira de Babo Machado nasceu a 29 de Agosto de 1766 baptizado
no Convento de S. Tirso
27 Manuel Pedro de Babo nasceu a 4 de Março de 1769 teve B.
27 D. Ana Bernarda de Sá Pereira nasceu a 20 de Agosto de 1770
27 Outros morreram novos.

Nota:
172 Era Bernardo da Silva ou Ferreira da Silva Abade de S. Tiago de Antas f. de Inês Jorge da Silva, vinculou Bernardo Ferreira da Silva a quinta de Pereira que tinha comprado no 1º de Março de 1599 que está registada no Livro dos Resíduos de Braga, foi também antes de Abade Dz.or na R.am de Braga no tempo do Arcebispo D. Manuel de Sousa. Teve o dito Abade irmãos, os abaixo Pedro Ferreira Arcediago de Oliveira Afonso Ferreira c.c. Luísa Cardoso Isabel e Maria freiras em S. Bento do Porto Filipa Ferreira casada com João Pinto Carneiro de que teve Domingos da Silva Carneiro c.c. Catarina Machado sua parente neste § 138 instituidores do Morgado de Espargo Bernardo Ferreira da Silva acima pai de Manuel Ferreira da Silva era f. como se diz de Inês Jorge, e seu marido Jorge Ferreira que era Cavaleiro e a dita Inês. Jorge da Silva era f. de Gonçalo Fernandes, e Catarina Jorge; a qual Inês Jorge da Silva era irmã do Dr. Pedro Jorge da Silva Dr. de Capelo, e Vigário Geral em Braga, e Abade de S. Tiago de Dantas, e este Dr. Pedro Jorge era sobrinho de Pedro da Silva Tesoureiro na cidade do Porto e Abade de S. Tiago de Dantas. O Dr. Bernardo Ferreira da Silva fez instituição da quinta de Pereira em 4 de Março de 1599 registada em Braga no Livro 4 dos testamentos a fl. 92 vº.


título PEREIRAS

N 9 D. ANA VITÓRIA DE SÁ PEREIRA COUTINHO TAVARES f. de José Pereira N 8. Foi única e H. Srª.
do Morgado, e Torre de Roge, e quintas de S. Francisco e Argemil. Casou por escritura de dote
feita na Vila da Feira a 28 de Abril de 1763, na Nota de Teodósio Tomás Correia com Pedro José
de Vabo Machado Sr. das ditas Casas no ttº. de Machados § ... N ... ttº. de Vabos § ... N ... e ttº.
de Gaios § ... N ...
10 Joaquim Pereira de Vabo Machado nasceu a 18 de Junho de 1764
10 José Joaquim Pereira de Vabo
10 António, morreu novo
10 Manuel Pedro de Vabo Pereira Machado, foi Vereador em Barcelos no ano de 1799
10 D. Ana Bernarda educanda no Convento de S. Bento de Barcelos por Aviso de Sua
Majestade de 6 de Outubro de 1792
10 João Manuel, morreu menino; jaz em S. Lourenço de Malta
10 D. Joaquina Rosa nasceu a 1 de Novembro de 1777 morreu nova; jaz no Colegiada da
Vila de Barcelos, s.g.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#269713 | ajtrigueir | 02 Fev 2011 15:43 | Em resposta a: #269704

Caro Fernando do Vabo

Já respondi à sua mensagem. Procure neste tópico que já está muito extenso. a mensagem com o título VABOS MACHADOS PEREIRA DE SÁ COUTINHO, da Quinta da Pereira, Esmeriz.

Com os melhores cumprimentos

António Júlio Limpo Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: VABOS MACHADOS PEREIRA DE SÀ COUTINHO, da Quinta da Pereira, em Esmeriz (V. N. de Famalicão)

#269714 | Fernando do Vabo | 02 Fev 2011 16:05 | Em resposta a: #269701

Caro Sr. Trigueiros.

Realmente estou estupefato diante do trabalho apresentado pelo Sr.

Atè então, não fazia noção do que era realmente, uma pesquisa genealogica.

Queira me desculpar pela insistência no pedido. Sou novato nesta area. Aprendi, que nem sempre se tem as respostas na hora.

Agradeço pela presteza, boa vontade e atenção, e parabenizo pelo trabalho realizado.

Vou lhe mandar um email, e caso goste de receber informações e fotos do Brasil em especial do Rio de janeiro, estarei aqui pronto para ajuda-lo.


Muito agradecido.


Fernando do Vabo

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#269740 | aníbal | 02 Fev 2011 19:56 | Em resposta a: #269702

Caro confrade Dr. António Trigueiros,

Muito obrigado pela boa vontade de ajuda.

Perguntava sobre os primeiros senhores da Torre e Paço de Airó e posteriormente os entroncamentos com, Farias (Castelo de Faria), Magalhães, Pinheiros, Mancilhas, Meneses e também Cerqueiras.

Cumprimentos,
Aníbal Pacheco.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#273931 | rgmatos | 03 Abr 2011 17:39 | Em resposta a: #269702

Caro António,

Graças aos Mórmons, Deus os abençoe, estou começando minha pesquisa na freguesia de Alheira. O senhor teria algo sobre a família Lima Rua(s) ou Rua(s) apenas? Eles eram de Sugilde.

Avancei muito pouco, mas deu pra ver que vou longe... Qualquer ajuda é bem-vinda.

Abraços e boa sorte,

Ricardo.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#274016 | quinta.sal | 04 Abr 2011 17:05 | Em resposta a: #312

04.04.2011

Caro Confrade Julio Trigueiros
Antes de mais os meus cumprimentos .

O meu antepassado - Francisco Roberto de Araujo Magalhães Barros - foi o 8º. senhor da Casa e quinta de Crestes,
em Salvador do Campo Barcelos .
Gostaria de saber se no seu estudo , de MUITISSIMO INTERESSE , sobre as Casas antigas de Barcelos , está incluida
Crestes .
Se precisar alguns elementos terei muito gosto em dar-lhos .
Tenho o livro " Uma familia Minhota " de 1967 , do meu Avô Alberto de Magalhães Queiroz que fui reeditado , actualizado e muito complementado por meu Pai - José Roberto Magalhães Queiroz .Nesse livro vem descrita a Casa de Crestes e seus possuidores até hoje . Actualmente não pertence à familia.
Tenho também ( que naturalmente o meu amigo tem ) " Apont.s Históricos e Genealógicos" de Teotonio da
Fonseca , e o " Nobiliario de Alentem " de meu Parente Visconde Cortegaça .
Alguns elementos que necessite estou ao seu dispor.

Cumprimentos e parabens pela sua iniciativa .

< quinta.salinas@sapo.pt>

João Roberto Magalhães Queiroz

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#274027 | quinta.sal | 04 Abr 2011 18:39 | Em resposta a: #274016

04.04.2011

Caro Confrade Julio Trigueiros
Antes de mais os meus cumprimentos.

Casa de Crestes
O meu antepassado Francisco Roberto de Araujo Magalhães Barros , foi o 8º senhor da Casa e quinta de Crestes , em Salvador do Campo , em Barcelos.
Gostaria de saber se no seu Estudo de Casas antigas de Barcelos - Estudo de MUITISSIMO INTERESSE - Crestes está incluida.
Caso não esteja e precise de alguns dados terei mt. gosto em lhos dar .
Tenho um livro " Uma Familia Minhota " de 1967 primeira edição , do meu Avô Alberto de Magalhães Queiroz , e em 1985 reeditado pelo meu Pai , Jose Roberto Magalhães Queiroz ( actualizado e mt. complementado ). Está esgotado.
Tenho também ( que naturalmente o meu Amigo tem) o " Aponts. Históricos e Genealógicos" de Teotonio da Fonseca e o " Nobiliario de Alentem" do meu parente , já falecido ha muito, Visconde de Cortegaça .
Estes têm bastantes elementos que poderão interessar-lhe .

Estou ao seu inteiro dispor.
< quinta.salinas@sapo.pt >

Cumprimentos

João Roberto Magalhães Queiroz

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#274028 | quinta.sal | 04 Abr 2011 18:48 | Em resposta a: #274016

04.04.2011

Caro Confrade Julio Trigueiros
Antes de mais os meus cumprimentos.

Casa de Crestes
O meu antepassado Francisco Roberto de Araujo Magalhães Barros , foi o 8º senhor da Casa e quinta de Crestes , em Salvador do Campo , em Barcelos.
Gostaria de saber se no seu Estudo de Casas antigas de Barcelos - Estudo de MUITISSIMO INTERESSE - Crestes está incluida.
Caso não esteja e precise de alguns dados terei mt. gosto em lhos dar .
Tenho um livro " Uma Familia Minhota " de 1967 primeira edição , do meu Avô Alberto de Magalhães Queiroz , e em 1985 reeditado pelo meu Pai , Jose Roberto Magalhães Queiroz ( actualizado e mt. complementado ). Está esgotado.
Tenho também ( que naturalmente o meu Amigo tem) o " Aponts. Históricos e Genealógicos" de Teotonio da Fonseca e o " Nobiliario de Alentem" do meu parente , já falecido ha muito, Visconde de Cortegaça .
Estes têm bastantes elementos que poderão interessar-lhe .

Estou ao seu inteiro dispor.
< quinta.salinas@sapo.pt >

Cumprimentos

João Roberto Magalhães Queiroz

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#274029 | quinta.sal | 04 Abr 2011 18:54 | Em resposta a: #274016

04.04.2011

Caro Confrade Julio Trigueiros
Antes de mais os meus cumprimentos.

Casa de Crestes
O meu antepassado Francisco Roberto de Araujo Magalhães Barros , foi o 8º senhor da Casa e quinta de Crestes , em Salvador do Campo , em Barcelos.
Gostaria de saber se no seu Estudo de Casas antigas de Barcelos - Estudo de MUITISSIMO INTERESSE - Crestes está incluida.
Caso não esteja e precise de alguns dados terei mt. gosto em lhos dar .
Tenho um livro " Uma Familia Minhota " de 1967 primeira edição , do meu Avô Alberto de Magalhães Queiroz , e em 1985 reeditado pelo meu Pai , Jose Roberto Magalhães Queiroz ( actualizado e mt. complementado ). Está esgotado.
Tenho também ( que naturalmente o meu Amigo tem) o " Aponts. Históricos e Genealógicos" de Teotonio da Fonseca e o " Nobiliario de Alentem" do meu parente , já falecido ha muito, Visconde de Cortegaça .
Estes têm bastantes elementos que poderão interessar-lhe .

Estou ao seu inteiro dispor.
< quinta.salinas@sapo.pt >

Cumprimentos

João Roberto Magalhães Queiroz

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos - José Antonio de Araújo Bacellar

#276719 | Gustavo Medeiros | 19 Mai 2011 23:56 | Em resposta a: #266157

Caro Luiz Alberto.
Gostaria de receber o CD com o seu trabalho sobre a família Bacellar e outras.
Tenho informações sobre Antonio José de Araújo Bacellar e posso lhe ajudar.
"Passei por cima" de muita informção sobre ele.
Não me lembro de ter visto sua filiação mas tenho, entre outras referências, um resumo de uma petição feita por ele solicitando indenização pelos estragos em suas posses no Piauí (beira do RIo Parnaíba) pelas tropas independentes.
Disponha,
Gutavo Conde Medeiros

Resposta

Link directo:

Famílias de Barcelos

#276729 | flavio61br | 20 Mai 2011 05:48 | Em resposta a: #1368

Olá,
Gostaria de saber se o Sr. possui informações do casal Antônio de Araújo/Mariana de Araújo pais de Antonio de Araújo "Quintam", nascido em 1718 no lugar de Quintam, freg. de São Julião do Calendário - Concelho de Barcelos - Braga - Portugal.

Atualmente essa freguesia, pelo que pesquisei, trata-se de SILVA - Freguesia do Concelho de Barcelos, Distrito de Braga. Antigamente a freguesia da Silva era conhecida por São Julião do Calendário do Neiva e São Julião do Calendário do Tamel e depois por São Julião do Calendário da Silva. São Julião é o padroeiro e protector da freguesia. A palavra Calendário, neste contexto, refere-se à reunião, no primeiro dia de cada mês, dos Sacerdotes de uma região, na sede de uma freguesia, para tratar de assuntos eclesiásticos. O nome desta freguesia provém da grande casa fundada pela família Silva. Provenientes da Galiza, os Silvas entraram em Terras que actualmente pertencem a Portugal em meados do séc. XI (Portugal conquista a independência em 1143 - séc. XII ). Os Silvas instalaram-se na torre da freguesia de São Julião da Silva, do concelho de Valença, sendo esse o principal solar desta família em Portugal.

Tenho o registro de batismo de um filho, nascido no Brasil, de Antonio de Araújo Quintão:

"Aos trinta e hum dias do mês de janeiro de mil, settecentos e sessenta e tres anos, nesta Capella de Nossa Senhora do Socorro filial da Matriz de São João Batista do Morro Grande de licençado muito Reverendo Vigário Manoel Antonio da Rocha Pitta Baptisei e pus os Sanctos a Sebastião filho legitimo do Alferes Antonio de Araujo Quintam e Dona josé maria da Conceição, netto pela parte paterna de Antônio de Araujo, natural da freguesia de Santa Lucrecia da ponte do Touro e Mariana de Araujo natural da freguesia de São Julião do Callendario tudo a termo de Barcellos e Arcebispado de Braga".

Obrigado,
Flávio de Carvalho.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos - José Antonio de Araújo Bacellar

#276953 | Luiz Alberto | 24 Mai 2011 04:36 | Em resposta a: #276719

Caríssimo Gustavo Conde Medeiros:

Gostaria muito receber osl auxilios citados!

Será um prazer enviar-lhe o CD, contendo também os "meus" Bacellar.
Mande-me seu enderêço postal em pvt para:
dombeto @ unisys.com.br (incluí um espaço antes e um após o @ ; remova-os para usar o e-mail)

Atenciosamente
Luiz Alberto

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#277194 | flavio61br | 28 Mai 2011 04:58 | Em resposta a: #276729

Renovo o pedido.

Flávio de Carvalho.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#277220 | mtavares | 28 Mai 2011 16:42 | Em resposta a: #276729

Boa tarde: A freguesia que se refere,São Julião do Calendário (onde nasci) era do termo de Barcelos e não do Concelho de Barcelos e é tida como bastante anterior à da fundação do concelho a que actualmente pertence e que é o de Vila Nova de Famalicão.
É possível fazer a busca on-line em
https://www.familysearch.org/search/image/show#uri=https%3A//api.familysearch.org/records/waypoint/8111272
Procure aí que pode encontrar, Mas além dessa Quintam existe a de Cabeçudos (freguesia que confronta com essa) e Lagoa.
Tem hipóteses de encontrar o que quer
cmprtos
luis

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#277226 | mtavares | 28 Mai 2011 18:43 | Em resposta a: #277220

Arquivo Distrital de Braga:São Julião de Calendário:
Nº 65 Nº 66 Nº 67
MISTOS {
Nascim.
Casam.
Óbitos
1631-1676
1631-1680
1631-1682
1677-1704
1680-1703
1682-1704
1704-1726
1704-1730
1704-1726
CALENDÁRIO Nº 68 Nº 69 Nº 70 Nº 71 Nº 72
Nascimentos .............. 1726-1750 1750-1783 1838-1859 1860-1863 1864-1873
Nº 386 Nº 422 Nº 423 Nº 481
Nascimentos .............. 1873-1880 1881-1886 1886-1891 1891-1896
Nº 73 Nº 482
(São Julião) Casamentos .............. 1848-1878 1879-1900
Nº 74 Nº 75 Nº 424 Nº 483
Óbitos .............. 1726-1790 1837-1869 1870-1886 1887-1898

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#277254 | flavio61br | 29 Mai 2011 05:31 | Em resposta a: #277220

Olá Sr. Luis,
Gostaria inicialmente de agradecê-lo pela ajuda.
Eu pensava que "termo" e "concelho" fossem sinônimos. Parece-me agora que "termo" é uma designação mais antiga que "concelho" e que ambos correspondem ao que no Brasil denominamos de município. Pelo que entendi "São Julião do Calendário" foi denominação utilizada ao longo da história para algumas freguesias distintas em concelhos diferentes.
Na ausência do seu aparte eu faria a pesquisa em local errado e nunca encontraria os registros dos meus avozinhos...

Com as minhas melhores recomendações,
Flávio de Carvalho.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#277269 | mtavares | 29 Mai 2011 15:27 | Em resposta a: #277254

Olá Flávio.
O vocábulo «termo» significa algo como arredores,arrabalde ou periferia,embora neste caso, e não só, envolva uma grande distância relativamente a Barcelos...
Os concelhos (municípios) como os temos agora em Portugal penso que só foram constituídos a partir de 1836. Também há de ver que no caso presente qualquer uma destas localidades pertence ao Arcebispado de Braga, o que muitas vezes vos pode induzir em erro. Dou-lhe um exemplo concreto: Em 1841, um irmão de um meu trisavô desembarcou no Rio, constando da sua ficha que era de Braga (pois foi baptizado nesse Arcebispado) mas em Viana do Castelo...que é bastante longe...
Daí, surgirem sempre situações complicadas...
cumprimentos
luis

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#278076 | flavio61br | 09 Jun 2011 03:56 | Em resposta a: #277269

Prezado Sr. Luis,

Graças ao seu "expertise" estou ampliando o conhecimento dos meus avozinhos baseado nos livros das igrejas de São Julião do Calendário e Louro, disponibilizados no site indicado por V.Senhoria. Queria também, perguntar, onde ficaria nos dias de hoje esse tal "lugar de Quintãa"? Corresponderia atualmente a qual lugar ou bairro da Freg. de Calendário?
Coloco abaixo o meu relatório atualizado desse ramo familiar, na esperança de trocar informações genealógicas com pesquisadores dessa região que tenham "topado" com algum dos abaixo relacionados.


1-Antônio de Araújo Quintão
Nasceu: 9 junho 1718, Lugar de Quintãa - Freg. de São Julião do Calendário - Termo de Barcelos - Braga – Portugal
Matrimônio: cc Josefa Maria da Conceição, 4 fevereiro 1754, Capela de N. Sra. do Socorro - freg. de São João Batista do Morro Grande (Barão de Cocais) – MG – Brasil
Faleceu: 25 maio 1793, Morro Grande (Barão de Cocais) - MG – Brasil
2-Antônio de Araújo
Nasceu: Lugar de Linhares - Freg. de Santa Lucrecia da Ponte do Louro - Termo de Barcelos - Braga – Portugal
Matrimônio: 19 abril 1711, Igreja de S. Julião do Calendário de Vermoim
Faleceu: 10 março 1732, Lugar de Quintãa - Freg. de São Julião do Callendario - Termo de Barcelos - Braga – Portugal
3- Mariana de Araújo
Batizada: 20 abril 1685, Lugar de Quintãa - Freg. de São Julião do Callendario - Termo de Barcelos - Braga – Portugal
Matrimônio: 19 abril 1711, Igreja de S. Julião do Calendário de Vermoim
Faleceu: 1 novembro 1765, Lugar de Quintãa - Freg. de São Julião do Callendario - Termo de Barcelos - Braga – Portugal
4- Pedro Gonçalves
5- Maria de Araújo
6- Manoel de Araújo
Faleceu: antes de 19 abril 1711
7- Marta Pereira
Faleceu: 17 julho 1729, Lugar de Fontello - Freg. de São Julião do Callendario - Termo de Barcelos - Braga - Portugal

Gostaria de aproveitar o ensejo para louvar o apuro e o capricho do Abade, Custodio Ferreira Velho, que em 1711 fez o registro de casamento de meus heptavós Antônio de Araújo/Mariana de Araújo com precisão e uma belíssima caligrafia.

Com os meus melhores cumprimentos,
Flávio de Carvalho.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#295006 | PEDROPINHO | 18 Jan 2012 14:47 | Em resposta a: #312

CAROS CONFRADES:

DESCOBRI UNS ANTEPASSADOS MEUS PERTENCENTES Á FREGUESIA DE S. MIGUEL DA CARREIRA - BARCELOS.

OS DADOS DE QUE DISPONHO SÃO OS SEGUINTES:

CLEMENTE RODRIGUES casou com MARIA FRANCISCA (antes de 1694) de onde eram naturais.

ALGUM DOS CONFRADES TERÁ ALGUMA INFORMAÇÃO QUE ME POSSA AJUDAR ? POIS PESQUISANDO OS LIVROS PAROQUIAIS NÃO CONSIGO, COM BASE NESTAS INFORMAÇÕES, OBTER MAIS DADOS.
SOMENTE SEI QUE UMA DAS FILHAS DESTE CASAL VIRIA A CASAR NA FREGUESIA DE ARCOS EM VILA DO CONDE.

GRATO PELA AJUDA,
PEDRO PINHO

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#296539 | motalopes | 06 Fev 2012 10:29 | Em resposta a: #312

Prezado confrade Limpo Trigueiros


Respeitos cumprimentos


Não sei se estou a dirigir-me ao senhor engenheiro Limpo Trigueiros,a quem tive o prazer de conhecer
pessoalmente quando trabalhei em Barcelos.Pois prezado confrade,dou-lhe os parabens pela iniciativa
e ter colocado os seus prestimos e conhecimentos ao dispôr de todos aqueles que tem interesse nela.
Sei que isso já foi há mais de uma década,mas vejo que o tópico continua muito atual porque tem um
grande interesse para muita gente. Gostaria,realmente, de confirmar se a familia MELO BANDEIRA tem
raizes nesse concelho.O meu pai nasceu em Valença do Minho e era primo dos Bandeiras,mas eu creio
que essa familia era de Barcelos. Não sei se o meu estimado amigo, ou qualquer outro dos confrades,
me poderá responder e dar-me algum esclarecimento.
Reiterando cumprimentos

Atentamente

Francisco da Mota Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#296548 | ajtrigueir | 06 Fev 2012 14:31 | Em resposta a: #296539

Caro Francisco da Mota Lopes:

Muitoi obrigado pelas simpáticas palavras a respeoito destes trabalhos!

Não sei se o engº Limpo Trigueiros a que se refere é o meu irmão, Engº José Miguel Limpo Trigueiros (que é engenheiro civil e trabalha na Câmara Municipal de Barcelos) ou o meu saudoso Pai, Engº José Júlio Limpo Trigueiros (que era Engenheiro Agrónomo e trabalhou na Direcção Regional de Agricultura e infelizmente faleceu em 2007).

Em relação à questão que me coloca, eu apenas conheço uma família Lima Bandeira, de Barcelos, que se estabeleeceu em Barcelos nos finais do seculo XIX, e cujas raízes pelo lado Bandeira são de V. N. de Famalicão. Tenho alguns dados sobre essa família.
Seria importante dar-me os nomes que tem de pai e avô para eu ver nos meus papeis se terão alguma ligação a estes Bandeira, de Barcelos.

Queira aceitar os melhores cumprimentos

António Júlio Limpo Trigueiros

trigueiros@gmail.com

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#296551 | motalopes | 06 Fev 2012 15:39 | Em resposta a: #296548

Prezado Confrade


Na verdade,pelas indicações familiares que teve a amabilidade de me dar,quem eu conheci pessoalmente
foi o senhor seu pai,uma pessoa gentilissima,com quem privei muitas vezes,porque era pai de uma aluna
que frequentava a Secção de Barcelos do Liceu Sá de Miranda, onde eu trabalhei cerca de três anos, e cujo
nome,se não me falha a memória,era ANA MARIA FARIA DE LIMPO TRIGUEIROS. Quer isto dizer que estou,
portanto, a falar com um dos seus irmãos. Feliz coincidência.
Quanto ao assunto,genealogia dos Melo Bandeira,a única coisa que sei, ou talvez possa trazer alguma luz,
é o nome do major INACIO SOARES SEVERINO DE MELO BANDEIRA, que foi comandante do 3º batalhão do
Regimento de Infantaria de Valença do Minho e, por pouco espaço de tempo, governador civil de Viana no
ano de 1912. Sei que o meu pai, nascido em Valença do Minho, era parente desses Bandeira, e me tenha
falado várias vezes deles como primos, e que eram de Barcelos. Os Bandeira que conheci em Braga, onde
viviam, chamavam-se Jose Carlos Sobral de Melo Bandeira e Maria dos Prazeres Sobral de Melo Bandeira.
Conheci,ainda, a mãe e uma tia deles, senhoras distintas e já de avançada idade. Julgo que o major seria
pai ou tio dos Bandeira que viveram em Braga. Nenhum destes dois irmãos,porem, deixou geração.
Mas não se mace com isso.Lembrei-me deles porque estou a finalizar a genealogia da familia do meu pai,
e essa está práticamente pronta. No entanto,se eventualmente descobrir alguma pista,fico-lhe grato se mo
disser.
Aproveito a oportunidade,se tiver ocasão para tal,para lhe pedir que apresente os meus cumprimentos à Dª
Ana Maria.
Foi uma honra para mim tê-lo conhecido.
Muito atentamente e obrigado

Francisco da Mota Lopes

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#307846 | PF31 | 10 Jun 2012 19:30 | Em resposta a: #28343

Procuro descendentes de dois irmãos filhos de António de Palhares Falcão que foi juiz em Barcelos, que estariam na casa dos 90 anos, um dos quais teria um comércio em Barcelos.
Alguém poderá ajudar?

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#310312 | Luiz Alberto | 16 Jul 2012 20:50 | Em resposta a: #266124

Caríssimo Aroldo Bacellar:
Mesmo que com "certo retardo ...":
Antonio José De Araújo Bacellar (*Portugal c. 1770 ; + Maranhão ou Piauí, 1860), casado duas vezes, sendo a segunda com Maria Nazareth Costa com os filhos:
1) Jerônimo de Araújo Bacellar (* __; + Barras, Piauí, 08/02/1845);
2) José Alexandre de Araujo Bacellar;
3) Angelo Custódio de Araujo Bacellar, Dr.;
4) João Paulo de Araújo Bacellar (com grande descendência parcialmente conhecida);
5) Sabino de Araújo Bacellar;
6) Agostinho de Araújo Bacellar;
7) Barbara de Araujo Bacellar [?]

1) Jerônimo de Araujo Bacellar, cc com a sobrinha Mariana Angélica de Araujo Bacellar, filha do acima 4) João Paulo de Araujo Bacellar , tendo deste casamento Antonio José da Costa Bacellar ( * Barras (PI), 18/12/1850 ; + Brejo dos Anapurus (MA) , 27/04/1926), meu segundo avô, este com 16 filhos e descendência conhecida.

Desculpando-me pela demora na resposta, por não ter lido a sua mensagem,
Receba um abraço do
Anapuru carioca paquetaense
Dom Beto

Resposta

Link directo:

RE: LOPES DE ALBUQUERQUE

#313138 | celsohorti | 05 Set 2012 01:23 | Em resposta a: #1174

Olá ,

Gostaria de receber mais informações sobre a genealogia dos "Lopes de Albuquerque". Meu nome é Celso Lopes de Albuquerque Junior, e meu avô era Elpídio Lopes de Albuquerque. Agradeço e fico no aguardo.

Meu e-mail é celsohorti@gmail.com

Resposta

Link directo:

RE: LOPES DE ALBUQUERQUE

#313139 | celsohorti | 05 Set 2012 01:25 | Em resposta a: #3450

Olá,

Eu sou Celso Lopes de Albuquerque Junior, gostaria de saber se você pode enviar a tua árvore genealógica para eu verificar se temos parentesco, Agradeço muito,

Abraços,

Celso.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#313740 | aeiou2 | 16 Set 2012 13:29 | Em resposta a: #115344

Caro primo, hoje fiz um contacto com um nosso primo Baptista Coelho.

Vou ver o que sabem.São descendentes desse que tem uma rua em Santo Tirso.

Perdi o seu e-mail, por isso estou a fazer o contacto por esta via.Bjs

Maria

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#313896 | ricljr | 18 Set 2012 23:58 | Em resposta a: #312

Olá, gostaria de saber um pouco mais sobre a história da família do meu avô, seu nome é Manuel da Costa e Sousa, nascido em 23 de Maio de 1912, natural de Barcelos, filho de José de Sousa e Custodia da Costa. Ele veio para o Brasil e segundo consta em seu registro de estrangeiro, ele veio para o Brasil na embarcação La Coruña e desembarcou no porto do Rio de Janeiro em 30 de Outubro de 1929. Neste registro tabém tem o número do passaporte, nº 357 expedido em Braga em 9 de Outubro de 1929. Desde já agradeço por qualquer informação que você possa oferecer.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#318100 | francisco dantas | 25 Nov 2012 04:23 | Em resposta a: #313896

Prezado moderador. Os pais de Manuel e José Dantas Correia a que me referi em mensagem desta data seriam Antônio Dantas Correia e Maria da Costa Aguiar, ambos de Barcelos e ali casados em 20/06/1649 e pais também de: Maria (1ª), padre Domingos de Antas Correia, Amaro de Antas Correia, Isabel de Antas Correia, Luisa de Antas Correia, Serafina de Antas Correia e Madalena Maria de Antas Correia. Grato pela atenção, Francisco Dantas.

Resposta

Link directo:

José Simões da Silva Trigueiros

#319168 | jliberato | 15 Dez 2012 15:45 | Em resposta a: #296548

Caro António Júlio Limpo Trigueiros,
Encontrei um assento que deve ter com certeza. Mas, como não consta da nossa base de dados, menciono-o.
Nos Anjos, Lisboa, aos 5.2.1891.
José Simões da Sila Trigueiros, de 29 anos, alferes de cavalaria, natural de São Miguel de Castelo Branco, filho de Joaquim José Simões e Maria Joaquina, com Maria José de Brito Limpo, natural dos Anjos, de 22 anos, filha de Francisco António de Brito Limpo e Adelaide Augusta da Costa Brandão.
Cumprimentos
JLiberato
Lisboa

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#322737 | pcelta | 09 Fev 2013 12:46 | Em resposta a: #21146

Conheço esta família...

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#324698 | pedbrito | 05 Mar 2013 01:12 | Em resposta a: #312

Caro António Trigueiros,

Gostaria se possível informações das famílias Leiras e Brito das freguesias de S. Salvador do Campo, Couto e Tamel S.Pedro Fins.
Como referência indico-lhe os nomes dos meus bisavôs:
- Trocato Brito (falecido em Tamel S. Fins)
- Caetano Leiras (falecido presumivelmente Brasil)

Com os meus mais respeitáveis cumprimentos,

Pedro Brito
(pedromobrito@gmail.com)

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#349469 | osv123 | 22 Ago 2014 02:42 | Em resposta a: #312

Sou um Lopes de albuquerque meu e-mail é osvaldo_albuquerque@hotmail.com.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#350865 | frankvale | 04 Out 2014 22:52 | Em resposta a: #312

Boa noite,

Encontrei o seu tópico e pensei que me pudesse ajudar. Sou descendente de uma familia Vale de Tamel . Veríssimo. se lhe der o nome dos meus antepassados que conheço ajuda-me?

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#350880 | ajtrigueir | 05 Out 2014 01:41 | Em resposta a: #312

Concerteza que talvez possa ajudar. Envie-me o que sabe.
Cumprimentos
António Trigueiros

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352637 | sergia | 03 Dez 2014 14:49 | Em resposta a: #312

Boa tarde!

Ao ler este seu tópico (já com algum tempo), fiquei com esperanças que talvez me pudesse ajudar na minha pesquisa relativamente aos meus antepassados de Barcelos.
Procuro mais informações sobre os pais de Rosa Severina (Barcelos, 20 de Jun de 1824 - 1 de Fev de 1865). Os seus pais são: Manuel José Rodrigues (no assento de batismo do neto, escreveram: Manuel José Rodrigues, o galego) e Teresa de Jesus (Barcelos, 4 de Jun de 1799).

Grata por qualquer tipo de ajuda!

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352638 | MPrata | 03 Dez 2014 15:21 | Em resposta a: #312

Caro ajtrigueiros,

Estes são os meus antepassados de Barcelos, dos quais gostaria de saber mais alguma coisa:

A) Joam Francisco, filho de Manuel Francisco e Jerónima Francisca; eram de São Mateus de Oliveira, julgo que era Barcelos e que agora é Delães-Famalicão; sei que casou em Ermesinde em 1-9-1750; sei que esteve no Brasil antes de casar.

B) Manoel Francisco (filho de João Francisco e Anna Gonçalves), que casou com Maria da Costa (filha de Manoel Francisco Borges e de Francisca da Costa); eram de Sam Martinho das Carvalhas – Barcelos; tiveram pelo menos um filho: Caetano Jozé de São Payo, que sei que foi pai em 1767 em Ermesinde.

C) Felipe José de Faria (filho de João de Faria e de Maria Luíza), que casou com Josefa Maria Alves (filha de Benta Alves); eram de Remelhe – Barcelos; sei que foram avós em 1825 em Ermesinde.

Obrigado.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352639 | MMSA | 03 Dez 2014 16:38 | Em resposta a: #312

Boa tarde
Esses livros paroquiais estão disponíveis on line pelo que pode pesquisar,
A freguesia de S. Mateus de Oliveira pertence a Vila Nova de Famalicão, tal como Delães. No site do tombo.pt acede facilmente aos livros paroquiais.
Cumprimentos
Manuela Alves

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352648 | pcelta | 04 Dez 2014 09:19 | Em resposta a: #312

Bom dia,

Tenho a noticia de um irmão de Felipe José de Faria, salvo erro de nome João, que casou na vizinha freguesia de Góios (Santa Maria de) com descendência...

Cumprimentos,

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352651 | MPrata | 04 Dez 2014 10:43 | Em resposta a: #312

Cara MMSA,

Infelizmente os livros não estão disponíveis, relativos a São Mateus de Oliveira e a Remelhe .

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352652 | MPrata | 04 Dez 2014 10:44 | Em resposta a: #312

Caro pcelta,

Se não for pedir muito, gostaria de saber os ascendentes de Felipe José de Faria, e de onde eram.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352653 | emmaviz | 04 Dez 2014 11:36 | Em resposta a: #312

Prezado Antonio,
Voce escreveu... "Se eventualmente lhe interessar os meus trabalhos sobre os Fiuzas, os Correias de Vasconcelos, os Lopes de Araújo e os Miranda Aviz, onde se desenvolve a descendencia dos seus parentes, diga-me que envio. Cumprimentos amigos António Júlio Trigueiros"
Seria possivel enviar-me os seus estudos referentes a minha familia, os " de Miranda Aviz" ?
Aproveito para felicita-lo pelo seu excelente trabalho aqui. Atenciosamente. Eduardo Aviz

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352654 | pcelta | 04 Dez 2014 11:42 | Em resposta a: #312

Bom dia,

Eram de Remelhe. Mais logo indico informação adicional.

Cumprimentos,
PCelta

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352659 | MMSA | 04 Dez 2014 13:37 | Em resposta a: #312

Sorte sua pertencerem ao Arquivo Distrital de Braga, pois estáo disponíveis on line no Family Search. Aqui vão as ligações:
Remelhe http://goo.gl/AZLtEG
S. Mateus de Oliveira http://goo.gl/1dCRhb
Boas pesquisas
Cumprimentos
Manuela Alves

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352660 | MPrata | 04 Dez 2014 14:05 | Em resposta a: #312

Muito obrigado.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352675 | pcelta | 04 Dez 2014 22:20 | Em resposta a: #312

Boa noite,

Afinal não se tratava de quem eu pensava...
Filipe José de Faria nasceu a 28/04/1765 no lugar da Lama em Remelhe.

Cumprimentos,

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352679 | MPrata | 05 Dez 2014 08:49 | Em resposta a: #312

Obrigado.

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352792 | Pedro SP | 09 Dez 2014 21:21 | Em resposta a: #312

Caros confrades,

Um antepassado meu, José Romão de Souza, nascido na Vila de Barcelos casou-se na freguesia do Souto de Aguiar da Beira e por lá constitui família apartir de 1780.

Segundo os registos de baptismo dos seus filhos, a ascendência de José Romão de Souza era Bento Carneiro, da Vila de Barcelos e Maria de Seixas, do lugar do Cadilhe, Bispado de Braga.

Alguém já se cruzou com este casal nas suas pesquisas?

Muito obrigado,

Pedro

Resposta

Link directo:

RE: Famílias de Barcelos

#352858 | Pedro SP | 11 Dez 2014 21:41 | Em resposta a: #312

Renovo o pedido

Resposta

Link directo:

Mensagens ordenadas por data.
A hora apresentada corresponde ao fuso GMT.
Hora actual: 29 Dez 2014, 10:57

Enviar nova mensagem

Por favor, faça login ou registe-se para usar esta funcionalidade

Settings / Definiciones / Definições / Définitions / Definizioni / Definitionen